Apontamentos sobre planetas retrógrados

26 de novembro de 2010 ·


Os planetas só ficam retrógrados quando atingem uma determinada distância crítica do Sol. Essas distâncias são as seguintes: Marte - 133°; Júpiter - 116°; Saturno - 104°; Úrano - 104°; Neptuno - 101°; Plutão -101°.

Não existe distância crítica entre o Sol e Mercúrio, ou entre o Sol e Vénus. Estes dois planetas movem-se mais rápido que o Sol, pelo que às vezes parecem diminuir o seu passo ou mesmo andar para trás, à medida que aumenta a sua distância da Terra. Em consequência, nunca ultrapassam a distância de 28° e 46° do Sol, respectivamente, a despeito do seu passo inerentemente mais rápido.

A partir destes dados, é preciso observar os seguintes factos:

1 - Qualquer planeta em oposição ao Sol deve estar em movimento retrógrado.

2 - Júpiter, Saturno, Úrano, Neptuno e Plutão em trígono ou quincúncio com o Sol devem estar em movimento retrógrado. Marte em quincúncio com o Sol também deve estar em movimento retrógrado. Ocasionalmente, Júpiter em trígono com o Sol pode estar em movimento directo, mas isso não é frequente.

3 - Por causa da variação dos períodos de retrogradação dos planetas, há determinados anos em que é impossível uma pessoa nascer sem planetas retrógrados no tema natal.

4 - Quando um planeta está em movimento directo, a sua distância da Terra está a aumentar, e quando está retrógrado, a sua distância da Terra está a diminuir.

Marion D. March e Joan McEvers
in “Curso Básico de Astrologia Vol. 3 – Técnicas de Cálculo e Interpretação”
Editora Pensamento, Brasil.

=====

A propósito de planetas retrógrados, estejamos atentos ao curto período entre os dias 6 de 10 de Dezembro, em que nenhum planeta estará retrógrado. De 11 a 30 de Dezembro, Mercúrio ficará retrógrado, em Capricórnio e Sagitário, pelo que deve cuidar da sua comunicação, da forma como entende e percepciona as coisas e mensagens, podendo gerar-se equívocos de toda a ordem, mas também a gestação interna de outra ordem de acontecimentos. De 30 de Dezembro a 25 de Janeiro, o céu vai apresentar-se aliviado, sem planetas retrógrados. Aproveite ao máximo este início de ano para se reorganizar e seguir em frente. A 26 de Janeiro, como sempre, o Senhor do Tempo (Saturno) iniciará a sua longa retrogradação de vários meses. Muito carma para limpar.

Bom fim-de-semana.

.

30 comentários:

Luciene de Morais disse...
26 de novembro de 2010 às 00:54  

Interessante postagem.
..."um planeta está em movimento directo, a sua distância da Terra está a aumentar, e quando está retrógrado, a sua distância da Terra está a diminuir."
O simbolismo disso, quando se pensa que a meta é seguir para a casa do Pai...
Bjks

Susana Vitorino disse...
26 de novembro de 2010 às 00:59  

Querido António,

este ano não nos tem dado descanso com tanta retrogradação.

Aínda bem que é na semana de "tudo directo" que vou AMADRINHAR a Confraria das Parteiras, única no mundo inteiro. Foi um convite que muito me honrou.

Quanto à semana do Mercúrio... bem que eu já sentia... Sinto-me aqui num compasso de espera para organizar coisas, para virar páginas...

Obrigada por mais um punhado de insights valiosos*

Besitos****

Astrid Annabelle disse...
26 de novembro de 2010 às 09:42  

Bom dia, querido António!
Achei importante este texto sobre os planetas retrógrados. E eu sigo aprendendo.
Ontem quem ficou sem net fui eu desde as 16:15hrs. Um temporal, com granizo inclusive, caiu sobre Ubatuba e entrou noite a dentro. Com raios e trovões fortes.Resultado...todos os aparelhos tiveram que ficar desligados. Resolvi então dormir cedo...fui dormir com os passarinhos!!!rsss
Em compensação amanheceu um lindísssimo dia de Sol!
Um beijo grande para um excelente dia!
Astrid Annabelle

HAZEL disse...
26 de novembro de 2010 às 10:50  

Isso é muito importante. Acompanho sempre com atenção e cuidado as datas em que os planetas entram em movimento retrógrado.

Também gostava muito de acompanhar as tabelas da Lua fora de curso, mas não consigo desencantar nenhuma com os horários de Portugal (só do Brasil).
Já procurei na Escola de Astrologia Nova-Lis e em outros sites nacionais, mas não encontrei.

Haverá alguma razão para isso?

Maria Paula Ribeiro disse...
26 de novembro de 2010 às 11:23  

Bom dia António,

Sempre aprendendo, sem retrogradação!!

Bem-Hajas!

Beijo e abraço

MP

Ezequiel Coelho disse...
26 de novembro de 2010 às 11:28  

:)) Sempre muito pedagógico!

Muito obrigado, António!

Vamos então apontar para essa semana de Dezembro e para o mês de janeiro! ;))

Grande abraço,
Ez

Maria Izabel Viégas disse...
26 de novembro de 2010 às 12:48  

Excelente amigo!
Interssante , quando temos um planeta pessoal conseguimos enxergar mais e melhor seus efeitos. pricipalmente usando a astrologia como base. Eu tenho Mercurio retrógado, me dia, se é vero: essas retrogadrações de Mercurio me trazem mais lições. E dá para aguentar os "trancos". Talvez por que esse é um carma.
E até me emocionei, pois contando nas Ephemerides vi que Mercurio voltou a direto aos meus 18 anos( fazendo aqules cálculos) E exatamente nesta época minha visão de minha intelectualidade(eu duvidava muito de mim, não os outros), foi um clique, o meu despertar foi marcante.
Bem, depois , depois mesmo é que fui observar, isso já estudando astrologia muitos porquês, já que tenho Netuno, Plutão tbém retro.
Beijos no teu coração!

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 13:08  

Luciene,

Bastante simbólico, não é? Cuide-se com Mercúrio. :))

Beijos

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 13:08  

Querida Susama,

As retrograções, regra geral são sempre na mesma quantidade todos os anos, excepto Marte, que só fica retrógrado 1 vez cada 2 anos e picos.

Aproveito os dois directos que vêm aí.

Cuide-se com Mercúrio. Cuidemo-nos todos.

Beijos

António

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 13:09  

Querida Astrid,

Ontem tivémos sermão e missa cantada!! :)))

Só ganhou com o ter dormido cedo. Eu hoje fiquei por casa, para organizar as entrevistas Anel do Coração.

A propósito, aceita fazer uma entrevista colectiva lá para fins de Janeiro, princípios de Fevereiro, com os leitores a deixarem perguntas, à semelhança daquelas que aconteceu com o Marcelo?

Beijos

António

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 13:09  

Hazel,

O que é uma Lua vazia de curso? Com simplicidade é isto: quando não faz aspecto a nenhum planeta no mapa do céu. Isto pode acontece durante alguns minutos em determinado dias até vários dias, algumas vezes por ano. A partir das efemérides dos planetas, consegue lá chegar, usando uma orbe de 10%. Só conta os aspectos maiores: conjunção, oposição, quadratura, trígono e sextil. A ideia é que não se deve 'começar' nenhum projecto com a Lua Vazia de Curso'. Para magia, deve haver o máximo cuidado.

Deixo-lhe este link:

http://www.lunarium.co.uk/calendar/universal.jsp

Pode confiar nele, pois é inglês e está calculado para o 1º meridiano, que é o nosso. As horas indicadas, são as nossas, também.

O triângulo apontado para a direita significa que começa o estado de Lua vazia de Curso e o apontado para a esquerda, indica quando termina.

Por exemplo, hoje tivemos Lua vazia de Curso de poucas horas: das 3:44 às 6:01 de hoje mesmo, dia 26.

Abraço

António

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 13:09  

Maria Paula,

E eu em estado de quase hibernação. Beijos, minha querida.
~
António

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 13:09  

Olá Ezequiel,

Apontemos, pois vai valer a pena pela plenitude dos nossos projectos.

Abraço

António

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 13:17  

Maria Izabel,

Eu também tenho Mercúrio retrógrado no meu mapa natal e o que aprendi foi isto, usando as suas palavras: «dá para aguentar os "trancos"» porque temos SEMPRE uma segunda agenda pronta a funcionar. E não é por calculismo. É inato. Sabemos sempre e sem grande esforço, que se 'isto' não funcionar, 'aquilo' vai dar certo.

Também representa uma dificuldade cármica acrescida, ao nível do corpo mental. as coisas processam-se por aí e dissolvem-se aí, também.

As dúvidas sobre a própria intelectualidade também podem acontecer, de uma maneira similar a quem tem Saturno na casa 3. Mas isso desfaz-se com o mapa progredido. Basta vermos quando no mapa progredido fica directo. Pode demoarar anos. Imagine alguém com nascido com Mercúrio no 1º grau em que fica retrógrado e, como, regra geral ele fica umas 3 semanas nesse estado, veja só o tempo que demora no progredido a ficar directo. Nesse ano, a libertação é grande.

Não esqueça a nossa entrevista. :))

Beijos

António

Siala disse...
26 de novembro de 2010 às 13:26  

hmmmm calha bem que em Janeiro haja esse período mais desaliviado...que há carma para limpar não duvido, agora no que depender de mim, vou preparar o caminho para que as lições não tenham que ser mais uma vez violentas e dolorosas...é que além de cansar, seria idiota não ter aprendido com as experiências anteriores a ler os sinais com a antecedência necessária...
Mais um texto para o meu dossier :)
Namasté

HAZEL disse...
26 de novembro de 2010 às 13:52  

Muito, muito e muitíssimo obrigada pelo link e pela explicação para consultá-lo!

Há muito tempo que procuro esta informação sem sucesso.

Isto faz-me tanta falta!!
Obrigada!

Nem calcula como fiquei contente :))

Astrid Annabelle disse...
26 de novembro de 2010 às 14:35  

Sermão e missa cantada é bom!!!:))))
Aceito sim! É uma honra para mim!
Beijos agradecidos.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 14:59  

Astrid

Vamos a isso! Depois falamos.

Beijos

António

marcelo dalla disse...
26 de novembro de 2010 às 15:32  

Olá amigo! Agradeço as preciosas dicas!!!! Sempre que Mercúrio vai ficar retrô, respiro fundo. Pra mim é um exercício de paciência e atenção. Um grande aprendizado.
Quero muito fazer esse fim de ano render, trabalhar bastante.

Ah!!! Adorei a idéia da entrevista coletiva com a Astrid!!!! :))) Já vou pensar em perguntas. hehehe
abraço!!

Eraldo Paulino disse...
26 de novembro de 2010 às 15:32  

Até ler teu post sobre as previsões ao ano que vem pelos signos, eu não me interessava muito por astrologia. Mas depois de ver uam definição de mim pelo signo como eu jamaais vi, digamos que agora no mínimo eu respeito muito o que fazes.

Abraços!

Susana Vitorino disse...
26 de novembro de 2010 às 15:58  

Aguardo todas as entrevistas com carinho e atenção* Que bom!

Mas foi impressão minha, ou este ano houve muitos planetas a ficar retrógrados ao mesmo tempo e durante muito tempo?

Beijos*****

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 16:13  

Marcelo,

Lembra-se da sua entrevista colectiva? Momento único, verdade? Vamos proporcionar o mesmo à Astrid.

Abraço

António

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 16:15  

Siala,

ui, escapaste da ordem, menina. a Violência de um certo tipo de aprendizagem, cansa. Veja-se a blogagem colectiva de ontem e o que gerou.

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 16:16  

Eraldo,

Envie-me por email os seus dados e falaremos em privado sobre o seu mapa:

- data de nascimento
- hora de nascimento
- local de nascimento (e Estado)

Abraço

António

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 16:17  

Hazel,

Foi um prazer.

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 16:18  

Susana

:)))

Entre o Verão e o Outono ficam vários retrógrados, ao mesmo tempo.

:))


Aproveite os dia s«limpos» que aí estão a chegar.

Beijos.

Samsara disse...
26 de novembro de 2010 às 19:02  

Vou esperar por essa entrevista à Astrid :)))

Bom fim de semana António :)

Beijinhos

Luma Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 20:22  

Wow!! Me apeguei na última frase e isto quer dizer "mudanças" para melhor, imagino, que se existem mudanças, carmas brilharão ou também existe carma retrógrado?
A vida segue e melhor que no dia a dia continuemos com a nossa rotina, para não entrarmos em colapso junto com as órbitas planetárias! :) Beijus,

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 21:05  

Sam,

No domingo à tarde cá teremos o post a convidar as pessoas a deixarem as suas perguntas à Astrid.

Beijos e bom fim-de-semana.

António

António Rosa disse...
26 de novembro de 2010 às 21:07  

Luma, querifda

Adorei a sua pergunta: «também existe carma retrógrado?». :)))

Não, não existe isso. O facto do planeta ser retrógrado é que dá o significado das coisas que lhe dizem respeito irem com mais lentidão, arrastando-se, para aprendermos.

Beijos e bom fim-de-semana.

António

26 de novembro de 2010

Apontamentos sobre planetas retrógrados


Os planetas só ficam retrógrados quando atingem uma determinada distância crítica do Sol. Essas distâncias são as seguintes: Marte - 133°; Júpiter - 116°; Saturno - 104°; Úrano - 104°; Neptuno - 101°; Plutão -101°.

Não existe distância crítica entre o Sol e Mercúrio, ou entre o Sol e Vénus. Estes dois planetas movem-se mais rápido que o Sol, pelo que às vezes parecem diminuir o seu passo ou mesmo andar para trás, à medida que aumenta a sua distância da Terra. Em consequência, nunca ultrapassam a distância de 28° e 46° do Sol, respectivamente, a despeito do seu passo inerentemente mais rápido.

A partir destes dados, é preciso observar os seguintes factos:

1 - Qualquer planeta em oposição ao Sol deve estar em movimento retrógrado.

2 - Júpiter, Saturno, Úrano, Neptuno e Plutão em trígono ou quincúncio com o Sol devem estar em movimento retrógrado. Marte em quincúncio com o Sol também deve estar em movimento retrógrado. Ocasionalmente, Júpiter em trígono com o Sol pode estar em movimento directo, mas isso não é frequente.

3 - Por causa da variação dos períodos de retrogradação dos planetas, há determinados anos em que é impossível uma pessoa nascer sem planetas retrógrados no tema natal.

4 - Quando um planeta está em movimento directo, a sua distância da Terra está a aumentar, e quando está retrógrado, a sua distância da Terra está a diminuir.

Marion D. March e Joan McEvers
in “Curso Básico de Astrologia Vol. 3 – Técnicas de Cálculo e Interpretação”
Editora Pensamento, Brasil.

=====

A propósito de planetas retrógrados, estejamos atentos ao curto período entre os dias 6 de 10 de Dezembro, em que nenhum planeta estará retrógrado. De 11 a 30 de Dezembro, Mercúrio ficará retrógrado, em Capricórnio e Sagitário, pelo que deve cuidar da sua comunicação, da forma como entende e percepciona as coisas e mensagens, podendo gerar-se equívocos de toda a ordem, mas também a gestação interna de outra ordem de acontecimentos. De 30 de Dezembro a 25 de Janeiro, o céu vai apresentar-se aliviado, sem planetas retrógrados. Aproveite ao máximo este início de ano para se reorganizar e seguir em frente. A 26 de Janeiro, como sempre, o Senhor do Tempo (Saturno) iniciará a sua longa retrogradação de vários meses. Muito carma para limpar.

Bom fim-de-semana.

.

30 comentários:

Luciene de Morais disse...

Interessante postagem.
..."um planeta está em movimento directo, a sua distância da Terra está a aumentar, e quando está retrógrado, a sua distância da Terra está a diminuir."
O simbolismo disso, quando se pensa que a meta é seguir para a casa do Pai...
Bjks

Susana Vitorino disse...

Querido António,

este ano não nos tem dado descanso com tanta retrogradação.

Aínda bem que é na semana de "tudo directo" que vou AMADRINHAR a Confraria das Parteiras, única no mundo inteiro. Foi um convite que muito me honrou.

Quanto à semana do Mercúrio... bem que eu já sentia... Sinto-me aqui num compasso de espera para organizar coisas, para virar páginas...

Obrigada por mais um punhado de insights valiosos*

Besitos****

Astrid Annabelle disse...

Bom dia, querido António!
Achei importante este texto sobre os planetas retrógrados. E eu sigo aprendendo.
Ontem quem ficou sem net fui eu desde as 16:15hrs. Um temporal, com granizo inclusive, caiu sobre Ubatuba e entrou noite a dentro. Com raios e trovões fortes.Resultado...todos os aparelhos tiveram que ficar desligados. Resolvi então dormir cedo...fui dormir com os passarinhos!!!rsss
Em compensação amanheceu um lindísssimo dia de Sol!
Um beijo grande para um excelente dia!
Astrid Annabelle

HAZEL disse...

Isso é muito importante. Acompanho sempre com atenção e cuidado as datas em que os planetas entram em movimento retrógrado.

Também gostava muito de acompanhar as tabelas da Lua fora de curso, mas não consigo desencantar nenhuma com os horários de Portugal (só do Brasil).
Já procurei na Escola de Astrologia Nova-Lis e em outros sites nacionais, mas não encontrei.

Haverá alguma razão para isso?

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia António,

Sempre aprendendo, sem retrogradação!!

Bem-Hajas!

Beijo e abraço

MP

Ezequiel Coelho disse...

:)) Sempre muito pedagógico!

Muito obrigado, António!

Vamos então apontar para essa semana de Dezembro e para o mês de janeiro! ;))

Grande abraço,
Ez

Maria Izabel Viégas disse...

Excelente amigo!
Interssante , quando temos um planeta pessoal conseguimos enxergar mais e melhor seus efeitos. pricipalmente usando a astrologia como base. Eu tenho Mercurio retrógado, me dia, se é vero: essas retrogadrações de Mercurio me trazem mais lições. E dá para aguentar os "trancos". Talvez por que esse é um carma.
E até me emocionei, pois contando nas Ephemerides vi que Mercurio voltou a direto aos meus 18 anos( fazendo aqules cálculos) E exatamente nesta época minha visão de minha intelectualidade(eu duvidava muito de mim, não os outros), foi um clique, o meu despertar foi marcante.
Bem, depois , depois mesmo é que fui observar, isso já estudando astrologia muitos porquês, já que tenho Netuno, Plutão tbém retro.
Beijos no teu coração!

António Rosa disse...

Luciene,

Bastante simbólico, não é? Cuide-se com Mercúrio. :))

Beijos

António Rosa disse...

Querida Susama,

As retrograções, regra geral são sempre na mesma quantidade todos os anos, excepto Marte, que só fica retrógrado 1 vez cada 2 anos e picos.

Aproveito os dois directos que vêm aí.

Cuide-se com Mercúrio. Cuidemo-nos todos.

Beijos

António

António Rosa disse...

Querida Astrid,

Ontem tivémos sermão e missa cantada!! :)))

Só ganhou com o ter dormido cedo. Eu hoje fiquei por casa, para organizar as entrevistas Anel do Coração.

A propósito, aceita fazer uma entrevista colectiva lá para fins de Janeiro, princípios de Fevereiro, com os leitores a deixarem perguntas, à semelhança daquelas que aconteceu com o Marcelo?

Beijos

António

António Rosa disse...

Hazel,

O que é uma Lua vazia de curso? Com simplicidade é isto: quando não faz aspecto a nenhum planeta no mapa do céu. Isto pode acontece durante alguns minutos em determinado dias até vários dias, algumas vezes por ano. A partir das efemérides dos planetas, consegue lá chegar, usando uma orbe de 10%. Só conta os aspectos maiores: conjunção, oposição, quadratura, trígono e sextil. A ideia é que não se deve 'começar' nenhum projecto com a Lua Vazia de Curso'. Para magia, deve haver o máximo cuidado.

Deixo-lhe este link:

http://www.lunarium.co.uk/calendar/universal.jsp

Pode confiar nele, pois é inglês e está calculado para o 1º meridiano, que é o nosso. As horas indicadas, são as nossas, também.

O triângulo apontado para a direita significa que começa o estado de Lua vazia de Curso e o apontado para a esquerda, indica quando termina.

Por exemplo, hoje tivemos Lua vazia de Curso de poucas horas: das 3:44 às 6:01 de hoje mesmo, dia 26.

Abraço

António

António Rosa disse...

Maria Paula,

E eu em estado de quase hibernação. Beijos, minha querida.
~
António

António Rosa disse...

Olá Ezequiel,

Apontemos, pois vai valer a pena pela plenitude dos nossos projectos.

Abraço

António

António Rosa disse...

Maria Izabel,

Eu também tenho Mercúrio retrógrado no meu mapa natal e o que aprendi foi isto, usando as suas palavras: «dá para aguentar os "trancos"» porque temos SEMPRE uma segunda agenda pronta a funcionar. E não é por calculismo. É inato. Sabemos sempre e sem grande esforço, que se 'isto' não funcionar, 'aquilo' vai dar certo.

Também representa uma dificuldade cármica acrescida, ao nível do corpo mental. as coisas processam-se por aí e dissolvem-se aí, também.

As dúvidas sobre a própria intelectualidade também podem acontecer, de uma maneira similar a quem tem Saturno na casa 3. Mas isso desfaz-se com o mapa progredido. Basta vermos quando no mapa progredido fica directo. Pode demoarar anos. Imagine alguém com nascido com Mercúrio no 1º grau em que fica retrógrado e, como, regra geral ele fica umas 3 semanas nesse estado, veja só o tempo que demora no progredido a ficar directo. Nesse ano, a libertação é grande.

Não esqueça a nossa entrevista. :))

Beijos

António

Siala disse...

hmmmm calha bem que em Janeiro haja esse período mais desaliviado...que há carma para limpar não duvido, agora no que depender de mim, vou preparar o caminho para que as lições não tenham que ser mais uma vez violentas e dolorosas...é que além de cansar, seria idiota não ter aprendido com as experiências anteriores a ler os sinais com a antecedência necessária...
Mais um texto para o meu dossier :)
Namasté

HAZEL disse...

Muito, muito e muitíssimo obrigada pelo link e pela explicação para consultá-lo!

Há muito tempo que procuro esta informação sem sucesso.

Isto faz-me tanta falta!!
Obrigada!

Nem calcula como fiquei contente :))

Astrid Annabelle disse...

Sermão e missa cantada é bom!!!:))))
Aceito sim! É uma honra para mim!
Beijos agradecidos.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Astrid

Vamos a isso! Depois falamos.

Beijos

António

marcelo dalla disse...

Olá amigo! Agradeço as preciosas dicas!!!! Sempre que Mercúrio vai ficar retrô, respiro fundo. Pra mim é um exercício de paciência e atenção. Um grande aprendizado.
Quero muito fazer esse fim de ano render, trabalhar bastante.

Ah!!! Adorei a idéia da entrevista coletiva com a Astrid!!!! :))) Já vou pensar em perguntas. hehehe
abraço!!

Eraldo Paulino disse...

Até ler teu post sobre as previsões ao ano que vem pelos signos, eu não me interessava muito por astrologia. Mas depois de ver uam definição de mim pelo signo como eu jamaais vi, digamos que agora no mínimo eu respeito muito o que fazes.

Abraços!

Susana Vitorino disse...

Aguardo todas as entrevistas com carinho e atenção* Que bom!

Mas foi impressão minha, ou este ano houve muitos planetas a ficar retrógrados ao mesmo tempo e durante muito tempo?

Beijos*****

António Rosa disse...

Marcelo,

Lembra-se da sua entrevista colectiva? Momento único, verdade? Vamos proporcionar o mesmo à Astrid.

Abraço

António

António Rosa disse...

Siala,

ui, escapaste da ordem, menina. a Violência de um certo tipo de aprendizagem, cansa. Veja-se a blogagem colectiva de ontem e o que gerou.

António Rosa disse...

Eraldo,

Envie-me por email os seus dados e falaremos em privado sobre o seu mapa:

- data de nascimento
- hora de nascimento
- local de nascimento (e Estado)

Abraço

António

António Rosa disse...

Hazel,

Foi um prazer.

António Rosa disse...

Susana

:)))

Entre o Verão e o Outono ficam vários retrógrados, ao mesmo tempo.

:))


Aproveite os dia s«limpos» que aí estão a chegar.

Beijos.

Samsara disse...

Vou esperar por essa entrevista à Astrid :)))

Bom fim de semana António :)

Beijinhos

Luma Rosa disse...

Wow!! Me apeguei na última frase e isto quer dizer "mudanças" para melhor, imagino, que se existem mudanças, carmas brilharão ou também existe carma retrógrado?
A vida segue e melhor que no dia a dia continuemos com a nossa rotina, para não entrarmos em colapso junto com as órbitas planetárias! :) Beijus,

António Rosa disse...

Sam,

No domingo à tarde cá teremos o post a convidar as pessoas a deixarem as suas perguntas à Astrid.

Beijos e bom fim-de-semana.

António

António Rosa disse...

Luma, querifda

Adorei a sua pergunta: «também existe carma retrógrado?». :)))

Não, não existe isso. O facto do planeta ser retrógrado é que dá o significado das coisas que lhe dizem respeito irem com mais lentidão, arrastando-se, para aprendermos.

Beijos e bom fim-de-semana.

António

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates