«O Seu Novo Signo» por João Medeiros

24 de janeiro de 2011 ·

Texto de João Medeiros

Certamente ouviu falar da polémica sobre as mudanças de signo. Por exemplo, que afinal existe um 13º signo e que os signos não correspondem às constelações. Por ser astrólogo, muita gente me perguntou se era verdade : "Explica-me, então, o meu signo mudou? Qual é então o meu novo signo? A Astrologia está errada?"

Estudando esta área há muito tempo, estou habituado a que todos os anos alguém se lembre desta questão e que obviamente os astrólogos e alguns astrónomos expliquem por A + B a situação, para quem queira realmente entender.

Sim, porque na verdade muitas pessoas perguntam, mas poucas ouvem a resposta. Será que é o seu caso? Se for, não se preocupe. É que efectivamente a resposta é complexa.

Por isso, se estiver mesmo interessado em saber a resposta, sugiro que leia até ao fim... Até ao fim mesmo.... Se não, aproveite já este seu tempo numa alternativa que o faça mais feliz. Seja como for, saiba que o seu signo não mudou. Ou melhor, até poderá mudar, se você aceitar baptizar o seu signo com um nome bem diferente e moderno, embora com as mesmas características.

Já viu que interessante seria você dizer em vez de "Eu sou Carneiro" poder dizer "Eu sou Vulcão, porque nasci no início da Primavera, altura em que a força da Natureza é imparável"? Ou em vez de afirmar ""Eu sou Balança", poder dizer, "Eu sou Arco-íris, porque nasci no princípio do Outono, altura em que se transita para a chuva?"

Na verdade, os signos da Astrologia Ocidental mantêm os mesmos nomes que você conhece, desde há milénios. Desde a época grega, foi estabelecido o Zodíaco Tropical, um círculo de 360º dividido em segmentos iguais, de acordo com 12 fases das estações do ano.

Assim, por exemplo, aos primeiros 30 dias da Primavera corresponderia uma etapa da viagem aparente do Sol em torno da Terra - etapa que se convencionou chamar Carneiro - uma vez que na altura (há 2000 anos atrás)  a posição do Sol coincidia com a posição das estrelas da constelação de Carneiro.

"Aaaaah", então diz você "afinal alguma coisa mudou mesmo...".

Sim, mudou! Acontece que, tal como a posição do Sol parece mudar ao longo do dia e do ano, através de dois movimentos da Terra - rotação e translação - também a posição das constelações parece mudar devido a um terceiro movimento conhecido como Precessão dos Equinócios - cujo ciclo é de 26 000 anos.

Sabia deste terceiro movimento? É como se a Terra estivesse bêbeda e o seu eixo oscilasse formando um cone. É um movimento tão lento que é imperceptível ao ser humano.

Quer isto dizer que a cada 2160 anos, muda a constelação posicionada atrás do Sol na altura do Equinócio da Primavera. Por exemplo, agora essa constelação está a transitar de Peixes para Aquário. Daí você já ter ouvido dizer que "Estamos a entrar na Era de Aquário".

Mas, pergunta você, "Então, é mesmo verdade que o meu signo não corresponde à respectiva constelação?".

Sim, é mesmo verdade. Quando o astrólogo ocidental diz que você é Escorpião, não quer dizer que tenha nascido com o Sol a apontar  para a Constelação de Escorpião, mas que nasceu na 8ª fase do ano, correspondente ao meio do Outono. Que por acaso é uma altura crítica de chuvas e queda das folhas das árvores. Portanto, infelizmente ainda não é desta que se livra da má fama.

"Mas isso significa que não tenho características do animal Escorpião? Então e a minha tatuagem?" Esteja tranquilo e não remova a tatuagem. Ninguém lhe pode negar o facto de Escorpião ser o único "bicho" do Zodíaco Tropical que mais se associa simbolicamente à época do ano em que você nasceu.

Tal como Touro é o que simbolicamente mais está relacionado com o meio da Primavera, uma vez que é lento e ruminante, gostando de estar a pastar no campo, e por isso se diz que o bom Taurino gosta de apreciar a boa comida...

"Bom" a esta hora pensa você "... ainda estou um pouco baralhado".

Pense assim: se você nasceu em Julho, por exemplo, será sempre um nativo de Julho, seja qual for o mês em que estamos neste momento. A roda do calendário continua a girar, mas a sua referência de nascimento é a mesma.

Igualmente se passa com o Zodíaco Tropical - a referência inicial é a mesma por mais 26 000 anos que passem, a roda gire e retorne ao ponto em que coincidia a Primavera com a Constelação de Carneiro. Está um pouco mais claro agora? Iremos sempre lá voltar e como foi nessa altura que a Astrologia ocidental  nasceu, será essa simbolicamente a sua referência cósmica.

As estrelas das várias Constelações (incluindo a 13ª, chamada de Ofíuco ou Serpentário) também são usadas na interpretação, por astrólogos mais estudiosos. Também fazem parte do "pacote completo". Porém, para todos os efeitos, as estações do ano são francamente mais importantes, quando se trata de interpretar o mapa astrológico de um ser humano.

"Bem, nesse caso" diz você "não será ainda assim um pouco confuso usar o mesmo nome das constelações quando se trata de conceitos algo diferentes?"

Sim, é confuso. Tem toda a razão.... Para lhe ser franco, tem tanta razão que esta questão baralha inclusivamente astrólogos que vão falar para a televisão e alunos meus, já com certa pedalada nestas coisas dos astros.

Por isso mesmo, venho propôr-lhe um nome alternativo para o seu signo. Um nome que seja mais claro e representativo dos fenómenos naturais a que está associada a fase do ano em que você nasceu.

Já agora, se por acaso nasceu no hemisfério sul, como por exemplo Brasil, Angola, Moçambique ou África do Sul em que as estações do ano são inversas, não se preocupe. É que o hemisfério dominante da Terra, em termos físicos e energéticos, é o hemisfério norte, daí que prevalece a estação que ocorre nesta parte do globo quando você nasceu.

Então aqui está a proposta alternativa, com os dias aproximados de mudança entre cada uma das 12 fases do ano. Um novo baptismo:

VULCÃO
nascidos entre 21 de Março e 19 de Abril (Ex-Carneiro)
Explosão da Primavera. Elemento Fogo.

JARDIM
entre 20 de Abril e 20 de Maio (Ex-Touro)
Sustentação da Primavera. Terra.

BRISA
entre 21 de Maio e 21 Junho (Ex-Gémeos)
Transição da Primavera. Ar.

FONTE
entre 22 de Junho e 22 Julho (Ex-Caranguejo)
Explosão do Verão. Água.

LUZ
entre 23 Julho e 22 Agosto (Ex-Leão)
Sustentação do Verão. Fogo.

AREIA
entre 23 Agosto e 22 Setembro (Ex-Virgem)
Fim do Verão. Terra.

ARCO-ÍRIS
entre 23 Setembro e 23 Outubro (Ex-Balança)
Início do Outono. Ar.

TEMPESTADE
entre 24 Outubro e 22 Novembro (Ex-Escorpião)
Sustentação do Outono. Água.

FOGUEIRA
entre 22 Novembro e 20 Dezembro (Ex-Sagitário)
Fim do Outono. Fogo.

MONTANHA
entre 21 de Dezembro e 19 Janeiro (Ex-Capricórnio)
Início do Inverno. Terra.

NEVE
entre 20 Janeiro e 18 Fevereiro (Ex-Aquário)
Sustentação do Inverno. Ar.

MAR
entre 19 Fevereiro e 20 Março (Ex-Peixes)
Fim do Inverno. Água.

Se por acaso não gostou da alteração, esteja descansado que os nomes antigos não irão morrer. Representam tradições muito enraizadas que devem ser respeitadas e estudadas, porque são tesouros culturais e mitológicos.
 
E saiba também que, na verdade, temos um pouco de todos os signos na nossa carta de nascimento.

Por exemplo, posso ser "Montanha" com Ascendente "Jardim". Isto significa literalmente transformar a minha vida - um terreno rochoso e frio - num jardim bem cuidado e colorido.
 
Se por acaso, gostou desta abordagem: responda-nos a este email. Iremos oferecer uma consulta SOL (Astrologia - 1ª vez), no valor de 100 Eur, ao melhor desenho enviado até 28 de Fevereiro, que inclua estes 12 aspectos da Natureza.

Os 3 melhores desenhos serão publicado no nosso site. Poderão constar também outros factores da natureza, para além dos referidos.

Aproveitamos também para recomendar os artigos realizados pelos nossos alunos, onde destacamos o espectacular vídeo ilustrativo do artigo "A Procura da Individualidade", entre outros trabalhos de grande qualidade.

Tudo em:

www.ceia-astrologia.com
 
Contactos
e-mail: ceia.agenda@gmail.com
 tel: (+ 351) 93 4519934

Um abraço
João Medeiros

CEIA - Centro de Estudos e Inovação em Astrologia

.

41 comentários:

Serginho Tavares disse...
24 de janeiro de 2011 às 18:35  

Bem, eu gostei do nome Fonte mas vou continuar dizendo que sou de caranguejo porque afinal ninguém conhece esses novos nomes e até explicar pro pessoal daqui...
Beijos querido e obrigado pelo post super explicativo!

Filomena Nunes disse...
24 de janeiro de 2011 às 18:37  

UÉ!!! Estou espantada!!!

Onde se "meteu" toda a gente que costuma visitar este espaço? Serei mesmo a primeira??

Bom, António Rosa, parabéns por ter postado este texto.. gostei muito!

É admirável como o mesmíssimo assunto pode ter tantas abordagens, todas elas singulares!!

É isto que eu adoro na net.. estarmos a um dedilhar de distancia de tanto ensinamento.

É claro que, sem espírito crítico, também se "perde" muito tempo com coiusas desinteressantíssimas. Mas isso, faz parte. Não há bela sem senão!!

Um grande e caloroso abraço.

Filomena

Filomena Nunes disse...
24 de janeiro de 2011 às 18:39  

OHH!!

Já não fui a 1ª.. (LOL)
Um dia destes, acerto!!
Beijinhos

Filomena

Felipe Faverani disse...
24 de janeiro de 2011 às 18:50  
Este comentário foi removido pelo autor.
Astrid Annabelle disse...
24 de janeiro de 2011 às 19:04  

Muito interessante António!
Mas eu gosto de ser Gêmeos. Aliás de vento não gosto...só de brisa!
Agora é bom se atualizar e conhecer todos os lados de uma questão.
Por isso que gostei do texto do João Medeiros.
Beijos querido.
Astrid Annabelle

P.S. hoje pensei muito em você, pois aqui está um calor tão forte que qualquer movimento é um sacrifício...gostaria realmente de estar no Pólo Sul...lá no meio das geleiras..rssss

Paulo Braccini disse...
24 de janeiro de 2011 às 19:08  

o q sei é q continuarei CAPRICORNIANO até a morte ... não mudo mesmo ... rs

bjux

;-)

lucyinthesky disse...
24 de janeiro de 2011 às 19:33  

ola, achei muito interessante essa abordagem a respeito de algo que esta a milenios sendo difundido sempre da mesmo forma.... Tempestade ou Escorpião, o nome nao muda quem sou...
abraços

Siala disse...
24 de janeiro de 2011 às 19:44  

Vou juntar este artigo ao teu Antonio, e enviar para algumas amigas minhas que andam meio baralhadas com esta questão ;)
Já agora...Mar com ascendente areia...LOL
Namasté!

Eraldo Paulino disse...
24 de janeiro de 2011 às 20:02  

Se quiser chamar o meu (Peixes) de Rio pode? rsrs é que moro num local arrodiado de rios, para mim faria mais sentido.

Olha, confuso, mas conhecimento é algo que me excita, seja ele de que área for.

Abraços e ótima escolha de texto!

Fatima disse...
24 de janeiro de 2011 às 20:41  

FOGUEIRA!!!!
Gostei!
Bjs

William Garibaldi disse...
24 de janeiro de 2011 às 20:56  

Caraca * ! António! rissss

Que belo texto, finalmente algo para dar um puxão de orelha nesta turma que a cada 3 anos descobre este tal signo de Baleia ou Serpente... e quer virar notícia na mídia sensacionalista!
Ainda com uma bela explicação dos ciclos de 26 mil anos, super haver com o oque os Maias diziam do 12:60.
Super haver com os ciclos de transformação, ou os Baktuns = Ciclos evolutivos!

Gostei demais sobre o que ele fala, que são mitos e símbolos valiosos e devem ser respeitados, importante pois acho que algumas pessoas jogam a astrologia em um "lugar comum " de 'qualquer poder dar o apito final'...

Show António!!!
Parabéns por postar este texto!
Salve o João Medeiros!

E o desenho... eu gostei da idéia... da imagem que ele propôs. Vou ver se encaixo este projeto na minha agenda de trabalhos a serem realizados rapidamente... E envio para o e-mail ceia.agenda@gmail.com... certo?

Abração Amigo!

* Caraca: Que legal! Maneraço! Showzaço! ( O que vc entendeu que era!... rssssssssssss Carioquês no Cova do Urso! )

Soraia disse...
24 de janeiro de 2011 às 22:02  

Fogueira...essa é boa!
Já virou link!

Bjs:)

Joana disse...
24 de janeiro de 2011 às 22:10  

Gostei da mudança. Sou jardim com ascendente em areia. hehehe...
Mas ainda achei mais piada ao facto de o meu signo complemantar ser a tempestade. É que quando uma tempestado passa num jardim... Medo. Muito medo... (Tempestado é o signo do meu namorado).

Beijinhos

Adelaide Figueiredo disse...
24 de janeiro de 2011 às 22:53  

António,

Gostei da explicação que afinal é a certa na minha modesta opinião. Quanto à mudança dos nomes dos signos achei uma gracinha. Veja eu um arco-iris uma Tempestade. É caso para dizer que depois da tempestade vem a bonança e aparece o arco iris. Deu-me vontade de sorrir.

Abraço

Adelaide

Paulo Francisco disse...
25 de janeiro de 2011 às 01:43  

Eu acho tudo muito louco!
E muito interessante!
Um abraço.

TH disse...
25 de janeiro de 2011 às 09:32  

Olha...pra mim foi propicio: AMO o MAR. Ex-Pisciano satisfeito com nova nomenclatura...rs


Cada vez mais adoro esse espaço e me aprofundo bem mais no assunto!

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:00  

Oá Serginho,

Estes nomes são muito engraçados, mas o artigo do João, pretende dizer que devem ser os astrólogos e as pessoas a escolherem. Por isso ele ter proposto nomes afins à natureza dos signos.

Este post é excelente. Por isso está aqui.

Abraço

António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:00  

Filomena

Este texto é excelente. Tem a assinatura do João Medeiros.Por isso está aqui. Ainda bem que gostou.

abraço

António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:05  

Felipe

Grato pela sua visita. Você terá sempre o mesmo signo: Virgem.

Abraço

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:06  

Querida Astrid

Este post, quase que subitamnete foi inundadio por comentários. O João é excelente. E eu aqui no blogue ando com problemas técnicos. Está difícil pré-agendar posts para o futuro, pois o formulário ontem não estava a receber datas futuras. Também não estou a conseguir seguir outros blogues, porque não aparace nem o nome, nem o urso. É só esperar para ir ao lugar. Beijos.

António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:09  

Paulo

Completamente de acordo. Também não mudo o meu. :)))

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:09  

lucyinthesky
~
Foi uma forma lúdica do astrólogo JOão Medeiros colocar a questão. Ele sabe que os nomes não se mudam assim. É mais uma atitude poética.

Abraço.

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:09  

Siala,

Muito obrigado pela divulgação

Beijos~~

António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:11  

Eraldo,

Pode escolher o que lhe der mais gosto. Obviamente os nomes tradicionais continuarão a existir.

Abraço

António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:11  

Fátima

:)))))

Beijos


António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:15  

William

Pois é!!! O João Medeiros é show! Gosto muito dele.

Já percebi o que é 'caraca'. Tinha pensado outras coisas.

Abraço.

António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:15  

Soraia,

:))))

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:15  

Joana

Jardim - areia. Fica bem. Beijos.

António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:16  

Adelaide

O que interessa é desmadratizarmos aquela opinião do astrónomo americano, que vinha de mansinho impor leis absurdas.

Abraço
~
António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:18  

Paulo

É mesmo tudo muito louco, mas este texto é uma lufada de ar fresco,

abraço

António

António Rosa disse...
25 de janeiro de 2011 às 13:19  

TH

Muito agradecido pela visita.

Também adoro o teu espaço.

Assim que recuperar desta gripe tremenda que me tem mantido na cama por vários dias, começo a visitar os outros.

Abraço,

António

Rui António Santos disse...
25 de janeiro de 2011 às 22:32  

Olá António, sempre gostei dos escritos do João Medeiros, muito esclarecedor este, e muito claro.

O que daria o meu signo de luz, com o meu Ascendente areia, eu prefiro ficar com as definições antigas.

Que loucura e confusão, tudo o que sei é que o sistema astrológico tem como base o Sistema do zodiaco tropical que divide o ano em 365 dias, para haver um terceiro signo tinha-se que se acrescentar mais um mês aos dias do ano, e que tudo isto está ligado ao sistema solar e ás estações do ano. Abraço

marcelo dalla disse...
26 de janeiro de 2011 às 04:16  

Excelente artigo!!! Sou vento e fogueira, ou seja, um incêndio. kkkkkkkkkkkkkk

Brincadeiras à parte, tiro o chapéu pro Joao Medeiros, vou compartilhar.
abraço!

Astromarkt disse...
26 de janeiro de 2011 às 11:25  

Thank you Joao Medeiros for finding these new names. I translated the names for my Dutch blogs and will recommend this on Astropost.blogspot.com! Do you mind that I translated Fogueiro in Vreugdevuur (bonfire)?

António Rosa disse...
26 de janeiro de 2011 às 12:49  

Rui

O texto do João Medeiros é muito para lá de bom. É excelente.

Abraço.

António Rosa disse...
26 de janeiro de 2011 às 12:50  

Marge

Thanks for your interest in this text. I wii go to see.

Tudo de bom.

António Rosa disse...
26 de janeiro de 2011 às 12:51  

Marcelo

Sem dúvida que é um excelente trabalho do João Medeiros.

Abraço.

João disse...
26 de janeiro de 2011 às 14:47  

Caro António

Obrigado pela divulgação do texto pelo mundo da net. Fico grato que muita gente esteja a aderir a esta designação alternativa.

Entretanto, queria apenas dizer-lhe que achei melhor alterar a designação de Vento (o Gémeos)para Brisa.

É assim que coloquei no meu site e facebook.

O senhor holandês que quis traduzir: tá óptimo, 'Bonfire' para Sagitário - apenas Escorpião poderá ser 'Storm' em vez de 'Tempest'

Um grande abraço
João Medeiros

António Rosa disse...
26 de janeiro de 2011 às 16:38  

Olá João,

Já emendei no seu texto consoante a sua indicação. Dou-lhe os parabéns porque é excelente e tem tido grande acolhimento.

Vou avisar a Marge, a minha amiga holandesa das suas sugestões. Ela lê muito bem em português.

Abraço

António

MEUS AMIGOS ARTISTAS disse...
27 de janeiro de 2011 às 00:59  

Amei ser da Luz, é minha meta de CorAção mesmo!!! rsrsrs

Maria de Fátima disse...
27 de janeiro de 2011 às 16:24  

Olá querido António, gostei muito de ler este post do João Medeiros.Achei engraçados os novos nomes, no meu caso Vulcão com ascendente Fonte;o do meu amado marido é Neve.Beijocas grandes e as melhoras.

24 de janeiro de 2011

«O Seu Novo Signo» por João Medeiros

Texto de João Medeiros

Certamente ouviu falar da polémica sobre as mudanças de signo. Por exemplo, que afinal existe um 13º signo e que os signos não correspondem às constelações. Por ser astrólogo, muita gente me perguntou se era verdade : "Explica-me, então, o meu signo mudou? Qual é então o meu novo signo? A Astrologia está errada?"

Estudando esta área há muito tempo, estou habituado a que todos os anos alguém se lembre desta questão e que obviamente os astrólogos e alguns astrónomos expliquem por A + B a situação, para quem queira realmente entender.

Sim, porque na verdade muitas pessoas perguntam, mas poucas ouvem a resposta. Será que é o seu caso? Se for, não se preocupe. É que efectivamente a resposta é complexa.

Por isso, se estiver mesmo interessado em saber a resposta, sugiro que leia até ao fim... Até ao fim mesmo.... Se não, aproveite já este seu tempo numa alternativa que o faça mais feliz. Seja como for, saiba que o seu signo não mudou. Ou melhor, até poderá mudar, se você aceitar baptizar o seu signo com um nome bem diferente e moderno, embora com as mesmas características.

Já viu que interessante seria você dizer em vez de "Eu sou Carneiro" poder dizer "Eu sou Vulcão, porque nasci no início da Primavera, altura em que a força da Natureza é imparável"? Ou em vez de afirmar ""Eu sou Balança", poder dizer, "Eu sou Arco-íris, porque nasci no princípio do Outono, altura em que se transita para a chuva?"

Na verdade, os signos da Astrologia Ocidental mantêm os mesmos nomes que você conhece, desde há milénios. Desde a época grega, foi estabelecido o Zodíaco Tropical, um círculo de 360º dividido em segmentos iguais, de acordo com 12 fases das estações do ano.

Assim, por exemplo, aos primeiros 30 dias da Primavera corresponderia uma etapa da viagem aparente do Sol em torno da Terra - etapa que se convencionou chamar Carneiro - uma vez que na altura (há 2000 anos atrás)  a posição do Sol coincidia com a posição das estrelas da constelação de Carneiro.

"Aaaaah", então diz você "afinal alguma coisa mudou mesmo...".

Sim, mudou! Acontece que, tal como a posição do Sol parece mudar ao longo do dia e do ano, através de dois movimentos da Terra - rotação e translação - também a posição das constelações parece mudar devido a um terceiro movimento conhecido como Precessão dos Equinócios - cujo ciclo é de 26 000 anos.

Sabia deste terceiro movimento? É como se a Terra estivesse bêbeda e o seu eixo oscilasse formando um cone. É um movimento tão lento que é imperceptível ao ser humano.

Quer isto dizer que a cada 2160 anos, muda a constelação posicionada atrás do Sol na altura do Equinócio da Primavera. Por exemplo, agora essa constelação está a transitar de Peixes para Aquário. Daí você já ter ouvido dizer que "Estamos a entrar na Era de Aquário".

Mas, pergunta você, "Então, é mesmo verdade que o meu signo não corresponde à respectiva constelação?".

Sim, é mesmo verdade. Quando o astrólogo ocidental diz que você é Escorpião, não quer dizer que tenha nascido com o Sol a apontar  para a Constelação de Escorpião, mas que nasceu na 8ª fase do ano, correspondente ao meio do Outono. Que por acaso é uma altura crítica de chuvas e queda das folhas das árvores. Portanto, infelizmente ainda não é desta que se livra da má fama.

"Mas isso significa que não tenho características do animal Escorpião? Então e a minha tatuagem?" Esteja tranquilo e não remova a tatuagem. Ninguém lhe pode negar o facto de Escorpião ser o único "bicho" do Zodíaco Tropical que mais se associa simbolicamente à época do ano em que você nasceu.

Tal como Touro é o que simbolicamente mais está relacionado com o meio da Primavera, uma vez que é lento e ruminante, gostando de estar a pastar no campo, e por isso se diz que o bom Taurino gosta de apreciar a boa comida...

"Bom" a esta hora pensa você "... ainda estou um pouco baralhado".

Pense assim: se você nasceu em Julho, por exemplo, será sempre um nativo de Julho, seja qual for o mês em que estamos neste momento. A roda do calendário continua a girar, mas a sua referência de nascimento é a mesma.

Igualmente se passa com o Zodíaco Tropical - a referência inicial é a mesma por mais 26 000 anos que passem, a roda gire e retorne ao ponto em que coincidia a Primavera com a Constelação de Carneiro. Está um pouco mais claro agora? Iremos sempre lá voltar e como foi nessa altura que a Astrologia ocidental  nasceu, será essa simbolicamente a sua referência cósmica.

As estrelas das várias Constelações (incluindo a 13ª, chamada de Ofíuco ou Serpentário) também são usadas na interpretação, por astrólogos mais estudiosos. Também fazem parte do "pacote completo". Porém, para todos os efeitos, as estações do ano são francamente mais importantes, quando se trata de interpretar o mapa astrológico de um ser humano.

"Bem, nesse caso" diz você "não será ainda assim um pouco confuso usar o mesmo nome das constelações quando se trata de conceitos algo diferentes?"

Sim, é confuso. Tem toda a razão.... Para lhe ser franco, tem tanta razão que esta questão baralha inclusivamente astrólogos que vão falar para a televisão e alunos meus, já com certa pedalada nestas coisas dos astros.

Por isso mesmo, venho propôr-lhe um nome alternativo para o seu signo. Um nome que seja mais claro e representativo dos fenómenos naturais a que está associada a fase do ano em que você nasceu.

Já agora, se por acaso nasceu no hemisfério sul, como por exemplo Brasil, Angola, Moçambique ou África do Sul em que as estações do ano são inversas, não se preocupe. É que o hemisfério dominante da Terra, em termos físicos e energéticos, é o hemisfério norte, daí que prevalece a estação que ocorre nesta parte do globo quando você nasceu.

Então aqui está a proposta alternativa, com os dias aproximados de mudança entre cada uma das 12 fases do ano. Um novo baptismo:

VULCÃO
nascidos entre 21 de Março e 19 de Abril (Ex-Carneiro)
Explosão da Primavera. Elemento Fogo.

JARDIM
entre 20 de Abril e 20 de Maio (Ex-Touro)
Sustentação da Primavera. Terra.

BRISA
entre 21 de Maio e 21 Junho (Ex-Gémeos)
Transição da Primavera. Ar.

FONTE
entre 22 de Junho e 22 Julho (Ex-Caranguejo)
Explosão do Verão. Água.

LUZ
entre 23 Julho e 22 Agosto (Ex-Leão)
Sustentação do Verão. Fogo.

AREIA
entre 23 Agosto e 22 Setembro (Ex-Virgem)
Fim do Verão. Terra.

ARCO-ÍRIS
entre 23 Setembro e 23 Outubro (Ex-Balança)
Início do Outono. Ar.

TEMPESTADE
entre 24 Outubro e 22 Novembro (Ex-Escorpião)
Sustentação do Outono. Água.

FOGUEIRA
entre 22 Novembro e 20 Dezembro (Ex-Sagitário)
Fim do Outono. Fogo.

MONTANHA
entre 21 de Dezembro e 19 Janeiro (Ex-Capricórnio)
Início do Inverno. Terra.

NEVE
entre 20 Janeiro e 18 Fevereiro (Ex-Aquário)
Sustentação do Inverno. Ar.

MAR
entre 19 Fevereiro e 20 Março (Ex-Peixes)
Fim do Inverno. Água.

Se por acaso não gostou da alteração, esteja descansado que os nomes antigos não irão morrer. Representam tradições muito enraizadas que devem ser respeitadas e estudadas, porque são tesouros culturais e mitológicos.
 
E saiba também que, na verdade, temos um pouco de todos os signos na nossa carta de nascimento.

Por exemplo, posso ser "Montanha" com Ascendente "Jardim". Isto significa literalmente transformar a minha vida - um terreno rochoso e frio - num jardim bem cuidado e colorido.
 
Se por acaso, gostou desta abordagem: responda-nos a este email. Iremos oferecer uma consulta SOL (Astrologia - 1ª vez), no valor de 100 Eur, ao melhor desenho enviado até 28 de Fevereiro, que inclua estes 12 aspectos da Natureza.

Os 3 melhores desenhos serão publicado no nosso site. Poderão constar também outros factores da natureza, para além dos referidos.

Aproveitamos também para recomendar os artigos realizados pelos nossos alunos, onde destacamos o espectacular vídeo ilustrativo do artigo "A Procura da Individualidade", entre outros trabalhos de grande qualidade.

Tudo em:

www.ceia-astrologia.com
 
Contactos
e-mail: ceia.agenda@gmail.com
 tel: (+ 351) 93 4519934

Um abraço
João Medeiros

CEIA - Centro de Estudos e Inovação em Astrologia

.

41 comentários:

Serginho Tavares disse...

Bem, eu gostei do nome Fonte mas vou continuar dizendo que sou de caranguejo porque afinal ninguém conhece esses novos nomes e até explicar pro pessoal daqui...
Beijos querido e obrigado pelo post super explicativo!

Filomena Nunes disse...

UÉ!!! Estou espantada!!!

Onde se "meteu" toda a gente que costuma visitar este espaço? Serei mesmo a primeira??

Bom, António Rosa, parabéns por ter postado este texto.. gostei muito!

É admirável como o mesmíssimo assunto pode ter tantas abordagens, todas elas singulares!!

É isto que eu adoro na net.. estarmos a um dedilhar de distancia de tanto ensinamento.

É claro que, sem espírito crítico, também se "perde" muito tempo com coiusas desinteressantíssimas. Mas isso, faz parte. Não há bela sem senão!!

Um grande e caloroso abraço.

Filomena

Filomena Nunes disse...

OHH!!

Já não fui a 1ª.. (LOL)
Um dia destes, acerto!!
Beijinhos

Filomena

Felipe Faverani disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Astrid Annabelle disse...

Muito interessante António!
Mas eu gosto de ser Gêmeos. Aliás de vento não gosto...só de brisa!
Agora é bom se atualizar e conhecer todos os lados de uma questão.
Por isso que gostei do texto do João Medeiros.
Beijos querido.
Astrid Annabelle

P.S. hoje pensei muito em você, pois aqui está um calor tão forte que qualquer movimento é um sacrifício...gostaria realmente de estar no Pólo Sul...lá no meio das geleiras..rssss

Paulo Braccini disse...

o q sei é q continuarei CAPRICORNIANO até a morte ... não mudo mesmo ... rs

bjux

;-)

lucyinthesky disse...

ola, achei muito interessante essa abordagem a respeito de algo que esta a milenios sendo difundido sempre da mesmo forma.... Tempestade ou Escorpião, o nome nao muda quem sou...
abraços

Siala disse...

Vou juntar este artigo ao teu Antonio, e enviar para algumas amigas minhas que andam meio baralhadas com esta questão ;)
Já agora...Mar com ascendente areia...LOL
Namasté!

Eraldo Paulino disse...

Se quiser chamar o meu (Peixes) de Rio pode? rsrs é que moro num local arrodiado de rios, para mim faria mais sentido.

Olha, confuso, mas conhecimento é algo que me excita, seja ele de que área for.

Abraços e ótima escolha de texto!

Fatima disse...

FOGUEIRA!!!!
Gostei!
Bjs

William Garibaldi disse...

Caraca * ! António! rissss

Que belo texto, finalmente algo para dar um puxão de orelha nesta turma que a cada 3 anos descobre este tal signo de Baleia ou Serpente... e quer virar notícia na mídia sensacionalista!
Ainda com uma bela explicação dos ciclos de 26 mil anos, super haver com o oque os Maias diziam do 12:60.
Super haver com os ciclos de transformação, ou os Baktuns = Ciclos evolutivos!

Gostei demais sobre o que ele fala, que são mitos e símbolos valiosos e devem ser respeitados, importante pois acho que algumas pessoas jogam a astrologia em um "lugar comum " de 'qualquer poder dar o apito final'...

Show António!!!
Parabéns por postar este texto!
Salve o João Medeiros!

E o desenho... eu gostei da idéia... da imagem que ele propôs. Vou ver se encaixo este projeto na minha agenda de trabalhos a serem realizados rapidamente... E envio para o e-mail ceia.agenda@gmail.com... certo?

Abração Amigo!

* Caraca: Que legal! Maneraço! Showzaço! ( O que vc entendeu que era!... rssssssssssss Carioquês no Cova do Urso! )

Soraia disse...

Fogueira...essa é boa!
Já virou link!

Bjs:)

Joana disse...

Gostei da mudança. Sou jardim com ascendente em areia. hehehe...
Mas ainda achei mais piada ao facto de o meu signo complemantar ser a tempestade. É que quando uma tempestado passa num jardim... Medo. Muito medo... (Tempestado é o signo do meu namorado).

Beijinhos

Adelaide Figueiredo disse...

António,

Gostei da explicação que afinal é a certa na minha modesta opinião. Quanto à mudança dos nomes dos signos achei uma gracinha. Veja eu um arco-iris uma Tempestade. É caso para dizer que depois da tempestade vem a bonança e aparece o arco iris. Deu-me vontade de sorrir.

Abraço

Adelaide

Paulo Francisco disse...

Eu acho tudo muito louco!
E muito interessante!
Um abraço.

TH disse...

Olha...pra mim foi propicio: AMO o MAR. Ex-Pisciano satisfeito com nova nomenclatura...rs


Cada vez mais adoro esse espaço e me aprofundo bem mais no assunto!

António Rosa disse...

Oá Serginho,

Estes nomes são muito engraçados, mas o artigo do João, pretende dizer que devem ser os astrólogos e as pessoas a escolherem. Por isso ele ter proposto nomes afins à natureza dos signos.

Este post é excelente. Por isso está aqui.

Abraço

António

António Rosa disse...

Filomena

Este texto é excelente. Tem a assinatura do João Medeiros.Por isso está aqui. Ainda bem que gostou.

abraço

António

António Rosa disse...

Felipe

Grato pela sua visita. Você terá sempre o mesmo signo: Virgem.

Abraço

António Rosa disse...

Querida Astrid

Este post, quase que subitamnete foi inundadio por comentários. O João é excelente. E eu aqui no blogue ando com problemas técnicos. Está difícil pré-agendar posts para o futuro, pois o formulário ontem não estava a receber datas futuras. Também não estou a conseguir seguir outros blogues, porque não aparace nem o nome, nem o urso. É só esperar para ir ao lugar. Beijos.

António

António Rosa disse...

Paulo

Completamente de acordo. Também não mudo o meu. :)))

António Rosa disse...

lucyinthesky
~
Foi uma forma lúdica do astrólogo JOão Medeiros colocar a questão. Ele sabe que os nomes não se mudam assim. É mais uma atitude poética.

Abraço.

António Rosa disse...

Siala,

Muito obrigado pela divulgação

Beijos~~

António

António Rosa disse...

Eraldo,

Pode escolher o que lhe der mais gosto. Obviamente os nomes tradicionais continuarão a existir.

Abraço

António

António Rosa disse...

Fátima

:)))))

Beijos


António

António Rosa disse...

William

Pois é!!! O João Medeiros é show! Gosto muito dele.

Já percebi o que é 'caraca'. Tinha pensado outras coisas.

Abraço.

António

António Rosa disse...

Soraia,

:))))

António Rosa disse...

Joana

Jardim - areia. Fica bem. Beijos.

António

António Rosa disse...

Adelaide

O que interessa é desmadratizarmos aquela opinião do astrónomo americano, que vinha de mansinho impor leis absurdas.

Abraço
~
António

António Rosa disse...

Paulo

É mesmo tudo muito louco, mas este texto é uma lufada de ar fresco,

abraço

António

António Rosa disse...

TH

Muito agradecido pela visita.

Também adoro o teu espaço.

Assim que recuperar desta gripe tremenda que me tem mantido na cama por vários dias, começo a visitar os outros.

Abraço,

António

Rui António Santos disse...

Olá António, sempre gostei dos escritos do João Medeiros, muito esclarecedor este, e muito claro.

O que daria o meu signo de luz, com o meu Ascendente areia, eu prefiro ficar com as definições antigas.

Que loucura e confusão, tudo o que sei é que o sistema astrológico tem como base o Sistema do zodiaco tropical que divide o ano em 365 dias, para haver um terceiro signo tinha-se que se acrescentar mais um mês aos dias do ano, e que tudo isto está ligado ao sistema solar e ás estações do ano. Abraço

marcelo dalla disse...

Excelente artigo!!! Sou vento e fogueira, ou seja, um incêndio. kkkkkkkkkkkkkk

Brincadeiras à parte, tiro o chapéu pro Joao Medeiros, vou compartilhar.
abraço!

Astromarkt disse...

Thank you Joao Medeiros for finding these new names. I translated the names for my Dutch blogs and will recommend this on Astropost.blogspot.com! Do you mind that I translated Fogueiro in Vreugdevuur (bonfire)?

António Rosa disse...

Rui

O texto do João Medeiros é muito para lá de bom. É excelente.

Abraço.

António Rosa disse...

Marge

Thanks for your interest in this text. I wii go to see.

Tudo de bom.

António Rosa disse...

Marcelo

Sem dúvida que é um excelente trabalho do João Medeiros.

Abraço.

João disse...

Caro António

Obrigado pela divulgação do texto pelo mundo da net. Fico grato que muita gente esteja a aderir a esta designação alternativa.

Entretanto, queria apenas dizer-lhe que achei melhor alterar a designação de Vento (o Gémeos)para Brisa.

É assim que coloquei no meu site e facebook.

O senhor holandês que quis traduzir: tá óptimo, 'Bonfire' para Sagitário - apenas Escorpião poderá ser 'Storm' em vez de 'Tempest'

Um grande abraço
João Medeiros

António Rosa disse...

Olá João,

Já emendei no seu texto consoante a sua indicação. Dou-lhe os parabéns porque é excelente e tem tido grande acolhimento.

Vou avisar a Marge, a minha amiga holandesa das suas sugestões. Ela lê muito bem em português.

Abraço

António

MEUS AMIGOS ARTISTAS disse...

Amei ser da Luz, é minha meta de CorAção mesmo!!! rsrsrs

Maria de Fátima disse...

Olá querido António, gostei muito de ler este post do João Medeiros.Achei engraçados os novos nomes, no meu caso Vulcão com ascendente Fonte;o do meu amado marido é Neve.Beijocas grandes e as melhoras.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates