Quadratura de Úrano em trânsito à minha Lua natal

10 de junho de 2008 ·

Como descrever um trânsito que só ocorre a cada 42 anos? Da última vez que o encarei tinha 17 anos e recordo-me de uma louca paixão por uma mulher com o dobro da minha idade. O que a minha mãe atazanou a cabeça do meu pai por causa disso! Resultado: fui "enviado" para uma cidade a 2.000 kms de casa, continuar os meus estudos. Naquele tempo e em África, era assim que se resolviam certas coisas.

Portanto, agora é a última vez que passo pelo trânsito de Úrano em quadratura à minha Lua natal (a 23º de Sagitário). Escrevo agora pois estão separados por menos de 1º, e dentro de dias, Úrano iniciará o seu movimento retrógrado, antes de fazer o aspecto partil. É uma forma de aprofundar a minha própria consciência deste trânsito.

Comecei a senti-lo à cerca de 1 ano, mas eram ainda apenas pistas mal desenhadas no horizonte. Muitas ideias, umas atrás das outras, envolvendo projectos na internet. Já lhes perdi a conta. Os velhos e sábios astrólogos sempre me disseram que é um trânsito intenso, podendo ser devastador em algumas das suas acções. Garantidas estão as mudanças emocionais e familiares. É um carrossel imparável. Pode transtornar a vida familiar de uma pessoa. Comigo aconteceu. Diz quem sabe que é frequente haver problemas de saúde nas mulheres da nossa vida: mãe, mulher, filhas, amigas muito próximas. Confirmo essa possibilidade, infelizmente, com duas amigas minhas, sendo que uma delas "passou-se" completamente e agora vive uma vida alheada das questões cá debaixo.


Os sábios também dizem que este trânsito pode provocar a morte a alguma delas. Assim aconteceu. Em Fevereiro último, Úrano estava no grau 18 de Peixes, portanto a 5º da minha Lua, quando se deu o falecimento da minha idosa mãe. Apesar da idade, foi inesperado. É a realidade a confirmar a teoria que diz que cinco graus antes do aspecto exacto, aceleram-se as ocorrências.


Não pretendo alarmar ninguém, mas este trânsito pode provocar a ruptura repentina em casamentos que já estejam frágeis ou em sociedades mal equilibradas. Há a possibilidade de haver acidentes em casa. Os homens que passem por este trânsito devem agir com o maior cuidado para não se verem envolvidos em questões dolorosas e desnecessárias. A questão é tratar de se manter o mais equilibrado possível. Também está sempre a pairar no horizonte a possibilidade de surgir uma doença. É quase um mito manter-se completamente sereno.


O lado mais consistente deste trânsito, no que a mim diz respeito, tem sido o aprofundar os meus estudos astrológicos. A impressão que tenho de mim mesmo, a este nível, é que no último ano, sob este trânsito, aprendi a doar-me fazendo a astrologia possível. Isto dá-me uma sensação de felicidade que supera amplamente os desgostos da vida. É uma sensação de estar a fazer uma coisa diferente, mas prazenteira. Refiro-me ao site da Escola de Astrologia Nova-Lis, obviamente. Também não é todos os dias que se ouve "a voz de Deus", representada por Úrano.


A aprendizagem, creio, que seja só uma – não perder o centro interno. Cada um que dê o nome que entender a esse centro interno.


De uma próxima vez comentarei aqui outro trânsito que estou a viver em simultâneo - o mesmo Úrano a fazer quadratura ao meu Sol natal.


Passe bem.

14 comentários:

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...
10 de junho de 2008 às 00:58  

Aqui quem o passou há bem pouco; António isso vais ser uma ideia após outra, vai ter que gravar ou escrever para não as deixar passar. Um ano de emoções :-)

Respirar fundo faz bem nestas alturas.
Até amanhã.
Ana Cristina

António Rosa disse...
10 de junho de 2008 às 01:03  

Ana Cristina,

Como pipocas a saltitarem...

Eheheh

António

Samsara disse...
10 de junho de 2008 às 02:31  

António
Lamento a morte da tua mamã.
Fazendo um esforço para não me alarmar nas tuas possibilidades menos boas, focalizo a possibilidade de uma louca paixão correspondida por uma mulher, que é bom que não tenha o dobro da tua idade.He,He!Temos que nos rir sempre!
Bjs.

António Rosa disse...
10 de junho de 2008 às 10:39  

Samsara,

A vida apresenta-nos sempre um painel de acontecimentos e as tais possibilidades menos boas também estão aí, São mais chamativas que as possibilidades boas, mas vida é feia desta polaridades.

AH! O eu apaixonar-me loucamente, outra vez? Penso que isso vai acontecer, não sei é quando. Desta vez não convinha que ela tivesse o dobro da minha idade: 59 + 59 = ???

Eheheheheheh lol LOL

Ri-me com gosto

kiss

António

Dunyazade disse...
10 de junho de 2008 às 18:33  

Que fixe 0_o
Vou ter este trânsito também. A minha lua está a 26º Sagitário.

Em Março de 2009 estará a 5 graus do grau exacto - em junho de 2009 estará a 26 Peixes (urano). E depois com o movimento retrógado vai andar a fazer "estragos" à minha lua o resto do ano. Finalmente em 2010 estará, em Março, novamente a 26 Peixes.

'Tou a ver que me espera uma viagem "atribulada"...

Enfim :/

E agora vou trabalhar que não me apetece nada :|

Astrid Annabelle disse...
10 de junho de 2008 às 19:22  

António,
estás a poucas horas do seu aniversário, portanto terminando seu inferno astral. Espero que apesar de todas essas perspectivas complicadas que enumerou no seu post, durma tranqüilo e entre num novo dia com muita alegria!
Amanhã voltarei para lhe dar os devidos parabéns!
Obrigado por deixar um comentário no meu blog.
Abreijos.
Ma Jivan Prabhuta
( Meus sentimentos em relação ao falecimento de sua mãe...não sabia do ocorrido)

António Rosa disse...
10 de junho de 2008 às 19:29  

Olá Danuzya,

Já estou a ver que essas "medidas" foram todas tiradas ao milímetro.

Prepare-se para um fervilhar de ideias. Quem sabe se não surgirá o "livro" ?

Saudações

António

António Rosa disse...
10 de junho de 2008 às 19:33  

Querida Astrid,

Tenho meditado muito na história do "inferno astral" ser o mês anterior ao nosso aniversário.

Tentei ver por todos os ângulos astrológicos e pessoais.

Não consegui encontrar esse inferno na minha vida.

Pelo contrário, sinto como se tivéesse sido um período incrível na minha vida. Foram 30 dias intensos, com perspectivas novas, ideias fervilhantes, projectos a surgirem e, ao mesmo tempo, tenho-me sentido em paz comigo mesmo, com a capacidade de tomar iniciativas que me têm agradado e deixado feliz.

Muito agradecido.

Beijo

António

Anónimo disse...
10 de junho de 2008 às 20:09  

Que vc. meu novo amigo Antônio.
Possa respirar e fazer uma mudança radical em sua vida.
Te desejo paz e saúde muito bem elaborado esse seu blog.
Voltarei sempre.
Te aguardo no cantinho da deusaodoya.
Fique em paz.

António Rosa disse...
10 de junho de 2008 às 20:27  

deusaodoya,

E qual é seu endereço para poder visitá-la.

Obrigado por ter vindo.

jasmimdomeuquintal disse...
11 de junho de 2008 às 01:44  

Muito interessante.
boa semana (resto)

António Rosa disse...
11 de junho de 2008 às 07:51  

Olá Jasmmim

Obrigado por ter vindo.

kiss

Dunyazade disse...
11 de junho de 2008 às 21:01  

Isto tá tudo controlado ao milimitro, lol.

"O" livro - era bom, que a minha criatividade anda por baixo.

António Rosa disse...
11 de junho de 2008 às 22:26  

Dunyazade

(puxa, hoje acertei com o nome)

Até lá - 2009 e 2010 - a inspiração para o livro come back.

A.

10 de junho de 2008

Quadratura de Úrano em trânsito à minha Lua natal

Como descrever um trânsito que só ocorre a cada 42 anos? Da última vez que o encarei tinha 17 anos e recordo-me de uma louca paixão por uma mulher com o dobro da minha idade. O que a minha mãe atazanou a cabeça do meu pai por causa disso! Resultado: fui "enviado" para uma cidade a 2.000 kms de casa, continuar os meus estudos. Naquele tempo e em África, era assim que se resolviam certas coisas.

Portanto, agora é a última vez que passo pelo trânsito de Úrano em quadratura à minha Lua natal (a 23º de Sagitário). Escrevo agora pois estão separados por menos de 1º, e dentro de dias, Úrano iniciará o seu movimento retrógrado, antes de fazer o aspecto partil. É uma forma de aprofundar a minha própria consciência deste trânsito.

Comecei a senti-lo à cerca de 1 ano, mas eram ainda apenas pistas mal desenhadas no horizonte. Muitas ideias, umas atrás das outras, envolvendo projectos na internet. Já lhes perdi a conta. Os velhos e sábios astrólogos sempre me disseram que é um trânsito intenso, podendo ser devastador em algumas das suas acções. Garantidas estão as mudanças emocionais e familiares. É um carrossel imparável. Pode transtornar a vida familiar de uma pessoa. Comigo aconteceu. Diz quem sabe que é frequente haver problemas de saúde nas mulheres da nossa vida: mãe, mulher, filhas, amigas muito próximas. Confirmo essa possibilidade, infelizmente, com duas amigas minhas, sendo que uma delas "passou-se" completamente e agora vive uma vida alheada das questões cá debaixo.


Os sábios também dizem que este trânsito pode provocar a morte a alguma delas. Assim aconteceu. Em Fevereiro último, Úrano estava no grau 18 de Peixes, portanto a 5º da minha Lua, quando se deu o falecimento da minha idosa mãe. Apesar da idade, foi inesperado. É a realidade a confirmar a teoria que diz que cinco graus antes do aspecto exacto, aceleram-se as ocorrências.


Não pretendo alarmar ninguém, mas este trânsito pode provocar a ruptura repentina em casamentos que já estejam frágeis ou em sociedades mal equilibradas. Há a possibilidade de haver acidentes em casa. Os homens que passem por este trânsito devem agir com o maior cuidado para não se verem envolvidos em questões dolorosas e desnecessárias. A questão é tratar de se manter o mais equilibrado possível. Também está sempre a pairar no horizonte a possibilidade de surgir uma doença. É quase um mito manter-se completamente sereno.


O lado mais consistente deste trânsito, no que a mim diz respeito, tem sido o aprofundar os meus estudos astrológicos. A impressão que tenho de mim mesmo, a este nível, é que no último ano, sob este trânsito, aprendi a doar-me fazendo a astrologia possível. Isto dá-me uma sensação de felicidade que supera amplamente os desgostos da vida. É uma sensação de estar a fazer uma coisa diferente, mas prazenteira. Refiro-me ao site da Escola de Astrologia Nova-Lis, obviamente. Também não é todos os dias que se ouve "a voz de Deus", representada por Úrano.


A aprendizagem, creio, que seja só uma – não perder o centro interno. Cada um que dê o nome que entender a esse centro interno.


De uma próxima vez comentarei aqui outro trânsito que estou a viver em simultâneo - o mesmo Úrano a fazer quadratura ao meu Sol natal.


Passe bem.

14 comentários:

Ana Cristina Corrêa Mendes disse...

Aqui quem o passou há bem pouco; António isso vais ser uma ideia após outra, vai ter que gravar ou escrever para não as deixar passar. Um ano de emoções :-)

Respirar fundo faz bem nestas alturas.
Até amanhã.
Ana Cristina

António Rosa disse...

Ana Cristina,

Como pipocas a saltitarem...

Eheheh

António

Samsara disse...

António
Lamento a morte da tua mamã.
Fazendo um esforço para não me alarmar nas tuas possibilidades menos boas, focalizo a possibilidade de uma louca paixão correspondida por uma mulher, que é bom que não tenha o dobro da tua idade.He,He!Temos que nos rir sempre!
Bjs.

António Rosa disse...

Samsara,

A vida apresenta-nos sempre um painel de acontecimentos e as tais possibilidades menos boas também estão aí, São mais chamativas que as possibilidades boas, mas vida é feia desta polaridades.

AH! O eu apaixonar-me loucamente, outra vez? Penso que isso vai acontecer, não sei é quando. Desta vez não convinha que ela tivesse o dobro da minha idade: 59 + 59 = ???

Eheheheheheh lol LOL

Ri-me com gosto

kiss

António

Dunyazade disse...

Que fixe 0_o
Vou ter este trânsito também. A minha lua está a 26º Sagitário.

Em Março de 2009 estará a 5 graus do grau exacto - em junho de 2009 estará a 26 Peixes (urano). E depois com o movimento retrógado vai andar a fazer "estragos" à minha lua o resto do ano. Finalmente em 2010 estará, em Março, novamente a 26 Peixes.

'Tou a ver que me espera uma viagem "atribulada"...

Enfim :/

E agora vou trabalhar que não me apetece nada :|

Astrid Annabelle disse...

António,
estás a poucas horas do seu aniversário, portanto terminando seu inferno astral. Espero que apesar de todas essas perspectivas complicadas que enumerou no seu post, durma tranqüilo e entre num novo dia com muita alegria!
Amanhã voltarei para lhe dar os devidos parabéns!
Obrigado por deixar um comentário no meu blog.
Abreijos.
Ma Jivan Prabhuta
( Meus sentimentos em relação ao falecimento de sua mãe...não sabia do ocorrido)

António Rosa disse...

Olá Danuzya,

Já estou a ver que essas "medidas" foram todas tiradas ao milímetro.

Prepare-se para um fervilhar de ideias. Quem sabe se não surgirá o "livro" ?

Saudações

António

António Rosa disse...

Querida Astrid,

Tenho meditado muito na história do "inferno astral" ser o mês anterior ao nosso aniversário.

Tentei ver por todos os ângulos astrológicos e pessoais.

Não consegui encontrar esse inferno na minha vida.

Pelo contrário, sinto como se tivéesse sido um período incrível na minha vida. Foram 30 dias intensos, com perspectivas novas, ideias fervilhantes, projectos a surgirem e, ao mesmo tempo, tenho-me sentido em paz comigo mesmo, com a capacidade de tomar iniciativas que me têm agradado e deixado feliz.

Muito agradecido.

Beijo

António

Anónimo disse...

Que vc. meu novo amigo Antônio.
Possa respirar e fazer uma mudança radical em sua vida.
Te desejo paz e saúde muito bem elaborado esse seu blog.
Voltarei sempre.
Te aguardo no cantinho da deusaodoya.
Fique em paz.

António Rosa disse...

deusaodoya,

E qual é seu endereço para poder visitá-la.

Obrigado por ter vindo.

jasmimdomeuquintal disse...

Muito interessante.
boa semana (resto)

António Rosa disse...

Olá Jasmmim

Obrigado por ter vindo.

kiss

Dunyazade disse...

Isto tá tudo controlado ao milimitro, lol.

"O" livro - era bom, que a minha criatividade anda por baixo.

António Rosa disse...

Dunyazade

(puxa, hoje acertei com o nome)

Até lá - 2009 e 2010 - a inspiração para o livro come back.

A.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates