Liberdade e tolerância [Quíron em Sagitário ou na nona casa]

2 de agosto de 2010 ·

Vou usar do maior cuidado com este post, pois eu próprio tenho Quíron em Sagitário e já aprendi a conviver há imenso tempo com esta situação. Mas ainda estou a aprender a lidar com essa energia.

Este posicionamento indica uma crise relativa à integração do Eu Superior na consciência da pessoa. Andamos em busca da alma, desejamos trazer a essência superior para a própria forma física, de modo a que possamos ligar-nos ao princípio organizador central desta reencarnação e, se possível, de todas as anteriores encarnações. Por muito que se tente, não se consegue, até que o próprio Eu Superior se integre plenamente na nossa biologia. Quando atingido esse estágio, torna-se quase desnecessário tentar entrar em contacto com o Eu Superior, pois dá-se a osmose necessária para sentirmos com quem estamos a lidar. Conheço centenas de pessoas que necessitam estar em estado alfa (a chamada meditação) para tentarem entrar em contacto com o seu Eu Superior. E muitos não conseguem, tudo por bloqueios mentais.

Júpiter é o lar dos mestres, os seres que nos amam e querem o nosso progresso na Terra. É o lar dos nossos anjos e guias espirituais. Por isso, Júpiter ser considerado em astrologia, o Grande Benéfico. As pessoas nascidas com Quíron em Sagitário estão intimamente sintonizadas com esses Seres. Se conseguem comunicar ou não, com Eles, é outra história.

É frequente que as pessoas com este posicionamento iniciem muito cedo (por volta dos 13 anos) a busca e rebusca de muitos aspectos religiosos, aprofundando-os, comparando religiões, entrando nos diversos sistemas espirituais existentes. Daí ser frequente que estas pessoas dêem grandes saltos quânticos quanto à aprendizagem daquilo que é a espiritualidade. Com facilidade, começam os estudos de Livros Sagrados e avançam para uma série de ensinamentos e doutrinas, desde o espiritismo ao yoga, dos terreiros de Orixás ao Budismo. São muitos os exemplos. Pelo meio tenta-se aprender tarot e astrologia. Hoje em dia, esses temas são ensinados com abertura, pois a maioria deixou de ser um tema esotérico (secreto) e subiu à Luz do dia. Aquilo que se mantém aparentemente secreto, é porque os respectivos 'gurus' passam essa ideia para manterem um negócio bem rentável, ou então para poderem exercer processos de controle.

Quando as pessoas com Quíron em Sagitário ou na nona Casa ultrapassam a fase de curiosidade e iniciam a busca do seu Eu Superior, percebem que não era necessário tanto estudo, tanta investigação, porque se descobre, com simplicidade, que tudo é Uno. O resto é limpeza cármica. E é assim que chegamos a uma altura da vida e percebemos que somos os que fazem a ponte, os formadores da ponte, nos nossos próprios corpos entre a essência (Úrano) e a Terra (Saturno) e, por isso, somos condutores de energia.

Muitos de nós, da geração nascida entre 1948 e 1951, nascidos com este posicionamento passaram pelas suas oposições de Úrano entre 1987 e 89. No meu caso, regressei a Portugal, após ter sido um emigrante de luxo nessa Europa, então ainda com fronteiras. Nesses anos, Quíron também fez uma oposição a Úrano por trânsito e este recebeu a conjunção de Saturno. Para a maioria de nós, 'assumimos' a alma naquela ocasião. Muitos de nós transformámo-nos em instrutores quiróticos. Foi aí, que sossegámos na busca incessante de informação de tudo o que era religioso e espiritual. Já não era preciso, pois não passava de muitas voltas e voltas para reencontrarmos o Uno, o Deus dentro de Nós, o Deus que está em todo o lado. Chame-lhe o nome que quiser. Quando se descobre que estamos nesse Uno, tudo o resto são excessos mentais.

Enquanto editor de livros espirituais posso passar a experiência que excepto as obras realmente 'tocadas' por algo divino, a maioria dos restantes livros caiem no esquecimento do público por, repetidamente, estarem a contar sempre a mesma história. Nem havia forma de ser de outra maneira. Esse é um dos motivos porque actualmente sou muito cuidadoso com os textos que me aparecem, vindos de todos os lados. Assim, surgiram e vão continuar a surgir muitos muitos 'profetas' da Nova Era. A internet permite isso com muita facilidade. Há centenas de blogues em língua portuguesa cuja missão é passarem canalizações. O que ainda falta surgir serão os verdadeiros profetas da Era de Aquário. Ainda não encontrei nenhum. Da Nova Era, muitos, mas da Era de Aquário, nenhum. Creio que a maioria surgirá na fornada nascida entre 1999 e 2001. Por enquanto, ainda se confunde 'Nova Era' com 'Era de Aquário' parecendo significar o mesmo, quando não é bem assim.

Quíron em Sagitário permitiu que muitos de nós criássemos pontes, focalizando na seta sagitariana que aponta para o coração galáctico do nosso universo de Nebadon, inserido no grande superuniverso, o 7º de sua ordem de criação. A nona Casa é o lugar onde nos unimos ao nosso Eu Superior. Façam as vossas investigações por aí e cheguem às vossas próprias conclusões.

Vou desviar-me um pouco do assunto e dar uma dica que creio não ter dado até ao momento: Quíron retrógrado no mapa natal significa que a pessoa é um(a) 'curandeiro(a)', aquele(a) que usa a energia para curar. Modernamente, pode chamar-se de 'terapeuta'. São os reikianos com mais energia para dar e curar. A todo o vapor.

Muitos astrólogos acreditam (não é o meu caso) que Quíron rege Sagitário, mas essa confusão surgiu em parte porque Quíron rege o «método da busca», enquanto que Sagitário é a «busca». Já o disse anteriormente: Quíron é o planeta do «como fazer». São conceitos diferentes, por isso eu identificar Quíron com Virgem, que trata de «métodos» e em sistemas esotéricos, tem o significado de representar o Cristo planetário. Os guias, os mestres, os seres galácticos alinhados com o Cristo planetário usam a energia de Júpiter e o foco de Sagitário por ser a maneira mais fácil de assumirmos a nossa alma. Por favor, não confundam «alma» com «Eu Superior». Mas assim como Quíron rege o terapeuta, o tarólogo, o astrólogo, também rege o processo iniciático, que começa sempre por um longo, estreito e muito sinuoso caminho, cheio de pedregulhos para a mente humana. Sagitário é o foco e a direcção e Virgem é a 'batalha' entre Saturno (forma) e Úrano (energia), que cria a solução pragmática para se chegar à expansão jupiteriana. Quando Quíron ou Júpiter se encontram na Casa 9, encontramos o símbolo que todos aqueles corpos partem em busca da união entre o corpo e a alma, do eu humano e do eu animal.

Pessoas com Quíron em Sagitário, com Saturno e Úrano bem aspectados, reúnem condições de poderem ser um farol de esperança para o futuro. O Eu Superior não pode ser incorporado sem a integração da kundalini e as pessoas com este posicionamento passarão por este processo de forma invulgarmente intensa. O sistema neurológico quirótico é o caminho de sistemas do interior do nosso corpo, que mantém a energia no campo biológico (Saturno) e integra a energia que causa a passagem da kundalini (Úrano)

Personalidades com Quíron em Sagitário: Pedro Almodovar, Princesa Ana de Inglaterra, Fred Astaire, Humphrey Bogart, Martin Borman, James Cagney, Al Capone, Natalie Cole, David Cochraine, Noel Coward, Xavier Cugat, George Cukor, Gerar Depardieu, Alexandre Dumas, Isabel de Inglaterra, Duke Ellington, Michael Ford, Benjamim Franklin, Peter Gabriel, Richard Gere, Helen Hays, James Hilton, Alfred Hitchcock, Vitor Hugo, Don Johnson, Jessica Lange, Linda Lovelace, Mark Spitz, Vladimir Nabokov, Christina Onassis, Paloma Picasso, Ramos Horta (Indonésia), Cybill Shepard, Sissy Spacek, Meryl Streep, Twiigy, Sigourney Weaver, Stevie Wonder. Personalidades com Quíron na 9ª Casa: Andre Agassi, Louisa May Alcott, Julie Andrews, Anabela Quental, Guillaume Appollinaire, Patricia Arquete, Ary dos Santos, Sri Aurobindo, Warren Beatty, Joe Biden, Karen Blixen, Beau Bridges, Carla Bruni, Jess Campbell, Frank Capra, Pablo Casal, David Beckham, Danny De Vito, T.S. Eliot.

Últimas permanências de Quíron em Sagitário: de 28 Novembro 1948 a 8 Fevereiro 1951 - de 19 Junho 1951 a 8 Novembro 1951 - de 7 Janeiro 1999 a 1 Junho 1999 - de 22 Novembro 1999 a 11 Dezembro 2001.

Dependendo muito dos aspectos e posicionamento de Saturno no mapa natal, as pessoas com Quíron em Sagitário podem exercer o seu máximo de potencial nestes dois conceitos: liberdade e tolerância. Estes dois conceitos, por si só, são indicadores dos valores máximos a que o ser humano pode aspirar: Ser livre e conceder liberdade! Ser tolerante é aceitar as diferenças.

Para se exercer estes valores, e assim atingirmos outros horizontes, quer terrestres, quer espirituais, onde entram todos os grandes saberes da humanidade, é necessário encontrar em si mesmo uma capacidade de grande humildade: saber ouvir e aprender. Para isso, deve ser portador de optimismo, entusiasmo e capacidade de acção. A resposta reside na parte em que falta algo que as pessoas com Quíron em Sagitário possuem.

Encontrar a harmonia necessária entre aquilo com que podemos contribuir e aquilo que precisamos ouvir e aprender, é o destino das pessoas com este posicionamento. É a forma de poder ser tolerante. Caso contrário, cai-se nos excessos dogmáticos da intolerância ou esticar demasiado a corda da tolerância ao ponto de tudo entrar no mesmo saco.

Sagitário tem a ver com a nossa capacidade de obter "the big picture" [a grande fotografia] e, também, com a nossa capacidade de julgar. Tentam ser salomónicos. O lado negativo deste sinal é que nos pode mostrar onde nós não ouvimos ninguém, pois já "sabemos" tudo. É uma situação muito corrente.

Por exemplo, se Quíron está em Sagitário na casa 2 (dinheiro) podemos ter dificuldade em ouvir o conselho financeiro dos outros. Talvez estejamos muito ocupados a dar a nossa própria opinião. Ouça sempre com muita atenção os conselhos dados por alguém com Quíron em Sagitário, especialmente se pretendem ser especialistas no assunto a ser debatido. É caso para desconfiar um pouco. Um Quíron em Sagitário pode ser excessivamente assertivo, tentando impor a sua opinião sobre as dos outros. Aqueles que com este posicionamento e com Saturno favorável no mapa natal, são mais propensos a dar bons conselhos, sem desmandos.

É um posicionamento perfeito para um agente de viagens que envia todos os outros em viagens fantásticas, enquanto eles ficam presos no escritório a fazer as reservas; ou de um editor que recebe para publicação os livros dos outros, quando no fundo desejaria escrever e publicar os seus próprios textos. Eu tenho Quíron em Sagitário, na sétima Casa, a casa dos contactos com os et´s.

Pais com este posicionamento de Quíron frequentemente tendem a empurrar as suas crianças para o exercício da educação superior, a maioria das vezes porque eles próprios não a tiveram, por circunstância da própria vida. Neste esforço para que os filhos tirem cursos superiores, poucas vezes conseguem 'ouvir' a opinião dos próprios filhos. O caso oposto também se dá: pais que impedem o progresso escolar dos filhos.

Sagitário também rege as questões da religião e das Leis Superiores. Às vezes, isso leva a pensar que a busca fanática de alguma doutrina religiosa irá curar todas as feridas do nosso interior.

A ferida de Quíron é projectada na área da religiosidade, espiritualidade e da aderência às visões e crenças colectivas. Pode haver uma sensação de separação e rejeição do mundo religioso e ideológico convencional, mas também uma adesão fanática e obstinada a crenças dogmáticas como forma de ultrapassar o sentido de inadequação. Com esta posição é preciso fazer-se uma reavaliação dos sentimentos pessoais face à cultura e aos conceitos que a sociedade veicula, e por vezes, saber ultrapassar conceitos, ideologias, leis ou normas em vigor que promovam a discriminação e a rejeição dos valores pessoais, como se a pessoa transportasse consigo um estigma social.

Algumas vezes pode-se aderir a ideias que reneguem ou não enquadrem o próprio sofrimento, mas isso apenas é uma disfarçar um problema que exige uma solução criativa para se tratar as próprias feridas. Algumas vezes o estrangeiro e os ambientes distantes e diferentes do habitual, bem como estrangeiros e forasteiros, poderão constituir uma fonte de problemas e de vulnerabilidades. O convívio com a família do cônjuge também poderá não ser dos melhores, estando sujeito a muitas vicissitudes e sentimentos de rejeição ou de indiferença. A pessoa pode sentir-se mal acolhida ou aceite em quaisquer locais ou ambientes que não os seus habituais.

Com Quíron na casa nove são, por vezes, as feridas profundas psicológicas ou físicas que se tornam o veículo para uma grande mudança nas concepções filosóficas e religiosas pessoais. É, assumindo os condicionamentos impostos pela própria incapacidade física, ferida emocional ou sofrimento anímico que se descobre uma nova realidade, abrindo-se caminho para se tornar um divulgador de novos paradigmas e novas ideias que ajudem os outros a ultrapassarem os seus próprios problemas.

44 comentários:

Astrid Annabelle disse...
2 de agosto de 2010 às 21:24  

Excelente! Nem podia ser diferente não é António?
Li pelo Buzz sem interferência visual o que me fez estar plenamente concentrada na leitura e achei muito, mas muito interesante.
Por muitos momentos vi você descrever você mesmo realmente.
Parabéns...o livro está ficando ótimo!
Um beijo grande e muito agradecido.
Astrid Annabelle

P.S. no Navegante você está linkado no post atual.

António Rosa disse...
2 de agosto de 2010 às 21:41  

Astrid

Estava quase a desligar o computador quando me apareceu este seu comentário.

Muito obrigado pelo incentivo. Faço o que posso, não é?

Muito agradecido por ter lincado este blogue no seu belíssimo artigo «Grande Cruz 2010 - a conexão Atlante».

Beijos e até amanhã.

Astrid Annabelle disse...
2 de agosto de 2010 às 22:00  

Eu que agradeço ao link...fiquei feliz que gostou...
Beijos

Ana Cristina disse...
2 de agosto de 2010 às 22:25  

Gostei muito António :)

HSLO disse...
2 de agosto de 2010 às 22:52  

Cada vez que venho aqui, aprendo mais...é muito bom ler algo assim diferente. Em minha lista de blogs..nenhum escreve coisas assim.

abraços

Hugo

Adelaide Figueiredo disse...
2 de agosto de 2010 às 23:01  

António,

Gostei imenso!!!

Abraço

Hanah disse...
2 de agosto de 2010 às 23:12  

Adorei, li do começo ao fim....(9ª )-( ) ;)))

Abraço e boa semana !!!

João Francisco Viégas disse...
3 de agosto de 2010 às 03:09  

AULA, como sempre!!

Abração!

angela disse...
3 de agosto de 2010 às 03:35  

Gosto de ler o que escreve, sempre aprendo alguma coisa.
beijos

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 08:09  

Astrid

Estou espantado com a quantidade de vistantes que vêm atrás das palavras «Grande Cruz» e da data «7 de Agosto». São cenenas de pessoas que chegam por dia vindas através de motores de busca como o Google. Algo me diz que há um «medo» qualquer sobre esta data.

Acha que eu deveria escrever qualquer a acalmar as pessoas? Estou indeciso. Este meu Quíron em Sagitário é terrível, com a mania que a minha chega a algum lado.

Beijos.

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 08:09  

Ana Cristina

Muito obrigado.

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 08:14  

Hugo

É sempre um prazer vê-lo por aqui. Hoje irei retribuir a visita. Tenho andado meio preguiçoso.

Abraço

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 08:14  

Adelaide

Muito agradecido.

Abraço

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 08:14  

Hannah

Conseguiu ler tudo? :))) Muito agradecido.

Abraço

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 08:14  

João francisco

Fico agradecido. Aproveitei a oportunidade e fui conhecer os seus blogues que gostei muito. Daqui a pouco deixarei comentários.

Para já entraram na minha recomendação semanal de blogues. Basta olhar para a coluna da direita, logo n o topo. Ficarão ali até sexta ou sábado. Gostei muito dos seu blogues e fiquei seguidor deles.

Abraço

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 08:15  

Ângela, minha querida

É sempre ouvir a sua opinião. Fiquei feliz.

Beijos

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 08:47  

Desculpem-me os leitores, mas esta manhã acrescentei esta frase ao texto:

- Vou desviar-me um pouco do assunto e dar uma dica que creio não ter dado até ao momento: Quíron retrógrado no mapa natal significa que se é um 'curandeiro', aquele que usa a energia para curar. Modernamente, pode chamar-se de 'terapeuta'. São os reikianos com mais energia para dar e curar.

Astromarkt disse...
3 de agosto de 2010 às 09:47  

Hi Antonio, interesting article! Planning to read more (after translation) but I already noted what you said about remigration wit Chiron opposition Chiron and that was a great example for me. I moved back to where I was born, too. Didn't leave the country, but left my home region before and got back in 1988. Seems to have been great timing:)

Anónimo disse...
3 de agosto de 2010 às 09:53  

antónio,

sente-se a sabedoria confirmada pela experiência e com muito humor :))) gostei muito

beijinho

joana

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 10:31  

Marga

Thank you for your nice comment.

Tudo de bom.

António

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 10:31  

Joana

Ainda bem que notou o humor, pois receei que não se notasse.

Beijos.

Astrid Annabelle disse...
3 de agosto de 2010 às 14:53  

Bom dia António!
Escreva sim o que lhe apetecer pois com toda a certeza será ótimo!!!
Quíron retrógado!...humm...isso existe no meu mapa!!!Certo?
Beijo grande.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 15:15  

Astrid

Claro que existe no seu mapa. Suas muitas vidas passadas estiveram l.igadas à cura dos outros e dos animais. Mesmo na época atlante.

Você tem Quíron retrógrado em Escorpião (20º 16'), na 5ª Casa. Faz no mapa natal um quintil com Marte (energia na creatividade) e uma quadratura com Saturno (dando-lhe um aspecto formal, de colocar os pés na terra, mas querendo sempre ir mais além.

Sim, é 'curandeira' dos 7 costados, como aqui se diz.

Obviamente você chama a isso de ser reikiana. Eu chamo de ser curandeira.

Não precisaria de saber nada sobre reiki e as suas mãos e as plantas dos seus pés emanam imenso energia quirótica. Basta aplicar essa energia das mãos ou do pensamento para curar. Quem cura é curandeiro. Não há que ter vergonha desta expressão tão popular.

Na casa 5, pelo sol ser o seu regente, usa abundantemente essa energia para envolver os que a procuram.

É melhor eu parar, né?

Beijos.

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 15:16  

Gostaria muito que as pessoas colocassem questões concretas, que não se ficassem pelo comum: 'gostei'.

Avancem... serão bem recebidos.

beijos

Astrid Annabelle disse...
3 de agosto de 2010 às 16:17  

Um presente desses em plena terça feira...YES!!!
Thanks a lot!!!
Agora preciso continuar me lembrando deste passado remoto...uau!!!
Estou feliz feito criança...
Beijos e mais beijos
GOSTEI!!!!!rsss
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
3 de agosto de 2010 às 18:34  

Astrid

Ainda bem que ficou feliz!

Iso é qe importa.

Beijos.

marcelo dalla disse...
3 de agosto de 2010 às 23:30  

Amigo!!! Agradeço muito, de coração, por tantas informações valiosas. Tenho uma grande amiga, terapeuta e espiritualista - Doriana Tamburini - que tem Quiron Retrógrado em seu mapa.
Com certeza, uma grande curandeira.
Estou reunindo todos os artigos aqui. Logo teremos o livro completo. :))))

grande abraço!!!

marcelo dalla disse...
3 de agosto de 2010 às 23:32  

Ahhhhhhhh E gostei de ler o exemplo da Astrid!!!! :)

marcelo dalla disse...
3 de agosto de 2010 às 23:40  

Outra coisa, meu amigo: gostaria de saber mais sobre a diferença entre "Nova Era" e "Era de Aquário". Sempre achei que fosse a mesma coisa. Um assunto que até merecia um post, não?
Fiquei curiosíssimo.
:)))

António Rosa disse...
4 de agosto de 2010 às 07:01  

Olá Marcelo

Muito agradecido pelas apreciações que vem fazendo a esta série. :)))

Imagine que nunca me tinha ocorrido fazer um post sobre a «Nova Era» e a «Era de Aquário e os seus instrutores. Irei fazê-lo, com todo o gosto. Um dia deste aparece.

Grande abraço

Ana disse...
15 de abril de 2011 às 15:38  

António,

Obrigada por mais esta luz lançada sober o Quiron na 9ª casa, que no meu caso está oposto a Plutão e em quadratura ao Sol. Tem dado muito trabalho e por vezes torna-se doloroso, mas é uma viagem fantástica e altamente compensadora.
Bjs

Ana

Sandra disse...
31 de janeiro de 2012 às 18:17  

Prazer em lê-lo, António

Ando à procura de qq coisa q nem eu sei. Talvez parando, ela venha ter comigo.
Gostaria imenso de o conhecer, de falar consigo, sim porque agora já gosto e falo muito.
Chamo-me Sandra e...como já intui-a...tenho quíron retrogado na nona casa em Áries. Quíron está em oposição a Úrano, estando Saturno no fim da casa X. Que tal?

Penso que só no Céu me reconhecerão... Amizade

Sandra disse...
26 de abril de 2012 às 13:43  

Olá, António

Tenho pena que me não tenha respondido. Gostaria de dialogar consigo. A solidão é um inferno...

sandraboaventura@gmail.com

Talvez ajude, por alguma razão...

Amizade

Vera Braz Mendes disse...
30 de novembro de 2012 às 21:04  

António, não tenho em Sagitário, tenho na 9. Bebi cada palavra. Obrigada

António Rosa disse...
2 de dezembro de 2012 às 10:45  

Vera,

Dá para perceber porque «outros» têm medo do seu sucesso e expansão...

Falta-lhes esse 'cadinho', que no seu caso é ter Quíron na 9.

Bem-vinda ao clube...

Beijinho.

Sónia disse...
3 de dezembro de 2012 às 19:58  

Olá António!
Gosto imenso de ler os seus comentários e sou leitora assidua. Achei curiosa a sua interpretação de quiron retrogrado pois tenho-o e ainda não descobri o que isso significa na minha vida! Tenho quiron em touro na casa 9.
Um abraço
Sónia



Escrita&Arte disse...
21 de fevereiro de 2013 às 17:01  

Olá, Antônio.
Em primeiro, que bacana seu blog, sua maneira simples e direta de escrever que torna a leitura, leiga e muito curiosa que sou no assunto, além de prazeirosa, transparente pela honestidade.
Estou entrando esse ano em Quíron conjução Quíron. Tenho Quíron na casa 9 em Peixes. Fiquei sem saber se encontraria esclarecimentos nesse post sobre a casa 9 ou no que fala de Quíron em Peixes. Bem, percebo que os dois me podem ser úteis, sigo para a leitura do outro post. Voltarei mais vezes!
Abraço fraterno.
Sandra Miranda

Lena Rodriguez disse...
15 de agosto de 2013 às 13:45  

Excelente!!! Também tenho Quíron em Sagitário (Casa 2)... Mas ainda estou a aprender a lidar com essa energia. (eu também...rss)

Anónimo disse...
6 de dezembro de 2013 às 15:30  

Oi Antonio
O que considere com kírom em aquário na nona casa.
Muito grata e um bjo pra ti. Angela

Herodoto F. Bento-DeMello disse...
19 de março de 2014 às 18:10  

Caro António,
grato por esse texto tão enriquecedor e que me ajuda em muito.
Um grande abraço
Heródoto

Ana Beatriz Arantes disse...
15 de julho de 2016 às 23:29  

Queria saber sobre o quiron de sagitário na casa 3, mas amei sua explicação.

Ana Beatriz Arantes disse...
15 de julho de 2016 às 23:29  

Queria saber sobre o quiron de sagitário na casa 3, mas amei sua explicação.

Flora Flor disse...
10 de agosto de 2016 às 03:17  

Eu PRECISEI comentar. Por um acaso me veio a palavra quiron na internet e fui buscar saber o que é. Sei o basico de astrologia, sempre leio o meu mapa (sou geminiana), mesmo nao entendendo 100% acredito fielmente e me identifico em muitas coisas. Descobri que tenho o quiron em sagitario. Sou uma garota de 16 anos que ja passou por diversos disturbios psicologicos, vicio em drogas, internação em clinicas pesadas e abuso sexual e psiclogico tambem. Eu vivi o inferno ,vivi uma vida inteira em poucos anos. Há piadas entre a familia de que já sou uma velha, por as vezes ser rabugenta ou simplesmente nao conseguir ter um pingo de 'criancisse' em mim, fora a minha energia constante e aparencia juvenil e minha mania de alegrar tudo, estou sempre saltitante, mesmo que por dentro viva na escuridão. Tenho todas as crises possiveis.
Recentemente fui numa moça que me fez uma massagem ayuverdica e descobriu que meus shakras estavam todos ao contrario. Saí aliviada com suas dicas, ela vai me tratar agora pois tenho problema na bexiga e no utero, nao menstruo mais ha quase um ano e a medicina nao descobriu nem atraves de exames a causa/doença. Ela me confortou dizendo que é espiritual e me ajudará a superar.
Esse texto (e alguns outros que li na internet) me fez mudar completamente a minha perspectiva de vida. Eu tinha criado duas opções; ou eu me drogaria até morrer (e me mataria se não conseguisse), ou eu tentaria o caminho da arte pois tenho um forte ouvido musical e realmente sempre gostei (nao abandonarei esse habito), eu faria apenas para continuar, para existir. Já que é obrigação.
Mas ler esse texto.... Me fez mudar a minha perspectiva de vida. Me fez um pouco feliz, me acendeu uma chama, me deu esperança. E eu não sou feliz. Eu moro num apartamento bom, tenho pais maravilhosos e tudo o que quero, mas nao sou feliz. Me sinto um lixo por isso pois mil pessoas passam fome e miséria e eu me remôo quase todos os dias com simplesmente NADA. E não tenho esperança. Não tenho vontade, incentivo, me esculacho em tudo e nada dá certo para mim, literalmente nada, até me considero a pessoa mais azarada do mundo. Sou altamente pessimista e sinto coisas ruins quase o dia inteiro, mesmo nunca tendo a indole má, realmente nunca fiz mal para alguem ou sequer desejei (pelo menos nessa vida). Apenas sou triste, e dramática, e melancólica, e depressiva, e não pedi para nascer. Mas esse texto me fez ter esperança. Me deu esperança e vontade de continuar viva, pois talvez o meu caminho seja apenas me fascinar com todas as existencias e escrever no meu diario minhas experiencias. Talvez eu fui feita para ser feliz. E desde os bem pequena procuro saber sobre religioes (nao só isso mas sempre fui muito espertinha, lia sobre todos os assuntos, sempre um passo à frente), ja carregava a ideia de que todas as religiões eram apenas uma, no sentido de que existe apenas uma Luz, o amor, e a escuridão; o medo.

Apenas agradeço ao autor desse texto por ter explicado de uma forma tao boa e detalhada, e muito obrigado simplesmente pela existencia desse texto e do autor. Mudou a minha visão do meu futuro, me deu incentivo e vontade de viver, algo que não sei o que é ha anos. Muito obrigado, mesmo, de coração. Fique bem <3

Krishna Raissa disse...
4 de setembro de 2017 às 03:49  

Olá !Li o seu texto, sei que já tem um certo tempo de publicação, mas achei excelente! Maioria do que foi falado se relaciona cmg..principalmente a questão da busca e aprofundamento religioso muito cedo.E fiquei bem curiosa.. tenho quiron em Sagitário casa 5... e nasci em 1999..gostaria de entender a relação disso com a era de Aquário, se possível. Obg !!!

2 de agosto de 2010

Liberdade e tolerância [Quíron em Sagitário ou na nona casa]

Vou usar do maior cuidado com este post, pois eu próprio tenho Quíron em Sagitário e já aprendi a conviver há imenso tempo com esta situação. Mas ainda estou a aprender a lidar com essa energia.

Este posicionamento indica uma crise relativa à integração do Eu Superior na consciência da pessoa. Andamos em busca da alma, desejamos trazer a essência superior para a própria forma física, de modo a que possamos ligar-nos ao princípio organizador central desta reencarnação e, se possível, de todas as anteriores encarnações. Por muito que se tente, não se consegue, até que o próprio Eu Superior se integre plenamente na nossa biologia. Quando atingido esse estágio, torna-se quase desnecessário tentar entrar em contacto com o Eu Superior, pois dá-se a osmose necessária para sentirmos com quem estamos a lidar. Conheço centenas de pessoas que necessitam estar em estado alfa (a chamada meditação) para tentarem entrar em contacto com o seu Eu Superior. E muitos não conseguem, tudo por bloqueios mentais.

Júpiter é o lar dos mestres, os seres que nos amam e querem o nosso progresso na Terra. É o lar dos nossos anjos e guias espirituais. Por isso, Júpiter ser considerado em astrologia, o Grande Benéfico. As pessoas nascidas com Quíron em Sagitário estão intimamente sintonizadas com esses Seres. Se conseguem comunicar ou não, com Eles, é outra história.

É frequente que as pessoas com este posicionamento iniciem muito cedo (por volta dos 13 anos) a busca e rebusca de muitos aspectos religiosos, aprofundando-os, comparando religiões, entrando nos diversos sistemas espirituais existentes. Daí ser frequente que estas pessoas dêem grandes saltos quânticos quanto à aprendizagem daquilo que é a espiritualidade. Com facilidade, começam os estudos de Livros Sagrados e avançam para uma série de ensinamentos e doutrinas, desde o espiritismo ao yoga, dos terreiros de Orixás ao Budismo. São muitos os exemplos. Pelo meio tenta-se aprender tarot e astrologia. Hoje em dia, esses temas são ensinados com abertura, pois a maioria deixou de ser um tema esotérico (secreto) e subiu à Luz do dia. Aquilo que se mantém aparentemente secreto, é porque os respectivos 'gurus' passam essa ideia para manterem um negócio bem rentável, ou então para poderem exercer processos de controle.

Quando as pessoas com Quíron em Sagitário ou na nona Casa ultrapassam a fase de curiosidade e iniciam a busca do seu Eu Superior, percebem que não era necessário tanto estudo, tanta investigação, porque se descobre, com simplicidade, que tudo é Uno. O resto é limpeza cármica. E é assim que chegamos a uma altura da vida e percebemos que somos os que fazem a ponte, os formadores da ponte, nos nossos próprios corpos entre a essência (Úrano) e a Terra (Saturno) e, por isso, somos condutores de energia.

Muitos de nós, da geração nascida entre 1948 e 1951, nascidos com este posicionamento passaram pelas suas oposições de Úrano entre 1987 e 89. No meu caso, regressei a Portugal, após ter sido um emigrante de luxo nessa Europa, então ainda com fronteiras. Nesses anos, Quíron também fez uma oposição a Úrano por trânsito e este recebeu a conjunção de Saturno. Para a maioria de nós, 'assumimos' a alma naquela ocasião. Muitos de nós transformámo-nos em instrutores quiróticos. Foi aí, que sossegámos na busca incessante de informação de tudo o que era religioso e espiritual. Já não era preciso, pois não passava de muitas voltas e voltas para reencontrarmos o Uno, o Deus dentro de Nós, o Deus que está em todo o lado. Chame-lhe o nome que quiser. Quando se descobre que estamos nesse Uno, tudo o resto são excessos mentais.

Enquanto editor de livros espirituais posso passar a experiência que excepto as obras realmente 'tocadas' por algo divino, a maioria dos restantes livros caiem no esquecimento do público por, repetidamente, estarem a contar sempre a mesma história. Nem havia forma de ser de outra maneira. Esse é um dos motivos porque actualmente sou muito cuidadoso com os textos que me aparecem, vindos de todos os lados. Assim, surgiram e vão continuar a surgir muitos muitos 'profetas' da Nova Era. A internet permite isso com muita facilidade. Há centenas de blogues em língua portuguesa cuja missão é passarem canalizações. O que ainda falta surgir serão os verdadeiros profetas da Era de Aquário. Ainda não encontrei nenhum. Da Nova Era, muitos, mas da Era de Aquário, nenhum. Creio que a maioria surgirá na fornada nascida entre 1999 e 2001. Por enquanto, ainda se confunde 'Nova Era' com 'Era de Aquário' parecendo significar o mesmo, quando não é bem assim.

Quíron em Sagitário permitiu que muitos de nós criássemos pontes, focalizando na seta sagitariana que aponta para o coração galáctico do nosso universo de Nebadon, inserido no grande superuniverso, o 7º de sua ordem de criação. A nona Casa é o lugar onde nos unimos ao nosso Eu Superior. Façam as vossas investigações por aí e cheguem às vossas próprias conclusões.

Vou desviar-me um pouco do assunto e dar uma dica que creio não ter dado até ao momento: Quíron retrógrado no mapa natal significa que a pessoa é um(a) 'curandeiro(a)', aquele(a) que usa a energia para curar. Modernamente, pode chamar-se de 'terapeuta'. São os reikianos com mais energia para dar e curar. A todo o vapor.

Muitos astrólogos acreditam (não é o meu caso) que Quíron rege Sagitário, mas essa confusão surgiu em parte porque Quíron rege o «método da busca», enquanto que Sagitário é a «busca». Já o disse anteriormente: Quíron é o planeta do «como fazer». São conceitos diferentes, por isso eu identificar Quíron com Virgem, que trata de «métodos» e em sistemas esotéricos, tem o significado de representar o Cristo planetário. Os guias, os mestres, os seres galácticos alinhados com o Cristo planetário usam a energia de Júpiter e o foco de Sagitário por ser a maneira mais fácil de assumirmos a nossa alma. Por favor, não confundam «alma» com «Eu Superior». Mas assim como Quíron rege o terapeuta, o tarólogo, o astrólogo, também rege o processo iniciático, que começa sempre por um longo, estreito e muito sinuoso caminho, cheio de pedregulhos para a mente humana. Sagitário é o foco e a direcção e Virgem é a 'batalha' entre Saturno (forma) e Úrano (energia), que cria a solução pragmática para se chegar à expansão jupiteriana. Quando Quíron ou Júpiter se encontram na Casa 9, encontramos o símbolo que todos aqueles corpos partem em busca da união entre o corpo e a alma, do eu humano e do eu animal.

Pessoas com Quíron em Sagitário, com Saturno e Úrano bem aspectados, reúnem condições de poderem ser um farol de esperança para o futuro. O Eu Superior não pode ser incorporado sem a integração da kundalini e as pessoas com este posicionamento passarão por este processo de forma invulgarmente intensa. O sistema neurológico quirótico é o caminho de sistemas do interior do nosso corpo, que mantém a energia no campo biológico (Saturno) e integra a energia que causa a passagem da kundalini (Úrano)

Personalidades com Quíron em Sagitário: Pedro Almodovar, Princesa Ana de Inglaterra, Fred Astaire, Humphrey Bogart, Martin Borman, James Cagney, Al Capone, Natalie Cole, David Cochraine, Noel Coward, Xavier Cugat, George Cukor, Gerar Depardieu, Alexandre Dumas, Isabel de Inglaterra, Duke Ellington, Michael Ford, Benjamim Franklin, Peter Gabriel, Richard Gere, Helen Hays, James Hilton, Alfred Hitchcock, Vitor Hugo, Don Johnson, Jessica Lange, Linda Lovelace, Mark Spitz, Vladimir Nabokov, Christina Onassis, Paloma Picasso, Ramos Horta (Indonésia), Cybill Shepard, Sissy Spacek, Meryl Streep, Twiigy, Sigourney Weaver, Stevie Wonder. Personalidades com Quíron na 9ª Casa: Andre Agassi, Louisa May Alcott, Julie Andrews, Anabela Quental, Guillaume Appollinaire, Patricia Arquete, Ary dos Santos, Sri Aurobindo, Warren Beatty, Joe Biden, Karen Blixen, Beau Bridges, Carla Bruni, Jess Campbell, Frank Capra, Pablo Casal, David Beckham, Danny De Vito, T.S. Eliot.

Últimas permanências de Quíron em Sagitário: de 28 Novembro 1948 a 8 Fevereiro 1951 - de 19 Junho 1951 a 8 Novembro 1951 - de 7 Janeiro 1999 a 1 Junho 1999 - de 22 Novembro 1999 a 11 Dezembro 2001.

Dependendo muito dos aspectos e posicionamento de Saturno no mapa natal, as pessoas com Quíron em Sagitário podem exercer o seu máximo de potencial nestes dois conceitos: liberdade e tolerância. Estes dois conceitos, por si só, são indicadores dos valores máximos a que o ser humano pode aspirar: Ser livre e conceder liberdade! Ser tolerante é aceitar as diferenças.

Para se exercer estes valores, e assim atingirmos outros horizontes, quer terrestres, quer espirituais, onde entram todos os grandes saberes da humanidade, é necessário encontrar em si mesmo uma capacidade de grande humildade: saber ouvir e aprender. Para isso, deve ser portador de optimismo, entusiasmo e capacidade de acção. A resposta reside na parte em que falta algo que as pessoas com Quíron em Sagitário possuem.

Encontrar a harmonia necessária entre aquilo com que podemos contribuir e aquilo que precisamos ouvir e aprender, é o destino das pessoas com este posicionamento. É a forma de poder ser tolerante. Caso contrário, cai-se nos excessos dogmáticos da intolerância ou esticar demasiado a corda da tolerância ao ponto de tudo entrar no mesmo saco.

Sagitário tem a ver com a nossa capacidade de obter "the big picture" [a grande fotografia] e, também, com a nossa capacidade de julgar. Tentam ser salomónicos. O lado negativo deste sinal é que nos pode mostrar onde nós não ouvimos ninguém, pois já "sabemos" tudo. É uma situação muito corrente.

Por exemplo, se Quíron está em Sagitário na casa 2 (dinheiro) podemos ter dificuldade em ouvir o conselho financeiro dos outros. Talvez estejamos muito ocupados a dar a nossa própria opinião. Ouça sempre com muita atenção os conselhos dados por alguém com Quíron em Sagitário, especialmente se pretendem ser especialistas no assunto a ser debatido. É caso para desconfiar um pouco. Um Quíron em Sagitário pode ser excessivamente assertivo, tentando impor a sua opinião sobre as dos outros. Aqueles que com este posicionamento e com Saturno favorável no mapa natal, são mais propensos a dar bons conselhos, sem desmandos.

É um posicionamento perfeito para um agente de viagens que envia todos os outros em viagens fantásticas, enquanto eles ficam presos no escritório a fazer as reservas; ou de um editor que recebe para publicação os livros dos outros, quando no fundo desejaria escrever e publicar os seus próprios textos. Eu tenho Quíron em Sagitário, na sétima Casa, a casa dos contactos com os et´s.

Pais com este posicionamento de Quíron frequentemente tendem a empurrar as suas crianças para o exercício da educação superior, a maioria das vezes porque eles próprios não a tiveram, por circunstância da própria vida. Neste esforço para que os filhos tirem cursos superiores, poucas vezes conseguem 'ouvir' a opinião dos próprios filhos. O caso oposto também se dá: pais que impedem o progresso escolar dos filhos.

Sagitário também rege as questões da religião e das Leis Superiores. Às vezes, isso leva a pensar que a busca fanática de alguma doutrina religiosa irá curar todas as feridas do nosso interior.

A ferida de Quíron é projectada na área da religiosidade, espiritualidade e da aderência às visões e crenças colectivas. Pode haver uma sensação de separação e rejeição do mundo religioso e ideológico convencional, mas também uma adesão fanática e obstinada a crenças dogmáticas como forma de ultrapassar o sentido de inadequação. Com esta posição é preciso fazer-se uma reavaliação dos sentimentos pessoais face à cultura e aos conceitos que a sociedade veicula, e por vezes, saber ultrapassar conceitos, ideologias, leis ou normas em vigor que promovam a discriminação e a rejeição dos valores pessoais, como se a pessoa transportasse consigo um estigma social.

Algumas vezes pode-se aderir a ideias que reneguem ou não enquadrem o próprio sofrimento, mas isso apenas é uma disfarçar um problema que exige uma solução criativa para se tratar as próprias feridas. Algumas vezes o estrangeiro e os ambientes distantes e diferentes do habitual, bem como estrangeiros e forasteiros, poderão constituir uma fonte de problemas e de vulnerabilidades. O convívio com a família do cônjuge também poderá não ser dos melhores, estando sujeito a muitas vicissitudes e sentimentos de rejeição ou de indiferença. A pessoa pode sentir-se mal acolhida ou aceite em quaisquer locais ou ambientes que não os seus habituais.

Com Quíron na casa nove são, por vezes, as feridas profundas psicológicas ou físicas que se tornam o veículo para uma grande mudança nas concepções filosóficas e religiosas pessoais. É, assumindo os condicionamentos impostos pela própria incapacidade física, ferida emocional ou sofrimento anímico que se descobre uma nova realidade, abrindo-se caminho para se tornar um divulgador de novos paradigmas e novas ideias que ajudem os outros a ultrapassarem os seus próprios problemas.

44 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Excelente! Nem podia ser diferente não é António?
Li pelo Buzz sem interferência visual o que me fez estar plenamente concentrada na leitura e achei muito, mas muito interesante.
Por muitos momentos vi você descrever você mesmo realmente.
Parabéns...o livro está ficando ótimo!
Um beijo grande e muito agradecido.
Astrid Annabelle

P.S. no Navegante você está linkado no post atual.

António Rosa disse...

Astrid

Estava quase a desligar o computador quando me apareceu este seu comentário.

Muito obrigado pelo incentivo. Faço o que posso, não é?

Muito agradecido por ter lincado este blogue no seu belíssimo artigo «Grande Cruz 2010 - a conexão Atlante».

Beijos e até amanhã.

Astrid Annabelle disse...

Eu que agradeço ao link...fiquei feliz que gostou...
Beijos

Ana Cristina disse...

Gostei muito António :)

HSLO disse...

Cada vez que venho aqui, aprendo mais...é muito bom ler algo assim diferente. Em minha lista de blogs..nenhum escreve coisas assim.

abraços

Hugo

Adelaide Figueiredo disse...

António,

Gostei imenso!!!

Abraço

Hanah disse...

Adorei, li do começo ao fim....(9ª )-( ) ;)))

Abraço e boa semana !!!

João Francisco Viégas disse...

AULA, como sempre!!

Abração!

angela disse...

Gosto de ler o que escreve, sempre aprendo alguma coisa.
beijos

António Rosa disse...

Astrid

Estou espantado com a quantidade de vistantes que vêm atrás das palavras «Grande Cruz» e da data «7 de Agosto». São cenenas de pessoas que chegam por dia vindas através de motores de busca como o Google. Algo me diz que há um «medo» qualquer sobre esta data.

Acha que eu deveria escrever qualquer a acalmar as pessoas? Estou indeciso. Este meu Quíron em Sagitário é terrível, com a mania que a minha chega a algum lado.

Beijos.

António Rosa disse...

Ana Cristina

Muito obrigado.

António Rosa disse...

Hugo

É sempre um prazer vê-lo por aqui. Hoje irei retribuir a visita. Tenho andado meio preguiçoso.

Abraço

António Rosa disse...

Adelaide

Muito agradecido.

Abraço

António Rosa disse...

Hannah

Conseguiu ler tudo? :))) Muito agradecido.

Abraço

António Rosa disse...

João francisco

Fico agradecido. Aproveitei a oportunidade e fui conhecer os seus blogues que gostei muito. Daqui a pouco deixarei comentários.

Para já entraram na minha recomendação semanal de blogues. Basta olhar para a coluna da direita, logo n o topo. Ficarão ali até sexta ou sábado. Gostei muito dos seu blogues e fiquei seguidor deles.

Abraço

António Rosa disse...

Ângela, minha querida

É sempre ouvir a sua opinião. Fiquei feliz.

Beijos

António Rosa disse...

Desculpem-me os leitores, mas esta manhã acrescentei esta frase ao texto:

- Vou desviar-me um pouco do assunto e dar uma dica que creio não ter dado até ao momento: Quíron retrógrado no mapa natal significa que se é um 'curandeiro', aquele que usa a energia para curar. Modernamente, pode chamar-se de 'terapeuta'. São os reikianos com mais energia para dar e curar.

Astromarkt disse...

Hi Antonio, interesting article! Planning to read more (after translation) but I already noted what you said about remigration wit Chiron opposition Chiron and that was a great example for me. I moved back to where I was born, too. Didn't leave the country, but left my home region before and got back in 1988. Seems to have been great timing:)

Anónimo disse...

antónio,

sente-se a sabedoria confirmada pela experiência e com muito humor :))) gostei muito

beijinho

joana

António Rosa disse...

Marga

Thank you for your nice comment.

Tudo de bom.

António

António Rosa disse...

Joana

Ainda bem que notou o humor, pois receei que não se notasse.

Beijos.

Astrid Annabelle disse...

Bom dia António!
Escreva sim o que lhe apetecer pois com toda a certeza será ótimo!!!
Quíron retrógado!...humm...isso existe no meu mapa!!!Certo?
Beijo grande.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Astrid

Claro que existe no seu mapa. Suas muitas vidas passadas estiveram l.igadas à cura dos outros e dos animais. Mesmo na época atlante.

Você tem Quíron retrógrado em Escorpião (20º 16'), na 5ª Casa. Faz no mapa natal um quintil com Marte (energia na creatividade) e uma quadratura com Saturno (dando-lhe um aspecto formal, de colocar os pés na terra, mas querendo sempre ir mais além.

Sim, é 'curandeira' dos 7 costados, como aqui se diz.

Obviamente você chama a isso de ser reikiana. Eu chamo de ser curandeira.

Não precisaria de saber nada sobre reiki e as suas mãos e as plantas dos seus pés emanam imenso energia quirótica. Basta aplicar essa energia das mãos ou do pensamento para curar. Quem cura é curandeiro. Não há que ter vergonha desta expressão tão popular.

Na casa 5, pelo sol ser o seu regente, usa abundantemente essa energia para envolver os que a procuram.

É melhor eu parar, né?

Beijos.

António Rosa disse...

Gostaria muito que as pessoas colocassem questões concretas, que não se ficassem pelo comum: 'gostei'.

Avancem... serão bem recebidos.

beijos

Astrid Annabelle disse...

Um presente desses em plena terça feira...YES!!!
Thanks a lot!!!
Agora preciso continuar me lembrando deste passado remoto...uau!!!
Estou feliz feito criança...
Beijos e mais beijos
GOSTEI!!!!!rsss
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Astrid

Ainda bem que ficou feliz!

Iso é qe importa.

Beijos.

marcelo dalla disse...

Amigo!!! Agradeço muito, de coração, por tantas informações valiosas. Tenho uma grande amiga, terapeuta e espiritualista - Doriana Tamburini - que tem Quiron Retrógrado em seu mapa.
Com certeza, uma grande curandeira.
Estou reunindo todos os artigos aqui. Logo teremos o livro completo. :))))

grande abraço!!!

marcelo dalla disse...

Ahhhhhhhh E gostei de ler o exemplo da Astrid!!!! :)

marcelo dalla disse...

Outra coisa, meu amigo: gostaria de saber mais sobre a diferença entre "Nova Era" e "Era de Aquário". Sempre achei que fosse a mesma coisa. Um assunto que até merecia um post, não?
Fiquei curiosíssimo.
:)))

António Rosa disse...

Olá Marcelo

Muito agradecido pelas apreciações que vem fazendo a esta série. :)))

Imagine que nunca me tinha ocorrido fazer um post sobre a «Nova Era» e a «Era de Aquário e os seus instrutores. Irei fazê-lo, com todo o gosto. Um dia deste aparece.

Grande abraço

Ana disse...

António,

Obrigada por mais esta luz lançada sober o Quiron na 9ª casa, que no meu caso está oposto a Plutão e em quadratura ao Sol. Tem dado muito trabalho e por vezes torna-se doloroso, mas é uma viagem fantástica e altamente compensadora.
Bjs

Ana

Sandra disse...

Prazer em lê-lo, António

Ando à procura de qq coisa q nem eu sei. Talvez parando, ela venha ter comigo.
Gostaria imenso de o conhecer, de falar consigo, sim porque agora já gosto e falo muito.
Chamo-me Sandra e...como já intui-a...tenho quíron retrogado na nona casa em Áries. Quíron está em oposição a Úrano, estando Saturno no fim da casa X. Que tal?

Penso que só no Céu me reconhecerão... Amizade

Sandra disse...

Olá, António

Tenho pena que me não tenha respondido. Gostaria de dialogar consigo. A solidão é um inferno...

sandraboaventura@gmail.com

Talvez ajude, por alguma razão...

Amizade

Vera Braz Mendes disse...

António, não tenho em Sagitário, tenho na 9. Bebi cada palavra. Obrigada

António Rosa disse...

Vera,

Dá para perceber porque «outros» têm medo do seu sucesso e expansão...

Falta-lhes esse 'cadinho', que no seu caso é ter Quíron na 9.

Bem-vinda ao clube...

Beijinho.

Sónia disse...

Olá António!
Gosto imenso de ler os seus comentários e sou leitora assidua. Achei curiosa a sua interpretação de quiron retrogrado pois tenho-o e ainda não descobri o que isso significa na minha vida! Tenho quiron em touro na casa 9.
Um abraço
Sónia



Escrita&Arte disse...

Olá, Antônio.
Em primeiro, que bacana seu blog, sua maneira simples e direta de escrever que torna a leitura, leiga e muito curiosa que sou no assunto, além de prazeirosa, transparente pela honestidade.
Estou entrando esse ano em Quíron conjução Quíron. Tenho Quíron na casa 9 em Peixes. Fiquei sem saber se encontraria esclarecimentos nesse post sobre a casa 9 ou no que fala de Quíron em Peixes. Bem, percebo que os dois me podem ser úteis, sigo para a leitura do outro post. Voltarei mais vezes!
Abraço fraterno.
Sandra Miranda

Lena Rodriguez disse...

Excelente!!! Também tenho Quíron em Sagitário (Casa 2)... Mas ainda estou a aprender a lidar com essa energia. (eu também...rss)

Anónimo disse...

Oi Antonio
O que considere com kírom em aquário na nona casa.
Muito grata e um bjo pra ti. Angela

Herodoto F. Bento-DeMello disse...

Caro António,
grato por esse texto tão enriquecedor e que me ajuda em muito.
Um grande abraço
Heródoto

Ana Beatriz Arantes disse...

Queria saber sobre o quiron de sagitário na casa 3, mas amei sua explicação.

Ana Beatriz Arantes disse...

Queria saber sobre o quiron de sagitário na casa 3, mas amei sua explicação.

Flora Flor disse...

Eu PRECISEI comentar. Por um acaso me veio a palavra quiron na internet e fui buscar saber o que é. Sei o basico de astrologia, sempre leio o meu mapa (sou geminiana), mesmo nao entendendo 100% acredito fielmente e me identifico em muitas coisas. Descobri que tenho o quiron em sagitario. Sou uma garota de 16 anos que ja passou por diversos disturbios psicologicos, vicio em drogas, internação em clinicas pesadas e abuso sexual e psiclogico tambem. Eu vivi o inferno ,vivi uma vida inteira em poucos anos. Há piadas entre a familia de que já sou uma velha, por as vezes ser rabugenta ou simplesmente nao conseguir ter um pingo de 'criancisse' em mim, fora a minha energia constante e aparencia juvenil e minha mania de alegrar tudo, estou sempre saltitante, mesmo que por dentro viva na escuridão. Tenho todas as crises possiveis.
Recentemente fui numa moça que me fez uma massagem ayuverdica e descobriu que meus shakras estavam todos ao contrario. Saí aliviada com suas dicas, ela vai me tratar agora pois tenho problema na bexiga e no utero, nao menstruo mais ha quase um ano e a medicina nao descobriu nem atraves de exames a causa/doença. Ela me confortou dizendo que é espiritual e me ajudará a superar.
Esse texto (e alguns outros que li na internet) me fez mudar completamente a minha perspectiva de vida. Eu tinha criado duas opções; ou eu me drogaria até morrer (e me mataria se não conseguisse), ou eu tentaria o caminho da arte pois tenho um forte ouvido musical e realmente sempre gostei (nao abandonarei esse habito), eu faria apenas para continuar, para existir. Já que é obrigação.
Mas ler esse texto.... Me fez mudar a minha perspectiva de vida. Me fez um pouco feliz, me acendeu uma chama, me deu esperança. E eu não sou feliz. Eu moro num apartamento bom, tenho pais maravilhosos e tudo o que quero, mas nao sou feliz. Me sinto um lixo por isso pois mil pessoas passam fome e miséria e eu me remôo quase todos os dias com simplesmente NADA. E não tenho esperança. Não tenho vontade, incentivo, me esculacho em tudo e nada dá certo para mim, literalmente nada, até me considero a pessoa mais azarada do mundo. Sou altamente pessimista e sinto coisas ruins quase o dia inteiro, mesmo nunca tendo a indole má, realmente nunca fiz mal para alguem ou sequer desejei (pelo menos nessa vida). Apenas sou triste, e dramática, e melancólica, e depressiva, e não pedi para nascer. Mas esse texto me fez ter esperança. Me deu esperança e vontade de continuar viva, pois talvez o meu caminho seja apenas me fascinar com todas as existencias e escrever no meu diario minhas experiencias. Talvez eu fui feita para ser feliz. E desde os bem pequena procuro saber sobre religioes (nao só isso mas sempre fui muito espertinha, lia sobre todos os assuntos, sempre um passo à frente), ja carregava a ideia de que todas as religiões eram apenas uma, no sentido de que existe apenas uma Luz, o amor, e a escuridão; o medo.

Apenas agradeço ao autor desse texto por ter explicado de uma forma tao boa e detalhada, e muito obrigado simplesmente pela existencia desse texto e do autor. Mudou a minha visão do meu futuro, me deu incentivo e vontade de viver, algo que não sei o que é ha anos. Muito obrigado, mesmo, de coração. Fique bem <3

Krishna Raissa disse...

Olá !Li o seu texto, sei que já tem um certo tempo de publicação, mas achei excelente! Maioria do que foi falado se relaciona cmg..principalmente a questão da busca e aprofundamento religioso muito cedo.E fiquei bem curiosa.. tenho quiron em Sagitário casa 5... e nasci em 1999..gostaria de entender a relação disso com a era de Aquário, se possível. Obg !!!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates