Casa 8

22 de novembro de 2007 ·

Engloba o dinheiro não ganho (por exemplo, doações, empréstimos ou heranças), ou mostra as posses recebidas de outros (por exemplo, através do matrimónio).
Simboliza a morte no sentido da transmutação; as mudanças súbitas e as transformações às quais o indivíduo pode aceder. Esta Casa está ligada directamente com o sexo.
As transformações, as mutações, a morte, a tristeza, os sentidos, a paixão, a sexualidade, a regeneração, o ocultismo, o além, o paraíso, o inferno, o trabalho, a terceira idade, a decrepitude, o desprendimento, os testamentos, as heranças, a vida após a morte, as provas, o karma.
O nativo que tiver esta Casa com uma influência muito forte dos astros deverá avançar no sentido que os astros indicam para cumprir o seu karma. Porém, não deve ceder ao pânico e crer que esta Casa só dá infelicidades e vicissitudes de todos os tipos.
Ela pode ser, ao contrário do que se pensa, mais positiva que negativa através da realização do karma individual.

3 comentários:

Astrid Annabelle disse...
27 de maio de 2013 às 19:46  

A única habitante da minha casa 8 é Lilith!!!
Ela quis a casa só para ela...kkkk
Beijo grande António.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
28 de maio de 2013 às 12:01  

Astrid

Veja só o «mito» da casa 8, até parece que todos querem ser mediúnicos, parece uma coisa da moda.

Olhe que estes dias, como lhe disse, meti cerca de 300 artigos no Cova vindos do NOva-Lis. E este sobre a Casa 8 foi um deles. Por sinal um dos últimos.

Imagine só que em 48 horas entrou directo para os artigos mais vistos. Até fiquei impressionado.

Sei que a Astrid está a par do que faço, mas as outras pessoas, como terão sabido deste artigo?

Uma Lilith na 8 está cómoda, sente-se bem e mais que nunca é reveladora da sua alta mediunidade. É a Magda, a Sacerdotisa...

Beijos

António

Beijos

António

bruna disse...
2 de agosto de 2017 às 21:10  

Eu tenho sol na casa 8, sou taurina. Também tenho jupiter na casa 8. Pra completar tenho plutão na casa 2, ou seja, vida maravilhosa e vida sofrida, ao mesmo tempo. Sempre morrendo pra poder viver.

22 de novembro de 2007

Casa 8

Engloba o dinheiro não ganho (por exemplo, doações, empréstimos ou heranças), ou mostra as posses recebidas de outros (por exemplo, através do matrimónio).
Simboliza a morte no sentido da transmutação; as mudanças súbitas e as transformações às quais o indivíduo pode aceder. Esta Casa está ligada directamente com o sexo.
As transformações, as mutações, a morte, a tristeza, os sentidos, a paixão, a sexualidade, a regeneração, o ocultismo, o além, o paraíso, o inferno, o trabalho, a terceira idade, a decrepitude, o desprendimento, os testamentos, as heranças, a vida após a morte, as provas, o karma.
O nativo que tiver esta Casa com uma influência muito forte dos astros deverá avançar no sentido que os astros indicam para cumprir o seu karma. Porém, não deve ceder ao pânico e crer que esta Casa só dá infelicidades e vicissitudes de todos os tipos.
Ela pode ser, ao contrário do que se pensa, mais positiva que negativa através da realização do karma individual.

3 comentários:

Astrid Annabelle disse...

A única habitante da minha casa 8 é Lilith!!!
Ela quis a casa só para ela...kkkk
Beijo grande António.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Astrid

Veja só o «mito» da casa 8, até parece que todos querem ser mediúnicos, parece uma coisa da moda.

Olhe que estes dias, como lhe disse, meti cerca de 300 artigos no Cova vindos do NOva-Lis. E este sobre a Casa 8 foi um deles. Por sinal um dos últimos.

Imagine só que em 48 horas entrou directo para os artigos mais vistos. Até fiquei impressionado.

Sei que a Astrid está a par do que faço, mas as outras pessoas, como terão sabido deste artigo?

Uma Lilith na 8 está cómoda, sente-se bem e mais que nunca é reveladora da sua alta mediunidade. É a Magda, a Sacerdotisa...

Beijos

António

Beijos

António

bruna disse...

Eu tenho sol na casa 8, sou taurina. Também tenho jupiter na casa 8. Pra completar tenho plutão na casa 2, ou seja, vida maravilhosa e vida sofrida, ao mesmo tempo. Sempre morrendo pra poder viver.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates