Dicionário Místico: Priti Loka

24 de agosto de 2009 ·

Azulejos colocados numa das paredes do pátio da minha casa,
em 2000, quando o Tibério (pastor alemão) veio viver comigo.



Apesar da religião hindu ensinar que os seres humanos estão continuamente a reencarnar, muitos acreditam que aos que viveram vidas especialmente devotas é concedida uma pausa em Priti Loka.

Este é um reino do paraíso livre de dores, conflitos e sofrimentos onde os espíritos podem descansar antes de assumirem outra encarnação.

A residência em Priti Loka tem de ser temporária, uma vez que parece não haver oportunidade para o desenvolvimento espiritual num lugar sem sofrimento.

Os espíritos não podem, portanto, sair de Priti Loka para a iluminação: têm de retomar a existência mortal para poderem atingir Moksha, o máximo objectivo espiritual.

Enquanto está em Priti Loka, o espírito goza da reunião com os amigos e membros da família falecidos e troca ideias com outras almas virtuosas. Este conhecimento ajuda-os a progredirem à medida que vão tomando novas vidas terrenas no percurso para Moksha onde o Eu se dissolve para que o espírito se possa unir à consciência colectiva.

Nomes diferentes, consoante os povos, para conceitos idênticos. A mesma origem. Moksha, Nirvana, Reino do Céu = A caminho da ascensão, para a iluminação. É o universo a falar.

Início de nova série (tag) aqui no blogue: Dicionário Místico.


36 comentários:

adriana disse...
24 de agosto de 2009 às 11:12  

António,

Que bom que o Universo fala e possui um ouvido generoso também.

Um feliz retorno ao trabalho.
Você faz o que gosta, não é?
Então fica mais fácil.
:))

obs: Muito bonita a homenagem de Izabel ao seu blog.
Merecida!

tereza disse...
24 de agosto de 2009 às 11:24  

É o universo a falar.

O patio de Tibétio, tb temos um pastor, que esta indo...
Vou aos blogs de Izabel, agora.
beijo António

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 11:54  

Adriana

Cá estou na minha rotina, mesmo assim, com a ausência de um colaborador, mas está bem melhor que nas duas primeiras semanas de Agosto, em que éramos apenas 2.

Todas as grandes religiões monoteístas apontam para o mesmo tema. Será trabalhado aqui nesta nova série 'Dicionário Místico'.

Muito obrigado por me ter alertado para a simpatia da Izabel que colocou o meu urso nas barras laterais de dois blogues.

Ter-me-ia escapado, se não tivesse dito nada.

A Izabel comentou no post anterior, mas eu interpretei como sendo o ter colocado o Cova do Urso na sua lista de blogues. Imagine só como ando meio alheado... :) Se as pessoas soubessem o quanto consigo estar nos dois extremos alternadamente: do mais minucioso possível passo para o maior alheamento. Tem sido toda a vida assim.

Já lhe agradeci devidamente e a si, por me ter alertado, também vai aqui o meu coração em forma de abraço.

Abraço

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 11:55  

Tereza

Os pastores são uma raça muito especial e o Tibério veio marcar a minha vida de forma muito especial e inequívoca.

Beijo

HAZEL disse...
24 de agosto de 2009 às 12:57  

E o Tibério é um devoto canino de Santo António, está visto! ;)

Gostei muito da nova série "Dicionário Místico" do Cova do Urso. Vai dar frutos muito nutritivos, estou certa disso.

Desconhecia esta terminologia (Moksha, Priti Loka...). Estamos sempre a aprender consigo.

Por acaso, o António conhece o filme "Para além do horizonte"?
Lembrei-me dele por causa deste seu post.
É um filme lindo, maravilhoso, com cenários muito especiais.
Se nunca viu, aconselho vivamente - tenho a certeza de que vai gostar.

Um abraço e boa semana!

Violeta Encarnada disse...
24 de agosto de 2009 às 13:14  

Gostei muito de ver o pátio do Tibério. Que coisa tão terna...:)
O Tibério já é um pouco velhote, desde 2000, dá pelo menos 9 anos, não é?

Abraço aos dois e ao gato também

V

Meri Pellens disse...
24 de agosto de 2009 às 14:02  

Não sei se somente eu acho isso, mas encontro sempre uma linha fina que liga uma cultura a outra, um "algo em comum", que ainda não consegui definir, mas que me faz respeitar todas as crenças e filosofias. Gostei muito de saber algo mais sobre a religião hindu. Bj.

Maria de Fátima disse...
24 de agosto de 2009 às 14:21  

Olá António, gostei muito do Pátio do Tibério.Aprendi mais um pouco sobre esta temática.Beijocas e boa semana.

angela disse...
24 de agosto de 2009 às 14:31  

Antonio
É verdade que encontramos pontos comuns em todas as religiões.
Sera interessante acompanha-lo nestas postagens.
abraços
Angela

adriana disse...
24 de agosto de 2009 às 14:33  

Caro António,

Coração recebido.
E das "minúcias ao alheamento" também sei eu. Acredito até que não seja (só?) característica astrológica.
:)))

obs: Ainda não consegui concluir a alteração no template.
Mas, chego lá!
Afffeee!

Rosan disse...
24 de agosto de 2009 às 14:39  

Eu acredito, que os espíritos de luz nunca ficam no ócio. Masmo, sem encarnar, estão sempre a ajudar.
E com relação as culturas, com certeza sempre há uma ligação, o Deus é o mesmo.
Vou gostar muito de acompanhar esta série, gosto muito do assunto, é tema de aprendizado para mim.
Um abraço de luz.

Maria Paula Ribeiro disse...
24 de agosto de 2009 às 14:47  

António,

Não entendi a comparação do post com o pátio do Tibério...

Ou há reencarnação de espíritos humanos para animais? Mas não deve ser em Gaia, pois muitos são fustigados pelo sofrimento...

Kiss kiss

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 14:52  

Hazel

Estou feliz por notar que a nova série 'Dicionário Místico' está a ser bem aceite. Irão aparecendo por aqui vários posts sobre várias tradições culturais e religiosas.

Por não me lembrar do título desse filme (vai sendo frequente isso acontecer) fiz uma busca no google para ver se me lembrava do cartaz. Nem assim. Fiquei curioso e irei procurá-lo.

Abraço

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 14:52  

Violeta

O Tibério está velhote e veio para casa já adulto. Os veterios apontam para uns 13 anos. O pátio é o Priti Loka dele. Faz muito uso, apesar de escolher dormir sempre dentro de casa. Tenho a porta da cozinha para o pátio sempre aberta, dia e noite, para ele e os gatos poderem circular. Nestas semanas de intenso calor, o Tibério procura as sombras do pátio e à noite estende-se a apanhar a brisa que sempre corre.

Abraço.

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 14:53  

Meri

Tem razão. A linha que separa as filosofias religiosas são mesmo muito finas. O ser humano é que seu habitual control.

Beijo

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 15:02  

Maria de Fátima

A foto não está grande coisa. Foi tirada com o telemóvel. :)

Beijo

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 15:02  

Angela

Muito obrigado. Farei os possíveis por transmitir situações simples sobre as religiões.

Abraço

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 15:02  

Adriana

:)) Como a compreendo! A astrologia apenas nos retrata e nesta 3D. Fora deste plano não há conhecimento da influência astrológica. recomendo que deixe o assunto do template de lado e só daqui a uns dias tente essa mudança. Conseguirá.

Abraço.

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 15:02  

Rosan

Isso mesmo: Deus é o mesmo. Os Livros Sagrados apontam para as mesmas tradições. João Paulo II sabia muito bem do que falava. Tratou de implementar o ecumenismo. Quase que ia conseguindo.

Abraço

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 15:03  

Maria Paula

Para além de que não sou muito linear nas escolahs das ilustrações, coordenando-as com os textos (tenho dado provas disso - :D), posso explicar-te com simplicidade: o pátio é como se fosse o Priti Loka do Tibério.

Como podes ver, não é necessários grandes e rebuscadas explicações.

:))))

Não achas que muitos humanos também são fustigados pelo sofrimento?

Beijo

Maria Paula Ribeiro disse...
24 de agosto de 2009 às 15:10  

"Este é um reino do paraíso livre de dores, conflitos e sofrimentos onde os espíritos podem descansar antes de assumirem outra encarnação."

Por isso a minha dúvida, amigo...;)

Diria que TODO o humano sofre aqui, seja de menor ou maior intensidade, consoante terá de evoluir...
Faz parte ;-)

Kiss kiss

marcelo dalla disse...
24 de agosto de 2009 às 15:13  

Muito interessante! Não conhecia o termo, mas está de acordo com o que André Luiz conta nos livros canalizados por Chico Xavier, como "Nosso Lar". Já ouviu falar?
O dicionário místico pode virar um livro!!!
abraço querido

HAZEL disse...
24 de agosto de 2009 às 15:38  

António, vale mesmo a pena ver o filme.
Os cenários são maravilhosos; ilustram diferentes versões de "Paraíso" de acordo com aquilo que diferentes pessoas idealizam.
E também aparece o "Inferno"...

O filme é com o Robin Williams.
Tem a ver com o reencontro de uma família no Paraíso e o resgate da mãe do Inferno. Tudo com muita beleza...

tereza disse...
24 de agosto de 2009 às 15:52  

António,
o seu pastor veio num preciso momento vital a ti.
O nosso está esta partindo...
Ha zelo e Amor para com ele.
beijo

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 16:59  

São afirmações minhas, Paula. Ninguém sabe ao certo como serão as coisas, apesar dos inúmeros testemunhos existentes.

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 17:00  

Marcelo,

Conheço Chico Xavier e o seu mentor André Luiz. Tive a sorte de ler inúmeros livros dele e, de alguma maneira, há uns anos atrás, ter sido um discípulos das suas ideias. «Nosso Lar» é uma obra fundamental no entendimento da vida para além da vida. Pelo menos aquela que hoje se sabe existir dentro da gravidade do nosso planeta. As outras... estão por aprender e vivenciar.

Abraço

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 17:00  

Hazel,

Fiquei entusiasmado. Vou procurar o filme. :)

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 17:00  

Tereza

Vou enviar vibrações amorosas para o vosso pastor. O meu também já percorreu a parte principal da vida dele. Tem sido uma caminhada única, na sua companhia.

Beijo

Siala ap Maeve disse...
24 de agosto de 2009 às 17:39  

É incrivel como a mensagem se repete nas várias religiões e ao longo dos séculos...
Beijos meus (hoje não estou nada inspirada :( )

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 17:51  

Siala

A tua presença, por si só, é uma inspiração.

Beijo

adriana disse...
24 de agosto de 2009 às 19:31  

António,
O segmento "Dicionário Místico" vem em momento precioso.
E obrigada!
Vou seguir seu conselho sobre aguardar um pouco mais.
Até amanhã!

Rosan disse...
24 de agosto de 2009 às 19:38  

Antonio.
Esse filme que a Hazel comenta aqui no Brasil conheço como Amor além da Vida. Tenho uma cópia dele, é muito bom. Já li André Luis e Nosso Lar.
Estou a ler agora, Missionários da Luz, também de Andre Luis, por Chico Xavier. Muito bom...
Derepente tu encontre o filme com esse nome.
Beijo. E desculpe me intrometer

António Rosa, José disse...
24 de agosto de 2009 às 19:46  

@Adriana

@Rosan

Muito obrigado às duas amigas.

Até amanhã.

Principe Encantado disse...
24 de agosto de 2009 às 20:16  

Gostei muito do conteudo de seu blog, parabéns, se for de seu interesse podemos trocar nossos links.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o AMOR existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena!
Abraços forte. Te aguardo

Rui António Santos disse...
25 de agosto de 2009 às 12:29  

António, o Tibério é um pastor alemão especial, faz-me lembrar um pastor alemão, mascote dos escuteiros, que vivia no pátio da igreja da graça.

Quando se estava a dar missa e eu soltava o cão era uma festa, ele entrava na igreja e brincava, o padre e as pessoas que estavam assistindo á missa é que não achavam lá muita graça. Chamava-se Leão.

Sempre aprendendo consigo, os indus têm uma crença que me atrai muito.

Abraço

António Rosa, José disse...
25 de agosto de 2009 às 12:33  

Rui

Que testemunho mais lindo. Um vicva para o Leão, que já não deve estar entre nós.

Abraço

24 de agosto de 2009

Dicionário Místico: Priti Loka

Azulejos colocados numa das paredes do pátio da minha casa,
em 2000, quando o Tibério (pastor alemão) veio viver comigo.



Apesar da religião hindu ensinar que os seres humanos estão continuamente a reencarnar, muitos acreditam que aos que viveram vidas especialmente devotas é concedida uma pausa em Priti Loka.

Este é um reino do paraíso livre de dores, conflitos e sofrimentos onde os espíritos podem descansar antes de assumirem outra encarnação.

A residência em Priti Loka tem de ser temporária, uma vez que parece não haver oportunidade para o desenvolvimento espiritual num lugar sem sofrimento.

Os espíritos não podem, portanto, sair de Priti Loka para a iluminação: têm de retomar a existência mortal para poderem atingir Moksha, o máximo objectivo espiritual.

Enquanto está em Priti Loka, o espírito goza da reunião com os amigos e membros da família falecidos e troca ideias com outras almas virtuosas. Este conhecimento ajuda-os a progredirem à medida que vão tomando novas vidas terrenas no percurso para Moksha onde o Eu se dissolve para que o espírito se possa unir à consciência colectiva.

Nomes diferentes, consoante os povos, para conceitos idênticos. A mesma origem. Moksha, Nirvana, Reino do Céu = A caminho da ascensão, para a iluminação. É o universo a falar.

Início de nova série (tag) aqui no blogue: Dicionário Místico.


36 comentários:

adriana disse...

António,

Que bom que o Universo fala e possui um ouvido generoso também.

Um feliz retorno ao trabalho.
Você faz o que gosta, não é?
Então fica mais fácil.
:))

obs: Muito bonita a homenagem de Izabel ao seu blog.
Merecida!

tereza disse...

É o universo a falar.

O patio de Tibétio, tb temos um pastor, que esta indo...
Vou aos blogs de Izabel, agora.
beijo António

António Rosa, José disse...

Adriana

Cá estou na minha rotina, mesmo assim, com a ausência de um colaborador, mas está bem melhor que nas duas primeiras semanas de Agosto, em que éramos apenas 2.

Todas as grandes religiões monoteístas apontam para o mesmo tema. Será trabalhado aqui nesta nova série 'Dicionário Místico'.

Muito obrigado por me ter alertado para a simpatia da Izabel que colocou o meu urso nas barras laterais de dois blogues.

Ter-me-ia escapado, se não tivesse dito nada.

A Izabel comentou no post anterior, mas eu interpretei como sendo o ter colocado o Cova do Urso na sua lista de blogues. Imagine só como ando meio alheado... :) Se as pessoas soubessem o quanto consigo estar nos dois extremos alternadamente: do mais minucioso possível passo para o maior alheamento. Tem sido toda a vida assim.

Já lhe agradeci devidamente e a si, por me ter alertado, também vai aqui o meu coração em forma de abraço.

Abraço

António Rosa, José disse...

Tereza

Os pastores são uma raça muito especial e o Tibério veio marcar a minha vida de forma muito especial e inequívoca.

Beijo

HAZEL disse...

E o Tibério é um devoto canino de Santo António, está visto! ;)

Gostei muito da nova série "Dicionário Místico" do Cova do Urso. Vai dar frutos muito nutritivos, estou certa disso.

Desconhecia esta terminologia (Moksha, Priti Loka...). Estamos sempre a aprender consigo.

Por acaso, o António conhece o filme "Para além do horizonte"?
Lembrei-me dele por causa deste seu post.
É um filme lindo, maravilhoso, com cenários muito especiais.
Se nunca viu, aconselho vivamente - tenho a certeza de que vai gostar.

Um abraço e boa semana!

Violeta Encarnada disse...

Gostei muito de ver o pátio do Tibério. Que coisa tão terna...:)
O Tibério já é um pouco velhote, desde 2000, dá pelo menos 9 anos, não é?

Abraço aos dois e ao gato também

V

Meri Pellens disse...

Não sei se somente eu acho isso, mas encontro sempre uma linha fina que liga uma cultura a outra, um "algo em comum", que ainda não consegui definir, mas que me faz respeitar todas as crenças e filosofias. Gostei muito de saber algo mais sobre a religião hindu. Bj.

Maria de Fátima disse...

Olá António, gostei muito do Pátio do Tibério.Aprendi mais um pouco sobre esta temática.Beijocas e boa semana.

angela disse...

Antonio
É verdade que encontramos pontos comuns em todas as religiões.
Sera interessante acompanha-lo nestas postagens.
abraços
Angela

adriana disse...

Caro António,

Coração recebido.
E das "minúcias ao alheamento" também sei eu. Acredito até que não seja (só?) característica astrológica.
:)))

obs: Ainda não consegui concluir a alteração no template.
Mas, chego lá!
Afffeee!

Rosan disse...

Eu acredito, que os espíritos de luz nunca ficam no ócio. Masmo, sem encarnar, estão sempre a ajudar.
E com relação as culturas, com certeza sempre há uma ligação, o Deus é o mesmo.
Vou gostar muito de acompanhar esta série, gosto muito do assunto, é tema de aprendizado para mim.
Um abraço de luz.

Maria Paula Ribeiro disse...

António,

Não entendi a comparação do post com o pátio do Tibério...

Ou há reencarnação de espíritos humanos para animais? Mas não deve ser em Gaia, pois muitos são fustigados pelo sofrimento...

Kiss kiss

António Rosa, José disse...

Hazel

Estou feliz por notar que a nova série 'Dicionário Místico' está a ser bem aceite. Irão aparecendo por aqui vários posts sobre várias tradições culturais e religiosas.

Por não me lembrar do título desse filme (vai sendo frequente isso acontecer) fiz uma busca no google para ver se me lembrava do cartaz. Nem assim. Fiquei curioso e irei procurá-lo.

Abraço

António Rosa, José disse...

Violeta

O Tibério está velhote e veio para casa já adulto. Os veterios apontam para uns 13 anos. O pátio é o Priti Loka dele. Faz muito uso, apesar de escolher dormir sempre dentro de casa. Tenho a porta da cozinha para o pátio sempre aberta, dia e noite, para ele e os gatos poderem circular. Nestas semanas de intenso calor, o Tibério procura as sombras do pátio e à noite estende-se a apanhar a brisa que sempre corre.

Abraço.

António Rosa, José disse...

Meri

Tem razão. A linha que separa as filosofias religiosas são mesmo muito finas. O ser humano é que seu habitual control.

Beijo

António Rosa, José disse...

Maria de Fátima

A foto não está grande coisa. Foi tirada com o telemóvel. :)

Beijo

António Rosa, José disse...

Angela

Muito obrigado. Farei os possíveis por transmitir situações simples sobre as religiões.

Abraço

António Rosa, José disse...

Adriana

:)) Como a compreendo! A astrologia apenas nos retrata e nesta 3D. Fora deste plano não há conhecimento da influência astrológica. recomendo que deixe o assunto do template de lado e só daqui a uns dias tente essa mudança. Conseguirá.

Abraço.

António Rosa, José disse...

Rosan

Isso mesmo: Deus é o mesmo. Os Livros Sagrados apontam para as mesmas tradições. João Paulo II sabia muito bem do que falava. Tratou de implementar o ecumenismo. Quase que ia conseguindo.

Abraço

António Rosa, José disse...

Maria Paula

Para além de que não sou muito linear nas escolahs das ilustrações, coordenando-as com os textos (tenho dado provas disso - :D), posso explicar-te com simplicidade: o pátio é como se fosse o Priti Loka do Tibério.

Como podes ver, não é necessários grandes e rebuscadas explicações.

:))))

Não achas que muitos humanos também são fustigados pelo sofrimento?

Beijo

Maria Paula Ribeiro disse...

"Este é um reino do paraíso livre de dores, conflitos e sofrimentos onde os espíritos podem descansar antes de assumirem outra encarnação."

Por isso a minha dúvida, amigo...;)

Diria que TODO o humano sofre aqui, seja de menor ou maior intensidade, consoante terá de evoluir...
Faz parte ;-)

Kiss kiss

marcelo dalla disse...

Muito interessante! Não conhecia o termo, mas está de acordo com o que André Luiz conta nos livros canalizados por Chico Xavier, como "Nosso Lar". Já ouviu falar?
O dicionário místico pode virar um livro!!!
abraço querido

HAZEL disse...

António, vale mesmo a pena ver o filme.
Os cenários são maravilhosos; ilustram diferentes versões de "Paraíso" de acordo com aquilo que diferentes pessoas idealizam.
E também aparece o "Inferno"...

O filme é com o Robin Williams.
Tem a ver com o reencontro de uma família no Paraíso e o resgate da mãe do Inferno. Tudo com muita beleza...

tereza disse...

António,
o seu pastor veio num preciso momento vital a ti.
O nosso está esta partindo...
Ha zelo e Amor para com ele.
beijo

António Rosa, José disse...

São afirmações minhas, Paula. Ninguém sabe ao certo como serão as coisas, apesar dos inúmeros testemunhos existentes.

António Rosa, José disse...

Marcelo,

Conheço Chico Xavier e o seu mentor André Luiz. Tive a sorte de ler inúmeros livros dele e, de alguma maneira, há uns anos atrás, ter sido um discípulos das suas ideias. «Nosso Lar» é uma obra fundamental no entendimento da vida para além da vida. Pelo menos aquela que hoje se sabe existir dentro da gravidade do nosso planeta. As outras... estão por aprender e vivenciar.

Abraço

António Rosa, José disse...

Hazel,

Fiquei entusiasmado. Vou procurar o filme. :)

António Rosa, José disse...

Tereza

Vou enviar vibrações amorosas para o vosso pastor. O meu também já percorreu a parte principal da vida dele. Tem sido uma caminhada única, na sua companhia.

Beijo

Siala ap Maeve disse...

É incrivel como a mensagem se repete nas várias religiões e ao longo dos séculos...
Beijos meus (hoje não estou nada inspirada :( )

António Rosa, José disse...

Siala

A tua presença, por si só, é uma inspiração.

Beijo

adriana disse...

António,
O segmento "Dicionário Místico" vem em momento precioso.
E obrigada!
Vou seguir seu conselho sobre aguardar um pouco mais.
Até amanhã!

Rosan disse...

Antonio.
Esse filme que a Hazel comenta aqui no Brasil conheço como Amor além da Vida. Tenho uma cópia dele, é muito bom. Já li André Luis e Nosso Lar.
Estou a ler agora, Missionários da Luz, também de Andre Luis, por Chico Xavier. Muito bom...
Derepente tu encontre o filme com esse nome.
Beijo. E desculpe me intrometer

António Rosa, José disse...

@Adriana

@Rosan

Muito obrigado às duas amigas.

Até amanhã.

Principe Encantado disse...

Gostei muito do conteudo de seu blog, parabéns, se for de seu interesse podemos trocar nossos links.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o AMOR existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena!
Abraços forte. Te aguardo

Rui António Santos disse...

António, o Tibério é um pastor alemão especial, faz-me lembrar um pastor alemão, mascote dos escuteiros, que vivia no pátio da igreja da graça.

Quando se estava a dar missa e eu soltava o cão era uma festa, ele entrava na igreja e brincava, o padre e as pessoas que estavam assistindo á missa é que não achavam lá muita graça. Chamava-se Leão.

Sempre aprendendo consigo, os indus têm uma crença que me atrai muito.

Abraço

António Rosa, José disse...

Rui

Que testemunho mais lindo. Um vicva para o Leão, que já não deve estar entre nós.

Abraço

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates