A aceitação de Plutão

28 de agosto de 2009 ·


Não é a primeira vez que abordo o intenso trânsito de Plutão em oposição a Úrano, a que tenho sido submetido nos últimos 2 anos, como pode ser visto aqui e aqui. No meu mapa natal, Úrano está num ponto cardinal [em Câncer, 0º 4']. Mais 'cardinal' não podia ser. Quase que me apetece dizer que tem sido o factor de grandes alegrias e também de grandes preocupações ao longo da minha vida.

Plutão está a chegar ao fim deste enorme e pesado trânsito astrológico. Dia 11 de Setembro terminará o seu movimento retrógrado e prepara-se para se afastar desse Úrano tão temperamental, o que ocorrerá definitivamente no início de 2010. Mas pelo menos será um alívio saber que já não voltará a esse ponto sensível do meu mapa, colocado na minha casa 2 - a área astrológica que trata das questões financeiras. Tem sido o jogo do iô-iô [nem sei se é assim que se escreve]. Altos e baixos sucessivos e aflitivos. Estonteante.

Em resumo, o que posso contar é que nestes dois últimos anos, a minha vida tem sido submetida a uma revisão total, em todos os aspectos, dos materiais aos metafísicos. Foi o longo processo da aprendizagem da aceitação. Aceitar não é uma coisa automática, pois dentro da nossa mente, a resistência está em permanente trabalho. Voltarei ao tema da aceitação, mais abaixo.

Não poderia estar mais de acordo com a astróloga e minha amiga Ana Cristina Corrêa Mendes, quando publicou o seu excelente artigo «Morte Anunciada», do qual destaco este excerto: «Durante este período em que esteve retrógrado, alguns de nós (com planetas ou ângulos entre os 0º-3º dos signos Cardinais; Carneiro, Balança, Câncer e Capricórnio), não fomos meros espectadores de um processo, em breve outros tantos se juntam à medida que o transito for entrando lentamente por Capricórnio. São processos que levam anos e que à medida que o tempo vai passando nos fazem pensar que foi uma outra pessoa que teve aquela vida e não nós de tal forma nos transformámos.»

Há dois anos eu teria ficado muito apreensivo com as situações que hoje encaro com a maior normalidade. É o tal processo de aceitação. Foi a aprendizagem de viver com o essencial, pondo de parte o supérfluo. Mas a aprendizagem maior, foi perceber que tudo aquilo que damos como certo, não existe.

Tal como a Ana Cristina afirma aqui:
«Por ser Plutão símbolo das raízes e do que está enterrado, a história é sempre mais ou menos brutal no sentido de radical e transformadora de uma forma ou de outra não nos deixa incólumes, algo se perde (e nada se perde) tudo se transforma.»

Brutal é a palavra adequada. Quanto mais brutal, mais profunda tem que ser a aceitação do que ocorre. Aceitar não significa ficar de braços cruzados e chorar pelos cantos. Não ficar de braços cruzados também não quer dizer que tenhamos que remar contra a maré. Nada disso. Apenas saber navegar, saber surfar, com a vida, aceitando com o coração. A aceitação não é uma construção mental. É uma surfagem à vista, onda-a-onda, passo-a-passo, sentindo tudo o que se está a fazer e aquilo que também deixamos de fazer. Com a certeza que o Universo é sábio e tudo faz para que não nos falte aquilo que 'realmente' precisamos para viver. Aceitar sem desesperança. Com amor por tudo à nossa volta, incluindo aquilo que é difícil na nossa vida.


O que posso confirmar é que se processarmos convenientemente a aceitação, parece que «foi uma outra pessoa que teve aquela vida e não nós».

.


44 comentários:

Joana disse...
28 de agosto de 2009 às 12:55  

Olá António!

Muito boa explicação sobre o que é aceitar/aceitação. Adorei!

Beijocas

Principe Encantado disse...
28 de agosto de 2009 às 13:10  

Amigo Antonio; "O bom humor espalha mais felicidade que todas as riquezas do mundo. Vem do hábito de olhar para as coisas com esperança e de esperar o melhor e não o pior."
Bom final de semana.
Abraços forte

marcelo dalla disse...
28 de agosto de 2009 às 13:21  

Querido amigo, creio que o compreendo. Vivi altos e baixos nos últimos anos, que me trouxeram de volta à minha terra natal. Aceitar significa compreender que nosso EU SUPERIOR sabe o que é melhor pra nós. Significa deixar de lado desejos imaturos e irreais...
E que maravilha este trabalho que você faz, de compartilhar conosco o aprendizado. Isso é uma das coisas que faz tudo valer a pena!!!
abraço

adriana disse...
28 de agosto de 2009 às 13:25  

Bom dia, António

Belíssimo depoimento.
Que tenhamos o Coração aberto, fluindo amorosamente.
Todas as partes de nós.
Bom descanso!
A&L

PS: De fato, solidariedade é o mínimo...
Sinto indignação amorosa em suas palavras!

Maria Izabel Viégas disse...
28 de agosto de 2009 às 13:39  

Amigo António, sobre Plutão volto a te escrever. este tema é boooom(Afff..) para quem, como eu estou há muito, neste vai e vem com plutão entrando na 12 e quadradrando com meu sol. Com esta minha Lua escorpião deu para eu entender os "sinais", mas...como dizem:"o bicho quis me pegar" mas eu dou meias voltas, mas é duro! Ainda estou a dialogar...se é que é possível. estou é aprendendo ;o))
Mas, quero te avisar que tem um Selo no Memórias de VP para vc, pela gentileza que és...e para te agradecer os meus mimos presentes.Amei!
Beijoooos!

tereza disse...
28 de agosto de 2009 às 14:05  

Bom dia António!
E sigo lendo-sentindo e aprendendo.
Montanha russa, sobe e desce financeiro, oh sim.
Belo depoimento da aceitação.
Bom final de semana!
beijo
ps:retirei comentário por erro de gramática.

Sonia Beth disse...
28 de agosto de 2009 às 14:18  

Que presente!

Digno de Mercurio em Libra e Vênus em Leão = a Madrinha dos Céus , espalhando bênçãos para a paz mental.

Deus te abençoe Antonio.

Vou linkar este post à mensagem de hoje no meu blog, tá?

beijocas

angela disse...
28 de agosto de 2009 às 14:38  

Que bonito depoimento e que bom que saiu transformado dessa experiencia toda, pois isso é o melhor que podemoos desejar da vida. Viver o que ela nos oferece.
Não sei por onde anda meu plutão, mas acho que esta comigo sempre...rsrs
beijos

Siala ap Maeve disse...
28 de agosto de 2009 às 15:34  

Antonio, é incrivel o que aprendo aqui! Este é um tema central para mim, já que Plutão, Urano e Neptuno estão conjugados na minha vida e muito activos ;) Vou ler com mais calma para tirar anotações! A Aceitação é uma lição árdua...
Beijo de luz

joana disse...
28 de agosto de 2009 às 15:46  

'Aceitar', pois é :) Gostei muito António !

E para a próxima não escapa desse almoço ;)

beijinho

Rosan disse...
28 de agosto de 2009 às 15:50  

Oi Antonio.
Eu também não sei onde anda plutão,
mas acho que ele passou pela minha vida a uns 5 anos atrás e literalmente virou minha vida de ponta cabeça....
Aprendi a ser forte, e hoje digo que sai vitoriosa, mas foram tempos muito difíceis para mim.
Obrigado por partilhar suas aceitações, elas são importantes para todos que também tem que aprender a aceitar...
abraços.

marcelo dalla disse...
28 de agosto de 2009 às 17:01  

Ahhhhh esse devorador de comentários é fofo, né? Agradecido pelo link!
abraço querido e bom fim de semana!

Luan disse...
28 de agosto de 2009 às 17:04  

Esse Plutão está me afetando e muito, está transitando pela minha casa 8,na verdade tenho uma sensação muito péssima dentro de mim, parece que tudo está meio morto, me sinto com uma sensação de perda todos os dias e frequentemente tenho sonhado com a morte e me preocupado muito.

Ótima postagem Antõnio, adoro ler coisas sobre Plutão.

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:43  

Joana

Muito obrigado. Adorei o teu 'adorei' :)

Beijos

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:43  

Príncipe Encantado

Bom final de semana para si. Assim que puder irei visitá-lo.

Abraço

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:43  

Marcelo

Grande aprendizagem a nossa, não é? Temos que fazer por aprender.

Abraço

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:43  

Adriana

Sem dúvida, uma 'indignação amorosa'.
O fim-de-semana está aí e vou aproveitar...:)

Abraço

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:45  

Maria Izabel

Muito obrigado pelo selo. Vou já lá buscá-lo.

Bom fim-de-semana.

Abraço.

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:45  

Tereza

O ambiente na História Encantada está encantador. É só dar tempo a que seja mais conhecido.

Bom fim-de-semana.

Abraço.

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:45  

Sónia

Mito grato eu, por tanta honra, minha querida.

Beijo

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:47  

Angela

:))) Essa do Plutão andar sempre consigo é a imagem que tenho de mim próprio. :)))

Bom fim-de-semana

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:47  

Siala

Muito obrigado pelas tuas palavras generosas. Aprendemos todos uns com os outros.

Bom fim-de-semana

Beijo

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:49  

Joana

Vamos a esse almoço.

Bom fim-de-semana
Beijo

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:49  

Rosan

Este malandro do Plutão anda sempre a rondar-nos a vida. São as aprendizagens do desapego e da aceitação, sempre com a ideia de podermos ser mais felizes... 'a sério'.

Bom fim-de-semana

Beijo

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:53  

Marcelo

O devorador de comentários é uma delícia. Temos que nos lincar unas aos outros, certo? Já que não podemos dar uma abraço em pessoa ficam esta manifestações de carinho e amor.

Abraço

António Rosa, José disse...
28 de agosto de 2009 às 17:53  

Luan

O meu Plutão também anda agora na minha casa 8.

Mas como tenho 60 anos, há uma parte dessa casa que não tenho aproveitado muito, mas que tu bem que podias tratar disso com sucesso ---- muito sexo, tá? Faz parte da casa, como sabes.

As inquietações internas acompanham-nos sempre.

O teu novo blogue desapareceu? É que não o encontro.

Abraço, meu querido

HSLO disse...
28 de agosto de 2009 às 20:02  

Gosta de passar por aqui e sempre aprender algo novo. Obrigado.


te desejo um ótimo final de semana.


abraços


Hugo

Maria Paula Ribeiro disse...
28 de agosto de 2009 às 21:29  

António,

Descrevi o post da Ana como fantástico. O teu é soberbo. O teu testemunho é de ouro. É "pintar" o mapa ao vivo e a cores! Tantos ensinamentos e avisos nos deixas! Admiro-te muito por isso.

Bem-hajas amigo!
Kiss kiss

Maria Ribeiro disse...
29 de agosto de 2009 às 13:27  

PERFEITAMENTE de acordo com o António Rosa e com a ANA CRISTINA, sua ilustre amiga. Sem saber explicar porquê, pois nada sei destas coisas, sei ,no entanto, que a minha vida e a minha visão do mundo mudaram, nestes últimos dois anos.
BEIJO DE LUSIBERO

Luan Ramos disse...
29 de agosto de 2009 às 14:07  

Eu não estou tendo tempo pra Blogar, minha vida anda muito movimentada =S

Shin Tau disse...
29 de agosto de 2009 às 15:54  

António,

obrigada pelas palavras de carinho lá no grimoire.
Quanto ao teu post, perfeito! Aceitação, dará um belo tema no DezMistificando!

Beijocas

Rosan disse...
29 de agosto de 2009 às 16:03  

Esqueci de dizer que adorei as lanzinhas da foto. eu trabalho com isso.
Tem um selinho no meu blog para ti, sei que ganhas muitos.
fica a teu dispor.
Beijo.

Rui António Santos disse...
29 de agosto de 2009 às 23:25  

Amigo António, Plutão é mesmo o Planeta que nos tranforma e obrigado por partilhar com todos nós essa riqueza de informação.

Eu no que me diz respeito ainda estou a tentar aceitar o falecimento recente de um familiar que me era querido. Plutão nos ultimos graus da casa 4, no fundo do céu.

Lembro-me de uma frase do sábio e filósofo Agostinho da Silva "não faças planos para a vida, para não estragar os planos que a vida tem para ti".

Bom fim de semana

Samsara disse...
30 de agosto de 2009 às 21:03  

Olá António

Que bom voltar de férias e ter um texto tão bom à minha espera.

Sobretudo é bom perceber o lado positivo desta tua experiência, em grande parte devido à tua atitude e sabedoria, uma aula para todos nós.

Beijinhos

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 10:20  

Hugo

Muito obrigado pelas tuas palavras simpáticas. Também gosto de passar pelo teu blogue e tenciono fazê-lo hoje.

Abraço

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 10:20  

Maria Paula

Sei que já entraste de férias. Aproveita muito, que são merecidas.

Beijo

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 10:21  

Maria Ribeiro

Creio que as pessoas mais sensíveis estão a aperceber-se de grandes mudanças. Muitas delas, só através de perdas pessoais é que se apercebem que a vida que levavam era uma ilusão.

Abraço

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 10:21  

Luan

Compreendo-te. Oxalá esse movimento na tua vida seja feito de coisas positivas.

Abraço

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 10:25  

Querida Shin

Significa que as férias já terminaram. 1000 beijos.

Desculpem só agora responder mas desde sexta-feira que não me aproximo do computador.

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 10:25  

Rosan

Assim que vi a foto das lãs guardei-a, pois sabia que um dia iria usá-las como ilustração de um post. Calhou a este.

Beijos.

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 10:26  

Rui

Lamento essa sua perda recente, mas todos passamos por essa situação, mais tarde ou mais cedo.

Abraço

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 10:26  

Patrícia

Já estás de volta. Como te sentes da situação em que estavas quando embarcaste para a Tunísia? Espero que completamente recuperada.

Beijo

ESSÊNCIA ÓRION disse...
31 de agosto de 2009 às 11:43  

Antônio você conseguiu passar o que eu vivi e vivo há anos..aceitação é a única maneira de encarar a vida e a inconstância do que somos nós..muito bom o que você escreveu..
Olha, sei que você já recebeu o selinho que deixei no meu bloguinho pra você entenda que é apenas o reconhecimento e o carinho que me fez deixar pra você um pouco mais do que você já tem!!!

António Rosa disse...
31 de agosto de 2009 às 16:41  

Essência

Ainda bem que gostou. Já fui buscar o selo. Muito obrigado. Irá aparecer aqui, como agradecimento.

Entretanto, fica aqui o sítio onde guardo todos os selos que me oferecem:

http://picasaweb.google.com/covadourso/SelosEPremios#

28 de agosto de 2009

A aceitação de Plutão


Não é a primeira vez que abordo o intenso trânsito de Plutão em oposição a Úrano, a que tenho sido submetido nos últimos 2 anos, como pode ser visto aqui e aqui. No meu mapa natal, Úrano está num ponto cardinal [em Câncer, 0º 4']. Mais 'cardinal' não podia ser. Quase que me apetece dizer que tem sido o factor de grandes alegrias e também de grandes preocupações ao longo da minha vida.

Plutão está a chegar ao fim deste enorme e pesado trânsito astrológico. Dia 11 de Setembro terminará o seu movimento retrógrado e prepara-se para se afastar desse Úrano tão temperamental, o que ocorrerá definitivamente no início de 2010. Mas pelo menos será um alívio saber que já não voltará a esse ponto sensível do meu mapa, colocado na minha casa 2 - a área astrológica que trata das questões financeiras. Tem sido o jogo do iô-iô [nem sei se é assim que se escreve]. Altos e baixos sucessivos e aflitivos. Estonteante.

Em resumo, o que posso contar é que nestes dois últimos anos, a minha vida tem sido submetida a uma revisão total, em todos os aspectos, dos materiais aos metafísicos. Foi o longo processo da aprendizagem da aceitação. Aceitar não é uma coisa automática, pois dentro da nossa mente, a resistência está em permanente trabalho. Voltarei ao tema da aceitação, mais abaixo.

Não poderia estar mais de acordo com a astróloga e minha amiga Ana Cristina Corrêa Mendes, quando publicou o seu excelente artigo «Morte Anunciada», do qual destaco este excerto: «Durante este período em que esteve retrógrado, alguns de nós (com planetas ou ângulos entre os 0º-3º dos signos Cardinais; Carneiro, Balança, Câncer e Capricórnio), não fomos meros espectadores de um processo, em breve outros tantos se juntam à medida que o transito for entrando lentamente por Capricórnio. São processos que levam anos e que à medida que o tempo vai passando nos fazem pensar que foi uma outra pessoa que teve aquela vida e não nós de tal forma nos transformámos.»

Há dois anos eu teria ficado muito apreensivo com as situações que hoje encaro com a maior normalidade. É o tal processo de aceitação. Foi a aprendizagem de viver com o essencial, pondo de parte o supérfluo. Mas a aprendizagem maior, foi perceber que tudo aquilo que damos como certo, não existe.

Tal como a Ana Cristina afirma aqui:
«Por ser Plutão símbolo das raízes e do que está enterrado, a história é sempre mais ou menos brutal no sentido de radical e transformadora de uma forma ou de outra não nos deixa incólumes, algo se perde (e nada se perde) tudo se transforma.»

Brutal é a palavra adequada. Quanto mais brutal, mais profunda tem que ser a aceitação do que ocorre. Aceitar não significa ficar de braços cruzados e chorar pelos cantos. Não ficar de braços cruzados também não quer dizer que tenhamos que remar contra a maré. Nada disso. Apenas saber navegar, saber surfar, com a vida, aceitando com o coração. A aceitação não é uma construção mental. É uma surfagem à vista, onda-a-onda, passo-a-passo, sentindo tudo o que se está a fazer e aquilo que também deixamos de fazer. Com a certeza que o Universo é sábio e tudo faz para que não nos falte aquilo que 'realmente' precisamos para viver. Aceitar sem desesperança. Com amor por tudo à nossa volta, incluindo aquilo que é difícil na nossa vida.


O que posso confirmar é que se processarmos convenientemente a aceitação, parece que «foi uma outra pessoa que teve aquela vida e não nós».

.


44 comentários:

Joana disse...

Olá António!

Muito boa explicação sobre o que é aceitar/aceitação. Adorei!

Beijocas

Principe Encantado disse...

Amigo Antonio; "O bom humor espalha mais felicidade que todas as riquezas do mundo. Vem do hábito de olhar para as coisas com esperança e de esperar o melhor e não o pior."
Bom final de semana.
Abraços forte

marcelo dalla disse...

Querido amigo, creio que o compreendo. Vivi altos e baixos nos últimos anos, que me trouxeram de volta à minha terra natal. Aceitar significa compreender que nosso EU SUPERIOR sabe o que é melhor pra nós. Significa deixar de lado desejos imaturos e irreais...
E que maravilha este trabalho que você faz, de compartilhar conosco o aprendizado. Isso é uma das coisas que faz tudo valer a pena!!!
abraço

adriana disse...

Bom dia, António

Belíssimo depoimento.
Que tenhamos o Coração aberto, fluindo amorosamente.
Todas as partes de nós.
Bom descanso!
A&L

PS: De fato, solidariedade é o mínimo...
Sinto indignação amorosa em suas palavras!

Maria Izabel Viégas disse...

Amigo António, sobre Plutão volto a te escrever. este tema é boooom(Afff..) para quem, como eu estou há muito, neste vai e vem com plutão entrando na 12 e quadradrando com meu sol. Com esta minha Lua escorpião deu para eu entender os "sinais", mas...como dizem:"o bicho quis me pegar" mas eu dou meias voltas, mas é duro! Ainda estou a dialogar...se é que é possível. estou é aprendendo ;o))
Mas, quero te avisar que tem um Selo no Memórias de VP para vc, pela gentileza que és...e para te agradecer os meus mimos presentes.Amei!
Beijoooos!

tereza disse...

Bom dia António!
E sigo lendo-sentindo e aprendendo.
Montanha russa, sobe e desce financeiro, oh sim.
Belo depoimento da aceitação.
Bom final de semana!
beijo
ps:retirei comentário por erro de gramática.

Sonia Beth disse...

Que presente!

Digno de Mercurio em Libra e Vênus em Leão = a Madrinha dos Céus , espalhando bênçãos para a paz mental.

Deus te abençoe Antonio.

Vou linkar este post à mensagem de hoje no meu blog, tá?

beijocas

angela disse...

Que bonito depoimento e que bom que saiu transformado dessa experiencia toda, pois isso é o melhor que podemoos desejar da vida. Viver o que ela nos oferece.
Não sei por onde anda meu plutão, mas acho que esta comigo sempre...rsrs
beijos

Siala ap Maeve disse...

Antonio, é incrivel o que aprendo aqui! Este é um tema central para mim, já que Plutão, Urano e Neptuno estão conjugados na minha vida e muito activos ;) Vou ler com mais calma para tirar anotações! A Aceitação é uma lição árdua...
Beijo de luz

joana disse...

'Aceitar', pois é :) Gostei muito António !

E para a próxima não escapa desse almoço ;)

beijinho

Rosan disse...

Oi Antonio.
Eu também não sei onde anda plutão,
mas acho que ele passou pela minha vida a uns 5 anos atrás e literalmente virou minha vida de ponta cabeça....
Aprendi a ser forte, e hoje digo que sai vitoriosa, mas foram tempos muito difíceis para mim.
Obrigado por partilhar suas aceitações, elas são importantes para todos que também tem que aprender a aceitar...
abraços.

marcelo dalla disse...

Ahhhhh esse devorador de comentários é fofo, né? Agradecido pelo link!
abraço querido e bom fim de semana!

Luan disse...

Esse Plutão está me afetando e muito, está transitando pela minha casa 8,na verdade tenho uma sensação muito péssima dentro de mim, parece que tudo está meio morto, me sinto com uma sensação de perda todos os dias e frequentemente tenho sonhado com a morte e me preocupado muito.

Ótima postagem Antõnio, adoro ler coisas sobre Plutão.

António Rosa, José disse...

Joana

Muito obrigado. Adorei o teu 'adorei' :)

Beijos

António Rosa, José disse...

Príncipe Encantado

Bom final de semana para si. Assim que puder irei visitá-lo.

Abraço

António Rosa, José disse...

Marcelo

Grande aprendizagem a nossa, não é? Temos que fazer por aprender.

Abraço

António Rosa, José disse...

Adriana

Sem dúvida, uma 'indignação amorosa'.
O fim-de-semana está aí e vou aproveitar...:)

Abraço

António Rosa, José disse...

Maria Izabel

Muito obrigado pelo selo. Vou já lá buscá-lo.

Bom fim-de-semana.

Abraço.

António Rosa, José disse...

Tereza

O ambiente na História Encantada está encantador. É só dar tempo a que seja mais conhecido.

Bom fim-de-semana.

Abraço.

António Rosa, José disse...

Sónia

Mito grato eu, por tanta honra, minha querida.

Beijo

António Rosa, José disse...

Angela

:))) Essa do Plutão andar sempre consigo é a imagem que tenho de mim próprio. :)))

Bom fim-de-semana

António Rosa, José disse...

Siala

Muito obrigado pelas tuas palavras generosas. Aprendemos todos uns com os outros.

Bom fim-de-semana

Beijo

António Rosa, José disse...

Joana

Vamos a esse almoço.

Bom fim-de-semana
Beijo

António Rosa, José disse...

Rosan

Este malandro do Plutão anda sempre a rondar-nos a vida. São as aprendizagens do desapego e da aceitação, sempre com a ideia de podermos ser mais felizes... 'a sério'.

Bom fim-de-semana

Beijo

António Rosa, José disse...

Marcelo

O devorador de comentários é uma delícia. Temos que nos lincar unas aos outros, certo? Já que não podemos dar uma abraço em pessoa ficam esta manifestações de carinho e amor.

Abraço

António Rosa, José disse...

Luan

O meu Plutão também anda agora na minha casa 8.

Mas como tenho 60 anos, há uma parte dessa casa que não tenho aproveitado muito, mas que tu bem que podias tratar disso com sucesso ---- muito sexo, tá? Faz parte da casa, como sabes.

As inquietações internas acompanham-nos sempre.

O teu novo blogue desapareceu? É que não o encontro.

Abraço, meu querido

HSLO disse...

Gosta de passar por aqui e sempre aprender algo novo. Obrigado.


te desejo um ótimo final de semana.


abraços


Hugo

Maria Paula Ribeiro disse...

António,

Descrevi o post da Ana como fantástico. O teu é soberbo. O teu testemunho é de ouro. É "pintar" o mapa ao vivo e a cores! Tantos ensinamentos e avisos nos deixas! Admiro-te muito por isso.

Bem-hajas amigo!
Kiss kiss

Maria Ribeiro disse...

PERFEITAMENTE de acordo com o António Rosa e com a ANA CRISTINA, sua ilustre amiga. Sem saber explicar porquê, pois nada sei destas coisas, sei ,no entanto, que a minha vida e a minha visão do mundo mudaram, nestes últimos dois anos.
BEIJO DE LUSIBERO

Luan Ramos disse...

Eu não estou tendo tempo pra Blogar, minha vida anda muito movimentada =S

Shin Tau disse...

António,

obrigada pelas palavras de carinho lá no grimoire.
Quanto ao teu post, perfeito! Aceitação, dará um belo tema no DezMistificando!

Beijocas

Rosan disse...

Esqueci de dizer que adorei as lanzinhas da foto. eu trabalho com isso.
Tem um selinho no meu blog para ti, sei que ganhas muitos.
fica a teu dispor.
Beijo.

Rui António Santos disse...

Amigo António, Plutão é mesmo o Planeta que nos tranforma e obrigado por partilhar com todos nós essa riqueza de informação.

Eu no que me diz respeito ainda estou a tentar aceitar o falecimento recente de um familiar que me era querido. Plutão nos ultimos graus da casa 4, no fundo do céu.

Lembro-me de uma frase do sábio e filósofo Agostinho da Silva "não faças planos para a vida, para não estragar os planos que a vida tem para ti".

Bom fim de semana

Samsara disse...

Olá António

Que bom voltar de férias e ter um texto tão bom à minha espera.

Sobretudo é bom perceber o lado positivo desta tua experiência, em grande parte devido à tua atitude e sabedoria, uma aula para todos nós.

Beijinhos

António Rosa disse...

Hugo

Muito obrigado pelas tuas palavras simpáticas. Também gosto de passar pelo teu blogue e tenciono fazê-lo hoje.

Abraço

António Rosa disse...

Maria Paula

Sei que já entraste de férias. Aproveita muito, que são merecidas.

Beijo

António Rosa disse...

Maria Ribeiro

Creio que as pessoas mais sensíveis estão a aperceber-se de grandes mudanças. Muitas delas, só através de perdas pessoais é que se apercebem que a vida que levavam era uma ilusão.

Abraço

António Rosa disse...

Luan

Compreendo-te. Oxalá esse movimento na tua vida seja feito de coisas positivas.

Abraço

António Rosa disse...

Querida Shin

Significa que as férias já terminaram. 1000 beijos.

Desculpem só agora responder mas desde sexta-feira que não me aproximo do computador.

António Rosa disse...

Rosan

Assim que vi a foto das lãs guardei-a, pois sabia que um dia iria usá-las como ilustração de um post. Calhou a este.

Beijos.

António Rosa disse...

Rui

Lamento essa sua perda recente, mas todos passamos por essa situação, mais tarde ou mais cedo.

Abraço

António Rosa disse...

Patrícia

Já estás de volta. Como te sentes da situação em que estavas quando embarcaste para a Tunísia? Espero que completamente recuperada.

Beijo

ESSÊNCIA ÓRION disse...

Antônio você conseguiu passar o que eu vivi e vivo há anos..aceitação é a única maneira de encarar a vida e a inconstância do que somos nós..muito bom o que você escreveu..
Olha, sei que você já recebeu o selinho que deixei no meu bloguinho pra você entenda que é apenas o reconhecimento e o carinho que me fez deixar pra você um pouco mais do que você já tem!!!

António Rosa disse...

Essência

Ainda bem que gostou. Já fui buscar o selo. Muito obrigado. Irá aparecer aqui, como agradecimento.

Entretanto, fica aqui o sítio onde guardo todos os selos que me oferecem:

http://picasaweb.google.com/covadourso/SelosEPremios#

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates