A andorinha ferida e o seu companheiro

9 de março de 2011 ·

Esta andorinha foi atropelada por um carro enquanto voava baixo numa rua.
Ficou gravemente ferida e a sua condição é fatal.

O seu companheiro traz-lhe comida e atende-a com amor e compaixão.

Ao trazer-lhe novamente comida, encontrou-a morta.
Tentou movê-la... um esforço enorme!

Percebe que a sua querida está morta e que nunca mais voltará para ele.
Ele chora tristemente a perda do seu adorado amor...

Permaneceu ao lado dela, lamentando a sua morte.

Finalmente, consciente de que ela não retornaria, permaneceu,
em silêncio e com tristeza, ao lado do seu corpo,
respeitando a sua Grande Viagem após a morte.

«O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas amar tudo que você tem!
Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado, sempre!»

Recebi estas fotos e textos através de email de um amigo.
Em todas as fotografias existe esta indicação: AbuNawaf.com
 Como está em árabe, não consigo localizar a fonte exacta.

.

22 comentários:

Anónimo disse...
9 de março de 2011 às 15:34  

viva antónio

Simples ! Obrigado pela mensagem.

Abraço

Luis@luisaurasoma

Isa disse...
9 de março de 2011 às 15:42  

Oh... lá se foi o meu rímel António. Que bonita mensagem.

Um grande beijo,
Isa

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...
9 de março de 2011 às 16:17  

Tenho uma história semelhante no meu blog, que aconteceu na minha casa. Felizmente os passarinhos da minha história partem felizes para a casinha deles... JUNTOS!!!

Lúcia Soares disse...
9 de março de 2011 às 16:24  

Comovente, António.
Às vezes os animais são muito mais "humanos" que nós mesmos.
Espero que o corazãozinho dele não tenha sido irremediavelmente destruído.
Um amor lindo assim merece ser vivido novamente.

(manda suas boas vibrações para mim, pois energias positivas me são necessárias agora - quando não o são, não é?!)
Abraços!

Roberta Maia disse...
9 de março de 2011 às 17:14  

Olá Antonio,que história linda e comovente!!!Poxa, é dificil a perda...a morte!!!

Beijinhos Iluminados!!!
Muita LUZ!!!

Filomena Nunes disse...
9 de março de 2011 às 17:27  

Viva,

Como já tenho mencionado noutras ocasiões, eu lido muito bem com a morte. Já não lido tão facilmente com a dor dos outros perante uma perda desta natureza!!

Só me apetece chorar o companheiro da andorinha e todos os companheiros e companheiras que sofrem perdas de entes queridos..

Beijinhos marejados. :((

Filomena

Paulo Francisco disse...
9 de março de 2011 às 17:37  

Nunca presenciei um acontecimento deste. Olhando as fotografias já fiquei triste....e olha que de Zoologia eu entendo um pouquinho.
Um grande abraço António.

Cris França disse...
9 de março de 2011 às 17:47  

que lindo amigo, adorei ler...

teve mais sorte que a coruja

bjs

Adelaide Figueiredo disse...
9 de março de 2011 às 17:59  

António,

Imagens que mostram bem que os animais também têm sentimentos, muitas vezes mais puros e nobres que os humanos.
Uma lágrima sentida caiu.

Abraço

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...
9 de março de 2011 às 18:46  

Caraca! As imagens falam por si... forte!!! Parece refletir racionalidade e pensar a criaturinhas tão pequenas... nós, que nos despimos de natureza, julgamos não sejamos animais e que os demais não pensem e/ou sintam a seu próprio modo... :(

Astrid Annabelle disse...
9 de março de 2011 às 19:33  

Eu chorei...
Um beijo grande por esta linda mensagem António querido!
As saudades estão apertando...
Astrid Annabelle

Macá disse...
9 de março de 2011 às 21:22  

Antonio
Só pelas fotos dava pra imaginar o
sofrimento dele.
Mas o que disseste no final é muito verdadeiro, e às vezes nos esquecemos disso.
um beijo

Joana disse...
9 de março de 2011 às 21:23  

Que lindo! Fiquei com a lágrima ao canto do olho.

Beijinhos

MARCELO DALLA disse...
10 de março de 2011 às 00:16  

Amigo! Realmente tocante... tb fiquei emocionado.
abraço!

Nilce disse...
10 de março de 2011 às 03:10  

É muito lindo Antônio.
Que saibamos dar valor todo dia a quem convive conosco e nos alegra a vida.

Bjs no coração!

Nilce

António Rosa disse...
10 de março de 2011 às 08:56  

Luís,
Isa,
Gaspas,
Lúcia,
Roberta,
Filomena,
Paulo,
Cris,
Adelaide,
Francisco,
Astrid,
Macá,
Joana,
Marcelo,
Nilce,

Um grande abraço de agradecimento.

:)

António

Siala disse...
10 de março de 2011 às 10:15  

Antonio...e as lágrimas lançaram mil prismas da cor do arco iris sobre estas imagens.
Obrigada!
Mil sorrisos coloridos

Maria Paula Ribeiro disse...
10 de março de 2011 às 10:33  

Bom dia António,

Mais uma lição que temos de reaprender...

Um grande Abraço!

Maria Paula

Mercurio em Escorpiao disse...
10 de março de 2011 às 11:04  

Que linda mensagem. MUITO Obrigado

António Rosa disse...
10 de março de 2011 às 11:05  

Siala,
Maria Paula,
Mercúrio,

Um grande abraço de agradecimento.

:)

António

Lu Souza Brito disse...
10 de março de 2011 às 16:05  

Olá Antonio,
Já tinha recebido este email com estas imagens e fiquei comovida. Tanto sentimento nestes bichinhos...muito mais compaixão que muitos "humanos".
Um grande abraço para vc!

Saulo Taveira disse...
14 de março de 2011 às 20:30  

Porque muitos de nós perderam esse instinto de amor, preservação, carinho e cuidado?

Belíssimo post.

Obrigado, muito obrigado, meu amigo.

Beijos.

9 de março de 2011

A andorinha ferida e o seu companheiro

Esta andorinha foi atropelada por um carro enquanto voava baixo numa rua.
Ficou gravemente ferida e a sua condição é fatal.

O seu companheiro traz-lhe comida e atende-a com amor e compaixão.

Ao trazer-lhe novamente comida, encontrou-a morta.
Tentou movê-la... um esforço enorme!

Percebe que a sua querida está morta e que nunca mais voltará para ele.
Ele chora tristemente a perda do seu adorado amor...

Permaneceu ao lado dela, lamentando a sua morte.

Finalmente, consciente de que ela não retornaria, permaneceu,
em silêncio e com tristeza, ao lado do seu corpo,
respeitando a sua Grande Viagem após a morte.

«O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas amar tudo que você tem!
Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado, sempre!»

Recebi estas fotos e textos através de email de um amigo.
Em todas as fotografias existe esta indicação: AbuNawaf.com
 Como está em árabe, não consigo localizar a fonte exacta.

.

22 comentários:

Anónimo disse...

viva antónio

Simples ! Obrigado pela mensagem.

Abraço

Luis@luisaurasoma

Isa disse...

Oh... lá se foi o meu rímel António. Que bonita mensagem.

Um grande beijo,
Isa

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Tenho uma história semelhante no meu blog, que aconteceu na minha casa. Felizmente os passarinhos da minha história partem felizes para a casinha deles... JUNTOS!!!

Lúcia Soares disse...

Comovente, António.
Às vezes os animais são muito mais "humanos" que nós mesmos.
Espero que o corazãozinho dele não tenha sido irremediavelmente destruído.
Um amor lindo assim merece ser vivido novamente.

(manda suas boas vibrações para mim, pois energias positivas me são necessárias agora - quando não o são, não é?!)
Abraços!

Roberta Maia disse...

Olá Antonio,que história linda e comovente!!!Poxa, é dificil a perda...a morte!!!

Beijinhos Iluminados!!!
Muita LUZ!!!

Filomena Nunes disse...

Viva,

Como já tenho mencionado noutras ocasiões, eu lido muito bem com a morte. Já não lido tão facilmente com a dor dos outros perante uma perda desta natureza!!

Só me apetece chorar o companheiro da andorinha e todos os companheiros e companheiras que sofrem perdas de entes queridos..

Beijinhos marejados. :((

Filomena

Paulo Francisco disse...

Nunca presenciei um acontecimento deste. Olhando as fotografias já fiquei triste....e olha que de Zoologia eu entendo um pouquinho.
Um grande abraço António.

Cris França disse...

que lindo amigo, adorei ler...

teve mais sorte que a coruja

bjs

Adelaide Figueiredo disse...

António,

Imagens que mostram bem que os animais também têm sentimentos, muitas vezes mais puros e nobres que os humanos.
Uma lágrima sentida caiu.

Abraço

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Caraca! As imagens falam por si... forte!!! Parece refletir racionalidade e pensar a criaturinhas tão pequenas... nós, que nos despimos de natureza, julgamos não sejamos animais e que os demais não pensem e/ou sintam a seu próprio modo... :(

Astrid Annabelle disse...

Eu chorei...
Um beijo grande por esta linda mensagem António querido!
As saudades estão apertando...
Astrid Annabelle

Macá disse...

Antonio
Só pelas fotos dava pra imaginar o
sofrimento dele.
Mas o que disseste no final é muito verdadeiro, e às vezes nos esquecemos disso.
um beijo

Joana disse...

Que lindo! Fiquei com a lágrima ao canto do olho.

Beijinhos

MARCELO DALLA disse...

Amigo! Realmente tocante... tb fiquei emocionado.
abraço!

Nilce disse...

É muito lindo Antônio.
Que saibamos dar valor todo dia a quem convive conosco e nos alegra a vida.

Bjs no coração!

Nilce

António Rosa disse...

Luís,
Isa,
Gaspas,
Lúcia,
Roberta,
Filomena,
Paulo,
Cris,
Adelaide,
Francisco,
Astrid,
Macá,
Joana,
Marcelo,
Nilce,

Um grande abraço de agradecimento.

:)

António

Siala disse...

Antonio...e as lágrimas lançaram mil prismas da cor do arco iris sobre estas imagens.
Obrigada!
Mil sorrisos coloridos

Maria Paula Ribeiro disse...

Bom dia António,

Mais uma lição que temos de reaprender...

Um grande Abraço!

Maria Paula

Mercurio em Escorpiao disse...

Que linda mensagem. MUITO Obrigado

António Rosa disse...

Siala,
Maria Paula,
Mercúrio,

Um grande abraço de agradecimento.

:)

António

Lu Souza Brito disse...

Olá Antonio,
Já tinha recebido este email com estas imagens e fiquei comovida. Tanto sentimento nestes bichinhos...muito mais compaixão que muitos "humanos".
Um grande abraço para vc!

Saulo Taveira disse...

Porque muitos de nós perderam esse instinto de amor, preservação, carinho e cuidado?

Belíssimo post.

Obrigado, muito obrigado, meu amigo.

Beijos.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates