A ameaça à segurança e à ordem da nossa vida

30 de abril de 2009 ·

Neptuno deu um grande avanço na oposição ao meu Saturno natal no grau zero de Virgem. Suspeito que nem me apercebi antes. Permanecerá nesta oposição até Março de 2013. É o grande trânsito que ameaça a segurança e a ordem da nossa vida. Este trânsito ocorre uma vez em toda a nossa vida. À minha geração, tocou-nos agora, na terceira e última parte da nossa vida.

É um trânsito estranho, cheio de conflitos internos, em que os piores pensamentos nos podem ocorrer, tais como: ideias sobre fracassos, decepções e sensação de culpa. Sobretudo porque, como a nossa segurança e ordem de vida (Saturno) se encontram envoltas num poderoso solvente (Neptuno), as coisas simplesmente podem ir acontecendo, parecendo que é meio à toa.

Solidão e insegurança podem ser os sentimentos mais constantes. Se não houver cuidado, a pessoa pode resvalar para sensações de depressão, ansiedades súbitas, predisposição a enganos de toda a ordem. Neste trânsito, aprende-se a diferenciar entre depressão e tristeza.

Poderia continuar a enumerar uma série de situações como seja um aumento de desconfiança dos outros, sem uma razão verdadeira. Romper laços que eram ou pareciam duradouros e estáveis. Com uma certa tendência a afastarmo-nos de responsabilidades mais formais. Temos que estar muito atentos a nós mesmos, à nossa vida e às situações que vivemos. Deixarmo-nos ir, é uma coisa. Alhearmo-nos da nossa vida é outra cosia bem diferente.

Não vou continuar a descrever as possíveis ocorrências deste trânsito, para eu próprio não ficar incomodado. Tão neptuniano que isto me saiu. :)

O lado bem positivo que vejo neste trânsito é a tentativa de Neptuno suavizar o posicionamento de Saturno natal. Tenta libertar a sua natureza rígida, dissolvendo a sua estrutura, abrandando a sua influência, fazendo de Saturno mais compassivo e amoroso.

Sinto-me como aquele surfista da ilustração acima. Em cima de algo instável. Com uma grande diferença: ele sabe surfar naquele tubo de água e eu estou a aprender agora. O chão, para mim, está em movimento. Nem consigo imaginar o que sairá daqui.

Se os leitores que praticam a meditação e tentam o desapego, ao lerem isto pensarem que é quase a mesma coisa, fica já a informação: não é a mesma coisa. Estou a conhecer ambas as situações. Eu só conhecia a anterior.


34 comentários:

irradiandoluz disse...
30 de abril de 2009 às 04:44  

António!

Já ouviu falar da Profecia Maia?
Dizem que em 31 de Dezembro de 2012 se encerrá o grande ciclo cósmico do Calendário Maia, que dura 52 mil anos e registra o movimento do sistema solar dentro da galaxia (como se 52 mil anos terrestres fossem 1 "ano galaxial").
Dizem que nestes últimos anos do ciclo, as contradições tentem a se agudizar, e é possível que o planeta passe por vários cataclismas e ebulições.
É o período para exercitarmos o desapego, a solidariedade e a compaixão por todos os seres vivos.

Achei muito semelhante a esta leitura que você fez do período, com relação à Astrologia "Ocidental".

No fim das contas,tanto a ocidental quanto a indígena Maia estudam os mesmos trânsitos astrológicos sob o mesmo referencial no universo: o planeta Terra.

AXÉ!
Gabriel Dread

Elias Mendes disse...
30 de abril de 2009 às 06:38  

Nossa Antônio ..e eu que estou prestes a enfrentar uma década inteira com netuno em quadratura e oposição com quase todo o meu mapa =X

ele ja afeta meu mercurio, em 29° escorpião. dai tenho a venus em 1° sagitario, saturno em 2° sagitario, lua em 7° virgem, sol 12° sagitario e por fim o ascendente em 17° gêmeos. começa este ano e so termina la pra 2020 sem pausas =O

vivi poucos trânsitos importantes de netuno ao longo de minha vida, viverei os primeiros a partir de agora =s

a, consegui fazer os ajustes no meu blog, aproveitei e mudei a template toda, de uma espiada e veja como ficou ... Abraço !!!!!!

Nokenicus disse...
30 de abril de 2009 às 06:49  

Hola, perdón si comento por acá, solo estoy pasando a saludar y también para invitarte a que pases y veas mi blog a ver si encuentras algo de tu agrado y si te gusta intercambiemos enlaces, una suerte de fucionar dendritas o algo asi diria yo,je.
Saludos y hasta la proxima.

Samsara disse...
30 de abril de 2009 às 07:49  

Olá António

Antes de se aprender a surfar um tubo, aprende-se na areia, uma coisa de cada vez, :)

Com o teu nível de consciência tenho a certeza que vais passar da areia para o mar, ou não estivessemos a falar de Neptuno e vais apanhar a onda da tua vida.

Beijinhos

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 08:59  

Gabriel, bom dia

Já li inúmeras coisas sobre as Profecias Maias. Há estudos muito sofisticados sobre esse assunto. Em astrologia muito avançada também se estudam esses temas, através das «eras». O astrólogo que mais se destacou nesse estudo foi o uruguaio Boris Carloff.

Recentemente, Plutão transitou pelo Centro Galáxico.

Este trânsito que descrevo insere-se nessa ideia, mas é vivida a nível pessoal. Estive a fazer umas contas e você só vai passar por esta oposição Neptuno-Saturno em 2025. :)))~

Abraço

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 09:02  

Elias, bom dia

Isso é que vai estar neptuniano durante tantos anos!!

Gostei muito do novo template: mais amplo, com infinitas possibilidades, mais modernos e muito bem organizado, bem ao jeito da sua Lua em Virgem e com a amplidão de vistas de um bom sagitariano. Parabéns.

Abraço

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 09:08  

Samsara

:) Em cima de areia «pouco fixa» já ando e também já sinto a água nos pés. Vou tentar viver mais de acordo com as regras de Neptuno, sem esquecer o meu feliz Saturno.

Este trânsito já foi vivido por ti, só que eras muito pequenina: 1979/1980... :)

Beijo

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 09:14  

Nokenicus

Gostei do seu blogue de música rock. Muito bem feito, com bom gosto e com muitos seguidores. Para mais, vindo da Argentina, um dos países que mais gostei de conhecer.

Abraço

Ana Cristina disse...
30 de abril de 2009 às 09:41  

António aquela inundação que vai tomando conta das estruturas, melhor será apostar na construção da nossa Atlantida :-) Abraço

Shin Tau disse...
30 de abril de 2009 às 09:45  

Bom dia António,

ao ler as suas palavras lembrei-me da carta de tarot XVI A Torre, onde o Raio divino derruba a aconstrução humana, porém, aqui são as ondas de Neptuno a derrubar as construções de Saturno.

Quando uma situação dessas surge acho que uma chave possível a usar, para abrir as portas da nossa percepção para podermos ver o cenário interior, é manter em mente que uma limpeza está a ser feita e que tudo o que não funciona com a nossa energia será eliminado, mas depois renovado. O desapego é tão simplesmente saber que tudo está na nossa vida por um tempo e apenas esse tempo, para podermos facilmente entrar em sintonia com o Cosmos e fazer a sua dança cósmica.

Talvez seja fácil de falar pois ainda não passei por essa experiência, mas é o que a carta XVI me ensina, a manter uma casa simples para a poder mudar de lugar sempre que me apetecer ou o Universo chamar.

Para si só posso dizer que é uma prova que não duvido nada será ultrapassada. Como a Samsara, acho que o seu nível de consciência e de percepção facilmente o guiarão no caminho do meio.

Uma beijoca grande

Marta disse...
30 de abril de 2009 às 10:04  

Olá António,

Grande reajuste das perspectivas, dos sonhos e da estrutura da sua realidade. Deve ser um trânsito complexo, que nos faz olhar para dentro, considerar o que somos ou o que pensamos que somos e como o transpomos… talvez por isso a sabedoria dos planetas lhe coloque uma velocidade tão lenta à nossa escala.
Pessoalmente estou a viver uma quadratura de Saturno em trânsito, a 15º9 de Virgem na casa VI ao meu Neptuno natal, a 11º29 de Sagitário na casa VIII e é um desafio enorme… e que visto com algum distanciamento sei que está a estruturar a minha vida e a minha escolha de missão na Terra!!!
Acho eu...?!?!

Bjs de Luz e obrigada pela partilha de tanta sabedoria!!!
Marta

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 10:20  

Ana Cristina

Acho mesmo que essa deveria ser a sensação de quem viveu na Atlântida :) Tudo muito molhado e como o tempo primaveril teima em ser outonal, vamos lá... vamos. :)

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 10:21  

Shin Tau

Neste caso de Neptuno esse raio que fala é mais difuso e vagante. Mas não deixa de ser uma reconstrução de bases. Tenho uma tremenda simpatia por Saturno.

Beijo

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 10:21  

Olá Marta

É tudo isso que descreveu. Está a viver um trânsito da mesma família astrológica. Ainda bem que o seu é de curta duração e altamente curador. A sua descrição é poderosa e ao mesmo tempo funcional. É isso mesmo que disse. Não sei se está a estruturar a sua escolha de missão na Terra. Mas que a está a encaminhar para tornar tudo mais suave, isso está. Neptuno gosta de arranjar e consertar coisas. Neptuno trata da cura interior. Portanto, os dois juntos dão cura e capacidade de curar.

Aqui vai uma pergunta tipicamente neptuniana: será que tenho o seu mapa?

Beijo

Maria Paula Ribeiro disse...
30 de abril de 2009 às 10:25  

Bom dia António,

Desafios para crescer.

"Solidão e insegurança podem ser os sentimentos mais constantes."

Nunca te esqueças que nunca estarás sós!
Pelo menos aqui, irei-te acompanhar meu amigo.

Força nisso. Por enquanto metes uma galochas e depois um escafandro!

Kiss kiss

Marta disse...
30 de abril de 2009 às 10:33  

António,

Obrigada pela generosidade das suas palavras e pela mensagem de cura!

Se não tem o mapa, partilho com todos os dados (ai que ego... e é raro fazer isto!!!)
Marta
03/12/1975
15h15
Lisboa


bjs de luz
Marta

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 10:53  

Maria Paula

De escafandro j+a ando eu!!!

LOL

Tá tudo turvo.

Já vi que fizeste um novo post mas ainda não tive tempo d eo ir ler. Daqui a nada.

besitos

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 11:04  

Marta

Obrigado pelos dados. Já levantei o seu mapa.

Repare bem no meu tom de sexagenário condescendente: «é tão jovem!». lol

Olhei para o mapa e reparei imediatamente que está a passar por uma fase muito saturnina - quadratura ao Sol (já em fase final), à Lua (ainda activo e a durar até ao final do ano) e Mercúrio (em fase de rescaldo). Claro que a quadratura a Neptuno também está em fase de rescaldo.

Deve ter passado por umas quantas contrariedades e dificuldades. Espero que a nível emocional e sentimental esteja tudo bem. Se houve sobressalto, os momentos menos simpáticos já se foram embora.

Fique atenta àquele Plutão a trabalhar já a sua 10. Isso será um projecto de vida... Serão muitos anos. Aprofunde essa questão. Organize-se. Planifique agora para não ser confrontada com grandes questões daqui a 1 ano.

beijo

Marta disse...
30 de abril de 2009 às 11:26  

António,

Obrigada!!! é exactamente isso tudo e creio que os trânsitos são adequados às questões do mapa natal.

sinto-me uma abusadora por ter colocado as minhas questões :-) e por isso peço desculpa aos restantes leitores!!!

Quanto ao tom "sexagenario " parece-me muito mais de sabedoria e carinho do que de tempo neste plano!!!

Obrigada de alma e espero que este seja mesmo um plutão em capricórnio como o imagino, de serviço estruturado e com os amigos urano e neptuno a permitirem ao planeta a sua ascensão para um plano onde o ser não serve a coisa, mas que a coisa reflecte o ser!!!

bjs de luz!!!
Marta

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 11:40  

Marta

Coloque sempre as questões que entender e da forma que achar melhor.

Se os leitores não gostarem... paciência... não é nosso problema (nem seu, nem meu) :)

Adelaide Figueiredo disse...
30 de abril de 2009 às 13:40  

António,

Também eu ando à volta com o Neptuno. Sabe bem que faz imensos contactos com o meu mapa, A seguir será Saturno LOL.
Este Neptuno faz-nos pensar e agir por vezes de maneira tão esquisita?
Penso que estamos mais ou menos avisados do que pode acontecer. A minha maneira de pensar é agir pensando que estamos passando uma fase e tudo irá passar.
Quanto à solidão, pelo menos virtual esteja certo que são só pensamentos tristes. Eu estarei aqui Lol e os amigos também.

Força para si e eu também vou tentando tê-la. Ando mesmo Neptuniana LOL

Abraço

Samsara disse...
30 de abril de 2009 às 13:58  

António

Nessa altura saí do Jardim Escola João de Deus que era só até à 2ª classe e fui para uma Escola Pública, muito feia. Apanhei logo piolhos porque fiquei ao lado de menino que era pobre e andava sempre muito sujo e o professor batia em muitos meninos com reguadas, a mim não porque tinha gostado da minha avó quando era novo :). É só do que me lembro, o resto Neptuno diluíu, lol.

Beijinhos

marcelo dalla disse...
30 de abril de 2009 às 14:10  

Olá Antonio! Netunão está dando o que falar... (rs) Tô em plena quadratura com Marte e Mercurio do meu mapa natal. Acho q já comentei. Sobre a tal profecia Maia, um detalhe interessante: em 2012 Netuno entre em Peixes, seu domicílio. Enfim... fiquei feliz e honrado com seu convite. Recebeste meu email? abraço

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 14:12  

Adelaide,

Gosto da sua filosofia de vida. Tudo é passageiro. E assim vamos vivendo. Como estudamos astrologia, enfatizamos estas questões. A maioria das pessoas, no seu dia-a-dia, nem se apercebe de tanats nuances.

Abraço

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 14:13  

Samsara

Teres o trânsito nessa idade, permite-te enfrentares o futuro livre desse ambiente neptuniano.

Beijo

António Rosa disse...
30 de abril de 2009 às 14:20  

Olá Marcelo

Este Neptuno está em nós. Obviamente que no me mapa ele está a fazer outros aspectos, nomeadamente um trígono ao meu Úrano.

Infelizmente, ainda não recebi o seu email. Aguardo a chegada a qualquer momento. :)

Sandro Gomes disse...
1 de maio de 2009 às 04:56  

Antônio,

Netuno é um grande solvente! Mas vc é experiente e está muito consciente do trânsito e isso é uma grande vantagem e uma segurança contra a sensação de insegurança. Paciência é o melhor remédio nesses casos. É o que eu tenho procurado fazer em minha quadratura de Netuno em trânsito ao Netuno Natal. E deixar o fluxo correr e não lutar.

Abraços

António Rosa disse...
1 de maio de 2009 às 11:20  

Sandro, por muita experiência d evida que tenhamos e quem tem quase 60 anos (falta 1 mês) sabe isso, há sempre momentos em que deixamos isso para trás. Abraço.

Fausto Sotam disse...
1 de maio de 2009 às 19:54  

A minha questão não é ceptica mas, levanta questões, como é que a astrologia é tão fiável como uma ciência em que podemos dizer concretamente. Cada astrôlogo tem a sua perspectiva, se uma ciência é concreta (partindo do princípio que astrologia é), como é que há tantas divergências, será que cada um faz a sua interpretação? A minha questão tem a haver com os valores que se vão perdendo, será que é causa dos planetas, ou do ser humano, em que aspecto é que os planetas nos influenciam, qual a correlação que se faz entre ambos, é uma quetão muito ambigua? Espero alguma resposta, tenho ansiedade pelo saber, conhecer, Paz. :)

rrelação

António Rosa disse...
1 de maio de 2009 às 20:54  

Olá Fausto

Conheço o seu blogue de inspiração budista e já li uma boa parte dele e simpatizo com a sua divulgação dessa forma de estar na vida, que aprecio.

«A minha questão não é ceptica mas, levanta questões, como é que a astrologia é tão fiável como uma ciência em que podemos dizer concretamente.»Como compreenderá, é muito difícil sintetizar num comentário como este, uma ciência tão antiga e milenar como o budismo, que demora a qualquer pessoa vários anos a estudar e muitos mais a praticar...bem.

A primeira coisa que me ocorre dizer é que não se deve misturar as imensas previsões diárias sobre os signos com astrologia avançada. O lado científico encontra-se no mapa natal, em que são necessários uns quantos dados numéricos: data de nascimento, hora de nascimento e local (em forma de meridianos cruzados - latitude e longitude). O resto são interpretações arquetípicas.

Cada astrôlogo tem a sua perspectiva, se uma ciência é concreta (partindo do princípio que astrologia é), como é que há tantas divergências, será que cada um faz a sua interpretação? Há váriadas sensibilidades astrológicas. A helénica, a védica, a chinesa, a medieval, a contemporânea, a psicológica, a cármica, etc. Também conheço a existência da astrologia tibetana, oriunda da filosofia budista. Todas estas formas de pensar rodam à volta dos mesmos pontos: signos, planetas, casas, aspectos, trânsitos, etc.

Quanto às divergências... são as próprias dos seres humanos. Não há 2 pessoas que pensem exactamente de forma igual. Tal como na ciência convencional. Os olhares dos seres humanos variam e vagueiam. Ainda hoje, entre os cientistas há oponiões diferenciadas, interpretaçãoes diferenciadas.

O mesmo na astrologia. Não somos robots, não somos o windows, não somos computadores. Somos seres humanos com visões, olhares, sensações e... estudos astrológicos mais superficiais ou mais profundos.

Todos os dias aprendo coisas novas em astrologia.

A astrologia aplica-se à vida e não o contrário.

A minha questão tem a haver com os valores que se vão perdendo, será que é causa dos planetas, ou do ser humano, em que aspecto é que os planetas nos influenciam, qual a correlação que se faz entre ambos, é uma questão muito ambigua? Como compreenderá não podemos responsabilizar artes e filosofias tão antigas como o budismo e a astrologia pelo facto de os valores se irem perdendo. Obviamente não são os planetas que fazem ocorrer essa perda de valores. Tal como não são as práticas budistas que fazem o oposto.

Os astros não influenciam ninguém, pois em meu entender são uma linguagem codificada e que narra a vida de cada ser humano. Entendo que, quem quiser informar-se através da astrologia só tem a beneficiar com isso.

Aquilo que o Fernando chama de 'ambíguo' é porque para si, ainda, é um tema desconhecido.

Espero alguma resposta, tenho ansiedade pelo saber, conhecer, Paz. :)Sei que as minhas respostas não terão sido suficientes para si. Imagino isso. Convido-o a estudar as bases da astrologia para aprofundar este mundo desconhecido.

Foi um prazer conversar consigo e se quiser, aos poucos, iremos conversando por aqui ou por onde tiver que ser.

Abraço

António

Onda Encantada disse...
4 de maio de 2009 às 20:13  

Gostei muito deste artigo António.
Será que é este o transito que nos conduzirá a uma nova ordem mundial?

Tenho observado, em mim, e à minha volta, estas rupturas com algumas regras e questões do não Eu....

Será que o pessoal está a deixar de "papar grupos"? :) :)
Hum... nem todos ainda se conseguem libertar...

Kiss Kiss

Onda Encantada

António Rosa disse...
4 de maio de 2009 às 20:32  

Onda Encantada

Já não sei qual será o «tal» trânsito, mas que está demorado, está!

À minha volta, as pessoas também estão em ruptura e nem têm muita consciência disso. Sentem apenas que as coisas não estão como elas gostariam que estivessem.

kiss kiss

Luan Ramos disse...
5 de maio de 2009 às 00:56  

Nossa deve ser barra aguentar essa oposição,mas como você disse netuno te compensara suavizando saturno.
Muita força pra você nessa difícil fase ;)

audrey lefour disse...
8 de junho de 2017 às 16:35  

Thanks to your site I have just learned several things. Continue!

voyance gratuite en ligne

30 de abril de 2009

A ameaça à segurança e à ordem da nossa vida

Neptuno deu um grande avanço na oposição ao meu Saturno natal no grau zero de Virgem. Suspeito que nem me apercebi antes. Permanecerá nesta oposição até Março de 2013. É o grande trânsito que ameaça a segurança e a ordem da nossa vida. Este trânsito ocorre uma vez em toda a nossa vida. À minha geração, tocou-nos agora, na terceira e última parte da nossa vida.

É um trânsito estranho, cheio de conflitos internos, em que os piores pensamentos nos podem ocorrer, tais como: ideias sobre fracassos, decepções e sensação de culpa. Sobretudo porque, como a nossa segurança e ordem de vida (Saturno) se encontram envoltas num poderoso solvente (Neptuno), as coisas simplesmente podem ir acontecendo, parecendo que é meio à toa.

Solidão e insegurança podem ser os sentimentos mais constantes. Se não houver cuidado, a pessoa pode resvalar para sensações de depressão, ansiedades súbitas, predisposição a enganos de toda a ordem. Neste trânsito, aprende-se a diferenciar entre depressão e tristeza.

Poderia continuar a enumerar uma série de situações como seja um aumento de desconfiança dos outros, sem uma razão verdadeira. Romper laços que eram ou pareciam duradouros e estáveis. Com uma certa tendência a afastarmo-nos de responsabilidades mais formais. Temos que estar muito atentos a nós mesmos, à nossa vida e às situações que vivemos. Deixarmo-nos ir, é uma coisa. Alhearmo-nos da nossa vida é outra cosia bem diferente.

Não vou continuar a descrever as possíveis ocorrências deste trânsito, para eu próprio não ficar incomodado. Tão neptuniano que isto me saiu. :)

O lado bem positivo que vejo neste trânsito é a tentativa de Neptuno suavizar o posicionamento de Saturno natal. Tenta libertar a sua natureza rígida, dissolvendo a sua estrutura, abrandando a sua influência, fazendo de Saturno mais compassivo e amoroso.

Sinto-me como aquele surfista da ilustração acima. Em cima de algo instável. Com uma grande diferença: ele sabe surfar naquele tubo de água e eu estou a aprender agora. O chão, para mim, está em movimento. Nem consigo imaginar o que sairá daqui.

Se os leitores que praticam a meditação e tentam o desapego, ao lerem isto pensarem que é quase a mesma coisa, fica já a informação: não é a mesma coisa. Estou a conhecer ambas as situações. Eu só conhecia a anterior.


34 comentários:

irradiandoluz disse...

António!

Já ouviu falar da Profecia Maia?
Dizem que em 31 de Dezembro de 2012 se encerrá o grande ciclo cósmico do Calendário Maia, que dura 52 mil anos e registra o movimento do sistema solar dentro da galaxia (como se 52 mil anos terrestres fossem 1 "ano galaxial").
Dizem que nestes últimos anos do ciclo, as contradições tentem a se agudizar, e é possível que o planeta passe por vários cataclismas e ebulições.
É o período para exercitarmos o desapego, a solidariedade e a compaixão por todos os seres vivos.

Achei muito semelhante a esta leitura que você fez do período, com relação à Astrologia "Ocidental".

No fim das contas,tanto a ocidental quanto a indígena Maia estudam os mesmos trânsitos astrológicos sob o mesmo referencial no universo: o planeta Terra.

AXÉ!
Gabriel Dread

Elias Mendes disse...

Nossa Antônio ..e eu que estou prestes a enfrentar uma década inteira com netuno em quadratura e oposição com quase todo o meu mapa =X

ele ja afeta meu mercurio, em 29° escorpião. dai tenho a venus em 1° sagitario, saturno em 2° sagitario, lua em 7° virgem, sol 12° sagitario e por fim o ascendente em 17° gêmeos. começa este ano e so termina la pra 2020 sem pausas =O

vivi poucos trânsitos importantes de netuno ao longo de minha vida, viverei os primeiros a partir de agora =s

a, consegui fazer os ajustes no meu blog, aproveitei e mudei a template toda, de uma espiada e veja como ficou ... Abraço !!!!!!

Nokenicus disse...

Hola, perdón si comento por acá, solo estoy pasando a saludar y también para invitarte a que pases y veas mi blog a ver si encuentras algo de tu agrado y si te gusta intercambiemos enlaces, una suerte de fucionar dendritas o algo asi diria yo,je.
Saludos y hasta la proxima.

Samsara disse...

Olá António

Antes de se aprender a surfar um tubo, aprende-se na areia, uma coisa de cada vez, :)

Com o teu nível de consciência tenho a certeza que vais passar da areia para o mar, ou não estivessemos a falar de Neptuno e vais apanhar a onda da tua vida.

Beijinhos

António Rosa disse...

Gabriel, bom dia

Já li inúmeras coisas sobre as Profecias Maias. Há estudos muito sofisticados sobre esse assunto. Em astrologia muito avançada também se estudam esses temas, através das «eras». O astrólogo que mais se destacou nesse estudo foi o uruguaio Boris Carloff.

Recentemente, Plutão transitou pelo Centro Galáxico.

Este trânsito que descrevo insere-se nessa ideia, mas é vivida a nível pessoal. Estive a fazer umas contas e você só vai passar por esta oposição Neptuno-Saturno em 2025. :)))~

Abraço

António Rosa disse...

Elias, bom dia

Isso é que vai estar neptuniano durante tantos anos!!

Gostei muito do novo template: mais amplo, com infinitas possibilidades, mais modernos e muito bem organizado, bem ao jeito da sua Lua em Virgem e com a amplidão de vistas de um bom sagitariano. Parabéns.

Abraço

António Rosa disse...

Samsara

:) Em cima de areia «pouco fixa» já ando e também já sinto a água nos pés. Vou tentar viver mais de acordo com as regras de Neptuno, sem esquecer o meu feliz Saturno.

Este trânsito já foi vivido por ti, só que eras muito pequenina: 1979/1980... :)

Beijo

António Rosa disse...

Nokenicus

Gostei do seu blogue de música rock. Muito bem feito, com bom gosto e com muitos seguidores. Para mais, vindo da Argentina, um dos países que mais gostei de conhecer.

Abraço

Ana Cristina disse...

António aquela inundação que vai tomando conta das estruturas, melhor será apostar na construção da nossa Atlantida :-) Abraço

Shin Tau disse...

Bom dia António,

ao ler as suas palavras lembrei-me da carta de tarot XVI A Torre, onde o Raio divino derruba a aconstrução humana, porém, aqui são as ondas de Neptuno a derrubar as construções de Saturno.

Quando uma situação dessas surge acho que uma chave possível a usar, para abrir as portas da nossa percepção para podermos ver o cenário interior, é manter em mente que uma limpeza está a ser feita e que tudo o que não funciona com a nossa energia será eliminado, mas depois renovado. O desapego é tão simplesmente saber que tudo está na nossa vida por um tempo e apenas esse tempo, para podermos facilmente entrar em sintonia com o Cosmos e fazer a sua dança cósmica.

Talvez seja fácil de falar pois ainda não passei por essa experiência, mas é o que a carta XVI me ensina, a manter uma casa simples para a poder mudar de lugar sempre que me apetecer ou o Universo chamar.

Para si só posso dizer que é uma prova que não duvido nada será ultrapassada. Como a Samsara, acho que o seu nível de consciência e de percepção facilmente o guiarão no caminho do meio.

Uma beijoca grande

Marta disse...

Olá António,

Grande reajuste das perspectivas, dos sonhos e da estrutura da sua realidade. Deve ser um trânsito complexo, que nos faz olhar para dentro, considerar o que somos ou o que pensamos que somos e como o transpomos… talvez por isso a sabedoria dos planetas lhe coloque uma velocidade tão lenta à nossa escala.
Pessoalmente estou a viver uma quadratura de Saturno em trânsito, a 15º9 de Virgem na casa VI ao meu Neptuno natal, a 11º29 de Sagitário na casa VIII e é um desafio enorme… e que visto com algum distanciamento sei que está a estruturar a minha vida e a minha escolha de missão na Terra!!!
Acho eu...?!?!

Bjs de Luz e obrigada pela partilha de tanta sabedoria!!!
Marta

António Rosa disse...

Ana Cristina

Acho mesmo que essa deveria ser a sensação de quem viveu na Atlântida :) Tudo muito molhado e como o tempo primaveril teima em ser outonal, vamos lá... vamos. :)

António Rosa disse...

Shin Tau

Neste caso de Neptuno esse raio que fala é mais difuso e vagante. Mas não deixa de ser uma reconstrução de bases. Tenho uma tremenda simpatia por Saturno.

Beijo

António Rosa disse...

Olá Marta

É tudo isso que descreveu. Está a viver um trânsito da mesma família astrológica. Ainda bem que o seu é de curta duração e altamente curador. A sua descrição é poderosa e ao mesmo tempo funcional. É isso mesmo que disse. Não sei se está a estruturar a sua escolha de missão na Terra. Mas que a está a encaminhar para tornar tudo mais suave, isso está. Neptuno gosta de arranjar e consertar coisas. Neptuno trata da cura interior. Portanto, os dois juntos dão cura e capacidade de curar.

Aqui vai uma pergunta tipicamente neptuniana: será que tenho o seu mapa?

Beijo

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia António,

Desafios para crescer.

"Solidão e insegurança podem ser os sentimentos mais constantes."

Nunca te esqueças que nunca estarás sós!
Pelo menos aqui, irei-te acompanhar meu amigo.

Força nisso. Por enquanto metes uma galochas e depois um escafandro!

Kiss kiss

Marta disse...

António,

Obrigada pela generosidade das suas palavras e pela mensagem de cura!

Se não tem o mapa, partilho com todos os dados (ai que ego... e é raro fazer isto!!!)
Marta
03/12/1975
15h15
Lisboa


bjs de luz
Marta

António Rosa disse...

Maria Paula

De escafandro j+a ando eu!!!

LOL

Tá tudo turvo.

Já vi que fizeste um novo post mas ainda não tive tempo d eo ir ler. Daqui a nada.

besitos

António Rosa disse...

Marta

Obrigado pelos dados. Já levantei o seu mapa.

Repare bem no meu tom de sexagenário condescendente: «é tão jovem!». lol

Olhei para o mapa e reparei imediatamente que está a passar por uma fase muito saturnina - quadratura ao Sol (já em fase final), à Lua (ainda activo e a durar até ao final do ano) e Mercúrio (em fase de rescaldo). Claro que a quadratura a Neptuno também está em fase de rescaldo.

Deve ter passado por umas quantas contrariedades e dificuldades. Espero que a nível emocional e sentimental esteja tudo bem. Se houve sobressalto, os momentos menos simpáticos já se foram embora.

Fique atenta àquele Plutão a trabalhar já a sua 10. Isso será um projecto de vida... Serão muitos anos. Aprofunde essa questão. Organize-se. Planifique agora para não ser confrontada com grandes questões daqui a 1 ano.

beijo

Marta disse...

António,

Obrigada!!! é exactamente isso tudo e creio que os trânsitos são adequados às questões do mapa natal.

sinto-me uma abusadora por ter colocado as minhas questões :-) e por isso peço desculpa aos restantes leitores!!!

Quanto ao tom "sexagenario " parece-me muito mais de sabedoria e carinho do que de tempo neste plano!!!

Obrigada de alma e espero que este seja mesmo um plutão em capricórnio como o imagino, de serviço estruturado e com os amigos urano e neptuno a permitirem ao planeta a sua ascensão para um plano onde o ser não serve a coisa, mas que a coisa reflecte o ser!!!

bjs de luz!!!
Marta

António Rosa disse...

Marta

Coloque sempre as questões que entender e da forma que achar melhor.

Se os leitores não gostarem... paciência... não é nosso problema (nem seu, nem meu) :)

Adelaide Figueiredo disse...

António,

Também eu ando à volta com o Neptuno. Sabe bem que faz imensos contactos com o meu mapa, A seguir será Saturno LOL.
Este Neptuno faz-nos pensar e agir por vezes de maneira tão esquisita?
Penso que estamos mais ou menos avisados do que pode acontecer. A minha maneira de pensar é agir pensando que estamos passando uma fase e tudo irá passar.
Quanto à solidão, pelo menos virtual esteja certo que são só pensamentos tristes. Eu estarei aqui Lol e os amigos também.

Força para si e eu também vou tentando tê-la. Ando mesmo Neptuniana LOL

Abraço

Samsara disse...

António

Nessa altura saí do Jardim Escola João de Deus que era só até à 2ª classe e fui para uma Escola Pública, muito feia. Apanhei logo piolhos porque fiquei ao lado de menino que era pobre e andava sempre muito sujo e o professor batia em muitos meninos com reguadas, a mim não porque tinha gostado da minha avó quando era novo :). É só do que me lembro, o resto Neptuno diluíu, lol.

Beijinhos

marcelo dalla disse...

Olá Antonio! Netunão está dando o que falar... (rs) Tô em plena quadratura com Marte e Mercurio do meu mapa natal. Acho q já comentei. Sobre a tal profecia Maia, um detalhe interessante: em 2012 Netuno entre em Peixes, seu domicílio. Enfim... fiquei feliz e honrado com seu convite. Recebeste meu email? abraço

António Rosa disse...

Adelaide,

Gosto da sua filosofia de vida. Tudo é passageiro. E assim vamos vivendo. Como estudamos astrologia, enfatizamos estas questões. A maioria das pessoas, no seu dia-a-dia, nem se apercebe de tanats nuances.

Abraço

António Rosa disse...

Samsara

Teres o trânsito nessa idade, permite-te enfrentares o futuro livre desse ambiente neptuniano.

Beijo

António Rosa disse...

Olá Marcelo

Este Neptuno está em nós. Obviamente que no me mapa ele está a fazer outros aspectos, nomeadamente um trígono ao meu Úrano.

Infelizmente, ainda não recebi o seu email. Aguardo a chegada a qualquer momento. :)

Sandro Gomes disse...

Antônio,

Netuno é um grande solvente! Mas vc é experiente e está muito consciente do trânsito e isso é uma grande vantagem e uma segurança contra a sensação de insegurança. Paciência é o melhor remédio nesses casos. É o que eu tenho procurado fazer em minha quadratura de Netuno em trânsito ao Netuno Natal. E deixar o fluxo correr e não lutar.

Abraços

António Rosa disse...

Sandro, por muita experiência d evida que tenhamos e quem tem quase 60 anos (falta 1 mês) sabe isso, há sempre momentos em que deixamos isso para trás. Abraço.

Fausto Sotam disse...

A minha questão não é ceptica mas, levanta questões, como é que a astrologia é tão fiável como uma ciência em que podemos dizer concretamente. Cada astrôlogo tem a sua perspectiva, se uma ciência é concreta (partindo do princípio que astrologia é), como é que há tantas divergências, será que cada um faz a sua interpretação? A minha questão tem a haver com os valores que se vão perdendo, será que é causa dos planetas, ou do ser humano, em que aspecto é que os planetas nos influenciam, qual a correlação que se faz entre ambos, é uma quetão muito ambigua? Espero alguma resposta, tenho ansiedade pelo saber, conhecer, Paz. :)

rrelação

António Rosa disse...

Olá Fausto

Conheço o seu blogue de inspiração budista e já li uma boa parte dele e simpatizo com a sua divulgação dessa forma de estar na vida, que aprecio.

«A minha questão não é ceptica mas, levanta questões, como é que a astrologia é tão fiável como uma ciência em que podemos dizer concretamente.»Como compreenderá, é muito difícil sintetizar num comentário como este, uma ciência tão antiga e milenar como o budismo, que demora a qualquer pessoa vários anos a estudar e muitos mais a praticar...bem.

A primeira coisa que me ocorre dizer é que não se deve misturar as imensas previsões diárias sobre os signos com astrologia avançada. O lado científico encontra-se no mapa natal, em que são necessários uns quantos dados numéricos: data de nascimento, hora de nascimento e local (em forma de meridianos cruzados - latitude e longitude). O resto são interpretações arquetípicas.

Cada astrôlogo tem a sua perspectiva, se uma ciência é concreta (partindo do princípio que astrologia é), como é que há tantas divergências, será que cada um faz a sua interpretação? Há váriadas sensibilidades astrológicas. A helénica, a védica, a chinesa, a medieval, a contemporânea, a psicológica, a cármica, etc. Também conheço a existência da astrologia tibetana, oriunda da filosofia budista. Todas estas formas de pensar rodam à volta dos mesmos pontos: signos, planetas, casas, aspectos, trânsitos, etc.

Quanto às divergências... são as próprias dos seres humanos. Não há 2 pessoas que pensem exactamente de forma igual. Tal como na ciência convencional. Os olhares dos seres humanos variam e vagueiam. Ainda hoje, entre os cientistas há oponiões diferenciadas, interpretaçãoes diferenciadas.

O mesmo na astrologia. Não somos robots, não somos o windows, não somos computadores. Somos seres humanos com visões, olhares, sensações e... estudos astrológicos mais superficiais ou mais profundos.

Todos os dias aprendo coisas novas em astrologia.

A astrologia aplica-se à vida e não o contrário.

A minha questão tem a haver com os valores que se vão perdendo, será que é causa dos planetas, ou do ser humano, em que aspecto é que os planetas nos influenciam, qual a correlação que se faz entre ambos, é uma questão muito ambigua? Como compreenderá não podemos responsabilizar artes e filosofias tão antigas como o budismo e a astrologia pelo facto de os valores se irem perdendo. Obviamente não são os planetas que fazem ocorrer essa perda de valores. Tal como não são as práticas budistas que fazem o oposto.

Os astros não influenciam ninguém, pois em meu entender são uma linguagem codificada e que narra a vida de cada ser humano. Entendo que, quem quiser informar-se através da astrologia só tem a beneficiar com isso.

Aquilo que o Fernando chama de 'ambíguo' é porque para si, ainda, é um tema desconhecido.

Espero alguma resposta, tenho ansiedade pelo saber, conhecer, Paz. :)Sei que as minhas respostas não terão sido suficientes para si. Imagino isso. Convido-o a estudar as bases da astrologia para aprofundar este mundo desconhecido.

Foi um prazer conversar consigo e se quiser, aos poucos, iremos conversando por aqui ou por onde tiver que ser.

Abraço

António

Onda Encantada disse...

Gostei muito deste artigo António.
Será que é este o transito que nos conduzirá a uma nova ordem mundial?

Tenho observado, em mim, e à minha volta, estas rupturas com algumas regras e questões do não Eu....

Será que o pessoal está a deixar de "papar grupos"? :) :)
Hum... nem todos ainda se conseguem libertar...

Kiss Kiss

Onda Encantada

António Rosa disse...

Onda Encantada

Já não sei qual será o «tal» trânsito, mas que está demorado, está!

À minha volta, as pessoas também estão em ruptura e nem têm muita consciência disso. Sentem apenas que as coisas não estão como elas gostariam que estivessem.

kiss kiss

Luan Ramos disse...

Nossa deve ser barra aguentar essa oposição,mas como você disse netuno te compensara suavizando saturno.
Muita força pra você nessa difícil fase ;)

audrey lefour disse...

Thanks to your site I have just learned several things. Continue!

voyance gratuite en ligne

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates