Os Nódulos Lunares - Indicadores Cármicos

22 de novembro de 2007 ·

Os Nódulos Lunares - Indicadores Cármicos
Por Luís Aniceto
Os Nodos são os pontos, do céu definidos pela intercepção da órbita de um astro com a ecliptica, no presente caso quanto a Lua cruza a ecliptica de Sul para Norte chama-se a esse ponto Nodo Norte e quando cruza de Sul para Norte chama-se Nodo Sul.
O eixo que conjuga os dois nodos (do Sul ao Norte) indica a Via que o Ser escolheu seguir para levar a cabo o seu programa. O Nodo Sul recolhe em si as experiências das vidas precedentes, o Nodo Norte indica o fim que nesta vida têm que perseguir para executar o programa escolhido ou que aceitou. 
O Nodo tem um ciclo de 18 - 19 anos, isto significa que cada 18 - 19 anos o individuo tem a ocasião de renascer e de contribuir para as correcções colocadas em funcionamento no programa ou de aliviar os aspectos negativos do carma.
É necessário ter presente que no Nodo Norte estão abertas todas as possibilidades, ao contrário do Nodo Sul que impõem as condições a que se chama: inércia, apego, recusa, debilidade.
É portanto evidente que se o carma for muito pesado, poderá não ser suficiente uma só vida para dissolvê-lo por completamente, em caso contrário, de não ser muito denso, e com o exercício do equilíbrio energético, que faz fluir as energias entre os pólos opostos, podendo dissolvê-lo.
Todas as oposições planetárias que implicam ou não um retrógrado, indicam uma tensão energética que deve ser libertada, fazendo fluir energia.
Do mesmo modo isto pode ser activado entre o Nodo Sul e o Norte: deve-se utilizar positivamente isto que foi colocado à disposição do indivíduo pelo Nodo Sul para chegar ao Nodo Norte que deve funcionar como activador e como condutor.
No entanto, se inverter a circulação de energia ela desabará sobre a pessoa, nos seus próprios costumes, já vividos, no apego, na posse e repetir-se-á uma vez mais a lição, como uma dívida cármica mil vezes mais pesada!
Isto significa que é de vital importância compreender o significado dos Nodos Lunares nos Signos e nas Casas pelo recordo finalmente que o uso dessa energia é deixado ao livre-arbítrio (talvez!) do indivíduo.
Por sua vez, a energia primária que podemos utilizar activando certos pólos planetários é um pouco como uma faca: não é nem "boa" nem "má", é o uso que o indivíduo faz dela é que a converte em "boa" ou "má"
A Lua Negra ou Lilith é o segundo foco da ecliptica teórica desenhada pela Lua no seu percurso ao redor da Terra, tem um período de evolução zodiacal de cerca de nove anos. Simbolicamente representa a face escura da Lua, quer dizer, a que permanece sempre escondida aos olhos dos seres humanos.
Há duas formas de interpretar a Lua Negra: um de tipo genético, o outro de tipo cármico. A interpretação normal está ligada à sexualidade e à sensualidade, uma vez que Lilith ou lua infernal era a primeira mulher do Adão. Lilith não procriou, representava por si o Sexo pelo Sexo e por isso mesmo foi atirada ao Mar Morto a 328 metrosabaixo do nível do mar e 962 metros abaixo do nível de Jerusalém.
Não é por acaso, é que no Mar Morto não se dá forma alguma de vida. No entanto, as lamas que se extraem do seu fundo são potentes estimulantes sexuais. Além disso, no Mar Morto a densidade de sal é muito elevada, 5 vezes superior às águas dos oceanos, o que faz com que o sal não se afunde, e que se encontrem blocos de sal a flutuar.
Por isso, pode-se fazer a analogia com: conservação, cristalização e purificação. A Lua negra é similar aos Nodos: contém em si o programa a realizar pelo indivíduo, agarra-se aos instintos que por sua vez estão profundamente alojados no fundo do inconsciente do indivíduo para o obrigar a evoluir. E fará com que o individuo viva situações que não conseguirá controlar e que portanto o fará sofrer.
Estando o individuo obrigado a fazer frente aos problemas que não são perceptíveis até que eles aconteçam, e não são controláveis enquanto se desenvolvem. A mente não poderá exercer nenhum poder sobre ela e sobre o que ela supõe.
Quanto à Lua Negra ela faz esquecer de quando em vez, e inclusive de uma vida para a outra, as lições repetidas e não assimiladas pelo indivíduo. Ela é activada para fazer viver o dia-a-dia, instante a instante, ou melhor dizendo, o aqui e o agora.
Estando-se impossibilitado de programar, raciocinar, controlar e só se pode sofrer. Quando o indivíduo é colocado frente a si próprio, não pode e não deve fazer artifícios para fugir ao problema, sobre pena de cair na escuridão mais absoluta. Quase a escuridão da morte.
Lilith sugere, manda, impõe comportar-se de um certo modo e se o individuo a vivência mal, opondo-se a ela, corre o risco do bloqueio das energias. Portanto, não se podem corrigir as dificuldades do Signo onde se encontra Lilith, está-se obrigado a deixar-se levar e a adaptar-se ao dia a dia e a experimentar tudo aquilo a que é submetido.
Mas Lilith quando nos coloca obstáculos, fá-lo-á para nos proteger do mal, de facto ela nesse momento converte-se num anjo da guarda que tendo o conhecimento do passado cármico do individuo e dos seus enganos, actua de modo a que sejam bloqueados antes que o individuo possa actuar de forma negativa seja em relação a si próprio ou em relação ás outras pessoas.
Luís Aniceto
Janeiro 2008

0 comentários:

22 de novembro de 2007

Os Nódulos Lunares - Indicadores Cármicos

Os Nódulos Lunares - Indicadores Cármicos
Por Luís Aniceto
Os Nodos são os pontos, do céu definidos pela intercepção da órbita de um astro com a ecliptica, no presente caso quanto a Lua cruza a ecliptica de Sul para Norte chama-se a esse ponto Nodo Norte e quando cruza de Sul para Norte chama-se Nodo Sul.
O eixo que conjuga os dois nodos (do Sul ao Norte) indica a Via que o Ser escolheu seguir para levar a cabo o seu programa. O Nodo Sul recolhe em si as experiências das vidas precedentes, o Nodo Norte indica o fim que nesta vida têm que perseguir para executar o programa escolhido ou que aceitou. 
O Nodo tem um ciclo de 18 - 19 anos, isto significa que cada 18 - 19 anos o individuo tem a ocasião de renascer e de contribuir para as correcções colocadas em funcionamento no programa ou de aliviar os aspectos negativos do carma.
É necessário ter presente que no Nodo Norte estão abertas todas as possibilidades, ao contrário do Nodo Sul que impõem as condições a que se chama: inércia, apego, recusa, debilidade.
É portanto evidente que se o carma for muito pesado, poderá não ser suficiente uma só vida para dissolvê-lo por completamente, em caso contrário, de não ser muito denso, e com o exercício do equilíbrio energético, que faz fluir as energias entre os pólos opostos, podendo dissolvê-lo.
Todas as oposições planetárias que implicam ou não um retrógrado, indicam uma tensão energética que deve ser libertada, fazendo fluir energia.
Do mesmo modo isto pode ser activado entre o Nodo Sul e o Norte: deve-se utilizar positivamente isto que foi colocado à disposição do indivíduo pelo Nodo Sul para chegar ao Nodo Norte que deve funcionar como activador e como condutor.
No entanto, se inverter a circulação de energia ela desabará sobre a pessoa, nos seus próprios costumes, já vividos, no apego, na posse e repetir-se-á uma vez mais a lição, como uma dívida cármica mil vezes mais pesada!
Isto significa que é de vital importância compreender o significado dos Nodos Lunares nos Signos e nas Casas pelo recordo finalmente que o uso dessa energia é deixado ao livre-arbítrio (talvez!) do indivíduo.
Por sua vez, a energia primária que podemos utilizar activando certos pólos planetários é um pouco como uma faca: não é nem "boa" nem "má", é o uso que o indivíduo faz dela é que a converte em "boa" ou "má"
A Lua Negra ou Lilith é o segundo foco da ecliptica teórica desenhada pela Lua no seu percurso ao redor da Terra, tem um período de evolução zodiacal de cerca de nove anos. Simbolicamente representa a face escura da Lua, quer dizer, a que permanece sempre escondida aos olhos dos seres humanos.
Há duas formas de interpretar a Lua Negra: um de tipo genético, o outro de tipo cármico. A interpretação normal está ligada à sexualidade e à sensualidade, uma vez que Lilith ou lua infernal era a primeira mulher do Adão. Lilith não procriou, representava por si o Sexo pelo Sexo e por isso mesmo foi atirada ao Mar Morto a 328 metrosabaixo do nível do mar e 962 metros abaixo do nível de Jerusalém.
Não é por acaso, é que no Mar Morto não se dá forma alguma de vida. No entanto, as lamas que se extraem do seu fundo são potentes estimulantes sexuais. Além disso, no Mar Morto a densidade de sal é muito elevada, 5 vezes superior às águas dos oceanos, o que faz com que o sal não se afunde, e que se encontrem blocos de sal a flutuar.
Por isso, pode-se fazer a analogia com: conservação, cristalização e purificação. A Lua negra é similar aos Nodos: contém em si o programa a realizar pelo indivíduo, agarra-se aos instintos que por sua vez estão profundamente alojados no fundo do inconsciente do indivíduo para o obrigar a evoluir. E fará com que o individuo viva situações que não conseguirá controlar e que portanto o fará sofrer.
Estando o individuo obrigado a fazer frente aos problemas que não são perceptíveis até que eles aconteçam, e não são controláveis enquanto se desenvolvem. A mente não poderá exercer nenhum poder sobre ela e sobre o que ela supõe.
Quanto à Lua Negra ela faz esquecer de quando em vez, e inclusive de uma vida para a outra, as lições repetidas e não assimiladas pelo indivíduo. Ela é activada para fazer viver o dia-a-dia, instante a instante, ou melhor dizendo, o aqui e o agora.
Estando-se impossibilitado de programar, raciocinar, controlar e só se pode sofrer. Quando o indivíduo é colocado frente a si próprio, não pode e não deve fazer artifícios para fugir ao problema, sobre pena de cair na escuridão mais absoluta. Quase a escuridão da morte.
Lilith sugere, manda, impõe comportar-se de um certo modo e se o individuo a vivência mal, opondo-se a ela, corre o risco do bloqueio das energias. Portanto, não se podem corrigir as dificuldades do Signo onde se encontra Lilith, está-se obrigado a deixar-se levar e a adaptar-se ao dia a dia e a experimentar tudo aquilo a que é submetido.
Mas Lilith quando nos coloca obstáculos, fá-lo-á para nos proteger do mal, de facto ela nesse momento converte-se num anjo da guarda que tendo o conhecimento do passado cármico do individuo e dos seus enganos, actua de modo a que sejam bloqueados antes que o individuo possa actuar de forma negativa seja em relação a si próprio ou em relação ás outras pessoas.
Luís Aniceto
Janeiro 2008

Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates