José Sócrates, o mapa de Portugal e os trânsitos da sua demissão do cargo de 1º ministro de Portugal [Apontamentos astrológicos]

24 de março de 2011 ·

José Sócrates
6 Setembro 1957 - 21h45
Vila Maçada, Alijó, Portugal
[41 N 19 - 7 W 33]
 [Deixo os dados de José Sócrates e as coordenadas de Vila Maçada,
para facilitar a vida aos estudantes de astrologia.]

Os trânsitos de José Socátres

José Sócrates pediu a demissão do cargo de 1º ministro de Portugal ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, em Lisboa, no dia 23 Março 2011, pelas 20h30, após toda a oposição, sem excepção, na Assembleia da República Portuguesa (Lisboa), ter votado  nessa tarde contra o PEC IV. Parecendo uma cena concertada de todos os partidos políticos. O país, em plena crise económica e financeira desde 2008, entrou também, em crise política, sendo necessárias novas eleições legislativas que custarão aos cofres do Estado qualquer coisa como 18 milhões de euros.

Antes que me acusem de coisas e lousas, afirmo já que esta situação não me deixou feliz, pois foi bem visível a quem acompanhou os discursos na Assembleia da República e os speechs posteriores dos políticos da oposição, após a demissão de José Sócrates, que se tratou de abater e encurralar o homem para assim tentarem abocanhar, em breve, os 'cornos do poder'. Foi o acto mais despudorado, da direita à esquerda, de um golpe palaciano contra quem, legitimamente, ganhou as últimas eleições. É o lado obscuro e trágico da democracia, a funcionar no seu submundo mais sombrio. A diferença com países não democráticos, como a Líbia, é que não foi necessário contratarem mercenários para matarem indiscriminadamente. Foi tudo feito a coberto das leis, mas de forma mancomunada.

As próximas eleições deverão ser em fins de Maio, princípios de Junho, e o novo governo emergente, quaisquer que sejam os partidos envolvidos, apresentarão outro PEC IV, mesmo que lhe mudem o nome. Talvez avalizado pelo FMI. [Notícias após a demissão de Sócrates, aqui. Preocupante: aqui.]


Olhemos para os seus trânsitos:

Na imagem acima tenho os glifos de Saturno, Plutão e Úrano, como representantes de uma determinada situação. Olhemos para o mapa astrológico de José Sócrates.

Que fique claro que esta pequena análise concentra-se apenas na figura de José Sócrates enquanto pessoa que exercia o cargo de primeiro ministro e não sobre a sua vida pessoal. Comecemos por Saturno em trânsito. Saturno simboliza as regras, obstáculos, forma, contenção, e, por onde anda diz-nos das dificuldades maiores dessa pessoa. Pois Saturno transita pela Casa 6 de José Sócrates. Num mapa astrológico, a Casa 6 simboliza o trabalho do dia-a-dia e a saúde, e pertence às energias de Virgem, onde Saturno se sente sempre muito cómodo a fazer planos, uns atrás dos outros. Foi o que assistimos nos últimos tempos: um constante ataque, um desfazer contínuo das suas medidas, uma crítica permanente. Não teve sossego e espero que saia desta situação com a aprendizagem do que deve e como deve fazer no futuro.

Curiosamente, devido ao actual movimento retrógrado de Saturno, quando chegarmos a Maio/Junho 2011, irá ligar-se à Parte da Fortuna e Júpiter natais, indicando que nas próximas eleições terá uma percentagem de votos favoráveis muito significativa, mas dificilmente ganhará as eleições para formar novo governo. No entanto, sentar-se-á na Assembleia da República como deputado da oposição. E que fará ele, então, tendo este posicionamento astrológico? Com 6 anos de governo (muita experiência do cargo) e sendo um bom orador, sabendo improvisar, sendo ele do signo Virgem com Ascendente em Touro, a persistência será uma tónica. Vai dar luta para desgastar os oponentes. Aguardemos.

Este Saturno em trânsito faz uma semi-quadratura ao seu Plutão natal. Portanto, Saturno a combater o seu poder pessoal. Nunca tinha visto esta característica nos trânsitos de alguém, a funcionar tão exemplarmente. O seu poder (Plutão), enquanto primeiro ministro foi machucado pelo Senhor dos Tempos. Será que Sócrates, enquanto indivíduo, vai aprender a lição? Espero que sim.

A terminar esta parte, resta-me informar que o mesmo Saturno faz uma quadratura ao seu Meio-do-Céu, ponto no mapa que simboliza o reconhecimento dos outros, a carreira pública e a forma como é aceite pelos demais. Um aspecto cármico muito poderoso, diga-se. Foi abatido.

A partir de Agosto de 2012, Saturno entrará na Casa 7 de José Sócrates. Em termos políticos que poderá ocorrer? Esta é a incógnita, pois ver-se-ão favorecidas todas as parcerias. Será um convite para uma tribuna internacional? Será uma nova responsabilidade no país? Em termos afectivos, será um bom trânsito.

Quantidade de deputados distribuídos pelos partidos eleitos.

Úrano ao entrar em Carneiro, na sua Casa 12 veio trazer-lhe uma mexida bem forte. Em termos macros, a Casa 12 simboliza as grandes instituições ou empresas. Que é um governo senão uma grande instituição e organização. É simplesmente o 'patrão' de todo o funcionalismo público. Úrano abalou toda essa estrutura, a pedir uma renovação, ares mais frescos, novas iniciativas. Como está a fazer uma quadratura à Parte da Fortuna de José Sócrates, esse 'potinho de ouro' que todos temos nos nossos mapas,  foi bem abanado. Bastante desafiante.

Plutão (o poder interno de cada um e, neste caso, acrescido pelo real poder do seu cargo) transita pela Casa 9 (o estrangeiro, as Leis, as grandes ideias) de Sócrates, dando-lhe este apoio da Europa, enquanto, internamente é contestado, pois é visto como o mau da fita. Ao estar a fazer uma quadratura a Júpiter natal, obviamente aqui percebe-se o confronto de ideias e ideais, pois Júpiter é o regente da Casa 9 e neste caso concreto, simboliza as Leis. Felizmente, Plutão não lhe faz nenhum aspecto aos seus planetas pessoais (do Sol a Marte).

Como os leitores já possuem os dados necessários, podem analisar mais miudinhamente toda esta situação, sobretudo com os planetas pessoais.


Olhemos agora para o mapa de Portugal

15 Março 1143 - Guimarães, Portugal

O aspecto mais poderoso que o mapa de Portugal está a receber é a conjunção exacta de Úrano em trânsito ao Saturno natal do país. Rebentou em toda a forma com as regras instituídas, atirando este país para a maior crise política e económica desde o 25 de Abril. Fez PUM!!! E estoirou.

Esotericamente, haveria muito a dizer. Muito mesmo. Mudanças de paradigmas. De consciência colectiva. Muito mais, mas neste momento não me parece oportuno enveredar por aí, e é melhor deixar refrescar os ânimos.

Saturno faz uma oposição a Mercúrio. Veja-se o ocorrido ontem na Assembleia da República e percebe-se este trânsito.

.



39 comentários:

Serginho Tavares disse...
24 de março de 2011 às 16:44  

Vou fazer um comentário nada a ver com o post mas se eu não disser eu morro...posso?
Lá vai!
Eu acho o Sócrates um gostoso!
Falei!

Agora sobre o post... Querido, tanto ele quanto o Cavaco deviam cair fora!

Beijos

Luisa Sal disse...
24 de março de 2011 às 22:01  

António

Gostei imenso da sua análise astrológica.

Grata

Luisa

Valentim disse...
24 de março de 2011 às 22:28  

Sou daquelas pessoas que aprendeu com quem sabe e, por ser mais velho,tem experiência que: Não existem coincidências.
Esta minha introdução não vai ser entendida por ninguém. Apenas vai fazer sentido para o autor deste post.
Mas como ia dizendo, este post é a prova que vale sempre a pena: falar, escutar, pensar, ou simplesmente ficar à espera que algo aconteça.
Para o autor Antonio, os meus parabéns.
Fico à espera que apareça o desenvolvimento da segunda parte do post. Aquele que fala de Portugal.
Obrigado pela aula astrologia.

Siala disse...
24 de março de 2011 às 22:58  

António, uma análise resumida e muito assertiva! Já se esperava o que aconteceu, mas também fiquei chocada com a evolução dos acontecimentos e as consequências gravíssimas para o País. Uma oposição que nunca, ao longo destes 6 anos, apresentou soluções viáveis e credíveis, e que se limitou a atacar e criticar de forma nada construtiva as medidas tomadas pelo governo...chafurdou em busca do poder pelo poder, com uma euforia doentia.
Não gosto do Eng.Sócrates. Faltou-lhe, a meu ver, o poder da comunicação e conexão com o eleitorado, a explicação das medidas tomadas - controversas mas necessárias. Contudo é um homem que os tem no sítio (perdoa-me a expressão). Que teve a coragem e audácia de iniciar reformas estruturais há muito necessárias, que nenhum outro Primeiro Ministro teve a coragem e vontade de fazer. Poderia talvez tê-las feito de outra forma, tentando o acordo com as várias plataformas envolvidas...mas todos sabemos o quão difícil é o entendimento entre alas opostas que em vez de terem em mente o bem do todo, têm apenas o seu bem, ou o da sua classe.
A ver vamos o que vai acontecer. Hoje ouvi numa reportagem várias pessoas entrevistadas na rua a falarem da entrada do FMI em Portugal, sem saberem do que estão a falar...a maioria da população vai ter um choque quando se virem confrontados com a realidade.
Tenho a esperança que ele aprenda as lições. Mal ou bem, a Politica é o que é, e Portugal não está sózinho e isolado. Fazemos parte da Europa. Aquando da entrada em cascata dos fundos Europeus em Portugal, não ouvi ninguém falar contra a Alemanha ou contra o sistema económico europeu...vi sim muitos a governarem-se sem investirem nas estruturas que agora sim, poderiam fazer toda a diferença e evitar a crise que vivemos.
Os Portugueses têm aquilo que merecem. Talvez este abanão acabe por resultar num salto de consciência, do individual para o colectivo, e os Portugueses possam finalmente ter consciência social do todo que somos...
Aguardemos.
Obrigada António :)

Teresa disse...
24 de março de 2011 às 23:07  

Querido António, adorei a sua visibilidade astrológica dos acontecimentos, ou não fosse o Mestre a falar! Obrigada por esta belíssima aula,e mais uma vez agradeço por ter partilhado a sua sabedoria. Um beijo Teresa Matos

Astrid Annabelle disse...
25 de março de 2011 às 01:02  

Li com muita atenção e ao terminar ficou o sentimento de quero mais...
António! Excelente...não tenho condições de avaliar a questão política portuguesa, mas refiro-me à análise astrológica!
A parte esotérica eu fico aguardando.
Um beijo grande para uma boa noite.
Astrid Annabelle

Joana disse...
25 de março de 2011 às 11:11  

Gostava tanto de saber o que tens a dizer esotericamente de Portugal. É que isso interessa-me muito mais que as trocas e destrocas dos politicos.

Para quando o post? :P

Beijinhos

Susana Vitorino disse...
25 de março de 2011 às 12:44  

Querido António

há muito que não vinha a esta casa virtual onde sempre nos recebes tão bem. Parece que o Urano anda a fazer das suas em todo o lado!

Faço a minha rentré no teu blog, hoje, com este artigo maravilhoso.

Também estou preocupada com o rumo das coisas... O Urano em cima do Saturno também dá actos impensados...

A ver, para onde vamos como colectivo...

Belíssima análise dos trÂnsitos, da situação, e devo dizer que fico com água na boca para mais. Para a análise esotérica. E para que possamos discutir o Mapa de POrtugal.

Bem hajas.

Abraço imenso na ALMA*

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:47  

Serginho

Pois Sócrates já caiu fora, mas isso não vai resolver o nosso problema. Nem de longe...

Abraço.

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:47  

Luísa

Muito agradecido por este apoio ao texto.

Abraço

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:47  

Valentim,

muito obrigado pelo apoio e sei que bem compreendes pois tivemos ontem uma longa conversa que resultou neste post e sei bem que falta bastante material, sobretudo sobre Portugal. Vamos nessa.

Beijo e muito obrigado.

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:48  

Siala,

Muito agradecido por ter gostado deste texto. Como deves entender não me competia fazer a análise política do 1º ministro, mas assentar-lhe a astrologia. Em política não há inocentes....

Beijos.

Ih....fud disse...
25 de março de 2011 às 12:48  

Oieeeee, não entendo, mas não entendo mesmo analises astrológicas então li mas vamos a realidade não entendi nada ..heeheh , mas enfim deixo um abraço para vc :)

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:53  

Querida Teresa,

Muito agradecido pelas palavras e pela Presença sempre marcante.~
Beijo.

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:53  

Astrid,

Vai haver mais, sobretudo no que ao mapa de Portugal diz respeito.

Muito obrigado.

Beijos

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:53  

Joana,

Vou tentar entrar pelo caminho esotérico de Portugal, prometo. Não te posso é dar datas.

Beijinho.

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:54  

Susana

Esse Saturno em cima do Saturno do mapa de Portugal é que me deixa muito mais inquieto que as politiquices dos homens, apesar de execráveis. És sempre bem-vinda por aqui. Vem sempre que te apetecer.

Beijos.

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 12:55  

Ok If...

Era uma questão de acompanhar pois expliquei o significado de cada planeta. Abraço.

Filomena Nunes disse...
25 de março de 2011 às 17:10  

Viva António Rosa,

Apenas... muito obrigada por mais este excelente artigo.

Não vou comentar o ex-primeiro ministro nem a politica em si porque não é oportuno numa aula de astrologia..

Um beijinho :))

Filomena

Rui António Santos disse...
25 de março de 2011 às 17:32  

Olá António, adorei ler e reler, e faz todo o sentido entender atraves da Astrologia o que está acontecendo com Portugal. Que todos nós portugueses possamos aprender com estsa fortes liçóes, no sentido esotérico é interessante tentar entender com mais profundidade, estas estruturas sociais a ruirem na relidade. Abraço Grande

Silenciosamente ouvindo... disse...
25 de março de 2011 às 18:27  

É de louvor o trabalho que fez sobre´a situação política em Portugal e sobre Sócrates.Devia
mandar-lhe.
Veremos se aquando das eleições
se confirma que ele não as vai
vencer, tenho algumas dúvidas.
Pelo menos ouço as pessoas que
eram contra ele a dizer que o
outro ainda vai ser pior.Sei lá!!!
Para já não devo estar em Portugal
nas datas em que estão a falar que
serão as eleições, daí não ter que
pensar em quem votar.
Bj.
Irene

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 18:56  

Filomena,

Muito obrigado pelas palavras, mas aqui pode-se comentar tudo o que o leitor quiser. :))

Beijinho

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 18:58  

Rui

Ando pouco inspirado para escrever e agora que o meu Sol vai entrar na 12, creio que menos vontade terei de exteriorizar, mas assim que possível, farei qualquer coisa sobre o actual estado esotérico de Portugal, atrav´s da astrologia, obviamente.

Abraço.

António Rosa disse...
25 de março de 2011 às 19:00  

Olá Irene

Obrigado por ter vindo. Aquilo que se ouve nas ruas nem sempre corresponde ao que se passa nas urnas.

:)

Boa viagem para essa altura.

Abraço.

Filomena Nunes disse...
25 de março de 2011 às 19:02  

:)))
Eu sei que o meu amigo nos dá essa liberdade. O que quis dizer é que preciso de outro ambiente para o fazer, ou seja, hoje, aqui, apesar da conjuntura, só me apetece deliciar-me com a aula de astrologia... se entrasse pela política, ia ficar indisposta!!

Um beijinho <3

Filomena

Rui António Santos disse...
25 de março de 2011 às 19:29  

Compreendo muito bem um sol na 12, tambem estou numa fase de pouca inspiração, com vários planetas a mudar de casa e meu sol de nascimento na 12, é fogo.

Valentim disse...
25 de março de 2011 às 23:22  

Caro Antonio se o problema é o sol entrar na casa 12, não seja por isso, no teu caso pre-vejo muita comunicação com os habitantes de luz do andar de cima.
Logo com tão boas conversas em prespectiva, a única coisa que pode resultar são post's bem instrutivos.
Deixo-te aqui um desafio: "falamos", através da escrita aqui no cova do urso, sobre o estado astrológico da nossa sociedade na altura das eleições.
Tenho cá um palpite que será um dos post's mais visitados. Aceitas?
Olha que segundo a RTP os consultórios dos astrologos estão cheios, dada a preocupação dos portugueses nesta crise politica e economica.

MARCELO DALLA disse...
25 de março de 2011 às 23:52  

Amigo querido!!!
Sabe que quando vi essa notícia na TV, imediatamente me lembrei de vc?
E depois pensei em todos os amigos queridos de Portugal, do quanto eu gosto de nossa amizade...
Sua análise está excelente e tb fiquei com gosto de quero mais.
Estou com a Astrid, aguardo a análise esotérica. Sinto que vc tem muito a nos dizer sobre o rumo deste país tão querido!
abraço

António Rosa disse...
26 de março de 2011 às 11:46  

Filomena,

Um grande beijinho. Não vale a pena ficar indisposta. A política é assim: uma fera assanhada. De todos os partidos. Não há inocentes.

António

António Rosa disse...
26 de março de 2011 às 11:46  

Rui,

Haverá muito a dizer na interpretação esotérica dos actuais trânsitos de Portugal. Pode ser que me anime. :)) Quando o meu Sol chegar ao ascendente, quem sabe...

Grande abraço.

António

António Rosa disse...
26 de março de 2011 às 11:47  

Valentim,

Muito obrigado pelo teu apoio. Vamos lá a ver se essa comunicação com os habitantes de Luz do andar de cima, vai funcionar em plenitude, pois a vida faz-se de muitas maneiras. Ter o teu interesse, apoio e ajuda é de enorme importância para mim.

Vou tentar fazer essa análise, a teu pedido.

Muitos beijinhos

António

António Rosa disse...
26 de março de 2011 às 11:47  

Marcelo,

É tentador ter o vosso apoio para uma análise esotérica do momento que Portugal vive. Sinto que estou a ser levado a isso. Tentarei concretizar.

Grande abraço.

António

Filomena Nunes disse...
26 de março de 2011 às 12:58  

Também iço a minha bandeira por uma interpretação esotérica...
Já estou a salivar.. :D

Um abraço e bom fim-de-semana

Filomena

Susana Vitorino disse...
26 de março de 2011 às 15:06  

Alguém limpa a poça de água? É que já somos muitos a salivar :)))

Oh! Céus! Como eu já tinha saudades de todos vós, de ti querido António, destas tertúlias de partilha e aprendizagens mil*

TH disse...
26 de março de 2011 às 20:55  

"É o lado obscuro e trágico da democracia, a funcionar no seu submundo mais sombrio"

Super concordo, querido. O estado-democrático de Direito caminha cada vez mais para o pensamento utópico...

ManDrag disse...
27 de março de 2011 às 20:30  

Muito boa apresentação e análise. Parabéns!

Quanto ao Sócrates, Peço desculpa pela minha rudeza, mas já vai tarde!
Foi uma promessa que se converteu num enorme fiasco. Se ele ao início vinha agraciado pela imagem de juventude e renovação, cedo se revelou um propagandista com tendência à prepotência e um fanfarrão do poder. Enfim, não soube explorar os melhores aspectos das conjunções que na tua análise apresentas, tendo-se envolvido numa série de disparatadas peripécias que em nada abonaram tanto o governo dele como a situação do país.

Agora, esperemos que o povo, pelo menos desta vez, saiba escolher com lucidez e inteligência e não pela cor da camisola, entre um jogo de futebol e um salto à praia.

Os portugueses têm de perder os tiques de classe média em desespero e assumir de vez que o destino da Nação está nas mãos de todos. É tempo de deixar de lado os comodismos e acabar com esse empurrar de barriga. Ou, se não se quiserem dar ao trabalho de construir um país debaixo para cima, entreguem-se a Espanha e unifiquem a Ibéria.

Beijos

ManDrag disse...
27 de março de 2011 às 20:33  

PS: Meu querido, já por várias vezes tentei fazer o Mapa Astral de Portugal, mas esbarro sempre com a hora correcta. Não consigo encontrar os dados que o Fernando Pessoa utilizou para o efeito. Será que me poderás dar uma ajuda neste embaraço?
Agradeço-te de coração!

Beijos

António Rosa disse...
28 de março de 2011 às 13:08  

THiago,

Sem dúvida que esse conceito utópico se está a transformar, numa rotina, quem certa legalidade é subvertida.

Grande abraço.

António

António Rosa disse...
28 de março de 2011 às 13:08  

ManDrag,

Agradeço-te imenso o teu comentário muito politizado. De acordo contigo quanto às conjunções que lhe escaparam das mãos. Ou talvez não, pois nos 3 primeiros anos de governo, conseguiu recuperar o déficite, queos perdeu logo após ter-se iniciado a crise.

Obviamente estas noivas eleições têm apenas um significado: tirá-lo de lá e ser substituído por outro que seja mais simpático, pois em termos de governação pouco vai mudar. Apenas o «estilo» é que sofrerá mudanças.

Aguardemos para vermos.

Abraço.

24 de março de 2011

José Sócrates, o mapa de Portugal e os trânsitos da sua demissão do cargo de 1º ministro de Portugal [Apontamentos astrológicos]

José Sócrates
6 Setembro 1957 - 21h45
Vila Maçada, Alijó, Portugal
[41 N 19 - 7 W 33]
 [Deixo os dados de José Sócrates e as coordenadas de Vila Maçada,
para facilitar a vida aos estudantes de astrologia.]

Os trânsitos de José Socátres

José Sócrates pediu a demissão do cargo de 1º ministro de Portugal ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, em Lisboa, no dia 23 Março 2011, pelas 20h30, após toda a oposição, sem excepção, na Assembleia da República Portuguesa (Lisboa), ter votado  nessa tarde contra o PEC IV. Parecendo uma cena concertada de todos os partidos políticos. O país, em plena crise económica e financeira desde 2008, entrou também, em crise política, sendo necessárias novas eleições legislativas que custarão aos cofres do Estado qualquer coisa como 18 milhões de euros.

Antes que me acusem de coisas e lousas, afirmo já que esta situação não me deixou feliz, pois foi bem visível a quem acompanhou os discursos na Assembleia da República e os speechs posteriores dos políticos da oposição, após a demissão de José Sócrates, que se tratou de abater e encurralar o homem para assim tentarem abocanhar, em breve, os 'cornos do poder'. Foi o acto mais despudorado, da direita à esquerda, de um golpe palaciano contra quem, legitimamente, ganhou as últimas eleições. É o lado obscuro e trágico da democracia, a funcionar no seu submundo mais sombrio. A diferença com países não democráticos, como a Líbia, é que não foi necessário contratarem mercenários para matarem indiscriminadamente. Foi tudo feito a coberto das leis, mas de forma mancomunada.

As próximas eleições deverão ser em fins de Maio, princípios de Junho, e o novo governo emergente, quaisquer que sejam os partidos envolvidos, apresentarão outro PEC IV, mesmo que lhe mudem o nome. Talvez avalizado pelo FMI. [Notícias após a demissão de Sócrates, aqui. Preocupante: aqui.]


Olhemos para os seus trânsitos:

Na imagem acima tenho os glifos de Saturno, Plutão e Úrano, como representantes de uma determinada situação. Olhemos para o mapa astrológico de José Sócrates.

Que fique claro que esta pequena análise concentra-se apenas na figura de José Sócrates enquanto pessoa que exercia o cargo de primeiro ministro e não sobre a sua vida pessoal. Comecemos por Saturno em trânsito. Saturno simboliza as regras, obstáculos, forma, contenção, e, por onde anda diz-nos das dificuldades maiores dessa pessoa. Pois Saturno transita pela Casa 6 de José Sócrates. Num mapa astrológico, a Casa 6 simboliza o trabalho do dia-a-dia e a saúde, e pertence às energias de Virgem, onde Saturno se sente sempre muito cómodo a fazer planos, uns atrás dos outros. Foi o que assistimos nos últimos tempos: um constante ataque, um desfazer contínuo das suas medidas, uma crítica permanente. Não teve sossego e espero que saia desta situação com a aprendizagem do que deve e como deve fazer no futuro.

Curiosamente, devido ao actual movimento retrógrado de Saturno, quando chegarmos a Maio/Junho 2011, irá ligar-se à Parte da Fortuna e Júpiter natais, indicando que nas próximas eleições terá uma percentagem de votos favoráveis muito significativa, mas dificilmente ganhará as eleições para formar novo governo. No entanto, sentar-se-á na Assembleia da República como deputado da oposição. E que fará ele, então, tendo este posicionamento astrológico? Com 6 anos de governo (muita experiência do cargo) e sendo um bom orador, sabendo improvisar, sendo ele do signo Virgem com Ascendente em Touro, a persistência será uma tónica. Vai dar luta para desgastar os oponentes. Aguardemos.

Este Saturno em trânsito faz uma semi-quadratura ao seu Plutão natal. Portanto, Saturno a combater o seu poder pessoal. Nunca tinha visto esta característica nos trânsitos de alguém, a funcionar tão exemplarmente. O seu poder (Plutão), enquanto primeiro ministro foi machucado pelo Senhor dos Tempos. Será que Sócrates, enquanto indivíduo, vai aprender a lição? Espero que sim.

A terminar esta parte, resta-me informar que o mesmo Saturno faz uma quadratura ao seu Meio-do-Céu, ponto no mapa que simboliza o reconhecimento dos outros, a carreira pública e a forma como é aceite pelos demais. Um aspecto cármico muito poderoso, diga-se. Foi abatido.

A partir de Agosto de 2012, Saturno entrará na Casa 7 de José Sócrates. Em termos políticos que poderá ocorrer? Esta é a incógnita, pois ver-se-ão favorecidas todas as parcerias. Será um convite para uma tribuna internacional? Será uma nova responsabilidade no país? Em termos afectivos, será um bom trânsito.

Quantidade de deputados distribuídos pelos partidos eleitos.

Úrano ao entrar em Carneiro, na sua Casa 12 veio trazer-lhe uma mexida bem forte. Em termos macros, a Casa 12 simboliza as grandes instituições ou empresas. Que é um governo senão uma grande instituição e organização. É simplesmente o 'patrão' de todo o funcionalismo público. Úrano abalou toda essa estrutura, a pedir uma renovação, ares mais frescos, novas iniciativas. Como está a fazer uma quadratura à Parte da Fortuna de José Sócrates, esse 'potinho de ouro' que todos temos nos nossos mapas,  foi bem abanado. Bastante desafiante.

Plutão (o poder interno de cada um e, neste caso, acrescido pelo real poder do seu cargo) transita pela Casa 9 (o estrangeiro, as Leis, as grandes ideias) de Sócrates, dando-lhe este apoio da Europa, enquanto, internamente é contestado, pois é visto como o mau da fita. Ao estar a fazer uma quadratura a Júpiter natal, obviamente aqui percebe-se o confronto de ideias e ideais, pois Júpiter é o regente da Casa 9 e neste caso concreto, simboliza as Leis. Felizmente, Plutão não lhe faz nenhum aspecto aos seus planetas pessoais (do Sol a Marte).

Como os leitores já possuem os dados necessários, podem analisar mais miudinhamente toda esta situação, sobretudo com os planetas pessoais.


Olhemos agora para o mapa de Portugal

15 Março 1143 - Guimarães, Portugal

O aspecto mais poderoso que o mapa de Portugal está a receber é a conjunção exacta de Úrano em trânsito ao Saturno natal do país. Rebentou em toda a forma com as regras instituídas, atirando este país para a maior crise política e económica desde o 25 de Abril. Fez PUM!!! E estoirou.

Esotericamente, haveria muito a dizer. Muito mesmo. Mudanças de paradigmas. De consciência colectiva. Muito mais, mas neste momento não me parece oportuno enveredar por aí, e é melhor deixar refrescar os ânimos.

Saturno faz uma oposição a Mercúrio. Veja-se o ocorrido ontem na Assembleia da República e percebe-se este trânsito.

.



39 comentários:

Serginho Tavares disse...

Vou fazer um comentário nada a ver com o post mas se eu não disser eu morro...posso?
Lá vai!
Eu acho o Sócrates um gostoso!
Falei!

Agora sobre o post... Querido, tanto ele quanto o Cavaco deviam cair fora!

Beijos

Luisa Sal disse...

António

Gostei imenso da sua análise astrológica.

Grata

Luisa

Valentim disse...

Sou daquelas pessoas que aprendeu com quem sabe e, por ser mais velho,tem experiência que: Não existem coincidências.
Esta minha introdução não vai ser entendida por ninguém. Apenas vai fazer sentido para o autor deste post.
Mas como ia dizendo, este post é a prova que vale sempre a pena: falar, escutar, pensar, ou simplesmente ficar à espera que algo aconteça.
Para o autor Antonio, os meus parabéns.
Fico à espera que apareça o desenvolvimento da segunda parte do post. Aquele que fala de Portugal.
Obrigado pela aula astrologia.

Siala disse...

António, uma análise resumida e muito assertiva! Já se esperava o que aconteceu, mas também fiquei chocada com a evolução dos acontecimentos e as consequências gravíssimas para o País. Uma oposição que nunca, ao longo destes 6 anos, apresentou soluções viáveis e credíveis, e que se limitou a atacar e criticar de forma nada construtiva as medidas tomadas pelo governo...chafurdou em busca do poder pelo poder, com uma euforia doentia.
Não gosto do Eng.Sócrates. Faltou-lhe, a meu ver, o poder da comunicação e conexão com o eleitorado, a explicação das medidas tomadas - controversas mas necessárias. Contudo é um homem que os tem no sítio (perdoa-me a expressão). Que teve a coragem e audácia de iniciar reformas estruturais há muito necessárias, que nenhum outro Primeiro Ministro teve a coragem e vontade de fazer. Poderia talvez tê-las feito de outra forma, tentando o acordo com as várias plataformas envolvidas...mas todos sabemos o quão difícil é o entendimento entre alas opostas que em vez de terem em mente o bem do todo, têm apenas o seu bem, ou o da sua classe.
A ver vamos o que vai acontecer. Hoje ouvi numa reportagem várias pessoas entrevistadas na rua a falarem da entrada do FMI em Portugal, sem saberem do que estão a falar...a maioria da população vai ter um choque quando se virem confrontados com a realidade.
Tenho a esperança que ele aprenda as lições. Mal ou bem, a Politica é o que é, e Portugal não está sózinho e isolado. Fazemos parte da Europa. Aquando da entrada em cascata dos fundos Europeus em Portugal, não ouvi ninguém falar contra a Alemanha ou contra o sistema económico europeu...vi sim muitos a governarem-se sem investirem nas estruturas que agora sim, poderiam fazer toda a diferença e evitar a crise que vivemos.
Os Portugueses têm aquilo que merecem. Talvez este abanão acabe por resultar num salto de consciência, do individual para o colectivo, e os Portugueses possam finalmente ter consciência social do todo que somos...
Aguardemos.
Obrigada António :)

Teresa disse...

Querido António, adorei a sua visibilidade astrológica dos acontecimentos, ou não fosse o Mestre a falar! Obrigada por esta belíssima aula,e mais uma vez agradeço por ter partilhado a sua sabedoria. Um beijo Teresa Matos

Astrid Annabelle disse...

Li com muita atenção e ao terminar ficou o sentimento de quero mais...
António! Excelente...não tenho condições de avaliar a questão política portuguesa, mas refiro-me à análise astrológica!
A parte esotérica eu fico aguardando.
Um beijo grande para uma boa noite.
Astrid Annabelle

Joana disse...

Gostava tanto de saber o que tens a dizer esotericamente de Portugal. É que isso interessa-me muito mais que as trocas e destrocas dos politicos.

Para quando o post? :P

Beijinhos

Susana Vitorino disse...

Querido António

há muito que não vinha a esta casa virtual onde sempre nos recebes tão bem. Parece que o Urano anda a fazer das suas em todo o lado!

Faço a minha rentré no teu blog, hoje, com este artigo maravilhoso.

Também estou preocupada com o rumo das coisas... O Urano em cima do Saturno também dá actos impensados...

A ver, para onde vamos como colectivo...

Belíssima análise dos trÂnsitos, da situação, e devo dizer que fico com água na boca para mais. Para a análise esotérica. E para que possamos discutir o Mapa de POrtugal.

Bem hajas.

Abraço imenso na ALMA*

António Rosa disse...

Serginho

Pois Sócrates já caiu fora, mas isso não vai resolver o nosso problema. Nem de longe...

Abraço.

António Rosa disse...

Luísa

Muito agradecido por este apoio ao texto.

Abraço

António Rosa disse...

Valentim,

muito obrigado pelo apoio e sei que bem compreendes pois tivemos ontem uma longa conversa que resultou neste post e sei bem que falta bastante material, sobretudo sobre Portugal. Vamos nessa.

Beijo e muito obrigado.

António Rosa disse...

Siala,

Muito agradecido por ter gostado deste texto. Como deves entender não me competia fazer a análise política do 1º ministro, mas assentar-lhe a astrologia. Em política não há inocentes....

Beijos.

Ih....fud disse...

Oieeeee, não entendo, mas não entendo mesmo analises astrológicas então li mas vamos a realidade não entendi nada ..heeheh , mas enfim deixo um abraço para vc :)

António Rosa disse...

Querida Teresa,

Muito agradecido pelas palavras e pela Presença sempre marcante.~
Beijo.

António Rosa disse...

Astrid,

Vai haver mais, sobretudo no que ao mapa de Portugal diz respeito.

Muito obrigado.

Beijos

António Rosa disse...

Joana,

Vou tentar entrar pelo caminho esotérico de Portugal, prometo. Não te posso é dar datas.

Beijinho.

António Rosa disse...

Susana

Esse Saturno em cima do Saturno do mapa de Portugal é que me deixa muito mais inquieto que as politiquices dos homens, apesar de execráveis. És sempre bem-vinda por aqui. Vem sempre que te apetecer.

Beijos.

António Rosa disse...

Ok If...

Era uma questão de acompanhar pois expliquei o significado de cada planeta. Abraço.

Filomena Nunes disse...

Viva António Rosa,

Apenas... muito obrigada por mais este excelente artigo.

Não vou comentar o ex-primeiro ministro nem a politica em si porque não é oportuno numa aula de astrologia..

Um beijinho :))

Filomena

Rui António Santos disse...

Olá António, adorei ler e reler, e faz todo o sentido entender atraves da Astrologia o que está acontecendo com Portugal. Que todos nós portugueses possamos aprender com estsa fortes liçóes, no sentido esotérico é interessante tentar entender com mais profundidade, estas estruturas sociais a ruirem na relidade. Abraço Grande

Silenciosamente ouvindo... disse...

É de louvor o trabalho que fez sobre´a situação política em Portugal e sobre Sócrates.Devia
mandar-lhe.
Veremos se aquando das eleições
se confirma que ele não as vai
vencer, tenho algumas dúvidas.
Pelo menos ouço as pessoas que
eram contra ele a dizer que o
outro ainda vai ser pior.Sei lá!!!
Para já não devo estar em Portugal
nas datas em que estão a falar que
serão as eleições, daí não ter que
pensar em quem votar.
Bj.
Irene

António Rosa disse...

Filomena,

Muito obrigado pelas palavras, mas aqui pode-se comentar tudo o que o leitor quiser. :))

Beijinho

António Rosa disse...

Rui

Ando pouco inspirado para escrever e agora que o meu Sol vai entrar na 12, creio que menos vontade terei de exteriorizar, mas assim que possível, farei qualquer coisa sobre o actual estado esotérico de Portugal, atrav´s da astrologia, obviamente.

Abraço.

António Rosa disse...

Olá Irene

Obrigado por ter vindo. Aquilo que se ouve nas ruas nem sempre corresponde ao que se passa nas urnas.

:)

Boa viagem para essa altura.

Abraço.

Filomena Nunes disse...

:)))
Eu sei que o meu amigo nos dá essa liberdade. O que quis dizer é que preciso de outro ambiente para o fazer, ou seja, hoje, aqui, apesar da conjuntura, só me apetece deliciar-me com a aula de astrologia... se entrasse pela política, ia ficar indisposta!!

Um beijinho <3

Filomena

Rui António Santos disse...

Compreendo muito bem um sol na 12, tambem estou numa fase de pouca inspiração, com vários planetas a mudar de casa e meu sol de nascimento na 12, é fogo.

Valentim disse...

Caro Antonio se o problema é o sol entrar na casa 12, não seja por isso, no teu caso pre-vejo muita comunicação com os habitantes de luz do andar de cima.
Logo com tão boas conversas em prespectiva, a única coisa que pode resultar são post's bem instrutivos.
Deixo-te aqui um desafio: "falamos", através da escrita aqui no cova do urso, sobre o estado astrológico da nossa sociedade na altura das eleições.
Tenho cá um palpite que será um dos post's mais visitados. Aceitas?
Olha que segundo a RTP os consultórios dos astrologos estão cheios, dada a preocupação dos portugueses nesta crise politica e economica.

MARCELO DALLA disse...

Amigo querido!!!
Sabe que quando vi essa notícia na TV, imediatamente me lembrei de vc?
E depois pensei em todos os amigos queridos de Portugal, do quanto eu gosto de nossa amizade...
Sua análise está excelente e tb fiquei com gosto de quero mais.
Estou com a Astrid, aguardo a análise esotérica. Sinto que vc tem muito a nos dizer sobre o rumo deste país tão querido!
abraço

António Rosa disse...

Filomena,

Um grande beijinho. Não vale a pena ficar indisposta. A política é assim: uma fera assanhada. De todos os partidos. Não há inocentes.

António

António Rosa disse...

Rui,

Haverá muito a dizer na interpretação esotérica dos actuais trânsitos de Portugal. Pode ser que me anime. :)) Quando o meu Sol chegar ao ascendente, quem sabe...

Grande abraço.

António

António Rosa disse...

Valentim,

Muito obrigado pelo teu apoio. Vamos lá a ver se essa comunicação com os habitantes de Luz do andar de cima, vai funcionar em plenitude, pois a vida faz-se de muitas maneiras. Ter o teu interesse, apoio e ajuda é de enorme importância para mim.

Vou tentar fazer essa análise, a teu pedido.

Muitos beijinhos

António

António Rosa disse...

Marcelo,

É tentador ter o vosso apoio para uma análise esotérica do momento que Portugal vive. Sinto que estou a ser levado a isso. Tentarei concretizar.

Grande abraço.

António

Filomena Nunes disse...

Também iço a minha bandeira por uma interpretação esotérica...
Já estou a salivar.. :D

Um abraço e bom fim-de-semana

Filomena

Susana Vitorino disse...

Alguém limpa a poça de água? É que já somos muitos a salivar :)))

Oh! Céus! Como eu já tinha saudades de todos vós, de ti querido António, destas tertúlias de partilha e aprendizagens mil*

TH disse...

"É o lado obscuro e trágico da democracia, a funcionar no seu submundo mais sombrio"

Super concordo, querido. O estado-democrático de Direito caminha cada vez mais para o pensamento utópico...

ManDrag disse...

Muito boa apresentação e análise. Parabéns!

Quanto ao Sócrates, Peço desculpa pela minha rudeza, mas já vai tarde!
Foi uma promessa que se converteu num enorme fiasco. Se ele ao início vinha agraciado pela imagem de juventude e renovação, cedo se revelou um propagandista com tendência à prepotência e um fanfarrão do poder. Enfim, não soube explorar os melhores aspectos das conjunções que na tua análise apresentas, tendo-se envolvido numa série de disparatadas peripécias que em nada abonaram tanto o governo dele como a situação do país.

Agora, esperemos que o povo, pelo menos desta vez, saiba escolher com lucidez e inteligência e não pela cor da camisola, entre um jogo de futebol e um salto à praia.

Os portugueses têm de perder os tiques de classe média em desespero e assumir de vez que o destino da Nação está nas mãos de todos. É tempo de deixar de lado os comodismos e acabar com esse empurrar de barriga. Ou, se não se quiserem dar ao trabalho de construir um país debaixo para cima, entreguem-se a Espanha e unifiquem a Ibéria.

Beijos

ManDrag disse...

PS: Meu querido, já por várias vezes tentei fazer o Mapa Astral de Portugal, mas esbarro sempre com a hora correcta. Não consigo encontrar os dados que o Fernando Pessoa utilizou para o efeito. Será que me poderás dar uma ajuda neste embaraço?
Agradeço-te de coração!

Beijos

António Rosa disse...

THiago,

Sem dúvida que esse conceito utópico se está a transformar, numa rotina, quem certa legalidade é subvertida.

Grande abraço.

António

António Rosa disse...

ManDrag,

Agradeço-te imenso o teu comentário muito politizado. De acordo contigo quanto às conjunções que lhe escaparam das mãos. Ou talvez não, pois nos 3 primeiros anos de governo, conseguiu recuperar o déficite, queos perdeu logo após ter-se iniciado a crise.

Obviamente estas noivas eleições têm apenas um significado: tirá-lo de lá e ser substituído por outro que seja mais simpático, pois em termos de governação pouco vai mudar. Apenas o «estilo» é que sofrerá mudanças.

Aguardemos para vermos.

Abraço.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates