Parâmetros para interpretar Marte

16 de fevereiro de 2009 ·

Este post é do mais tutorial que há. Que me desculpem os leitores que não merecem tanta falta de graça. O melhor é não o lerem, pois é um apontamento para mim próprio.

Marte por signo: 1 – O signo onde está Marte mostra-nos o modo como nos manifestamos ou como buscamos aquilo que desejamos. 2 – A natureza do signo ocupado por Marte mostra como podemos expressar: a nossa identidade; o nosso poder; a nossa potência. 3 – O signo de Marte indica como a energia sexual é expressada e como o impulso sexual é afirmado. 4 – Assim como Vénus tinge todos os seres humanos para expressarem o seu lado feminino, Marte tinge para que se expresse o lado masculino. Exemplos: Marte em Gémeos: usando as palavras. Marte em Balança: pelos relacionamentos ou pela afirmação dos ideais.

Marte por casa: 1 – A casa onde está Marte ou a casa em cuja cúspide recai Carneiro e, em certa medida, a casa em cuja cúspide recai Escorpião, permite-nos expressar melhor: a nossa identidade, o nosso poder e a nossa potência, porque estas casas são os lugares onde precisamos desenvolver o domínio da vida e do mundo exterior. 2 – A casa de Marte mostra a área de vida onde nos podemos sentir agressivos, impacientes e levados facilmente à raiva. 3 - Se não estivermos em contacto com a energia marciana, nem expressando-a, a posição da casa de Marte pode indicar uma área que nos leva à depressão ou às doenças. 4 – A casa de Marte mostra uma área da vida pela qual tentamos impressionar os outros com o nosso poder, o nosso ar mais afirmativo ou com a nossa sensualidade. Exemplos: Marte nas casas 1, 2 e 10 pode impelir-nos para ter negócio próprio.

Marte por aspecto: 1 - Qualquer planeta que faça aspecto com Marte influencia e tinge o modo como nos afirmamos. Por exemplo, com Úrano, Marte intensifica e eleva a afirmação e a auto-expressão. Com Saturno, pode retardar ou prejudicar a afirmação. 2 – Os planetas que formam aspectos tensos com Marte indicam o tipo de problema, conflito ou dilema que enfrentamos para expressar a nossa autonomia e individualidade. 3 – A natureza do planeta que forma aspecto com Marte pode indicar a forma como afirmamos a nossa identidade. Por exemplo, com Neptuno, pode indicar que nos sentimos “poderosos” por meio das coisas neptunianas (música, espiritualidade, etc.) e nos identificamos com elas.

Esta coisa da «Oficina amorosa», como lhe chamou uma amiga minha, num email particular, parece estar a dar-me a volta à cabeça. Também, quem me manda ter Quíron na 7?

8 comentários:

joana disse...
16 de fevereiro de 2009 às 19:30  

'oficina amorosa' é fixe : )))

António Rosa disse...
16 de fevereiro de 2009 às 20:47  

Também achei, por isso falei nisso.

;)

Samsara disse...
16 de fevereiro de 2009 às 22:15  

Um belo resumo, este é para guardar.

A volta à cabeça? Não vejo melhor desculpa para uma boa "volta à cabeça" do que os assuntos amorosos, LOL

Beijinhos

adelaide figueiredo disse...
17 de fevereiro de 2009 às 00:26  

António,

Está mesmo bom o post. Para se aprender não há melhor. Vou guardar esta explicação tão preciosa. São estas pequenas coisas que nos fazem aprender mais um pouco. Grata.

Abraço

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...
17 de fevereiro de 2009 às 08:27  

Pat,

Achei divertido que tivesses enfatizado os assuntos amorosos. Às vezes esqueço-me que estes assuntos podem interessar os outros.

:)

Beijinho

António Rosa disse...
17 de fevereiro de 2009 às 08:28  

Adelaide,

Eu avisei que era um texto tutorial e na minha cabeça fiquei com a ideia que poderia ser rejeitado por quem já domina a astrologia.

Abraço

adelaide figueiredo disse...
17 de fevereiro de 2009 às 11:41  

Nunca se rejeita nada. Há sempre sumo para tirar das coisas :)

Dia feliz

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...
17 de fevereiro de 2009 às 12:05  

Adelaide,

Muito obrigado pelas suas palavras de incentivo.

Abraço

16 de fevereiro de 2009

Parâmetros para interpretar Marte

Este post é do mais tutorial que há. Que me desculpem os leitores que não merecem tanta falta de graça. O melhor é não o lerem, pois é um apontamento para mim próprio.

Marte por signo: 1 – O signo onde está Marte mostra-nos o modo como nos manifestamos ou como buscamos aquilo que desejamos. 2 – A natureza do signo ocupado por Marte mostra como podemos expressar: a nossa identidade; o nosso poder; a nossa potência. 3 – O signo de Marte indica como a energia sexual é expressada e como o impulso sexual é afirmado. 4 – Assim como Vénus tinge todos os seres humanos para expressarem o seu lado feminino, Marte tinge para que se expresse o lado masculino. Exemplos: Marte em Gémeos: usando as palavras. Marte em Balança: pelos relacionamentos ou pela afirmação dos ideais.

Marte por casa: 1 – A casa onde está Marte ou a casa em cuja cúspide recai Carneiro e, em certa medida, a casa em cuja cúspide recai Escorpião, permite-nos expressar melhor: a nossa identidade, o nosso poder e a nossa potência, porque estas casas são os lugares onde precisamos desenvolver o domínio da vida e do mundo exterior. 2 – A casa de Marte mostra a área de vida onde nos podemos sentir agressivos, impacientes e levados facilmente à raiva. 3 - Se não estivermos em contacto com a energia marciana, nem expressando-a, a posição da casa de Marte pode indicar uma área que nos leva à depressão ou às doenças. 4 – A casa de Marte mostra uma área da vida pela qual tentamos impressionar os outros com o nosso poder, o nosso ar mais afirmativo ou com a nossa sensualidade. Exemplos: Marte nas casas 1, 2 e 10 pode impelir-nos para ter negócio próprio.

Marte por aspecto: 1 - Qualquer planeta que faça aspecto com Marte influencia e tinge o modo como nos afirmamos. Por exemplo, com Úrano, Marte intensifica e eleva a afirmação e a auto-expressão. Com Saturno, pode retardar ou prejudicar a afirmação. 2 – Os planetas que formam aspectos tensos com Marte indicam o tipo de problema, conflito ou dilema que enfrentamos para expressar a nossa autonomia e individualidade. 3 – A natureza do planeta que forma aspecto com Marte pode indicar a forma como afirmamos a nossa identidade. Por exemplo, com Neptuno, pode indicar que nos sentimos “poderosos” por meio das coisas neptunianas (música, espiritualidade, etc.) e nos identificamos com elas.

Esta coisa da «Oficina amorosa», como lhe chamou uma amiga minha, num email particular, parece estar a dar-me a volta à cabeça. Também, quem me manda ter Quíron na 7?

8 comentários:

joana disse...

'oficina amorosa' é fixe : )))

António Rosa disse...

Também achei, por isso falei nisso.

;)

Samsara disse...

Um belo resumo, este é para guardar.

A volta à cabeça? Não vejo melhor desculpa para uma boa "volta à cabeça" do que os assuntos amorosos, LOL

Beijinhos

adelaide figueiredo disse...

António,

Está mesmo bom o post. Para se aprender não há melhor. Vou guardar esta explicação tão preciosa. São estas pequenas coisas que nos fazem aprender mais um pouco. Grata.

Abraço

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...

Pat,

Achei divertido que tivesses enfatizado os assuntos amorosos. Às vezes esqueço-me que estes assuntos podem interessar os outros.

:)

Beijinho

António Rosa disse...

Adelaide,

Eu avisei que era um texto tutorial e na minha cabeça fiquei com a ideia que poderia ser rejeitado por quem já domina a astrologia.

Abraço

adelaide figueiredo disse...

Nunca se rejeita nada. Há sempre sumo para tirar das coisas :)

Dia feliz

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...

Adelaide,

Muito obrigado pelas suas palavras de incentivo.

Abraço

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates