O carma do agora

4 de setembro de 2009 ·


O carma do agora

Tenta fazer este simples exercício:

Pega num pedaço de papel e dobra-o ao meio. No lado esquerdo do papel, usando alguma coisa que saia facilmente (como giz, carvão ou lápis grosso) rabisca uma linha horizontal ondulada, a partir do lado esquerdo da página até à dobra central. As ondulações não precisam ser iguais.


Quando tiveres feito isso, dobra a página ao meio, esfregando o pedaço de papel para que cada linha ondulada, feita no lado esquerdo, saia no lado direito da página. Agora, abre a página e observa a linha ondulada movendo-se através de todo o papel. Repara como um lado é a imagem exacta do outro.


Mandala design by Marcelo Dalla - aqui.

Explicação do exercício:

A dobra no centro da folha de papel é exactamente onde tu estás em qualquer ponto naquilo que chamas "tempo". Ela é, na verdade, a realidade da tua experiência do "agora".

O lado esquerdo da página representa o teu passado; o lado direito, o teu futuro... Consegues agora então ver, porque sempre foi tão fácil para cartomantes e adivinhos preverem o futuro? O que eles sempre fizeram, na verdade, foi olhar para o reflexo ou a imagem reflectida do passado de um indivíduo e perceber que o mais provável é repetir-se no futuro.

Quanto mais uma pessoa se agarra às suas lembranças, sejam boas ou más, mais previsível é o seu futuro, porque não está verdadeiramente nas suas mãos mas, sim, no reflexo das suas lembranças do lado oposto da sua folha de papel.

Os altos e baixos da linha ondulada do lado esquerdo da página podem ser medidos em centímetros que podem ser igualados a semanas, meses ou anos. Podem-se prever acontecimentos semelhantes, até com respeito à data, medindo-se o mesmo número de centímetros e igualando-as a dias, meses ou anos no lado direito da página.

Existe uma grande distância na linha ondulada no lado esquerdo da folha de papel simbolizando o passado. Existe também uma grande distância no seu reflexo futuro na linha ondulada do lado direito do pedaço de papel.

O ponto no centro da linha formada pela dobra não tem direcção no tempo. Este ponto não se prolonga para o futuro nem vem do passado. E o facto mais surpreendente é que, quando o pedaço de papel é dobrado, o passado e o futuro reflectem-se, mas o ponto no centro não se recria nem no passado nem no futuro. É único. Esse é o ponto no tempo que representa o campo focalizado da experiência do "agora".

Ao projectarmos as nossas energias em direcção ao futuro ou ao passado, perdemos a nossa percepção de estarmos no presente. O "agora" presente é o momento em que tu lês esta frase, e quanto mais reflectires sobre como poderias corrigir no futuro erros passados, menos estarás em contacto com o presente desta frase.

Se estiveres constantemente vibrando com os ecos do teu passado e ao mesmo tempo projectando-te para a promessa do futuro, continuarás a mover aquele ponto no pedaço de papel, da esquerda para a direita.

Todas as vezes que moves aquele ponto para a esquerda, ele afasta-se do teu passado. Então, de acordo com a Lei da Reacção (igual e oposta), moverás aquele ponto para o futuro, que então recriará o teu passado.

No momento em que pensas sobre o teu passado de sucessos e fracassos, estás automaticamente a projectar os mesmos pensamentos no teu futuro. É assim que o Ser Humano vive a sua condição cármica.

Post inspirado no livro «O Carma do Agora» de Martin Schulman.

Bom fim-de-semana.

54 comentários:

Principe Encantado disse...
4 de setembro de 2009 às 16:34  

Olá meu amigo quero te dizer que todos os dias há um post novo lá em meu blogficarei honrado com sua presença.
"A verdadeira gentileza é perfeito conforto e liberdade.
Ela simplesmente consiste em tratar os outros exatamente como você adoraria ser tratado".
Tenha um excelente final de semana.
Obrigado pela visita e volte sempre.
Abraços forte

marcelo dalla disse...
4 de setembro de 2009 às 16:43  

Maravilhoso!!!! Claro que aprovo e assino embaixo, é uma honra ver minhas mandalas junto com um post iluminado com este.

Muito interessante essa visão, essa explicação do ato meditativo, concentrado no aqui-agora. E nós, geminianos, com um mental acelerado, sempre voando para o passado ou para o futuro, temos muito o que aprender esse sentido

Todos nós, aliás. Que saibamos viver no aqui-agora, cada vez mais!!!
adorei!!!
abraço

Maria de Fátima disse...
4 de setembro de 2009 às 17:15  

António gostei de ler este post, e as mandalas do Marcelo ficaram lindas.Beijocas.

adriana disse...
4 de setembro de 2009 às 17:54  

Caro António,

Um dos seus mais belos textos.
Que o Agora o mantenha inspirado!
Namaste
-_-

tereza disse...
4 de setembro de 2009 às 18:19  

António!!!!
Grata!
Beijo

Chica disse...
4 de setembro de 2009 às 18:35  

Que lindo e interessante,ADORO MANDALAS E AS QUE AQUI TROUXESTES SÃO LINDAS,OBRIGADO POR POSTAR!ABRAÇÃO,CHICA

HAZEL disse...
4 de setembro de 2009 às 18:44  

António, António... este é dos FORTES.

E, como sempre, 100% certo.

No início, até pensei que nos estava a ensinar a fazer um mandala numa folha de papel - ai, ai...! kkkkk

Bom fim-de-semana, com muita Alegria

Isa Grou disse...
4 de setembro de 2009 às 19:03  

Consciência do aqui e agora... texto maravilhoso António!!!
Tenha você também um ótimo fim-de-semana, viu?!

Beijos.

Meri Pellens disse...
4 de setembro de 2009 às 19:04  

Que post maravilhoso! Desde muito soube que devemos permanecer inteiros no presente, no agora (só por agora rsrsrs), mas é trabalho duro... Esse post foi tão bem mastigadinho, adorei! As mandalas do Marcelo são lindas D+! Mas num entendo de mandala, já li sobre... deve ser algo parecido com q vc escreveu, pois pelo q sei uma mandala fala muito de quem a desenha.
Bom fim de semana.

Bj na alma!

irradiandoluz disse...
4 de setembro de 2009 às 21:02  

Mensagem perfeita, recebida no momento exato: aqui agora!

AXÉ e bom final de semana...

Gabi Dread

Cirrus disse...
4 de setembro de 2009 às 21:03  

Um texto fabuloso! Lindo!

Mas imagina agora que não é o Tempo que se move, imagina que o Tempo é infinito mas uno, contínuo mas constante. Se conseguires imaginar isso, como explicarias a tua existência? Como pode a tua existência ser reflectida num Tempo que é sempre Presente?

Os orientais acreditam que, ao invés de termos um tempo com passado, presente e futuro, temos apenas um tempo presente, e que cada ser, humano ou não, está constantemente vivo em pontos diferentes do Tempo.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:35  

Príncipe

Muito obrigado pela visita. Abraço.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:35  

Marcelo

Agradecido pela autorização em usar as tuas lindas mandalas. São lindíssimas.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.
Abraço

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:36  

Maria de Fátima

Bom fim-de-semana e muito agradecido.
Beijo

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:36  

Adriana

Muito agradecido pela apreciação.
Apaguei muito e risquei outro tanto.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:36  

Tereza

Obrigado pela Presença.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:37  

Chica~~

as mandalas do Marcelo são o máximo.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:41  

Hazel

É um texto simples, fácil de entender.
É um convite a aquietarmos a mente, o que é sempre difícil.
Achei piada à ideia que iria ensinar a fazer uma mandala em papel. (risos)
Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:41  

isa

É muito necessária essa consciência.
Estou a passar por isso de forma intensiva.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feir

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:42  

Meri

Não criarmos fantasias para o futuro, se não for seguida de acção.
A acção é sempre o aqui e agora.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:42  

Gabriel

Muito obrigado pela Presença.
Que saudades tuas.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 21:46  

Olá Cirrus

Grato pela apreciação.

«imagina que o Tempo é infinito mas uno, contínuo mas constante»

Não é difícil imaginar isso, pois corresponde às teorias mais quânticas, que aprecio.

Eu, tal como orientais, acredito nisso.

Grato pela tua visita.

Rosan disse...
4 de setembro de 2009 às 22:06  

Oi Antonio.
Aos poucos e aduras penas estou aprendendo a me desligar do que foi e do que virá.
Comecei me desligando do trabalho quando estou fora dele.
e assim estou aos poucos aprendendo a fazer com tudo.
Dando tempo ao tempo.
Procurando não dar um passo maior que minhas pernas.... espero que seja coisas de leoninos.
Beijo.

Joana disse...
4 de setembro de 2009 às 22:29  

Muito bom post. Gostei!
Acho que este vai ser o próximo livro que vou comprar. Obrigada pela sugestão.

Beijocas e bom fim-de-semana

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 22:29  

Rosan

Estás a preparar-te com calma e segurança. Conseguirás.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...
4 de setembro de 2009 às 22:38  

Joana

Vale a pena ler o livro. Até porque é pequeno e le-se muito bem. Beijo.

Ana Cristina disse...
4 de setembro de 2009 às 22:40  

linda mensagem...e o melhor é que é tão verdedeira :-)

Pedro Antônio disse...
4 de setembro de 2009 às 22:43  

Que interessante!

Vou fazer, claro!

Muito legal!

Um forte abraço.

Ótimo fim de semana!

Pedro Antônio

Bya.moon disse...
4 de setembro de 2009 às 23:09  

Belo...vasta...vastidão...imagem...sentir...não importa por onde seja sim de um local...
Abraços bom fim de semana.

Marcos Takata disse...
5 de setembro de 2009 às 00:27  

Esta consciência do AQUI E AGORA saó pessoas maduras espiritualmentes. Caminhando e evoluindo sempre! Namaste

angela disse...
5 de setembro de 2009 às 01:37  

Muito bom, Antonio, simples e como costumam ser as explicações simples, genial.
bom fim de semana
beijos

Sonia Schmorantz disse...
5 de setembro de 2009 às 05:18  

Muito bom o texto, voltarei a ler com mais calma para fazer o exercício.
Hoje vim desejar um ótimo final de semana
abraço

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 08:22  

Ana Cristina,

Bom dia. É bem verdadeira. Obrigado.
Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 08:23  

Pedro Antônio

Grande abraço e grato pela visita.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 08:23  

Bya

Gostei desta sua imagem. :) Linda.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 08:23  

Marcos

Muito agradecido pela visita.
Caminhando e evoluindo sempre.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 08:23  

Angela

Escrever simples é muito difícil para mim.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 08:24  

Sonia

Volte sempre que entender.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

Samsara disse...
5 de setembro de 2009 às 09:33  

Olá António

Muito interessante o teu texto, tenho este ebook mas ainda não o li. As mandalas ilustram na perfeição o teu texto, pois elas mesmas são reflexos de si mesmas em toda a sua construção.
Os próprios ciclos astrológicos falam disto mesmo, viver e atrair experiências semelhantes.

Beijinhos e bom fim de semana

HAZEL disse...
5 de setembro de 2009 às 12:28  

Bom dia, António

Sabe... o António já me inspirou a duas coisas:

1. A abolir a moderação de comentários (fiz isso quando li um comentário seu sobre esse assunto, no Grimoire);

2. A perceber o quanto é importante responder a todos os leitores, nos comentários.

Diga-se de passagem, o 2º item é-me difícil de cumprir, porque implica que esteja sempre online. E quando se tem filhos pequenos, marido, jantar para fazer, casa para cuidar... só se fosse a mulher-polvo! ;)

Quando posso, respondo a todos; quando não posso, tenho que optar entre fazer um novo post ou responder aos comentários.
Mas respondo sempre a quem me coloque perguntas.
Ninguém ali fica sem uma resposta às suas questões.

Obrigada pelo seu incentivo.
Bom Sábado

Onda Encantada disse...
5 de setembro de 2009 às 12:28  

Olá António,

por isso e cada vez mais temos que estar conscientes dos nossos pensamentos e acções, para que elas se façam cada vez mais em Amor.

Sermos criadores à luz do nosso coração é sair dessa roda de samsara.

Beijo e bom fim de semana

Onda Encantada

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 13:05  

Pat

Sem dúvida que sabemos que as experiências repetem-se. Nós é que vamos ficando mais velhinhos. Quantos casos conhecemos de pessoas que atraiem sempre o mesmo género de parceiro, vez após vez, e mesmo assim não aprendem a lição?

Beijo

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 13:06  

Hazel

Muito agradecido por deixar aqui este comentário. Quantas e quantas vezes chego a fazer 7, 8 e 9 respostas seguidas a comentários deixados horas antes... Por exemplo, agora estou a responder a 3 comentários.

O importante é as suas leitoras habituarem-se que encontram em si uma interlocutora e, aos poucos, não se esquecerão de clicar em como querem receber a resposta por email, informando-se assim dos debates que se geram.

Há pessoas que não usam essa possibilidade porque sabem que vão ser inundadas com muitos emails, sobretudo as primeiras a comentarem cada post. Pode ser um martírio receberem 40 ou 50 emails. :)))

Daqui a uns tempos vai estar habituada e vai adorar. Aos poucos, a natureza dos comentários também irá mudar. Agora, é naquela do «gostei muito», etc.

Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 13:07  

Onda

É a grande aprendizagem, sem dúvida.

Beijo

Shin Tau disse...
5 de setembro de 2009 às 14:45  

António

pouco há a dizer mais sobre a qualidade e importância deste post. Parabéns mais um trabalho muito bem feito.

Quando o li pensei imediatamente que aqui estava um excelente ritual para realizar na lua cheia de Virgem/Peixes. Muita sabedoria!

Beijocas

Principe Encantado disse...
5 de setembro de 2009 às 17:53  

Olámeu amigo, estou lhe visitando para desejar-lhe um ótimo final de semana.
"Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes.
O instante mágico é o momento em que um "sim" ou um "não" pode mudar toda a nossa existência"

Abraços forte

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 18:23  

Shin Tau

Muito obrigado pela tua opinião, que me interessa sempre. É verdade, é tudo muito virginiano. Hoje saiu assim.

Beijo

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 18:24  

Príncipe

Muito obrigado pelos votos de bom fim-de-semana.
Também desejo o mesmo, acrescido d eum bom feriado na segunda-feira no Brasil, o Dia da Independência. Fizeram muito bem: 'xô-xô, portugueses, agora somos independentes'. :)

Agora, é a vez dos brasileiros de ocuparem a selecção portuguesa de futebol. :) Limpeza cármica feita.

Abraço

Wanderley Elian Lima disse...
5 de setembro de 2009 às 19:28  

OI Antônio, belas mandalas, farei o exercício. Obrigado pela visita ao meu blog. Quando puder volte.
bjs

Maria Ribeiro disse...
5 de setembro de 2009 às 19:37  

Passei para lhe mandar um beijo amigo com votos de bom fim de semana.
LUSIBERO

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 20:00  

Wanderlay

Muito simpático em visitar-me . Gostei muito do seu blogue. Abraço

António Rosa disse...
5 de setembro de 2009 às 20:02  

Maria

Muito agradecido. Desejo-lhe também um bom fim-de-semana. abraço.

Rui António Santos disse...
5 de setembro de 2009 às 22:58  

António, belo texto o aqui e agora. Nem sempre se consegue e como tudo na vida é preciso trabalhar.

Abraço

Efigênia Coutinho disse...
6 de setembro de 2009 às 00:25  

Boa noite!
Vim desejar um bom fim de semana,
e,lhe convidar para ler meus versos
saudando a
PRIMAVERA!!!
Efigênia Coutinho

4 de setembro de 2009

O carma do agora


O carma do agora

Tenta fazer este simples exercício:

Pega num pedaço de papel e dobra-o ao meio. No lado esquerdo do papel, usando alguma coisa que saia facilmente (como giz, carvão ou lápis grosso) rabisca uma linha horizontal ondulada, a partir do lado esquerdo da página até à dobra central. As ondulações não precisam ser iguais.


Quando tiveres feito isso, dobra a página ao meio, esfregando o pedaço de papel para que cada linha ondulada, feita no lado esquerdo, saia no lado direito da página. Agora, abre a página e observa a linha ondulada movendo-se através de todo o papel. Repara como um lado é a imagem exacta do outro.


Mandala design by Marcelo Dalla - aqui.

Explicação do exercício:

A dobra no centro da folha de papel é exactamente onde tu estás em qualquer ponto naquilo que chamas "tempo". Ela é, na verdade, a realidade da tua experiência do "agora".

O lado esquerdo da página representa o teu passado; o lado direito, o teu futuro... Consegues agora então ver, porque sempre foi tão fácil para cartomantes e adivinhos preverem o futuro? O que eles sempre fizeram, na verdade, foi olhar para o reflexo ou a imagem reflectida do passado de um indivíduo e perceber que o mais provável é repetir-se no futuro.

Quanto mais uma pessoa se agarra às suas lembranças, sejam boas ou más, mais previsível é o seu futuro, porque não está verdadeiramente nas suas mãos mas, sim, no reflexo das suas lembranças do lado oposto da sua folha de papel.

Os altos e baixos da linha ondulada do lado esquerdo da página podem ser medidos em centímetros que podem ser igualados a semanas, meses ou anos. Podem-se prever acontecimentos semelhantes, até com respeito à data, medindo-se o mesmo número de centímetros e igualando-as a dias, meses ou anos no lado direito da página.

Existe uma grande distância na linha ondulada no lado esquerdo da folha de papel simbolizando o passado. Existe também uma grande distância no seu reflexo futuro na linha ondulada do lado direito do pedaço de papel.

O ponto no centro da linha formada pela dobra não tem direcção no tempo. Este ponto não se prolonga para o futuro nem vem do passado. E o facto mais surpreendente é que, quando o pedaço de papel é dobrado, o passado e o futuro reflectem-se, mas o ponto no centro não se recria nem no passado nem no futuro. É único. Esse é o ponto no tempo que representa o campo focalizado da experiência do "agora".

Ao projectarmos as nossas energias em direcção ao futuro ou ao passado, perdemos a nossa percepção de estarmos no presente. O "agora" presente é o momento em que tu lês esta frase, e quanto mais reflectires sobre como poderias corrigir no futuro erros passados, menos estarás em contacto com o presente desta frase.

Se estiveres constantemente vibrando com os ecos do teu passado e ao mesmo tempo projectando-te para a promessa do futuro, continuarás a mover aquele ponto no pedaço de papel, da esquerda para a direita.

Todas as vezes que moves aquele ponto para a esquerda, ele afasta-se do teu passado. Então, de acordo com a Lei da Reacção (igual e oposta), moverás aquele ponto para o futuro, que então recriará o teu passado.

No momento em que pensas sobre o teu passado de sucessos e fracassos, estás automaticamente a projectar os mesmos pensamentos no teu futuro. É assim que o Ser Humano vive a sua condição cármica.

Post inspirado no livro «O Carma do Agora» de Martin Schulman.

Bom fim-de-semana.

54 comentários:

Principe Encantado disse...

Olá meu amigo quero te dizer que todos os dias há um post novo lá em meu blogficarei honrado com sua presença.
"A verdadeira gentileza é perfeito conforto e liberdade.
Ela simplesmente consiste em tratar os outros exatamente como você adoraria ser tratado".
Tenha um excelente final de semana.
Obrigado pela visita e volte sempre.
Abraços forte

marcelo dalla disse...

Maravilhoso!!!! Claro que aprovo e assino embaixo, é uma honra ver minhas mandalas junto com um post iluminado com este.

Muito interessante essa visão, essa explicação do ato meditativo, concentrado no aqui-agora. E nós, geminianos, com um mental acelerado, sempre voando para o passado ou para o futuro, temos muito o que aprender esse sentido

Todos nós, aliás. Que saibamos viver no aqui-agora, cada vez mais!!!
adorei!!!
abraço

Maria de Fátima disse...

António gostei de ler este post, e as mandalas do Marcelo ficaram lindas.Beijocas.

adriana disse...

Caro António,

Um dos seus mais belos textos.
Que o Agora o mantenha inspirado!
Namaste
-_-

tereza disse...

António!!!!
Grata!
Beijo

Chica disse...

Que lindo e interessante,ADORO MANDALAS E AS QUE AQUI TROUXESTES SÃO LINDAS,OBRIGADO POR POSTAR!ABRAÇÃO,CHICA

HAZEL disse...

António, António... este é dos FORTES.

E, como sempre, 100% certo.

No início, até pensei que nos estava a ensinar a fazer um mandala numa folha de papel - ai, ai...! kkkkk

Bom fim-de-semana, com muita Alegria

Isa Grou disse...

Consciência do aqui e agora... texto maravilhoso António!!!
Tenha você também um ótimo fim-de-semana, viu?!

Beijos.

Meri Pellens disse...

Que post maravilhoso! Desde muito soube que devemos permanecer inteiros no presente, no agora (só por agora rsrsrs), mas é trabalho duro... Esse post foi tão bem mastigadinho, adorei! As mandalas do Marcelo são lindas D+! Mas num entendo de mandala, já li sobre... deve ser algo parecido com q vc escreveu, pois pelo q sei uma mandala fala muito de quem a desenha.
Bom fim de semana.

Bj na alma!

irradiandoluz disse...

Mensagem perfeita, recebida no momento exato: aqui agora!

AXÉ e bom final de semana...

Gabi Dread

Cirrus disse...

Um texto fabuloso! Lindo!

Mas imagina agora que não é o Tempo que se move, imagina que o Tempo é infinito mas uno, contínuo mas constante. Se conseguires imaginar isso, como explicarias a tua existência? Como pode a tua existência ser reflectida num Tempo que é sempre Presente?

Os orientais acreditam que, ao invés de termos um tempo com passado, presente e futuro, temos apenas um tempo presente, e que cada ser, humano ou não, está constantemente vivo em pontos diferentes do Tempo.

António Rosa disse...

Príncipe

Muito obrigado pela visita. Abraço.

António Rosa disse...

Marcelo

Agradecido pela autorização em usar as tuas lindas mandalas. São lindíssimas.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.
Abraço

António Rosa disse...

Maria de Fátima

Bom fim-de-semana e muito agradecido.
Beijo

António Rosa disse...

Adriana

Muito agradecido pela apreciação.
Apaguei muito e risquei outro tanto.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...

Tereza

Obrigado pela Presença.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...

Chica~~

as mandalas do Marcelo são o máximo.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...

Hazel

É um texto simples, fácil de entender.
É um convite a aquietarmos a mente, o que é sempre difícil.
Achei piada à ideia que iria ensinar a fazer uma mandala em papel. (risos)
Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...

isa

É muito necessária essa consciência.
Estou a passar por isso de forma intensiva.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feir

António Rosa disse...

Meri

Não criarmos fantasias para o futuro, se não for seguida de acção.
A acção é sempre o aqui e agora.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...

Gabriel

Muito obrigado pela Presença.
Que saudades tuas.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...

Olá Cirrus

Grato pela apreciação.

«imagina que o Tempo é infinito mas uno, contínuo mas constante»

Não é difícil imaginar isso, pois corresponde às teorias mais quânticas, que aprecio.

Eu, tal como orientais, acredito nisso.

Grato pela tua visita.

Rosan disse...

Oi Antonio.
Aos poucos e aduras penas estou aprendendo a me desligar do que foi e do que virá.
Comecei me desligando do trabalho quando estou fora dele.
e assim estou aos poucos aprendendo a fazer com tudo.
Dando tempo ao tempo.
Procurando não dar um passo maior que minhas pernas.... espero que seja coisas de leoninos.
Beijo.

Joana disse...

Muito bom post. Gostei!
Acho que este vai ser o próximo livro que vou comprar. Obrigada pela sugestão.

Beijocas e bom fim-de-semana

António Rosa disse...

Rosan

Estás a preparar-te com calma e segurança. Conseguirás.
Bom fim-de-semana e bom feriado na segunda-feira.

António Rosa disse...

Joana

Vale a pena ler o livro. Até porque é pequeno e le-se muito bem. Beijo.

Ana Cristina disse...

linda mensagem...e o melhor é que é tão verdedeira :-)

Pedro Antônio disse...

Que interessante!

Vou fazer, claro!

Muito legal!

Um forte abraço.

Ótimo fim de semana!

Pedro Antônio

Bya.moon disse...

Belo...vasta...vastidão...imagem...sentir...não importa por onde seja sim de um local...
Abraços bom fim de semana.

Marcos Takata disse...

Esta consciência do AQUI E AGORA saó pessoas maduras espiritualmentes. Caminhando e evoluindo sempre! Namaste

angela disse...

Muito bom, Antonio, simples e como costumam ser as explicações simples, genial.
bom fim de semana
beijos

Sonia Schmorantz disse...

Muito bom o texto, voltarei a ler com mais calma para fazer o exercício.
Hoje vim desejar um ótimo final de semana
abraço

António Rosa disse...

Ana Cristina,

Bom dia. É bem verdadeira. Obrigado.
Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...

Pedro Antônio

Grande abraço e grato pela visita.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

António Rosa disse...

Bya

Gostei desta sua imagem. :) Linda.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

António Rosa disse...

Marcos

Muito agradecido pela visita.
Caminhando e evoluindo sempre.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

António Rosa disse...

Angela

Escrever simples é muito difícil para mim.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

António Rosa disse...

Sonia

Volte sempre que entender.
Bom fim-de-semana e bom feriado.

Samsara disse...

Olá António

Muito interessante o teu texto, tenho este ebook mas ainda não o li. As mandalas ilustram na perfeição o teu texto, pois elas mesmas são reflexos de si mesmas em toda a sua construção.
Os próprios ciclos astrológicos falam disto mesmo, viver e atrair experiências semelhantes.

Beijinhos e bom fim de semana

HAZEL disse...

Bom dia, António

Sabe... o António já me inspirou a duas coisas:

1. A abolir a moderação de comentários (fiz isso quando li um comentário seu sobre esse assunto, no Grimoire);

2. A perceber o quanto é importante responder a todos os leitores, nos comentários.

Diga-se de passagem, o 2º item é-me difícil de cumprir, porque implica que esteja sempre online. E quando se tem filhos pequenos, marido, jantar para fazer, casa para cuidar... só se fosse a mulher-polvo! ;)

Quando posso, respondo a todos; quando não posso, tenho que optar entre fazer um novo post ou responder aos comentários.
Mas respondo sempre a quem me coloque perguntas.
Ninguém ali fica sem uma resposta às suas questões.

Obrigada pelo seu incentivo.
Bom Sábado

Onda Encantada disse...

Olá António,

por isso e cada vez mais temos que estar conscientes dos nossos pensamentos e acções, para que elas se façam cada vez mais em Amor.

Sermos criadores à luz do nosso coração é sair dessa roda de samsara.

Beijo e bom fim de semana

Onda Encantada

António Rosa disse...

Pat

Sem dúvida que sabemos que as experiências repetem-se. Nós é que vamos ficando mais velhinhos. Quantos casos conhecemos de pessoas que atraiem sempre o mesmo género de parceiro, vez após vez, e mesmo assim não aprendem a lição?

Beijo

António Rosa disse...

Hazel

Muito agradecido por deixar aqui este comentário. Quantas e quantas vezes chego a fazer 7, 8 e 9 respostas seguidas a comentários deixados horas antes... Por exemplo, agora estou a responder a 3 comentários.

O importante é as suas leitoras habituarem-se que encontram em si uma interlocutora e, aos poucos, não se esquecerão de clicar em como querem receber a resposta por email, informando-se assim dos debates que se geram.

Há pessoas que não usam essa possibilidade porque sabem que vão ser inundadas com muitos emails, sobretudo as primeiras a comentarem cada post. Pode ser um martírio receberem 40 ou 50 emails. :)))

Daqui a uns tempos vai estar habituada e vai adorar. Aos poucos, a natureza dos comentários também irá mudar. Agora, é naquela do «gostei muito», etc.

Bom fim-de-semana.

António Rosa disse...

Onda

É a grande aprendizagem, sem dúvida.

Beijo

Shin Tau disse...

António

pouco há a dizer mais sobre a qualidade e importância deste post. Parabéns mais um trabalho muito bem feito.

Quando o li pensei imediatamente que aqui estava um excelente ritual para realizar na lua cheia de Virgem/Peixes. Muita sabedoria!

Beijocas

Principe Encantado disse...

Olámeu amigo, estou lhe visitando para desejar-lhe um ótimo final de semana.
"Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes.
O instante mágico é o momento em que um "sim" ou um "não" pode mudar toda a nossa existência"

Abraços forte

António Rosa disse...

Shin Tau

Muito obrigado pela tua opinião, que me interessa sempre. É verdade, é tudo muito virginiano. Hoje saiu assim.

Beijo

António Rosa disse...

Príncipe

Muito obrigado pelos votos de bom fim-de-semana.
Também desejo o mesmo, acrescido d eum bom feriado na segunda-feira no Brasil, o Dia da Independência. Fizeram muito bem: 'xô-xô, portugueses, agora somos independentes'. :)

Agora, é a vez dos brasileiros de ocuparem a selecção portuguesa de futebol. :) Limpeza cármica feita.

Abraço

Wanderley Elian Lima disse...

OI Antônio, belas mandalas, farei o exercício. Obrigado pela visita ao meu blog. Quando puder volte.
bjs

Maria Ribeiro disse...

Passei para lhe mandar um beijo amigo com votos de bom fim de semana.
LUSIBERO

António Rosa disse...

Wanderlay

Muito simpático em visitar-me . Gostei muito do seu blogue. Abraço

António Rosa disse...

Maria

Muito agradecido. Desejo-lhe também um bom fim-de-semana. abraço.

Rui António Santos disse...

António, belo texto o aqui e agora. Nem sempre se consegue e como tudo na vida é preciso trabalhar.

Abraço

Efigênia Coutinho disse...

Boa noite!
Vim desejar um bom fim de semana,
e,lhe convidar para ler meus versos
saudando a
PRIMAVERA!!!
Efigênia Coutinho

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates