O Princípio do Nascimento

16 de outubro de 2012 ·


Em astrologia há um princípio universal que poderíamos chamar de «Princípio do Nascimento». É uma conjunção e a mais importante de todas, para cada um de nós, é o momento em que nascemos, em que fazemos uma conjunção ao planeta Terra. Com os planetas passa-se o mesmo: de cada vez que se juntam a zero graus é um novo nascimento, é uma conjunção.

O curioso, muito curioso mesmo, é que naquele exacto momento em que nascemos, temos os planetas do sistema solar, assim como os objectos celestes existentes nas nossas imediações, todos, dizia eu, numa determinada posição. Num certo grau em um signo, numa casa, fazendo aspectos a outros pontos da carta.

Esse posicionamento astrológico, o do nosso nascimento, desfaz-se logo a seguir e já não existe. Foi-se.

Mas ficamos impregnados por esse diálogo no céu. Para todo o sempre. Essa configuração astrológica, a do nosso nascimento, «ressoa» em nós em toda a nossa existência.

E o «engraçado» da situação [ou sem graça nenhuma] é que essa mesma configuração astrológica não corresponde à realidade tridimensional física da configuração astronómica, num afastamento médio de 25 a 30 graus. É aquela «coisa» das precessões dos equinócios.

No entanto, tudo isto funciona. É a ASTROLOGIA, uma linguagem supra-humana. É a sincronicidade.

Menos progressões e mais mapa natal. Menos mental e mais emoção com coração.

.

0 comentários:

16 de outubro de 2012

O Princípio do Nascimento


Em astrologia há um princípio universal que poderíamos chamar de «Princípio do Nascimento». É uma conjunção e a mais importante de todas, para cada um de nós, é o momento em que nascemos, em que fazemos uma conjunção ao planeta Terra. Com os planetas passa-se o mesmo: de cada vez que se juntam a zero graus é um novo nascimento, é uma conjunção.

O curioso, muito curioso mesmo, é que naquele exacto momento em que nascemos, temos os planetas do sistema solar, assim como os objectos celestes existentes nas nossas imediações, todos, dizia eu, numa determinada posição. Num certo grau em um signo, numa casa, fazendo aspectos a outros pontos da carta.

Esse posicionamento astrológico, o do nosso nascimento, desfaz-se logo a seguir e já não existe. Foi-se.

Mas ficamos impregnados por esse diálogo no céu. Para todo o sempre. Essa configuração astrológica, a do nosso nascimento, «ressoa» em nós em toda a nossa existência.

E o «engraçado» da situação [ou sem graça nenhuma] é que essa mesma configuração astrológica não corresponde à realidade tridimensional física da configuração astronómica, num afastamento médio de 25 a 30 graus. É aquela «coisa» das precessões dos equinócios.

No entanto, tudo isto funciona. É a ASTROLOGIA, uma linguagem supra-humana. É a sincronicidade.

Menos progressões e mais mapa natal. Menos mental e mais emoção com coração.

.

Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates