Plutão em trânsito em quadratura a Neptuno natal - Será um voo cego a nada?

14 de janeiro de 2014 ·



Texto longo. Não perca tempo, a menos que goste muito de astrologia.

Estou num processo pessoal, que anda a mexer muito comigo, pois é um trânsito que só ocorre para as pessoas que estão entre os 64 ou 65 - Plutão em trânsito em quadratura a Neptuno natal. Como sabemos, os trânsitos de Plutão são demorados, duram cerca de 4 anos, por vezes, um pouco mais. E isto que uso uma orbe de apenas 3º ou 4º tanto de aproximação, como de separação. Ocasionalmente, e o mapa natal da pessoa é que o determina, posso usar orbes de 5º de aproximação e 3º de separação. Não é uma regra fixa. Pessoalmente não aceito bem orbes muito grandes, como as praticadas pelo astro.com - assim, sai-se do domínio da análise para uma onda mais especulativa. E isso não me agrada.

Este trânsito varia de pessoa para pessoa (devido aos seus respectivos mapas), mas como este texto é muito baseado no meu próprio trânsito, aproveito para dizer que no meu caso pessoal iniciou-se em Julho 2012, quando Plutão passava pelo grau 8 de Capricórnio. Imediatamente se fez sentir: nesse mês e ano, mudei-me da grande cidade para a pequena localidade.

O trânsito deverá terminar entre Dezembro 2016 e Fevereiro 2017. É um dos trânsitos mais difíceis que um ser humano pode passar. Em certos casos, chega a ser violento. Por tudo isto, decidi escrever um texto aprofundando este tema. E ando nisso desde 23 de Dezembro 2013. Só o publiquei a 14 de Janeiro 2014.

Estou completamente 'neptuniado'. Este trânsito fará 5 aspetos em quadratura, 3 deles, no grau exacto e 2 outros, muito próximos de serem 'partil' [exato]. O primeiro deles será já em Fevereiro próximo. A cada dia que passa, mais 'neptuniado' estou. 

Os Ciclos de PLUTÃO são muitas vezes devastadores.
Eu sei que, nos dias de hoje, não é politicamente correcto usar-se a palavra
'devastador'. Não está em consonância com a actual espiritualidade lindinha.
Sei do que falo, pois com quase 65 anos, já experimentei muito de Plutão.
Não me esqueço das caminhadas que ele fez ao meu Sol, à Lua e a Marte.
Houve muitos mais, mas nem estou a ir muito lá atrás no tempo.
Certos dos seus trânsitos foram extremamente devastadores
e dolorosos na minha vida pessoal.
Tudo me foi retirado, arrancado, perdido.
 Sim, tudo: pessoas, animais, saúde e bens.
Sempre renasci, de forma mais viva. Transformação.
Mas isso não impede de terem sido trânsitos devastadores.
Por isso sinto-me no direito de ir em contramão e dizer o que sinto e penso.

Os ciclos de Plutão levam um pouco mais de 247 anos e 250 dias, devido ao fato de se movimentar extremamente devagar e de um modo um pouco irregular, levando de 10 a 30 anos para atravessar um signo. É impossível a qualquer pessoa vivenciar um Ciclo completo deste minúsculo planeta. Durante uma existência, ele transita por poucos signos e Casas. Entretanto, o movimento de Plutão de uma casa para outra, significa um período da vida essencialmente transformador. Os aspectos formados por Plutão, em trânsito, devem ser observados com muito cuidado, pois nenhum outro planeta é capaz de causar tanta dor e sobressalto, quando funciona de forma mais pesada. É doloroso. Por experiência própria.


Deixei a informação abaixo no meu Facebbok, devido às muitas reacções de leitores, que na sua imensa boa vontade iam deixando votos de ânimo, como seu estivesse em sofrimento, sem terem percebido que eu apenas estava a analisar, em termos astrológicos. Admito inclusivamente que possa ter sido eu a criar, de forma inconsciente essa ideia. Lamento se assim foi.

PARA TODOS OS MEUS LEITORES DESTE POST - Quero agradecer as palavras de boa vontade que deixaram, quer nos comentários, quer os enviados por mensagem privada. Não faço ideia porque terão concluído que eu estava doente, prestes a morrer e resolveram deixar aquelas habituais palavras de ânimo. Por favor, têm que aprender a terem isenção de pensamentos sobre o que costumam ler. Por eu dizer que este trânsito também pode trazer a morte, devem entender como sendo APENAS um possível facto. Apenas um possível facto!!! Como dizer que 1 + 1 = 2. Como dizer que os patos gostam de água para nadarem e fazerem a sua higiene. Como dizer que o Sol aparece de dia. Apenas factos. Façam o favor de não extrapolarem para a minha pessoa tudo aquilo que eu escrevo. Já imaginaram o que seria a minha vida com mais de 2.000 artigos escritos ao longo dos anos??? Agradecido a todos pelo vosso amor e carinho. Pelo vosso interesse em mim. Não faz parte dos meus planos desencarnar nos tempos mais próximos. Mas isso não depende MUITO de mim. A única coisa que vos posso dizer é que já estou a viver dentro do último prazo de validade que me será permitido viver neste planeta. Beijos e abraços a todos.



Uma visão geral dos
 trânsitos de Plutão a Neptuno natal 
[não especialmente a quadratura]

Habitualmente, as pessoas não batem à porta dos astrólogos porque um trânsito de Plutão está activar o seu Neptuno natal. No entanto, fazem-no se Neptuno ou Plutão em trânsito estiverem em aspecto a um dos planetas pessoais na carta natal. A razão pela qual podem procurar aconselhamento, por exemplo, é o efeito de Plutão sobre um planeta pessoal, através de Neptuno. É um trânsito silencioso mas tremendamente complexo.

Neptuno por signos, simboliza os sonhos da geração a que cada um pertence. Representa os nossos objectivos sublimes e maravilhosas inspirações espirituais. Representa a forma pela qual podemos iludir-nos, que tipo de sonho/ilusão tendemos a ter, em que área da vida nos mistificamos. Leva-nos inclusivamente a crer em realidades criadas pela nossa mente. Não pensem que estou a falar de 'meditação', desde que levada a sério e candura.

As pessoas marcadamente neptunianas são aquelas que não hesitam em garantir que canalizam toda a Fraternidade Branca, em todas as dimensões possíveis. Na minha antiga editora "Anjo Dourado" recebemos inúmeros manuscritos considerados importantes pelos seus autores, mas que não passavam de "ecos" de coisas mil vezes ouvidas e lidas.

A nossa fantasia será projectada nas questões descritas pela casa onde Neptuno se encontra.

Um trânsito de Plutão por uma casa indica a necessidade de entender completamente as facetas da vida regidas por essa casa.

Assim, além de tomarmos conhecimento das questões da quinta casa, por exemplo, caso Neptuno aí se encontre na carta natal [meu caso], o trânsito de Plutão formando conjunção com o Neptuno natal removerá o véu de ilusão criado pelo facto de Neptuno estar aí em primeiro lugar. Quando o trânsito forma uma quadratura ou oposição, o desvelamento pode não ser muito agradável.

Se não aprendermos facilmente, se reagirmos ao trânsito com as características menos dignas de Plutão - como essas coisas de controle - talvez sejamos arrancados da nossa complacência.

A chave para a interpretação do trânsito é que os sonhos ou fantasias ou ilusões sobre alguma coisa devem ser transformados. Talvez a transformação signifique simplesmente trazer essa faceta da vida para a consciência. É bem trabalhoso.

Como esse trânsito dura muito tempo, como são cerca de 4 anos envolvidos nisso e usarmos um bocadinho de 'insight', podemos lidar com ele muito bem antes que se torne um desafio. Isto em teoria, porque, na prática, Neptuno dissolve as nossas intenções e acabamos por sermos apanhados de surpresa.

Esse trânsito fica mais complexo quando envolve também os planetas pessoais. Torna-se mais imperativo lidar conscientemente com o trânsito de Plutão. Os planetas pessoais requerem a atenção de Plutão, e pode ficar mais difícil perceber o sonho neptuniano.

E a ilusão, esvai-se...




Aproveito para deixar esta ideia simbólica e esotérica do nosso corpo.

Não é fácil viver numa energia tão oposta, com Plutão e Neptuno em função. Quer saber onde está Neptuno? Faça este simples exercício: estenda, em cima da sua cabeça, a palma da mão bem aberta, com o dedo mindinho virado para cima. Simbolicamente falando, Neptuno está fora, pertence ao Todo. É um planeta amplamente curador, apesar de nos poder deixar confusos, sem sabermos muito bem que fazer. E Plutão, onde fica? No sentido oposto. Volte a abrir a palma da mão e desta vez com o dedo mindinho para baixo, estique-a sobre o peito, a partir da garganta e é aí, naquela zona do coração é onde encontramos dentro de nós a força necessária para enfrentarmos a vida, muitas vezes com turbulência e desassossego. Plutão está dentro, pertence à pessoa. Obviamente, nem vou entrar naquela ideia bonitinha e muito difundida que nos dizem que são planetas geracionais, quase negando o efeito que produzem na pessoa. Felizmente, a coisa está a melhorar. Este trânsito é destemido, pois a luta simbólica entre Plutão e Neptuno, é que Hades quer retirar, de preferência, de forma violenta, o véu invisível, que o Senhor das Águas transporta.


Analise no seu mapa o Signo e a Casa onde tem o seu Neptuno
e é aí que se travará a sua batalha final.

Eu disse 'final'? Sim, disse. Depois explicarei porque o disse. No meu caso, tenho Neptuno RX em Balança / Libra, 12º26', na Casa V, mas conjunto à Casa VI. Assim ando eu.'


Clicar para aumentar a imagem e poder ler melhor.
Lamento não vos oferecer uma melhor ilustração,
mas foi o que consegui fazer, não sendo designer.

Será um voo cego a nada?

Esta pergunta foi retirada do livro de poesia do moçambicano
Reinaldo Ferreira, «Um voo cego a nada».

Eu, Rosie, eu se falasse eu dir-te-ia
Que partout, everywhere, em toda a parte,
A vida égale, idêntica, the same,
É sempre um esforço inútil,
Um voo cego a nada.
Mas dancemos; dancemos
Já que temos
A valsa começada
E o Nada
Deve acabar-se também,
Como todas as coisas.
Tu pensas
Nas vantagens imensas
De um par
Que paga sem falar;
Eu, nauseado e grogue,
Eu penso, vê lá bem,
Em Arles e na orelha de Van Gogh...
E assim entre o que eu penso e o que tu sentes
A ponte que nos une - é estar ausentes.

Reinaldo Ferreira

Focando-me na quadratura,
cheguei a estas conclusões:

Este trânsito parece um voo cego a nada, 
mas não, tem mesmo um destino: a nossa alma.

Uma informação inicial: o trânsito oposto, ou seja, o trânsito de Neptuno em quadratura ao Plutão natal, é basicamente igual e tem o mesmo significado a este que vou começar a descrever, só que dura menos tempo. Em vez de 4 anos, pode levar cerca de 2 anos e meio da nossa vida.

A dificuldade deste trânsito é aparentemente óbvio, pois Plutão tudo fará para arrancar os véus de ilusão e  fantasia de Neptuno. E arranca. No trânsito oposto, dificilmente acontece. Esta é uma grande diferença entre ambos os trânsitos.

Quer isto dizer que o trânsito de Plutão em quadratura a Neptuno, tudo fará para retirar as ilusões e fantasias respeitantes à Casa e signo onde se encontra Neptuno e seus aspectos. É um buldozer que tudo arranca no seu caminho. Tudo deverá ser transformado. E isto que se diz assim com tanta facilidade, na verdade corresponde a largos picos ao longo desses 4 anos, regra geral, bastante dolorosos. 

Este trânsito pode ficar ainda mais complexo se involucrar planetas pessoais. É necessário analisar com muita atenção os mapas da pessoa. 

Uma das características principais deste trânsito é que a pessoa praticamente só pode fazer uma coisa para sobreviver de forma saudável a este trânsito: saber aceitar.  

Um dos pontos severos deste trânsito é que frequentemente, pode introduzir a morte física da pessoa. E quando não desencarna, é certo e sabido que a pessoa enfrentará penosas mortes a níveis diferenciados: da personalidade, das emoções, da mentalidade, da saúde e até espiritual.

É frequente que muitas posses, relações ou outras condições de vida tenham tendência a desaparecerem. E isto não é fácil, como se sabe. Não pensem que me estou a queixar, pois eu sou daqueles que já perdeu tudo, só resto eu mesmo. E cá estarei para o que der e vier.

Uma das possibilidades é perdermos aquelas pessoas que são muito importantes para nós. Denomino este trânsito como o dos viúvos e viúvas. [As pessoas entre os 62 e 67 podem desencarnar neste trânsito.] Conheço muitos casos. É a fase em que estas pessoas têm que ajustar as suas vidas a esta nova forma de viver, em que os seus cônjuges já não estão ao nosso lado.

Facilita muito que a pessoa esteja integrada em grupos psicológicos, de auto-ajuda, psíquicos ou metafísicos, pois em princípio estarão mais preparados para aceitarem estes factos associados ao trânsito e podem, com mais facilidade, fazer um trabalho profundo em eles mesmos.

Este trânsito tem uma particularidade: se a pessoa se dedicar a aprender e praticar filosofias mais místicas e/ou esotéricas, pois poderão funcionar como uma base de regeneração de si mesmo. Mas, por favor, não apareça na consulta do astrólogo a pedir-lhe que lhe digam qual é sua «missão espiritual».

A pessoa  pode viver consideráveis tensões devido a pressões e forças compulsivas que sente dentro de si. Pode sentir-se desconcertado, confundido ou transtornado com as experiências que terá que viver

Este trânsito é fértil em mudanças, mesmo as mais subtis, rupturas, desilusões, ou vivências mais compulsivas. Uma coisa é certa: quando o trânsito terminar, a pessoa, se não desencarnar, ter-se-á regenerado do ponto de vista interno. Prepare-se para uma longa viagem.




Eu já tinha preparado «meio texto» explicando umas quantas coisas baseadas neste conceito, extraído da astrologia esotérica:

Este trânsito parece um voo cego a nada, 
mas não, tem mesmo um destino: a nossa alma.

E nesse sentido, preferi usar um comentário feito pela astróloga Ruth Fairfield, do que usar o meu próprio texto, pois a ideia era igual. Assim, quando acima me referi à ideia de que este trânsito funciona como uma 'batalha final'. Essa batalha está descrita logo a seguir: 

«O mais fascinante é que Neptuno é o regente da personalidade de Peixes, toca a estrutura que o inconsciente colectivo está a libertar da dor, da vitimização, da auto punição, do mártir... toda a projecção astral do mundo ideal, dos homens ideais... mas o regente da alma de peixes é precisamente Plutão, esse é o resgate do poder pessoal, depois de nos libertarmos de todas as crenças (Júpiter, 2º regente de Peixes da personalidade) de dor, de sofrimento, assumindo a essência criativa e libertando a prisão a essa condição... renascemos para o nosso poder pessoal... Plutão a última experiência da alma na estrutura da forma...»



Enquanto ia escrevendo este texto, com todos os vagares possíveis, o que deixou o meu lado geminiano um bocadinho apreensivo com a lentidão da criação, fiz alguns posts alusivos ao tema, no Facebook:

Aqui - aqui - aqui e aqui.



Olhando para o meu próprio mapa:

Duração do trânsito

Início, no grau 8 de Capricórnio, em Julho 2012 - mudei da cidade para o campo.

Terminará entre Dezembro 2016 e Fevereiro 2017 - não sei o que o futuro me reserva.


Aspectos exactos Capricórnio e Balança / Libra:

 1º encontro exacto ou partil: 05/02/2014, aos 12º26'.

2º encontro exacto ou partil: 27/06/2014, aos 12º26', estando Plutão retrógrado

3º encontro exacto ou partil: 11/12/2014, aos 12º26'


Também haverá 2 aspectos não exactos entre si:

24/09/2015, aos 12º59', estando Plutão retrógrado [orbe 33']

17/09/2016, aos 14º56', estando Plutão retrógrado [orbe 2º30']

Plutão, em Abril 2015 iniciará a sua retrogradação anual,
no grau 15º33' de Capricórnio indo até Setembro nos graus rx 12º59'
Não fará aspeto partil a Neptuno, mas fará
quadratura muito próxima, com apenas 33' de orbe.


Antecedentes de encontros entre
estes planetas no meu mapa natal

É comum, em astrologia, verificarmos o ciclo dos planetas na vida das pessoas. Funciona muito bem com todos os planetas desde o Sol a Saturno. Tenho dúvidas se este conceito se aplica aos planetas mais lentos. De uma vez por todas, tentei juntar esses dados do meu próprio mapa e tentar perceber se Plutão, apesar de ter um ciclo com cerca 250 anos, também funciona como se fosse Marte ou Saturno. Sinto dúvidas sobre isso. Deixo a seguir algumas datas e aspectos entre Plutão e Neptuno, que me fizeram concluir que não sinto haver esse propósito do ciclo planetário, como escola de ensinamento. O melhor seria pedir a um colega que fizesse a análise do meu mapa em relação às datas que deixo a seguir, pois como sabem, ninguém consegue auto analisar-se a este ponto.

A conjunção foi 1976/77 - [tinha 28 anos]  - Eu ainda estava em Moçambique, ainda longe de sair de lá. Nem sequer, então, me passava pela cabeça regressar a Portugal. Morreu o meu filho e divorciei-me.

Semi-sextil - 1988 -  [tinha 39 anos] - Este ano foi paradigmático para mim, pois representou o meu regresso definitivo a Portugal, depois de alguns anos de exílio dourado ou, se quiserem, de emigrante de luxo, por esse mundo fora.

Semi-quadratura - 1994 - [tinha 45 anos] - Tenho que me esforçar para me recordar deste ano. Não tenho memórias especiais desta época da minha vida. A única sensação que tenho é que tive sérios problemas de saúde, mas como perdi as minhas agendas não consigo confirmar estes dados e, a memória, está a ser completamente absorvida por Neptuno. Por isso, sentir-me tão «neptuniado». 

Sextil - 2000 [tinha 51 anos] - Iniciei uma outra viagem, criando a minha editora esotérica, que entretanto faliu e foi encerrada, em  Dezembro de 2011.

Quintil - 2005/6 -[tinha 56 anos] - Numa viagem à Argentina, senti que atingi um certo e alto sabor espiritual, que me deixou muito feliz e que envolveu várias personalidades do mundo espiritual, que eu então conhecia.

Quadratura - 2014 - [com 64/5 anos]. É um livro em aberto. Para já sei que não tenho condições de ir viver para a Argentina, como tem sido o meu sonho nos últimos 9 ou 10 anos. Mas posso dizer o seguinte: nada mais Plutão chegar ao grau 8 de Capricórnio, quando, em meu entender iniciou o trânsito a esta quadratura, imediatamente se fez sentir: nesse mês e ano [Julho 2012], mudei-me da grande cidade para a pequena localidade, o que fez melhorar imenso a minha vida pessoal e profissional.

Muito obrigado a todos. Sejam felizes.
14-Jan-2014


Se quiser deixar um comentário, que agradeço,
pode clicar aqui e irá parar à zona de comentários.



.





24 comentários:

Astrid Annabelle disse...
14 de janeiro de 2014 às 16:41  

Olá meu querido António...como gosto de astrologia via AR irei ler tudo ...depois eu volto ..para comentar como se deve ...
Beijos
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
14 de janeiro de 2014 às 16:48  

Eu sei que vc lê estas coisas com agrado. Isso é muito bom para mim. Saber que há amigos interessados nestes temas. Astrid, sabe que está dentro do artigo, de forma subtil. :)

Beijinho

antónio

OLimpia disse...
14 de janeiro de 2014 às 19:16  

Gostei muito,um dia ligo o para o António fazer o meu mapa,beijinho.
Olímpia de Sousa

Unknown disse...
14 de janeiro de 2014 às 21:06  

Admiro a astrologia mas sei que não a consigo entender muito embora permaneça o fascinio. Felicidades António
Fátima

Anónimo disse...
15 de janeiro de 2014 às 00:34  

Querido António, obrigado pelo post. Tenho Neptuno em Balança na casa 9 não faço ideia o que significa. Aprendi com a sua partilha , penso eu, que a atitude a ter é aceitar... os desafios inerentes a esta energia, perceber que isto faz parte de um desígnio maior, de um processo evolutivo que nos conduz à nossa essência. Grata.MJ

António Rosa disse...
15 de janeiro de 2014 às 12:47  

Olímpia,

Muito agradecido pela atenção. Quando quiser estou à sua disposição.

Abraço,

António

António Rosa disse...
15 de janeiro de 2014 às 12:47  

Fátima,

Muito agradecido por palavras tão generosas.

Abraço,

António

António Rosa disse...
15 de janeiro de 2014 às 12:47  

MJ

Se tem Neptuno em Balança, devemos ser da mesma geração, porque também o tenho assim. Aceitar, sem dúvida é grande palavra-chave. A outra palavra é 'conciliar'.

Abraço,

António

Anónimo disse...
15 de janeiro de 2014 às 13:29  

Oi Antônio,
Força e Paz no coração...
Devemos,sim,aceitar... e acreditar que há algo maior e melhor depois das intempéries...
Abraço
Rosi


Astrid Annabelle disse...
16 de janeiro de 2014 às 11:48  

Bom dia meu querido António!
Vim aqui reler várias vezes...depois fico matutando:
...tenho Netuno RX em Balança, 10°20' na casa IV ...{e eu sei que sabe disso}!!!
Aceitar e conciliar... e sabe-se lá mais o que...
Mexeu mesmo comigo...ando estranha, nem me reconheço! É como se eu tivesse me recriado, mas sem vínculo com o passado...
Quando li "Denomino este trânsito como o dos viúvos e viúvas." senti imediatamente a referência...
e vamos que vamos...
Concluindo: estou em um momento vazio...
Beijo grande... agradecido sempre!
Astrid Annabelle

Lucia de Belo Horizonte / MG disse...
16 de janeiro de 2014 às 11:58  

Olá Antônio: Excelente texto que traduz bem esse transito de Plutão/Netuno. O melhor antídoto à quadratura é o uso de Saturno: disciplina e esforço que resulta numa conquista pessoal. É a melhor época para abandonar vícios e ilusões. Também pode trazer muito discernimento e lucidez, como esse texto bem elaborado. Desejo que Jesus te ilumine sempre e que os anjos lhe protejam, para que possamos nos deliciar de sua sabedoria por longos tempos. Beijos.

Vera Braz Mendes disse...
16 de janeiro de 2014 às 14:05  

Obrigada António! Pelo texto, pela pesquisa, pela partilha intima e pessoal. Obrigada por ser quem é. E sin, é um voo para a alma. Nao é cego, é muito lúcido.

Bj

Vera Magalhaes disse...
16 de janeiro de 2014 às 16:27  

Viva António! Brigada pela partilha que já havia lido ontem....tb tenho Neptuno em Balança....só que na casa 6 a 21 graus e 24 minutos e em conjunção com Saturno a 18 graus e exaltado.....ainda tb em conjunção com o Sol a 20 graus em queda.....enfim.....muita coisa aconteceu nestes 61 anos que já tenho e muita coisa mudou e tive de aceitar de coração aberto e em paz....desejo que contigo se psse o mesmo....o amor e a paz no nosso coração são essenciais....OBRIGADA! <3

Ingrid Mattos Monteiro disse...
16 de janeiro de 2014 às 23:37  

Mais uma vez (e desta vez enfatizado!!!) os meus mais sinceros parabéns Antonio!

Pela sabedoria mas acima de tudo pela coragem e ousadia de quebrar as barreiras do espiritualmente correcto ao falar abertamente de um tema tao importante e tb tabu na "sociedade espiritual". E ao mesmo tempo "usar-se" como cobaia ao expor-se para que nós , leigos possamos compreender o quao profundo os transitos em Plutão com os planetas pessoaIS podem ir! Descobri que o meu mais dificil ate hoje foi uma quadratura com Plutão natal (em escorpião) com Venus Natal (tb em escorpião)! tenho os 2 em escorpião nas casas natais, plutao na casa VIII e venus na casa IX.
Estive a tentar descobrir a minha batalha final e nao e que tenho o meu neptuno natal em capricornio com um Plutão em escopriao na casa natal?
bem nem quero pensar (falta muitooo tempo - 35 anos! até ele chegar mas irei preparar a minha alma da melhor maneira! Ela ja deve estar preparada , eu e que ja não! Verteram-me lagrimas, por saber que apesar da regeneraçao, a dor que plutão pode (oh caramba! traz! nao vou por panos quentes!) nos seus transitos quando em tensão! Este buldozer como tao bem lhe chamou tem tanto de regenerativo como destruidor! A sorte e que tenho muitosss planetas em Sagitario, o meu belo Ascendente em Aquario e Aquario também na Casa 12 em Jupiter! Do que li estou quase lá! Parece que nao fui assim tão boa menina no passado, "parece que fui um escorpiao com ascendente em capricornio o que é isto!?!? isto sao as minhas leituras Ad Hoc!) mas pelo menos houve evolução!

So quero agradecer-lhe pela "crueza", ousadia de ser autentico e desejar-lhe MUITA FELICIDADE e saber que apesar , de um dia (Um dia longuincuo) quando partir para a sua galaxia de origem vai deixar muita saudade e poderá ver-nos cá em baixo mas as suas Ferias da Terra serao MUITO BEM MERECIDAS! PARABÉNS POR EXISTIR!

António Rosa disse...
17 de janeiro de 2014 às 14:55  

Muito obrigado pela sua gentileza.

Abraço

António

António Rosa disse...
17 de janeiro de 2014 às 14:55  

Querida Astrid

Como a compreendo, porque estou bastante assim, também. A desvincular-me do passado. E ter muita dificuldade em concentrar-me. Na brincadeira digo que ando com a memória dos peixinhos de aquário: apenas 10 segundos. Veja a dificuldade que tive em fazer este texto, que em meu entender, está incompleto. Há 2 anos atrás teria sido diferente. Eu sabia que iria sentir imediatamente a referência aos viúvos e viúvas. O António tinha 63 anos, não é? Foi o 1º exemplo que me ocorreu e aseguir vieram à memória (que abriu um portal e saiu temporariamente dos 10 segundos) mais 6 ou 7 exemplos de pessoas próximas a mim. Isto para não mensionar os casos de celebridades que investigo.

O meu Plutão anda na Casa 8!!!

Muitos beijinhos.

António

António Rosa disse...
17 de janeiro de 2014 às 14:58  

Lúcia

Nem imagina como lhe fico grato pelo seu comentário. É um ânimo. O meu Plutão está na VIII. E esta, hein?

Muito obrigado e grande abraço,

António

António Rosa disse...
17 de janeiro de 2014 às 14:59  

Querida Vera,

Sempre presente a ajudar e amparar. Muito obrigado.

Beijinho

António

António Rosa disse...
17 de janeiro de 2014 às 15:01  

Olá Vera Magalhães,

Hoje parace ser o dia das amigas Veras!!

Quem agradece sou eu. E muito.

Se puder, trate da aposentação e dedique-se a outro assunto.

Abraço

António

António Rosa disse...
17 de janeiro de 2014 às 15:02  

Ingrid

Adoro os seus comentários, sempre muito especiais. Quero agradecer muito e meuito e muito.

Um grande beijinho

António

Astrid Annabelle disse...
17 de janeiro de 2014 às 19:37  

Apenas para lhe responder meu querido António:...o meu marido faleceu um mês antes de completar 61 anos...
Mais um beijinho
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
20 de janeiro de 2014 às 16:34  

Querida Astrid

Fiz o mapa para Junho 2009, mas não estou muito certo ano.

De qualquer maneira estava a iniciar a quadratura, anda numa orbe de 7º. Além de ter vários aspectos muito tensos da Lua e de Marte.

Beijinho grande.

António

Lidia Merz disse...
9 de setembro de 2015 às 18:31  

Ola Antonio Rosa,

Li com muita atençao o seu artigo. Me dei conta que a passagem de Neptuno em quadratura ao meu sol em 2007 foi muito cruel, passei muito tempo numa tristeza sem fim, depressoes por conta de problemas com meu filho. Nesta epoca, balancei tudo, toda a minha vida, parti da Franca e fui para o Brasil..
Fico intrigada com esta posiçao de vivenciar esta quadratura de plutao sobre neptuno. Estou namorando um senhor, 68 anos, com serios problemas de egocentrismo ( touro ascedente leao), mas estou vivenciando uma paixao louca e incondicional, sem nenhum retorno. Bom... vejo que a quadratura sobre minha venus e a dele pois temos ambos venus em aries, surte seus efeitos.
Gostaria de agradecer infinitamente os esclarecimentos pela astrologia, assim quem sabe eu possa entender os porques e tentar vivenciar da melhor forma esta quadratura. Abraços alentejanos,
Margarida

voyance gratuitement par mail disse...
27 de fevereiro de 2017 às 12:54  

Com cada novo artigo, ainda muitas coisas interessantes para descobrir e, normalmente, praticar.

14 de janeiro de 2014

Plutão em trânsito em quadratura a Neptuno natal - Será um voo cego a nada?



Texto longo. Não perca tempo, a menos que goste muito de astrologia.

Estou num processo pessoal, que anda a mexer muito comigo, pois é um trânsito que só ocorre para as pessoas que estão entre os 64 ou 65 - Plutão em trânsito em quadratura a Neptuno natal. Como sabemos, os trânsitos de Plutão são demorados, duram cerca de 4 anos, por vezes, um pouco mais. E isto que uso uma orbe de apenas 3º ou 4º tanto de aproximação, como de separação. Ocasionalmente, e o mapa natal da pessoa é que o determina, posso usar orbes de 5º de aproximação e 3º de separação. Não é uma regra fixa. Pessoalmente não aceito bem orbes muito grandes, como as praticadas pelo astro.com - assim, sai-se do domínio da análise para uma onda mais especulativa. E isso não me agrada.

Este trânsito varia de pessoa para pessoa (devido aos seus respectivos mapas), mas como este texto é muito baseado no meu próprio trânsito, aproveito para dizer que no meu caso pessoal iniciou-se em Julho 2012, quando Plutão passava pelo grau 8 de Capricórnio. Imediatamente se fez sentir: nesse mês e ano, mudei-me da grande cidade para a pequena localidade.

O trânsito deverá terminar entre Dezembro 2016 e Fevereiro 2017. É um dos trânsitos mais difíceis que um ser humano pode passar. Em certos casos, chega a ser violento. Por tudo isto, decidi escrever um texto aprofundando este tema. E ando nisso desde 23 de Dezembro 2013. Só o publiquei a 14 de Janeiro 2014.

Estou completamente 'neptuniado'. Este trânsito fará 5 aspetos em quadratura, 3 deles, no grau exacto e 2 outros, muito próximos de serem 'partil' [exato]. O primeiro deles será já em Fevereiro próximo. A cada dia que passa, mais 'neptuniado' estou. 

Os Ciclos de PLUTÃO são muitas vezes devastadores.
Eu sei que, nos dias de hoje, não é politicamente correcto usar-se a palavra
'devastador'. Não está em consonância com a actual espiritualidade lindinha.
Sei do que falo, pois com quase 65 anos, já experimentei muito de Plutão.
Não me esqueço das caminhadas que ele fez ao meu Sol, à Lua e a Marte.
Houve muitos mais, mas nem estou a ir muito lá atrás no tempo.
Certos dos seus trânsitos foram extremamente devastadores
e dolorosos na minha vida pessoal.
Tudo me foi retirado, arrancado, perdido.
 Sim, tudo: pessoas, animais, saúde e bens.
Sempre renasci, de forma mais viva. Transformação.
Mas isso não impede de terem sido trânsitos devastadores.
Por isso sinto-me no direito de ir em contramão e dizer o que sinto e penso.

Os ciclos de Plutão levam um pouco mais de 247 anos e 250 dias, devido ao fato de se movimentar extremamente devagar e de um modo um pouco irregular, levando de 10 a 30 anos para atravessar um signo. É impossível a qualquer pessoa vivenciar um Ciclo completo deste minúsculo planeta. Durante uma existência, ele transita por poucos signos e Casas. Entretanto, o movimento de Plutão de uma casa para outra, significa um período da vida essencialmente transformador. Os aspectos formados por Plutão, em trânsito, devem ser observados com muito cuidado, pois nenhum outro planeta é capaz de causar tanta dor e sobressalto, quando funciona de forma mais pesada. É doloroso. Por experiência própria.


Deixei a informação abaixo no meu Facebbok, devido às muitas reacções de leitores, que na sua imensa boa vontade iam deixando votos de ânimo, como seu estivesse em sofrimento, sem terem percebido que eu apenas estava a analisar, em termos astrológicos. Admito inclusivamente que possa ter sido eu a criar, de forma inconsciente essa ideia. Lamento se assim foi.

PARA TODOS OS MEUS LEITORES DESTE POST - Quero agradecer as palavras de boa vontade que deixaram, quer nos comentários, quer os enviados por mensagem privada. Não faço ideia porque terão concluído que eu estava doente, prestes a morrer e resolveram deixar aquelas habituais palavras de ânimo. Por favor, têm que aprender a terem isenção de pensamentos sobre o que costumam ler. Por eu dizer que este trânsito também pode trazer a morte, devem entender como sendo APENAS um possível facto. Apenas um possível facto!!! Como dizer que 1 + 1 = 2. Como dizer que os patos gostam de água para nadarem e fazerem a sua higiene. Como dizer que o Sol aparece de dia. Apenas factos. Façam o favor de não extrapolarem para a minha pessoa tudo aquilo que eu escrevo. Já imaginaram o que seria a minha vida com mais de 2.000 artigos escritos ao longo dos anos??? Agradecido a todos pelo vosso amor e carinho. Pelo vosso interesse em mim. Não faz parte dos meus planos desencarnar nos tempos mais próximos. Mas isso não depende MUITO de mim. A única coisa que vos posso dizer é que já estou a viver dentro do último prazo de validade que me será permitido viver neste planeta. Beijos e abraços a todos.



Uma visão geral dos
 trânsitos de Plutão a Neptuno natal 
[não especialmente a quadratura]

Habitualmente, as pessoas não batem à porta dos astrólogos porque um trânsito de Plutão está activar o seu Neptuno natal. No entanto, fazem-no se Neptuno ou Plutão em trânsito estiverem em aspecto a um dos planetas pessoais na carta natal. A razão pela qual podem procurar aconselhamento, por exemplo, é o efeito de Plutão sobre um planeta pessoal, através de Neptuno. É um trânsito silencioso mas tremendamente complexo.

Neptuno por signos, simboliza os sonhos da geração a que cada um pertence. Representa os nossos objectivos sublimes e maravilhosas inspirações espirituais. Representa a forma pela qual podemos iludir-nos, que tipo de sonho/ilusão tendemos a ter, em que área da vida nos mistificamos. Leva-nos inclusivamente a crer em realidades criadas pela nossa mente. Não pensem que estou a falar de 'meditação', desde que levada a sério e candura.

As pessoas marcadamente neptunianas são aquelas que não hesitam em garantir que canalizam toda a Fraternidade Branca, em todas as dimensões possíveis. Na minha antiga editora "Anjo Dourado" recebemos inúmeros manuscritos considerados importantes pelos seus autores, mas que não passavam de "ecos" de coisas mil vezes ouvidas e lidas.

A nossa fantasia será projectada nas questões descritas pela casa onde Neptuno se encontra.

Um trânsito de Plutão por uma casa indica a necessidade de entender completamente as facetas da vida regidas por essa casa.

Assim, além de tomarmos conhecimento das questões da quinta casa, por exemplo, caso Neptuno aí se encontre na carta natal [meu caso], o trânsito de Plutão formando conjunção com o Neptuno natal removerá o véu de ilusão criado pelo facto de Neptuno estar aí em primeiro lugar. Quando o trânsito forma uma quadratura ou oposição, o desvelamento pode não ser muito agradável.

Se não aprendermos facilmente, se reagirmos ao trânsito com as características menos dignas de Plutão - como essas coisas de controle - talvez sejamos arrancados da nossa complacência.

A chave para a interpretação do trânsito é que os sonhos ou fantasias ou ilusões sobre alguma coisa devem ser transformados. Talvez a transformação signifique simplesmente trazer essa faceta da vida para a consciência. É bem trabalhoso.

Como esse trânsito dura muito tempo, como são cerca de 4 anos envolvidos nisso e usarmos um bocadinho de 'insight', podemos lidar com ele muito bem antes que se torne um desafio. Isto em teoria, porque, na prática, Neptuno dissolve as nossas intenções e acabamos por sermos apanhados de surpresa.

Esse trânsito fica mais complexo quando envolve também os planetas pessoais. Torna-se mais imperativo lidar conscientemente com o trânsito de Plutão. Os planetas pessoais requerem a atenção de Plutão, e pode ficar mais difícil perceber o sonho neptuniano.

E a ilusão, esvai-se...




Aproveito para deixar esta ideia simbólica e esotérica do nosso corpo.

Não é fácil viver numa energia tão oposta, com Plutão e Neptuno em função. Quer saber onde está Neptuno? Faça este simples exercício: estenda, em cima da sua cabeça, a palma da mão bem aberta, com o dedo mindinho virado para cima. Simbolicamente falando, Neptuno está fora, pertence ao Todo. É um planeta amplamente curador, apesar de nos poder deixar confusos, sem sabermos muito bem que fazer. E Plutão, onde fica? No sentido oposto. Volte a abrir a palma da mão e desta vez com o dedo mindinho para baixo, estique-a sobre o peito, a partir da garganta e é aí, naquela zona do coração é onde encontramos dentro de nós a força necessária para enfrentarmos a vida, muitas vezes com turbulência e desassossego. Plutão está dentro, pertence à pessoa. Obviamente, nem vou entrar naquela ideia bonitinha e muito difundida que nos dizem que são planetas geracionais, quase negando o efeito que produzem na pessoa. Felizmente, a coisa está a melhorar. Este trânsito é destemido, pois a luta simbólica entre Plutão e Neptuno, é que Hades quer retirar, de preferência, de forma violenta, o véu invisível, que o Senhor das Águas transporta.


Analise no seu mapa o Signo e a Casa onde tem o seu Neptuno
e é aí que se travará a sua batalha final.

Eu disse 'final'? Sim, disse. Depois explicarei porque o disse. No meu caso, tenho Neptuno RX em Balança / Libra, 12º26', na Casa V, mas conjunto à Casa VI. Assim ando eu.'


Clicar para aumentar a imagem e poder ler melhor.
Lamento não vos oferecer uma melhor ilustração,
mas foi o que consegui fazer, não sendo designer.

Será um voo cego a nada?

Esta pergunta foi retirada do livro de poesia do moçambicano
Reinaldo Ferreira, «Um voo cego a nada».

Eu, Rosie, eu se falasse eu dir-te-ia
Que partout, everywhere, em toda a parte,
A vida égale, idêntica, the same,
É sempre um esforço inútil,
Um voo cego a nada.
Mas dancemos; dancemos
Já que temos
A valsa começada
E o Nada
Deve acabar-se também,
Como todas as coisas.
Tu pensas
Nas vantagens imensas
De um par
Que paga sem falar;
Eu, nauseado e grogue,
Eu penso, vê lá bem,
Em Arles e na orelha de Van Gogh...
E assim entre o que eu penso e o que tu sentes
A ponte que nos une - é estar ausentes.

Reinaldo Ferreira

Focando-me na quadratura,
cheguei a estas conclusões:

Este trânsito parece um voo cego a nada, 
mas não, tem mesmo um destino: a nossa alma.

Uma informação inicial: o trânsito oposto, ou seja, o trânsito de Neptuno em quadratura ao Plutão natal, é basicamente igual e tem o mesmo significado a este que vou começar a descrever, só que dura menos tempo. Em vez de 4 anos, pode levar cerca de 2 anos e meio da nossa vida.

A dificuldade deste trânsito é aparentemente óbvio, pois Plutão tudo fará para arrancar os véus de ilusão e  fantasia de Neptuno. E arranca. No trânsito oposto, dificilmente acontece. Esta é uma grande diferença entre ambos os trânsitos.

Quer isto dizer que o trânsito de Plutão em quadratura a Neptuno, tudo fará para retirar as ilusões e fantasias respeitantes à Casa e signo onde se encontra Neptuno e seus aspectos. É um buldozer que tudo arranca no seu caminho. Tudo deverá ser transformado. E isto que se diz assim com tanta facilidade, na verdade corresponde a largos picos ao longo desses 4 anos, regra geral, bastante dolorosos. 

Este trânsito pode ficar ainda mais complexo se involucrar planetas pessoais. É necessário analisar com muita atenção os mapas da pessoa. 

Uma das características principais deste trânsito é que a pessoa praticamente só pode fazer uma coisa para sobreviver de forma saudável a este trânsito: saber aceitar.  

Um dos pontos severos deste trânsito é que frequentemente, pode introduzir a morte física da pessoa. E quando não desencarna, é certo e sabido que a pessoa enfrentará penosas mortes a níveis diferenciados: da personalidade, das emoções, da mentalidade, da saúde e até espiritual.

É frequente que muitas posses, relações ou outras condições de vida tenham tendência a desaparecerem. E isto não é fácil, como se sabe. Não pensem que me estou a queixar, pois eu sou daqueles que já perdeu tudo, só resto eu mesmo. E cá estarei para o que der e vier.

Uma das possibilidades é perdermos aquelas pessoas que são muito importantes para nós. Denomino este trânsito como o dos viúvos e viúvas. [As pessoas entre os 62 e 67 podem desencarnar neste trânsito.] Conheço muitos casos. É a fase em que estas pessoas têm que ajustar as suas vidas a esta nova forma de viver, em que os seus cônjuges já não estão ao nosso lado.

Facilita muito que a pessoa esteja integrada em grupos psicológicos, de auto-ajuda, psíquicos ou metafísicos, pois em princípio estarão mais preparados para aceitarem estes factos associados ao trânsito e podem, com mais facilidade, fazer um trabalho profundo em eles mesmos.

Este trânsito tem uma particularidade: se a pessoa se dedicar a aprender e praticar filosofias mais místicas e/ou esotéricas, pois poderão funcionar como uma base de regeneração de si mesmo. Mas, por favor, não apareça na consulta do astrólogo a pedir-lhe que lhe digam qual é sua «missão espiritual».

A pessoa  pode viver consideráveis tensões devido a pressões e forças compulsivas que sente dentro de si. Pode sentir-se desconcertado, confundido ou transtornado com as experiências que terá que viver

Este trânsito é fértil em mudanças, mesmo as mais subtis, rupturas, desilusões, ou vivências mais compulsivas. Uma coisa é certa: quando o trânsito terminar, a pessoa, se não desencarnar, ter-se-á regenerado do ponto de vista interno. Prepare-se para uma longa viagem.




Eu já tinha preparado «meio texto» explicando umas quantas coisas baseadas neste conceito, extraído da astrologia esotérica:

Este trânsito parece um voo cego a nada, 
mas não, tem mesmo um destino: a nossa alma.

E nesse sentido, preferi usar um comentário feito pela astróloga Ruth Fairfield, do que usar o meu próprio texto, pois a ideia era igual. Assim, quando acima me referi à ideia de que este trânsito funciona como uma 'batalha final'. Essa batalha está descrita logo a seguir: 

«O mais fascinante é que Neptuno é o regente da personalidade de Peixes, toca a estrutura que o inconsciente colectivo está a libertar da dor, da vitimização, da auto punição, do mártir... toda a projecção astral do mundo ideal, dos homens ideais... mas o regente da alma de peixes é precisamente Plutão, esse é o resgate do poder pessoal, depois de nos libertarmos de todas as crenças (Júpiter, 2º regente de Peixes da personalidade) de dor, de sofrimento, assumindo a essência criativa e libertando a prisão a essa condição... renascemos para o nosso poder pessoal... Plutão a última experiência da alma na estrutura da forma...»



Enquanto ia escrevendo este texto, com todos os vagares possíveis, o que deixou o meu lado geminiano um bocadinho apreensivo com a lentidão da criação, fiz alguns posts alusivos ao tema, no Facebook:

Aqui - aqui - aqui e aqui.



Olhando para o meu próprio mapa:

Duração do trânsito

Início, no grau 8 de Capricórnio, em Julho 2012 - mudei da cidade para o campo.

Terminará entre Dezembro 2016 e Fevereiro 2017 - não sei o que o futuro me reserva.


Aspectos exactos Capricórnio e Balança / Libra:

 1º encontro exacto ou partil: 05/02/2014, aos 12º26'.

2º encontro exacto ou partil: 27/06/2014, aos 12º26', estando Plutão retrógrado

3º encontro exacto ou partil: 11/12/2014, aos 12º26'


Também haverá 2 aspectos não exactos entre si:

24/09/2015, aos 12º59', estando Plutão retrógrado [orbe 33']

17/09/2016, aos 14º56', estando Plutão retrógrado [orbe 2º30']

Plutão, em Abril 2015 iniciará a sua retrogradação anual,
no grau 15º33' de Capricórnio indo até Setembro nos graus rx 12º59'
Não fará aspeto partil a Neptuno, mas fará
quadratura muito próxima, com apenas 33' de orbe.


Antecedentes de encontros entre
estes planetas no meu mapa natal

É comum, em astrologia, verificarmos o ciclo dos planetas na vida das pessoas. Funciona muito bem com todos os planetas desde o Sol a Saturno. Tenho dúvidas se este conceito se aplica aos planetas mais lentos. De uma vez por todas, tentei juntar esses dados do meu próprio mapa e tentar perceber se Plutão, apesar de ter um ciclo com cerca 250 anos, também funciona como se fosse Marte ou Saturno. Sinto dúvidas sobre isso. Deixo a seguir algumas datas e aspectos entre Plutão e Neptuno, que me fizeram concluir que não sinto haver esse propósito do ciclo planetário, como escola de ensinamento. O melhor seria pedir a um colega que fizesse a análise do meu mapa em relação às datas que deixo a seguir, pois como sabem, ninguém consegue auto analisar-se a este ponto.

A conjunção foi 1976/77 - [tinha 28 anos]  - Eu ainda estava em Moçambique, ainda longe de sair de lá. Nem sequer, então, me passava pela cabeça regressar a Portugal. Morreu o meu filho e divorciei-me.

Semi-sextil - 1988 -  [tinha 39 anos] - Este ano foi paradigmático para mim, pois representou o meu regresso definitivo a Portugal, depois de alguns anos de exílio dourado ou, se quiserem, de emigrante de luxo, por esse mundo fora.

Semi-quadratura - 1994 - [tinha 45 anos] - Tenho que me esforçar para me recordar deste ano. Não tenho memórias especiais desta época da minha vida. A única sensação que tenho é que tive sérios problemas de saúde, mas como perdi as minhas agendas não consigo confirmar estes dados e, a memória, está a ser completamente absorvida por Neptuno. Por isso, sentir-me tão «neptuniado». 

Sextil - 2000 [tinha 51 anos] - Iniciei uma outra viagem, criando a minha editora esotérica, que entretanto faliu e foi encerrada, em  Dezembro de 2011.

Quintil - 2005/6 -[tinha 56 anos] - Numa viagem à Argentina, senti que atingi um certo e alto sabor espiritual, que me deixou muito feliz e que envolveu várias personalidades do mundo espiritual, que eu então conhecia.

Quadratura - 2014 - [com 64/5 anos]. É um livro em aberto. Para já sei que não tenho condições de ir viver para a Argentina, como tem sido o meu sonho nos últimos 9 ou 10 anos. Mas posso dizer o seguinte: nada mais Plutão chegar ao grau 8 de Capricórnio, quando, em meu entender iniciou o trânsito a esta quadratura, imediatamente se fez sentir: nesse mês e ano [Julho 2012], mudei-me da grande cidade para a pequena localidade, o que fez melhorar imenso a minha vida pessoal e profissional.

Muito obrigado a todos. Sejam felizes.
14-Jan-2014


Se quiser deixar um comentário, que agradeço,
pode clicar aqui e irá parar à zona de comentários.



.





24 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Olá meu querido António...como gosto de astrologia via AR irei ler tudo ...depois eu volto ..para comentar como se deve ...
Beijos
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Eu sei que vc lê estas coisas com agrado. Isso é muito bom para mim. Saber que há amigos interessados nestes temas. Astrid, sabe que está dentro do artigo, de forma subtil. :)

Beijinho

antónio

OLimpia disse...

Gostei muito,um dia ligo o para o António fazer o meu mapa,beijinho.
Olímpia de Sousa

Unknown disse...

Admiro a astrologia mas sei que não a consigo entender muito embora permaneça o fascinio. Felicidades António
Fátima

Anónimo disse...

Querido António, obrigado pelo post. Tenho Neptuno em Balança na casa 9 não faço ideia o que significa. Aprendi com a sua partilha , penso eu, que a atitude a ter é aceitar... os desafios inerentes a esta energia, perceber que isto faz parte de um desígnio maior, de um processo evolutivo que nos conduz à nossa essência. Grata.MJ

António Rosa disse...

Olímpia,

Muito agradecido pela atenção. Quando quiser estou à sua disposição.

Abraço,

António

António Rosa disse...

Fátima,

Muito agradecido por palavras tão generosas.

Abraço,

António

António Rosa disse...

MJ

Se tem Neptuno em Balança, devemos ser da mesma geração, porque também o tenho assim. Aceitar, sem dúvida é grande palavra-chave. A outra palavra é 'conciliar'.

Abraço,

António

Anónimo disse...

Oi Antônio,
Força e Paz no coração...
Devemos,sim,aceitar... e acreditar que há algo maior e melhor depois das intempéries...
Abraço
Rosi


Astrid Annabelle disse...

Bom dia meu querido António!
Vim aqui reler várias vezes...depois fico matutando:
...tenho Netuno RX em Balança, 10°20' na casa IV ...{e eu sei que sabe disso}!!!
Aceitar e conciliar... e sabe-se lá mais o que...
Mexeu mesmo comigo...ando estranha, nem me reconheço! É como se eu tivesse me recriado, mas sem vínculo com o passado...
Quando li "Denomino este trânsito como o dos viúvos e viúvas." senti imediatamente a referência...
e vamos que vamos...
Concluindo: estou em um momento vazio...
Beijo grande... agradecido sempre!
Astrid Annabelle

Lucia de Belo Horizonte / MG disse...

Olá Antônio: Excelente texto que traduz bem esse transito de Plutão/Netuno. O melhor antídoto à quadratura é o uso de Saturno: disciplina e esforço que resulta numa conquista pessoal. É a melhor época para abandonar vícios e ilusões. Também pode trazer muito discernimento e lucidez, como esse texto bem elaborado. Desejo que Jesus te ilumine sempre e que os anjos lhe protejam, para que possamos nos deliciar de sua sabedoria por longos tempos. Beijos.

Vera Braz Mendes disse...

Obrigada António! Pelo texto, pela pesquisa, pela partilha intima e pessoal. Obrigada por ser quem é. E sin, é um voo para a alma. Nao é cego, é muito lúcido.

Bj

Vera Magalhaes disse...

Viva António! Brigada pela partilha que já havia lido ontem....tb tenho Neptuno em Balança....só que na casa 6 a 21 graus e 24 minutos e em conjunção com Saturno a 18 graus e exaltado.....ainda tb em conjunção com o Sol a 20 graus em queda.....enfim.....muita coisa aconteceu nestes 61 anos que já tenho e muita coisa mudou e tive de aceitar de coração aberto e em paz....desejo que contigo se psse o mesmo....o amor e a paz no nosso coração são essenciais....OBRIGADA! <3

Ingrid Mattos Monteiro disse...

Mais uma vez (e desta vez enfatizado!!!) os meus mais sinceros parabéns Antonio!

Pela sabedoria mas acima de tudo pela coragem e ousadia de quebrar as barreiras do espiritualmente correcto ao falar abertamente de um tema tao importante e tb tabu na "sociedade espiritual". E ao mesmo tempo "usar-se" como cobaia ao expor-se para que nós , leigos possamos compreender o quao profundo os transitos em Plutão com os planetas pessoaIS podem ir! Descobri que o meu mais dificil ate hoje foi uma quadratura com Plutão natal (em escorpião) com Venus Natal (tb em escorpião)! tenho os 2 em escorpião nas casas natais, plutao na casa VIII e venus na casa IX.
Estive a tentar descobrir a minha batalha final e nao e que tenho o meu neptuno natal em capricornio com um Plutão em escopriao na casa natal?
bem nem quero pensar (falta muitooo tempo - 35 anos! até ele chegar mas irei preparar a minha alma da melhor maneira! Ela ja deve estar preparada , eu e que ja não! Verteram-me lagrimas, por saber que apesar da regeneraçao, a dor que plutão pode (oh caramba! traz! nao vou por panos quentes!) nos seus transitos quando em tensão! Este buldozer como tao bem lhe chamou tem tanto de regenerativo como destruidor! A sorte e que tenho muitosss planetas em Sagitario, o meu belo Ascendente em Aquario e Aquario também na Casa 12 em Jupiter! Do que li estou quase lá! Parece que nao fui assim tão boa menina no passado, "parece que fui um escorpiao com ascendente em capricornio o que é isto!?!? isto sao as minhas leituras Ad Hoc!) mas pelo menos houve evolução!

So quero agradecer-lhe pela "crueza", ousadia de ser autentico e desejar-lhe MUITA FELICIDADE e saber que apesar , de um dia (Um dia longuincuo) quando partir para a sua galaxia de origem vai deixar muita saudade e poderá ver-nos cá em baixo mas as suas Ferias da Terra serao MUITO BEM MERECIDAS! PARABÉNS POR EXISTIR!

António Rosa disse...

Muito obrigado pela sua gentileza.

Abraço

António

António Rosa disse...

Querida Astrid

Como a compreendo, porque estou bastante assim, também. A desvincular-me do passado. E ter muita dificuldade em concentrar-me. Na brincadeira digo que ando com a memória dos peixinhos de aquário: apenas 10 segundos. Veja a dificuldade que tive em fazer este texto, que em meu entender, está incompleto. Há 2 anos atrás teria sido diferente. Eu sabia que iria sentir imediatamente a referência aos viúvos e viúvas. O António tinha 63 anos, não é? Foi o 1º exemplo que me ocorreu e aseguir vieram à memória (que abriu um portal e saiu temporariamente dos 10 segundos) mais 6 ou 7 exemplos de pessoas próximas a mim. Isto para não mensionar os casos de celebridades que investigo.

O meu Plutão anda na Casa 8!!!

Muitos beijinhos.

António

António Rosa disse...

Lúcia

Nem imagina como lhe fico grato pelo seu comentário. É um ânimo. O meu Plutão está na VIII. E esta, hein?

Muito obrigado e grande abraço,

António

António Rosa disse...

Querida Vera,

Sempre presente a ajudar e amparar. Muito obrigado.

Beijinho

António

António Rosa disse...

Olá Vera Magalhães,

Hoje parace ser o dia das amigas Veras!!

Quem agradece sou eu. E muito.

Se puder, trate da aposentação e dedique-se a outro assunto.

Abraço

António

António Rosa disse...

Ingrid

Adoro os seus comentários, sempre muito especiais. Quero agradecer muito e meuito e muito.

Um grande beijinho

António

Astrid Annabelle disse...

Apenas para lhe responder meu querido António:...o meu marido faleceu um mês antes de completar 61 anos...
Mais um beijinho
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Querida Astrid

Fiz o mapa para Junho 2009, mas não estou muito certo ano.

De qualquer maneira estava a iniciar a quadratura, anda numa orbe de 7º. Além de ter vários aspectos muito tensos da Lua e de Marte.

Beijinho grande.

António

Lidia Merz disse...

Ola Antonio Rosa,

Li com muita atençao o seu artigo. Me dei conta que a passagem de Neptuno em quadratura ao meu sol em 2007 foi muito cruel, passei muito tempo numa tristeza sem fim, depressoes por conta de problemas com meu filho. Nesta epoca, balancei tudo, toda a minha vida, parti da Franca e fui para o Brasil..
Fico intrigada com esta posiçao de vivenciar esta quadratura de plutao sobre neptuno. Estou namorando um senhor, 68 anos, com serios problemas de egocentrismo ( touro ascedente leao), mas estou vivenciando uma paixao louca e incondicional, sem nenhum retorno. Bom... vejo que a quadratura sobre minha venus e a dele pois temos ambos venus em aries, surte seus efeitos.
Gostaria de agradecer infinitamente os esclarecimentos pela astrologia, assim quem sabe eu possa entender os porques e tentar vivenciar da melhor forma esta quadratura. Abraços alentejanos,
Margarida

voyance gratuitement par mail disse...

Com cada novo artigo, ainda muitas coisas interessantes para descobrir e, normalmente, praticar.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates