Equívocos mercurianos

6 de junho de 2008 ·

Esta semana reaprendi da necessidade de usarmos o discernimento e a atenção às coisas que nos acontecem, pois facilmente podemos ser tragados por uma onda nada positiva. Como sabem, Mercúrio e Gémeos tratam das coisas da comunicação, dos media, da informação. Aprendi esta semana que ser co-responsável do site da “Escola de Astrologia Nova-Lis” [clicar] obriga a uma maior atenção de onde vem aquilo que não serve o nosso propósito – divulgar com qualidade a astrologia. Vejamos então o que aconteceu esta semana. Na terça-feira, telefonaram-nos da TVI a convidarem-nos para estarmos presentes num programa de Júlia Pinheiro, entretanto, já realizado. Que pretendiam? Que respondêssemos a esta pergunta “Faz a sua vida com normalidade ou rege-se pela astrologia?”. Na quarta-feira, foi a vez de recebermos um telefonema do Rádio Clube (nem percebi qual o programa) a pedirem-nos que à noite e por telefone, durante 1 minuto, fizéssemos previsões sobre o Euro 2008. Na quinta-feira, coube o turno ao programa da RTP, “Portugal no Coração” a insistirem connosco para estarmos presentes num programa, para respondermos a esta questão “O que é que a astrologia pensa das sextas-feiras, 13.” Entre outras coisas, aprendi a pôr em prática o saber dizer não, a todos. Com a astrologia a sair tão mal tratada assim, também não foi difícil. Três dias seguidos, do género tarantantan. :) É minha convicção que tudo isto aconteceu porque eu tinha que aprender alguma coisa com a vida, através da simbologia de um Mercúrio retrógrado, em Gémeos, a transitar combusto pela minha casa primeira, conjunto ao meu Sol natal. É o que dá termos um site como o “Nova-Lis”. A astrologia e o seu simbolismo é que se devem sobrepor e ajustar à nossa vida. À minha e à sua. Nunca ao contrário – a de adaptarmos a nossa vida à astrologia. Como explico isto em 1 minuto? Afastemo-nos desse equívoco mercuriano. Aprendizagem feita, julgo eu. Não quero para a minha vida esta coisa da exposição efémera e desnecessária. A minha Lua na VIII não aprecia isso, apesar de estar em Sagitário. Sei que quero continuar a estudar astrologia. O meu Júpiter em Aquário, na IX, confirma isso. Talvez aprenda a ser melhor pessoa. Que acontecerá quando este Mercúrio ficar directo e passar de novo pelo meu Sol?

11 comentários:

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...
6 de junho de 2008 às 09:41  

António, parabéns pela coragem de dizer não e pela de aqui vir falar do assunto.

Estas exposições televisivas, são na sua maioria limitativas e quem a elas assiste sem nada saber do assunto ou se é meio desconfiado, passa a ficar de todo, pela forma como o "assunto" tende a ser "vendido".

Acredito que se deve divulgar mas também defendo que há hora e local para tudo.

Abraço
Ana Cristina

António Rosa disse...
6 de junho de 2008 às 10:59  

Olá Ana Cristina,

Como bem sabe, este mesmo Mercúrio Rx trouxe-nos a capacidade de ambos divulgarmos o pensamento de Noel Tyl. Vai ser isso que ficará retido na minha memória de uma astrologia vivencial.

Abraço

António

jasmimdomeuquintal disse...
6 de junho de 2008 às 19:08  

Gostei de ler a sua refelxão António, é bom saber dizer não!
Ah! o concerto foi ... mau, devido Às más condições do som e da visivbilidade.
Vou fazer um post sobre isso.
Bom fim de semana

António Rosa disse...
6 de junho de 2008 às 20:14  

Olá Jasmim,

Muito obrigado. Que pena o concerto não tenha funcionado bem. O Rodrigo Leão merece melhor.

kiss

Samsara disse...
6 de junho de 2008 às 20:43  

António não consigo decidir qual dos convites gosto mais. Difícil escolha!
Tu soubeste escolher na perfeição.Aliás, não esperaria outra coisa.
Bjs.

António Rosa disse...
6 de junho de 2008 às 21:18  

Olá Princesa-Mãe,

Um beijinho. Deixei no teu espaço uma oferta à tua amiga Luisa, mas conta com o mesmo para a tua menina, também.

kii

Madame Celeste, disse...
6 de junho de 2008 às 23:53  

Sabe António, durante essas duas semanas tive que rever minha maneira de ver o mundo, de observar conexões e intenções. Foi algo que inicialmente me trouxe muita inquietude e raiva, mas tive que abandonar padrões que só me faziam agredir passivamente determinadas pessoas. São meus equívocos mercurianos. Abraços amigo.

António Rosa disse...
7 de junho de 2008 às 10:57  

Madame Celeste

Aprendi à minha própria custa que as mudanças são habitualmente dolorosas, ou difíceis. O importante é conseguirmos mudar.

Abraços

Dunyazade disse...
8 de junho de 2008 às 11:57  

Fez muito bem em dizer não.

António Rosa disse...
8 de junho de 2008 às 17:27  

A aprendizagem do "não" é mais complexa que qualquer outra. Obrigado.

Vera Braz Mendes disse...
14 de junho de 2012 às 21:12  

Bom, e continuo deliciada a ler textos mais antigos. lol, muito bom!

6 de junho de 2008

Equívocos mercurianos

Esta semana reaprendi da necessidade de usarmos o discernimento e a atenção às coisas que nos acontecem, pois facilmente podemos ser tragados por uma onda nada positiva. Como sabem, Mercúrio e Gémeos tratam das coisas da comunicação, dos media, da informação. Aprendi esta semana que ser co-responsável do site da “Escola de Astrologia Nova-Lis” [clicar] obriga a uma maior atenção de onde vem aquilo que não serve o nosso propósito – divulgar com qualidade a astrologia. Vejamos então o que aconteceu esta semana. Na terça-feira, telefonaram-nos da TVI a convidarem-nos para estarmos presentes num programa de Júlia Pinheiro, entretanto, já realizado. Que pretendiam? Que respondêssemos a esta pergunta “Faz a sua vida com normalidade ou rege-se pela astrologia?”. Na quarta-feira, foi a vez de recebermos um telefonema do Rádio Clube (nem percebi qual o programa) a pedirem-nos que à noite e por telefone, durante 1 minuto, fizéssemos previsões sobre o Euro 2008. Na quinta-feira, coube o turno ao programa da RTP, “Portugal no Coração” a insistirem connosco para estarmos presentes num programa, para respondermos a esta questão “O que é que a astrologia pensa das sextas-feiras, 13.” Entre outras coisas, aprendi a pôr em prática o saber dizer não, a todos. Com a astrologia a sair tão mal tratada assim, também não foi difícil. Três dias seguidos, do género tarantantan. :) É minha convicção que tudo isto aconteceu porque eu tinha que aprender alguma coisa com a vida, através da simbologia de um Mercúrio retrógrado, em Gémeos, a transitar combusto pela minha casa primeira, conjunto ao meu Sol natal. É o que dá termos um site como o “Nova-Lis”. A astrologia e o seu simbolismo é que se devem sobrepor e ajustar à nossa vida. À minha e à sua. Nunca ao contrário – a de adaptarmos a nossa vida à astrologia. Como explico isto em 1 minuto? Afastemo-nos desse equívoco mercuriano. Aprendizagem feita, julgo eu. Não quero para a minha vida esta coisa da exposição efémera e desnecessária. A minha Lua na VIII não aprecia isso, apesar de estar em Sagitário. Sei que quero continuar a estudar astrologia. O meu Júpiter em Aquário, na IX, confirma isso. Talvez aprenda a ser melhor pessoa. Que acontecerá quando este Mercúrio ficar directo e passar de novo pelo meu Sol?

11 comentários:

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

António, parabéns pela coragem de dizer não e pela de aqui vir falar do assunto.

Estas exposições televisivas, são na sua maioria limitativas e quem a elas assiste sem nada saber do assunto ou se é meio desconfiado, passa a ficar de todo, pela forma como o "assunto" tende a ser "vendido".

Acredito que se deve divulgar mas também defendo que há hora e local para tudo.

Abraço
Ana Cristina

António Rosa disse...

Olá Ana Cristina,

Como bem sabe, este mesmo Mercúrio Rx trouxe-nos a capacidade de ambos divulgarmos o pensamento de Noel Tyl. Vai ser isso que ficará retido na minha memória de uma astrologia vivencial.

Abraço

António

jasmimdomeuquintal disse...

Gostei de ler a sua refelxão António, é bom saber dizer não!
Ah! o concerto foi ... mau, devido Às más condições do som e da visivbilidade.
Vou fazer um post sobre isso.
Bom fim de semana

António Rosa disse...

Olá Jasmim,

Muito obrigado. Que pena o concerto não tenha funcionado bem. O Rodrigo Leão merece melhor.

kiss

Samsara disse...

António não consigo decidir qual dos convites gosto mais. Difícil escolha!
Tu soubeste escolher na perfeição.Aliás, não esperaria outra coisa.
Bjs.

António Rosa disse...

Olá Princesa-Mãe,

Um beijinho. Deixei no teu espaço uma oferta à tua amiga Luisa, mas conta com o mesmo para a tua menina, também.

kii

Madame Celeste, disse...

Sabe António, durante essas duas semanas tive que rever minha maneira de ver o mundo, de observar conexões e intenções. Foi algo que inicialmente me trouxe muita inquietude e raiva, mas tive que abandonar padrões que só me faziam agredir passivamente determinadas pessoas. São meus equívocos mercurianos. Abraços amigo.

António Rosa disse...

Madame Celeste

Aprendi à minha própria custa que as mudanças são habitualmente dolorosas, ou difíceis. O importante é conseguirmos mudar.

Abraços

Dunyazade disse...

Fez muito bem em dizer não.

António Rosa disse...

A aprendizagem do "não" é mais complexa que qualquer outra. Obrigado.

Vera Braz Mendes disse...

Bom, e continuo deliciada a ler textos mais antigos. lol, muito bom!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates