Ritual da Vela no Natal

23 de novembro de 2009 ·


Ritual da Vela no Natal

Com a proximidade da quadra natalícia, este é o momento ideal para vos oferecer um pequeno ritual com velas, com a intenção de incutirmos na nossa mente pensamentos positivos, de sorte na vida, que todos merecemos ter.


Há pessoas que têm, permanentemente, pensamentos negativos: "estou com azar", "não tenho sorte nenhuma", "só a mim é que acontecem coisas ruins", etc. O negativismo atrai mais atitudes negativas. O oposto, também. O positivismo atrai situações positivas.



De uma forma positiva, para que a sorte lhe sorria durante o ano que se aproxima, acenda uma vela, no dia ou na véspera de Natal.



Diga as seguintes palavras especiais:

Vela de Natal cuja chama não pára de resplandecer, durante toda esta noite vais arder. Traz-me tudo o que me é devido, durante o ano que vem. Que eu farei a minha parte. Assim é.



Deixe a vela arder, tranquilamente, até ao dia seguinte. Tenha muito cuidado com a vela acesa durante a noite. Um lugar seguro para deixar a vela arder é a banheira ou o lava-louça.



Quando chegar a altura de apagar a vela, extinga a chama de forma adequada ou com as pontas dos dedos humedecidas, ou ainda, com um pano molhado. Assoprá-la, segundo é hábito, fará com que a sorte se espalhe, não se fixando na pessoa.

24 comentários:

Maria Izabel Viégas disse...
23 de novembro de 2009 às 12:13  

Amigo querido,
me empolgaste com esta tua explicação. normalmente não acendo velas. Talvez já tenha sido vítima de sacrifícios em outras vidas( quem sabe? nunca vivenciei em regressão, mas...) ; e não gosto de incensos,temos que ter crítérios muito espirituais e energéticos para usar o certo; gosto de perfumes e muito!
Depois que meus filhos cresceram , hoje morando só meu cacula que vive a reclamar de enfeites de natal,arrê!
Deste-me uma linda idéia... assim como nos ensinou é divino... vou comprar as mais lindas e as que me atraiam.
este Natal e Ano Novo será iluminado com velas de mil cores e a Chama da Esperança brilhará até o fim!
Obrigada, Mestre!
Eu não disse: cada dia um ensinamento vem de ti!
beijooooooos!
Obrigada por suas palavras lindas e minh'alma sentiu os milhões de beijos!

Tania Resende disse...
23 de novembro de 2009 às 13:00  

OI, Antonio Rosa:

Talvez você já tenha o selo que te envio, mas acho que seu blogue merece!!!

Realmente me surpreendo com cada um dos seus posts! Suas idéis me deixam feliz pois me confirmam que você está auxiliando a humanidade na formação de novas idéias.

Passa lá no Afirmações de Luz e recolhe teu selo!

Luz e Paz,

Tania Resende

angela disse...
23 de novembro de 2009 às 13:06  

Antonio
Que ritual interessante. Vou acende-la
beijos
Angela

Rosita de Palma disse...
23 de novembro de 2009 às 13:40  

gosto muito de velas acesas, elas têm uma grabnde responsabilidade no nosso estado de espírito, numa noite de oração, num jantar romático ou mesmo quando falta a luz, a chama das velas parecem dizernos muitas coisas (boas).

Amei este post.

Um kandandu!

António Rosa disse...
23 de novembro de 2009 às 14:03  

Querida Maria Izabel,

Hoje está a ser um dia muito aterefado, por isso ainda não ter conseguido vir ao blogue mais cedo para responder aos amigos.

Nós sabemos que o ritual em si não é necessário para incutirmos a vontade de pensamentos positivos. No entanto, as velas encerram em si um mistério. Sobretudo trazem à nossa memória cármica situações de vidas passadas em que não havia electricidade e as pessoas iluminavam-se com velas. Portanto, faz parte da história recente da humanidade com cerca de 5.000 anos. Para trás, eram as fogueiras.

É natural em nós pensarmos em vidas de sacrifícios, no entanto, olhando para a tua foto e os seus escritos, «vejo» várias vidas de exaltação, de sacerdócio/sacerdotisa, de dedicação aos outros e ao divino. Um dia, teremos uma conversa astrológica mais próxima.

Muitos beijos.

António Rosa disse...
23 de novembro de 2009 às 14:04  

Tânia

Muito agradecido pelo selo. Feliz sincronia, pois acabei de preparar um post que sairá amanhã e ainda tive tempo de incluir a sua oferta. Beijos.

António Rosa disse...
23 de novembro de 2009 às 14:05  

Ângela

Muito obrigado. Este ritual é muito simples, mas pode ser dispensado por uma meditação no mesmo sentido. Beijos.

António Rosa disse...
23 de novembro de 2009 às 14:07  

Rosita

Que bom vê-la aqui. As velas são objectos maravilhosos que acompanham a humanidade nos seus últimos 5.000 anos.

Beijos para si e para Angola.

Shin Tau disse...
23 de novembro de 2009 às 19:03  

Antóni excelente sugestão! Posso acrescentar?!? Claro que posso rkrkrkrkrk

coloquemos a vela no parapeito da janela ou perto dela, numa bacia com água para os mais medrosos. Assim a luz será expandida pela visinhança, além de ser abençoada pela Mãe!!

Ahh...e oporque não deixar a vela arder até ao fim?

Maravilhas é o que nos continuas a oferecer!

Beijocas

António Rosa disse...
23 de novembro de 2009 às 19:29  

Shin

Adorei a tua sugestão. Tencionava passá-la para a página principal com link ao teu blog, quando descobri que neste momento não consigo aceder ao back office do blogue. Fica para mais logo.

Obrigado. Beijos.

Shin Tau disse...
23 de novembro de 2009 às 20:18  

António mon cherie!! ;P

obrigada pelas tuas palavras. Já viste o que fiz, tencionava vir aqui dizê-lo mas a minha net...enfim, treino a paciência e o saber esperar!!!

Bejufas fofas e, mais uma vez, amei este ritual!!!

Fernanda disse...
23 de novembro de 2009 às 22:36  

Eu acendo sempre velas, na véspera de Natal, que ardem até ao fim, só me faltava mesmo fazer essa oração!

Obrigada pela dica ;)

Um abraço, António.

Fada Moranga disse...
23 de novembro de 2009 às 23:11  

António e Shin!
Fiquei mesmo com vontade de fazer este ritual. O Natal será ainda mais especial! :-)
Bem hajam os dois!
Beijos***deFada

marcelo dalla disse...
24 de novembro de 2009 às 00:12  

Gostei, adorei e amei!!!!!!
E farei! rsrsrsrs

Grato querido. Estou num movimento de total abundância e já vejo coisas se concretizando!

abraço

Originalidades da Zé disse...
24 de novembro de 2009 às 00:47  

Muito inspirador!
Vou tentar seguir este ritual embora tenha que ter muito cuidado, pois o meu filhote de 3 anos é muito irrequieto!
Obrigado. Beijos, Sónia

Maria de Fátima disse...
24 de novembro de 2009 às 09:59  

Olá António, adorei a oração da vela de Natal.Por norma não ligo muito a velas, mas este ano vou mudar de ideias e fazer este ritual, risos.Beijocas.

António Rosa disse...
24 de novembro de 2009 às 10:27  

Fernanda,

Foi bom tê-la por aqui. Abraço.

António Rosa disse...
24 de novembro de 2009 às 10:27  

Fada

Para os apreciadores do Natal, a época ficará mesmo especial. Beijos.

António Rosa disse...
24 de novembro de 2009 às 10:27  

Marcelo~

Fico encantado por saber que está numa fase muito positiva da sua vida. Bem bom. Abraço.

António Rosa disse...
24 de novembro de 2009 às 10:28  

Originalidades da Zé

É só colocar a vela fora do alcance dele... apesar dos miúdos com 3 anos aparentam conseguir chegar a qualquer lado. Beijos.

António Rosa disse...
24 de novembro de 2009 às 10:28  

Maria de Fátima

Obrigado por teres vindo. Beijos.

IdoMind disse...
24 de novembro de 2009 às 12:40  

Iluminado António

Tão lindo...
De ti não podia vir outra coisa.

beijinhos e bem hajas

António Rosa disse...
24 de novembro de 2009 às 13:01  

IdoMind

Lindo. Muito obrigado. Enviei-te esta manhã as gravações. Beijos.

Fabiano Mayrink disse...
25 de novembro de 2009 às 20:31  

Antonio

tem toda razao, negativisto negativisto,

pensamentos bons é o ideal, esse ritual é legal, é so ter fe e pensamentos bons, que ira atrair muita prosperidade,

nossa que inusitado onde passou sua infancia, uma ilha, dever ser mesmo muito diferente, imagino que seja um lugar lindo, gosto muito do mar tambem, mais nunca morei perto dele, um abraço!

23 de novembro de 2009

Ritual da Vela no Natal


Ritual da Vela no Natal

Com a proximidade da quadra natalícia, este é o momento ideal para vos oferecer um pequeno ritual com velas, com a intenção de incutirmos na nossa mente pensamentos positivos, de sorte na vida, que todos merecemos ter.


Há pessoas que têm, permanentemente, pensamentos negativos: "estou com azar", "não tenho sorte nenhuma", "só a mim é que acontecem coisas ruins", etc. O negativismo atrai mais atitudes negativas. O oposto, também. O positivismo atrai situações positivas.



De uma forma positiva, para que a sorte lhe sorria durante o ano que se aproxima, acenda uma vela, no dia ou na véspera de Natal.



Diga as seguintes palavras especiais:

Vela de Natal cuja chama não pára de resplandecer, durante toda esta noite vais arder. Traz-me tudo o que me é devido, durante o ano que vem. Que eu farei a minha parte. Assim é.



Deixe a vela arder, tranquilamente, até ao dia seguinte. Tenha muito cuidado com a vela acesa durante a noite. Um lugar seguro para deixar a vela arder é a banheira ou o lava-louça.



Quando chegar a altura de apagar a vela, extinga a chama de forma adequada ou com as pontas dos dedos humedecidas, ou ainda, com um pano molhado. Assoprá-la, segundo é hábito, fará com que a sorte se espalhe, não se fixando na pessoa.

24 comentários:

Maria Izabel Viégas disse...

Amigo querido,
me empolgaste com esta tua explicação. normalmente não acendo velas. Talvez já tenha sido vítima de sacrifícios em outras vidas( quem sabe? nunca vivenciei em regressão, mas...) ; e não gosto de incensos,temos que ter crítérios muito espirituais e energéticos para usar o certo; gosto de perfumes e muito!
Depois que meus filhos cresceram , hoje morando só meu cacula que vive a reclamar de enfeites de natal,arrê!
Deste-me uma linda idéia... assim como nos ensinou é divino... vou comprar as mais lindas e as que me atraiam.
este Natal e Ano Novo será iluminado com velas de mil cores e a Chama da Esperança brilhará até o fim!
Obrigada, Mestre!
Eu não disse: cada dia um ensinamento vem de ti!
beijooooooos!
Obrigada por suas palavras lindas e minh'alma sentiu os milhões de beijos!

Tania Resende disse...

OI, Antonio Rosa:

Talvez você já tenha o selo que te envio, mas acho que seu blogue merece!!!

Realmente me surpreendo com cada um dos seus posts! Suas idéis me deixam feliz pois me confirmam que você está auxiliando a humanidade na formação de novas idéias.

Passa lá no Afirmações de Luz e recolhe teu selo!

Luz e Paz,

Tania Resende

angela disse...

Antonio
Que ritual interessante. Vou acende-la
beijos
Angela

Rosita de Palma disse...

gosto muito de velas acesas, elas têm uma grabnde responsabilidade no nosso estado de espírito, numa noite de oração, num jantar romático ou mesmo quando falta a luz, a chama das velas parecem dizernos muitas coisas (boas).

Amei este post.

Um kandandu!

António Rosa disse...

Querida Maria Izabel,

Hoje está a ser um dia muito aterefado, por isso ainda não ter conseguido vir ao blogue mais cedo para responder aos amigos.

Nós sabemos que o ritual em si não é necessário para incutirmos a vontade de pensamentos positivos. No entanto, as velas encerram em si um mistério. Sobretudo trazem à nossa memória cármica situações de vidas passadas em que não havia electricidade e as pessoas iluminavam-se com velas. Portanto, faz parte da história recente da humanidade com cerca de 5.000 anos. Para trás, eram as fogueiras.

É natural em nós pensarmos em vidas de sacrifícios, no entanto, olhando para a tua foto e os seus escritos, «vejo» várias vidas de exaltação, de sacerdócio/sacerdotisa, de dedicação aos outros e ao divino. Um dia, teremos uma conversa astrológica mais próxima.

Muitos beijos.

António Rosa disse...

Tânia

Muito agradecido pelo selo. Feliz sincronia, pois acabei de preparar um post que sairá amanhã e ainda tive tempo de incluir a sua oferta. Beijos.

António Rosa disse...

Ângela

Muito obrigado. Este ritual é muito simples, mas pode ser dispensado por uma meditação no mesmo sentido. Beijos.

António Rosa disse...

Rosita

Que bom vê-la aqui. As velas são objectos maravilhosos que acompanham a humanidade nos seus últimos 5.000 anos.

Beijos para si e para Angola.

Shin Tau disse...

Antóni excelente sugestão! Posso acrescentar?!? Claro que posso rkrkrkrkrk

coloquemos a vela no parapeito da janela ou perto dela, numa bacia com água para os mais medrosos. Assim a luz será expandida pela visinhança, além de ser abençoada pela Mãe!!

Ahh...e oporque não deixar a vela arder até ao fim?

Maravilhas é o que nos continuas a oferecer!

Beijocas

António Rosa disse...

Shin

Adorei a tua sugestão. Tencionava passá-la para a página principal com link ao teu blog, quando descobri que neste momento não consigo aceder ao back office do blogue. Fica para mais logo.

Obrigado. Beijos.

Shin Tau disse...

António mon cherie!! ;P

obrigada pelas tuas palavras. Já viste o que fiz, tencionava vir aqui dizê-lo mas a minha net...enfim, treino a paciência e o saber esperar!!!

Bejufas fofas e, mais uma vez, amei este ritual!!!

Fernanda disse...

Eu acendo sempre velas, na véspera de Natal, que ardem até ao fim, só me faltava mesmo fazer essa oração!

Obrigada pela dica ;)

Um abraço, António.

Fada Moranga disse...

António e Shin!
Fiquei mesmo com vontade de fazer este ritual. O Natal será ainda mais especial! :-)
Bem hajam os dois!
Beijos***deFada

marcelo dalla disse...

Gostei, adorei e amei!!!!!!
E farei! rsrsrsrs

Grato querido. Estou num movimento de total abundância e já vejo coisas se concretizando!

abraço

Originalidades da Zé disse...

Muito inspirador!
Vou tentar seguir este ritual embora tenha que ter muito cuidado, pois o meu filhote de 3 anos é muito irrequieto!
Obrigado. Beijos, Sónia

Maria de Fátima disse...

Olá António, adorei a oração da vela de Natal.Por norma não ligo muito a velas, mas este ano vou mudar de ideias e fazer este ritual, risos.Beijocas.

António Rosa disse...

Fernanda,

Foi bom tê-la por aqui. Abraço.

António Rosa disse...

Fada

Para os apreciadores do Natal, a época ficará mesmo especial. Beijos.

António Rosa disse...

Marcelo~

Fico encantado por saber que está numa fase muito positiva da sua vida. Bem bom. Abraço.

António Rosa disse...

Originalidades da Zé

É só colocar a vela fora do alcance dele... apesar dos miúdos com 3 anos aparentam conseguir chegar a qualquer lado. Beijos.

António Rosa disse...

Maria de Fátima

Obrigado por teres vindo. Beijos.

IdoMind disse...

Iluminado António

Tão lindo...
De ti não podia vir outra coisa.

beijinhos e bem hajas

António Rosa disse...

IdoMind

Lindo. Muito obrigado. Enviei-te esta manhã as gravações. Beijos.

Fabiano Mayrink disse...

Antonio

tem toda razao, negativisto negativisto,

pensamentos bons é o ideal, esse ritual é legal, é so ter fe e pensamentos bons, que ira atrair muita prosperidade,

nossa que inusitado onde passou sua infancia, uma ilha, dever ser mesmo muito diferente, imagino que seja um lugar lindo, gosto muito do mar tambem, mais nunca morei perto dele, um abraço!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates