Os corpos da fisicalidade

7 de maio de 2013 ·



Não sei quem fez esta ilustração que a encontrei por aí. Já nem me atrevo a usar as palavras 'acaso' ou 'coincidência'. A verdade é que serve perfeitamente para aquilo que pretendo explicar.

Caros amigos leitores, vamo-nos concentrar, por enquanto no que existe dentro da faixa preta. Antes de falarmos na parte superior, lilás.

Primeiro aviso: as cores que encontram não possuem nenhum significado metafísico. É apenas expressão artística do autor da ilustração.

Dentro da faixa negra encontramos 5 elípticas que correspondem aos 5 dos nossos corpos existentes no planeta Terra, evido à gravidade existente.

Primeiro corpo: o «corpo físico» [Physical] - é aquilo que pertencendo ao nosso ser, é a parte mais densa da sua estrutura. Enquanto estamos vivos sentimos esse corpo.

Quatro corpos restantes: não são visíveis aos nossos olhos, mas existem e são tão funcionais como os outros. Existem por causa da gravidade do nosso planeta. São os corpos «astral», «causal», mental» e «etérico».

Aqueles que estão mais ligados ao corpo físico são o «mental» [pensamos, fazemos contas, calculamos e, sobretudo, é um corpo que MENTE AO CORPO FÍSICO, pois faz-lhe acreditar que a «realidade» é aquela formada por 3 componentes: comprimento, largura e altura - ou seja a vida 3D, ou tridimensional que conhecemos. Tudo para evitar que o corpo físico sofra. É o corpo do raciocínio, do pensamento e também, da meditação. É relativo ao Elemento Ar. O Corpo Mental é a força interior que molda a vida exterior, quando bem preparada pelo Ser.

O outro corpo que está junto ao «físico» e ao «mental» é o corpo «Emocional», aqui na ilustração chamado de «astral» [Astral], que como podem perceber é o corpo que está mais próxima do corpo físico.  Este é o terceiro, dos quatro corpos inferiores do Ser humano e é relativo ao elemento água. O Corpo Emocional é o Corpo dos Desejos, do Medo, da Vontade e do Sentimento. É também chamado de Corpo Astral. Este é o grande imã que atrai tudo o que pensamos. Quando na nossa linguagem humana dizemos que TEMOS QUE FALAR O QUE O CORAÇÃO PEDE, é deste corpo que estamos a tratar. Por isso o estar tão do corpo físico. Em qualquer religião, mesmo as seitas pagãs, qual é o movimento que significa «sinceridade», «verdade»? É qundo levamos a(s) mão(s) ao peito. Já pensaram nisso. É a vontade do coração, ou seja, a vontade do Corpo Emocional ou Astral. Se todos os corpos são abençoados por Deus, este está em primeiro lugar.

O corpo «causal» trata de uma coisa simples: é o corpo da causa e do efeito. É para quando exercitamos o nosso livre-arbítrio, contrariando o corpo «mental». As palavras de ordem do corpo «causal» são a Compaixão e o Perdão.

O corpo «etérico» é o corpo mais denso depois do corpo físico, a cerca de 15/30 cm deste corpo e é formado por uma camada de energia subtil que acompanha completamente a forma do corpo físico. Esta estrutura constitui a matriz de energia sobre a qual se modela e consolida a matéria física dos tecidos do corpo, que só existem graças ao campo vital que os sustenta. Inúmeras feridas, bloqueios e dores do corpo físico estão presentes no corpo etérico. É este corpo que permite ao corpo físico viver, porque é este que o vitaliza com a energia do prana.

Deixemos para outro dia os restantes corpos divinos e tentemos compreender os nossos corpos da fisicalidade.

Como perceberam a «alma» não faz parte dos corpos físicos. Fica para depois, está bem?


.

1 comentários:

Astrid Annabelle disse...
7 de maio de 2013 às 21:32  

Gostei de ler meu querido António.
Nunca é demais aprender um pouco mais.
Andei estes últimos dias por aqui no Cova do Urso para apreciar as novidades. Gostei das tirinhas do Navegante do Infinito...fiquei toda prosa!!!
Seu blog está um luxo!!! Muito bonito.
Beijo grande
Astrid Annabelle

7 de maio de 2013

Os corpos da fisicalidade



Não sei quem fez esta ilustração que a encontrei por aí. Já nem me atrevo a usar as palavras 'acaso' ou 'coincidência'. A verdade é que serve perfeitamente para aquilo que pretendo explicar.

Caros amigos leitores, vamo-nos concentrar, por enquanto no que existe dentro da faixa preta. Antes de falarmos na parte superior, lilás.

Primeiro aviso: as cores que encontram não possuem nenhum significado metafísico. É apenas expressão artística do autor da ilustração.

Dentro da faixa negra encontramos 5 elípticas que correspondem aos 5 dos nossos corpos existentes no planeta Terra, evido à gravidade existente.

Primeiro corpo: o «corpo físico» [Physical] - é aquilo que pertencendo ao nosso ser, é a parte mais densa da sua estrutura. Enquanto estamos vivos sentimos esse corpo.

Quatro corpos restantes: não são visíveis aos nossos olhos, mas existem e são tão funcionais como os outros. Existem por causa da gravidade do nosso planeta. São os corpos «astral», «causal», mental» e «etérico».

Aqueles que estão mais ligados ao corpo físico são o «mental» [pensamos, fazemos contas, calculamos e, sobretudo, é um corpo que MENTE AO CORPO FÍSICO, pois faz-lhe acreditar que a «realidade» é aquela formada por 3 componentes: comprimento, largura e altura - ou seja a vida 3D, ou tridimensional que conhecemos. Tudo para evitar que o corpo físico sofra. É o corpo do raciocínio, do pensamento e também, da meditação. É relativo ao Elemento Ar. O Corpo Mental é a força interior que molda a vida exterior, quando bem preparada pelo Ser.

O outro corpo que está junto ao «físico» e ao «mental» é o corpo «Emocional», aqui na ilustração chamado de «astral» [Astral], que como podem perceber é o corpo que está mais próxima do corpo físico.  Este é o terceiro, dos quatro corpos inferiores do Ser humano e é relativo ao elemento água. O Corpo Emocional é o Corpo dos Desejos, do Medo, da Vontade e do Sentimento. É também chamado de Corpo Astral. Este é o grande imã que atrai tudo o que pensamos. Quando na nossa linguagem humana dizemos que TEMOS QUE FALAR O QUE O CORAÇÃO PEDE, é deste corpo que estamos a tratar. Por isso o estar tão do corpo físico. Em qualquer religião, mesmo as seitas pagãs, qual é o movimento que significa «sinceridade», «verdade»? É qundo levamos a(s) mão(s) ao peito. Já pensaram nisso. É a vontade do coração, ou seja, a vontade do Corpo Emocional ou Astral. Se todos os corpos são abençoados por Deus, este está em primeiro lugar.

O corpo «causal» trata de uma coisa simples: é o corpo da causa e do efeito. É para quando exercitamos o nosso livre-arbítrio, contrariando o corpo «mental». As palavras de ordem do corpo «causal» são a Compaixão e o Perdão.

O corpo «etérico» é o corpo mais denso depois do corpo físico, a cerca de 15/30 cm deste corpo e é formado por uma camada de energia subtil que acompanha completamente a forma do corpo físico. Esta estrutura constitui a matriz de energia sobre a qual se modela e consolida a matéria física dos tecidos do corpo, que só existem graças ao campo vital que os sustenta. Inúmeras feridas, bloqueios e dores do corpo físico estão presentes no corpo etérico. É este corpo que permite ao corpo físico viver, porque é este que o vitaliza com a energia do prana.

Deixemos para outro dia os restantes corpos divinos e tentemos compreender os nossos corpos da fisicalidade.

Como perceberam a «alma» não faz parte dos corpos físicos. Fica para depois, está bem?


.

1 comentário:

Astrid Annabelle disse...

Gostei de ler meu querido António.
Nunca é demais aprender um pouco mais.
Andei estes últimos dias por aqui no Cova do Urso para apreciar as novidades. Gostei das tirinhas do Navegante do Infinito...fiquei toda prosa!!!
Seu blog está um luxo!!! Muito bonito.
Beijo grande
Astrid Annabelle

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates