Veladores Silenciosos

27 de junho de 2009 ·

«Veladores Silenciosos» é uma expressão muito usada na definição dos Mestres Ascencionados, por sua vez associados à Grande Fraternidade Branca. Estas linhas espirituais são muito utilizadas, sobretudo a partir dos anos 90, em que se notou uma deslocação colectiva mental da prática de devoção aos Santos para o amor aos Mestres Ascencionados (clicar ao lado).

A partir daí, foi conhecida uma complexa hierarquia, em que cada Mestre está ligado a um dos Raios Divinos. É uma coisa muito do 7º Raio, que trata dos rituais e cerimoniais. Foi necessária esta reestruturação das ideias, porque a mente do ser humano necessita entender os assuntos de forma estruturada, esquematizada e organizada.

Nesta estrutura dos Mestres Ascencionados existe a classificação de «Veladores Silenciosos», considerados como Seres que velam por grandes organizações planetárias e galácticas. O que é verdade, pois os planetas são seres vivos e orgânicos enquadrados na Criação de Deus. Mais recentemente, começou-se a atribuir qualidades mais próximas de nós, aos Veladores Silenciosos, como por exemplo: a guarda de cidades, países e, inevitavelmente, templos e igrejas. Nem podia ser de outra maneira. Procurem no Google e compreenderão do que falo.

Pretendo apenas fazer esta pequena afirmação: todos nós, seres humanos, somos veladores silenciosos. Quando dormimos, o nosso espírito simplesmente sai do nosso corpo físico e vai desempenhar certas tarefas.

Uma das tarefas mais nobres que desempenhamos fora do nosso corpo é a ajuda que prestamos, fornecendo a nossa energia a quem dela necessita: doentes, pessoas desesperadas, pessoas em sofrimento, amparo e cuidados aos indefesos. Isto, também é ser um velador silencioso.



Photobucket

O 'Preto' é o meu velador. Gosta de estar ao meu lado, quando estou no computador. Fechou os olhos por causa do flash. Tirada hoje. Já tem 12 anos, é o pai do 'Gabriel' (10 anos) e amigo do peito do 'Tibério' (pastor alemão). Acolheu muito bem o Tibério, quando este veio para casa, em Fevereiro de 2000. A 'Maria Fôfa' desencarnou há pouco tempo.

52 comentários:

Prof. Israel Lima disse...
27 de junho de 2009 às 20:27  

Parabéns pelo blog, está ótimo.

Tenha um final de semana maravilhoso.

Um abraço

irradiandoluz disse...
27 de junho de 2009 às 20:35  

Olá meu irmão António!

Passei para parabenizá-lo pela excelente postagem.
Ando meio ausente do mundo virtual (mas talvez me veja en passant pelo tuiter), atarefado com meu Trabalho de Conclusão do Curso (monografia).

Em breve, devo retornar com força total!

AXÉ
Gabi Dread

Ana Cristina disse...
27 de junho de 2009 às 20:46  

António, gostei muito. Há anos que venho lendo acerca dos Mestres, que me foram apresentados há muito por uma querida amiga no Rio de Janeiro.
Bom sábado :-)

António Rosa, José disse...
27 de junho de 2009 às 21:38  

Israel

Muito obrigado. Um bom fim-de-semana para si.

Abraço

António Rosa, José disse...
27 de junho de 2009 às 21:40  

Gabriel, meu amigo

Tenho-te visto de vez em quando no twitter. Deves andar mesmo muito ocupado. Que te corra tudo bem e que a monografia funcione positivamente.

Beijo à Nara e à tua esposa.

Abraço para ti

António

António Rosa, José disse...
27 de junho de 2009 às 21:41  

Ana Cristina

Ainda bem que gostou. Quando essas informações chegaram, muita coisa mudou, não foi?

Abraço

António

Adelaide Figueiredo disse...
27 de junho de 2009 às 22:46  

António,

Gostei de conhecer o seu velador silencioso. Um gatinho preto e simpático. O meu já partiu e sinto muita falta dele.
Agora voltando ao texto, achei interessante. Continua a fascimar-me todas estas coisas dos Raios. Ando em busca de leituras.

Um bom fim de semna.

Abraço

Fada Moranga disse...
27 de junho de 2009 às 22:59  

Aí está um trabalho de respeito, ser Velador em Silêncio. Não deve ser fácil ver disparates e ficar calado... :-)

Bem hajam Mestres amigos!
Beijos***deFada

PS: Psiu, Preto, esconde o isqueiro ao António! ;-)

HAZEL disse...
27 de junho de 2009 às 23:04  

(Estou a aproveitar os últimos minutos de internet...)

Este seu post deixou-me frustrada.
Ah... quanto mais leio (e refiro-me, não só a alguns posts, mas também aos livros), mais constato o pouco que sei.

É como se cada nível de conhecimento que conquisto representasse uma porta pela qual passei, mas que, entretanto, deu-me acesso a outras quantas portas fechadas!

Quando regressar à internet, vou reler este post, e pesquisar para entendê-lo inteiramente. E tranquilizar a minha mente arreliada. ;-)

Um beijo, com amizade

P.S. - O dói-dói do rolinho está muito melhor. Tenho-lhe dado todos os tratamentos e cuidados possíveis. Espero que consiga voltar a voar.

HAZEL disse...
27 de junho de 2009 às 23:09  

Ah... é muito bonito, o Preto!
Também gostava de um companheiro desses, mas quem tem plantas, não pode ter gatos...

António Rosa, José disse...
27 de junho de 2009 às 23:10  

Adelaide

O Preto é uma simpatia. Vim agora ao computador para responder e desligar a maquineta e lá veio ele por-se oa meu lado.

São incríveis companheiros.

Bom fim-de-semana.

António Rosa, José disse...
27 de junho de 2009 às 23:12  

Hazel

Com calma, tudo se apreende. Ainda bem que o rolinho apresenta melhoras, nem seria de esperar, outra coisa.

O Preto cá está ao meu lado. Já me falta uma tecla porque eu um dia distraí-me e ele...

Até ao regresso da internet.

Abraço

António Rosa, José disse...
27 de junho de 2009 às 23:13  

Fada

É verdade, consegue-se ver um isqueiro. faz falta.

Beijinho :)

Anónimo disse...
27 de junho de 2009 às 23:22  

Entrei no caminho da espiritualidade através do Reiki e depois através do estudo e prática dos raios, durante mais de 2 anos, quase 3.Mestres, Arcanjos... Depois deixei porque sentia necessidade de algo mais simples. Andei para aqui e para ali e hoje não sei o que pensar e fazer, já nada considerado "espiritual" me satisfaz ou interessa, é muito estranho e parece que fiquei muito orfã e muito sózinha...
Foi só um desabafo, sorry.

António Rosa, José disse...
27 de junho de 2009 às 23:33  

Anónima das 23:22

Esse seu percurso é frequente. Nem imagina a quantidade de pessoas que conheço com esse vazio de alma. Obviamente, não me compete analisar aqui as razões, nem tenho capacidade para isso.

Apenas posso dar-lhe o meu testemunho pessoal: não uso nenhum intermediário nas minhas conversas com Ele.

Nem espiritualistas, nem padres, nem pastores, nem reikianos, nem fraternista, nem bruxo ou bruxa, mago ou maga, nem messiânicos, nem ... nem ... convivo com eles, como pessoas que são e tenho bons amigos entre as tribos pensantes. Não necessito deles como intermediários de coisa nenhuma.

Se ler com atenção o post verá que eu enfatizei a parte final, que nós (eu e você) somo 'veladores silenciosos'.

Mas o que é que ficou do texto? Compreendo que os Raios e os Mestres chamem muito a atenção. Compreendo mesmo.

No entanto, advogo a simplicidade de sentirmos e percebermos que somos sempre só nós mesmos.

Sem intermediários, minha cara.

Interiorize isso.

Anónimo disse...
27 de junho de 2009 às 23:43  

"... advogo a simplicidade de sentirmos e percebermos que somos sempre só nós mesmos.

Sem intermediários, minha cara.

Interiorize isso."

Certo! Sem intermediários. Agradeço. Boa noite, ó Velador Silencioso.

Veladora Silenciosa

HAZEL disse...
27 de junho de 2009 às 23:44  

António,

Já fiz umas breves pesquisas (não aguento ficar uma data de dias na ignorância!), e compreendo agora o seu post.

Tenho uma dúvida: quando fala em "veladores silenciosos", refere-se aos Mestres propriamente ditos, ou aos seres que trabalham nos raios que estão associados aos Mestres?

Jamais pensaria que nós, humanos, também podemos ser "veladores silenciosos" durante o sono, de outras pessoas. Mas, como assim? De desconhecidos?
Então e aquelas pessoas egoístas, e sem escrúpulos, também são "veladores silenciosos" durante o sono?
Ou isto aplica-se apenas a alguns, com outra dimensão espiritual?

Quem gere isso? O nosso subconsciente?

Para terminar, li por aí que é o dia da semana em que nascemos que define a cor do raio que nos rege. Mas não acreditei. Parece-me simples demais. Estou errada?

Desculpe se estou a fazer perguntas tolas, mas estou interessada em aprender.

Cris disse...
27 de junho de 2009 às 23:51  

Antonio meu amigo,

eu sou leiga em varios dos assuntos que abordas aqui, mas gosto de ler e aprender, este post em especial, me atraiu muito, porque essa sensação que a alma sai do corpo durante o sono sempre me foi muito nítida.

beijo grande!

Maria Paula Ribeiro disse...
27 de junho de 2009 às 23:56  

António,

Ando super atarefada. Sábado, Domingo e 2ª serão duritos, mas não deixo de te agradecer por tão lindo post! (Assalto a net nas pausas, lol)

Casa vez me sinto absorvida por estes temas. Também tenho cá o meus veladores, e ainda bem. Saber que o possa ser enquanto durmo, melhor ainda... Tenho períodos de dormitar muito durante o dia, lol e acordo cansada ;)... Mas que não gosta de ajudar???

Bem-haja, Mestre! Kiss kiss
Agora, vou então velar por alguém, ;-)

adriana disse...
28 de junho de 2009 às 00:12  

Querido António,

Ao ver este post, a participação de todos e suas respostas, me emociono muitíssimo com o "Grande Coração"... como se refere a você, Tereza Ferraz.

É... estamos mesmo em momentum de conclusão.
(Se teve oportunidade de ler o mais recente recado de Kryon, por Lee Carroll).

Obrigada por tudo e pelo carinho sobre o aniversário do Dimensões.
Fiquei feliz por você ter levado o selinho.

Vamos nos manter tranqüilos... seguindo rumo ao Norte,
Com Amor & Luz!

adriana disse...
28 de junho de 2009 às 00:53  

Namaste!

Pedro Antônio disse...
28 de junho de 2009 às 01:19  

Querido António:

Um comentário como esse, vindo de você, é um enorme presente.

Muito obrigado por sua visita que é sempre uma honra para mim.

Um abração!

Pedro Antônio

tereza ferraz disse...
28 de junho de 2009 às 01:25  
Este comentário foi removido pelo autor.
tereza ferraz disse...
28 de junho de 2009 às 02:23  

Parabéns Grande Coração!
Cada um de nós: essências de luz, apenas esquecemos. A existência de Seres ascencionados, a mim é fato, mas fato este que a mistificação levou a muitos a degelar a Eles como: Símbolos Salvadores. Onde esta em cada um de nós, diante do livre-arbítrio.
Dentro do que sinto, ao estarmos em sintonia com nosso corção estamos com a vibração luz - sem mistificações, e com pleno respeito. A soma mágica...Velamos = zelamos, dentro do propósito, e entramos na lei maior: Amor!
Bom final de semana.
Abraços
(retirei comentário por erro de digitação, rs)

marcelo dalla disse...
28 de junho de 2009 às 11:01  

Meu amigo, este tema muito me apaixona. Como disse a Hazel, quanto mais aprendemos, mas temos consicência de como não sabemos quase nada. Cada resposta leva a 10perguntas. Mas não considero frustante, considero maravilhoso. Amo aprender. E amo cada vez mais nossos Mestres, quero trabalhar com eles, quero fazer parte dessa equipe. Quer ser um velador silencioso consciente! HOje meu blog comemora um ano e está de cara nova. Espero que goste, sua opinião é importante!!! Abraço

Violeta disse...
28 de junho de 2009 às 11:48  

Olá António
tenho a certeza que sim, diversas vezes senti o meu espírito partir assim como senti que outros seres estavam ao meu lado...
mas falar disto é como diz a expressão "dar palha ao povo". As pessoas acham que estamos doidinhas.
bom domingo

marcelo dalla disse...
28 de junho de 2009 às 11:58  

Viva Antônio! O primeiro que avisei e o primeiro a comentar... estou curioso para ver a receptividade dos amigos. Novidades são sempre bem vindas, não acha? Obrigado a você tb!!!

PS: as visitas explodiram! Diversos países nas primeiras horas da manhã. Nunca vi isso!!!

marcelo dalla disse...
28 de junho de 2009 às 12:00  

Ahhh e obrigado tb pelo link aí ao lado. Hoje será uma festa!

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:19  

Hazel,

Respondendo à sua questão:

«quando fala em "veladores silenciosos", refere-se aos Mestres propriamente ditos, ou aos seres que trabalham nos raios que estão associados aos Mestres?»

Vou tentar explicar.

Imagine os Raios como energias que são a manifestação divina e cada um apresenta as suas características (só isto é um estudo complexo e de grande alcance). Falando em linguagem comum, imagine um Raio como sendo um Ministério de um governo. Trata especificamente daqueles assuntos.

A dirigirem esse departamento existe o Mestre e o seu Complemento Divino (polaridade masculina e feminina juntas).

Nessa hierarquia encontram-se os Arcanjos, anjos e um infinidade de seres ascendidos. Por exemplo, algum familiar seu pode já ter ascendido e está a 'trabalhar' num desses Ministérios (Raios).

Nesta forma de funcionamento (em tudo parecida às formas de funcionamento que usamos na Terra) encontramos os Veladores Silenciosos. São seres que não conhecemos os nomes e que cuidam especificamente de coisas concretas: planetas, por exemplo. Há um conjunto de seres que cuida do planeta Terra.

Mas ao nível mais básico da nossa vidinha, também há os veladores silenciosos. Nós, somos isso, quando o nosso espírito sai do nosso corpo, enquanto dormimos. mas também executamos outras tarefas.

Não sei se consegui explicar?

Jamais pensaria que nós, humanos, também podemos ser "veladores silenciosos" durante o sono, de outras pessoas. Mas, como assim? De desconhecidos?

Porque não? Onde fica a compaixão? Imagine que o seu espírito, na noite passada, foi ao Hospital da Amadora-Sintra e decidiu doar ectoplasma (energia, em linguagem comum) a vários doentes desconhecidos. Não tem mal, pois não?

Então e aquelas pessoas egoístas, e sem escrúpulos, também são "veladores silenciosos" durante o sono?

Hazel, o mundo astral existe e divide-se em dimensões, também. As questões do egoísmo são questões da personalidade, não pertencem à alma. O nosso espírito nem sempre está tão contaminado como a nossa personalidade. O nosso espírito ouve a linguagem da alma.

Mas estes assuntos deveriam ser respondidos por pessoas que saibam muito destes assuntos. Há vários anos que não mergulho fundo nestas questões.

Obrigado pro ter levantado as questões.

Não sei se é o dia da semana em que nascemos que determina a que raio pertencemos. Não lhe posso responder.

Abraço

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:20  

Cris

Gosto muito que tenha vindo deixar o seu testemunho. Estamos quase em São Pedro: as festas são esta noite.

Beijo

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:21  

Maria Paula

E tens esses incríveis veladores que são a tua família canina e os gatos, também.

beijo

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:25  

Adriana

Estamos sim, em momento de conclusão. Para a nossa mente, que mede as coisas em factores chamados de «tempo», ainda vai demorar um pouco. Plutão ainda está em Capricórnio e só agora essas energias começaram a fazer o trabalho que lhe compete.

Mais uma vez, parabéns pelo 1º aniversário do seu blogue. Veio ajudar e muito nessa «conclusão» que fala.

Beijo

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:26  

Meu Caro Pedro Antônio

O seu blogue é uma delícia. É paragem obrigatória das minhas leituras. Muito agradecido por ter vindo.

Abraço

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:30  

Querida Tereza Ferraz

Que comentário magnífico o seu. Um ensinamento.

Só mesmo a sintonia com o nosso coração é que nos faz viver a vida e vibrar com o universo e, obviamente com Deus.

Procuro fazer isso.

Beijo

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:32  

Marcelo

Você já faz parte de uma equipe. Está bem visível no seu blogue. Até recebeu uma mensagem. :)))

Aprender é bom, sim. Mas não nos devemos contaminar com o excesso de ruído que as aprendizagens provocam.

Parabéns pelo 1º aniversário do seu blogue. Já lá deixei um comentário. O novo template é muito bonito.

Abraço

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:33  

Violeta

Não nos preocupemos com o que os outros pensam. :)))

O que tem que ser tem muita força.

Beijo

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 12:49  

Marcelo

A receptividade dos amigos só vai ser boa, porque a gente gosta de ti. Continua assim, meu querido.

Venham os estrangeiros... lol lol

Astrid Annabelle disse...
28 de junho de 2009 às 13:03  

Excelente...o post e os comentários...António!
Aprendi que existem fatos que não são compreensíveis pela mente racional pelo simples fato que a mente racional é da terceira dimensão...para as outras dimensões fica o sentir.
Saber que somos multidimensionais e que operamos na vertical basta...mas o ego é que fica querendo saber tudo muito detalhadamente....
Somos luz...expandimos luz...o título não tem a menor importância.
Um beijo por este lindo tema...
Astrid Annabelle

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 13:07  

Astrid

Belo comentário que quem sabe imenso de todos estes temas. É compreensível que as pessoas fiquem querendo saber mais. Hoje, na internet, há muita informação. Na verdade, acredito que este tipo de posts funcionam como um despertar para as pessoas fazerem essa viagem na vertical, como falou.

Hoje é véspera de São Pedro.

tereza ferraz disse...
28 de junho de 2009 às 13:26  

E como vc faz Grande Coração, e quantos sentem o que vc faz...
Bjs
tereza

Rui Santos disse...
28 de junho de 2009 às 13:54  

Olá António, que belo post, estudei algum tempo os 7 raios e descobri uma simpatia com o 5 e o 7 Raio.

O site Sintonia Saint Germain de Jorge Bastos Garcia é um dos meus Favoritos.

Bom fim de semana

Samsara disse...
28 de junho de 2009 às 15:33  

Olá António

Muito prazer em conhecer o teu velador silencioso, o preto.

Mesmo sem perceber muito do assunto que falas percebi o conceito e concordo que sim, que cada um de nós pode ser um velador silencioso, eu sinto que o sou de algumas pessoas :)) e que algumas pessoas são as minhas veladoras silenciosas.

Beijinhos

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 16:03  

Rui

É um excelente site. Mas temos que nos ficar pelo coração, porque estas informações todas apelam à nossa mente inferior, ficando nós retidos nessa malha.

Abraço.

António Rosa, José disse...
28 de junho de 2009 às 16:06  

Sam

O meu velador silencioso (o Preto) acompanhou-me diariamente, durante um ano e picos, entre 1998 e fins de 99, ao meu lado enquanto eu compilava o 'Grande Livro de Orações'. Usava eu, então o
um iMac, que ainda tenho em casa, como objecto decorativo. :)

É verdade mesmo, todos somos veladores de alguém.

beijo

Makyarim disse...
28 de junho de 2009 às 20:52  

Orando e vigiando...

Abraço

Mak

Rui Santos disse...
28 de junho de 2009 às 22:06  

António, se usarmos a mente inferior, não percebemos algo que é para percebermos com a alma.



como diz a canção, aprender a amar.

Abraço

Maria de Fátima disse...
28 de junho de 2009 às 22:46  

Olá António gostei de ver o Preto, ele é muito lindo.Quanto ao tema do post não sei nada sobre estes assuntos mas mesmo assim gostei de ler e de saber que sou a veladora silenciosa de alguém.Beijinhos.

António Rosa, José disse...
29 de junho de 2009 às 11:08  

Mak

Orar é fundamental.

Abraço

António Rosa, José disse...
29 de junho de 2009 às 11:09  

Rui,

é isso

abraço em boa semana

António Rosa, José disse...
29 de junho de 2009 às 11:10  

Maria de Fátima

Nunca tinha mostrado o Preto aqui no blogue. Irei aproveitar um dia de sol para o apanhar com os olhos verdes abertos. É um giraço. O Gabriel não lhe fica atrás.

beijo

HAZEL disse...
10 de julho de 2009 às 18:42  

Olá, António!

Estou de volta. Ainda nem desfiz as malas, e vim ver como estava a minha casa virtual.

Aproveitei para vir aqui espreitar a sua resposta às minhas dúvidas neste post. Obrigada pelos esclarecimentos. Muitíssimo interessante, esta matéria.

Adorei a sua contagem decrescente lá na Casa Claridade! lol!

Fartou-se de escrever durante estes dias. Vou demorar uma imensidão de tempo a ler os seus posts todos.

Ah, a propósito! O rolinho já está bom. Consegui!
Ele também viajou connosco, e tratei-o durante as férias (acabou por precisar de antibiótico + anti-inflamatório).

Agora, está recuperado.
Estou a planear levá-lo para a rua amanhã e ver se ele voa. Espero que sim, pois acho que será mais feliz nos céus, do que fechado em casa.

Um grande abraço!

António Rosa, José disse...
10 de julho de 2009 às 19:36  

Hazel

Espero que esteja bem depois destas férias com rolinho e tudo. Ainda hoje estive no Casa Claridade a ver se havia novidades.

É a atitude certa: colocar o rolinho em liberdade. Vai correr tudo bem.

Bom regresso!

27 de junho de 2009

Veladores Silenciosos

«Veladores Silenciosos» é uma expressão muito usada na definição dos Mestres Ascencionados, por sua vez associados à Grande Fraternidade Branca. Estas linhas espirituais são muito utilizadas, sobretudo a partir dos anos 90, em que se notou uma deslocação colectiva mental da prática de devoção aos Santos para o amor aos Mestres Ascencionados (clicar ao lado).

A partir daí, foi conhecida uma complexa hierarquia, em que cada Mestre está ligado a um dos Raios Divinos. É uma coisa muito do 7º Raio, que trata dos rituais e cerimoniais. Foi necessária esta reestruturação das ideias, porque a mente do ser humano necessita entender os assuntos de forma estruturada, esquematizada e organizada.

Nesta estrutura dos Mestres Ascencionados existe a classificação de «Veladores Silenciosos», considerados como Seres que velam por grandes organizações planetárias e galácticas. O que é verdade, pois os planetas são seres vivos e orgânicos enquadrados na Criação de Deus. Mais recentemente, começou-se a atribuir qualidades mais próximas de nós, aos Veladores Silenciosos, como por exemplo: a guarda de cidades, países e, inevitavelmente, templos e igrejas. Nem podia ser de outra maneira. Procurem no Google e compreenderão do que falo.

Pretendo apenas fazer esta pequena afirmação: todos nós, seres humanos, somos veladores silenciosos. Quando dormimos, o nosso espírito simplesmente sai do nosso corpo físico e vai desempenhar certas tarefas.

Uma das tarefas mais nobres que desempenhamos fora do nosso corpo é a ajuda que prestamos, fornecendo a nossa energia a quem dela necessita: doentes, pessoas desesperadas, pessoas em sofrimento, amparo e cuidados aos indefesos. Isto, também é ser um velador silencioso.



Photobucket

O 'Preto' é o meu velador. Gosta de estar ao meu lado, quando estou no computador. Fechou os olhos por causa do flash. Tirada hoje. Já tem 12 anos, é o pai do 'Gabriel' (10 anos) e amigo do peito do 'Tibério' (pastor alemão). Acolheu muito bem o Tibério, quando este veio para casa, em Fevereiro de 2000. A 'Maria Fôfa' desencarnou há pouco tempo.

52 comentários:

Prof. Israel Lima disse...

Parabéns pelo blog, está ótimo.

Tenha um final de semana maravilhoso.

Um abraço

irradiandoluz disse...

Olá meu irmão António!

Passei para parabenizá-lo pela excelente postagem.
Ando meio ausente do mundo virtual (mas talvez me veja en passant pelo tuiter), atarefado com meu Trabalho de Conclusão do Curso (monografia).

Em breve, devo retornar com força total!

AXÉ
Gabi Dread

Ana Cristina disse...

António, gostei muito. Há anos que venho lendo acerca dos Mestres, que me foram apresentados há muito por uma querida amiga no Rio de Janeiro.
Bom sábado :-)

António Rosa, José disse...

Israel

Muito obrigado. Um bom fim-de-semana para si.

Abraço

António Rosa, José disse...

Gabriel, meu amigo

Tenho-te visto de vez em quando no twitter. Deves andar mesmo muito ocupado. Que te corra tudo bem e que a monografia funcione positivamente.

Beijo à Nara e à tua esposa.

Abraço para ti

António

António Rosa, José disse...

Ana Cristina

Ainda bem que gostou. Quando essas informações chegaram, muita coisa mudou, não foi?

Abraço

António

Adelaide Figueiredo disse...

António,

Gostei de conhecer o seu velador silencioso. Um gatinho preto e simpático. O meu já partiu e sinto muita falta dele.
Agora voltando ao texto, achei interessante. Continua a fascimar-me todas estas coisas dos Raios. Ando em busca de leituras.

Um bom fim de semna.

Abraço

Fada Moranga disse...

Aí está um trabalho de respeito, ser Velador em Silêncio. Não deve ser fácil ver disparates e ficar calado... :-)

Bem hajam Mestres amigos!
Beijos***deFada

PS: Psiu, Preto, esconde o isqueiro ao António! ;-)

HAZEL disse...

(Estou a aproveitar os últimos minutos de internet...)

Este seu post deixou-me frustrada.
Ah... quanto mais leio (e refiro-me, não só a alguns posts, mas também aos livros), mais constato o pouco que sei.

É como se cada nível de conhecimento que conquisto representasse uma porta pela qual passei, mas que, entretanto, deu-me acesso a outras quantas portas fechadas!

Quando regressar à internet, vou reler este post, e pesquisar para entendê-lo inteiramente. E tranquilizar a minha mente arreliada. ;-)

Um beijo, com amizade

P.S. - O dói-dói do rolinho está muito melhor. Tenho-lhe dado todos os tratamentos e cuidados possíveis. Espero que consiga voltar a voar.

HAZEL disse...

Ah... é muito bonito, o Preto!
Também gostava de um companheiro desses, mas quem tem plantas, não pode ter gatos...

António Rosa, José disse...

Adelaide

O Preto é uma simpatia. Vim agora ao computador para responder e desligar a maquineta e lá veio ele por-se oa meu lado.

São incríveis companheiros.

Bom fim-de-semana.

António Rosa, José disse...

Hazel

Com calma, tudo se apreende. Ainda bem que o rolinho apresenta melhoras, nem seria de esperar, outra coisa.

O Preto cá está ao meu lado. Já me falta uma tecla porque eu um dia distraí-me e ele...

Até ao regresso da internet.

Abraço

António Rosa, José disse...

Fada

É verdade, consegue-se ver um isqueiro. faz falta.

Beijinho :)

Anónimo disse...

Entrei no caminho da espiritualidade através do Reiki e depois através do estudo e prática dos raios, durante mais de 2 anos, quase 3.Mestres, Arcanjos... Depois deixei porque sentia necessidade de algo mais simples. Andei para aqui e para ali e hoje não sei o que pensar e fazer, já nada considerado "espiritual" me satisfaz ou interessa, é muito estranho e parece que fiquei muito orfã e muito sózinha...
Foi só um desabafo, sorry.

António Rosa, José disse...

Anónima das 23:22

Esse seu percurso é frequente. Nem imagina a quantidade de pessoas que conheço com esse vazio de alma. Obviamente, não me compete analisar aqui as razões, nem tenho capacidade para isso.

Apenas posso dar-lhe o meu testemunho pessoal: não uso nenhum intermediário nas minhas conversas com Ele.

Nem espiritualistas, nem padres, nem pastores, nem reikianos, nem fraternista, nem bruxo ou bruxa, mago ou maga, nem messiânicos, nem ... nem ... convivo com eles, como pessoas que são e tenho bons amigos entre as tribos pensantes. Não necessito deles como intermediários de coisa nenhuma.

Se ler com atenção o post verá que eu enfatizei a parte final, que nós (eu e você) somo 'veladores silenciosos'.

Mas o que é que ficou do texto? Compreendo que os Raios e os Mestres chamem muito a atenção. Compreendo mesmo.

No entanto, advogo a simplicidade de sentirmos e percebermos que somos sempre só nós mesmos.

Sem intermediários, minha cara.

Interiorize isso.

Anónimo disse...

"... advogo a simplicidade de sentirmos e percebermos que somos sempre só nós mesmos.

Sem intermediários, minha cara.

Interiorize isso."

Certo! Sem intermediários. Agradeço. Boa noite, ó Velador Silencioso.

Veladora Silenciosa

HAZEL disse...

António,

Já fiz umas breves pesquisas (não aguento ficar uma data de dias na ignorância!), e compreendo agora o seu post.

Tenho uma dúvida: quando fala em "veladores silenciosos", refere-se aos Mestres propriamente ditos, ou aos seres que trabalham nos raios que estão associados aos Mestres?

Jamais pensaria que nós, humanos, também podemos ser "veladores silenciosos" durante o sono, de outras pessoas. Mas, como assim? De desconhecidos?
Então e aquelas pessoas egoístas, e sem escrúpulos, também são "veladores silenciosos" durante o sono?
Ou isto aplica-se apenas a alguns, com outra dimensão espiritual?

Quem gere isso? O nosso subconsciente?

Para terminar, li por aí que é o dia da semana em que nascemos que define a cor do raio que nos rege. Mas não acreditei. Parece-me simples demais. Estou errada?

Desculpe se estou a fazer perguntas tolas, mas estou interessada em aprender.

Cris disse...

Antonio meu amigo,

eu sou leiga em varios dos assuntos que abordas aqui, mas gosto de ler e aprender, este post em especial, me atraiu muito, porque essa sensação que a alma sai do corpo durante o sono sempre me foi muito nítida.

beijo grande!

Maria Paula Ribeiro disse...

António,

Ando super atarefada. Sábado, Domingo e 2ª serão duritos, mas não deixo de te agradecer por tão lindo post! (Assalto a net nas pausas, lol)

Casa vez me sinto absorvida por estes temas. Também tenho cá o meus veladores, e ainda bem. Saber que o possa ser enquanto durmo, melhor ainda... Tenho períodos de dormitar muito durante o dia, lol e acordo cansada ;)... Mas que não gosta de ajudar???

Bem-haja, Mestre! Kiss kiss
Agora, vou então velar por alguém, ;-)

adriana disse...

Querido António,

Ao ver este post, a participação de todos e suas respostas, me emociono muitíssimo com o "Grande Coração"... como se refere a você, Tereza Ferraz.

É... estamos mesmo em momentum de conclusão.
(Se teve oportunidade de ler o mais recente recado de Kryon, por Lee Carroll).

Obrigada por tudo e pelo carinho sobre o aniversário do Dimensões.
Fiquei feliz por você ter levado o selinho.

Vamos nos manter tranqüilos... seguindo rumo ao Norte,
Com Amor & Luz!

adriana disse...

Namaste!

Pedro Antônio disse...

Querido António:

Um comentário como esse, vindo de você, é um enorme presente.

Muito obrigado por sua visita que é sempre uma honra para mim.

Um abração!

Pedro Antônio

tereza ferraz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tereza ferraz disse...

Parabéns Grande Coração!
Cada um de nós: essências de luz, apenas esquecemos. A existência de Seres ascencionados, a mim é fato, mas fato este que a mistificação levou a muitos a degelar a Eles como: Símbolos Salvadores. Onde esta em cada um de nós, diante do livre-arbítrio.
Dentro do que sinto, ao estarmos em sintonia com nosso corção estamos com a vibração luz - sem mistificações, e com pleno respeito. A soma mágica...Velamos = zelamos, dentro do propósito, e entramos na lei maior: Amor!
Bom final de semana.
Abraços
(retirei comentário por erro de digitação, rs)

marcelo dalla disse...

Meu amigo, este tema muito me apaixona. Como disse a Hazel, quanto mais aprendemos, mas temos consicência de como não sabemos quase nada. Cada resposta leva a 10perguntas. Mas não considero frustante, considero maravilhoso. Amo aprender. E amo cada vez mais nossos Mestres, quero trabalhar com eles, quero fazer parte dessa equipe. Quer ser um velador silencioso consciente! HOje meu blog comemora um ano e está de cara nova. Espero que goste, sua opinião é importante!!! Abraço

Violeta disse...

Olá António
tenho a certeza que sim, diversas vezes senti o meu espírito partir assim como senti que outros seres estavam ao meu lado...
mas falar disto é como diz a expressão "dar palha ao povo". As pessoas acham que estamos doidinhas.
bom domingo

marcelo dalla disse...

Viva Antônio! O primeiro que avisei e o primeiro a comentar... estou curioso para ver a receptividade dos amigos. Novidades são sempre bem vindas, não acha? Obrigado a você tb!!!

PS: as visitas explodiram! Diversos países nas primeiras horas da manhã. Nunca vi isso!!!

marcelo dalla disse...

Ahhh e obrigado tb pelo link aí ao lado. Hoje será uma festa!

António Rosa, José disse...

Hazel,

Respondendo à sua questão:

«quando fala em "veladores silenciosos", refere-se aos Mestres propriamente ditos, ou aos seres que trabalham nos raios que estão associados aos Mestres?»

Vou tentar explicar.

Imagine os Raios como energias que são a manifestação divina e cada um apresenta as suas características (só isto é um estudo complexo e de grande alcance). Falando em linguagem comum, imagine um Raio como sendo um Ministério de um governo. Trata especificamente daqueles assuntos.

A dirigirem esse departamento existe o Mestre e o seu Complemento Divino (polaridade masculina e feminina juntas).

Nessa hierarquia encontram-se os Arcanjos, anjos e um infinidade de seres ascendidos. Por exemplo, algum familiar seu pode já ter ascendido e está a 'trabalhar' num desses Ministérios (Raios).

Nesta forma de funcionamento (em tudo parecida às formas de funcionamento que usamos na Terra) encontramos os Veladores Silenciosos. São seres que não conhecemos os nomes e que cuidam especificamente de coisas concretas: planetas, por exemplo. Há um conjunto de seres que cuida do planeta Terra.

Mas ao nível mais básico da nossa vidinha, também há os veladores silenciosos. Nós, somos isso, quando o nosso espírito sai do nosso corpo, enquanto dormimos. mas também executamos outras tarefas.

Não sei se consegui explicar?

Jamais pensaria que nós, humanos, também podemos ser "veladores silenciosos" durante o sono, de outras pessoas. Mas, como assim? De desconhecidos?

Porque não? Onde fica a compaixão? Imagine que o seu espírito, na noite passada, foi ao Hospital da Amadora-Sintra e decidiu doar ectoplasma (energia, em linguagem comum) a vários doentes desconhecidos. Não tem mal, pois não?

Então e aquelas pessoas egoístas, e sem escrúpulos, também são "veladores silenciosos" durante o sono?

Hazel, o mundo astral existe e divide-se em dimensões, também. As questões do egoísmo são questões da personalidade, não pertencem à alma. O nosso espírito nem sempre está tão contaminado como a nossa personalidade. O nosso espírito ouve a linguagem da alma.

Mas estes assuntos deveriam ser respondidos por pessoas que saibam muito destes assuntos. Há vários anos que não mergulho fundo nestas questões.

Obrigado pro ter levantado as questões.

Não sei se é o dia da semana em que nascemos que determina a que raio pertencemos. Não lhe posso responder.

Abraço

António Rosa, José disse...

Cris

Gosto muito que tenha vindo deixar o seu testemunho. Estamos quase em São Pedro: as festas são esta noite.

Beijo

António Rosa, José disse...

Maria Paula

E tens esses incríveis veladores que são a tua família canina e os gatos, também.

beijo

António Rosa, José disse...

Adriana

Estamos sim, em momento de conclusão. Para a nossa mente, que mede as coisas em factores chamados de «tempo», ainda vai demorar um pouco. Plutão ainda está em Capricórnio e só agora essas energias começaram a fazer o trabalho que lhe compete.

Mais uma vez, parabéns pelo 1º aniversário do seu blogue. Veio ajudar e muito nessa «conclusão» que fala.

Beijo

António Rosa, José disse...

Meu Caro Pedro Antônio

O seu blogue é uma delícia. É paragem obrigatória das minhas leituras. Muito agradecido por ter vindo.

Abraço

António Rosa, José disse...

Querida Tereza Ferraz

Que comentário magnífico o seu. Um ensinamento.

Só mesmo a sintonia com o nosso coração é que nos faz viver a vida e vibrar com o universo e, obviamente com Deus.

Procuro fazer isso.

Beijo

António Rosa, José disse...

Marcelo

Você já faz parte de uma equipe. Está bem visível no seu blogue. Até recebeu uma mensagem. :)))

Aprender é bom, sim. Mas não nos devemos contaminar com o excesso de ruído que as aprendizagens provocam.

Parabéns pelo 1º aniversário do seu blogue. Já lá deixei um comentário. O novo template é muito bonito.

Abraço

António Rosa, José disse...

Violeta

Não nos preocupemos com o que os outros pensam. :)))

O que tem que ser tem muita força.

Beijo

António Rosa, José disse...

Marcelo

A receptividade dos amigos só vai ser boa, porque a gente gosta de ti. Continua assim, meu querido.

Venham os estrangeiros... lol lol

Astrid Annabelle disse...

Excelente...o post e os comentários...António!
Aprendi que existem fatos que não são compreensíveis pela mente racional pelo simples fato que a mente racional é da terceira dimensão...para as outras dimensões fica o sentir.
Saber que somos multidimensionais e que operamos na vertical basta...mas o ego é que fica querendo saber tudo muito detalhadamente....
Somos luz...expandimos luz...o título não tem a menor importância.
Um beijo por este lindo tema...
Astrid Annabelle

António Rosa, José disse...

Astrid

Belo comentário que quem sabe imenso de todos estes temas. É compreensível que as pessoas fiquem querendo saber mais. Hoje, na internet, há muita informação. Na verdade, acredito que este tipo de posts funcionam como um despertar para as pessoas fazerem essa viagem na vertical, como falou.

Hoje é véspera de São Pedro.

tereza ferraz disse...

E como vc faz Grande Coração, e quantos sentem o que vc faz...
Bjs
tereza

Rui Santos disse...

Olá António, que belo post, estudei algum tempo os 7 raios e descobri uma simpatia com o 5 e o 7 Raio.

O site Sintonia Saint Germain de Jorge Bastos Garcia é um dos meus Favoritos.

Bom fim de semana

Samsara disse...

Olá António

Muito prazer em conhecer o teu velador silencioso, o preto.

Mesmo sem perceber muito do assunto que falas percebi o conceito e concordo que sim, que cada um de nós pode ser um velador silencioso, eu sinto que o sou de algumas pessoas :)) e que algumas pessoas são as minhas veladoras silenciosas.

Beijinhos

António Rosa, José disse...

Rui

É um excelente site. Mas temos que nos ficar pelo coração, porque estas informações todas apelam à nossa mente inferior, ficando nós retidos nessa malha.

Abraço.

António Rosa, José disse...

Sam

O meu velador silencioso (o Preto) acompanhou-me diariamente, durante um ano e picos, entre 1998 e fins de 99, ao meu lado enquanto eu compilava o 'Grande Livro de Orações'. Usava eu, então o
um iMac, que ainda tenho em casa, como objecto decorativo. :)

É verdade mesmo, todos somos veladores de alguém.

beijo

Makyarim disse...

Orando e vigiando...

Abraço

Mak

Rui Santos disse...

António, se usarmos a mente inferior, não percebemos algo que é para percebermos com a alma.



como diz a canção, aprender a amar.

Abraço

Maria de Fátima disse...

Olá António gostei de ver o Preto, ele é muito lindo.Quanto ao tema do post não sei nada sobre estes assuntos mas mesmo assim gostei de ler e de saber que sou a veladora silenciosa de alguém.Beijinhos.

António Rosa, José disse...

Mak

Orar é fundamental.

Abraço

António Rosa, José disse...

Rui,

é isso

abraço em boa semana

António Rosa, José disse...

Maria de Fátima

Nunca tinha mostrado o Preto aqui no blogue. Irei aproveitar um dia de sol para o apanhar com os olhos verdes abertos. É um giraço. O Gabriel não lhe fica atrás.

beijo

HAZEL disse...

Olá, António!

Estou de volta. Ainda nem desfiz as malas, e vim ver como estava a minha casa virtual.

Aproveitei para vir aqui espreitar a sua resposta às minhas dúvidas neste post. Obrigada pelos esclarecimentos. Muitíssimo interessante, esta matéria.

Adorei a sua contagem decrescente lá na Casa Claridade! lol!

Fartou-se de escrever durante estes dias. Vou demorar uma imensidão de tempo a ler os seus posts todos.

Ah, a propósito! O rolinho já está bom. Consegui!
Ele também viajou connosco, e tratei-o durante as férias (acabou por precisar de antibiótico + anti-inflamatório).

Agora, está recuperado.
Estou a planear levá-lo para a rua amanhã e ver se ele voa. Espero que sim, pois acho que será mais feliz nos céus, do que fechado em casa.

Um grande abraço!

António Rosa, José disse...

Hazel

Espero que esteja bem depois destas férias com rolinho e tudo. Ainda hoje estive no Casa Claridade a ver se havia novidades.

É a atitude certa: colocar o rolinho em liberdade. Vai correr tudo bem.

Bom regresso!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates