PROJECTO ANUEA (online) - contacto para todos aqueles que aspiram à Nova Vida

15 de junho de 2010 ·


QUE É O PROJECTO ANUEA?
www.anuea.org



PROJECTO ANUEA
www.anuea.org


Recebi esta importante informação, que me deixou encantado, por ter a incrível assinatura do mentor e criador do site «Comunidade-Espiritual», Pedro Elias, que a seguir transcrevo:

Leia com atenção, com calma e escute o coração.

Que se dê atenção a às palavras do mesmo:

«Este projecto nasce da necessidade de colocar em contacto todos aqueles que aspiram à Nova Vida, à manifestação desse novo paradígma, assente na construção de um modelo que seja totalmente auto-suficiente e capaz de responder aos desafios que se colocarão quando o sistema vigente entrar em colapso definitivo.

Essa é a tarefa de Portugal, a de dar o exemplo de quem soube implementar em si essas mudanças, mostrando ao mundo o caminho a seguir. E isso é algo que começa em cada um de nós, individualmente, na vontade de dar esse passo, e depois por todos, em conjunto, na implementação dessa obra.

Que Portugal se cumpra através de cada um de nós!»

Texto na íntegra que figura no início do site:

«Uma Nova Terra, sem países, sem classes sociais, sem dinheiro, plenamente integrada com os ritmos naturais do planeta, onde todos são verdadeiramente iguais e livres, não é um sonho, não é uma utopia, não é sequer uma quimera — ilusão consciente — alimentada por uns quantos poetas do Espírito.

»A Nova Terra, como expressão de uma humanidade mais consciente e desperta, é a realidade daqueles que não têm medo de ousar e de afirmar que é possível Ser e Fazer diferente, não num qualquer futuro por anunciar ou já anunciado, mas neste momento que se faz presente, neste espaço diante dos nossos olhos como terra virgem a ser arada pelas mãos da Alma que agirá através daqueles que, mais conscientes, se disponibilizarem a ser de acordo com um novo paradigma civilizacional, totalmente autónomo e independente do sistema vigente, para que, quando este entrar em colapso definitivo, essa alternativa se mantenha a funcionar, como exemplo daquilo que tem que ser feito e também como ajuda a todos os que necessitarem.

»Estamos num mundo em colapso civilizacional. As estruturas vigentes estão a ruir a cada dia que passa e não têm mais como se regenerar. É necessário, por isso mesmo, plasmar uma alternativa que permaneça e que seja o diapasão que irá harmonizar todas as cordas deste imenso e complexo instrumento que é a Terra e toda a Vida planetária.

Esse novo paradigma, no entanto, não pode nascer de uma mente formatada pelos valores instituídos, pois seria dar continuidade aos velhos métodos, mas de uma mente liberta que esteja em plena sintonia com a Alma. Não se trata, por isso mesmo, de construir uma Nova Terra, mas sim de dar o espaço necessário dentro de nós para que esta se manifeste através da nossa acção consciente.

»Portugal, como porta-estandarte desse império novo, o quinto, como sempre foi referenciado, esse império do Espírito santificado pela consciência do Filho que nos impulsiona para a acção em prol de um Novo Mundo, tem um papel único diante de todas as nações que é o de levar o exemplo de quem soube implementar em si essa mudança, mostrando a todos como fazer e o caminho a seguir.

»Serão nestas terras, preparadas ao longo de séculos para a tarefa que se irá cumprir finalmente, que a Nova Terra começará a despontar como realidade objectiva, através da acção daqueles que têm a responsabilidade de permitir que esta se manifeste. Compete, por isso mesmo, aos políticos deste país a clarividência necessária para perceberem que o destino deste núcleo consciente não é o de ser um simples vagão no meio do comboio, indo a reboque dos poderes instituídos no mundo, mas de ser a locomotiva desse novo paradigma.

»Um paradigma que irá fazer deste país o primeiro no mundo a conseguir a auto-suficiência energética com energias limpas. Que irá começar a implementar núcleos comunitários que se bastarão a si mesmo, sem necessidade de nada externo e onde o dinheiro não estará presente por não ser mais necessário, pois não só os recursos que a terra nos dá são, como sempre foram, gratuitos, como a mão-de-obra será vista como serviço que se presta à comunidade, não sendo remunerada, e assim todas as necessidades básicas poderão ser supridas e os recursos necessários poderão ser disponibilizados também de forma gratuita.

»Dessa forma, quando o sistema financeiro mundial entrar em colapso definitivo e o dinheiro deixar de ter valor, — e isso irá acontecer logo ali ao virar da esquina — Portugal será o único país capaz de dar uma resposta adequada, mostrando a todos os países do mundo como proceder para efectuarem, sem grandes custos sociais, a transição de uma economia baseada no dinheiro para uma economia baseada nos recursos. Poderemos então implementar um novo sistema, onde todos serão verdadeiramente iguais, sem classes sociais, pois tudo o que a terra dá é de todos e para todos, e o serviço que se presta como trabalho é realizado por todos, para o bem comum.


»Um sistema verdadeiramente livre, de uma liberdade que democracia alguma conseguiu oferecer aos homens, pois escravos do dinheiro e da condição social, ninguém alguma vez pode experimentar a verdadeira liberdade, que nasce apenas quando o Ser é pleno em si mesmo, sem que nada de externo o possa condicionar.

»O Projecto ANUEA nasce, assim, como um núcleo de união de todos aqueles que aspiram a essa Nova Vida e à manifestação desse Novo Paradigma.

»Sejam todos Bem-vindos.»

Texto da autoria do Administrador do Projecto Anuea

Leia, inscreva-se e participe no PROJECTO ANUEA
www.anuea.org

O site ainda está em fase de início e de textos.


9 comentários:

marcelo dalla disse...
15 de junho de 2010 às 19:50  

Maravilhoso e abençoado projeto!!!! Este é o nosso sonho, que está prestes a se cumprir. Vou correndo lá.
abraço, amigo!

Astrid Annabelle disse...
15 de junho de 2010 às 20:21  

António!Boa tarde!
Antes de deixar um comentário por aqui estive lá me registrando no projeto...maravilhoso.
Beijo
Astrid Annabelle

Fada Moranga disse...
16 de junho de 2010 às 02:42  

Querido António, desde tenra idade que achava que nunca iria reformar-me e que iria ser remunerada em galinhas e couves! ;-)
Já lá estou!
Um grande bem haja!
Beijos***deFada

António Rosa disse...
16 de junho de 2010 às 08:26  

Marcelo

Ainda está tudo no início...

Abraço.

António Rosa disse...
16 de junho de 2010 às 08:26  

Astrid

Já estamos ligados lá no Anuea.

Beijo.

António Rosa disse...
16 de junho de 2010 às 08:27  

Fada

Pois vamos às couves! Beijo.

Maria Ribeiro disse...
16 de junho de 2010 às 12:53  

ANTÓNIO ROSA: um beijo e... rápidas melhoras.
Lusibero

António Rosa disse...
16 de junho de 2010 às 18:27  

Maria

Grato pela Presença. Um grande beijo.

audrey lefour disse...
8 de maio de 2017 às 09:33  

Su blog es precioso, así como bellas ideas!

consultation voyance gratuite

15 de junho de 2010

PROJECTO ANUEA (online) - contacto para todos aqueles que aspiram à Nova Vida


QUE É O PROJECTO ANUEA?
www.anuea.org



PROJECTO ANUEA
www.anuea.org


Recebi esta importante informação, que me deixou encantado, por ter a incrível assinatura do mentor e criador do site «Comunidade-Espiritual», Pedro Elias, que a seguir transcrevo:

Leia com atenção, com calma e escute o coração.

Que se dê atenção a às palavras do mesmo:

«Este projecto nasce da necessidade de colocar em contacto todos aqueles que aspiram à Nova Vida, à manifestação desse novo paradígma, assente na construção de um modelo que seja totalmente auto-suficiente e capaz de responder aos desafios que se colocarão quando o sistema vigente entrar em colapso definitivo.

Essa é a tarefa de Portugal, a de dar o exemplo de quem soube implementar em si essas mudanças, mostrando ao mundo o caminho a seguir. E isso é algo que começa em cada um de nós, individualmente, na vontade de dar esse passo, e depois por todos, em conjunto, na implementação dessa obra.

Que Portugal se cumpra através de cada um de nós!»

Texto na íntegra que figura no início do site:

«Uma Nova Terra, sem países, sem classes sociais, sem dinheiro, plenamente integrada com os ritmos naturais do planeta, onde todos são verdadeiramente iguais e livres, não é um sonho, não é uma utopia, não é sequer uma quimera — ilusão consciente — alimentada por uns quantos poetas do Espírito.

»A Nova Terra, como expressão de uma humanidade mais consciente e desperta, é a realidade daqueles que não têm medo de ousar e de afirmar que é possível Ser e Fazer diferente, não num qualquer futuro por anunciar ou já anunciado, mas neste momento que se faz presente, neste espaço diante dos nossos olhos como terra virgem a ser arada pelas mãos da Alma que agirá através daqueles que, mais conscientes, se disponibilizarem a ser de acordo com um novo paradigma civilizacional, totalmente autónomo e independente do sistema vigente, para que, quando este entrar em colapso definitivo, essa alternativa se mantenha a funcionar, como exemplo daquilo que tem que ser feito e também como ajuda a todos os que necessitarem.

»Estamos num mundo em colapso civilizacional. As estruturas vigentes estão a ruir a cada dia que passa e não têm mais como se regenerar. É necessário, por isso mesmo, plasmar uma alternativa que permaneça e que seja o diapasão que irá harmonizar todas as cordas deste imenso e complexo instrumento que é a Terra e toda a Vida planetária.

Esse novo paradigma, no entanto, não pode nascer de uma mente formatada pelos valores instituídos, pois seria dar continuidade aos velhos métodos, mas de uma mente liberta que esteja em plena sintonia com a Alma. Não se trata, por isso mesmo, de construir uma Nova Terra, mas sim de dar o espaço necessário dentro de nós para que esta se manifeste através da nossa acção consciente.

»Portugal, como porta-estandarte desse império novo, o quinto, como sempre foi referenciado, esse império do Espírito santificado pela consciência do Filho que nos impulsiona para a acção em prol de um Novo Mundo, tem um papel único diante de todas as nações que é o de levar o exemplo de quem soube implementar em si essa mudança, mostrando a todos como fazer e o caminho a seguir.

»Serão nestas terras, preparadas ao longo de séculos para a tarefa que se irá cumprir finalmente, que a Nova Terra começará a despontar como realidade objectiva, através da acção daqueles que têm a responsabilidade de permitir que esta se manifeste. Compete, por isso mesmo, aos políticos deste país a clarividência necessária para perceberem que o destino deste núcleo consciente não é o de ser um simples vagão no meio do comboio, indo a reboque dos poderes instituídos no mundo, mas de ser a locomotiva desse novo paradigma.

»Um paradigma que irá fazer deste país o primeiro no mundo a conseguir a auto-suficiência energética com energias limpas. Que irá começar a implementar núcleos comunitários que se bastarão a si mesmo, sem necessidade de nada externo e onde o dinheiro não estará presente por não ser mais necessário, pois não só os recursos que a terra nos dá são, como sempre foram, gratuitos, como a mão-de-obra será vista como serviço que se presta à comunidade, não sendo remunerada, e assim todas as necessidades básicas poderão ser supridas e os recursos necessários poderão ser disponibilizados também de forma gratuita.

»Dessa forma, quando o sistema financeiro mundial entrar em colapso definitivo e o dinheiro deixar de ter valor, — e isso irá acontecer logo ali ao virar da esquina — Portugal será o único país capaz de dar uma resposta adequada, mostrando a todos os países do mundo como proceder para efectuarem, sem grandes custos sociais, a transição de uma economia baseada no dinheiro para uma economia baseada nos recursos. Poderemos então implementar um novo sistema, onde todos serão verdadeiramente iguais, sem classes sociais, pois tudo o que a terra dá é de todos e para todos, e o serviço que se presta como trabalho é realizado por todos, para o bem comum.


»Um sistema verdadeiramente livre, de uma liberdade que democracia alguma conseguiu oferecer aos homens, pois escravos do dinheiro e da condição social, ninguém alguma vez pode experimentar a verdadeira liberdade, que nasce apenas quando o Ser é pleno em si mesmo, sem que nada de externo o possa condicionar.

»O Projecto ANUEA nasce, assim, como um núcleo de união de todos aqueles que aspiram a essa Nova Vida e à manifestação desse Novo Paradigma.

»Sejam todos Bem-vindos.»

Texto da autoria do Administrador do Projecto Anuea

Leia, inscreva-se e participe no PROJECTO ANUEA
www.anuea.org

O site ainda está em fase de início e de textos.


9 comentários:

marcelo dalla disse...

Maravilhoso e abençoado projeto!!!! Este é o nosso sonho, que está prestes a se cumprir. Vou correndo lá.
abraço, amigo!

Astrid Annabelle disse...

António!Boa tarde!
Antes de deixar um comentário por aqui estive lá me registrando no projeto...maravilhoso.
Beijo
Astrid Annabelle

Fada Moranga disse...

Querido António, desde tenra idade que achava que nunca iria reformar-me e que iria ser remunerada em galinhas e couves! ;-)
Já lá estou!
Um grande bem haja!
Beijos***deFada

António Rosa disse...

Marcelo

Ainda está tudo no início...

Abraço.

António Rosa disse...

Astrid

Já estamos ligados lá no Anuea.

Beijo.

António Rosa disse...

Fada

Pois vamos às couves! Beijo.

Maria Ribeiro disse...

ANTÓNIO ROSA: um beijo e... rápidas melhoras.
Lusibero

António Rosa disse...

Maria

Grato pela Presença. Um grande beijo.

audrey lefour disse...

Su blog es precioso, así como bellas ideas!

consultation voyance gratuite

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates