D. Dilma Rousseff venceu as eleições presidenciais, tornando-se a primeira mulher presidente do Brasil

1 de novembro de 2010 ·


Dilma Rousseff vai ser a nova inquilina do Palácio do Planalto. Pela primeira vez, uma mulher assume a presidência do Brasil. A tomada de posse está marcada para 1 de Janeiro de 2011.

Aqui e aqui detive-me a analisar astrologicamente estas candidaturas. Apesar dos meus prognósticos terem ido sempre para Dilma Rousseff, nunca escondi que na qualidade de português, a candidata das minhas preferências era Marina Silva. Os seus 20% foram parar à maioria dos votos nulos.

Agora chegou a altura do povo do Brasil, por ter tido a coragem de votar numa mulher para presidente do seu país, entender que é o momento para esquecer os muitos diferendos havidos durante a campanha. Dilma Rousseff é, agora, a Presidente de todos os brasileiros. Tendo ganho com  quase 56% dos votos. É altura para unir, para crescer, para se tornar no país que todos sabemos virá a ser.

Creio ser necessário abrandar mais um pouco no que a críticas exacerbadas houve, e deixar aqui algumas informações importantes que os leitores devem conhecer sobre o passado político de Dilma Rousseff. Tirado do blogue de Rodrigo Viana. Com o título genérico «Dilma representa luta que 'vem de longe'». Encontrei este artigo do Rodrigo Viana no blogue «Pistas do Caminho», do carismático Fernando Augusto. Obviamente parece ser um apoiante de Dilma Roussef e os apoiantes de Serra não vão apreciar. É a lei da vida.
«Dilma começou a jornada com um café-da-manhã simbólico em Porto Alegre: ao lado de Alceu Collares (PDT), Olívio Dutra e Tarso Genro (PT). Já escrevi aqui que Dilma é o reencontro do PT com o trabalhismo de origem varguista.

Depois de lutar contra a ditadura em organizações de esquerda marxista, Dilma optou pelo PDT quando a democracia voltou, nos aos 80. Esteve ao lado de Brizola, foi secretária de Alceu Collares no governo gaúcho. E não renega essa história, assim como não renega o passado de resistência à ditadura.

Brizola, esse grande brasileiro, costumava dizer: “venho de longe, de muito longe”. A frase tinha um sentido duplo: ele queria dizer que vinha de uma cidadezinha lá do interior gaúcho, e ao mesmo tempo que representava uma corrente de lutas enraizada no imaginário popular. Era um contraponto ao PT – que na época imaginava que as lutas populares no Brasil tinham começadao em 79, com as greves do ABC.

Dilma vem de longe, sim!

Dilma representa as lutas sociais do Brasil, e poderíamos ir buscar esse fio da história lá nas lutas anti-coloniais e anti-escravistas – de Tiradentes e Zumbi. Mas fiquemos no passado mais recente. Dilma é o tenentismo que lutou contra a República Velha. Dilma é o trabalhismo de esquerda. Dilma é o nacionalismo de Vargas – com Petrobrás, BNDES e o fortalecimento do Estado. Não é à toa que o ódio da elite anti-nacional contra Vargas tenha reaparecido agora com o ódio contra Lula e Dilma.

A candidata petista vem de muito longe.

Dilma é a Campanha da Legalidade em 61 – movimento em que Brizola resistiu contra o golpe, entricheirando-se no Palácio do Piratini e convocando a Rede da Legalidade.

Dilma é Luiz Carlos Prestes. Dilma é Arraes. Dilma é Francisco Julião e suas Ligas Camponesas.

Dilma é a resistência ao Golpe de 64, a resistência à ditadura e ao AI-5. Dilma é Lamarca, é Marighella e a esquerda de armas na mão contra a ditadura. Mas Dilma é também o MDB de Ulysses e da luta pela democracia formal. Nos anos 70, parecia que essa duas vertentes não iriam se encontrar nunca. Mas elas se encontraram!

Dilma é a greve de 79. Dilma é Vila Euclides. Dilma é a Campanha das Diretas e a Constituição cidadã de 88.

Dilma é Brizola. Dilma é Lula.

Dilma vem de longe. Concentra em sua candidatura lutas históricas do povo brasileiro. Dilma é a defesa de um legado de  8 anos. Defesa de um governo que teve, sim, muitos erros. Mas significou um avanço tremendo nesse país de tradição oligárquica e conservadora.

Dilma é a retomada do fio da história do Brasil. Um fio interrompido em 64. Dilma é o MST e as centrais sindicais. Dilma é o Brasil dos movimentos sociais, da luta contra concentração de terra e renda, contra a concentração da informação na mão de meia dúzia de famílias.

É importante eleger uma mulher – sim! Importantíssimo, e nos próximos dias poderemos avaliar isso melhor. Mas Dilma não é simplesmente “mulher”. É uma brasileira que ousou lutar contra a ditadura, em organizações clandestinas. Isso a velha elite não perdoa. É uma marca tão forte quanto os quatro dedos do operário que nunca será aceito na velha turma.

Dilma vem de longe. Dilma não é uma “invenção do Lula”. Dilma concentra a esperança de um Brasil mais justo.

Nesse dia histórico, depois de uma campanha exaustiva e lamentável por parte da direita, é preciso ainda estar atento. Porque do outro lado há gente que também vem de longe.

Serra representa o golpismo de Lacerda, Olympio Mourão, das marchas com Deus e a família. Serra é a concentração de renda dos militares, Serra é a ditadura. Infelizmente, jogou no lixo sua história somando-se ao que há de pior na história brasileira.

Serra vem de longe também. Serra é o liberalismo de FHC, Serra é o desmonte do Estado, Serra é  Brasil dos anos 90 que se ajoelhava diante dos EUA, e que desprezava a unidade latino-americana.

Serra é um Brasil que vem de longe nos grandes e pequenos golpes contra a democracia. Por isso, é preciso estar atento nessa dia decisivo. Atento às urnas, aos boletins de urna, à fiscalização das urnas.

Votar em Dilma é votar num país que vem de longe. E que pode chegar muito mais longe nas próximas décadas.»
Vídeo do respeitadíssimo «Guardian»
.

32 comentários:

Paulo Braccini disse...
1 de novembro de 2010 às 11:37  

e seja o q Deus quiser ...

bjux

;-)

Sonia Beth disse...
1 de novembro de 2010 às 11:38  

Oi Antonio, bom dia.

É por esta história, pela coragem , ousadia, desta mulher em lutar em período em que a maioria dos brasileiros tinha medo de expressar sua opinião que eu votei em Dilma.

Outra historia que não desprezo é a de Marina, mais uma mulher de garra.

abs

Astrid Annabelle disse...
1 de novembro de 2010 às 12:02  

António,bom dia!
Eu gostei muito desse seu post...muito!
Meu voto seria da Marina...acompanho seu trabalho a algum tempo e gosto muito.
Como estou fora do meu enderêço eleitoral,apenas justifiquei.
Eu espero que a população se aquiete e reflita antes de ficar criticando feito um disco furado em tempo de eleição. Muitos sequer têm base para falar sobre política...apenas são do contra...exatamente assim elegeram o Lula...foram contra o FHC...
Um beijo
(vc melhorou(interrogação)....)
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 12:16  

Querido Paulo,

... e Deus vai querer, sem dúvida.

bjux

;-)

António

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 12:16  

Sônia

Vantagem de ser uma mulher politizada e esclarecida. Parabéns.

Vamos ouvir falar muito de Marina em 2011. Algo grande. A astrologia não falha, não é Sônia?

Beijos

António

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 12:24  

Querido Astrid,

Não morro de amores com a personalidade forte e impositiva de Dilma. Mas reconheço que de todos é a que tem «melhor» passado de luta pelo Brasil.

E isso deixa muita gente zangada, mas também viu-se nos votos em branco. Isso foram votos de Marina, na sua maioria.

E sabe, Astrid, nesta franja de ninguém, esteve presnete em massa a «espiritualidade lindinha».

Aprendi muito com estas eleições e os equívocos de muitas pessoas que confundem as suas crenças com a Presença no seu próprio país. O Facebook foi um manancial de disparates desse género. ma sno Facebook, maioritariamente é tudo muito... muito... enfim...

Já lhe disse no seu blogue: recuperei completamente e hoje, como é feriado em Portugal, fico em casa a recuperar completamente.

Quarta-feira, dia 3 Novembro, tenho reunião de junta médica, logo às 8h30 da manhã, para tratar definitivamente da minha aposentadoria.

Beijos

António

Isadora disse...
1 de novembro de 2010 às 12:46  

Antônio, acho que o fato de a população ter eleito uma mulher (e não vou entrar no mérito de partido e coisa e tal) mostra uma maturidade sim.
Como qualquer um que fosse eleito esperamos que faça o seu melhor por nosso País.
Que bom que gostou do post sobre esquecermos um livro. Se você puder participar será um prazer. E se puder me conte como foi.
Um beijo e boa semana

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 13:14  

Olá Isadora,

Grato +ela visita e vou fazer isso: esquecer um livro.

Obrigado.

António

Astrid Annabelle disse...
1 de novembro de 2010 às 13:16  

Adorei sua resposta!!!
"espiritualidade lindinha"....muito bom!!!
Dará tudo certo na junta médica...está tudo devidamente programado através do Reiki...e você já percebeu que está!
E vamos que vamos...
Mais um beijo
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 13:53  

Astrid

É completamente um 'abismo enorme' certa mentalidade da «espiritualidade lindinha». Não consigo perceber como se pode confundir entre um direito de cidadania [cumprir o Plano Maior neste plaaneta] com uma espiritualidade de trazer por casa e achar-se que é mias importante um pseudo-trabalho espiritual e o desligar-se completamente da Presença no planeta. Como se aparentemente estivessem todos preparados para desencarnarem e avançarem para níveis superiores, pois aparentemente já atingiram níveis de iluminação tais, que só lhes falta mesmo... cala-te boca. Já os ouvirei falar em sustentabilidade, em ecologia e em outras coisas...

Hoje está 'toda a gente' nos cemitérios portugueses, porque amanhã é o dia dos finados.

Obrigado

Até logo

António

angela disse...
1 de novembro de 2010 às 14:16  

Não era minha candidata e não concordo com a analise, acho-a rasteira e mitificadora de pessoas que não reconhecem o legado deixado pelos que os antecederam e que estavam lá em todas as lutas citadas por ele e la estava em bem poucas. Não entendo porque escondeu seu processo da época da ditadura no Supremo Tribunal Militar quando todos já são de domínio publico. No entanto torço para que ela faça um bom governo. Não é hora de partidos é hora do "inteiro", moro neste pais e quero que tudo ande bem. Vou guardar minhas questões numa gaveta e olhar com a maior imparcialidade possível e fazer o melhor que puder para que tudo caminhe bem.
Cuide-se amigo
beijos

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 14:19  

Olá Ângela,

Você lá ter+a as suas razões. Mas isto em política é sempre assim.

«Não é hora de partidos é hora do "inteiro", moro neste pais e quero que tudo ande bem.»

Assino por baixo.

António

marcelo dalla disse...
1 de novembro de 2010 às 14:45  

Amigo!!!!
Preferia a Marina. Quem sabe na próxima? Estou com a Angela, não concordo com algumas questões deste artigo. Mas vamos esperar que Dilma faça um bom trabalho, certo?

Eu fiquei em São Paulo e justifiquei meu voto...
abraço!!!

Astrid Annabelle disse...
1 de novembro de 2010 às 14:49  

É melhor..."cala-te boca!"...rss
Aqui também o povo anda pelos cemitérios. Eu sempre fui contra as marés de massa...se todos vão e fico..hahaha
Gosto de fazer algo pelo coração e não por decreto....por isso estou em casa cuidando dos meus trabalhos.
Amanhã é feriado de finados igualmente por aqui.
Mais um beijo.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 14:57  

Olá Marcelo,

Imagino a dificuldade que é num país grande como o Brasil. Se aqui em Portugal já é o que é...

Abraço.

António

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 15:02  

Astrid,

Por isso tudo, desejo muito, quando chegar a minha vez de ser cremado e com as cinzas deitadas fora ao acaso.

Agora vou preparar o post da blogagem coletiva da Glorinha, além de ter que começar a rarear as postagens, pois gostaría muito que o post nº 1.000 coincidisse com o dia 22 de Novembro. Este é o 990. O da Glorinha será o 991. Sobram-me 9 posts para distribuir por 18 dias.:)))

Beijos

Até amanhã.

António

S.A.M disse...
1 de novembro de 2010 às 15:27  

Esperamos que seja um ótimo governo, afinal todos dependemos disso.

Abração!

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 15:29  

S.A.M,

É bom ter essa esperança.

Abraço.

António

Anónimo disse...
1 de novembro de 2010 às 15:59  

Nossa, entrei aqui para tratar de outro assunto. Masss quando li a reportagem com o fanatismo cego pelo PT...percebi que estava procurando no lugar errado.

Ju

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 17:02  

Ju

O seu comentário é divertido e amplamente revelador.

Cumprimentos.

Hanah disse...
1 de novembro de 2010 às 18:03  

Olá Antônio,

Muito bom o post, sobre candidata eleita, dei umas espiadas, mas não o li na integra por que está passando por todas as tvs o seu histórico.

Claro que preferia a Marina, mais agora temos que rezar para que essa mulher tenha garra e equilíbrio suficiente para levar o Brasil para frente. E acho que tem.
Tentemos ser imparciais, porque agora quem governa não é um partido.
Olhando o mapa dela, acho lindo, sem olhar os aspectos, só os planetas nas casas.

E Deus queira que faça o trabalho que veio fazer aqui por essas bandas.

Por aqui, vou continuar rezando para o Brasil melhorar sempre e sempre mais.

Achei interessante o que disse sobre os votos em Branco, não deixo de ser cidadã por isso. Acho que o voto em Branco também é uma forma de expressão. Senão não haveria essa opção.
No meu caso foi de insatisfação quanto à alguns pontos cruciais que houve nessa eleição...

No mais espero um governo inteligente, que se interesse mesmo pelos mais desfavorecidos...ou seja os mais pobres e a natureza...;-)

um beijo

Boa Semana para ti

Hanah

António Rosa disse...
1 de novembro de 2010 às 18:28  

Olá Hannah,

Ainda bem que usou uma voz ponderada, pois é impressionante como vai por aí de gente lamentando a derrota de Serra. O que é pena, pois o que devia estar a ser festejado era o facto de uma mulher ter chegado à Presidência do país.

Como em qualquer país (aqui também) os ressentimentos são sempre muitos.

Será que as pessoas cultas e informadas do Brasil não conseguem perceber que o Brasil foi o único país do mundo que não entrou em crise económica e financeira, tal como aconteceu a todos os outros, a partir de 2008?

É uma pena que não consigam ver este facto tão brilhante.

Aqui em Portugal estamos a vive ruma crise económica e política tremenda. No resto da Europa, é o mesmo. Isto para não falar de quase toda a américa do sul, excepto o Brasil.

Estou convencido que o Brasil terá um óptimo futuro. É a isso que está destinado.

Quanto à Marina ela irá brilhar muito em 2011. Quanto ao Serra nada digo para não criar crises que não me pertencem.

Desejo muito sucesso.

Hannahm a astrologia não falha. :)

Abraço

António

Hanah disse...
1 de novembro de 2010 às 19:34  

Olá Antonio,

Pois é, o que achei mais interessante no discurso dela foi que ela daria oportunidades para homens e mulheres igualmente.

Somos Yin e Yang, as vezes Yin e as vezes Yang.

Somos Pessoas, não o sexo, isso é o que as pessoas não entenderam e ainda há muito chão para que entre no entendimento....

Assim caminha a humanidade, e esse já foi um grande passo.

Acredito nisso Antonio, a astrologia nas mais variadas formas, ;-)

Abraço grande

Hanah

loveandglamour disse...
1 de novembro de 2010 às 21:03  

Agora vamos ver se ela vai fazer algo!

Maria José disse...
1 de novembro de 2010 às 21:25  

Antonio. Esperemos que ela faça um bom governos para todos nós brasileiros. Grande abraço e obrigada pela visita.

Marcio Nicolau disse...
2 de novembro de 2010 às 02:24  

O melhor, por fim, aconteceu.

Paulo Francisco disse...
2 de novembro de 2010 às 03:27  

E eu aqui FELIZ!!!!!!!!!!!

António Rosa disse...
2 de novembro de 2010 às 07:01  

lovandglamour

o seu nickname é bonito. grato por ter vindo.

António Rosa disse...
2 de novembro de 2010 às 07:02  

Maria José

Se não fizer bom governo, daqui a 4 anos haverá novas eleições... grato pela sua visita.

António Rosa disse...
2 de novembro de 2010 às 07:03  

Márcio

Oxalá seja assim. Abraço.

António Rosa disse...
2 de novembro de 2010 às 07:03  

Paulo Francisco

Que essa felicidade dure muito tempo.

Anónimo disse...
26 de maio de 2011 às 19:47  

SEJA O Q DEUS ..QUISER..MAS EU Ñ GOSTEI MUITO DESSA ELEIÇÃO ..Ñ POR TER SIDO UMA MULHER ELEITA ,NADA CONTRA. MAS PELAS ATITUDES DELA...
HUM ANTONIO VC FEZ ESSE BLOG.?.P GENTE POSTA!...SE Ñ FEZ ME PERDOE MAS TU É UM CARA ARROGANTE...DESDE JÁ AGRADEÇO POR TER LIDO....
OBGD.. E MUD D ATITUDE...Ñ PEGUE PAL...

1 de novembro de 2010

D. Dilma Rousseff venceu as eleições presidenciais, tornando-se a primeira mulher presidente do Brasil


Dilma Rousseff vai ser a nova inquilina do Palácio do Planalto. Pela primeira vez, uma mulher assume a presidência do Brasil. A tomada de posse está marcada para 1 de Janeiro de 2011.

Aqui e aqui detive-me a analisar astrologicamente estas candidaturas. Apesar dos meus prognósticos terem ido sempre para Dilma Rousseff, nunca escondi que na qualidade de português, a candidata das minhas preferências era Marina Silva. Os seus 20% foram parar à maioria dos votos nulos.

Agora chegou a altura do povo do Brasil, por ter tido a coragem de votar numa mulher para presidente do seu país, entender que é o momento para esquecer os muitos diferendos havidos durante a campanha. Dilma Rousseff é, agora, a Presidente de todos os brasileiros. Tendo ganho com  quase 56% dos votos. É altura para unir, para crescer, para se tornar no país que todos sabemos virá a ser.

Creio ser necessário abrandar mais um pouco no que a críticas exacerbadas houve, e deixar aqui algumas informações importantes que os leitores devem conhecer sobre o passado político de Dilma Rousseff. Tirado do blogue de Rodrigo Viana. Com o título genérico «Dilma representa luta que 'vem de longe'». Encontrei este artigo do Rodrigo Viana no blogue «Pistas do Caminho», do carismático Fernando Augusto. Obviamente parece ser um apoiante de Dilma Roussef e os apoiantes de Serra não vão apreciar. É a lei da vida.
«Dilma começou a jornada com um café-da-manhã simbólico em Porto Alegre: ao lado de Alceu Collares (PDT), Olívio Dutra e Tarso Genro (PT). Já escrevi aqui que Dilma é o reencontro do PT com o trabalhismo de origem varguista.

Depois de lutar contra a ditadura em organizações de esquerda marxista, Dilma optou pelo PDT quando a democracia voltou, nos aos 80. Esteve ao lado de Brizola, foi secretária de Alceu Collares no governo gaúcho. E não renega essa história, assim como não renega o passado de resistência à ditadura.

Brizola, esse grande brasileiro, costumava dizer: “venho de longe, de muito longe”. A frase tinha um sentido duplo: ele queria dizer que vinha de uma cidadezinha lá do interior gaúcho, e ao mesmo tempo que representava uma corrente de lutas enraizada no imaginário popular. Era um contraponto ao PT – que na época imaginava que as lutas populares no Brasil tinham começadao em 79, com as greves do ABC.

Dilma vem de longe, sim!

Dilma representa as lutas sociais do Brasil, e poderíamos ir buscar esse fio da história lá nas lutas anti-coloniais e anti-escravistas – de Tiradentes e Zumbi. Mas fiquemos no passado mais recente. Dilma é o tenentismo que lutou contra a República Velha. Dilma é o trabalhismo de esquerda. Dilma é o nacionalismo de Vargas – com Petrobrás, BNDES e o fortalecimento do Estado. Não é à toa que o ódio da elite anti-nacional contra Vargas tenha reaparecido agora com o ódio contra Lula e Dilma.

A candidata petista vem de muito longe.

Dilma é a Campanha da Legalidade em 61 – movimento em que Brizola resistiu contra o golpe, entricheirando-se no Palácio do Piratini e convocando a Rede da Legalidade.

Dilma é Luiz Carlos Prestes. Dilma é Arraes. Dilma é Francisco Julião e suas Ligas Camponesas.

Dilma é a resistência ao Golpe de 64, a resistência à ditadura e ao AI-5. Dilma é Lamarca, é Marighella e a esquerda de armas na mão contra a ditadura. Mas Dilma é também o MDB de Ulysses e da luta pela democracia formal. Nos anos 70, parecia que essa duas vertentes não iriam se encontrar nunca. Mas elas se encontraram!

Dilma é a greve de 79. Dilma é Vila Euclides. Dilma é a Campanha das Diretas e a Constituição cidadã de 88.

Dilma é Brizola. Dilma é Lula.

Dilma vem de longe. Concentra em sua candidatura lutas históricas do povo brasileiro. Dilma é a defesa de um legado de  8 anos. Defesa de um governo que teve, sim, muitos erros. Mas significou um avanço tremendo nesse país de tradição oligárquica e conservadora.

Dilma é a retomada do fio da história do Brasil. Um fio interrompido em 64. Dilma é o MST e as centrais sindicais. Dilma é o Brasil dos movimentos sociais, da luta contra concentração de terra e renda, contra a concentração da informação na mão de meia dúzia de famílias.

É importante eleger uma mulher – sim! Importantíssimo, e nos próximos dias poderemos avaliar isso melhor. Mas Dilma não é simplesmente “mulher”. É uma brasileira que ousou lutar contra a ditadura, em organizações clandestinas. Isso a velha elite não perdoa. É uma marca tão forte quanto os quatro dedos do operário que nunca será aceito na velha turma.

Dilma vem de longe. Dilma não é uma “invenção do Lula”. Dilma concentra a esperança de um Brasil mais justo.

Nesse dia histórico, depois de uma campanha exaustiva e lamentável por parte da direita, é preciso ainda estar atento. Porque do outro lado há gente que também vem de longe.

Serra representa o golpismo de Lacerda, Olympio Mourão, das marchas com Deus e a família. Serra é a concentração de renda dos militares, Serra é a ditadura. Infelizmente, jogou no lixo sua história somando-se ao que há de pior na história brasileira.

Serra vem de longe também. Serra é o liberalismo de FHC, Serra é o desmonte do Estado, Serra é  Brasil dos anos 90 que se ajoelhava diante dos EUA, e que desprezava a unidade latino-americana.

Serra é um Brasil que vem de longe nos grandes e pequenos golpes contra a democracia. Por isso, é preciso estar atento nessa dia decisivo. Atento às urnas, aos boletins de urna, à fiscalização das urnas.

Votar em Dilma é votar num país que vem de longe. E que pode chegar muito mais longe nas próximas décadas.»
Vídeo do respeitadíssimo «Guardian»
.

32 comentários:

Paulo Braccini disse...

e seja o q Deus quiser ...

bjux

;-)

Sonia Beth disse...

Oi Antonio, bom dia.

É por esta história, pela coragem , ousadia, desta mulher em lutar em período em que a maioria dos brasileiros tinha medo de expressar sua opinião que eu votei em Dilma.

Outra historia que não desprezo é a de Marina, mais uma mulher de garra.

abs

Astrid Annabelle disse...

António,bom dia!
Eu gostei muito desse seu post...muito!
Meu voto seria da Marina...acompanho seu trabalho a algum tempo e gosto muito.
Como estou fora do meu enderêço eleitoral,apenas justifiquei.
Eu espero que a população se aquiete e reflita antes de ficar criticando feito um disco furado em tempo de eleição. Muitos sequer têm base para falar sobre política...apenas são do contra...exatamente assim elegeram o Lula...foram contra o FHC...
Um beijo
(vc melhorou(interrogação)....)
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Querido Paulo,

... e Deus vai querer, sem dúvida.

bjux

;-)

António

António Rosa disse...

Sônia

Vantagem de ser uma mulher politizada e esclarecida. Parabéns.

Vamos ouvir falar muito de Marina em 2011. Algo grande. A astrologia não falha, não é Sônia?

Beijos

António

António Rosa disse...

Querido Astrid,

Não morro de amores com a personalidade forte e impositiva de Dilma. Mas reconheço que de todos é a que tem «melhor» passado de luta pelo Brasil.

E isso deixa muita gente zangada, mas também viu-se nos votos em branco. Isso foram votos de Marina, na sua maioria.

E sabe, Astrid, nesta franja de ninguém, esteve presnete em massa a «espiritualidade lindinha».

Aprendi muito com estas eleições e os equívocos de muitas pessoas que confundem as suas crenças com a Presença no seu próprio país. O Facebook foi um manancial de disparates desse género. ma sno Facebook, maioritariamente é tudo muito... muito... enfim...

Já lhe disse no seu blogue: recuperei completamente e hoje, como é feriado em Portugal, fico em casa a recuperar completamente.

Quarta-feira, dia 3 Novembro, tenho reunião de junta médica, logo às 8h30 da manhã, para tratar definitivamente da minha aposentadoria.

Beijos

António

Isadora disse...

Antônio, acho que o fato de a população ter eleito uma mulher (e não vou entrar no mérito de partido e coisa e tal) mostra uma maturidade sim.
Como qualquer um que fosse eleito esperamos que faça o seu melhor por nosso País.
Que bom que gostou do post sobre esquecermos um livro. Se você puder participar será um prazer. E se puder me conte como foi.
Um beijo e boa semana

António Rosa disse...

Olá Isadora,

Grato +ela visita e vou fazer isso: esquecer um livro.

Obrigado.

António

Astrid Annabelle disse...

Adorei sua resposta!!!
"espiritualidade lindinha"....muito bom!!!
Dará tudo certo na junta médica...está tudo devidamente programado através do Reiki...e você já percebeu que está!
E vamos que vamos...
Mais um beijo
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Astrid

É completamente um 'abismo enorme' certa mentalidade da «espiritualidade lindinha». Não consigo perceber como se pode confundir entre um direito de cidadania [cumprir o Plano Maior neste plaaneta] com uma espiritualidade de trazer por casa e achar-se que é mias importante um pseudo-trabalho espiritual e o desligar-se completamente da Presença no planeta. Como se aparentemente estivessem todos preparados para desencarnarem e avançarem para níveis superiores, pois aparentemente já atingiram níveis de iluminação tais, que só lhes falta mesmo... cala-te boca. Já os ouvirei falar em sustentabilidade, em ecologia e em outras coisas...

Hoje está 'toda a gente' nos cemitérios portugueses, porque amanhã é o dia dos finados.

Obrigado

Até logo

António

angela disse...

Não era minha candidata e não concordo com a analise, acho-a rasteira e mitificadora de pessoas que não reconhecem o legado deixado pelos que os antecederam e que estavam lá em todas as lutas citadas por ele e la estava em bem poucas. Não entendo porque escondeu seu processo da época da ditadura no Supremo Tribunal Militar quando todos já são de domínio publico. No entanto torço para que ela faça um bom governo. Não é hora de partidos é hora do "inteiro", moro neste pais e quero que tudo ande bem. Vou guardar minhas questões numa gaveta e olhar com a maior imparcialidade possível e fazer o melhor que puder para que tudo caminhe bem.
Cuide-se amigo
beijos

António Rosa disse...

Olá Ângela,

Você lá ter+a as suas razões. Mas isto em política é sempre assim.

«Não é hora de partidos é hora do "inteiro", moro neste pais e quero que tudo ande bem.»

Assino por baixo.

António

marcelo dalla disse...

Amigo!!!!
Preferia a Marina. Quem sabe na próxima? Estou com a Angela, não concordo com algumas questões deste artigo. Mas vamos esperar que Dilma faça um bom trabalho, certo?

Eu fiquei em São Paulo e justifiquei meu voto...
abraço!!!

Astrid Annabelle disse...

É melhor..."cala-te boca!"...rss
Aqui também o povo anda pelos cemitérios. Eu sempre fui contra as marés de massa...se todos vão e fico..hahaha
Gosto de fazer algo pelo coração e não por decreto....por isso estou em casa cuidando dos meus trabalhos.
Amanhã é feriado de finados igualmente por aqui.
Mais um beijo.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Olá Marcelo,

Imagino a dificuldade que é num país grande como o Brasil. Se aqui em Portugal já é o que é...

Abraço.

António

António Rosa disse...

Astrid,

Por isso tudo, desejo muito, quando chegar a minha vez de ser cremado e com as cinzas deitadas fora ao acaso.

Agora vou preparar o post da blogagem coletiva da Glorinha, além de ter que começar a rarear as postagens, pois gostaría muito que o post nº 1.000 coincidisse com o dia 22 de Novembro. Este é o 990. O da Glorinha será o 991. Sobram-me 9 posts para distribuir por 18 dias.:)))

Beijos

Até amanhã.

António

S.A.M disse...

Esperamos que seja um ótimo governo, afinal todos dependemos disso.

Abração!

António Rosa disse...

S.A.M,

É bom ter essa esperança.

Abraço.

António

Anónimo disse...

Nossa, entrei aqui para tratar de outro assunto. Masss quando li a reportagem com o fanatismo cego pelo PT...percebi que estava procurando no lugar errado.

Ju

António Rosa disse...

Ju

O seu comentário é divertido e amplamente revelador.

Cumprimentos.

Hanah disse...

Olá Antônio,

Muito bom o post, sobre candidata eleita, dei umas espiadas, mas não o li na integra por que está passando por todas as tvs o seu histórico.

Claro que preferia a Marina, mais agora temos que rezar para que essa mulher tenha garra e equilíbrio suficiente para levar o Brasil para frente. E acho que tem.
Tentemos ser imparciais, porque agora quem governa não é um partido.
Olhando o mapa dela, acho lindo, sem olhar os aspectos, só os planetas nas casas.

E Deus queira que faça o trabalho que veio fazer aqui por essas bandas.

Por aqui, vou continuar rezando para o Brasil melhorar sempre e sempre mais.

Achei interessante o que disse sobre os votos em Branco, não deixo de ser cidadã por isso. Acho que o voto em Branco também é uma forma de expressão. Senão não haveria essa opção.
No meu caso foi de insatisfação quanto à alguns pontos cruciais que houve nessa eleição...

No mais espero um governo inteligente, que se interesse mesmo pelos mais desfavorecidos...ou seja os mais pobres e a natureza...;-)

um beijo

Boa Semana para ti

Hanah

António Rosa disse...

Olá Hannah,

Ainda bem que usou uma voz ponderada, pois é impressionante como vai por aí de gente lamentando a derrota de Serra. O que é pena, pois o que devia estar a ser festejado era o facto de uma mulher ter chegado à Presidência do país.

Como em qualquer país (aqui também) os ressentimentos são sempre muitos.

Será que as pessoas cultas e informadas do Brasil não conseguem perceber que o Brasil foi o único país do mundo que não entrou em crise económica e financeira, tal como aconteceu a todos os outros, a partir de 2008?

É uma pena que não consigam ver este facto tão brilhante.

Aqui em Portugal estamos a vive ruma crise económica e política tremenda. No resto da Europa, é o mesmo. Isto para não falar de quase toda a américa do sul, excepto o Brasil.

Estou convencido que o Brasil terá um óptimo futuro. É a isso que está destinado.

Quanto à Marina ela irá brilhar muito em 2011. Quanto ao Serra nada digo para não criar crises que não me pertencem.

Desejo muito sucesso.

Hannahm a astrologia não falha. :)

Abraço

António

Hanah disse...

Olá Antonio,

Pois é, o que achei mais interessante no discurso dela foi que ela daria oportunidades para homens e mulheres igualmente.

Somos Yin e Yang, as vezes Yin e as vezes Yang.

Somos Pessoas, não o sexo, isso é o que as pessoas não entenderam e ainda há muito chão para que entre no entendimento....

Assim caminha a humanidade, e esse já foi um grande passo.

Acredito nisso Antonio, a astrologia nas mais variadas formas, ;-)

Abraço grande

Hanah

loveandglamour disse...

Agora vamos ver se ela vai fazer algo!

Maria José disse...

Antonio. Esperemos que ela faça um bom governos para todos nós brasileiros. Grande abraço e obrigada pela visita.

Marcio Nicolau disse...

O melhor, por fim, aconteceu.

Paulo Francisco disse...

E eu aqui FELIZ!!!!!!!!!!!

António Rosa disse...

lovandglamour

o seu nickname é bonito. grato por ter vindo.

António Rosa disse...

Maria José

Se não fizer bom governo, daqui a 4 anos haverá novas eleições... grato pela sua visita.

António Rosa disse...

Márcio

Oxalá seja assim. Abraço.

António Rosa disse...

Paulo Francisco

Que essa felicidade dure muito tempo.

Anónimo disse...

SEJA O Q DEUS ..QUISER..MAS EU Ñ GOSTEI MUITO DESSA ELEIÇÃO ..Ñ POR TER SIDO UMA MULHER ELEITA ,NADA CONTRA. MAS PELAS ATITUDES DELA...
HUM ANTONIO VC FEZ ESSE BLOG.?.P GENTE POSTA!...SE Ñ FEZ ME PERDOE MAS TU É UM CARA ARROGANTE...DESDE JÁ AGRADEÇO POR TER LIDO....
OBGD.. E MUD D ATITUDE...Ñ PEGUE PAL...

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates