7 maravilhas de origem portuguesa no mundo

1 de abril de 2009 ·

Igreja de Santo António, na ilha de Moçambique.
Construção do Sec XVII pelos jesuítas.

«7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo
»
Conheça o site aqui e vote.


Para votar é necessário inscrição e escolher 7 monumentos
entre os 27 apresentados e espalhados por 16 países, em 3 continentes.
A 10 de Junho conheceremos as 7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo.

Obviamente, entre os 7 escolhidos por mim, está a Igreja de Santo António, na ilha de Moçambique, onde vivi muitos anos (1949-1979), de forma intermitente.

Em baixo:
Fotografia aérea da Ilha de Moçambique,
3 kms de comprimento por 300/400 metros de largura.
A Ilha de Moçambique foi considerada pela UNESCO, em 1991, Património Mundial da Humanidade.
Sites:
Informação na Wikipedia.
Galerias de imagens no site da UNESCO.
Outras fotografias da ilha entre 1950 e 1975.
Outras fotografias mais recentes.
História da ilha de Moçambique.


Fotografias da igreja de Santo António, na Ilha de Moçambique, em diversos estados de conservação, ao longo dos últimos 40 anos:



Esta ilha, única no mundo pelo cruzamento de culturas múltiplas que encetou, continua exibindo, ingénua e naturalmente, o seu belíssimo ambiente edificado, completado por uma portentosa dimensão paisagística, vivida pelas suas gentes. Esta a sua força, que permanece intocável, apesar dos ventos da história (o refúgio da guerra no «continente»), dos azares climáticos (até um ciclone em 1994), da perda de funcionalidades e consequente lenta mas inexorável decadência (desde há um século que deixou de ser o centro político do país).

A Ilha de Moçambique é hoje um dos lugares mais distantes ou inacessíveis a partir do Maputo - a ilha, que tem três quilómetros de extensão, está situada a outros tantos da costa norte de Moçambique, e encontra-se a três horas de voo da capital (linha Maputo-Beira-Nampula), mais três a quatro horas por esgotante estrada, crivada de buracos, desde Nampula à costa do Índico.

18 comentários:

adelaide figueiredo disse...
1 de abril de 2009 às 13:27  

António,

Lá irei votar. A Ilha de Moçambique deve ser um paraíso natural. Adoro paisagem!

U resto de dia feliz

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...
1 de abril de 2009 às 13:42  

Adelaide

É uma iniciativa maravilhosa. Vale a pena conhecer o site.

Astrid Annabelle disse...
1 de abril de 2009 às 14:26  

António!
Que lindo post. Isso me fez lembrar os post de paisagens que publicamos anteriormente...
Que lindas imagens!!!
Vou conhecer o site indicado e votarei...só não sei dizer ainda em quem...
Um beijo agradecido por estes momentos.
Astrid
P.S.
já lhe respodi no meus comentários!

António Rosa disse...
1 de abril de 2009 às 14:48  

Astrid

Eu sabia que ia gostar. Este tipo de assuntos tem a nossa cara.

Tem monumentos no Brasil que fazem parte dos 27.

Dunyazade disse...
1 de abril de 2009 às 17:04  

Olá António:

bom trânsito sim, Júpiter-Urano, mas digamos que está a haver uma expansão de acontecimentos não previstos, totalmente chocantes e repentinos (na área do trabalho) - completamente negativos. Mas acho que aí devo culpar a quadratura plutão-plutão.

Enfim, cest la vie!

António Rosa disse...
1 de abril de 2009 às 18:13  

Olá Duny

Quanto ao que comentou, eu não olharia tanto para Pluto, mas sim para isto no seu mapa:

- Vénus t rx em Carneiro (exílio), quadrando Saturno.
-Saturno t na 10 conjunção Vénus.

Como usou a palavra «repentino», siga Saturno e Úrano + Lua (depende das datas).

Abraço

Dunyazade disse...
1 de abril de 2009 às 18:16  

Olá e obrigada :)

Tem razão, tem mais lógica. A vénus rege-me a casa 7 (associações profissionais), a 12 (sofrimento) e Saturno rege-me a casa 3 (comunicação). Estão a usar-me a mim e a outros como bode expiatório (casa 12) no trabalho (casa 7)... enfim, estou a ter problemas nessa área. Quando Vénus deixar de estar retrógado é melhor estar atenta...

António Rosa disse...
1 de abril de 2009 às 18:59  

Duny

Esta Vénus está a dar muitos trabalhos a imensa gente. Me, too.

Dunyazade disse...
1 de abril de 2009 às 21:37  

António;

ainda bem que só acontece de 8 em 8 anos, senão... pobrezinhos de nós.

Astrid Annabelle disse...
1 de abril de 2009 às 21:46  

António!
Vim aqui agradecer o link.
Sabia que iria gostar???lol
Também pelos anos que andamos juntos só poderia mesmo...
Tenho uma atração por esta região do Índico...já lhe disse isso antes.Por que? Não sei.
Acho tudo muito bonito...é simples...mas muito bonito mesmo!
Na realidade, escolher sete maravilhas não foi tarefa fácil.
A Ilha de Moçambique está entre as que escolhi.
Naturalmente Salvador chamou pelo fato de eu ter nascido lá...
Um beijo
Astrid

António Rosa disse...
2 de abril de 2009 às 07:52  

Dunyazade

São 111 dias terríveis! Anda tudo alterado, nervoso, falando quase aos gritos, irascíveis...

António Rosa disse...
2 de abril de 2009 às 07:58  

Astrid

Também coloquei no site da Escola, incluindo o linque ao seu post.

Esta é daquelas iniciativas que aprecio. Dar a conhecer a cultura de um povo, de qualquer povo, é fundamental.

Beijo

Samsara disse...
2 de abril de 2009 às 08:38  

Bom Dia António

Logo que tenha um tempinho vou lá ver quais sao essa maravilhas.

Desde ontem que tento aceder aos cursos Nova-Lis para entregar o meu exercício final de perfil vocacional e não consigo entar. Sabes o que se passa?

Beijinhos

Dunyazade disse...
2 de abril de 2009 às 08:39  

António;

111 dias? Mas eu ultimamente ando a ver 11 por todo o lado!
Para onde quer que me vire vejo um onze!

António Rosa disse...
2 de abril de 2009 às 10:05  

Samsara

«Desde ontem que tento aceder aos cursos Nova-Lis para entregar o meu exercício final de perfil vocacional e não consigo entrar. Sabes o que se passa?»

Não sei o que se passa, mas também não consigo entrar desde ontem. Só pode ser um assunto do Moodle. Há cerca de 1 mês aconteceu o mesmo.

Sejamos um pouco mais pacientes. Da última vez isto durou 48 horas.

Beijo

António Rosa disse...
2 de abril de 2009 às 10:07  

Dunyazade

Tenho lido o seu blog e sei que tem feito essas referências. 111 dias.

http://cova-do-urso.blogspot.com/search?q=111+dias

Astrid Annabelle disse...
2 de abril de 2009 às 14:53  

Bom dia António!
Mais uma vez agradeço seu carinho.
Você diz:
" Esta é daquelas iniciativas que aprecio. Dar a conhecer a cultura de um povo, de qualquer povo, é fundamental."
E eu digo:
-Penso como você!!!
Irei lá conferir!
Um beijo.
Astrid

Táxi Pluvioso disse...
3 de abril de 2009 às 05:44  

Tenho notado uma coisa característica da História portuguesa. A monarquia construiu igrejas, a república, estradas.

1 de abril de 2009

7 maravilhas de origem portuguesa no mundo

Igreja de Santo António, na ilha de Moçambique.
Construção do Sec XVII pelos jesuítas.

«7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo
»
Conheça o site aqui e vote.


Para votar é necessário inscrição e escolher 7 monumentos
entre os 27 apresentados e espalhados por 16 países, em 3 continentes.
A 10 de Junho conheceremos as 7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo.

Obviamente, entre os 7 escolhidos por mim, está a Igreja de Santo António, na ilha de Moçambique, onde vivi muitos anos (1949-1979), de forma intermitente.

Em baixo:
Fotografia aérea da Ilha de Moçambique,
3 kms de comprimento por 300/400 metros de largura.
A Ilha de Moçambique foi considerada pela UNESCO, em 1991, Património Mundial da Humanidade.
Sites:
Informação na Wikipedia.
Galerias de imagens no site da UNESCO.
Outras fotografias da ilha entre 1950 e 1975.
Outras fotografias mais recentes.
História da ilha de Moçambique.


Fotografias da igreja de Santo António, na Ilha de Moçambique, em diversos estados de conservação, ao longo dos últimos 40 anos:



Esta ilha, única no mundo pelo cruzamento de culturas múltiplas que encetou, continua exibindo, ingénua e naturalmente, o seu belíssimo ambiente edificado, completado por uma portentosa dimensão paisagística, vivida pelas suas gentes. Esta a sua força, que permanece intocável, apesar dos ventos da história (o refúgio da guerra no «continente»), dos azares climáticos (até um ciclone em 1994), da perda de funcionalidades e consequente lenta mas inexorável decadência (desde há um século que deixou de ser o centro político do país).

A Ilha de Moçambique é hoje um dos lugares mais distantes ou inacessíveis a partir do Maputo - a ilha, que tem três quilómetros de extensão, está situada a outros tantos da costa norte de Moçambique, e encontra-se a três horas de voo da capital (linha Maputo-Beira-Nampula), mais três a quatro horas por esgotante estrada, crivada de buracos, desde Nampula à costa do Índico.

18 comentários:

adelaide figueiredo disse...

António,

Lá irei votar. A Ilha de Moçambique deve ser um paraíso natural. Adoro paisagem!

U resto de dia feliz

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...

Adelaide

É uma iniciativa maravilhosa. Vale a pena conhecer o site.

Astrid Annabelle disse...

António!
Que lindo post. Isso me fez lembrar os post de paisagens que publicamos anteriormente...
Que lindas imagens!!!
Vou conhecer o site indicado e votarei...só não sei dizer ainda em quem...
Um beijo agradecido por estes momentos.
Astrid
P.S.
já lhe respodi no meus comentários!

António Rosa disse...

Astrid

Eu sabia que ia gostar. Este tipo de assuntos tem a nossa cara.

Tem monumentos no Brasil que fazem parte dos 27.

Dunyazade disse...

Olá António:

bom trânsito sim, Júpiter-Urano, mas digamos que está a haver uma expansão de acontecimentos não previstos, totalmente chocantes e repentinos (na área do trabalho) - completamente negativos. Mas acho que aí devo culpar a quadratura plutão-plutão.

Enfim, cest la vie!

António Rosa disse...

Olá Duny

Quanto ao que comentou, eu não olharia tanto para Pluto, mas sim para isto no seu mapa:

- Vénus t rx em Carneiro (exílio), quadrando Saturno.
-Saturno t na 10 conjunção Vénus.

Como usou a palavra «repentino», siga Saturno e Úrano + Lua (depende das datas).

Abraço

Dunyazade disse...

Olá e obrigada :)

Tem razão, tem mais lógica. A vénus rege-me a casa 7 (associações profissionais), a 12 (sofrimento) e Saturno rege-me a casa 3 (comunicação). Estão a usar-me a mim e a outros como bode expiatório (casa 12) no trabalho (casa 7)... enfim, estou a ter problemas nessa área. Quando Vénus deixar de estar retrógado é melhor estar atenta...

António Rosa disse...

Duny

Esta Vénus está a dar muitos trabalhos a imensa gente. Me, too.

Dunyazade disse...

António;

ainda bem que só acontece de 8 em 8 anos, senão... pobrezinhos de nós.

Astrid Annabelle disse...

António!
Vim aqui agradecer o link.
Sabia que iria gostar???lol
Também pelos anos que andamos juntos só poderia mesmo...
Tenho uma atração por esta região do Índico...já lhe disse isso antes.Por que? Não sei.
Acho tudo muito bonito...é simples...mas muito bonito mesmo!
Na realidade, escolher sete maravilhas não foi tarefa fácil.
A Ilha de Moçambique está entre as que escolhi.
Naturalmente Salvador chamou pelo fato de eu ter nascido lá...
Um beijo
Astrid

António Rosa disse...

Dunyazade

São 111 dias terríveis! Anda tudo alterado, nervoso, falando quase aos gritos, irascíveis...

António Rosa disse...

Astrid

Também coloquei no site da Escola, incluindo o linque ao seu post.

Esta é daquelas iniciativas que aprecio. Dar a conhecer a cultura de um povo, de qualquer povo, é fundamental.

Beijo

Samsara disse...

Bom Dia António

Logo que tenha um tempinho vou lá ver quais sao essa maravilhas.

Desde ontem que tento aceder aos cursos Nova-Lis para entregar o meu exercício final de perfil vocacional e não consigo entar. Sabes o que se passa?

Beijinhos

Dunyazade disse...

António;

111 dias? Mas eu ultimamente ando a ver 11 por todo o lado!
Para onde quer que me vire vejo um onze!

António Rosa disse...

Samsara

«Desde ontem que tento aceder aos cursos Nova-Lis para entregar o meu exercício final de perfil vocacional e não consigo entrar. Sabes o que se passa?»

Não sei o que se passa, mas também não consigo entrar desde ontem. Só pode ser um assunto do Moodle. Há cerca de 1 mês aconteceu o mesmo.

Sejamos um pouco mais pacientes. Da última vez isto durou 48 horas.

Beijo

António Rosa disse...

Dunyazade

Tenho lido o seu blog e sei que tem feito essas referências. 111 dias.

http://cova-do-urso.blogspot.com/search?q=111+dias

Astrid Annabelle disse...

Bom dia António!
Mais uma vez agradeço seu carinho.
Você diz:
" Esta é daquelas iniciativas que aprecio. Dar a conhecer a cultura de um povo, de qualquer povo, é fundamental."
E eu digo:
-Penso como você!!!
Irei lá conferir!
Um beijo.
Astrid

Táxi Pluvioso disse...

Tenho notado uma coisa característica da História portuguesa. A monarquia construiu igrejas, a república, estradas.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates