16 de novembro de 2014 ·

Novo estudo sugere que meditação é realmente capaz de alterar as células do corpo
Publicado no jornal Cancer, o estudo liderado por Linda Carlson descobriu que a meditação foi capaz de alterar fisicamente as células de sobreviventes de câncer de mama. O projeto realizado no Tom Baker Cancer Center, no Canadá, notou que técnicas de redução de estresse e ioga deram sequência ao tratamento “tradicional” da doença.
Na pesquisa, os 88 participantes convidados tinham em média 55 anos. Eles eram sobreviventes de câncer de mama – com até dois de pós-tratamento – e continuavam sentindo problemas emocionais. Analisados por 12 semanas, essas pessoas foram divididas em grupos.
O primeiro teve que passar por encontros semanais de 90 minutos com professores de Hatha ioga. Além disso, os participantes também tinham que praticar durante 45 minutos diários em casa. Já a segunda equipe passou por discussões semanais sobre os seus sentimentos; recebendo inclusive um workshop sobre técnicas de redução de estresse. Enquanto isso, um terceiro grupo serviu de “controle”.
Depois que analisaram as amostras de sangues dos dois grupos, o estudo achou diferenças bem interessantes. “Nós já sabíamos que intervenções psicológicas como meditação eram capazes de ajudar as pessoas mentalmente. Mas, pela primeira vez, nós temos evidência de que esses fatores podem influenciar no aspecto biológico”, conta Carlson.
Com o fim do estudo, os pesquisadores notaram que os grupos que passaram pelos encontros tiveram seus telômeros preservados. O que isso significa? Os médicos explicaram que os telômeros são protetores das proteínas existentes nas células. Com o tempo, elas podem se desgastar e com isso trazer consequências ruins para a saúde das pessoas.
“Foi surpreendente saber que os telômeros dos participantes não foram modificados como os do nosso grupo de controle. Para quantificar todos os benefícios, ainda há muita pesquisa para ser feita. Mas essa não deixa de ser uma descoberta animadora que carrega notícias encorajadoras”, completa Carlson.

Via Sérgio 

0 comentários:

16 de novembro de 2014

Novo estudo sugere que meditação é realmente capaz de alterar as células do corpo
Publicado no jornal Cancer, o estudo liderado por Linda Carlson descobriu que a meditação foi capaz de alterar fisicamente as células de sobreviventes de câncer de mama. O projeto realizado no Tom Baker Cancer Center, no Canadá, notou que técnicas de redução de estresse e ioga deram sequência ao tratamento “tradicional” da doença.
Na pesquisa, os 88 participantes convidados tinham em média 55 anos. Eles eram sobreviventes de câncer de mama – com até dois de pós-tratamento – e continuavam sentindo problemas emocionais. Analisados por 12 semanas, essas pessoas foram divididas em grupos.
O primeiro teve que passar por encontros semanais de 90 minutos com professores de Hatha ioga. Além disso, os participantes também tinham que praticar durante 45 minutos diários em casa. Já a segunda equipe passou por discussões semanais sobre os seus sentimentos; recebendo inclusive um workshop sobre técnicas de redução de estresse. Enquanto isso, um terceiro grupo serviu de “controle”.
Depois que analisaram as amostras de sangues dos dois grupos, o estudo achou diferenças bem interessantes. “Nós já sabíamos que intervenções psicológicas como meditação eram capazes de ajudar as pessoas mentalmente. Mas, pela primeira vez, nós temos evidência de que esses fatores podem influenciar no aspecto biológico”, conta Carlson.
Com o fim do estudo, os pesquisadores notaram que os grupos que passaram pelos encontros tiveram seus telômeros preservados. O que isso significa? Os médicos explicaram que os telômeros são protetores das proteínas existentes nas células. Com o tempo, elas podem se desgastar e com isso trazer consequências ruins para a saúde das pessoas.
“Foi surpreendente saber que os telômeros dos participantes não foram modificados como os do nosso grupo de controle. Para quantificar todos os benefícios, ainda há muita pesquisa para ser feita. Mas essa não deixa de ser uma descoberta animadora que carrega notícias encorajadoras”, completa Carlson.

Via Sérgio 

Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates