Entrevista de André Louro de Almeida na 'Flor de Lótus'

19 de setembro de 2009 ·

«Não sei porque é que as pessoas insistem tanto na ecologia. Talvez porque a ecologia seja a forma de manter o equilíbrio, mas a economia é a base da ecologia e relaciona-se com a justa troca de prana, energia vital. Por isso é que os financeiros vão ter de se começar a entender com os ecologistas, os criativos têm de se entender com os administradores, enfim, os extremos têm de se convergir para o centro, porque é no centro que a Terra se vai curar.

»Eu gostaria muito de ver mais monges budistas a conduzirem helicópteros, gostaria de ver mais monges franciscanos a jogarem ténis, gostaria de ver filósofos radicais a fazerem cinema para as massas e gostaria também do oposto, mas o oposto é aquilo de que toda a gente fala. Ou seja, do empresário que se tornou monge budista. Isso já está completamente claro.

»Podem vir dizer-me que não é bem assim. Talvez ainda não, mas o que está instalado na Terra vai levar a isso.»

André Louro de Almeida

Leia a entrevista completa na revista "Flor de Lótus",

nº 17, Setembro 2009, já à venda nas bancas em Portugal [1€].

Conheça o seu site:
www.iridia-lumina.org

24 comentários:

angela disse...
19 de setembro de 2009 às 03:52  

É o que a gente espera que aconteça.
O caminho do meio.
Beijos

António Rosa disse...
19 de setembro de 2009 às 09:37  

Angela,

sempre...

Bom fim-de-semana

Fabiano Mayrink disse...
19 de setembro de 2009 às 11:27  

A ecologia é muito importante, porem tao dificil de segui-la, temos que fazer o possivel porem nao sei se esse possivel vai nos ajudar em alguma coisa...

melhor tentar do que nao fazer nada...

um abraço Antonio otimo fim de semana!

Onda Encantada disse...
19 de setembro de 2009 às 11:32  

Bom dia António! :)

Não posso concordar mais com ALA, é de facto assim!
Enquanto as pessoas não entenderem que é na convergência de interesses que tudo pode fluir melhor, nada mudará.

Fazemos todos um esforço tremendo para conseguir isso, mas enquanto os interesses económicos se mantiverem em alta nada muda.

Basta ver como se movimentam as massas relativamente a um virus inventado e criado pelos humanos para gerar o terror e o panico.
Pergunto: porque não se movimentam as massas num movimento global conjunto?

Pois... as televisões e as noticias se calhar não vendem tanto... as petrolíferas e as farmaceuticas também não e por aí fora!

Bah...

Continuemos os nossos esforços individuais. Pelo menos na nossa consciência estaremos melhor.

Bjocas e bom fim-de-semana

Onda Encantada

Anónimo disse...
19 de setembro de 2009 às 11:37  

Um monge budista tornar-se empresário era sucesso pela certa! Aplicava a meditação ao negócio e seria mesmo um êxito.

Gostei da ideia.

(Mas não gosto disso de conceder privilégios...nadinha. Era escusado. Eu até tenho blog, mas não vim com ele...)

Bom dia, Maestro!

Reyel disse...
19 de setembro de 2009 às 12:03  

Já vou lá ver isso.
Bênçãos!

António Rosa disse...
19 de setembro de 2009 às 12:23  

Fabiano

Você, como futuro biólogo, certamente está a par das questões ecológicas e no futuro poderá ter uma acção importante para o bem comum.

Abraço

António Rosa disse...
19 de setembro de 2009 às 12:23  

Onda Encantada

Li com atenção e subscrevo totalmente.
Continuemos os nossos esforços individuais.

Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...
19 de setembro de 2009 às 12:23  

Cara amiga anónima das 11:37,

Não percebi isso dos privilégios. Foi alguma coisa que fiz? Já tem blog? Não se pode conhecê-lo?

Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...
19 de setembro de 2009 às 12:24  

Reyel,

Um bom fim-de-semana para si.
Beijo.

Maria Paula Ribeiro disse...
19 de setembro de 2009 às 12:35  

:-) Oi oi

Creio que por aqui na Serra não encontro essa revista, :(
"os extremos têm de se convergir para o centro, porque é no centro que a Terra se vai curar", lindíssimo, à André Louro, mesmo.

Kiss kiss
Bom week-end

adriana disse...
19 de setembro de 2009 às 12:44  

Fez-me lembrar de Kryon e a elegância da Matemática Divina.
Eis o que une as águas.
Somos areias do mesmo Mar.

Um bom final de semana, António!

Anónima disse...
19 de setembro de 2009 às 12:55  

É muito despassarado, não é?

"Anonimato não é um direito, é um privilégio. Concedido pelo dono de cada blogue."

Despassarado na minha terra significa distraído.

Ou abrem os comentários aos anónimos ou não abrem. Tão simples quanto isso, parece-me a mim.

António Rosa disse...
19 de setembro de 2009 às 14:01  

Olá Maria Paula

Se é que não está esgotada a revista encontra-se nas lojas da especialidade.

kiss kiss

António Rosa disse...
19 de setembro de 2009 às 14:02  

Adriana

Sem dúvida que a ressonância é similar. O André é excelente. Bonita essa frase: «Somos areias do mesmo Mar». Lindo.

Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...
19 de setembro de 2009 às 14:02  

Anónima (sem horas, pois é nick)

Adorei o nickname, sabe? E encontrar uma das músicas que eu mais gosto e cantada em francês, do musical «Notre Damme» que já tive a sorte de ver.

Sou bastante despassarado, sim. E nem me lembro que escrevi essa frase, apesar de estar aqui tão à mão.

Sabe que aqui no blogue tenho tido uma sorte incrível com os 'anónimos'? São perfeitamente localizáveis. É dharma e não carma. Pode ser que seja efeito da frase.

Bom fim-de-semana.

Anónima disse...
19 de setembro de 2009 às 15:40  

Principalmente por causa dessa música é que eu passei a chamá-lo de Maestro.

Ouvi-a pela 1ª vez na sua página da CE em 2007.

:)

tereza ferraz disse...
19 de setembro de 2009 às 16:08  

Bom Dia António,
melhor Boa tarde!
Como gostaria de ler a entrevista do André!
Ficam, para mim, as frases certeiras: Podem vir dizer-me que não é bem assim. Talvez ainda não, mas o que está instalado na Terra vai levar a isso.»
Bom final de semana!
Bom descanso.

Fabiano Mayrink disse...
19 de setembro de 2009 às 21:07  

certamente Antonio, a viagem é longa mais espero poder fazer algo a umanidade nem que seja com minimos atos! abraço apertado!

marcelo dalla disse...
19 de setembro de 2009 às 21:29  

OLá meu querido!!!! Sinto muita falta quando deixo de vir aqui. Seu blog já se tornou minha segunda casa!
Também gosto muito dos comentários da Onda Encantada. Sempre sábios, lúcidos, pertinentes...
Assino emabaixo do que ela disse. Sempre acreditei que na roda astrológica, o caminho do meio é no centro.
abraços!

Siala ap Maeve disse...
20 de setembro de 2009 às 01:39  

Antonio, ando tão off que nem sabia da entrevista do André Louro - shame on me! Vou tentar encontrar a revista porque realmente deve estar fabulosa! se é que não esgotou ...MP se encontrar eu scano e envio-te ;)
bjos de luz

Rui António Santos disse...
20 de setembro de 2009 às 23:28  

António, o André tem o grande talento de pintar quadros com as palavras que escreve.

Aprender a Administrar a nossa energia vital, também pode ser uma nova forma de economia num futuro, neste nosso planeta.

Abraço

Engenharia da Ascensão disse...
27 de janeiro de 2011 às 19:47  

Dispobilizamos conferencias do André para o estudo daqueles que sentem em aprofundar nessa preciosa mensagem que esse instrutor transmite (textos transcritos e audios MP3)



http://engenhariadaascencao.blogspot.com

António Rosa disse...
28 de janeiro de 2011 às 12:45  

Engenharia

Muito agradecido por deixar aqui o link. Desconhecia este blogue. Já o coloquei na linha lista de blogues amigos.

Parabéns pelo excelente trabalho.

António

19 de setembro de 2009

Entrevista de André Louro de Almeida na 'Flor de Lótus'

«Não sei porque é que as pessoas insistem tanto na ecologia. Talvez porque a ecologia seja a forma de manter o equilíbrio, mas a economia é a base da ecologia e relaciona-se com a justa troca de prana, energia vital. Por isso é que os financeiros vão ter de se começar a entender com os ecologistas, os criativos têm de se entender com os administradores, enfim, os extremos têm de se convergir para o centro, porque é no centro que a Terra se vai curar.

»Eu gostaria muito de ver mais monges budistas a conduzirem helicópteros, gostaria de ver mais monges franciscanos a jogarem ténis, gostaria de ver filósofos radicais a fazerem cinema para as massas e gostaria também do oposto, mas o oposto é aquilo de que toda a gente fala. Ou seja, do empresário que se tornou monge budista. Isso já está completamente claro.

»Podem vir dizer-me que não é bem assim. Talvez ainda não, mas o que está instalado na Terra vai levar a isso.»

André Louro de Almeida

Leia a entrevista completa na revista "Flor de Lótus",

nº 17, Setembro 2009, já à venda nas bancas em Portugal [1€].

Conheça o seu site:
www.iridia-lumina.org

24 comentários:

angela disse...

É o que a gente espera que aconteça.
O caminho do meio.
Beijos

António Rosa disse...

Angela,

sempre...

Bom fim-de-semana

Fabiano Mayrink disse...

A ecologia é muito importante, porem tao dificil de segui-la, temos que fazer o possivel porem nao sei se esse possivel vai nos ajudar em alguma coisa...

melhor tentar do que nao fazer nada...

um abraço Antonio otimo fim de semana!

Onda Encantada disse...

Bom dia António! :)

Não posso concordar mais com ALA, é de facto assim!
Enquanto as pessoas não entenderem que é na convergência de interesses que tudo pode fluir melhor, nada mudará.

Fazemos todos um esforço tremendo para conseguir isso, mas enquanto os interesses económicos se mantiverem em alta nada muda.

Basta ver como se movimentam as massas relativamente a um virus inventado e criado pelos humanos para gerar o terror e o panico.
Pergunto: porque não se movimentam as massas num movimento global conjunto?

Pois... as televisões e as noticias se calhar não vendem tanto... as petrolíferas e as farmaceuticas também não e por aí fora!

Bah...

Continuemos os nossos esforços individuais. Pelo menos na nossa consciência estaremos melhor.

Bjocas e bom fim-de-semana

Onda Encantada

Anónimo disse...

Um monge budista tornar-se empresário era sucesso pela certa! Aplicava a meditação ao negócio e seria mesmo um êxito.

Gostei da ideia.

(Mas não gosto disso de conceder privilégios...nadinha. Era escusado. Eu até tenho blog, mas não vim com ele...)

Bom dia, Maestro!

Reyel disse...

Já vou lá ver isso.
Bênçãos!

António Rosa disse...

Fabiano

Você, como futuro biólogo, certamente está a par das questões ecológicas e no futuro poderá ter uma acção importante para o bem comum.

Abraço

António Rosa disse...

Onda Encantada

Li com atenção e subscrevo totalmente.
Continuemos os nossos esforços individuais.

Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...

Cara amiga anónima das 11:37,

Não percebi isso dos privilégios. Foi alguma coisa que fiz? Já tem blog? Não se pode conhecê-lo?

Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...

Reyel,

Um bom fim-de-semana para si.
Beijo.

Maria Paula Ribeiro disse...

:-) Oi oi

Creio que por aqui na Serra não encontro essa revista, :(
"os extremos têm de se convergir para o centro, porque é no centro que a Terra se vai curar", lindíssimo, à André Louro, mesmo.

Kiss kiss
Bom week-end

adriana disse...

Fez-me lembrar de Kryon e a elegância da Matemática Divina.
Eis o que une as águas.
Somos areias do mesmo Mar.

Um bom final de semana, António!

Anónima disse...

É muito despassarado, não é?

"Anonimato não é um direito, é um privilégio. Concedido pelo dono de cada blogue."

Despassarado na minha terra significa distraído.

Ou abrem os comentários aos anónimos ou não abrem. Tão simples quanto isso, parece-me a mim.

António Rosa disse...

Olá Maria Paula

Se é que não está esgotada a revista encontra-se nas lojas da especialidade.

kiss kiss

António Rosa disse...

Adriana

Sem dúvida que a ressonância é similar. O André é excelente. Bonita essa frase: «Somos areias do mesmo Mar». Lindo.

Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...

Anónima (sem horas, pois é nick)

Adorei o nickname, sabe? E encontrar uma das músicas que eu mais gosto e cantada em francês, do musical «Notre Damme» que já tive a sorte de ver.

Sou bastante despassarado, sim. E nem me lembro que escrevi essa frase, apesar de estar aqui tão à mão.

Sabe que aqui no blogue tenho tido uma sorte incrível com os 'anónimos'? São perfeitamente localizáveis. É dharma e não carma. Pode ser que seja efeito da frase.

Bom fim-de-semana.

Anónima disse...

Principalmente por causa dessa música é que eu passei a chamá-lo de Maestro.

Ouvi-a pela 1ª vez na sua página da CE em 2007.

:)

tereza ferraz disse...

Bom Dia António,
melhor Boa tarde!
Como gostaria de ler a entrevista do André!
Ficam, para mim, as frases certeiras: Podem vir dizer-me que não é bem assim. Talvez ainda não, mas o que está instalado na Terra vai levar a isso.»
Bom final de semana!
Bom descanso.

Fabiano Mayrink disse...

certamente Antonio, a viagem é longa mais espero poder fazer algo a umanidade nem que seja com minimos atos! abraço apertado!

marcelo dalla disse...

OLá meu querido!!!! Sinto muita falta quando deixo de vir aqui. Seu blog já se tornou minha segunda casa!
Também gosto muito dos comentários da Onda Encantada. Sempre sábios, lúcidos, pertinentes...
Assino emabaixo do que ela disse. Sempre acreditei que na roda astrológica, o caminho do meio é no centro.
abraços!

Siala ap Maeve disse...

Antonio, ando tão off que nem sabia da entrevista do André Louro - shame on me! Vou tentar encontrar a revista porque realmente deve estar fabulosa! se é que não esgotou ...MP se encontrar eu scano e envio-te ;)
bjos de luz

Rui António Santos disse...

António, o André tem o grande talento de pintar quadros com as palavras que escreve.

Aprender a Administrar a nossa energia vital, também pode ser uma nova forma de economia num futuro, neste nosso planeta.

Abraço

Engenharia da Ascensão disse...

Dispobilizamos conferencias do André para o estudo daqueles que sentem em aprofundar nessa preciosa mensagem que esse instrutor transmite (textos transcritos e audios MP3)



http://engenhariadaascencao.blogspot.com

António Rosa disse...

Engenharia

Muito agradecido por deixar aqui o link. Desconhecia este blogue. Já o coloquei na linha lista de blogues amigos.

Parabéns pelo excelente trabalho.

António

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates