Dia Mundial dos Oceanos - 8 de Junho

8 de junho de 2009 ·

Em 1992, durante a Cimeira da Terra (Conferência do Rio de Janeiro) foi criado o Dia Mundial dos Oceanos. A comemoração deste dia é uma excelente oportunidade para chamar a atenção para a importância dos Oceanos para o equilíbrio ecológico da Terra e actualmente é um ponto chave no tema das alterações climáticas.

O Dia Mundial dos Oceanos tem a finalidade de, a cada ano, fazer um tributo aos oceanos e aos produtos que eles fornecem. Os oceanos fornecem um meio de comunicação para o comércio global. A poluição mundial e o consumo excessivo de peixes, tem causado drásticas reduções nas populações de muitas espécies.

29 comentários:

HAZEL disse...
8 de junho de 2009 às 16:50  

Cá está o Dia dos Oceanos. Juro que não sabia!

Feliz coincidência... ou forte sintonização com o Universo...!

Astrid Annabelle disse...
8 de junho de 2009 às 16:55  

António!
ficou bonito também.
Sabe, quando era pequena costumava sonhar com uma onda, do tamanho dessa da sua imagem, que me derrubava...eu sentia a força da água!!! Até hoje me impressiono e tenho receio de ondas grandes!!!
E ViVa os Oceanos...
Beijo
Astrid

Adelaide Figueiredo disse...
8 de junho de 2009 às 17:20  

Olá António,

Não sabia que hoje é o Dia Mundial dos Oceanos. Ainda bem que se lembram deles para ver se os protegem. Que não se fique só pelo dia, que haja acção :)

Abraço

Maria de Fátima disse...
8 de junho de 2009 às 17:26  

Olá António também não sabia que hoje se comemora o dia mundial dos Oceanos.A foto impressiona e mete respeito, pelo menos para mim, que não sei nadar.Beijinhos.

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 17:35  

Hazel

Forte sintonização com o Universo. Foi imediatamente o que pensei quando li o seu post.

:)

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 17:50  

Astrid

Vou contar-lhe uma história pessoal.

Há uns anos, submeti-me a um grande trabalho terapêutico, que implicou fazer várias regressões durante quase 1 ano e meio.

Numa dessas sessões vi-me transportado para uma vida em que eu era nativo de uma tribo que vivia à à beira mar.

Uma onda dessas gigantes colheu-me e fui levado para o mar, não tendo o meu corpo aparecido por ali perto.

Algum tempo depois, impunha-se que em termos terapêuticos desta vida, fosse feito um funeral daquele meu corpo de então. Era necessário que o meu corpo fosse devolvido à terra para poder ser feito o necessário luto à família de então. Foi uma sessão-cerimónia muito bonita e muito emotiva. Chorei imenso e senti-me em paz. Foi um intenso processo de luto.

Algum tempo depois, fui «impelido» a deslocar-me à região de Ushuaia (Argentina), de férias na neve. No dia seguinte a ter chegado, fiz todos os esforços para dar uma volta de barco, no canal Beagle. Era uma necessidade imensa que sentia, ao ponto de parecer uma cosia sem propósito, pois estávamos no Inverno austral e os barcos não se aventuram para longe.

Lá consegui e recordo-me com uma nitidez espantosa, que nessa viagem de barco, tive uma série de deja viu, em que me situei como nativo daquela região do mundo.

Quando regressei a Portugal, contei à minha terapeuta. Foi feita outra sessão ainda baseada nesse tema, onde me foi confirmada todas essas questões.

Ao longo desta vida (actual) tive oportunidade de passar por situações que envolveram grandes ondas: numa viagem de barco de Moçambique à Madeira, na zona de São Tomé; numa viagem aos Açores, em outra viagem de barco, de aproximação à ilha do Pico. Etc., etc.

Sinto-me muito atraído por ondas grandes.

Beijo

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 17:50  

Adelaide

Já muito se está a fazer pelos oceanos, mas ainda é necessário mais.

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 17:51  

Maria de Fátima

Porque não tentas aprender a nadar, numa piscina perto de ti? Com professor, claro. Beijo

adriana disse...
8 de junho de 2009 às 20:08  

António,
Eu amo o mar.
E não sabia que os oceanos tinham um dia especial para eles.
Obrigada por mais esta informação.
A&L

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 20:19  

Adriana

Os oceanos ainda continuam a ser um mistério, apesar de muito estudados e cartografados.

Como seria a nossa vida sem toda esta água?

Abdoul Hakime Zahrah al Jounoub عبد الحكيم زهرة الجنوب disse...
8 de junho de 2009 às 20:34  

O homem veio do mar, e até hoje o mar é fonte de vida e de poesia.
Não posso mais dizer que nuncavi o mar, pois o vi quando estava a caminho da Argentina. Mas não o toquei ainda. Gostaria de ter podido chegar perto... muito mesmo.

Eliene Vila Nova disse...
8 de junho de 2009 às 20:40  

olá
amigo está aí uma coisa que eu não sabia
dia do oceano
uma semana iluminada
beijos

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 20:49  

Hakime,

Muito agradecido pela sua visita. Gostei de conhecer o seu blog.

Foz do Iguaçu é um sítio lindo para se estar. Desejo-lhe o maior sucesso.

Vai ter oportunidade de tocar no mar e banhar-se para se sentir revigorado.

Je vous embrasse.

Merci beaucoup.

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 20:51  

Eliene

Tudo começou aí no Brasil!!!

Foi uma reunião muito importante, a Conferência do Rio de Janeiro, em 1992. Você devia ser bem jovenzinha nessa época.

Abraço

marcelo dalla disse...
8 de junho de 2009 às 21:18  

Muito bem lembrado, meu querido. Bela foto. Nesta época, por coincidência eu estava no Rio de Janeiro... O mar!!! Que saudade do mar!!!!!!! abraço!

JotaSP disse...
8 de junho de 2009 às 21:32  

A poluição do mundo... deste NOSSO mundo________________________________

O pior é que tantos falam e tão poucos se preocupam com este lado da vida_____________

Um abraço «««

lusibero disse...
8 de junho de 2009 às 21:58  

ANtónio:nem me lembrei disso!Mas tenho a consciência de que, sem os oceanos a vida acaba!Que todos nos l embremos dessa verdade.
Abraço de lusibero e um "muito obrigada pela maravilhosa imagem do mar!

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 22:36  

Olá Marcelo

Já reparei que está de avatar novo. Muito bem.

Os oceanos são preocupações intimamente ligadas aos Novos Tempos.

Abraço

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 22:38  

JotaSP

Que surpresa agradável contactar-te.

É bem verdade a tua afirmação. Temos todos que nos preocupar - à nossa medida - com estas questões.

O teu blogue está lindo e a tua poesia cada mais uma escrita que mais parece uma sinfónica a funcionar. Ouvem-se todos os sons. Percebem-se todas as subtilezas das palavras, mesmo as resguardadas.

Um abraço amigo.

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 22:40  

Maria

Nós, que temos origem em paisagens africanas associadas ao mar,sentimos muito de perto a influência dos oceanos. A mim, fascina-me.

Samsara disse...
8 de junho de 2009 às 22:46  

António

Feliz Dia dos Oceanos

Adoro o Mar, sempre me fascinou e as ondas grandes são lindas mas aterrorizam-me. Apesar de estar ao pé do Mar e de o ver todos os dias, não me encontro com ele todos os dias, a vida é rápida de mais. Nos próximo dias vou ter oportunidade de o fazer no Porto Santo, um sítio que adoro.

A foto está maravilhosa, colocava lá um surfista a fazer o tubo :))

Estás na crista da onda amigo!

Beijinhos

António Rosa disse...
8 de junho de 2009 às 22:52  

Sam

Isso do surfista: pois antes desta foto, tentei uma com um surfista no tal tubo. Não me convenceu assim tanto.

Procura descansar no Porto Santo. Bom tempo, boa praia.

besitos

_Gio_ disse...
9 de junho de 2009 às 01:22  

Nunca tinha ouvido falar no Dia dos Oceanos, mas admito que acho uma ótima idéia.

Fonte de água, sal, alimento; palco das rotas marítmas, obviamente; razão de existir das praias, ondas, e cenário de alguns dos mais belos pores-do-sol!

Viva os oceanos!

Cris disse...
9 de junho de 2009 às 01:36  

Antonio,

viajei nas ondas do teu blog...e ai postei Oceano...imagem linda!

Um grande abraço

Tereza Ferraz disse...
9 de junho de 2009 às 01:58  

...Não sabia!
Anos morando a frente Dele!
O cheiro unico!
Reino de energia.
Obrigada pela imagem, saber do Dia e a história.

António Rosa disse...
9 de junho de 2009 às 07:27  

Gio

Viva os oceanos.

Tudo começou no seu país.

António Rosa disse...
9 de junho de 2009 às 07:28  

Cris

Irei lá ver. Beijo.

António Rosa disse...
9 de junho de 2009 às 07:29  

Teresa Ferraz

Reconhecendo-o, é tudo. Estamos sempre a saber coisas.

fluturat disse...
11 de junho de 2009 às 04:43  

Infelizmente ainda tem que existir um Dia mundial dos Oceanos para as pessoas pararem e pensarem como tratamos mal esse bem tão precioso. Eu trabalho embarcada em um navio mercante e posso ver de perto o descaso da população mundial com nossos mares!

8 de junho de 2009

Dia Mundial dos Oceanos - 8 de Junho

Em 1992, durante a Cimeira da Terra (Conferência do Rio de Janeiro) foi criado o Dia Mundial dos Oceanos. A comemoração deste dia é uma excelente oportunidade para chamar a atenção para a importância dos Oceanos para o equilíbrio ecológico da Terra e actualmente é um ponto chave no tema das alterações climáticas.

O Dia Mundial dos Oceanos tem a finalidade de, a cada ano, fazer um tributo aos oceanos e aos produtos que eles fornecem. Os oceanos fornecem um meio de comunicação para o comércio global. A poluição mundial e o consumo excessivo de peixes, tem causado drásticas reduções nas populações de muitas espécies.

29 comentários:

HAZEL disse...

Cá está o Dia dos Oceanos. Juro que não sabia!

Feliz coincidência... ou forte sintonização com o Universo...!

Astrid Annabelle disse...

António!
ficou bonito também.
Sabe, quando era pequena costumava sonhar com uma onda, do tamanho dessa da sua imagem, que me derrubava...eu sentia a força da água!!! Até hoje me impressiono e tenho receio de ondas grandes!!!
E ViVa os Oceanos...
Beijo
Astrid

Adelaide Figueiredo disse...

Olá António,

Não sabia que hoje é o Dia Mundial dos Oceanos. Ainda bem que se lembram deles para ver se os protegem. Que não se fique só pelo dia, que haja acção :)

Abraço

Maria de Fátima disse...

Olá António também não sabia que hoje se comemora o dia mundial dos Oceanos.A foto impressiona e mete respeito, pelo menos para mim, que não sei nadar.Beijinhos.

António Rosa disse...

Hazel

Forte sintonização com o Universo. Foi imediatamente o que pensei quando li o seu post.

:)

António Rosa disse...

Astrid

Vou contar-lhe uma história pessoal.

Há uns anos, submeti-me a um grande trabalho terapêutico, que implicou fazer várias regressões durante quase 1 ano e meio.

Numa dessas sessões vi-me transportado para uma vida em que eu era nativo de uma tribo que vivia à à beira mar.

Uma onda dessas gigantes colheu-me e fui levado para o mar, não tendo o meu corpo aparecido por ali perto.

Algum tempo depois, impunha-se que em termos terapêuticos desta vida, fosse feito um funeral daquele meu corpo de então. Era necessário que o meu corpo fosse devolvido à terra para poder ser feito o necessário luto à família de então. Foi uma sessão-cerimónia muito bonita e muito emotiva. Chorei imenso e senti-me em paz. Foi um intenso processo de luto.

Algum tempo depois, fui «impelido» a deslocar-me à região de Ushuaia (Argentina), de férias na neve. No dia seguinte a ter chegado, fiz todos os esforços para dar uma volta de barco, no canal Beagle. Era uma necessidade imensa que sentia, ao ponto de parecer uma cosia sem propósito, pois estávamos no Inverno austral e os barcos não se aventuram para longe.

Lá consegui e recordo-me com uma nitidez espantosa, que nessa viagem de barco, tive uma série de deja viu, em que me situei como nativo daquela região do mundo.

Quando regressei a Portugal, contei à minha terapeuta. Foi feita outra sessão ainda baseada nesse tema, onde me foi confirmada todas essas questões.

Ao longo desta vida (actual) tive oportunidade de passar por situações que envolveram grandes ondas: numa viagem de barco de Moçambique à Madeira, na zona de São Tomé; numa viagem aos Açores, em outra viagem de barco, de aproximação à ilha do Pico. Etc., etc.

Sinto-me muito atraído por ondas grandes.

Beijo

António Rosa disse...

Adelaide

Já muito se está a fazer pelos oceanos, mas ainda é necessário mais.

António Rosa disse...

Maria de Fátima

Porque não tentas aprender a nadar, numa piscina perto de ti? Com professor, claro. Beijo

adriana disse...

António,
Eu amo o mar.
E não sabia que os oceanos tinham um dia especial para eles.
Obrigada por mais esta informação.
A&L

António Rosa disse...

Adriana

Os oceanos ainda continuam a ser um mistério, apesar de muito estudados e cartografados.

Como seria a nossa vida sem toda esta água?

Abdoul Hakime Zahrah al Jounoub عبد الحكيم زهرة الجنوب disse...

O homem veio do mar, e até hoje o mar é fonte de vida e de poesia.
Não posso mais dizer que nuncavi o mar, pois o vi quando estava a caminho da Argentina. Mas não o toquei ainda. Gostaria de ter podido chegar perto... muito mesmo.

Eliene Vila Nova disse...

olá
amigo está aí uma coisa que eu não sabia
dia do oceano
uma semana iluminada
beijos

António Rosa disse...

Hakime,

Muito agradecido pela sua visita. Gostei de conhecer o seu blog.

Foz do Iguaçu é um sítio lindo para se estar. Desejo-lhe o maior sucesso.

Vai ter oportunidade de tocar no mar e banhar-se para se sentir revigorado.

Je vous embrasse.

Merci beaucoup.

António Rosa disse...

Eliene

Tudo começou aí no Brasil!!!

Foi uma reunião muito importante, a Conferência do Rio de Janeiro, em 1992. Você devia ser bem jovenzinha nessa época.

Abraço

marcelo dalla disse...

Muito bem lembrado, meu querido. Bela foto. Nesta época, por coincidência eu estava no Rio de Janeiro... O mar!!! Que saudade do mar!!!!!!! abraço!

JotaSP disse...

A poluição do mundo... deste NOSSO mundo________________________________

O pior é que tantos falam e tão poucos se preocupam com este lado da vida_____________

Um abraço «««

lusibero disse...

ANtónio:nem me lembrei disso!Mas tenho a consciência de que, sem os oceanos a vida acaba!Que todos nos l embremos dessa verdade.
Abraço de lusibero e um "muito obrigada pela maravilhosa imagem do mar!

António Rosa disse...

Olá Marcelo

Já reparei que está de avatar novo. Muito bem.

Os oceanos são preocupações intimamente ligadas aos Novos Tempos.

Abraço

António Rosa disse...

JotaSP

Que surpresa agradável contactar-te.

É bem verdade a tua afirmação. Temos todos que nos preocupar - à nossa medida - com estas questões.

O teu blogue está lindo e a tua poesia cada mais uma escrita que mais parece uma sinfónica a funcionar. Ouvem-se todos os sons. Percebem-se todas as subtilezas das palavras, mesmo as resguardadas.

Um abraço amigo.

António Rosa disse...

Maria

Nós, que temos origem em paisagens africanas associadas ao mar,sentimos muito de perto a influência dos oceanos. A mim, fascina-me.

Samsara disse...

António

Feliz Dia dos Oceanos

Adoro o Mar, sempre me fascinou e as ondas grandes são lindas mas aterrorizam-me. Apesar de estar ao pé do Mar e de o ver todos os dias, não me encontro com ele todos os dias, a vida é rápida de mais. Nos próximo dias vou ter oportunidade de o fazer no Porto Santo, um sítio que adoro.

A foto está maravilhosa, colocava lá um surfista a fazer o tubo :))

Estás na crista da onda amigo!

Beijinhos

António Rosa disse...

Sam

Isso do surfista: pois antes desta foto, tentei uma com um surfista no tal tubo. Não me convenceu assim tanto.

Procura descansar no Porto Santo. Bom tempo, boa praia.

besitos

_Gio_ disse...

Nunca tinha ouvido falar no Dia dos Oceanos, mas admito que acho uma ótima idéia.

Fonte de água, sal, alimento; palco das rotas marítmas, obviamente; razão de existir das praias, ondas, e cenário de alguns dos mais belos pores-do-sol!

Viva os oceanos!

Cris disse...

Antonio,

viajei nas ondas do teu blog...e ai postei Oceano...imagem linda!

Um grande abraço

Tereza Ferraz disse...

...Não sabia!
Anos morando a frente Dele!
O cheiro unico!
Reino de energia.
Obrigada pela imagem, saber do Dia e a história.

António Rosa disse...

Gio

Viva os oceanos.

Tudo começou no seu país.

António Rosa disse...

Cris

Irei lá ver. Beijo.

António Rosa disse...

Teresa Ferraz

Reconhecendo-o, é tudo. Estamos sempre a saber coisas.

fluturat disse...

Infelizmente ainda tem que existir um Dia mundial dos Oceanos para as pessoas pararem e pensarem como tratamos mal esse bem tão precioso. Eu trabalho embarcada em um navio mercante e posso ver de perto o descaso da população mundial com nossos mares!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates