Trânsitos - como funcionam (para estudantes avançados)

31 de maio de 2013 ·

Design by Fada Moranga

Aviso aos leitores não iniciados em astrologia: este é um post muito técnico.

A propósito de um post anterior, intitulado «Interpretação dos trânsitos para principiantes» (clicar aqui), apresento um exemplo prático dividido em 2 partes. Não é um exemplo qualquer, pois é bem real, à data em que escrevo este artigo. Foi retirado do mapa de uma das amigas que frequentam este blogue. Quem é? Quem é?

Para escolher este mapa, olhei para vários, pois interessava-me especialmente procurar um trânsito vivaço que envolvesse um planeta pessoal – Marte -, por ser o mais demorado dos pessoais. A dona do mapa irá reconhecer imediatamente que é do mapa dela que falo.
Aqui vamos nós, iniciando pela criação do cenárioMarte em trânsito, em Carneiro/Áries (18º), na Casa 4 faz oposição a Úrano natal em Balança/Libra (19º 11’), na casa 10. Para os leitores mais avançados em astrologia: este planeta está a 1º 39’ da cúspide da Casa 11 da dona deste mapa. Faço esta ressalva, pois, como se sabe, um planeta natal que esteja a 3º da casa seguinte, influencia grandemente essa casa. Há linhas astrológicas que indicam até 5º de diferença. Concedo estes 5º em circunstâncias muito especiais, o que não é o caso.
No post anterior escrevi que os componentes básicos de um trânsito são estes:
1 – Ter em conta a natureza do planeta natal que recebe o trânsito, assim como o seu posicionamento por signo e casa.
Neste caso estamos a falar de Úrano em Balança/Libra, na casa 10. A natureza deste planeta com este posicionamento, diz-nos que é uma pessoa moderna e avançada com noções avant-gard sobre relacionamentos, intensas experiências de vida, um âmbito social alargado que toca ambos os extremos do espectro comunitário, que irá contribuir para a sociedade com valores diferentes mas amplamente apreciados, que podem ir de noções de justiça, códigos legais a práticas profissionais. A astrologia e outras terapias pouco convencionais, podem estar envolvidas. A ênfase principal é a sociedade.
Por estar na Casa 10, será alguém que profissionalmente é visto como pouco comum. Lembro-me de ter visto uma fotografia da dona do mapa a escalar um monte, à corda, acompanhando os operários com quem trabalha. Esta posição predispõe a pessoa para áreas científicas, humanitárias e ocultas; electrónica, matemática e astrologia são profissões típicas. Seja qual for a carreira escolhida, haverá inovações nos métodos e técnicas. São pessoas que têm muita força de vontade e fazem contribuições singulares na profissão. Uma certa dificuldade de lidar com pessoas em posições de autoridade.
Não posso alongar-me mais, para isto não se transformar num manual. Os principiantes que ainda não estejam preparados para um curso formal, podem estudar e aprofundar estas matérias no site da «Escola de Astrologia Nova-Lis». Este aviso serve para o resto do exemplo.
2 – A seguir, concentre-se na natureza do planeta em trânsito.

Como indiquei mais acima, trata-se de Marte em Carneiro/Áries, na Casa 4.

Marte a transitar por Carneiro/Áries caracteriza uma energia irreprimível que precisa encontrar uma maneira de se expressar. Esta é a posição básica do impulso inicial para a acção e auto-expressão, conduzindo à experiência evolucionária. Ao trânsitar por este signo indica energia, iniciativa, coragem e impulsividade. O impulso de realizar coisas leva à criatividade e ao início de muitos novos projectos. Há capacidade de liderança. Não esqueçamos que é um signo cardinal. Por estar a passar pela Casa 4, este montão de energia toca naquilo que são as bases das pessoas, da família, de propriedades imobiliárias. 

Portanto, sabendo que estes dois planetas estão em contacto, podemos dizer que há uma «premência», uma «necessidade intensa», uma «vontade inquestionável» naquilo em que se manifestar o trânsito.

3 – Obviamente, ter em conta o ângulo do trânsito para determinarmos que aspecto faz.

Na data em que iniciei a escrita deste artigo, o mapa desta pessoa dizia-me que entre Marte em trânsito e Úrano natal havia cerca de 180º a separá-los. O aspecto é a oposição. Isto diz-nos que a «premência», da «necessidade intensa» ou da «vontade inquestionável» que mencionei acima tinha que ser resolvida de alguma maneira. Há uma luta de opostos com potencial de integração. Porque Marte, em saindo desta oposição (quando publicar o texto, talvez tenha saído) encaminha-se para aspectos facilitadores com Úrano.

O que quer que seja a ser feito, tem que funcionar com imensa energia, alguns solavancos, a planificação a não funcionar em pleno (dependendo de outros aspectos, claro!). Como envolve as casas 4 e 10/11 da dona do mapa, apresentaria as hipóteses prováveis para este trânsito, analisando apenas estes breves componentes básicos de um trânsito:

a) Terá havido alterações na casa onde a dona do mapa vive? Essas alterações foram ocasionadas por situações de alguma forma inesperada? [Úrano]

b) Havia planos para essas possíveis alterações, [Marte] mas tiveram que ser postos em prática antes 
[Úrano] da altura em que eventualmente teria sido mais desejado ou planificado?

c) Terão sido obras ou uma mera limpeza com umas pinturas à mistura, para refrescar o ambiente?
 [Marte]

d) As alterações 
[Úrano] que ocorreram não foram feitas de forma insensata, pois ambos signos são cardinais [Carneiro/Áries - Balança/Libra]. No entanto, envolveu cansaço e grande esforço físico. [Marte]

e) Será que as alterações 
[Úrano] ocorridas envolveram equipamentos sofisticados?[Úrano] 

f) As alterações mencionadas terão sido levadas ao extremo de poderem representar mudança de casa?
[Marte/Úrano]

g) Será que para a concretização destas alterações, houve envolvimento de meios profissionais ou de amizade da dona do mapa? 
[Casa 10/11 - exemplos: ajuda física, empréstimo de viaturas, etc.]

Seguiram o meu raciocínio ou fui muito confuso na explicação?

Qual é a sua opinião? Agradeço contribuições e debate nos comentários. 

Peço à pessoa visada – ela sabe quem é – que não facilite demasiado com a sua resposta, mas fica desde já convidada a voltar a este post mais tarde, para nos esclarecer devidamente. É o feedback do cliente.

.

1 comentários:

susane disse...
15 de fevereiro de 2016 às 10:11  

Gracias por este gran sitio, muy abigarrada de las ideas buenas e interesantes. Especialmente mantenerlo. Buena suerte
cordialmente

voyance par mail

31 de maio de 2013

Trânsitos - como funcionam (para estudantes avançados)

Design by Fada Moranga

Aviso aos leitores não iniciados em astrologia: este é um post muito técnico.

A propósito de um post anterior, intitulado «Interpretação dos trânsitos para principiantes» (clicar aqui), apresento um exemplo prático dividido em 2 partes. Não é um exemplo qualquer, pois é bem real, à data em que escrevo este artigo. Foi retirado do mapa de uma das amigas que frequentam este blogue. Quem é? Quem é?

Para escolher este mapa, olhei para vários, pois interessava-me especialmente procurar um trânsito vivaço que envolvesse um planeta pessoal – Marte -, por ser o mais demorado dos pessoais. A dona do mapa irá reconhecer imediatamente que é do mapa dela que falo.
Aqui vamos nós, iniciando pela criação do cenárioMarte em trânsito, em Carneiro/Áries (18º), na Casa 4 faz oposição a Úrano natal em Balança/Libra (19º 11’), na casa 10. Para os leitores mais avançados em astrologia: este planeta está a 1º 39’ da cúspide da Casa 11 da dona deste mapa. Faço esta ressalva, pois, como se sabe, um planeta natal que esteja a 3º da casa seguinte, influencia grandemente essa casa. Há linhas astrológicas que indicam até 5º de diferença. Concedo estes 5º em circunstâncias muito especiais, o que não é o caso.
No post anterior escrevi que os componentes básicos de um trânsito são estes:
1 – Ter em conta a natureza do planeta natal que recebe o trânsito, assim como o seu posicionamento por signo e casa.
Neste caso estamos a falar de Úrano em Balança/Libra, na casa 10. A natureza deste planeta com este posicionamento, diz-nos que é uma pessoa moderna e avançada com noções avant-gard sobre relacionamentos, intensas experiências de vida, um âmbito social alargado que toca ambos os extremos do espectro comunitário, que irá contribuir para a sociedade com valores diferentes mas amplamente apreciados, que podem ir de noções de justiça, códigos legais a práticas profissionais. A astrologia e outras terapias pouco convencionais, podem estar envolvidas. A ênfase principal é a sociedade.
Por estar na Casa 10, será alguém que profissionalmente é visto como pouco comum. Lembro-me de ter visto uma fotografia da dona do mapa a escalar um monte, à corda, acompanhando os operários com quem trabalha. Esta posição predispõe a pessoa para áreas científicas, humanitárias e ocultas; electrónica, matemática e astrologia são profissões típicas. Seja qual for a carreira escolhida, haverá inovações nos métodos e técnicas. São pessoas que têm muita força de vontade e fazem contribuições singulares na profissão. Uma certa dificuldade de lidar com pessoas em posições de autoridade.
Não posso alongar-me mais, para isto não se transformar num manual. Os principiantes que ainda não estejam preparados para um curso formal, podem estudar e aprofundar estas matérias no site da «Escola de Astrologia Nova-Lis». Este aviso serve para o resto do exemplo.
2 – A seguir, concentre-se na natureza do planeta em trânsito.

Como indiquei mais acima, trata-se de Marte em Carneiro/Áries, na Casa 4.

Marte a transitar por Carneiro/Áries caracteriza uma energia irreprimível que precisa encontrar uma maneira de se expressar. Esta é a posição básica do impulso inicial para a acção e auto-expressão, conduzindo à experiência evolucionária. Ao trânsitar por este signo indica energia, iniciativa, coragem e impulsividade. O impulso de realizar coisas leva à criatividade e ao início de muitos novos projectos. Há capacidade de liderança. Não esqueçamos que é um signo cardinal. Por estar a passar pela Casa 4, este montão de energia toca naquilo que são as bases das pessoas, da família, de propriedades imobiliárias. 

Portanto, sabendo que estes dois planetas estão em contacto, podemos dizer que há uma «premência», uma «necessidade intensa», uma «vontade inquestionável» naquilo em que se manifestar o trânsito.

3 – Obviamente, ter em conta o ângulo do trânsito para determinarmos que aspecto faz.

Na data em que iniciei a escrita deste artigo, o mapa desta pessoa dizia-me que entre Marte em trânsito e Úrano natal havia cerca de 180º a separá-los. O aspecto é a oposição. Isto diz-nos que a «premência», da «necessidade intensa» ou da «vontade inquestionável» que mencionei acima tinha que ser resolvida de alguma maneira. Há uma luta de opostos com potencial de integração. Porque Marte, em saindo desta oposição (quando publicar o texto, talvez tenha saído) encaminha-se para aspectos facilitadores com Úrano.

O que quer que seja a ser feito, tem que funcionar com imensa energia, alguns solavancos, a planificação a não funcionar em pleno (dependendo de outros aspectos, claro!). Como envolve as casas 4 e 10/11 da dona do mapa, apresentaria as hipóteses prováveis para este trânsito, analisando apenas estes breves componentes básicos de um trânsito:

a) Terá havido alterações na casa onde a dona do mapa vive? Essas alterações foram ocasionadas por situações de alguma forma inesperada? [Úrano]

b) Havia planos para essas possíveis alterações, [Marte] mas tiveram que ser postos em prática antes 
[Úrano] da altura em que eventualmente teria sido mais desejado ou planificado?

c) Terão sido obras ou uma mera limpeza com umas pinturas à mistura, para refrescar o ambiente?
 [Marte]

d) As alterações 
[Úrano] que ocorreram não foram feitas de forma insensata, pois ambos signos são cardinais [Carneiro/Áries - Balança/Libra]. No entanto, envolveu cansaço e grande esforço físico. [Marte]

e) Será que as alterações 
[Úrano] ocorridas envolveram equipamentos sofisticados?[Úrano] 

f) As alterações mencionadas terão sido levadas ao extremo de poderem representar mudança de casa?
[Marte/Úrano]

g) Será que para a concretização destas alterações, houve envolvimento de meios profissionais ou de amizade da dona do mapa? 
[Casa 10/11 - exemplos: ajuda física, empréstimo de viaturas, etc.]

Seguiram o meu raciocínio ou fui muito confuso na explicação?

Qual é a sua opinião? Agradeço contribuições e debate nos comentários. 

Peço à pessoa visada – ela sabe quem é – que não facilite demasiado com a sua resposta, mas fica desde já convidada a voltar a este post mais tarde, para nos esclarecer devidamente. É o feedback do cliente.

.

1 comentário:

susane disse...

Gracias por este gran sitio, muy abigarrada de las ideas buenas e interesantes. Especialmente mantenerlo. Buena suerte
cordialmente

voyance par mail

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates