Marte retrógrado nas casas - uma visão cármica

23 de novembro de 2007 ·

Marte retrógrado na casa 1
Se, além disso, esse Marte está mal aspectado, o nativo será gabarola, violento, afoito - em suma, o que chamamos um "espírito fraco". Esses traços de carácter de vidas anteriores tendem a se reproduzir na vida actual, dirigindo-se a agressividade do nativo para os mesmos objectivos exteriores de outrora. Um tal comportamento "machista" provém de vidas nas quais onativo desenvolvera sobretudo suas competências masculinas e viris. Deverá reequilibrar-se para utilizar positivamente essa forte energia criadora e sexual.

Marte retrógrado na casa 2
Tal como o industrial preocupado apenas com sua produção de peças de aço - aquele que nunca olhara para uma flor, nem ouvira a palavra de uma criança assim o nativo dessa posição planetária, preocupado apenas em lucrar e em exibir seus ganhos diante dos outros, comportou-se no passado como um novo-rico. Resta-lhe uma inegável aptidão para manejar os poderes do dinheiro: que ele os utilize para patrocinar artistas e amparar obras caritativas; assim, liquidará esse carma de pesado materialismo (e até mesmo, por vezes, de desonestidade).

Marte retrógrado na casa 3
Esta posição de Marte sugere vidas anteriores nas quais as relações com irmãos, irmãs e primos tinham sido mal vividas. O nativo, recusando-se a se dobrar a qualquer disciplina colectiva, era sempre o aluno "com problemas", o semeador de desordens, e ovelha negra de todos os professores. A lição cármica buscada na vida actual é a aceitação de uma disciplina mental e intelectual, assim como uma maior prudência na expressão escrita ou falada.

Marte retrógrado na casa 4
Parece, de acordo com essa posição de Marte, que o nativo assumiu seu papel de paternidade com uma grande dureza, impondo aos seus uma ditadura familiar muito penosa. Ninguém se sentia feliz em sua casa, e ali se vivia oprimido pelo terror daquela autoridade desumana. Na vida actual, o nativo ainda faz os seus sofrerem, com um resquício dessa atitude. É possível também que ele próprio seja vítima de um pai autocrata (como ele, outrora); ou ainda que tenha uma dívida cármica para com uma mãe negligenciada ou maltratada. Deverá esforçar-se por todos os meios para proporcionar alegria e ternura aos seus.

Marte retrógrado na casa 5
Nas vidas passadas, o nativo "utilizava" seus parceiros amorosos como simples objectos sexuais, não sem impor-lhes suas perversões e sua violência física. Deve, portanto, hoje, aprender o respeito por qualquer pessoa na relação amorosa. No que concerne às crianças (regidas por essa casa), o nativo parece ter sido sádico ou cruel para com elas, e ter-se tornado culpado de abusos sexuais com menores. Razão pela qual os filhos lhe são talvez recusados na vida actual.
Marte retrógrado na casa 6

É provável que a pessoa tenha gozado anteriormente de uma boa saúde, mas que tenha desperdiçado essa energia, ou então que tenha destruído essa saúde com abusos. Marte retrógrado indica que ele deve meditar sobre o respeito e o uso do corpo, e se impor uma higiene corporal e alimentar. Essa posição de Marte sugere também vidas passadas nas quais o trabalho quotidiano foi mal vivido (em todo caso, não num espírito de colaboração). Pode tratar-se também de um passado no qual a pessoa era cruel com os animais, com seus domésticos e seus subordinados.

Marte retrógrado na casa 7

Desta casa, que concerne a tudo o que é regido por um contrato de associação (inclusive o casamento), pode-se deduzir que a pessoa não era um bom parceiro em suas vidas passadas. Deverá, na vida actual, esforçar-se para cooperar lealmente toda vez que se comprometer. Deverá sair de seu universo egocêntrico e passional, para respeitar os direitos (e a sensibilidade) dos seus associados. Se ainda estiver solteiro, a pessoa deverá reflectir antes de se casar: que sua motivação não seja unicamente uma atracção física. Neste sector, as paixões violentas não combinam com o respeito aos outros, seja no casamento ou nos negócios. Se a pessoa repete os comportamentos violentos das vidas anteriores, arrisca-se, na actual, a atrair para si amargas desgraças.

Marte retrógrado na casa 8

A pessoa, aqui, esforçou-se loucamente para corrigir os desvios de comportamento das suas vidas passadas. Certamente sofreu muito com as catástrofes que ele mesmo desencadeara com sua agressividade destruidora: fim brutal das relações afectivas, fracassos dolorosos dos seus empreendimentos profissionais, dilapidação das suas heranças, rupturas violentas com os amigos etc. É provável também que tenha conhecido uma (ou algumas)morte(s) violenta(s). Tendo-lhe sua desonestidade, sua brutalidade e suas pulsões destruidoras causado um grande mal, escolheu para esta vida um programa positivo: aprendizado da paciência, controle do mau equilíbrio emocional, busca espiritual e progresso na honestidade financeira.

Marte retrógrado na casa 9
Terá a pessoa representado um papel activo na Inquisição espanhola? Na época dos puritanos na Inglaterra? Teria ele sido um reformador intransigente? Uma coisa é certa: ele se fez, em suas vidas passadas, o campeão de uma religião dogmática e intolerante. Talvez tenhachegado a torturar prisioneiros e a condená-los à morte, motivado por um fanatismo religioso estreito. Os aspectos planetários podem ajudar a pre­cisar tudo isso. Variante: ele pode também ter sido um ateu militante, perseguindo sistematicamente os crentes. A lição cármica que se destaca dessa posição de Marte é a de trabalhar para propagar a tolerância, o respeito às liberdades religiosas e cívicas, e cultivar uma filosofia prática e humana.

Marte retrógrado na casa 10
Uma grande instabilidade profissional é sugerida por esta posição marciana: a pessoa, em suas vidas passadas, não tinha apreendido todo o alcance da actividade profissional. Altercando-se com seus superiores, não respeitando a disciplina (se era militar), revoltado contra seus chefes, só tinha em vista seu próprio interesse, e o momento presente. Se era cirurgião, talvez fizesse com que o dinheiro e o desejo de promoção passassem à frente dasaúde dos seus pacientes. É possível também que tenha tido, em sua profissão, um comportamento sádico. A lição cármica, aqui escolhida pela pessoa, é a de aprender a perseverança nos esforços profissionais. Que a pessoa se preserve de sacrificar sua honra às ambições.

Marte retrógrado na casa 11
Frequentar vagabundos, indivíduos perversos ou violentos, tal era o hábito da pessoa em seu passado anterior. Não dando qualquer valor à amizade propriamente dita, frequentava as pessoas apenas por bajulação, pelo interesse financeiro ou social, ou então como companhia na devassidão. Más relações passadas são sempre indicadas por um planeta retrógrado na casa 11, mas quando se trata de Marte, acrescentam-se a violência e a sexualidade. A pessoa deverá fazer uma triagem das suas relações sem, entretanto, julgar as más, que seguirão seu próprio caminho até o dia em que, enfim, compreenderão. Enquanto não souber dizer"não", é melhor que se afaste.

Marte retrógrado na casa 12
Do ponto de vista da saúde, a pessoa destruiu-se a si mesmo (droga, bebida, uso neurótico de medicamentos perigosos?). Em todo caso, faltava-lhe qualquer disciplina na gestão de sua saúde. Parece também que a pessoa já se encarnara várias vezes para liquidar esse carma, sem conseguir: a cada vez, perdera o pé e se afogara. Irá libertar se desta vez através do auxilio ao próximo (cuidar de doentes num hospital, ou de prisioneiros, por exemplo). Deve aprender uma certa humildade quotidiana, sem se encarregar de pro­gramas impossíveis e pesados demais para ele.

Reproduzido do livro “Astrologia Cármica”de Dorothe Koechlin Bizemont
publicado no Brasil pela Editora Nova Fronteira
Actualizado em Terça, 10 Abril 2007 17:36

0 comentários:

23 de novembro de 2007

Marte retrógrado nas casas - uma visão cármica

Marte retrógrado na casa 1
Se, além disso, esse Marte está mal aspectado, o nativo será gabarola, violento, afoito - em suma, o que chamamos um "espírito fraco". Esses traços de carácter de vidas anteriores tendem a se reproduzir na vida actual, dirigindo-se a agressividade do nativo para os mesmos objectivos exteriores de outrora. Um tal comportamento "machista" provém de vidas nas quais onativo desenvolvera sobretudo suas competências masculinas e viris. Deverá reequilibrar-se para utilizar positivamente essa forte energia criadora e sexual.

Marte retrógrado na casa 2
Tal como o industrial preocupado apenas com sua produção de peças de aço - aquele que nunca olhara para uma flor, nem ouvira a palavra de uma criança assim o nativo dessa posição planetária, preocupado apenas em lucrar e em exibir seus ganhos diante dos outros, comportou-se no passado como um novo-rico. Resta-lhe uma inegável aptidão para manejar os poderes do dinheiro: que ele os utilize para patrocinar artistas e amparar obras caritativas; assim, liquidará esse carma de pesado materialismo (e até mesmo, por vezes, de desonestidade).

Marte retrógrado na casa 3
Esta posição de Marte sugere vidas anteriores nas quais as relações com irmãos, irmãs e primos tinham sido mal vividas. O nativo, recusando-se a se dobrar a qualquer disciplina colectiva, era sempre o aluno "com problemas", o semeador de desordens, e ovelha negra de todos os professores. A lição cármica buscada na vida actual é a aceitação de uma disciplina mental e intelectual, assim como uma maior prudência na expressão escrita ou falada.

Marte retrógrado na casa 4
Parece, de acordo com essa posição de Marte, que o nativo assumiu seu papel de paternidade com uma grande dureza, impondo aos seus uma ditadura familiar muito penosa. Ninguém se sentia feliz em sua casa, e ali se vivia oprimido pelo terror daquela autoridade desumana. Na vida actual, o nativo ainda faz os seus sofrerem, com um resquício dessa atitude. É possível também que ele próprio seja vítima de um pai autocrata (como ele, outrora); ou ainda que tenha uma dívida cármica para com uma mãe negligenciada ou maltratada. Deverá esforçar-se por todos os meios para proporcionar alegria e ternura aos seus.

Marte retrógrado na casa 5
Nas vidas passadas, o nativo "utilizava" seus parceiros amorosos como simples objectos sexuais, não sem impor-lhes suas perversões e sua violência física. Deve, portanto, hoje, aprender o respeito por qualquer pessoa na relação amorosa. No que concerne às crianças (regidas por essa casa), o nativo parece ter sido sádico ou cruel para com elas, e ter-se tornado culpado de abusos sexuais com menores. Razão pela qual os filhos lhe são talvez recusados na vida actual.
Marte retrógrado na casa 6

É provável que a pessoa tenha gozado anteriormente de uma boa saúde, mas que tenha desperdiçado essa energia, ou então que tenha destruído essa saúde com abusos. Marte retrógrado indica que ele deve meditar sobre o respeito e o uso do corpo, e se impor uma higiene corporal e alimentar. Essa posição de Marte sugere também vidas passadas nas quais o trabalho quotidiano foi mal vivido (em todo caso, não num espírito de colaboração). Pode tratar-se também de um passado no qual a pessoa era cruel com os animais, com seus domésticos e seus subordinados.

Marte retrógrado na casa 7

Desta casa, que concerne a tudo o que é regido por um contrato de associação (inclusive o casamento), pode-se deduzir que a pessoa não era um bom parceiro em suas vidas passadas. Deverá, na vida actual, esforçar-se para cooperar lealmente toda vez que se comprometer. Deverá sair de seu universo egocêntrico e passional, para respeitar os direitos (e a sensibilidade) dos seus associados. Se ainda estiver solteiro, a pessoa deverá reflectir antes de se casar: que sua motivação não seja unicamente uma atracção física. Neste sector, as paixões violentas não combinam com o respeito aos outros, seja no casamento ou nos negócios. Se a pessoa repete os comportamentos violentos das vidas anteriores, arrisca-se, na actual, a atrair para si amargas desgraças.

Marte retrógrado na casa 8

A pessoa, aqui, esforçou-se loucamente para corrigir os desvios de comportamento das suas vidas passadas. Certamente sofreu muito com as catástrofes que ele mesmo desencadeara com sua agressividade destruidora: fim brutal das relações afectivas, fracassos dolorosos dos seus empreendimentos profissionais, dilapidação das suas heranças, rupturas violentas com os amigos etc. É provável também que tenha conhecido uma (ou algumas)morte(s) violenta(s). Tendo-lhe sua desonestidade, sua brutalidade e suas pulsões destruidoras causado um grande mal, escolheu para esta vida um programa positivo: aprendizado da paciência, controle do mau equilíbrio emocional, busca espiritual e progresso na honestidade financeira.

Marte retrógrado na casa 9
Terá a pessoa representado um papel activo na Inquisição espanhola? Na época dos puritanos na Inglaterra? Teria ele sido um reformador intransigente? Uma coisa é certa: ele se fez, em suas vidas passadas, o campeão de uma religião dogmática e intolerante. Talvez tenhachegado a torturar prisioneiros e a condená-los à morte, motivado por um fanatismo religioso estreito. Os aspectos planetários podem ajudar a pre­cisar tudo isso. Variante: ele pode também ter sido um ateu militante, perseguindo sistematicamente os crentes. A lição cármica que se destaca dessa posição de Marte é a de trabalhar para propagar a tolerância, o respeito às liberdades religiosas e cívicas, e cultivar uma filosofia prática e humana.

Marte retrógrado na casa 10
Uma grande instabilidade profissional é sugerida por esta posição marciana: a pessoa, em suas vidas passadas, não tinha apreendido todo o alcance da actividade profissional. Altercando-se com seus superiores, não respeitando a disciplina (se era militar), revoltado contra seus chefes, só tinha em vista seu próprio interesse, e o momento presente. Se era cirurgião, talvez fizesse com que o dinheiro e o desejo de promoção passassem à frente dasaúde dos seus pacientes. É possível também que tenha tido, em sua profissão, um comportamento sádico. A lição cármica, aqui escolhida pela pessoa, é a de aprender a perseverança nos esforços profissionais. Que a pessoa se preserve de sacrificar sua honra às ambições.

Marte retrógrado na casa 11
Frequentar vagabundos, indivíduos perversos ou violentos, tal era o hábito da pessoa em seu passado anterior. Não dando qualquer valor à amizade propriamente dita, frequentava as pessoas apenas por bajulação, pelo interesse financeiro ou social, ou então como companhia na devassidão. Más relações passadas são sempre indicadas por um planeta retrógrado na casa 11, mas quando se trata de Marte, acrescentam-se a violência e a sexualidade. A pessoa deverá fazer uma triagem das suas relações sem, entretanto, julgar as más, que seguirão seu próprio caminho até o dia em que, enfim, compreenderão. Enquanto não souber dizer"não", é melhor que se afaste.

Marte retrógrado na casa 12
Do ponto de vista da saúde, a pessoa destruiu-se a si mesmo (droga, bebida, uso neurótico de medicamentos perigosos?). Em todo caso, faltava-lhe qualquer disciplina na gestão de sua saúde. Parece também que a pessoa já se encarnara várias vezes para liquidar esse carma, sem conseguir: a cada vez, perdera o pé e se afogara. Irá libertar se desta vez através do auxilio ao próximo (cuidar de doentes num hospital, ou de prisioneiros, por exemplo). Deve aprender uma certa humildade quotidiana, sem se encarregar de pro­gramas impossíveis e pesados demais para ele.

Reproduzido do livro “Astrologia Cármica”de Dorothe Koechlin Bizemont
publicado no Brasil pela Editora Nova Fronteira
Actualizado em Terça, 10 Abril 2007 17:36

Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates