Design - Akshardham, o templo hindú (blogagem coletiva)

3 de setembro de 2010 ·


Este post é parte integrante da blogagem coletiva, 'Sensações e emoções'
no Café com Bolos, de Glorinha Leão

Pode parecer estranho que sendo o tema desta semana a 'felicidade', eu tenha escolhido fazer um post sobre um dos mais belos templos do mundo. É o templo da felicidade eterna.

Este post é fruto de uma inspiração recebida por um email da Filomena Nunes. Muito obrigado.


Akshardham
é um impressionante templo situado em Delhi, Índia, que mostra a magnitude da antiga arquitectura da Índia, apesar de ter sido construído no Sec. XX. Trata-se de um grande monumento de arenito cor de rosa e mármore branco, com 43 metros de altura e 96 de largura. Mostra-nos o que de mais tradicional a Índia possui, pois a construção deste templo obedeceu a normas arquitectónicas, culturais e espirituais próprios do sitema Vastu Shastra, que basicamente trata os edifícios com as proporções equivalentes aos seres vivos. Aquilo que hoje em dia conhecemos como Feng Shui é uma derivação relativamente recente do Vastu Shastra.

Além disso, o templo está decorado com 234 colunas talhadas em pedra, contando com mais de 20.000 esculturas e estátuas de divindades. O elegante edifício apoia-se sobre os ombros de 148 grandes estátuas de elefantes e, na parte interna, conta com três salas de exposições, situadas ao lado de dois grandes reservatórios de água. Akshardham foi criado pelo Pramukh Swami Maharaj cumprindo o desejo do seu gurú Brahmaswarup Yogiji Maharaj, o quarto sucessor de HDH Pramukh na hierarquia espiritual de Bhagwan Swaminarayan. O templo da felicidade eterna.


www.akshardham.com

Clicar nas fotos para as aumentar e ver melhor.









30 comentários:

Chica disse...
3 de setembro de 2010 às 00:08  

Puxa,que maravilhoso templo esse e tem tudo a ver com a felicidade.Ela ali é plena.

Reparaste nos jardins do templo as flores em forma de mandalas?

As pequenas,se assemelham com a que ganhaste...repara bem! Lindo tudo.

E cada detalhe dos pilares.Que trabalho! Linda postagem!

abração,boa noite,chica e tuuuuuuuuudo de bom!

Adelaide Figueiredo disse...
3 de setembro de 2010 às 00:21  

António,

Maravilhoso!!!
Arquitectura fabulosa, grandioso mas harmonioso. Quando se olha consegue-se sentir a felicidade!

Abraço

Saulo Taveira disse...
3 de setembro de 2010 às 01:50  

Emocionante com fotos, imagina ao vivo!
Parte de mim reside lá, estou certo.

Beijão.

Glorinha L de Lion disse...
3 de setembro de 2010 às 04:01  

Amigo Antônio, que participação belíssima! Diferente de tudo o que se poderia esperar! Que templo lindo, que maravilha arquitetônica! Fiquei deslumbrada com tanta arte e beleza, em cada canto que se olha, em cada coluna esculpida, em cada mandala do jardim,. É tudo divino. A felicidade com certeza mora aí. beijos e obrigada por tua linda participação.

Nilce disse...
3 de setembro de 2010 às 05:53  

Oi, Antonio

Que espetacular representação da Felicidade é este templo.
Deslumbrante, encantador, com a presença do belo, da arte, harmonia e paz.
Isto é mesmo o sinônimo de Felicidade.

Parabéns pelo post!

Bjs no coração!

Nilce

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 07:06  

Chica

O templo é algo digno de ser apreciado. Só o Taj Mahal, também dentro da Índia tem uma ressonância maior, pois é mais conhecido por ser mais antigo.

Beijo

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 07:07  

Adelaide

Sem dúvida que foi feita para comemorar a felicidade.

Abraço.

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 07:11  

Saulo,

Na próxima semana terei aqui um post sobre o seu blogue e sobre um post em especial. Depois avisarei para poder acompanhar.

Aind abem que gostou.

Também sinto que parte de mim reside lá.

Beijo.

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 07:12  

Glorinha

Ainda bem que gostou. Sei que será diferente da maioria dos participantes da blogagem coletiva. Achei melhor mostrar o mais bonito templo da felicidade.

Ñão duvido que a felicidade mora ali.

Beijos.

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 07:12  

Nilce, querida

Muito agradecido. Creio que ninguém fica indiferente a tamanha beleza.

Beijos

arKana disse...
3 de setembro de 2010 às 10:29  

Olá! é lindíssimo. Não conhecia! (Tenho um grande dívida a mim mesma por não conhecer mais Índia, adoro) e é coisa rara na nossa idade contemporânea fazerem-se tamanhas grandiosidades em pedra, para a eternidade... Beijinhos

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 11:00  

Arkana

A construção envolveu fé e felicidade.

Beijos.

Leci Irene disse...
3 de setembro de 2010 às 12:46  

É lindo o Templo! Realmente, eu seria feliz em poder beber desta beleza, ao vivo e a cores!
Imagino qtos lugares assim lindíssimos, que fazem a felicidade dos nossos olhos e alma, estão espalhados pelo meu País e pelo mundão a fora!
Obrigada por nos deixar curtir esta beleza ...

Sonia Beth disse...
3 de setembro de 2010 às 13:00  

Oi Antonio.
Um excelente dia a todos do Cova do Urso. Que belo! Vamos lá?

beijinhos

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 14:12  

Leci

esta semana preferi falar de uma felicidade que durará muito tempo e que, ao mesmo tempo, é muito humana.

Abraço

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 14:13  

Sônia

Ia já!

Beijos.

Astrid Annabelle disse...
3 de setembro de 2010 às 14:29  

Encantador António!
Lindas fotos. Sente-se a felicidade.
Imagina isso ao vivo e a cores?
Que linda idéia!

Eu ainda não postei nada...fiquei desde ontem no início da tarde sem net...foi uma FELICIDADE!!!!argg...
Vou ver se me inspiro agora.
Acabei de conectar.

Tenha um dia excepcionalmente feliz!
Um beijo grande
Astrid Annabelle

orvalho do ceu disse...
3 de setembro de 2010 às 14:31  

Olá, pessoa feliz!!!
Quanta FELICIDADE ter olhos pra ver toda essa beleza criada pela inteligência do ser humano: verdadeiro presente de Deus!!!
Bjs felizes.

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 15:00  

Astrid

Assim que soube qual era o tema desta semana, imediatamente pensei em mostrar algo duradouro e andava eu nas pesquisas, quando recebi um email da Filomena Nunes com estas fotos. Ou seja, o post para o tema foi-me dado pelo universo. Agradeci e aproveitei. O resto foi fazer pesquisas na net sobre este templo.

De certeza que lhe vai sair um tema.

Beijo

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 15:01  

Orvalho do Céu

Também entendi como um presente do céu.

Muito agradecido.

Beijos felizes

Lúcia Soares disse...
3 de setembro de 2010 às 17:18  

António, que beleza e grandiosidade! Magnífico, realmente me faltam palavras.
Vale a pena ir à Ìndia nem que seja só para visitá-lo, e ao Taj Mahal.
Realmente não tenho o que dizer diante de tanta beleza!
Se a felicidade eterna existe, certamente mora em cada coração que nela acredita.
Um abraço grande e bom fim de semana!

António Rosa disse...
3 de setembro de 2010 às 19:32  

Lúcia

é isso que sinto com este templo: felicidade eterna

grande abraço

Eraldo Paulino disse...
3 de setembro de 2010 às 20:37  

Aqui no BRasil as pessoas tem uma fixação pelos templos católicos. Quando nego consegue uma grana, sempre vai fazer um TUR pra conhecer as grandes igrejas europeias e tal... mas, eu sempre tive a pretenção de conhecer esses outros templos também. Por aí imaginas como curti este post, ne?

Grande abraço de urso!

Beth/Lilás disse...
3 de setembro de 2010 às 21:00  

Uau, Antonio, que beleza!
Nunca tinha visto tal templo nas fotografias da Índia e, realmente deve ser uma felicidade estar diante de tão belo lugar.
abs carioca

Macá disse...
3 de setembro de 2010 às 22:15  

Nossa, que coisa mais linda! Não conhecia.
Hum.... acho que eu seria bem feliz estando aí.
Obrigada por compartilhar conosco essa maravilha, e por dar idéia para uma futura viagem.
abraços

António Rosa disse...
4 de setembro de 2010 às 07:36  

Eraldo,

É compreensível a fixação pelos templos católicos. Aqui em Portugal é igual. Agradecido por teres curtido as imagens deste post. Por mim, punha-me já a caminho...

Grande abraço

António

António Rosa disse...
4 de setembro de 2010 às 07:36  

Beth/Lilás

Eu imagino a bela sensação que será estarmos diante de tamanha beleza. Felicidade absoluta.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2010 às 07:37  

Macá

Quem sabe se um dia essa viagem não se realiza?

Abraço

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...
4 de setembro de 2010 às 10:35  

A sua participação na blogagem coletiva foi de uma elegância extrema. Que templo lindo.
Queria muito vê-lo de perto. Só vi através de fotos, relatos, vídeos... estar nele deve ser um sonho.

Mas um dia eu vou. Nem que seja em espírito, eu vou rs.

abraços meu amigo. Bom fim de semana

António Rosa disse...
4 de setembro de 2010 às 11:23  

Alexandre

Junto a minha vós à sua: um dia vamos!

Abraço, meu querido.

Bom fim-de-semana.

3 de setembro de 2010

Design - Akshardham, o templo hindú (blogagem coletiva)


Este post é parte integrante da blogagem coletiva, 'Sensações e emoções'
no Café com Bolos, de Glorinha Leão

Pode parecer estranho que sendo o tema desta semana a 'felicidade', eu tenha escolhido fazer um post sobre um dos mais belos templos do mundo. É o templo da felicidade eterna.

Este post é fruto de uma inspiração recebida por um email da Filomena Nunes. Muito obrigado.


Akshardham
é um impressionante templo situado em Delhi, Índia, que mostra a magnitude da antiga arquitectura da Índia, apesar de ter sido construído no Sec. XX. Trata-se de um grande monumento de arenito cor de rosa e mármore branco, com 43 metros de altura e 96 de largura. Mostra-nos o que de mais tradicional a Índia possui, pois a construção deste templo obedeceu a normas arquitectónicas, culturais e espirituais próprios do sitema Vastu Shastra, que basicamente trata os edifícios com as proporções equivalentes aos seres vivos. Aquilo que hoje em dia conhecemos como Feng Shui é uma derivação relativamente recente do Vastu Shastra.

Além disso, o templo está decorado com 234 colunas talhadas em pedra, contando com mais de 20.000 esculturas e estátuas de divindades. O elegante edifício apoia-se sobre os ombros de 148 grandes estátuas de elefantes e, na parte interna, conta com três salas de exposições, situadas ao lado de dois grandes reservatórios de água. Akshardham foi criado pelo Pramukh Swami Maharaj cumprindo o desejo do seu gurú Brahmaswarup Yogiji Maharaj, o quarto sucessor de HDH Pramukh na hierarquia espiritual de Bhagwan Swaminarayan. O templo da felicidade eterna.


www.akshardham.com

Clicar nas fotos para as aumentar e ver melhor.









30 comentários:

Chica disse...

Puxa,que maravilhoso templo esse e tem tudo a ver com a felicidade.Ela ali é plena.

Reparaste nos jardins do templo as flores em forma de mandalas?

As pequenas,se assemelham com a que ganhaste...repara bem! Lindo tudo.

E cada detalhe dos pilares.Que trabalho! Linda postagem!

abração,boa noite,chica e tuuuuuuuuudo de bom!

Adelaide Figueiredo disse...

António,

Maravilhoso!!!
Arquitectura fabulosa, grandioso mas harmonioso. Quando se olha consegue-se sentir a felicidade!

Abraço

Saulo Taveira disse...

Emocionante com fotos, imagina ao vivo!
Parte de mim reside lá, estou certo.

Beijão.

Glorinha L de Lion disse...

Amigo Antônio, que participação belíssima! Diferente de tudo o que se poderia esperar! Que templo lindo, que maravilha arquitetônica! Fiquei deslumbrada com tanta arte e beleza, em cada canto que se olha, em cada coluna esculpida, em cada mandala do jardim,. É tudo divino. A felicidade com certeza mora aí. beijos e obrigada por tua linda participação.

Nilce disse...

Oi, Antonio

Que espetacular representação da Felicidade é este templo.
Deslumbrante, encantador, com a presença do belo, da arte, harmonia e paz.
Isto é mesmo o sinônimo de Felicidade.

Parabéns pelo post!

Bjs no coração!

Nilce

António Rosa disse...

Chica

O templo é algo digno de ser apreciado. Só o Taj Mahal, também dentro da Índia tem uma ressonância maior, pois é mais conhecido por ser mais antigo.

Beijo

António Rosa disse...

Adelaide

Sem dúvida que foi feita para comemorar a felicidade.

Abraço.

António Rosa disse...

Saulo,

Na próxima semana terei aqui um post sobre o seu blogue e sobre um post em especial. Depois avisarei para poder acompanhar.

Aind abem que gostou.

Também sinto que parte de mim reside lá.

Beijo.

António Rosa disse...

Glorinha

Ainda bem que gostou. Sei que será diferente da maioria dos participantes da blogagem coletiva. Achei melhor mostrar o mais bonito templo da felicidade.

Ñão duvido que a felicidade mora ali.

Beijos.

António Rosa disse...

Nilce, querida

Muito agradecido. Creio que ninguém fica indiferente a tamanha beleza.

Beijos

arKana disse...

Olá! é lindíssimo. Não conhecia! (Tenho um grande dívida a mim mesma por não conhecer mais Índia, adoro) e é coisa rara na nossa idade contemporânea fazerem-se tamanhas grandiosidades em pedra, para a eternidade... Beijinhos

António Rosa disse...

Arkana

A construção envolveu fé e felicidade.

Beijos.

Leci Irene disse...

É lindo o Templo! Realmente, eu seria feliz em poder beber desta beleza, ao vivo e a cores!
Imagino qtos lugares assim lindíssimos, que fazem a felicidade dos nossos olhos e alma, estão espalhados pelo meu País e pelo mundão a fora!
Obrigada por nos deixar curtir esta beleza ...

Sonia Beth disse...

Oi Antonio.
Um excelente dia a todos do Cova do Urso. Que belo! Vamos lá?

beijinhos

António Rosa disse...

Leci

esta semana preferi falar de uma felicidade que durará muito tempo e que, ao mesmo tempo, é muito humana.

Abraço

António Rosa disse...

Sônia

Ia já!

Beijos.

Astrid Annabelle disse...

Encantador António!
Lindas fotos. Sente-se a felicidade.
Imagina isso ao vivo e a cores?
Que linda idéia!

Eu ainda não postei nada...fiquei desde ontem no início da tarde sem net...foi uma FELICIDADE!!!!argg...
Vou ver se me inspiro agora.
Acabei de conectar.

Tenha um dia excepcionalmente feliz!
Um beijo grande
Astrid Annabelle

orvalho do ceu disse...

Olá, pessoa feliz!!!
Quanta FELICIDADE ter olhos pra ver toda essa beleza criada pela inteligência do ser humano: verdadeiro presente de Deus!!!
Bjs felizes.

António Rosa disse...

Astrid

Assim que soube qual era o tema desta semana, imediatamente pensei em mostrar algo duradouro e andava eu nas pesquisas, quando recebi um email da Filomena Nunes com estas fotos. Ou seja, o post para o tema foi-me dado pelo universo. Agradeci e aproveitei. O resto foi fazer pesquisas na net sobre este templo.

De certeza que lhe vai sair um tema.

Beijo

António Rosa disse...

Orvalho do Céu

Também entendi como um presente do céu.

Muito agradecido.

Beijos felizes

Lúcia Soares disse...

António, que beleza e grandiosidade! Magnífico, realmente me faltam palavras.
Vale a pena ir à Ìndia nem que seja só para visitá-lo, e ao Taj Mahal.
Realmente não tenho o que dizer diante de tanta beleza!
Se a felicidade eterna existe, certamente mora em cada coração que nela acredita.
Um abraço grande e bom fim de semana!

António Rosa disse...

Lúcia

é isso que sinto com este templo: felicidade eterna

grande abraço

Eraldo Paulino disse...

Aqui no BRasil as pessoas tem uma fixação pelos templos católicos. Quando nego consegue uma grana, sempre vai fazer um TUR pra conhecer as grandes igrejas europeias e tal... mas, eu sempre tive a pretenção de conhecer esses outros templos também. Por aí imaginas como curti este post, ne?

Grande abraço de urso!

Beth/Lilás disse...

Uau, Antonio, que beleza!
Nunca tinha visto tal templo nas fotografias da Índia e, realmente deve ser uma felicidade estar diante de tão belo lugar.
abs carioca

Macá disse...

Nossa, que coisa mais linda! Não conhecia.
Hum.... acho que eu seria bem feliz estando aí.
Obrigada por compartilhar conosco essa maravilha, e por dar idéia para uma futura viagem.
abraços

António Rosa disse...

Eraldo,

É compreensível a fixação pelos templos católicos. Aqui em Portugal é igual. Agradecido por teres curtido as imagens deste post. Por mim, punha-me já a caminho...

Grande abraço

António

António Rosa disse...

Beth/Lilás

Eu imagino a bela sensação que será estarmos diante de tamanha beleza. Felicidade absoluta.

António Rosa disse...

Macá

Quem sabe se um dia essa viagem não se realiza?

Abraço

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

A sua participação na blogagem coletiva foi de uma elegância extrema. Que templo lindo.
Queria muito vê-lo de perto. Só vi através de fotos, relatos, vídeos... estar nele deve ser um sonho.

Mas um dia eu vou. Nem que seja em espírito, eu vou rs.

abraços meu amigo. Bom fim de semana

António Rosa disse...

Alexandre

Junto a minha vós à sua: um dia vamos!

Abraço, meu querido.

Bom fim-de-semana.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates