O que tanto se comenta: o 1º Ministro de Portugal cai ou não cai? Análise do funcionamento de Saturno em Escorpião no mapa de tomada de posse deste governante

2 de outubro de 2012 ·



Agora que tantos analistas falam em mudanças de governo,
é oportuno perguntar se o primeiro-ministro manter-se-á à tona da água.
Esta é a análise astrológica possível.

Este texto faz parte do meu artigo «Recepção Mútua - Saturno em Escorpião e Plutão em Capricórnio
- a 5 Outubro 2012 - [Casos de Portugal e Brasil]», que pode ser lido clicando aqui.
Por ser um texto bastante autónomo, é publicado em separado para enfatizar
o trânsito de Saturno em Escorpião no mapa da tomada de posse
do Primeiro Ministro português, Pedro Passos Coelho.

Mapa da Tomada de posse do governo do
1º Ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho
XIX Executivo Constitucional
21 Junho 2011
Início da cerimónia: 12h00
Momento da tomada de posse: 12h12
Palácio da Ajuda
Lisboa
38ºN43'  9ºW08'


Mapa da tomada de posse do governo de Passos Coelho [Portugal]

Ingresso de Saturno em Escorpião no mapa
da tomada de posse de Passos Coelho

Mapa do ingresso de Saturno em Escorpião em trânsito pelo
mapa do governo do Portugal.
Este governo de Passos Coelho nasceu com Saturno na Casa 2, o que à partida, transmitia-nos a ideia que os assuntos financeiros e correlativos do país seriam o tema dominante deste governo, porque neste género de astrologia, Saturno representa o próprio governo. Poderia ter sido um caso de sucesso político, mas infelizmente as mazelas passadas tinham que ser curadas. 

A Casa 2, em Astrologia Mundial, segundo a excelente astróloga brasileira, Lúcia de Belo Horizonte, trata de: «O tesouro nacional, os bancos e instituições financeiras, a moeda oficial do país, o poder económico, a circulação da moeda, os lucros e perdas, o PIB e as riquezas minerais; a produção do país e produtos industriais; comércio, as taxas e impostos, o câmbio e os valores sociais da coletividade.» [Ver blogue 'Astrologia na Era de Aquário'].

Como se pode ver no mapa acima, Saturno está na Casa 2, fazendo sextil a Capricórnio, este encontra-se na Casa 4, a zona do mapa que representa a Nação [território com fronteiras + população + consciência nacional]. Sejamos capazes de perceber que Nação e Estado não são a mesma coisa. 

O Estado é o conjunto das instituições (governo, forças armadas, funcionalismo público, etc.) que controlam e administram uma Nação, sendo uma forma política, adoptada por um povo com vontade política. Um Estado soberano é sintetizado pela máxima "Um governo, um povo, um território". Os Estados sucedem-se e a Nação tendencialmente, mantém-se unida e é pre-existente aos estados.

A tomada de posse de um Primeiro-Ministro é uma acta onde ele se compromete a liderar o Estado, que por sua vez, rege a Nação. Já vimos muitos Primeiros-Ministros tomarem posse. Muitos de nós, Nação, vivemos as 2 últimas formas de Estado político: a ditadura salazarista e a democracia do 25 de Abril. Um bocadinho mais para trás, a nossa Nação, já viveu em forma de um Estado que era dirigido por um Rei ou Rainha. Portanto, nós, portugueses, temos uma cultura riquíssima advinda de sermos um Povo antigo, com cerca de 900 anos de Nação Portuguesa, onde as fronteiras do território europeu, praticamente não sofreram alterações.

O discurso de tomada de posse de Passos Coelho era enorme para este tipo de cerimónias [14 minutos], foi lido em voz clara e firme, e usou estas pérolas: «Portugal não pode falhar. Eu sei que Portugal não falhará.» Ele acertou! Portugal não falhou. Ele, Primeiro-Ministro, sim.

Vou ter que pormenorizar umas quantas questões mais técnicas, especialmente dedicada aos estudantes mais avançados de astrologia que gostam de aprofundar estes assuntos.

Saturno tem estado na Casa 2 deste governo e lá permanecerá ainda mais algum tempo. O signo Escorpião está nas casas 2 e 3 deste mapa. Os primeiros 6º 44' estão na Casa 2 e o restantes graus na Casa 3, onde entrará no dia 6 Dezembro 2012.

Saturno continuará na Casa 3 até 15 Maio 2013, onde, devido ao seu movimento retrógrado anual, regressará à Casa 2, indo até ao grau 4 Rx, permanecendo na casa dos 'dinheiros e valores' onde terminará o seu movimento retrógrado a 7 Julho 2013, entrando novamente na Casa 3, no dia 29 Agosto 2013.

Sei que esta descrição foi fastidiosa, mas é importante percebermos que Saturno terá muitos meses pela frente para continuar a 'tratar' da crise.

Convém recordarmos que Saturno atravessando as casas 2 e 3, automaticamente também trabalha, aas casas opostas, a 8 e 9. Estamos, portanto, o eixo dos dinheiros e das crises ou eixo do despojamento (2 e 8), assim como o eixo das leis e consciência social (3 e 9).

Não se suponha que o facto de Saturno a seu tempo mudar-se para a Casa 3 deste governo que a situação de crise vai 'melhorar'. 

Vou recorrer novamente ao texto da astróloga Lúcia de Belo Horizonte, para definirmos a Casa 3, em Astrologia Mundial: «Os limites da cidade, os paises e cidades vizinhas; estradas, ruas, avenidas, canais, pontes; o transito, os transportes, ônibus, automóveis, trens, barcos, aviões, os viajantes, os fiscais de transito e trabalhadores rodoviários; o sistema de comunicação, telefones e sistema de telefonia, correios, transmissão e recepção de dados; redes de rádio e tv, as empresas de comunicação escrita e falada; jornais, as revistas, os livros, as notícias, os programas de rádio e tv; a literatura, a cultura do país e de seus habitantes, cultura popular, a instrução do povo; as escolas de nível médio, os cursos em geral, workshops, palestras, a aprendizagem, a capacidade de falar ou de comunicar com o mundo, internet, telefone e publicações, panfletos; o comércio interno, as lojas e armazéns, as trocas, os agentes e intermediários os escritórios e seus empregados; o idioma falado, a lingua natal, o porta voz.» [Ver blogue 'Astrologia na Era de Aquário'].

Como podemos perceber pela leitura, a Casa 3 tem muitos ingredientes, nomeadamente o 'comércio interno, as lojas e armazéns, as trocas», que bem se percebe fazerem parte do 'pacote' da crise. E na oposta à 3, temos a nona Casa, cujo simbolismo ainda é maior no que diz respeito à manutenção da actual crise.

Qualquer ideia que esta situação possa amenizar deve ser colocada num futuro muito afastado. O Sol do governo, o próprio primeiro-ministro não será tocado por Saturno em aspectos tensos, que poderiam propiciar a sua queda do governo. Isso não irá acontecer. Passos Coelho está de pedra e cal nos seus afazeres que tanto desgostam a nação. Nem imaginam o que me custa afirmar isto. Tive que sobrepor o meu eu-astrólogo em detrimento do meu eu-cidadão. Oxalá eu esteja enganado, enquanto astrólogo. Saturno faz um trígono ao Sol, tornando-o mais poderoso. Mesmo contestado por todos os lados. Mesmo em recepção mútua com Plutão, que lhe está a dar um enorme apoio.

Ainda por cima, com Júpiter a transitar na Casa 10, a das limitações de qualquer governo, quer dizer que o primeiro-ministro vai continuar com a protecção necessária para continuar com o seu trabalho.

Esperemos um aumentar do clamor social quando Saturno transitar pela Casa 3. Também se acentuarão as questões associadas às rádios e televisões. A contestação social já é, mas será ainda mais, um factor de confronto com os poderes tradicionais. 

Nem de propósito, a astróloga e trainer em programação neurolinguistica Vera Braz Mendesacabou de publicar um excelente artigo no seu blogue «Create Your Life», [aqui] do qual retirei este excerto, por considerar ter cabimento neste artigo. «As nossas estruturas de poder, quer político, quer económico, quer social, fazem parte de um velho pressuposto, um velho barco cujo casco com rombos enormes, tenta ser salvo desesperadamente por alguns que tentam tapá-los … com pastilhas elásticas... e já nos doem os maxilares de tantas pastilhas mascarmos para taparmos o que precisa urgentemente ser desnudado. A necessidade de mudança, aliás, o apelo que cada um de nós sente pela transformação, mais ou menos consciente, é vivido por cada um e por todos das mais variadas formas. Esta quadratura [entre Úrano e Plutão] (o primeiro aspecto exacto foi na semana de 24 Junho 2012) representa a tensão e o embate de duas forças poderosas; Úrano em Carneiro - impulso renovador e revolucionário, a aceleração, a urgente necessidade de mudanças, a necessidade de integração de novos arquétipos. Plutão em Capricórnio - necessidade de regeneração da velha ordem de poder, das estruturas que não servem mais e que são incapazes de trazer evolução, quer sejam económicas, políticas ou sociais.»

Imagino que muitos leitores já desistiram de ler este artigo [e fizeram muito bem], mas tenho que continuar chamando a atenção para os artigos da Vera Braz Mendes e o meu próprio sobre esta quadratura: Vera Braz Mendes - António Rosa.

A minha opinião pessoal é que a quadratura Úrano-Plutão irá funcionar, mas mais tarde, numa das últimas passagens. Se houver em breve mudanças na liderança do governo, não será por intervenção desta 'recepção mútua' [Saturno e Plutão], mas sim por outros eventos astrológicos, a saber: a próxima oposição entre Marte em trânsito a fazer uma oposição ao Sol do governo [Novembro 2012]; outra possibilidade reside na conjunção entre Quíron em trânsito e a Lua do governo [já a ocorrer] e que tem provocado uma enorme vontade de o derrubar do cargo de primeiro-ministro.

De qualquer forma, Passos Coelho andará muito levezinho, com a cabeça no ar, pois Neptuno em trânsito já iniciou um trígono ao Sol do governo.

A crise de Portugal? Essa continuará muito acesa e com tendência a piorar, até porque Plutão em trânsito está a fazer uma quadratura ao Saturno do governo. Sempre que este contacto acontece, estamos a falar de questões económicas e financeiras.

Plutão está a fazer uma oposição cerrada a Mercúrio do governo [que trata da comunicação e mensagens]. É o que nós, residentes em Portugal assistimos: todos batem no primeiro-ministro, com boas ou más palavras, ninguém o quer. Ninguém, mesmo.

Alguém se lembra do que foram os últimos meses de José Sócrates no governo? Vou deixar aqui dois artigos que escrevi e que estão aqui, no «Cova do Urso», por ocasião da sua saída do governo: 1 - 2Passos Coelho, Ferreira Leite e todos no PSD disseram de Sócrates o pior que poderiam criar. Conseguiram o seu objectivo. Arranjaram um pesado carma. A simpática da Teresa Guilherme ainda acredita que o carma só funciona de vidas para vidas. Pois não, o carma, no actual funcionamento planetário é imediato, na mesma vida. Foi o que aconteceu a Passos Coelho: arranjou carma para se coçar.

Mas a verdade seja dita: isto, para os políticos é indiferente, pois as suas almas foram espiritualmente hipotecadas, para poderem singrar no desgraçado meio político.

.

0 comentários:

2 de outubro de 2012

O que tanto se comenta: o 1º Ministro de Portugal cai ou não cai? Análise do funcionamento de Saturno em Escorpião no mapa de tomada de posse deste governante



Agora que tantos analistas falam em mudanças de governo,
é oportuno perguntar se o primeiro-ministro manter-se-á à tona da água.
Esta é a análise astrológica possível.

Este texto faz parte do meu artigo «Recepção Mútua - Saturno em Escorpião e Plutão em Capricórnio
- a 5 Outubro 2012 - [Casos de Portugal e Brasil]», que pode ser lido clicando aqui.
Por ser um texto bastante autónomo, é publicado em separado para enfatizar
o trânsito de Saturno em Escorpião no mapa da tomada de posse
do Primeiro Ministro português, Pedro Passos Coelho.

Mapa da Tomada de posse do governo do
1º Ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho
XIX Executivo Constitucional
21 Junho 2011
Início da cerimónia: 12h00
Momento da tomada de posse: 12h12
Palácio da Ajuda
Lisboa
38ºN43'  9ºW08'


Mapa da tomada de posse do governo de Passos Coelho [Portugal]

Ingresso de Saturno em Escorpião no mapa
da tomada de posse de Passos Coelho

Mapa do ingresso de Saturno em Escorpião em trânsito pelo
mapa do governo do Portugal.
Este governo de Passos Coelho nasceu com Saturno na Casa 2, o que à partida, transmitia-nos a ideia que os assuntos financeiros e correlativos do país seriam o tema dominante deste governo, porque neste género de astrologia, Saturno representa o próprio governo. Poderia ter sido um caso de sucesso político, mas infelizmente as mazelas passadas tinham que ser curadas. 

A Casa 2, em Astrologia Mundial, segundo a excelente astróloga brasileira, Lúcia de Belo Horizonte, trata de: «O tesouro nacional, os bancos e instituições financeiras, a moeda oficial do país, o poder económico, a circulação da moeda, os lucros e perdas, o PIB e as riquezas minerais; a produção do país e produtos industriais; comércio, as taxas e impostos, o câmbio e os valores sociais da coletividade.» [Ver blogue 'Astrologia na Era de Aquário'].

Como se pode ver no mapa acima, Saturno está na Casa 2, fazendo sextil a Capricórnio, este encontra-se na Casa 4, a zona do mapa que representa a Nação [território com fronteiras + população + consciência nacional]. Sejamos capazes de perceber que Nação e Estado não são a mesma coisa. 

O Estado é o conjunto das instituições (governo, forças armadas, funcionalismo público, etc.) que controlam e administram uma Nação, sendo uma forma política, adoptada por um povo com vontade política. Um Estado soberano é sintetizado pela máxima "Um governo, um povo, um território". Os Estados sucedem-se e a Nação tendencialmente, mantém-se unida e é pre-existente aos estados.

A tomada de posse de um Primeiro-Ministro é uma acta onde ele se compromete a liderar o Estado, que por sua vez, rege a Nação. Já vimos muitos Primeiros-Ministros tomarem posse. Muitos de nós, Nação, vivemos as 2 últimas formas de Estado político: a ditadura salazarista e a democracia do 25 de Abril. Um bocadinho mais para trás, a nossa Nação, já viveu em forma de um Estado que era dirigido por um Rei ou Rainha. Portanto, nós, portugueses, temos uma cultura riquíssima advinda de sermos um Povo antigo, com cerca de 900 anos de Nação Portuguesa, onde as fronteiras do território europeu, praticamente não sofreram alterações.

O discurso de tomada de posse de Passos Coelho era enorme para este tipo de cerimónias [14 minutos], foi lido em voz clara e firme, e usou estas pérolas: «Portugal não pode falhar. Eu sei que Portugal não falhará.» Ele acertou! Portugal não falhou. Ele, Primeiro-Ministro, sim.

Vou ter que pormenorizar umas quantas questões mais técnicas, especialmente dedicada aos estudantes mais avançados de astrologia que gostam de aprofundar estes assuntos.

Saturno tem estado na Casa 2 deste governo e lá permanecerá ainda mais algum tempo. O signo Escorpião está nas casas 2 e 3 deste mapa. Os primeiros 6º 44' estão na Casa 2 e o restantes graus na Casa 3, onde entrará no dia 6 Dezembro 2012.

Saturno continuará na Casa 3 até 15 Maio 2013, onde, devido ao seu movimento retrógrado anual, regressará à Casa 2, indo até ao grau 4 Rx, permanecendo na casa dos 'dinheiros e valores' onde terminará o seu movimento retrógrado a 7 Julho 2013, entrando novamente na Casa 3, no dia 29 Agosto 2013.

Sei que esta descrição foi fastidiosa, mas é importante percebermos que Saturno terá muitos meses pela frente para continuar a 'tratar' da crise.

Convém recordarmos que Saturno atravessando as casas 2 e 3, automaticamente também trabalha, aas casas opostas, a 8 e 9. Estamos, portanto, o eixo dos dinheiros e das crises ou eixo do despojamento (2 e 8), assim como o eixo das leis e consciência social (3 e 9).

Não se suponha que o facto de Saturno a seu tempo mudar-se para a Casa 3 deste governo que a situação de crise vai 'melhorar'. 

Vou recorrer novamente ao texto da astróloga Lúcia de Belo Horizonte, para definirmos a Casa 3, em Astrologia Mundial: «Os limites da cidade, os paises e cidades vizinhas; estradas, ruas, avenidas, canais, pontes; o transito, os transportes, ônibus, automóveis, trens, barcos, aviões, os viajantes, os fiscais de transito e trabalhadores rodoviários; o sistema de comunicação, telefones e sistema de telefonia, correios, transmissão e recepção de dados; redes de rádio e tv, as empresas de comunicação escrita e falada; jornais, as revistas, os livros, as notícias, os programas de rádio e tv; a literatura, a cultura do país e de seus habitantes, cultura popular, a instrução do povo; as escolas de nível médio, os cursos em geral, workshops, palestras, a aprendizagem, a capacidade de falar ou de comunicar com o mundo, internet, telefone e publicações, panfletos; o comércio interno, as lojas e armazéns, as trocas, os agentes e intermediários os escritórios e seus empregados; o idioma falado, a lingua natal, o porta voz.» [Ver blogue 'Astrologia na Era de Aquário'].

Como podemos perceber pela leitura, a Casa 3 tem muitos ingredientes, nomeadamente o 'comércio interno, as lojas e armazéns, as trocas», que bem se percebe fazerem parte do 'pacote' da crise. E na oposta à 3, temos a nona Casa, cujo simbolismo ainda é maior no que diz respeito à manutenção da actual crise.

Qualquer ideia que esta situação possa amenizar deve ser colocada num futuro muito afastado. O Sol do governo, o próprio primeiro-ministro não será tocado por Saturno em aspectos tensos, que poderiam propiciar a sua queda do governo. Isso não irá acontecer. Passos Coelho está de pedra e cal nos seus afazeres que tanto desgostam a nação. Nem imaginam o que me custa afirmar isto. Tive que sobrepor o meu eu-astrólogo em detrimento do meu eu-cidadão. Oxalá eu esteja enganado, enquanto astrólogo. Saturno faz um trígono ao Sol, tornando-o mais poderoso. Mesmo contestado por todos os lados. Mesmo em recepção mútua com Plutão, que lhe está a dar um enorme apoio.

Ainda por cima, com Júpiter a transitar na Casa 10, a das limitações de qualquer governo, quer dizer que o primeiro-ministro vai continuar com a protecção necessária para continuar com o seu trabalho.

Esperemos um aumentar do clamor social quando Saturno transitar pela Casa 3. Também se acentuarão as questões associadas às rádios e televisões. A contestação social já é, mas será ainda mais, um factor de confronto com os poderes tradicionais. 

Nem de propósito, a astróloga e trainer em programação neurolinguistica Vera Braz Mendesacabou de publicar um excelente artigo no seu blogue «Create Your Life», [aqui] do qual retirei este excerto, por considerar ter cabimento neste artigo. «As nossas estruturas de poder, quer político, quer económico, quer social, fazem parte de um velho pressuposto, um velho barco cujo casco com rombos enormes, tenta ser salvo desesperadamente por alguns que tentam tapá-los … com pastilhas elásticas... e já nos doem os maxilares de tantas pastilhas mascarmos para taparmos o que precisa urgentemente ser desnudado. A necessidade de mudança, aliás, o apelo que cada um de nós sente pela transformação, mais ou menos consciente, é vivido por cada um e por todos das mais variadas formas. Esta quadratura [entre Úrano e Plutão] (o primeiro aspecto exacto foi na semana de 24 Junho 2012) representa a tensão e o embate de duas forças poderosas; Úrano em Carneiro - impulso renovador e revolucionário, a aceleração, a urgente necessidade de mudanças, a necessidade de integração de novos arquétipos. Plutão em Capricórnio - necessidade de regeneração da velha ordem de poder, das estruturas que não servem mais e que são incapazes de trazer evolução, quer sejam económicas, políticas ou sociais.»

Imagino que muitos leitores já desistiram de ler este artigo [e fizeram muito bem], mas tenho que continuar chamando a atenção para os artigos da Vera Braz Mendes e o meu próprio sobre esta quadratura: Vera Braz Mendes - António Rosa.

A minha opinião pessoal é que a quadratura Úrano-Plutão irá funcionar, mas mais tarde, numa das últimas passagens. Se houver em breve mudanças na liderança do governo, não será por intervenção desta 'recepção mútua' [Saturno e Plutão], mas sim por outros eventos astrológicos, a saber: a próxima oposição entre Marte em trânsito a fazer uma oposição ao Sol do governo [Novembro 2012]; outra possibilidade reside na conjunção entre Quíron em trânsito e a Lua do governo [já a ocorrer] e que tem provocado uma enorme vontade de o derrubar do cargo de primeiro-ministro.

De qualquer forma, Passos Coelho andará muito levezinho, com a cabeça no ar, pois Neptuno em trânsito já iniciou um trígono ao Sol do governo.

A crise de Portugal? Essa continuará muito acesa e com tendência a piorar, até porque Plutão em trânsito está a fazer uma quadratura ao Saturno do governo. Sempre que este contacto acontece, estamos a falar de questões económicas e financeiras.

Plutão está a fazer uma oposição cerrada a Mercúrio do governo [que trata da comunicação e mensagens]. É o que nós, residentes em Portugal assistimos: todos batem no primeiro-ministro, com boas ou más palavras, ninguém o quer. Ninguém, mesmo.

Alguém se lembra do que foram os últimos meses de José Sócrates no governo? Vou deixar aqui dois artigos que escrevi e que estão aqui, no «Cova do Urso», por ocasião da sua saída do governo: 1 - 2Passos Coelho, Ferreira Leite e todos no PSD disseram de Sócrates o pior que poderiam criar. Conseguiram o seu objectivo. Arranjaram um pesado carma. A simpática da Teresa Guilherme ainda acredita que o carma só funciona de vidas para vidas. Pois não, o carma, no actual funcionamento planetário é imediato, na mesma vida. Foi o que aconteceu a Passos Coelho: arranjou carma para se coçar.

Mas a verdade seja dita: isto, para os políticos é indiferente, pois as suas almas foram espiritualmente hipotecadas, para poderem singrar no desgraçado meio político.

.

Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates