Librianos / balanças para a alma

22 de novembro de 2007 ·

Todos nós, enquanto Espírito, escolhemos a data do nosso nascimento. E todos temos um mapa astral. Um dos aspectos mais salientes do nosso mapa astrológico é a escolha que fazemos onde deve estar o Sol num dos 12 signos do zodíaco. Se escolhemos vivenciar este signo em contreto, para além de todos os aspectos indicados na carta, há sempre uma razão muito forte para tal para tal.
As coisas que nos estão destinadas, formam parte de nós, desde sempre, dentro da estrutura cósmica a que pertencemos. Foram escolhidas por nós, como potencial para o desenvolvimento pessoal, evolução espiritual, elevando assim os níveis de consciência que somos nesta reencarnação.
Todos os signos podem ser vividos em 3 níveis evolutivos diferentes. No entanto, a maioria de nós, por motivos que não vêm ao caso, escolhem vibrar apenas as experiências do primeiro e segundo nível evolutivo.
Tenham em atenção que o que aqui lerem fala apenas das características puras deste signo. Mas o seu Sol faz aspectos a outros planetas, além de que existe o resto do seu mapa, podendo dar-se o caso de não se identificar com todo o texto... ou talvez não o queira.


As pessoas nascidas entre 23 de Setembro e 23 de Outubro pertencem ao signo Balança.
Este signo tem como regente: Vénus.
O regente da Alma (esotérico) deste signo é Urano.
A frase que melhor define este signo: “Eu equilibro”.
O signo Balança apresenta estas características positivas básicas:
Cooperativo, amistoso, imparcial, diplomata, sociável.
O lado menos luminoso do Balança pode apresentar-se assim:
Inconstante, apático, intrigante, rabugento, indeciso.
Acção luminosa de Balança:
O juíz sábio.
Acção sombria de Balança:
O indeciso, o pedante.
Pensamento luminoso de Balança:
O intelectual esteta.
Pensamento sombrio de Balança:
A pessoa volúvel.
Sentimentos luminosos de Balança:
O pacificador.
Sentimentos sombrios de Balança:
A pessoa que não se compromete.

Nascer com este signo significa que a pessoa vem aprender a cultivar e desenvolver estas características:
Tolerância, partilha, devoção, precisão no detalhe, receptividade às ideias dos outros.

Uma visão demasiado generalista de Balança:
Símbolo (glifo): Uma balança.
Ilustração popular: É representado por uma balança
Regência: Vénus 
Elemento: Ar
Qualidade: Cardinal
Casa correspondente: 7 (VII)
Frase: Eu equilibro.
Palavras-chave: Harmonia
Signo oposto: Carneiro 
Anatomia: Rins, apêndice, parte inferior das costas, glândulas supra-renais.

• Balança é um signo do ar, regido pelo planeta Vénus.
• Os nativos de Balança têm um sentido de estética e de arte.
• São delicados, diplomáticos, complacentes, charmosos e ag
radáveis; aspiram à harmonia, à justiça e ao equilíbrio.
• O comportamento e as palavras são meigos, delicados e ternos.
• São liberais e tolerantes, e compreendem que a imperfeição faz parte da natureza humana.
• Detestam a injustiça e, frequentemente, defendem as vítimas. Em termos de religião, apreciam mais as doutrinas superiores do que as cerimónias e os rituais.

• A imaginação fértil torna-os originais, inventivos e intuitivos.
• Em conjunto com um raciocínio bem equilibrado, podem ter uma destreza filosófica ou científica.
• Procuram criar e apreciar ambientes pacíficos e alegres, e são anfitriões perfeitos.
• Como nasceram para constituir lares, conseguem tornar qualquer ambiente acolhedor e caseiro com a ajuda de ornamentos e cores que
ntes.
• Gostam de viajar e ver coisas interessantes e bonitas.
• Mesmo que se vejam obrigados a permanecer num local ou num emprego por muito tempo, a sua natureza agradável torna essa tarefa suportável.
• Adaptam-se facilmente a situações de mudança.
• Os nativos de Balança detestam conflitos ou confrontos que ameacem a respectiva harmonia e equilíbrio, como tal fazem todos os esforços para os evitar.
• Normalmente são pessoas moderadas e tendem a fazer concessões quanto às suas opiniões, de forma a não serem arrastados para discussões.
• A natureza conciliatória pode atingir um certo ponto e fazer com que os nativos deste signo pareçam ser pessoas fracas.
• São bastante ingénuos, porque tendem a compreender que nem todas as pessoas partilham a abundância de amor e de boa vontade para com as outras.
• São enganados facilmente.
• A necessidade de popularidade provém de um grande medo de solidão.
• Tentam agradar toda a gente.
• O ponto fraco é a incapacidade de dizer “não” com medo de magoar os sentimentos de alguém.
• Têm tanto cuidado em não ofender alguém que, normalmente, são eles que ficam descontentes.
• Seria uma boa ideia aprenderem a ser mais optimistas.
• Os nativos de Balança têm dificuldade em expressar a raiva, por isso demoram a ficar zangados, mas quando ficam tudo o que não conseguiram dizer anteriormente sai como uma torrente.
• A raiva diminui rapidamente, deixando-os abalados, porém sem guardar rancor.
• A integridade e a capacidade de pesar, comparar e avaliar os factos significa que conseguem atingir uma decisão sensata e imparcial.
• Apesar de serem pessoas emotivas, não permitem que as emoções interfiram na justiça.
• Os nativos de Balança gostam mais de trabalhar para e com outras pessoas do que serem trabalhadores independentes.
• Têm uma grande necessidade de parceria pessoal e profissional para se sentirem realizados.
• Neste contexto, deve-se salientar que a sétima casa, paralela a Balança, é a Casa da parceria e do casamento.
• Devido ao sentido extremamente desenvolvido de justiça e jogo limpo, esperam que os companheiros sejam leais e que invistam o mesmo esforço que eles.
• Uma vez que Balança é um signo do ar, os nativos tendem a ser intelectuais ou ávidos de conhecimento e de estímulos cerebrais.
• Sobressaem na análise dos acontecimentos sociais, sobretudo em tudo que esteja relacionado com a psicologia e as relações interpessoais.
• É frequente haver estudos superiores — especialmente historiadores, que conseguem imaginar a riqueza do passado — mas também podem ser conselheiros, intermediários, pacificadores e solucionadores de problemas pessoais.
• Se, no entanto, forem muito calmos e despreocupados, podem não tirar o máximo proveito dos respectivos talentos, preferindo ir pela via mais fácil do que levar a cabo o esforço necessário para realizar o seu potencial.
• A nível profissional, os nativos de Balança são bem sucedidos em quase tudo que queiram fazer.
• Uma vez que tendem para os contactos sociais e para lidar com o público, as profissões adequadas são as relações públicas, a psicologia social e a participação em equipas de acção.
• Devido ao sentido de estética bastante desenvolvido, sobressaem na pintura, na música, na poesia, na escrita, na escultura, na moda, no estilismo, no paisagismo, entre outras.
• O sentido de equilíbrio e os grandes poderes de justiça significam que são adequados para seguirem um curso de direito, e as soberbas capacidades decisivas fazem com que se adaptem bem às carreiras militares e navais.
• Têm um excelente sentido financeiro e podem ser bons contabilistas.
• Na amizade e no amor, são fiéis, felizes e carinhosos, delegando sempre os seus interesses para último lugar.
• No casamento, são os melhores companheiros possíveis, porque conseguem pôr o ego de parte e ver as coisas do ponto de vista do(a) companheiro(a).
• Utilizam o gigantesco armazém de afecto para encobrir as pequenas falhas normais de um casamento e deitam tudo para trás das costas para agradar o(a) companheiro(a), por vezes às suas custas, porque não querem ofender, dizendo realmente como se sente.
• Esta posição predispõe o nativo a ter uma sorte superior à média e concede também o sentido do grupo e um gosto evidente pela política, a justiça, a religião e a diplomacia.
• O nativo tem uma natureza sensível e refinada; tem horror à grosseria em geral. Há uma grande possibilidade de várias uniões no sentido alargado da palavra, o que predispõe o nativo a ter problemas ou processos ligados aos casamentos ou às associações.
• O nativo deste signo é muito sensível a res
peito das outras pessoas; esforça-se muito por ser amado, procura constantemente o seu equilíbrio.
• Ele age e reage muitas vezes em função da sua emotividade e dos seus estados de alma.
• No domínio fisiológico, as partes vulneráveis dos seu corpo são: os rins, as glândulas supra-renais, as vértebras lombares, a bexiga, a uretra, apêndice, parte inferior das costas.
• O nativo deste signo toma muito cuidado c
om a sua pessoa e não se poupa a esforços para se sentir bem na sua pele.
• Com a idade, tem tendência para ficar corpulento. Obriga-se então a seguir um regime adequado para recuperar a sua silhueta; coisa curiosa, por vezes consegue. Ele é um pouco do tipo bicolor, cora ou empalidece facilmente em função das suas emoções.
• Quando os dois luminares estão no signo da Balança, o nativo apresenta uma grande sensibilidade ao frio, sobretudo nas extremida
des dos braços e das pernas.
• O nativo deverá prestar uma atenção especial aos rins e ao aparelho urinário; com a idade, há um risco evidente de desenvolver patologias a este nível.
• Além disso, deve ser muito prudente quando manipular objectos pesados, pois há um risco de problemas a nível lombar.
• Um pouco de exercício e uma alimentação equilibrada, não demasiado salgada, permitirão que o nativo viva uma velhice tranquila.
• No campo da saúde, os pontos vulneráveis são os rins, a região lombar e a pele; é na pele que têm mais problemas.
• Têm tendência a tensões nervosas, como tal, deveriam evitar a ansiedade e a depressão.
• No Zodíaco, o signo de Balança, que busca harmonia, equilíbrio e companheirismo, está localizado no lado oposto a Carneiro, que é caracterizado pelo egocentrismo e por uma atracção pelas lutas e pelas batalhas.

Que são os níveis evolutivos?
Todas as reencarnações têm como objectivo a passagem da negatividade para a positividade. É experimentar, na prática, a dualidade do ser humano. Todos os signos possuem os seus lados luminosos, assim como os seus lados sombrios. O que o ser humano vem fazer é aprender a dominar melhor os seus instintos mais básicos e primários, conseguindo sublimá-los em atitudes de maior elevação.
Damos a seguir um exemplo significativo. Se alguém é sistematicamente rude com os outros, obviamente que vem aprender a crescer para um outro nível evolutivo. Vem claramente aprender a não ser rude, a aprender a ter consideração pelos demais. Vem aprender (habitualmente com muito esforço) a ter uma atitude menos violenta. O fala-barato vem aprender a ser comedido. O egoísta vem aprender a amar os outros. Enfim, poderíamos aqui eternizar-nos em exemplos, que penso já serem da vossa compreensão.
Aceitem-se a amem-se como são. Gostem de vocês como são. Essa é a vossa experiência nesta reencarnação. Mas se puderem fazer algum esforço de trabalharem questões que vos inatas, só têm a ganhar com isso, pois significa que ao escolherem o signo que têm nesta vida, tinham consciência que poderiam melhor imenso todas essas questões.


Níveis evolutivos de Balança
Aprender a recolher todas as informações necessárias para a decisão correcta.
Balança é um signo duplo, o 2º nível do elemento Ar do zodíaco, é regido por Vénus. Traduz aempatia emocional que nasce do prazer de relacionamento. Por ela se transcende a divisão entre o Eu e o outro, o peso de um Universo dividido.
Em Balança surge a primeira emoção de Unidade a dois, única vibração que permite ao Eu solitário sair da sua prisão interior. É o Amor, estado superior de um lento processo evolutivo. O Amor nasce de um sentimento de identificação. É o encontro do ser consigo, com o que lhe falta de si, através do outro a quem ama.
Nesse sentidoAmar é descobrir no outro isso que em nós desconhecemos, o que não sabemos de nós próprios e que o Ser Amado pelo Amor nos revela. Como se através dele existíssemosmais, como se só então, pelo dinamismo do relacionamento, pudéssemos existir na totalidade.
0 outro é o espelho, o pólo exterior da minha imagem interior, nele de completa e fecha o ciclo da minha identidade. Esta é a experiência do signo de Balança, o reencontro da unidade na dualidade, pelo prazer de Amar. Signo dual, aéreo, versátil, de complementaridade venusiana, a Balança activa sem reservas mentais qualquer diálogo que adquira uma tonalidade emotiva.
Presente no diálogo, na palavra, Vénus em Balança ama sem possuir. Não discrimina, mas intui o que existe de idêntico em cada ser humano. Vive a emoção do amor pela troca de conhecimento.Em Balança, amado aparece como pólo oposto complementar, o que me faz conhecer inteiro, uno, total.
0 Amor integra uma tensão de opostos. Transcende uma oposição, a confrontação de duas personalidades, daí uma alegria nasce, e com ela, o sentimento de plenitude inerente ao prazer de amar. Amar é ver, conhecer, valorizar. Ao valorizar há encontro de mim no outro, projecção amorosa.
Só esta liberta o homem da dualidade, do conflito, da contradição. Amar é unir, refazer o mundo.Ordenar o caos aparente, transformar o caos em Cosmos. Apreender no efémero o que não pode morrer.
Regente: Vénus
Na Casa 7:
1º nível de evolução: Vive-se a primeira experiência amorosa, o encontro do eu com o outro. 0 primeiro impacto de relacionamento emocional frente a alguém com quem me identifico.
2º nível de evolução: outro aparece como meu espelho complemento. Neste nível vive-se a lenta, conflitual e fundamental experiência da aprendizagem do Amor. Quando, ao projectar-me emocionalmente por identificação, o outro me devolve a face obscura do que de mim não sei. 0 outro é o espelho do que de mim me falta saber. A dor de amor acontece sempre que o espelhonão me devolve o melhor de mim, quando me reduz em vez de ampliar. Há que partir o espelho e aceitar uma dolorosa recuperação emocional. A maturidade amorosa consiste em inteligir esteprocesso. Ao denunciar o irrealismo da projecção e ilusão da expectativa, só então se atinge o equilíbrio amoroso, nascido de uma recuperação interior, de uma centragem emocional, de uma conquista de liberdade. O Amor acontece quando por ressonância o outro me devolve quem eu sou. Quando o seu olhar sobre mim me amplia e revela a minha maior dimensão. Do prazer de reconhecimento de mim no outro nasce uma empatia, a verdadeira emoção venusiana.
3º nível de evolução: É a vivência do Amor. 0 prazer de relacionamento sentido como troca, no dar e receber em liberdade. A tensão amorosa eu-outro é a força actuante do encontro comigo, a consciência do um-a-dois. Quando o que não podemos saber de nós próprios sozinhos o ser amado pelo seu amor nos revela. Só o Amor faz sair o Eu da sua prisão interior, do seuseparatismo solitário. Só o Amor liberta da divisão do mundo. Por ser o pólo exterior da minha imagem interior, o outro completa e fecha o ciclo da minha identidade.

Conheça os homens e mulheres deste signo

O que esperar do homem Balança:
Activo e inteligente, com uma ou duas palavras bem escolhidas, este homem consegue convencê-la de quase tudo. É bem sucedido no trabalho, popular junto de todos, e conta com a reputação de mudar de ideias e de namoradas num abrir e fechar de olhos. Se não estiver com atenção isto pode tornar-se-lhe confuso.
Deixe-me expor-lhe bem o assunto. Seja qual for o motivo que o leve a mudar de ideias, isso não porá em causa nenhum valor básico. Ele é capaz de persuadir qualquer um mas quando são as suas emoções que estão em jogo, ele luta por coisas como a honra. Sonhos e honra, são estes que o vinculam e o prendem.
Sim, ele é namoradeiro, e sim, passará de uma relação para outra porque não suporta a solidão. Um conhecedor da beleza, tem fama de preferir uma boa estrutura óssea. Mas uma vez encontrada a mulher dos seus sonhos, assume o compromisso. A sua vida é uma busca da harmonia. Os seus familiares são muitos e ele tira disso partido.
O ambiente da sua primeira infância tem uma particularidade: os seus pais protagonizavam uma espécie de inversão de papéis. A sua mãe era, provavelmente, a que tinha o papel dominante e pode ter contribuído fortemente para o casamento a nível financeiro. Era igualmente um pouco distante e reservada no plano afectivo.
O pai dele, por outro lado, era extremamente efusivo e terno. Por este motivo, ele não está muito seguro dos papéis a desempenhar no casamento e frequentemente isso leva a discussões nos seus relacionamentos.
É atreito a muitas mudanças de residência, por isso fixe, na memória, o número de beneficiário da Segurança Social dele ou qualquer outra coisa permanente. Os filhos concretizarão muitas das esperanças e desejos dele mesmo.

O que esperar da mulher Balança:
Amorosa e de covinhas nas faces, ela surge flexível e preparada para assumir compromissos. Poderá ser insegura, mesmo indecisa. Ela contará consigo, o seu ”amigo”, “paizinho”, “amorzinho”, para a ajudar a enfrentar as crises da semana. É incapaz de se governar sozinha. Alto aí! Recomponha-se, amigo! Não é ela quem dirige a sua própria empresa?
Não é ela a candidata doutorada? Isto faz parte da sua sedução. É óptimo alinhar no jogo, mas nunca confunda o seu desamparo com algo que não seja um plano cuidadosamente elaborado para o fazer cair na armadilha.
Esta mulher é muito forte. Não que não seja desejável, ou até considerada um óptimo partido. Mas ela haverá de conseguir fazê-lo saltar através de arcos para acrobacias se acaso for isso o que ela quer.
É perita em persuasão e não se coibirá de o levar a casar-se com ela, a mudar-se para outra cidade, a converter-se a outra religião, ou a alterar a sua vocação. Nos ascendentes zodiacais, não há mulher que se lhe compare quando toca a “domar” o seu homem. Se procura uma ditadora benevolente, não prossiga a busca.
Em troca terá uma casa acolhedora, uma esposa invulgarmente atractiva e inteligente, e uma perita em receber. Ela nunca admitirá que é manipuladora e nunca ninguém chegará a adivinhar que não é você quem conduz a vida dela. Você até poderá armar-se em mandão em frente dos seus amigos.
Ela não falará mal de si às amigas dela, a menos que esteja a atravessar uma crise. Claro que, por essa altura, ela poderá já estar “com um pé fora e outro dentro”. Ela idealiza o seu parceiro, está apaixonada pelo amor, e propõe-lhe jantares à luz das velas. Irá acampar consigo, andar na sua mota, ajudá-lo a estudar para os exames, tornar-se - a ela própria - indispensável. Quando gosta, gosta sem reservas.
Fá-lo porque, para a nativa de ascendente Balança, uma vida sem um companheiro torna-se-lhe insuportável. Ela existe pura e simplesmente para o amor. Naturalmente atractiva para todos, a nativa de ascendente Balança conhece, desde cedo, algumas vantagens decorrentes dessa situação.
Uma vez que os relacionamentos se revelam cruciais para ela, não surpreende que, regra geral, tenha muitos parentes. Embora o seu casamento se possa revelar intempestivo, ela procura constantemente uma relação ideal e harmoniosa.
Existe uma possibilidade dela vir a receber uma herança e prevêem-se muitas alterações em questões de carreira. Os filhos dela são invulgarmente bem sucedidos, podendo vir a tornar-se altas individualidades.
Atreita a erróneos ou confusos diagnósticos médicos, precisa, frequentemente, de segundos pareceres clínicos sobre os seus problemas de saúde. Nutre um fascínio por viagens e pela educação que se manterá pela vida inteira.

Ascendente em Balança
A primeira abordagem à vida é feita através do Ar Cardinal: acção dirigida para o relacionamento e a comunicação. Com Balança ascendente, a expressão pessoal é pensada, medida e considerada, levando sempre em conta a opinião ou a reacção dos outros. A atitude geral é de cooperação e de busca de harmonia.
Pode haver uma qualidade estética e uma elegância natural nos gestos, na fala e na escolha de roupas e adornos. O sentido de justiça e de equilíbrio inerente a este signo conferem-lhe graça e harmonia.
Podem, contudo, tornar-se factores obstaculizantes sempre que as circunstâncias exigem decisões directas e imediatas. Quando tem de actuar sozinho e de escolher por si mesmo, o indivíduo pode sentir-se perdido.
Em casos mais extremos, a tendência para se apoiar nos outros degenera em sociabilidade exagerada, falta de descriminação nos relacionamentos, inércia, preguiça e dependência emocional.
Quando aprende a equilibrar a sua necessidade de ouvir os outros e os seus próprios desejos e vontades, o indivíduo com este ascendente ganha a capacidade de harmonizar com ligeireza e desembaraço todas as polaridades da vida: eu/outro; pessoal/social; formal/informal; mundano/sagrado. O tipo físico associado a este ascendente é proporcionado, naturalmente ágil e elegante, apesar de um pouco roliço e com tendência a ganhar peso. Atencioso, afável, amável e afectuoso.
O destino encontra-se, em grande parte, nas mãos dos outros e há muito pouca latitude para moldar ou alterar as circunstâncias, estando os nativos controlados principalmente pelo sentimento e a intuição, mais do que pela razão.
O nativo é aguçado na observação, amante de estabelecer comparações e geralmente muito artístico, refinado e sinceramente compassivo. Não existe muita energia ou incentivo para a acção e, por conseguinte, a vida tende e decorrer sem afastamentos e o nativo é muito propenso a apoiar-se nos outros.

Predisposição psico-física do signo
Alterações no quadro glandular linfático. Adiposidade. Pronunciados problemas nos pés devido a doenças do metatarso. Enfermidades do fígado, dos rins e das veias.
Anatomia: Rins, apêndice, parte inferior das costas, glândulas supra-renais.

0 comentários:

22 de novembro de 2007

Librianos / balanças para a alma

Todos nós, enquanto Espírito, escolhemos a data do nosso nascimento. E todos temos um mapa astral. Um dos aspectos mais salientes do nosso mapa astrológico é a escolha que fazemos onde deve estar o Sol num dos 12 signos do zodíaco. Se escolhemos vivenciar este signo em contreto, para além de todos os aspectos indicados na carta, há sempre uma razão muito forte para tal para tal.
As coisas que nos estão destinadas, formam parte de nós, desde sempre, dentro da estrutura cósmica a que pertencemos. Foram escolhidas por nós, como potencial para o desenvolvimento pessoal, evolução espiritual, elevando assim os níveis de consciência que somos nesta reencarnação.
Todos os signos podem ser vividos em 3 níveis evolutivos diferentes. No entanto, a maioria de nós, por motivos que não vêm ao caso, escolhem vibrar apenas as experiências do primeiro e segundo nível evolutivo.
Tenham em atenção que o que aqui lerem fala apenas das características puras deste signo. Mas o seu Sol faz aspectos a outros planetas, além de que existe o resto do seu mapa, podendo dar-se o caso de não se identificar com todo o texto... ou talvez não o queira.


As pessoas nascidas entre 23 de Setembro e 23 de Outubro pertencem ao signo Balança.
Este signo tem como regente: Vénus.
O regente da Alma (esotérico) deste signo é Urano.
A frase que melhor define este signo: “Eu equilibro”.
O signo Balança apresenta estas características positivas básicas:
Cooperativo, amistoso, imparcial, diplomata, sociável.
O lado menos luminoso do Balança pode apresentar-se assim:
Inconstante, apático, intrigante, rabugento, indeciso.
Acção luminosa de Balança:
O juíz sábio.
Acção sombria de Balança:
O indeciso, o pedante.
Pensamento luminoso de Balança:
O intelectual esteta.
Pensamento sombrio de Balança:
A pessoa volúvel.
Sentimentos luminosos de Balança:
O pacificador.
Sentimentos sombrios de Balança:
A pessoa que não se compromete.

Nascer com este signo significa que a pessoa vem aprender a cultivar e desenvolver estas características:
Tolerância, partilha, devoção, precisão no detalhe, receptividade às ideias dos outros.

Uma visão demasiado generalista de Balança:
Símbolo (glifo): Uma balança.
Ilustração popular: É representado por uma balança
Regência: Vénus 
Elemento: Ar
Qualidade: Cardinal
Casa correspondente: 7 (VII)
Frase: Eu equilibro.
Palavras-chave: Harmonia
Signo oposto: Carneiro 
Anatomia: Rins, apêndice, parte inferior das costas, glândulas supra-renais.

• Balança é um signo do ar, regido pelo planeta Vénus.
• Os nativos de Balança têm um sentido de estética e de arte.
• São delicados, diplomáticos, complacentes, charmosos e ag
radáveis; aspiram à harmonia, à justiça e ao equilíbrio.
• O comportamento e as palavras são meigos, delicados e ternos.
• São liberais e tolerantes, e compreendem que a imperfeição faz parte da natureza humana.
• Detestam a injustiça e, frequentemente, defendem as vítimas. Em termos de religião, apreciam mais as doutrinas superiores do que as cerimónias e os rituais.

• A imaginação fértil torna-os originais, inventivos e intuitivos.
• Em conjunto com um raciocínio bem equilibrado, podem ter uma destreza filosófica ou científica.
• Procuram criar e apreciar ambientes pacíficos e alegres, e são anfitriões perfeitos.
• Como nasceram para constituir lares, conseguem tornar qualquer ambiente acolhedor e caseiro com a ajuda de ornamentos e cores que
ntes.
• Gostam de viajar e ver coisas interessantes e bonitas.
• Mesmo que se vejam obrigados a permanecer num local ou num emprego por muito tempo, a sua natureza agradável torna essa tarefa suportável.
• Adaptam-se facilmente a situações de mudança.
• Os nativos de Balança detestam conflitos ou confrontos que ameacem a respectiva harmonia e equilíbrio, como tal fazem todos os esforços para os evitar.
• Normalmente são pessoas moderadas e tendem a fazer concessões quanto às suas opiniões, de forma a não serem arrastados para discussões.
• A natureza conciliatória pode atingir um certo ponto e fazer com que os nativos deste signo pareçam ser pessoas fracas.
• São bastante ingénuos, porque tendem a compreender que nem todas as pessoas partilham a abundância de amor e de boa vontade para com as outras.
• São enganados facilmente.
• A necessidade de popularidade provém de um grande medo de solidão.
• Tentam agradar toda a gente.
• O ponto fraco é a incapacidade de dizer “não” com medo de magoar os sentimentos de alguém.
• Têm tanto cuidado em não ofender alguém que, normalmente, são eles que ficam descontentes.
• Seria uma boa ideia aprenderem a ser mais optimistas.
• Os nativos de Balança têm dificuldade em expressar a raiva, por isso demoram a ficar zangados, mas quando ficam tudo o que não conseguiram dizer anteriormente sai como uma torrente.
• A raiva diminui rapidamente, deixando-os abalados, porém sem guardar rancor.
• A integridade e a capacidade de pesar, comparar e avaliar os factos significa que conseguem atingir uma decisão sensata e imparcial.
• Apesar de serem pessoas emotivas, não permitem que as emoções interfiram na justiça.
• Os nativos de Balança gostam mais de trabalhar para e com outras pessoas do que serem trabalhadores independentes.
• Têm uma grande necessidade de parceria pessoal e profissional para se sentirem realizados.
• Neste contexto, deve-se salientar que a sétima casa, paralela a Balança, é a Casa da parceria e do casamento.
• Devido ao sentido extremamente desenvolvido de justiça e jogo limpo, esperam que os companheiros sejam leais e que invistam o mesmo esforço que eles.
• Uma vez que Balança é um signo do ar, os nativos tendem a ser intelectuais ou ávidos de conhecimento e de estímulos cerebrais.
• Sobressaem na análise dos acontecimentos sociais, sobretudo em tudo que esteja relacionado com a psicologia e as relações interpessoais.
• É frequente haver estudos superiores — especialmente historiadores, que conseguem imaginar a riqueza do passado — mas também podem ser conselheiros, intermediários, pacificadores e solucionadores de problemas pessoais.
• Se, no entanto, forem muito calmos e despreocupados, podem não tirar o máximo proveito dos respectivos talentos, preferindo ir pela via mais fácil do que levar a cabo o esforço necessário para realizar o seu potencial.
• A nível profissional, os nativos de Balança são bem sucedidos em quase tudo que queiram fazer.
• Uma vez que tendem para os contactos sociais e para lidar com o público, as profissões adequadas são as relações públicas, a psicologia social e a participação em equipas de acção.
• Devido ao sentido de estética bastante desenvolvido, sobressaem na pintura, na música, na poesia, na escrita, na escultura, na moda, no estilismo, no paisagismo, entre outras.
• O sentido de equilíbrio e os grandes poderes de justiça significam que são adequados para seguirem um curso de direito, e as soberbas capacidades decisivas fazem com que se adaptem bem às carreiras militares e navais.
• Têm um excelente sentido financeiro e podem ser bons contabilistas.
• Na amizade e no amor, são fiéis, felizes e carinhosos, delegando sempre os seus interesses para último lugar.
• No casamento, são os melhores companheiros possíveis, porque conseguem pôr o ego de parte e ver as coisas do ponto de vista do(a) companheiro(a).
• Utilizam o gigantesco armazém de afecto para encobrir as pequenas falhas normais de um casamento e deitam tudo para trás das costas para agradar o(a) companheiro(a), por vezes às suas custas, porque não querem ofender, dizendo realmente como se sente.
• Esta posição predispõe o nativo a ter uma sorte superior à média e concede também o sentido do grupo e um gosto evidente pela política, a justiça, a religião e a diplomacia.
• O nativo tem uma natureza sensível e refinada; tem horror à grosseria em geral. Há uma grande possibilidade de várias uniões no sentido alargado da palavra, o que predispõe o nativo a ter problemas ou processos ligados aos casamentos ou às associações.
• O nativo deste signo é muito sensível a res
peito das outras pessoas; esforça-se muito por ser amado, procura constantemente o seu equilíbrio.
• Ele age e reage muitas vezes em função da sua emotividade e dos seus estados de alma.
• No domínio fisiológico, as partes vulneráveis dos seu corpo são: os rins, as glândulas supra-renais, as vértebras lombares, a bexiga, a uretra, apêndice, parte inferior das costas.
• O nativo deste signo toma muito cuidado c
om a sua pessoa e não se poupa a esforços para se sentir bem na sua pele.
• Com a idade, tem tendência para ficar corpulento. Obriga-se então a seguir um regime adequado para recuperar a sua silhueta; coisa curiosa, por vezes consegue. Ele é um pouco do tipo bicolor, cora ou empalidece facilmente em função das suas emoções.
• Quando os dois luminares estão no signo da Balança, o nativo apresenta uma grande sensibilidade ao frio, sobretudo nas extremida
des dos braços e das pernas.
• O nativo deverá prestar uma atenção especial aos rins e ao aparelho urinário; com a idade, há um risco evidente de desenvolver patologias a este nível.
• Além disso, deve ser muito prudente quando manipular objectos pesados, pois há um risco de problemas a nível lombar.
• Um pouco de exercício e uma alimentação equilibrada, não demasiado salgada, permitirão que o nativo viva uma velhice tranquila.
• No campo da saúde, os pontos vulneráveis são os rins, a região lombar e a pele; é na pele que têm mais problemas.
• Têm tendência a tensões nervosas, como tal, deveriam evitar a ansiedade e a depressão.
• No Zodíaco, o signo de Balança, que busca harmonia, equilíbrio e companheirismo, está localizado no lado oposto a Carneiro, que é caracterizado pelo egocentrismo e por uma atracção pelas lutas e pelas batalhas.

Que são os níveis evolutivos?
Todas as reencarnações têm como objectivo a passagem da negatividade para a positividade. É experimentar, na prática, a dualidade do ser humano. Todos os signos possuem os seus lados luminosos, assim como os seus lados sombrios. O que o ser humano vem fazer é aprender a dominar melhor os seus instintos mais básicos e primários, conseguindo sublimá-los em atitudes de maior elevação.
Damos a seguir um exemplo significativo. Se alguém é sistematicamente rude com os outros, obviamente que vem aprender a crescer para um outro nível evolutivo. Vem claramente aprender a não ser rude, a aprender a ter consideração pelos demais. Vem aprender (habitualmente com muito esforço) a ter uma atitude menos violenta. O fala-barato vem aprender a ser comedido. O egoísta vem aprender a amar os outros. Enfim, poderíamos aqui eternizar-nos em exemplos, que penso já serem da vossa compreensão.
Aceitem-se a amem-se como são. Gostem de vocês como são. Essa é a vossa experiência nesta reencarnação. Mas se puderem fazer algum esforço de trabalharem questões que vos inatas, só têm a ganhar com isso, pois significa que ao escolherem o signo que têm nesta vida, tinham consciência que poderiam melhor imenso todas essas questões.


Níveis evolutivos de Balança
Aprender a recolher todas as informações necessárias para a decisão correcta.
Balança é um signo duplo, o 2º nível do elemento Ar do zodíaco, é regido por Vénus. Traduz aempatia emocional que nasce do prazer de relacionamento. Por ela se transcende a divisão entre o Eu e o outro, o peso de um Universo dividido.
Em Balança surge a primeira emoção de Unidade a dois, única vibração que permite ao Eu solitário sair da sua prisão interior. É o Amor, estado superior de um lento processo evolutivo. O Amor nasce de um sentimento de identificação. É o encontro do ser consigo, com o que lhe falta de si, através do outro a quem ama.
Nesse sentidoAmar é descobrir no outro isso que em nós desconhecemos, o que não sabemos de nós próprios e que o Ser Amado pelo Amor nos revela. Como se através dele existíssemosmais, como se só então, pelo dinamismo do relacionamento, pudéssemos existir na totalidade.
0 outro é o espelho, o pólo exterior da minha imagem interior, nele de completa e fecha o ciclo da minha identidade. Esta é a experiência do signo de Balança, o reencontro da unidade na dualidade, pelo prazer de Amar. Signo dual, aéreo, versátil, de complementaridade venusiana, a Balança activa sem reservas mentais qualquer diálogo que adquira uma tonalidade emotiva.
Presente no diálogo, na palavra, Vénus em Balança ama sem possuir. Não discrimina, mas intui o que existe de idêntico em cada ser humano. Vive a emoção do amor pela troca de conhecimento.Em Balança, amado aparece como pólo oposto complementar, o que me faz conhecer inteiro, uno, total.
0 Amor integra uma tensão de opostos. Transcende uma oposição, a confrontação de duas personalidades, daí uma alegria nasce, e com ela, o sentimento de plenitude inerente ao prazer de amar. Amar é ver, conhecer, valorizar. Ao valorizar há encontro de mim no outro, projecção amorosa.
Só esta liberta o homem da dualidade, do conflito, da contradição. Amar é unir, refazer o mundo.Ordenar o caos aparente, transformar o caos em Cosmos. Apreender no efémero o que não pode morrer.
Regente: Vénus
Na Casa 7:
1º nível de evolução: Vive-se a primeira experiência amorosa, o encontro do eu com o outro. 0 primeiro impacto de relacionamento emocional frente a alguém com quem me identifico.
2º nível de evolução: outro aparece como meu espelho complemento. Neste nível vive-se a lenta, conflitual e fundamental experiência da aprendizagem do Amor. Quando, ao projectar-me emocionalmente por identificação, o outro me devolve a face obscura do que de mim não sei. 0 outro é o espelho do que de mim me falta saber. A dor de amor acontece sempre que o espelhonão me devolve o melhor de mim, quando me reduz em vez de ampliar. Há que partir o espelho e aceitar uma dolorosa recuperação emocional. A maturidade amorosa consiste em inteligir esteprocesso. Ao denunciar o irrealismo da projecção e ilusão da expectativa, só então se atinge o equilíbrio amoroso, nascido de uma recuperação interior, de uma centragem emocional, de uma conquista de liberdade. O Amor acontece quando por ressonância o outro me devolve quem eu sou. Quando o seu olhar sobre mim me amplia e revela a minha maior dimensão. Do prazer de reconhecimento de mim no outro nasce uma empatia, a verdadeira emoção venusiana.
3º nível de evolução: É a vivência do Amor. 0 prazer de relacionamento sentido como troca, no dar e receber em liberdade. A tensão amorosa eu-outro é a força actuante do encontro comigo, a consciência do um-a-dois. Quando o que não podemos saber de nós próprios sozinhos o ser amado pelo seu amor nos revela. Só o Amor faz sair o Eu da sua prisão interior, do seuseparatismo solitário. Só o Amor liberta da divisão do mundo. Por ser o pólo exterior da minha imagem interior, o outro completa e fecha o ciclo da minha identidade.

Conheça os homens e mulheres deste signo

O que esperar do homem Balança:
Activo e inteligente, com uma ou duas palavras bem escolhidas, este homem consegue convencê-la de quase tudo. É bem sucedido no trabalho, popular junto de todos, e conta com a reputação de mudar de ideias e de namoradas num abrir e fechar de olhos. Se não estiver com atenção isto pode tornar-se-lhe confuso.
Deixe-me expor-lhe bem o assunto. Seja qual for o motivo que o leve a mudar de ideias, isso não porá em causa nenhum valor básico. Ele é capaz de persuadir qualquer um mas quando são as suas emoções que estão em jogo, ele luta por coisas como a honra. Sonhos e honra, são estes que o vinculam e o prendem.
Sim, ele é namoradeiro, e sim, passará de uma relação para outra porque não suporta a solidão. Um conhecedor da beleza, tem fama de preferir uma boa estrutura óssea. Mas uma vez encontrada a mulher dos seus sonhos, assume o compromisso. A sua vida é uma busca da harmonia. Os seus familiares são muitos e ele tira disso partido.
O ambiente da sua primeira infância tem uma particularidade: os seus pais protagonizavam uma espécie de inversão de papéis. A sua mãe era, provavelmente, a que tinha o papel dominante e pode ter contribuído fortemente para o casamento a nível financeiro. Era igualmente um pouco distante e reservada no plano afectivo.
O pai dele, por outro lado, era extremamente efusivo e terno. Por este motivo, ele não está muito seguro dos papéis a desempenhar no casamento e frequentemente isso leva a discussões nos seus relacionamentos.
É atreito a muitas mudanças de residência, por isso fixe, na memória, o número de beneficiário da Segurança Social dele ou qualquer outra coisa permanente. Os filhos concretizarão muitas das esperanças e desejos dele mesmo.

O que esperar da mulher Balança:
Amorosa e de covinhas nas faces, ela surge flexível e preparada para assumir compromissos. Poderá ser insegura, mesmo indecisa. Ela contará consigo, o seu ”amigo”, “paizinho”, “amorzinho”, para a ajudar a enfrentar as crises da semana. É incapaz de se governar sozinha. Alto aí! Recomponha-se, amigo! Não é ela quem dirige a sua própria empresa?
Não é ela a candidata doutorada? Isto faz parte da sua sedução. É óptimo alinhar no jogo, mas nunca confunda o seu desamparo com algo que não seja um plano cuidadosamente elaborado para o fazer cair na armadilha.
Esta mulher é muito forte. Não que não seja desejável, ou até considerada um óptimo partido. Mas ela haverá de conseguir fazê-lo saltar através de arcos para acrobacias se acaso for isso o que ela quer.
É perita em persuasão e não se coibirá de o levar a casar-se com ela, a mudar-se para outra cidade, a converter-se a outra religião, ou a alterar a sua vocação. Nos ascendentes zodiacais, não há mulher que se lhe compare quando toca a “domar” o seu homem. Se procura uma ditadora benevolente, não prossiga a busca.
Em troca terá uma casa acolhedora, uma esposa invulgarmente atractiva e inteligente, e uma perita em receber. Ela nunca admitirá que é manipuladora e nunca ninguém chegará a adivinhar que não é você quem conduz a vida dela. Você até poderá armar-se em mandão em frente dos seus amigos.
Ela não falará mal de si às amigas dela, a menos que esteja a atravessar uma crise. Claro que, por essa altura, ela poderá já estar “com um pé fora e outro dentro”. Ela idealiza o seu parceiro, está apaixonada pelo amor, e propõe-lhe jantares à luz das velas. Irá acampar consigo, andar na sua mota, ajudá-lo a estudar para os exames, tornar-se - a ela própria - indispensável. Quando gosta, gosta sem reservas.
Fá-lo porque, para a nativa de ascendente Balança, uma vida sem um companheiro torna-se-lhe insuportável. Ela existe pura e simplesmente para o amor. Naturalmente atractiva para todos, a nativa de ascendente Balança conhece, desde cedo, algumas vantagens decorrentes dessa situação.
Uma vez que os relacionamentos se revelam cruciais para ela, não surpreende que, regra geral, tenha muitos parentes. Embora o seu casamento se possa revelar intempestivo, ela procura constantemente uma relação ideal e harmoniosa.
Existe uma possibilidade dela vir a receber uma herança e prevêem-se muitas alterações em questões de carreira. Os filhos dela são invulgarmente bem sucedidos, podendo vir a tornar-se altas individualidades.
Atreita a erróneos ou confusos diagnósticos médicos, precisa, frequentemente, de segundos pareceres clínicos sobre os seus problemas de saúde. Nutre um fascínio por viagens e pela educação que se manterá pela vida inteira.

Ascendente em Balança
A primeira abordagem à vida é feita através do Ar Cardinal: acção dirigida para o relacionamento e a comunicação. Com Balança ascendente, a expressão pessoal é pensada, medida e considerada, levando sempre em conta a opinião ou a reacção dos outros. A atitude geral é de cooperação e de busca de harmonia.
Pode haver uma qualidade estética e uma elegância natural nos gestos, na fala e na escolha de roupas e adornos. O sentido de justiça e de equilíbrio inerente a este signo conferem-lhe graça e harmonia.
Podem, contudo, tornar-se factores obstaculizantes sempre que as circunstâncias exigem decisões directas e imediatas. Quando tem de actuar sozinho e de escolher por si mesmo, o indivíduo pode sentir-se perdido.
Em casos mais extremos, a tendência para se apoiar nos outros degenera em sociabilidade exagerada, falta de descriminação nos relacionamentos, inércia, preguiça e dependência emocional.
Quando aprende a equilibrar a sua necessidade de ouvir os outros e os seus próprios desejos e vontades, o indivíduo com este ascendente ganha a capacidade de harmonizar com ligeireza e desembaraço todas as polaridades da vida: eu/outro; pessoal/social; formal/informal; mundano/sagrado. O tipo físico associado a este ascendente é proporcionado, naturalmente ágil e elegante, apesar de um pouco roliço e com tendência a ganhar peso. Atencioso, afável, amável e afectuoso.
O destino encontra-se, em grande parte, nas mãos dos outros e há muito pouca latitude para moldar ou alterar as circunstâncias, estando os nativos controlados principalmente pelo sentimento e a intuição, mais do que pela razão.
O nativo é aguçado na observação, amante de estabelecer comparações e geralmente muito artístico, refinado e sinceramente compassivo. Não existe muita energia ou incentivo para a acção e, por conseguinte, a vida tende e decorrer sem afastamentos e o nativo é muito propenso a apoiar-se nos outros.

Predisposição psico-física do signo
Alterações no quadro glandular linfático. Adiposidade. Pronunciados problemas nos pés devido a doenças do metatarso. Enfermidades do fígado, dos rins e das veias.
Anatomia: Rins, apêndice, parte inferior das costas, glândulas supra-renais.

Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates