De repente, apetece-me muito fatias douradas

14 de outubro de 2012 ·



De repente, apetece-me muito fatias douradas

Neste fim-de-semana chuvoso, tenho passado o dia a desejar fatias douradas.

Por isso, lembrei-me deste post, que publiquei em 9 Dezembro 2008.


Comecemos por uma questão básica. Desde há uns anos, nesta fase da minha vida, deixei de achar piada à época natalícia. Há uns anos tomei uma decisão estranha para esta época do ano – não dar prendas de Natal. A consequência foi óbvia – deixei de receber prendas. Uff! Foi um descanso.

Não foi uma decisão radical. Correspondeu a um lento processo de afastamento de uma prática comum no mundo ocidental.

Nunca fui apreciador de shopping. Aborrece-me andar às compras. Nem sempre fui assim. No passado era um lufa-lufa tremendo, esgotante, na época natalícia. Aos poucos, entrei na fase seguinte: comprar tudo na mesma loja. Depois, passei para a fase de restringir as prendas apenas à família e ao pessoal da editora. A seguir passei ao «modo prendas apenas para as crianças da família». Por fim, também parei com isso. Foi um processo que durou vários anos. A família percebeu e respeitou.

No entanto, nesta altura do ano, perco-me com fatias douradas bem feitas. Em frente à minha casa há uma pastelaria que as faz de forma excelente. Como ando a tirar um auto-curso de culinária, tentei fazê-las eu próprio, no sábado passado. Era melhor ter ficado quieto.

Ainda não percebi o que me faz ser tão mau cozinheiro. Será pelo facto de a minha Vénus [ainda por cima na casa 2] apenas fazer dois aspectos natais? Conjunção a Úrano e um quincôncio a Quíron, na 7? Estou enganado ou os assuntos culinários pertencem à casa 2? Saturno na IV e Neptuno na V. Aparentemente, escolhi o lado de ser mau cozinheiro. 


.


0 comentários:

14 de outubro de 2012

De repente, apetece-me muito fatias douradas



De repente, apetece-me muito fatias douradas

Neste fim-de-semana chuvoso, tenho passado o dia a desejar fatias douradas.

Por isso, lembrei-me deste post, que publiquei em 9 Dezembro 2008.


Comecemos por uma questão básica. Desde há uns anos, nesta fase da minha vida, deixei de achar piada à época natalícia. Há uns anos tomei uma decisão estranha para esta época do ano – não dar prendas de Natal. A consequência foi óbvia – deixei de receber prendas. Uff! Foi um descanso.

Não foi uma decisão radical. Correspondeu a um lento processo de afastamento de uma prática comum no mundo ocidental.

Nunca fui apreciador de shopping. Aborrece-me andar às compras. Nem sempre fui assim. No passado era um lufa-lufa tremendo, esgotante, na época natalícia. Aos poucos, entrei na fase seguinte: comprar tudo na mesma loja. Depois, passei para a fase de restringir as prendas apenas à família e ao pessoal da editora. A seguir passei ao «modo prendas apenas para as crianças da família». Por fim, também parei com isso. Foi um processo que durou vários anos. A família percebeu e respeitou.

No entanto, nesta altura do ano, perco-me com fatias douradas bem feitas. Em frente à minha casa há uma pastelaria que as faz de forma excelente. Como ando a tirar um auto-curso de culinária, tentei fazê-las eu próprio, no sábado passado. Era melhor ter ficado quieto.

Ainda não percebi o que me faz ser tão mau cozinheiro. Será pelo facto de a minha Vénus [ainda por cima na casa 2] apenas fazer dois aspectos natais? Conjunção a Úrano e um quincôncio a Quíron, na 7? Estou enganado ou os assuntos culinários pertencem à casa 2? Saturno na IV e Neptuno na V. Aparentemente, escolhi o lado de ser mau cozinheiro. 


.


Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates