As livrarias muito especiais da Av. Santa Fé, em Buenos Aires - El Ateneo e Kier

26 de abril de 2011 ·


Buenos Aires, além de ser uma cidade enorme, é sem dúvida uma das mais glamorosas do mundo, com uma intensa vida cultural, artística e comercial. A Argentina é o país da América do Sul que mais lê. Hoje vamos fazer um curto passeio pela Avenida Santa Fe, uma das principais vias da cidade, para visitarmos as minhas duas livrarias de sonho. A foto de cima e de baixo mostra-nos partes dessa avenida, em fotografías tiradas por mim. A Avenida Santa Fé, também é uma atração pela sua arquitectura, que lembra muito Paris. O seu nome é uma homenagem à província de mesmo nome, na Argentina.

O nosso pequeno passeio de hoje, consiste em visitarmos duas das livrarias mais emblemáticas, localizadas nessa avenida - A Librería Kier e El Ateneo.





A Kier nasceu em 1907 como livraria teosófica. Imagine-se o nível evolutivo de Buenos Aires, para possuir no início do Sec XX, uma livraria altamente especializada. Tendo começado como livraria, rapidamente começou também a editar. Com o passar do tempo, a Kier começou a publicar numa grande diversidade de temas esotéricos. Hoje em dia, enquanto editora, tem um fundo impressionante com mais de 800 títulos vivos no seu catálogo. Obviamente, começou por traduzir livros estrangeiros e aos poucos foi criando uma rede de autores argentinos que abrangem área tão diversas como astrologia, auto-ajuda, artes marciais, numerologia, tarot, teosofia, orientalismo, filosofias diversas e um largo, mas muito largo etc. Ver site aqui.

Localizada no número 1260, da Avenida Santa Fé, a livraria Kier, que além de vender o fundo da sua própria editora, tem mais de 6.000 títulos de editoras de todo o mundo. Passei horas aqui dentro e tive que me disciplinar muito, para comprar cerca de 40 livros, que ainda hoje fazem a minha delícia. É a maior livraria do mundo da área esotérica.

Hoje em dia é muito mais que uma editora e livraria, pois criaram outros polos de interesse, criando outras ramificações: uma loja esotérica, um centro de formação nestas área e um centro de eventos. É impressionante. Gostei muito de ter lá estado.


Era uma vez um teatro que virou cinema, um cinema que virou livraria e uma livraria que virou atracção turística. Na história da actual livraria El Ateneo (Avenida Santa Fe, 1860) encontra o belíssimo Teatro Grand Splendid, que apenas no ano 2000 passou a ser uma livraria, com muito glamour no mais bonito endereço da Avenida Santa Fe.

O teatro foi construído em 1919 pelo austríaco Max Glücksmann. Depois de receber espetáculos de tango, o lugar passou a funcionar como cinema em 1926, e assim se manteve por longos 70 anos. A decadência adveio e, em 2000, a rede de livrarias Yenni comprou o Grand Splendid.

Desde então, o lugar das poltronas foi ocupado por milhares de livros, CDs e DVDs. E o palco – onde até Carlos Gardel se apresentou – transformou-se num café, com piano ao vivo. A livraria tem ainda um auditório para 130 pessoas.

Ao todo, são cinco andares: o térreo, três galerias (como as de um teatro de ópera) e um subsolo, onde fica a secção infantil. Mesmo quem não deseje comprar deve entrar aqui. Foi o que fiz. Fui apenas tomar um café, pois já tinha gasto as minhas reservas na Kier. Entrar, nem que seja para admirar o fresco da cúpula, pintado pelo artista italiano Nazareno Orlandi, ou contar aos amigos que se esteve na maior e mais linda livraria da Argentina e uma das maiores do mundo e sem dúvida alguma, única no seu género em todo o planeta. 

Nem quero saber daquelas mega 'stores' americanas, tão gabadas e comentadas, que também conheço [algumas, pelo menos]. Cultura,  respeito intelectual e emoção pura é no El Ateneo.

Deixo-vos com as imagens.







.

0 comentários:

26 de abril de 2011

As livrarias muito especiais da Av. Santa Fé, em Buenos Aires - El Ateneo e Kier


Buenos Aires, além de ser uma cidade enorme, é sem dúvida uma das mais glamorosas do mundo, com uma intensa vida cultural, artística e comercial. A Argentina é o país da América do Sul que mais lê. Hoje vamos fazer um curto passeio pela Avenida Santa Fe, uma das principais vias da cidade, para visitarmos as minhas duas livrarias de sonho. A foto de cima e de baixo mostra-nos partes dessa avenida, em fotografías tiradas por mim. A Avenida Santa Fé, também é uma atração pela sua arquitectura, que lembra muito Paris. O seu nome é uma homenagem à província de mesmo nome, na Argentina.

O nosso pequeno passeio de hoje, consiste em visitarmos duas das livrarias mais emblemáticas, localizadas nessa avenida - A Librería Kier e El Ateneo.





A Kier nasceu em 1907 como livraria teosófica. Imagine-se o nível evolutivo de Buenos Aires, para possuir no início do Sec XX, uma livraria altamente especializada. Tendo começado como livraria, rapidamente começou também a editar. Com o passar do tempo, a Kier começou a publicar numa grande diversidade de temas esotéricos. Hoje em dia, enquanto editora, tem um fundo impressionante com mais de 800 títulos vivos no seu catálogo. Obviamente, começou por traduzir livros estrangeiros e aos poucos foi criando uma rede de autores argentinos que abrangem área tão diversas como astrologia, auto-ajuda, artes marciais, numerologia, tarot, teosofia, orientalismo, filosofias diversas e um largo, mas muito largo etc. Ver site aqui.

Localizada no número 1260, da Avenida Santa Fé, a livraria Kier, que além de vender o fundo da sua própria editora, tem mais de 6.000 títulos de editoras de todo o mundo. Passei horas aqui dentro e tive que me disciplinar muito, para comprar cerca de 40 livros, que ainda hoje fazem a minha delícia. É a maior livraria do mundo da área esotérica.

Hoje em dia é muito mais que uma editora e livraria, pois criaram outros polos de interesse, criando outras ramificações: uma loja esotérica, um centro de formação nestas área e um centro de eventos. É impressionante. Gostei muito de ter lá estado.


Era uma vez um teatro que virou cinema, um cinema que virou livraria e uma livraria que virou atracção turística. Na história da actual livraria El Ateneo (Avenida Santa Fe, 1860) encontra o belíssimo Teatro Grand Splendid, que apenas no ano 2000 passou a ser uma livraria, com muito glamour no mais bonito endereço da Avenida Santa Fe.

O teatro foi construído em 1919 pelo austríaco Max Glücksmann. Depois de receber espetáculos de tango, o lugar passou a funcionar como cinema em 1926, e assim se manteve por longos 70 anos. A decadência adveio e, em 2000, a rede de livrarias Yenni comprou o Grand Splendid.

Desde então, o lugar das poltronas foi ocupado por milhares de livros, CDs e DVDs. E o palco – onde até Carlos Gardel se apresentou – transformou-se num café, com piano ao vivo. A livraria tem ainda um auditório para 130 pessoas.

Ao todo, são cinco andares: o térreo, três galerias (como as de um teatro de ópera) e um subsolo, onde fica a secção infantil. Mesmo quem não deseje comprar deve entrar aqui. Foi o que fiz. Fui apenas tomar um café, pois já tinha gasto as minhas reservas na Kier. Entrar, nem que seja para admirar o fresco da cúpula, pintado pelo artista italiano Nazareno Orlandi, ou contar aos amigos que se esteve na maior e mais linda livraria da Argentina e uma das maiores do mundo e sem dúvida alguma, única no seu género em todo o planeta. 

Nem quero saber daquelas mega 'stores' americanas, tão gabadas e comentadas, que também conheço [algumas, pelo menos]. Cultura,  respeito intelectual e emoção pura é no El Ateneo.

Deixo-vos com as imagens.







.

Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates