Sobre mim

22 de novembro de 2007 ·

[O farol do "Fim do Mundo" em Ushuaia, no sul da Argentina, o ponto geográfico mais próximo da Antártida, a 1000 kms. O meu ponto de sonho no nosso planeta. Conheci em 2005.]
Um pouco de mim.
Esta é a imagem que usei na internet durante vários anos :)


Actualmente é esta a imagem que uso na internet,
nomeadamente no Facebook - http://www.facebook.com/covadourso



O meu nome é António Rosa, nasci em Junho de 1949, vivi metade da minha vida em Moçambique e a outra metade, aqui em Portugal e em outros países. Tento fazer a conciliação entre duas áreas de vida que me apaixonam com igual intensidade: a edição de livros de desenvolvimento pessoal e a prática da astrologia, concretizada no projecto que chamamos Escola de Astrologia Nova-Lis”, cujo rosto visível é o site, em parceria com os astrólogos e amigos Frederico Saraiva e a Magda Moita. Também sou o autor deste blogue, o «Cova do Urso».

O projecto da “Escola de Astrologia Nova-Lis” pode resumir-se em poucas palavras. Tenho o sonho e a visão de facilitar a informação, conhecimentos e ensinamentos de todas as área possíveis daquilo que genericamente chamamos de astrologia. Que esta Arte se torne ainda mais popular e ao alcance de qualquer um. Por isso, este site proporcionar aos leitores mais de 2.000 textos, até Agosto 2010. É a nossa atitude perante a divulgação do conhecimento da astrologia. Durante muitos anos a astrologia foi considerada uma área quase secreta que só uns quantos tinham acesso. Nós pretendemos seguir o caminho de fazermos com o nosso site (e este blogue) tratem de todas as área possíveis da astrologia. Fazemos os possíveis para investigar e divulgar novas ideias, criar uma escola do pensamento tentando desenvolver uma visão mais apropriada aos Novos Tempos. A astrologia existe há 6.000 anos e tem-se adaptado ao longo dos milénios. Está a necessitar de novas adaptações interpretativas, não abandonando jamais os antigos conhecimentos. É necessário evoluir para uma astrologia que toque a alma e o Ser, para transcendermos o mero plano mental. Nesse sentido, este site é um trabalho inacabado, em constante andamento e tentativa de evolução. Gostaríamos muito de poder contar com a colaboração de todos os interessados.

 Recordo-me de ser muito jovem e ler livros de astrologia. Eram manuais muito simples, alguns dos quais ainda os encontro em livrarias. Vivia então na ilha de Moçambique. Lembro-me de ir para a praia com esses livros no saco.

Sempre alternei essas leituras com muitas outras, menos tutoriais. Talvez por ser um leitor inveterado, me tenha tornado editor. Na minha adolescência e juventude nem sabia o que era “carma” e “dharma”. Mais tarde, jovem adulto no serviço militar, na guerra colonial em Mueda (Moçambique), recebia mensalmente livros interessantes, enviados pela D. Ivete, da Livraria Académica (da hoje cidade de Maputo) e entre eles, de vez em quando, vinham uns livrinhos brasileiros de astrologia, pois ela sabia que eu era fã desta arte. Sempre lhe fez confusão o meu interesse por variados temas literários. O que ela não sabia é que o meu signo é Gémeos e como tal, com uma intensa curiosidade por todas as formas de mensagens, sendo eu próprio, hoje em dia, um mensageiro.

E assim continuei pela vida com interregnos nesse estudo astrológico. Fui durante anos, um intermitente estudante de astrologia. Depois de 1979, já a viver definitivamente em Portugal, com deslocações pelo mundo e demoradas estadias profissionais, recordo-me de andar com um livro de astrologia na bagagem. Já não eram os manuais simples da minha juventude. O meu acesso às livrarias das grandes cidades do mundo permitiu-me passar a ler livros bem mais profundos, técnicos ou de natureza psicológica. Foi assim que conheci grandes autores como Lisa Mopurgo, Frances Sakoian, Louis S. Acker, André Barbault, Noel Tyl, Charles E. O. Cárter, Betty Lundsted, Donna Cunningham, Liz Greene, Howard Sasportas, Stephen Arroyos, Donald Yott, Martin Schulman e muitos outros.

O melhor que me poderia ter acontecido na vida foi, em 2001, ter sido encaminhado para o site "Lacqua", de Alexandra Solnado, onde fiquei a saber das suas consultas de astrologia cármica. Então, ela não tinha a projecção que hoje possui com os seus livros “Este Jesus Cristo Que Vos Fala”. Marquei uma consulta, a primeira de muitas. Foi uma época extraordinária. E fiz com ela uma intensíssima “astroterapia” que durou 18 incríveis meses, tendo então conectado directamente com Jesus, o meu Mestre de toda a vida.

Alguém consegue imaginar o que é fazer uma terapia mensal tão prolongada utilizando a astrologia cármica como ferramenta base e a partir daí seguir para outros horizontes? Foi uma terapia mista e maravilhosa: astrologia, idas ao Eu Superior, regressões e limpezas energéticas.

Então, nem sequer nos passava pela cabeça que a Alexandra Solnado iria receber mensagens do Mestre e que eu iria editar os seus primeiros livros. Tudo aconteceu normalmente, sem equívocos, com muito amor e uma enorme intensidade.

Em 2003 aceitei o convite de Alexandra Solnado para dar consultas de Astrologia Cármica no seu espaço. Era o desaguar de imensos anos de estudo da astrologia. Era o sair da roda de amigos e mergulhar fundo no desconhecido. Foi uma experiência magnífica, reconfortante, mas esgotante. Dei quase um milhar de consultas em pouco mais de um ano, continuando a manter a minha actividade editorial. Ao longo de dezenas de anos eu mantivera uma atitude de investigação astrológica, com recolhimento, sem me expor demasiado. De súbito, passara para uma prática intensíssima. Foi fisicamente esgotante, mas espiritualmente estimulante. Ao longo de todas essas consultas, sempre soube e senti que estava acompanhado pelos meus Guias Espirituais, que habitualmente chamo de “Comitiva”.

Em Setembro de 2004, iniciei, organizei e leccionei um curso breve de “Iniciação à Astrologia Cármica”, no espaço da Alexandra Solnado. Foi outra das experiências mais enriquecedoras e marcantes que tive na vida. Aulas aos sábados de manhã e de tarde, com duas turmas, com cerca de 50 pessoas cada. Interrompi a minha participação no seu espaço, em Março de 2005, tanto do curso como das consultas, devido a outros avatares da vida. Faz parte da nossa evolução, a experiência da mudança. Aprendi a não resistir às mudanças na minha vida.

Como na vida não há coincidências, também foi nessa época fervilhante que conheci aqueles que hoje, além de grandes amigos, são co-mentores e criadores deste projecto que é a “Escola de Astrologia Nova-Lis”, a Magda Moita e o Frederico Saraiva. Esta união de três gerações diferentes encaminhou-nos, nos últimos anos, a uma vivência mais íntima com a execução de vários projectos de astrologia.

Já no meu espaço, desde Março de 2005 até Dezembro de 2006, nós os três desenvolvemos diversas actividades: um curso de “Iniciação à Astrologia Cármica e Espiritual”, outro curso de “Aulas Práticas de Astrologia” e numerosas sessões de palestras em que se abordavam os mais diversos temas espirituais, astrológicos e esotéricos, para além das consultas que fomos fazendo. 2007 foi o ano dedicado a criar este site, um trabalho lento e contínuo, mas tremendamente inspirador.

Há uns anos, a Magda, o Frederico e eu criámos um site privado de astrologia, usado apenas pelos alunos, onde se encontravam algumas dezenas de textos astrológicos. Uma boa parte do material que estava nesse site exclusivo para alunos (que hoje já não existe) serviu como base para a construção do site da “Escola de Astrologia Nova-Lis”. Entretanto, incorporámos outros textos, além de termos vindo a produzir com regularidade, mais material astrológico. E recebido imensa e generosa colaboração de diversos autores.
Na segunda metade de 2006 comecei a dar consultas mais espaçadas, com longos períodos de descanso, para me libertar de energias demasiado fortes das certas consultas. Esses atendimentos foram feitos no espaço Cristal de Cura. O meu bem haja à Luisa Sal.

Desejo sempre que, com a ajuda do outro lado do véu, e de vários mapas à minha frente, as minhas consultas sejam conversas descontraídas, prazenteiras, dármicas e cármicas, úteis às pessoas que as procuraram, de modo a poderem entender que o seu caminho é sempre em frente e para cima. E esse caminho só pode ser luminoso.


Nesta minha caminhada, em Dezembro de 2005 criei o blogue “Postais da Novalis”, um dos primeiros blogues espirituais criados em Portugal e que beneficiou da aceitação de muitos leitores. Em Janeiro de 2007, senti que era chegada a hora de terminar a minha experiência com esse blogue, para me dedicar [para além da editora] à criação do projecto “Escola de Astrologia Nova-Lis”. Assim, a 5 de Fevereiro de 2007, o blogue “Postais da Novalis” foi apagado.

Este é, sem dúvida, e desde já, o site de astrologia em língua portuguesa que mais se entrega à comunidade pela quantidade de textos disponíveis. É a nossa ferramenta de trabalho, mas poderá ser, também, o meio de um desenvolvimento autodidacta para qualquer um dos nossos leitores - e para nós, também.


Estou numa nova fase da minha vida de astrólogo. Sinceramente, não me está a apetecer diversificar muito os locais dou dou consultas, excepto aquelas que faço no «Cristal de Cura» [Ericeira]. As suficientes para não perder a prática e satisfazer a necessidade de servir os outros. Já na faixa dos sessentas, e já aposentado, estou a caminhar… em direcção ao meu futuro. É toda uma mudança de ritmo, de registos e de novas perspectivas. Espero conseguir continuar a servir a comunidade, nesta terceira e última fase da minha vida. Pouco falei do blogue "Cova do Urso". Surgiu por dispor de tempo e com a intenção de praticar a técnica de artigos curtos, mais do género apontamentos e que se integrasse no projecto maior que é a Escola de Astrologia Nova-Lis. Entretanto, o blogue criou vida própria, o que em dá imenso prazer e já não faço apenas os textos curtos que eram o toque inicial. Para minha surpresa, tem muitos leitores...

Bem hajam todos quantos se cruzaram (e cruzam) comigo nesta minha reencarnação e que me fizeram (e fazem) crescer e onde tento ser melhor pessoa. Nem sempre o consigo.
Um abraço de Luz

António Rosa 

Maio de 2007

Revisto em Agosto de 2010

22 de novembro de 2007

Sobre mim

[O farol do "Fim do Mundo" em Ushuaia, no sul da Argentina, o ponto geográfico mais próximo da Antártida, a 1000 kms. O meu ponto de sonho no nosso planeta. Conheci em 2005.]
Um pouco de mim.
Esta é a imagem que usei na internet durante vários anos :)


Actualmente é esta a imagem que uso na internet,
nomeadamente no Facebook - http://www.facebook.com/covadourso



O meu nome é António Rosa, nasci em Junho de 1949, vivi metade da minha vida em Moçambique e a outra metade, aqui em Portugal e em outros países. Tento fazer a conciliação entre duas áreas de vida que me apaixonam com igual intensidade: a edição de livros de desenvolvimento pessoal e a prática da astrologia, concretizada no projecto que chamamos Escola de Astrologia Nova-Lis”, cujo rosto visível é o site, em parceria com os astrólogos e amigos Frederico Saraiva e a Magda Moita. Também sou o autor deste blogue, o «Cova do Urso».

O projecto da “Escola de Astrologia Nova-Lis” pode resumir-se em poucas palavras. Tenho o sonho e a visão de facilitar a informação, conhecimentos e ensinamentos de todas as área possíveis daquilo que genericamente chamamos de astrologia. Que esta Arte se torne ainda mais popular e ao alcance de qualquer um. Por isso, este site proporcionar aos leitores mais de 2.000 textos, até Agosto 2010. É a nossa atitude perante a divulgação do conhecimento da astrologia. Durante muitos anos a astrologia foi considerada uma área quase secreta que só uns quantos tinham acesso. Nós pretendemos seguir o caminho de fazermos com o nosso site (e este blogue) tratem de todas as área possíveis da astrologia. Fazemos os possíveis para investigar e divulgar novas ideias, criar uma escola do pensamento tentando desenvolver uma visão mais apropriada aos Novos Tempos. A astrologia existe há 6.000 anos e tem-se adaptado ao longo dos milénios. Está a necessitar de novas adaptações interpretativas, não abandonando jamais os antigos conhecimentos. É necessário evoluir para uma astrologia que toque a alma e o Ser, para transcendermos o mero plano mental. Nesse sentido, este site é um trabalho inacabado, em constante andamento e tentativa de evolução. Gostaríamos muito de poder contar com a colaboração de todos os interessados.

 Recordo-me de ser muito jovem e ler livros de astrologia. Eram manuais muito simples, alguns dos quais ainda os encontro em livrarias. Vivia então na ilha de Moçambique. Lembro-me de ir para a praia com esses livros no saco.

Sempre alternei essas leituras com muitas outras, menos tutoriais. Talvez por ser um leitor inveterado, me tenha tornado editor. Na minha adolescência e juventude nem sabia o que era “carma” e “dharma”. Mais tarde, jovem adulto no serviço militar, na guerra colonial em Mueda (Moçambique), recebia mensalmente livros interessantes, enviados pela D. Ivete, da Livraria Académica (da hoje cidade de Maputo) e entre eles, de vez em quando, vinham uns livrinhos brasileiros de astrologia, pois ela sabia que eu era fã desta arte. Sempre lhe fez confusão o meu interesse por variados temas literários. O que ela não sabia é que o meu signo é Gémeos e como tal, com uma intensa curiosidade por todas as formas de mensagens, sendo eu próprio, hoje em dia, um mensageiro.

E assim continuei pela vida com interregnos nesse estudo astrológico. Fui durante anos, um intermitente estudante de astrologia. Depois de 1979, já a viver definitivamente em Portugal, com deslocações pelo mundo e demoradas estadias profissionais, recordo-me de andar com um livro de astrologia na bagagem. Já não eram os manuais simples da minha juventude. O meu acesso às livrarias das grandes cidades do mundo permitiu-me passar a ler livros bem mais profundos, técnicos ou de natureza psicológica. Foi assim que conheci grandes autores como Lisa Mopurgo, Frances Sakoian, Louis S. Acker, André Barbault, Noel Tyl, Charles E. O. Cárter, Betty Lundsted, Donna Cunningham, Liz Greene, Howard Sasportas, Stephen Arroyos, Donald Yott, Martin Schulman e muitos outros.

O melhor que me poderia ter acontecido na vida foi, em 2001, ter sido encaminhado para o site "Lacqua", de Alexandra Solnado, onde fiquei a saber das suas consultas de astrologia cármica. Então, ela não tinha a projecção que hoje possui com os seus livros “Este Jesus Cristo Que Vos Fala”. Marquei uma consulta, a primeira de muitas. Foi uma época extraordinária. E fiz com ela uma intensíssima “astroterapia” que durou 18 incríveis meses, tendo então conectado directamente com Jesus, o meu Mestre de toda a vida.

Alguém consegue imaginar o que é fazer uma terapia mensal tão prolongada utilizando a astrologia cármica como ferramenta base e a partir daí seguir para outros horizontes? Foi uma terapia mista e maravilhosa: astrologia, idas ao Eu Superior, regressões e limpezas energéticas.

Então, nem sequer nos passava pela cabeça que a Alexandra Solnado iria receber mensagens do Mestre e que eu iria editar os seus primeiros livros. Tudo aconteceu normalmente, sem equívocos, com muito amor e uma enorme intensidade.

Em 2003 aceitei o convite de Alexandra Solnado para dar consultas de Astrologia Cármica no seu espaço. Era o desaguar de imensos anos de estudo da astrologia. Era o sair da roda de amigos e mergulhar fundo no desconhecido. Foi uma experiência magnífica, reconfortante, mas esgotante. Dei quase um milhar de consultas em pouco mais de um ano, continuando a manter a minha actividade editorial. Ao longo de dezenas de anos eu mantivera uma atitude de investigação astrológica, com recolhimento, sem me expor demasiado. De súbito, passara para uma prática intensíssima. Foi fisicamente esgotante, mas espiritualmente estimulante. Ao longo de todas essas consultas, sempre soube e senti que estava acompanhado pelos meus Guias Espirituais, que habitualmente chamo de “Comitiva”.

Em Setembro de 2004, iniciei, organizei e leccionei um curso breve de “Iniciação à Astrologia Cármica”, no espaço da Alexandra Solnado. Foi outra das experiências mais enriquecedoras e marcantes que tive na vida. Aulas aos sábados de manhã e de tarde, com duas turmas, com cerca de 50 pessoas cada. Interrompi a minha participação no seu espaço, em Março de 2005, tanto do curso como das consultas, devido a outros avatares da vida. Faz parte da nossa evolução, a experiência da mudança. Aprendi a não resistir às mudanças na minha vida.

Como na vida não há coincidências, também foi nessa época fervilhante que conheci aqueles que hoje, além de grandes amigos, são co-mentores e criadores deste projecto que é a “Escola de Astrologia Nova-Lis”, a Magda Moita e o Frederico Saraiva. Esta união de três gerações diferentes encaminhou-nos, nos últimos anos, a uma vivência mais íntima com a execução de vários projectos de astrologia.

Já no meu espaço, desde Março de 2005 até Dezembro de 2006, nós os três desenvolvemos diversas actividades: um curso de “Iniciação à Astrologia Cármica e Espiritual”, outro curso de “Aulas Práticas de Astrologia” e numerosas sessões de palestras em que se abordavam os mais diversos temas espirituais, astrológicos e esotéricos, para além das consultas que fomos fazendo. 2007 foi o ano dedicado a criar este site, um trabalho lento e contínuo, mas tremendamente inspirador.

Há uns anos, a Magda, o Frederico e eu criámos um site privado de astrologia, usado apenas pelos alunos, onde se encontravam algumas dezenas de textos astrológicos. Uma boa parte do material que estava nesse site exclusivo para alunos (que hoje já não existe) serviu como base para a construção do site da “Escola de Astrologia Nova-Lis”. Entretanto, incorporámos outros textos, além de termos vindo a produzir com regularidade, mais material astrológico. E recebido imensa e generosa colaboração de diversos autores.
Na segunda metade de 2006 comecei a dar consultas mais espaçadas, com longos períodos de descanso, para me libertar de energias demasiado fortes das certas consultas. Esses atendimentos foram feitos no espaço Cristal de Cura. O meu bem haja à Luisa Sal.

Desejo sempre que, com a ajuda do outro lado do véu, e de vários mapas à minha frente, as minhas consultas sejam conversas descontraídas, prazenteiras, dármicas e cármicas, úteis às pessoas que as procuraram, de modo a poderem entender que o seu caminho é sempre em frente e para cima. E esse caminho só pode ser luminoso.


Nesta minha caminhada, em Dezembro de 2005 criei o blogue “Postais da Novalis”, um dos primeiros blogues espirituais criados em Portugal e que beneficiou da aceitação de muitos leitores. Em Janeiro de 2007, senti que era chegada a hora de terminar a minha experiência com esse blogue, para me dedicar [para além da editora] à criação do projecto “Escola de Astrologia Nova-Lis”. Assim, a 5 de Fevereiro de 2007, o blogue “Postais da Novalis” foi apagado.

Este é, sem dúvida, e desde já, o site de astrologia em língua portuguesa que mais se entrega à comunidade pela quantidade de textos disponíveis. É a nossa ferramenta de trabalho, mas poderá ser, também, o meio de um desenvolvimento autodidacta para qualquer um dos nossos leitores - e para nós, também.


Estou numa nova fase da minha vida de astrólogo. Sinceramente, não me está a apetecer diversificar muito os locais dou dou consultas, excepto aquelas que faço no «Cristal de Cura» [Ericeira]. As suficientes para não perder a prática e satisfazer a necessidade de servir os outros. Já na faixa dos sessentas, e já aposentado, estou a caminhar… em direcção ao meu futuro. É toda uma mudança de ritmo, de registos e de novas perspectivas. Espero conseguir continuar a servir a comunidade, nesta terceira e última fase da minha vida. Pouco falei do blogue "Cova do Urso". Surgiu por dispor de tempo e com a intenção de praticar a técnica de artigos curtos, mais do género apontamentos e que se integrasse no projecto maior que é a Escola de Astrologia Nova-Lis. Entretanto, o blogue criou vida própria, o que em dá imenso prazer e já não faço apenas os textos curtos que eram o toque inicial. Para minha surpresa, tem muitos leitores...

Bem hajam todos quantos se cruzaram (e cruzam) comigo nesta minha reencarnação e que me fizeram (e fazem) crescer e onde tento ser melhor pessoa. Nem sempre o consigo.
Um abraço de Luz

António Rosa 

Maio de 2007

Revisto em Agosto de 2010

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates