Úrano - características

23 de novembro de 2007 ·




Deslocação diária: cerca de 3' (excepto quando está retrógrado ou em alteração de movimento)

Tempo necessário para completar uma deslocação ao longo do zodíaco: cerca de 84 anos (aproximadamente sete anos por signo)

Retrogradação: uma vez por ano, durante cerca de 5 meses
Casa associada: décima primeira
Signo que rege: Aquário
Personagens simbolizadas: as pessoas revolucionárias, os rebeldes, os anarquistas, os inventores, os inconformistas.
Funções fundamentais: libertação das amarras emocionais, intelectuais, ideológicas e sociais, desapego e separação, impulso criativo prometeico (criação dum novo paraíso), insatisfação face à realidade e à materialidade, necessidade de mudança e de renovação, idealização intelectual, intuição e iluminação mental.
Valores positivos: inventividade, originalidade, criatividade, liberdade, independência, reformismo, tolerância, humanismo, inconformismo, dinamismo, energia, liberdade de pensamento, inspiração e intuição, vanguardismo, experimentalismo, genialidade, desinibição, desapego.
Comportamentos negativos: dogmatismo, obstinação, rigidez, irrealismo, fanatismo, individualismo narcisista, libertinagem, rebeldia, irresponsabilidade, desorganização, incapacidade de cooperação e de comprometimento, radicalismo, inquietude, agitação desestabilizadora, dispersividade, inconstância, extremismo, excentricidade, frieza emocional.
Outras representações e especificidades de Urano:
Urano procura, de forma drástica e veementemente, expressar a unicidade psíquica e espiritual de quem se reconhece para além da cultura e do colectivo onde se insere.
É o símbolo da insatisfação com a realidade existente, do despertar para uma situação diferente e libertadora, através da criatividade, da intuição, da inventividade, do idealismo e do desejo de romper e ultrapassar todas as situações limitantes e estáticas.
Simboliza a exigência em serem gerados novos impulsos de modo a que o indivíduo e a colectividade evoluam para novos rumos.
É uma das expressões, juntamente com Neptuno e Plutão, que promovem o abandono das estruturas cristalizadas e obsoletas; Urano, particularmente actua a nível da mente, numa esfera intelectual, orientada para a construção do futuro e apoiada na capacidade da humanidade em criar formas alternativas às naturais.
Urano, planeta que surge após Saturno, é uma contraparte de Saturno (como Júpiter e Neptuno também o são) bem como o remédio para combater as fraquezas saturninas: a rigidez das estruturas, a valorização do status quo, a submissão do indivíduo e da sua criatividade às regras colectivas instituídas, a fixação cristalizante na matéria e na realidade ordenada e limitante.
Urano traz a oposição às forças saturninas através da mudança, do amor ao que é heterodoxo e incomum, do desejo de libertação da matéria e da atracção pelo mundo do espírito e dos arquétipos.
É contudo importante reconhecer-se que quer as forças saturninas quer as uranianas (bem como as jupiterianas e as neptunianas) são imprescindíveis; nenhuma pode ser eliminada ou negligenciada permanentemente, pois cada uma tem o seu papel definido e regulador; apenas deve haver um equilíbrio dinâmico entre elas na vida duma pessoa, fazendo sentir-se a necessidade duma reacção uraniana a um excesso saturnino e de uma reacção saturnina a um excesso uraniano.

2 comentários:

Astrid Annabelle disse...
20 de janeiro de 2014 às 20:06  

Tenho uma afinidade grande com este astro...
Adorei seu texto...mas isso já nem é mais novidade.
Beijos meu querido António!

P.S. reparou que tiraram o contador de visitas... do seu blog e do meu... POIS É!!!!!
O meu marcava 518.046 visitas....

Astrid Annabelle disse...
21 de janeiro de 2014 às 11:06  

Já vi que seu contador de visitas voltou a funcionar... que bom.
beijos para um bom dia.
Astrid Annabelle

23 de novembro de 2007

Úrano - características




Deslocação diária: cerca de 3' (excepto quando está retrógrado ou em alteração de movimento)

Tempo necessário para completar uma deslocação ao longo do zodíaco: cerca de 84 anos (aproximadamente sete anos por signo)

Retrogradação: uma vez por ano, durante cerca de 5 meses
Casa associada: décima primeira
Signo que rege: Aquário
Personagens simbolizadas: as pessoas revolucionárias, os rebeldes, os anarquistas, os inventores, os inconformistas.
Funções fundamentais: libertação das amarras emocionais, intelectuais, ideológicas e sociais, desapego e separação, impulso criativo prometeico (criação dum novo paraíso), insatisfação face à realidade e à materialidade, necessidade de mudança e de renovação, idealização intelectual, intuição e iluminação mental.
Valores positivos: inventividade, originalidade, criatividade, liberdade, independência, reformismo, tolerância, humanismo, inconformismo, dinamismo, energia, liberdade de pensamento, inspiração e intuição, vanguardismo, experimentalismo, genialidade, desinibição, desapego.
Comportamentos negativos: dogmatismo, obstinação, rigidez, irrealismo, fanatismo, individualismo narcisista, libertinagem, rebeldia, irresponsabilidade, desorganização, incapacidade de cooperação e de comprometimento, radicalismo, inquietude, agitação desestabilizadora, dispersividade, inconstância, extremismo, excentricidade, frieza emocional.
Outras representações e especificidades de Urano:
Urano procura, de forma drástica e veementemente, expressar a unicidade psíquica e espiritual de quem se reconhece para além da cultura e do colectivo onde se insere.
É o símbolo da insatisfação com a realidade existente, do despertar para uma situação diferente e libertadora, através da criatividade, da intuição, da inventividade, do idealismo e do desejo de romper e ultrapassar todas as situações limitantes e estáticas.
Simboliza a exigência em serem gerados novos impulsos de modo a que o indivíduo e a colectividade evoluam para novos rumos.
É uma das expressões, juntamente com Neptuno e Plutão, que promovem o abandono das estruturas cristalizadas e obsoletas; Urano, particularmente actua a nível da mente, numa esfera intelectual, orientada para a construção do futuro e apoiada na capacidade da humanidade em criar formas alternativas às naturais.
Urano, planeta que surge após Saturno, é uma contraparte de Saturno (como Júpiter e Neptuno também o são) bem como o remédio para combater as fraquezas saturninas: a rigidez das estruturas, a valorização do status quo, a submissão do indivíduo e da sua criatividade às regras colectivas instituídas, a fixação cristalizante na matéria e na realidade ordenada e limitante.
Urano traz a oposição às forças saturninas através da mudança, do amor ao que é heterodoxo e incomum, do desejo de libertação da matéria e da atracção pelo mundo do espírito e dos arquétipos.
É contudo importante reconhecer-se que quer as forças saturninas quer as uranianas (bem como as jupiterianas e as neptunianas) são imprescindíveis; nenhuma pode ser eliminada ou negligenciada permanentemente, pois cada uma tem o seu papel definido e regulador; apenas deve haver um equilíbrio dinâmico entre elas na vida duma pessoa, fazendo sentir-se a necessidade duma reacção uraniana a um excesso saturnino e de uma reacção saturnina a um excesso uraniano.

2 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Tenho uma afinidade grande com este astro...
Adorei seu texto...mas isso já nem é mais novidade.
Beijos meu querido António!

P.S. reparou que tiraram o contador de visitas... do seu blog e do meu... POIS É!!!!!
O meu marcava 518.046 visitas....

Astrid Annabelle disse...

Já vi que seu contador de visitas voltou a funcionar... que bom.
beijos para um bom dia.
Astrid Annabelle

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates