Peregrino

12 de março de 2008 ·

Um planeta está Debilitado, Enfraquecido ou Afligido, "quando está Peregrino, isto é, quando se encontra em um lugar onde não tem qualquer Dignidade; ou sendo um dos Superiores quando é seguido pelo Sol, ou sendo um dos Inferiores quando segue o Sol."

35 comentários:

Anónimo disse...
12 de março de 2008 às 19:04  

...não sei porquê mas a butterfly ficou aqui a achar que este post continha alguma mensagem para ela...

e agora está ali naquela folha a dizer para si mesma... que planeta?

bj.

O Urso disse...
12 de março de 2008 às 19:40  

:)

Apenas este breve trânsito da Lua em Gémeos. 5ª-feira é dia de falar com a família. Simplesmente, falar, sem reservas emocionais. Lua a conjuntar-se a Mr Cronos.

Anónimo disse...
12 de março de 2008 às 21:19  

:)

Bj

Anónimo disse...
13 de março de 2008 às 00:19  

muito lenta... entendi só agora!
cronos aflito porque segue o sol...
5 horas para entender, hehehe :)

Anónimo disse...
21 de março de 2008 às 18:01  

afinal não entendi nada...
8 dias para o descobrir !
planetas superiores são aqueles além da órbita da terra... logo, Saturno, o cronos, será superior!
Tem tão má fama de 'maléfico' que achei que era 'inferior'... E então se um superior segue o Sol? Será exaltado... ?

vim só aqui fazer esta correcção...
corrija-me por favor quando estiver a dizer barbaridades :)

Bj da B.

Anónimo disse...
21 de março de 2008 às 18:14  

bem... agora não entendi nada mesmo !
encontrei isto:
"Planetas superiores são acidentalmente dignificados quendo se elevam antes do Sol, isto é, orientais ao Sol"
'elevar-se antes do Sol' não é o mesmo que ser "seguido pelo Sol" ?
querido urso... bloqueei mesmo... um Saturno coladinho ao Sol mas atrás dele está debilitado ou exaltado? Não entendi. Desculpe perguntar aqui...
B.

O Urso disse...
21 de março de 2008 às 20:49  

Olá B.,

Repare que dia 12, mais acima escrevi isto: "Apenas este breve trânsito da Lua em Gémeos. 5ª-feira é dia de falar com a família."

A Lua em trânsito é que estava peregrina e ia fazer conjunção ao seu Saturno, o que poderia trazer a sensação de afastamentos. Daí o meu conselho ter sido para "falar", pois isso traz a sensação de proximidade.

Não sei que nome se dá quando um superior segue o Sol, mas a palavra não "exaltado" (o que sorri com a sua ideia de "superior" em astrologia).

====
'elevar-se antes do Sol' não é o mesmo que ser "seguido pelo Sol"?

Não senhora.

Vejamos o que é um planeta em elevação.

Barbara Adamo explica-nos:

"Planetas na primeira casa que estão se elevando em direção ao Ascendente geralmente indicam o que está vindo na vida da pessoa que faz a pergunta. Os benéficos indicam coisas boas e os maléficos trazem tensão e stress. Especificamente, os seguintes significados aplicam-se freqüentemente: Mudanças da Lua, condições flutuantes, viagem. Tensão de Marte, briga, conflito, acidente, inflamação, cirurgia. Demora de Saturno, restrição, parada, obstáculo, dificuldade. Urano, coisas inesperadas ou súbitas, separação, quebras, divórcio. Netuno, decepção, confusão, auto-decepção, intriga, emocionalismo, impraticabilidade, choradeira, chateação, espiritualidade. Plutão, transformações, experiências intensas, desenraizamento."

Enquanto que "seguido" ou "antecedido" ocorre em qualquer local mapa natal.

Em qualquer dos casos estamos a falar de astrologia tradicional.

Kiss

António

O Urso disse...
21 de março de 2008 às 20:51  

Está a gostar de astrologia tradicional? Eu ando fascinado.

O Urso disse...
21 de março de 2008 às 20:59  

Esqueci-me:

Enquanto que "seguido" ou "antecedido" ocorre em qualquer local mapa natal.

Esta situação dos superiores seguidos pelo Sol ou dos inferiores a seguirem o Sol fá-los ficar debilitados.

Exemplo do meu mapa: o meu Mercúrio R natal segue o Sol. Está debilitado por essa situação e por estar em retrógrado. Mas dignificado por estar em domicílio.

Anónimo disse...
21 de março de 2008 às 21:18  

... estou aqui a fazer uns desenhos a ver se assimilo e já lhe digo qualquer coisa :)
... é muita terminologia que não domino... e pergunta se estou a gostar de astrologia tradicional ??
Querido urso, a vantagem de ser novata nestas coisas é que não faço a mínima ideia do que é tradicional e o que não é tradicional... não faço a mínima mesmo!!! E isto para uma Caranguejo ascendente Aquário dá muito jeito :)

Anónimo disse...
21 de março de 2008 às 22:06  

então:

- superior e inferior já entendi...
- seguido e antecedido tb...
- elevar-se ou em elevação... não entendi... "Planetas na primeira casa que estão se elevando em direção ao Ascendente"... Agora vai soltar uma gargalhada com esta: não entendi como um planeta na primeira casa se eleva em relação ao Ascendente... pensava que eles 'andavam' na direcção contrária ao dos ponteiros do relógio... E outra dúvida... o 'planeta mais elevado de um mapa' não tem nada a ver com isto... pois não? É apenas o que está mais lá em cima... no meu caso, por exemplo, Neptuno.

Querido urso... entendi a mensagem que me estava a passar a seguir a dizer... "Apenas este breve trânsito da Lua em Gémeos". Mas não tinha entendido que era uma resposta tão directa à minha pergunta (minha mente às vezes complica)... Já tinha metido na cabeça que meu Saturno natal estava debilitado no mapa e por isso foi isso que li... Quanto a seu Mercúrio debilitado... não estou a ver como... começo a achar que é então bom ter planetas assim debilitados :)

Entendeu o que quero dizer quando digo 'não sei o que é ou não tradicional' ?
Pense numa área que seja para si uma novidade completa... perde-se completamente a noção do tempo, não?

Bj

Anónimo disse...
21 de março de 2008 às 22:41  

... quer dizer... imagino que aquilo dos chakras não seja astrologia tradicional...
A ideia que tenho da astrologia tradicional é que tem 'regras de leitura' difícies de memorizar mas muito exactas! :) 'Regras' que para quem quer ler alguma coisa directamente relacionada com o seu mapa são um pouco...'sim e?'... O que quero dizer é que me parecem tantas que é um pouco como 'encontrar uma agulha no palheiro'. A astrologia tradicional é mais acessível a quem entende muito disto! Gosto muito quando o urso encontra essas agulhas e nos 'decifra' a coisa... é preciso mmuuuuuuuuita paciência para as encontrar :)

Grata por me ouvir e pelas respostas sempre pacientes e cuidadosas que dá.

Bj da B.

O Urso disse...
21 de março de 2008 às 23:34  

Olá B.

não entendi como um planeta na primeira casa se eleva em relação ao Ascendente... pensava que eles 'andavam' na direcção contrária ao dos ponteiros do relógio...

Claro que andam no sentido dos relógios. Aplica-se “eleva-se” em 2 casos: se for no mapa natal, significa o planeta que mais próximo está no ascendente na hora do nascimento, na totalidade da casa 1, ou nos primeiros 5º na casa 12. O seu Júpiter “eleva-se”. Um planeta nessas circunstâncias tem muita força na vida da pessoa. Uma força extra, por se encontrar em dignidade. Por vezes acontece que o planeta que “ascende” ou se “eleva” está em tal dignidade que é usado como “senhor do tema”, tendo que ser ouvido nas questões do mapa natal.

Se for num mapa de astrologia horária (um mapa levantado para formular uma ou mais perguntas muito claras, quase que tipo tarot) só se usa a casa 1, já que o ascendente (e a casa 1) é a pessoa que pergunta.

o 'planeta mais elevado de um mapa' não tem nada a ver com isto... pois não? É apenas o que está mais lá em cima... no meu caso, por exemplo, Neptuno.

O planeta mais elevado é o que está mais próximo do MC, tanto na 9, como na 10. Já deve ter visto mapas sem planetas nessas 2 casas. Regra geral são pessoas com muitas dificuldades em termos de carreira ou de reconhecimento social. No seu mapa, como sabe, tem Neptuno no centauro. Eu tenho Júpiter no aguageiro. Qualquer dia falaremos sobre o significado desse Neptuno no que a símbolos sabianos diz respeito. Entretanto pode investigar.

Quanto a seu Mercúrio debilitado... não estou a ver como... começo a achar que é então bom ter planetas assim debilitados :)

 - É um Mercúrio que faz mais disparates do que devia. Nem imagina quantos!!  Mas como está em domicílio, é-lhe perdoado muita coisa.

Entendeu o que quero dizer quando digo 'não sei o que é ou não tradicional'?

Entendi, sim. É normal. Eu não sou especialista na tradicional. Sou um grande apreciador e ando a estudar um pouco mais essa linha.

imagino que aquilo dos chakras não seja astrologia tradicional

Nada tradicional.  É muito estudado na astrologia védica, que eu desconheço completamente.


A.

O Urso disse...
21 de março de 2008 às 23:36  

Quando encontrar 2 ou 3 pontos de interrogação ??? neste meu último comentário, foi um erro de passagem do word para aqui.

Escrevi isto - :)

E apareceu isto - ?

Coisas da internet.

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 00:18  

:)

Acho que é isto tb que quer dizer esse meu Jupiter...
sorte de ter respostas assim! Grata mais uma vez :) E vou então começar a investigar aquele Neptuno... 'símbolos sabianos' ? Vou ver o que encontro sobre isso...

Bj. da B.

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 02:06  

23° a 24° de Sagitário - Uma arvore quebrada, 'fulminada' por um raio... até me arrepiei

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 02:44  

E depois de fulminada por um raio encontrei isto:
"Una zona muy activa, en cuanto interés por la Astrología, es de 23º00' a 26º59' de Géminis - Sagitario" :D

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 03:31  

Neptuno a 23º50' de Sagitário segundo vários autores...

Graus de Charubel (John Thomas Grado / 1898):
"um barco no meio do oceano, com as velas soltas"

Graus Sabianos
segundo Marc Edmund Jones / 1925:
"Uma arvore quebrada, 'fulminada' por um raio"

Graus Sabianos
segundo Dane Rudhar /19??
"O pássaro ázul simbólico, pousado sobre a varanda de uma casa de campo"

Marc Edmund Jones e Dane Rudhar são contemporâneos...
Diz Marc sobre Dane:

"Rudhyar is a metaphysician. I am a clinician."

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 09:34  

B.,

Bom dia.

Parece-me que alguma coisa não está bem no seu comentário anterior. =) Os graus de Neptuno: 23º50'

Ou então sou eu quem tem o seu mapa equivocado.

No Kepler tenho como o seu Neptuno estando a 5º23' de Sagitário.

A.

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 13:53  

Olá B.,

Diz Marc Edmund Jones sobre Dane: "Rudhyar is a metaphysician. I am a clinician."

Esta frase que a B. recolheu de Marc, é a meu ver, absolutamente incontornável. Por isso eu apreciar tanto a Rudhyar. Ele defendia uma astrologia humanista, transcendendo-se nos seus conceitos. Ele “misturou” como ninguém a astrologia tradicional, as correntes psicológicas junguianas dominantes então (porque hoje parecem-me estar em fase de reformulação), aliado aos seus vastíssimos conhecimentos das filosofias ocidental e oriental. Ele manejou como ninguém os conceitos taoistas dentro da astrologia ocidental, insistindo que havia que ser vista como um todo. Fez a ponte entre o céu e a terra. Por isso Marc ter dito que "Rudhyar is a metaphysician”. Dane Rudhyar tentou e conseguiu reorientar e modernizar a astrologia – a mais antiga procura de uma ordem e de um significado para o Universo. Por isso, analisaremos os símbolos sabianos segundo a perspectiva de Rudhyar. Está de acordo?

A.

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 14:03  

Olá A., bom dia!!!

Parece que ontem à noite já estava a ver tudo trocado! Olhei para a carta e vi os graus escritos ao contrário 23º5' em vez de 5º23º... :D :D :D Nem sei como não reparei na carta que está no início de Sagitário e não no fim... É o que dá o entusiasmo de noite de Lua cheia... ;)
Pelo que li ontem e pelo que acabou de escrever estou completamente de acordo em relação a seguirmos a perspectiva de Rudhyar. Mas como fiquei curiosa... vou ver também o que dizem os outros. Depois volto...mais tarde.
Grata pela correcção,
B.

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 14:33  

Foi o que imaginei. :)

Vamos agora ve ruma pequena questão técnica associada aos graus sabianos (e a todos os outros, claro!).

- Qualquer fracção de um grau deve ser considerado um grau inteiro.

- Quando um planeta está a 5º00' num signo, tem que ser visto nas tabelas, como o grau 5 desse signo.

- Se o planeta a 5º23' (outros exemplos: 5º01' ou 5º59') tem que ser visto no grau inteiro seguinte. Neste exemplo seria 6º do signo.

- No seu caso, deve procurar 6º de Sagitário. :) Mais uma pesquisa... :):)

- "Os símbolos são a expressão de um momento de actividade, um ciclo, cujo significado é libertado imediatamente, no instante em que começa." - Dane Rudhyar, em "Astrologia da Personalidade".

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 14:47  

A questão dos graus sabianos não reside na veracidade ou na exactidão do seu enunciado. É uma questão de valor. E os valores mudam ciclicamente. O que é válido hoje, pode não ter sido válido há 400 anos, e completamente válido há 1700 anos. Pelas mesmas razões, as culturas ou expressões artísticas mudam periodicamente. Há ciclos de significado dentro de ciclos. Cada raça (raíz ou biológica), cada ciclo, é a imagem simbólica de algum vasto significado dentro de ciclos.

Sagitário - grau 6

"Um jogo de críquete está sendo assistido por uma plateia colorida."

"Traduzindo" - Socialização dos impulsos competitivos do homem. Solidariedade instintiva construindo consciência de raça. Capitalização da habilidade.

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 15:05  

Traduzindo ainda mais

Como estamos a falar de Neptuno em Sagitário e na casa 10, a "tradução" deve ser feita nesse contexto.

Aquilo que a B. mostra aos outros e que os demais reconhecem em si, deve ser essa capacidade de "socializar os impulsos competitivos do homem", transmitindo-lhes o fogo e as energias de Sagitário, imbuídas da doçura especial de Neptuno. Reconhece-se nesse potencial? Por alguma razão trabalha com grupos de pessoas...

"Solidariedade instintiva construindo consciência de raça." - A leitura deste significado pode induzir-nos facilmente em erro, levando-nos a pensar em raças humanas: branca, negra, amarela, etc. Não esqueçamos que Rudhyar era um metafísico iniciado e ele não iria cair nessa armadilha. Aqui "raça" tem um valor mais amplo, mais no sentido geracional do seu tempo. Mais no sentido avatárico de seres que buscam os seus valores espirituais reais. Estes seres "sabem" que têm que usar uma solidariedade instintiva para com os outros, pois só assim é que conseguirão ser "recipientes" energéticos do colectivo.

Os símbolos sabianos raramente devem ser tomados de forma literal.

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 15:38  

:)

Cheguei agora e já está aqui tudo!
De Dane Rudhyar só tinha encontrado "Um jogo de cricket"... e fiquei a pensar... cricket? Críquete? Nunca entendi como funciona esse jogo! Descobri depois que é o desporto nacional de Índia. ;)

Nem imagina o sentido que me fez esta sua tradução! Isto de ter Neptuno no Meio do céu deixa-me às vezes um pouco baralhada em relação ao que faço... por isso gostei tanto das suas palavras. Faz todo sentido mesmo porque eu gosto é de trabalhar com grupos de pessoas! E é bem assim ... fogo de Sagitário + doçura de Neptuno ... Gostei :)
É verdade também isso do "saber" que tenho de usar uma 'solidariedade instintiva'. Quando estou a fazer isso sinto uma energia especial no corpo...
Querido A... não sei contudo se entendi bem isso de ser "recipiente" energético do colectivo... pode ser por exemplo quando 'me passam' o papel de conseguir harmonia entre esse colectivo ?

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 15:42  

"...não sei contudo se entendi bem isso de ser "recipiente" energético do colectivo... pode ser por exemplo quando 'me passam' o papel de conseguir harmonia entre esse colectivo?"

Isso mesmo. Nem todos somos "graal". A B. tem esse "destino". Aqui e agora.

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 15:50  

A tradução seguinte não é minha. É do Dane Rudhyar:

"Traduzindo" - "Socialização dos impulsos competitivos do homem. Solidariedade instintiva construindo consciência de raça. Capitalização da habilidade."

Os símbolos sabianos que Dane Rudhyar utilizou foram os escritos por Edmund Jones. Ele traduziu-os e explicou-os.

A minha tradução (!) é a do post seguinte, baseada em Neptuno.

:)

A.

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 16:31  

Grata A! Como se foi lembrar de ver isso dos graus Sabianos de meu Neptuno? É a esse 'instinto' que chamo 'encontrar uma agulha num palheiro'!!!

Consigo ver algo similar no símbolo de Edmund Jones para o mesmo grau... "A roda de um moínho impulsionada pelo vento"... (só se move com esse vento:)) Mas nos Graus de Charubel parece-me um pouco diferente "Um homem que se está a observar ao espelho"? (o colectivo dentro?)

Eu entendi que a sua tradução estava no 2º post. A 1ª deve estar no livro de Rudhyar, suponho.
E foi muito simpática a sua tradução... gostei muito :)

Isso tem-me acontecido muitas vezes... colocarem-me se repente no papel de conseguir harmonia dentro de um grupo ou entre grupos. Quando dou por mim tenho que cumprir aquele papel, mesmo sem o ter procurado... e sinto como se o estivesse a fazer de um modo automático.

Lembra-se tb de uma vez me ter falado do desafio do meu eixo ascendente /descendente e de eu ter perguntado se não havia uma posição intermédia?
A posição intermédia é um pouco essa da imagem do 'jogo de Críquete'.

E qual a imagem de seu Jupiter querido A.? Se quiser responder, claro...

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 17:03  

O meu Júpiter R está em Aquário, a 01º 27', na casa 9.

Portanto, procurando em Aquário - 02:

"Tempestade inesperada alivia campos queimados."

Dan Rhudyar - Libertação das condições adversas através de desenvolvimentos espectaculares violentos. Galvanização à acção. Visitação cósmica.

Se lhe disser que o meu Kin é "Tempestade Azul Eléctrica" talvez he soe a familiar.

Reconheço-me em ambos.

=)

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 17:27  

Gostei das palavras 'Libertação' e 'Visitação cósmica'...
Em relação ao seu Kin... Onde o viu?

Se fez o cálculo nos sites portugueses que andam por aí desculpe dizer-lhe mas aquilo está errado!
Vou procurar o único link que encontrei até agora em que o Kin dava certo - dava conforme me fez uma vez uma pessoa que esteve a estudar 2 anos no México, Guatemala... Vou procurar o link e depois colo aqui. Esta questão que estou a levantar já foi uma vez colocada lá na CE e eu já tinha visto o António a escrever lá que era 'tempestade azul eléctrica'... e até pode ser a energia com que veio... o para onde se dirige... pode ser o seu lado masculino ou o seu lado feminino mas o seu centro - o seu SER - acho que não é!

Essa 'tempestade' é o meu lado feminino ;)
volto já...

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 18:08  

A, experimente aqui:
http://www.mayanmajix.com/TZOLKIN/index.php

Os da Pan-Portugal estão errados..
Aqui está certo!
A única dúvida que tenho é a seguinte: neste site diz que se nascemos antes do sol nascer devemos considerar o dia anterior. Mas não me lembro da Sónia ter perguntado a que horas nasci...
Ela Faz os cálculos com aqueles calendários estranhos que eles têm e não por computador... Acho que há uma gafe nos cálculos do programa de computador da Pan creio que por causa do dia 29 de Fevereiro...
Eu sou Ben... o que ela chamou de 'mensageiro'... aquele que faz a ponte entre o céu e a terra. E o meu tom é o 7.
O que gosto nos glifos Maias é que não há noção de maléficos e benéficos... cada um é uma parte necessária :)
Eu diria que o António deve ter a 'tormenta' - a fantástica energia do trovão - nalgum lado... mas confirme se é mesmo o centro do seu Ser. A mim não me parece...
Ah! nesse cálculo só dá para ver o 'centro'...
B.

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 19:03  

Para 11-6-1949 a resposta foi esta:

Tone: 5 - Empowerment
Sun Sign: WISDOM (CIB)
(5th Night of Planetary cycle)

============

Como nasci às 4h40, antes do Sol ter nascido, fiz os cálculos para o dia anterior e deu isto:

Tone: 4 - Stability - Estabilidade
Sun Sign: EAGLE (MEN)- Intermediário entre o céu e a terra.
(5th Night of Planetary cycle)

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 20:23  

11/06/1949

GUERREIRO AMARELO. Cib (Maia – pronúncia: "quib"). Sul, expande. Governado por Saturno,
regido pelo chacra laríngeo, corresponde ao segundo dedo do pé esquerdo. Deus do fogo, longa vida, prosperidade, alegria, vida metódica, planificada, disciplinada, maturidade, brilham na
maturidade, solteirões, economistas. Guerreiro pelo Espírito, age a partir do coração universal. Questionador, inteligência. Transmite informações. Pode adquirir a capacidade de entender e usar a telepatia. O guerreiro é aquela pessoa que, através da inteligência, é capaz de harmonizar as massas. Força cósmica, habilidade de contactar e comunicar com a consciência galáctica. Receba e expresse os poderes do Destemor e da Inteligência. Focalize sua voz interior ao trilhar o caminho do "Ponto de Interrogação Cósmico". Avance em direção a seus medos. Seja o guerreiro da graça.

TOM 5 – HARMÓNICO – Potencializa a radiação. Manda. Raio de pulsação do centro. Ter a faculdade ou meio de fazer uma coisa. Brilhar. Emitir novos raios de luz; ordenar uma coisa sem impor. A capacidade de realização. A mobilidade dos dedos. Cotovelo direito. Ho (Maia). Perceber a beleza da quarta dimensão, dimensão do tempo.
"Qual a melhor maneira de me conferir poder?"
Tom da Radiação e vibração do Centro. Recebe Poder e toma o Comando. Radiação é a qualidade de irradiar s partir do centro, expandindo a própria essência e energia para que possa ser percebida de longe. Dê poder a sua radiação sendo fiel a seu centro. Ela cria um efeito de onda, causando impacto em todos com quem você tiver contato e influenciando o mundo. Estando
intimamente ligado a si mesmo irá tornar-se uma força invencível, capaz de tomar o comando e de criar muitos recursos.

10/06/1949

ÁGUIA AZUL. Men (Maia – pronúncia: "mên"). Oeste, transforma. Governado por Júpiter, regido pelo chacra coronário, corresponde ao dedão do pé esquerdo. Visão ampla, vidência, cria a visão. Valente, ousado, fanfarrão, soberbo, cuidadoso. Mente superior coletiva, mente planetária e consciência. Opera a partir dos mundos emocional e psíquico. Expressa as informações que recebe. Independente e ambicioso. Inclinação científica ou técnica. Natureza crítica e exigente. Pode tornar-se telepático. Receba e expresse os poderes da Visão e da Mente. Veja, de cima, o plano maior, como uma águia de olhos aguçados e visão clara. Use o poder da mente para criar, inspirado pelo compromisso com sua visão. Acredite em sua conexão com a Mente Planetária.

TOM 4 – AUTO-EXISTENTE – Define a Forma, Mede. Raio de pulsação da medida. Sinônimo de configuração. Estrutura. Modelo. Modo de proceder. Determinar uma quantidade comparada com a unidade. As quatro forças principais. Os quatro rumos sagrados. Os quatro elementos. O calor, o vento, e a água sobre a Terra. O Universo
plano. A flor cósmica. A carne. O homem como um todo. Kan (Maia). Munhecas (pulso direito). Pulsar da terceira dimensão, dimensão da mente.
"Qual é a forma de ação?"
Tom da Forma e vibração da Definição, Medida e Origem. A forma ideal emerge quando entregamos nosso propósito e desejos ao Plano Maior e nos tornamos receptivos e confiantes em relação à
forma que é canalizada através de nós. Use o poder da Definição para ver, compreender e relacionar-se com a vida mais autenticamente. A medida lhe permite ver a dimensão das coisas que lhe dá poder de discernimento, para que manifeste seu alinhamento correto.


Isto foi retirado de
http://www.comunidade-espiritual.com/groups/?id=34&link=forum
Está na CE na comunidade ‘Sincronário da paz’ de foi colocado lá por Danuia.

Só sei dizer que não me lembro da Sónia Pereira me ter pedido a hora de nascimento… a essa hora e quase no verão… era noite de certeza? Tenho reparado numa coisa estranha ultimamente… às 3 e meia da manhã já estão os passarinhos a cantar… e para mim é como se nesse momento o dia estivesse a começar ainda que eu não veja o sol.

Exercício possível para ‘escolher’ um dos dois…
O primeiro é governado por Saturno… o Segundo por Júpiter… não sei se isto ajuda…

Para comparar, se quiser… o meu glifo do ‘centro’ - Ben – é governado por Marte. Poderá dizer-me se ‘Marte’ está para mim como ‘Saturno’ ou 'Jupiter’ estão para si? Faz-lhe algum sentido isto?

Só outra coisa… o meu glifo do ‘passado’ - Chicchan, a kundalini – é governado pelo cinturão de asteroides.
O meu glifo do ‘futuro’, o que tenho que aprender – Imix - é governado por Neptuno. :) Fez sentido isto para mim depois do que me disse de meu Neptuno.

Não sei se isto ajuda, se baralha...

Um beijo
da B.

O Urso disse...
22 de março de 2008 às 21:11  

Estou sem saber dizer nada!!! O que é difícil... :)

Vou ter que ler tudo outra vez e copiar para o word, para não perder isto no meio dos posts. A minha memória está a piorar...

Identifiquei-me com muitas coisas de ambos, ainda não sei por qual me decidir.

Vou ver isso de Marte.

Anónimo disse...
22 de março de 2008 às 22:09  

Tranquilo António...
veja só se para si fizer algum sentido.

Por 'identificação' pode ser difícil porque pode, de facto, identificar-se com vários...

Temos 5 glifos... a energia do Presente, do Passado, do Futuro, do Feminino e do Masculino. Isto mais o 'tom' (o número) e mais as 'energias' do caminho... de onde... até onde... e obstáculos.
É bem mais simples que a astrologia mas não é assim tão simples quanto parece.

Repito... veja só se para si fizer algum sentido ;)
Isso de Marte foi apenas o que me ocorreu para fazer a 'ponte' com o mapa natal.

Bom descanso
Bj.

12 de março de 2008

Peregrino

Um planeta está Debilitado, Enfraquecido ou Afligido, "quando está Peregrino, isto é, quando se encontra em um lugar onde não tem qualquer Dignidade; ou sendo um dos Superiores quando é seguido pelo Sol, ou sendo um dos Inferiores quando segue o Sol."

35 comentários:

Anónimo disse...

...não sei porquê mas a butterfly ficou aqui a achar que este post continha alguma mensagem para ela...

e agora está ali naquela folha a dizer para si mesma... que planeta?

bj.

O Urso disse...

:)

Apenas este breve trânsito da Lua em Gémeos. 5ª-feira é dia de falar com a família. Simplesmente, falar, sem reservas emocionais. Lua a conjuntar-se a Mr Cronos.

Anónimo disse...

:)

Bj

Anónimo disse...

muito lenta... entendi só agora!
cronos aflito porque segue o sol...
5 horas para entender, hehehe :)

Anónimo disse...

afinal não entendi nada...
8 dias para o descobrir !
planetas superiores são aqueles além da órbita da terra... logo, Saturno, o cronos, será superior!
Tem tão má fama de 'maléfico' que achei que era 'inferior'... E então se um superior segue o Sol? Será exaltado... ?

vim só aqui fazer esta correcção...
corrija-me por favor quando estiver a dizer barbaridades :)

Bj da B.

Anónimo disse...

bem... agora não entendi nada mesmo !
encontrei isto:
"Planetas superiores são acidentalmente dignificados quendo se elevam antes do Sol, isto é, orientais ao Sol"
'elevar-se antes do Sol' não é o mesmo que ser "seguido pelo Sol" ?
querido urso... bloqueei mesmo... um Saturno coladinho ao Sol mas atrás dele está debilitado ou exaltado? Não entendi. Desculpe perguntar aqui...
B.

O Urso disse...

Olá B.,

Repare que dia 12, mais acima escrevi isto: "Apenas este breve trânsito da Lua em Gémeos. 5ª-feira é dia de falar com a família."

A Lua em trânsito é que estava peregrina e ia fazer conjunção ao seu Saturno, o que poderia trazer a sensação de afastamentos. Daí o meu conselho ter sido para "falar", pois isso traz a sensação de proximidade.

Não sei que nome se dá quando um superior segue o Sol, mas a palavra não "exaltado" (o que sorri com a sua ideia de "superior" em astrologia).

====
'elevar-se antes do Sol' não é o mesmo que ser "seguido pelo Sol"?

Não senhora.

Vejamos o que é um planeta em elevação.

Barbara Adamo explica-nos:

"Planetas na primeira casa que estão se elevando em direção ao Ascendente geralmente indicam o que está vindo na vida da pessoa que faz a pergunta. Os benéficos indicam coisas boas e os maléficos trazem tensão e stress. Especificamente, os seguintes significados aplicam-se freqüentemente: Mudanças da Lua, condições flutuantes, viagem. Tensão de Marte, briga, conflito, acidente, inflamação, cirurgia. Demora de Saturno, restrição, parada, obstáculo, dificuldade. Urano, coisas inesperadas ou súbitas, separação, quebras, divórcio. Netuno, decepção, confusão, auto-decepção, intriga, emocionalismo, impraticabilidade, choradeira, chateação, espiritualidade. Plutão, transformações, experiências intensas, desenraizamento."

Enquanto que "seguido" ou "antecedido" ocorre em qualquer local mapa natal.

Em qualquer dos casos estamos a falar de astrologia tradicional.

Kiss

António

O Urso disse...

Está a gostar de astrologia tradicional? Eu ando fascinado.

O Urso disse...

Esqueci-me:

Enquanto que "seguido" ou "antecedido" ocorre em qualquer local mapa natal.

Esta situação dos superiores seguidos pelo Sol ou dos inferiores a seguirem o Sol fá-los ficar debilitados.

Exemplo do meu mapa: o meu Mercúrio R natal segue o Sol. Está debilitado por essa situação e por estar em retrógrado. Mas dignificado por estar em domicílio.

Anónimo disse...

... estou aqui a fazer uns desenhos a ver se assimilo e já lhe digo qualquer coisa :)
... é muita terminologia que não domino... e pergunta se estou a gostar de astrologia tradicional ??
Querido urso, a vantagem de ser novata nestas coisas é que não faço a mínima ideia do que é tradicional e o que não é tradicional... não faço a mínima mesmo!!! E isto para uma Caranguejo ascendente Aquário dá muito jeito :)

Anónimo disse...

então:

- superior e inferior já entendi...
- seguido e antecedido tb...
- elevar-se ou em elevação... não entendi... "Planetas na primeira casa que estão se elevando em direção ao Ascendente"... Agora vai soltar uma gargalhada com esta: não entendi como um planeta na primeira casa se eleva em relação ao Ascendente... pensava que eles 'andavam' na direcção contrária ao dos ponteiros do relógio... E outra dúvida... o 'planeta mais elevado de um mapa' não tem nada a ver com isto... pois não? É apenas o que está mais lá em cima... no meu caso, por exemplo, Neptuno.

Querido urso... entendi a mensagem que me estava a passar a seguir a dizer... "Apenas este breve trânsito da Lua em Gémeos". Mas não tinha entendido que era uma resposta tão directa à minha pergunta (minha mente às vezes complica)... Já tinha metido na cabeça que meu Saturno natal estava debilitado no mapa e por isso foi isso que li... Quanto a seu Mercúrio debilitado... não estou a ver como... começo a achar que é então bom ter planetas assim debilitados :)

Entendeu o que quero dizer quando digo 'não sei o que é ou não tradicional' ?
Pense numa área que seja para si uma novidade completa... perde-se completamente a noção do tempo, não?

Bj

Anónimo disse...

... quer dizer... imagino que aquilo dos chakras não seja astrologia tradicional...
A ideia que tenho da astrologia tradicional é que tem 'regras de leitura' difícies de memorizar mas muito exactas! :) 'Regras' que para quem quer ler alguma coisa directamente relacionada com o seu mapa são um pouco...'sim e?'... O que quero dizer é que me parecem tantas que é um pouco como 'encontrar uma agulha no palheiro'. A astrologia tradicional é mais acessível a quem entende muito disto! Gosto muito quando o urso encontra essas agulhas e nos 'decifra' a coisa... é preciso mmuuuuuuuuita paciência para as encontrar :)

Grata por me ouvir e pelas respostas sempre pacientes e cuidadosas que dá.

Bj da B.

O Urso disse...

Olá B.

não entendi como um planeta na primeira casa se eleva em relação ao Ascendente... pensava que eles 'andavam' na direcção contrária ao dos ponteiros do relógio...

Claro que andam no sentido dos relógios. Aplica-se “eleva-se” em 2 casos: se for no mapa natal, significa o planeta que mais próximo está no ascendente na hora do nascimento, na totalidade da casa 1, ou nos primeiros 5º na casa 12. O seu Júpiter “eleva-se”. Um planeta nessas circunstâncias tem muita força na vida da pessoa. Uma força extra, por se encontrar em dignidade. Por vezes acontece que o planeta que “ascende” ou se “eleva” está em tal dignidade que é usado como “senhor do tema”, tendo que ser ouvido nas questões do mapa natal.

Se for num mapa de astrologia horária (um mapa levantado para formular uma ou mais perguntas muito claras, quase que tipo tarot) só se usa a casa 1, já que o ascendente (e a casa 1) é a pessoa que pergunta.

o 'planeta mais elevado de um mapa' não tem nada a ver com isto... pois não? É apenas o que está mais lá em cima... no meu caso, por exemplo, Neptuno.

O planeta mais elevado é o que está mais próximo do MC, tanto na 9, como na 10. Já deve ter visto mapas sem planetas nessas 2 casas. Regra geral são pessoas com muitas dificuldades em termos de carreira ou de reconhecimento social. No seu mapa, como sabe, tem Neptuno no centauro. Eu tenho Júpiter no aguageiro. Qualquer dia falaremos sobre o significado desse Neptuno no que a símbolos sabianos diz respeito. Entretanto pode investigar.

Quanto a seu Mercúrio debilitado... não estou a ver como... começo a achar que é então bom ter planetas assim debilitados :)

 - É um Mercúrio que faz mais disparates do que devia. Nem imagina quantos!!  Mas como está em domicílio, é-lhe perdoado muita coisa.

Entendeu o que quero dizer quando digo 'não sei o que é ou não tradicional'?

Entendi, sim. É normal. Eu não sou especialista na tradicional. Sou um grande apreciador e ando a estudar um pouco mais essa linha.

imagino que aquilo dos chakras não seja astrologia tradicional

Nada tradicional.  É muito estudado na astrologia védica, que eu desconheço completamente.


A.

O Urso disse...

Quando encontrar 2 ou 3 pontos de interrogação ??? neste meu último comentário, foi um erro de passagem do word para aqui.

Escrevi isto - :)

E apareceu isto - ?

Coisas da internet.

Anónimo disse...

:)

Acho que é isto tb que quer dizer esse meu Jupiter...
sorte de ter respostas assim! Grata mais uma vez :) E vou então começar a investigar aquele Neptuno... 'símbolos sabianos' ? Vou ver o que encontro sobre isso...

Bj. da B.

Anónimo disse...

23° a 24° de Sagitário - Uma arvore quebrada, 'fulminada' por um raio... até me arrepiei

Anónimo disse...

E depois de fulminada por um raio encontrei isto:
"Una zona muy activa, en cuanto interés por la Astrología, es de 23º00' a 26º59' de Géminis - Sagitario" :D

Anónimo disse...

Neptuno a 23º50' de Sagitário segundo vários autores...

Graus de Charubel (John Thomas Grado / 1898):
"um barco no meio do oceano, com as velas soltas"

Graus Sabianos
segundo Marc Edmund Jones / 1925:
"Uma arvore quebrada, 'fulminada' por um raio"

Graus Sabianos
segundo Dane Rudhar /19??
"O pássaro ázul simbólico, pousado sobre a varanda de uma casa de campo"

Marc Edmund Jones e Dane Rudhar são contemporâneos...
Diz Marc sobre Dane:

"Rudhyar is a metaphysician. I am a clinician."

O Urso disse...

B.,

Bom dia.

Parece-me que alguma coisa não está bem no seu comentário anterior. =) Os graus de Neptuno: 23º50'

Ou então sou eu quem tem o seu mapa equivocado.

No Kepler tenho como o seu Neptuno estando a 5º23' de Sagitário.

A.

O Urso disse...

Olá B.,

Diz Marc Edmund Jones sobre Dane: "Rudhyar is a metaphysician. I am a clinician."

Esta frase que a B. recolheu de Marc, é a meu ver, absolutamente incontornável. Por isso eu apreciar tanto a Rudhyar. Ele defendia uma astrologia humanista, transcendendo-se nos seus conceitos. Ele “misturou” como ninguém a astrologia tradicional, as correntes psicológicas junguianas dominantes então (porque hoje parecem-me estar em fase de reformulação), aliado aos seus vastíssimos conhecimentos das filosofias ocidental e oriental. Ele manejou como ninguém os conceitos taoistas dentro da astrologia ocidental, insistindo que havia que ser vista como um todo. Fez a ponte entre o céu e a terra. Por isso Marc ter dito que "Rudhyar is a metaphysician”. Dane Rudhyar tentou e conseguiu reorientar e modernizar a astrologia – a mais antiga procura de uma ordem e de um significado para o Universo. Por isso, analisaremos os símbolos sabianos segundo a perspectiva de Rudhyar. Está de acordo?

A.

Anónimo disse...

Olá A., bom dia!!!

Parece que ontem à noite já estava a ver tudo trocado! Olhei para a carta e vi os graus escritos ao contrário 23º5' em vez de 5º23º... :D :D :D Nem sei como não reparei na carta que está no início de Sagitário e não no fim... É o que dá o entusiasmo de noite de Lua cheia... ;)
Pelo que li ontem e pelo que acabou de escrever estou completamente de acordo em relação a seguirmos a perspectiva de Rudhyar. Mas como fiquei curiosa... vou ver também o que dizem os outros. Depois volto...mais tarde.
Grata pela correcção,
B.

O Urso disse...

Foi o que imaginei. :)

Vamos agora ve ruma pequena questão técnica associada aos graus sabianos (e a todos os outros, claro!).

- Qualquer fracção de um grau deve ser considerado um grau inteiro.

- Quando um planeta está a 5º00' num signo, tem que ser visto nas tabelas, como o grau 5 desse signo.

- Se o planeta a 5º23' (outros exemplos: 5º01' ou 5º59') tem que ser visto no grau inteiro seguinte. Neste exemplo seria 6º do signo.

- No seu caso, deve procurar 6º de Sagitário. :) Mais uma pesquisa... :):)

- "Os símbolos são a expressão de um momento de actividade, um ciclo, cujo significado é libertado imediatamente, no instante em que começa." - Dane Rudhyar, em "Astrologia da Personalidade".

O Urso disse...

A questão dos graus sabianos não reside na veracidade ou na exactidão do seu enunciado. É uma questão de valor. E os valores mudam ciclicamente. O que é válido hoje, pode não ter sido válido há 400 anos, e completamente válido há 1700 anos. Pelas mesmas razões, as culturas ou expressões artísticas mudam periodicamente. Há ciclos de significado dentro de ciclos. Cada raça (raíz ou biológica), cada ciclo, é a imagem simbólica de algum vasto significado dentro de ciclos.

Sagitário - grau 6

"Um jogo de críquete está sendo assistido por uma plateia colorida."

"Traduzindo" - Socialização dos impulsos competitivos do homem. Solidariedade instintiva construindo consciência de raça. Capitalização da habilidade.

O Urso disse...

Traduzindo ainda mais

Como estamos a falar de Neptuno em Sagitário e na casa 10, a "tradução" deve ser feita nesse contexto.

Aquilo que a B. mostra aos outros e que os demais reconhecem em si, deve ser essa capacidade de "socializar os impulsos competitivos do homem", transmitindo-lhes o fogo e as energias de Sagitário, imbuídas da doçura especial de Neptuno. Reconhece-se nesse potencial? Por alguma razão trabalha com grupos de pessoas...

"Solidariedade instintiva construindo consciência de raça." - A leitura deste significado pode induzir-nos facilmente em erro, levando-nos a pensar em raças humanas: branca, negra, amarela, etc. Não esqueçamos que Rudhyar era um metafísico iniciado e ele não iria cair nessa armadilha. Aqui "raça" tem um valor mais amplo, mais no sentido geracional do seu tempo. Mais no sentido avatárico de seres que buscam os seus valores espirituais reais. Estes seres "sabem" que têm que usar uma solidariedade instintiva para com os outros, pois só assim é que conseguirão ser "recipientes" energéticos do colectivo.

Os símbolos sabianos raramente devem ser tomados de forma literal.

Anónimo disse...

:)

Cheguei agora e já está aqui tudo!
De Dane Rudhyar só tinha encontrado "Um jogo de cricket"... e fiquei a pensar... cricket? Críquete? Nunca entendi como funciona esse jogo! Descobri depois que é o desporto nacional de Índia. ;)

Nem imagina o sentido que me fez esta sua tradução! Isto de ter Neptuno no Meio do céu deixa-me às vezes um pouco baralhada em relação ao que faço... por isso gostei tanto das suas palavras. Faz todo sentido mesmo porque eu gosto é de trabalhar com grupos de pessoas! E é bem assim ... fogo de Sagitário + doçura de Neptuno ... Gostei :)
É verdade também isso do "saber" que tenho de usar uma 'solidariedade instintiva'. Quando estou a fazer isso sinto uma energia especial no corpo...
Querido A... não sei contudo se entendi bem isso de ser "recipiente" energético do colectivo... pode ser por exemplo quando 'me passam' o papel de conseguir harmonia entre esse colectivo ?

O Urso disse...

"...não sei contudo se entendi bem isso de ser "recipiente" energético do colectivo... pode ser por exemplo quando 'me passam' o papel de conseguir harmonia entre esse colectivo?"

Isso mesmo. Nem todos somos "graal". A B. tem esse "destino". Aqui e agora.

O Urso disse...

A tradução seguinte não é minha. É do Dane Rudhyar:

"Traduzindo" - "Socialização dos impulsos competitivos do homem. Solidariedade instintiva construindo consciência de raça. Capitalização da habilidade."

Os símbolos sabianos que Dane Rudhyar utilizou foram os escritos por Edmund Jones. Ele traduziu-os e explicou-os.

A minha tradução (!) é a do post seguinte, baseada em Neptuno.

:)

A.

Anónimo disse...

Grata A! Como se foi lembrar de ver isso dos graus Sabianos de meu Neptuno? É a esse 'instinto' que chamo 'encontrar uma agulha num palheiro'!!!

Consigo ver algo similar no símbolo de Edmund Jones para o mesmo grau... "A roda de um moínho impulsionada pelo vento"... (só se move com esse vento:)) Mas nos Graus de Charubel parece-me um pouco diferente "Um homem que se está a observar ao espelho"? (o colectivo dentro?)

Eu entendi que a sua tradução estava no 2º post. A 1ª deve estar no livro de Rudhyar, suponho.
E foi muito simpática a sua tradução... gostei muito :)

Isso tem-me acontecido muitas vezes... colocarem-me se repente no papel de conseguir harmonia dentro de um grupo ou entre grupos. Quando dou por mim tenho que cumprir aquele papel, mesmo sem o ter procurado... e sinto como se o estivesse a fazer de um modo automático.

Lembra-se tb de uma vez me ter falado do desafio do meu eixo ascendente /descendente e de eu ter perguntado se não havia uma posição intermédia?
A posição intermédia é um pouco essa da imagem do 'jogo de Críquete'.

E qual a imagem de seu Jupiter querido A.? Se quiser responder, claro...

O Urso disse...

O meu Júpiter R está em Aquário, a 01º 27', na casa 9.

Portanto, procurando em Aquário - 02:

"Tempestade inesperada alivia campos queimados."

Dan Rhudyar - Libertação das condições adversas através de desenvolvimentos espectaculares violentos. Galvanização à acção. Visitação cósmica.

Se lhe disser que o meu Kin é "Tempestade Azul Eléctrica" talvez he soe a familiar.

Reconheço-me em ambos.

=)

Anónimo disse...

Gostei das palavras 'Libertação' e 'Visitação cósmica'...
Em relação ao seu Kin... Onde o viu?

Se fez o cálculo nos sites portugueses que andam por aí desculpe dizer-lhe mas aquilo está errado!
Vou procurar o único link que encontrei até agora em que o Kin dava certo - dava conforme me fez uma vez uma pessoa que esteve a estudar 2 anos no México, Guatemala... Vou procurar o link e depois colo aqui. Esta questão que estou a levantar já foi uma vez colocada lá na CE e eu já tinha visto o António a escrever lá que era 'tempestade azul eléctrica'... e até pode ser a energia com que veio... o para onde se dirige... pode ser o seu lado masculino ou o seu lado feminino mas o seu centro - o seu SER - acho que não é!

Essa 'tempestade' é o meu lado feminino ;)
volto já...

Anónimo disse...

A, experimente aqui:
http://www.mayanmajix.com/TZOLKIN/index.php

Os da Pan-Portugal estão errados..
Aqui está certo!
A única dúvida que tenho é a seguinte: neste site diz que se nascemos antes do sol nascer devemos considerar o dia anterior. Mas não me lembro da Sónia ter perguntado a que horas nasci...
Ela Faz os cálculos com aqueles calendários estranhos que eles têm e não por computador... Acho que há uma gafe nos cálculos do programa de computador da Pan creio que por causa do dia 29 de Fevereiro...
Eu sou Ben... o que ela chamou de 'mensageiro'... aquele que faz a ponte entre o céu e a terra. E o meu tom é o 7.
O que gosto nos glifos Maias é que não há noção de maléficos e benéficos... cada um é uma parte necessária :)
Eu diria que o António deve ter a 'tormenta' - a fantástica energia do trovão - nalgum lado... mas confirme se é mesmo o centro do seu Ser. A mim não me parece...
Ah! nesse cálculo só dá para ver o 'centro'...
B.

O Urso disse...

Para 11-6-1949 a resposta foi esta:

Tone: 5 - Empowerment
Sun Sign: WISDOM (CIB)
(5th Night of Planetary cycle)

============

Como nasci às 4h40, antes do Sol ter nascido, fiz os cálculos para o dia anterior e deu isto:

Tone: 4 - Stability - Estabilidade
Sun Sign: EAGLE (MEN)- Intermediário entre o céu e a terra.
(5th Night of Planetary cycle)

Anónimo disse...

11/06/1949

GUERREIRO AMARELO. Cib (Maia – pronúncia: "quib"). Sul, expande. Governado por Saturno,
regido pelo chacra laríngeo, corresponde ao segundo dedo do pé esquerdo. Deus do fogo, longa vida, prosperidade, alegria, vida metódica, planificada, disciplinada, maturidade, brilham na
maturidade, solteirões, economistas. Guerreiro pelo Espírito, age a partir do coração universal. Questionador, inteligência. Transmite informações. Pode adquirir a capacidade de entender e usar a telepatia. O guerreiro é aquela pessoa que, através da inteligência, é capaz de harmonizar as massas. Força cósmica, habilidade de contactar e comunicar com a consciência galáctica. Receba e expresse os poderes do Destemor e da Inteligência. Focalize sua voz interior ao trilhar o caminho do "Ponto de Interrogação Cósmico". Avance em direção a seus medos. Seja o guerreiro da graça.

TOM 5 – HARMÓNICO – Potencializa a radiação. Manda. Raio de pulsação do centro. Ter a faculdade ou meio de fazer uma coisa. Brilhar. Emitir novos raios de luz; ordenar uma coisa sem impor. A capacidade de realização. A mobilidade dos dedos. Cotovelo direito. Ho (Maia). Perceber a beleza da quarta dimensão, dimensão do tempo.
"Qual a melhor maneira de me conferir poder?"
Tom da Radiação e vibração do Centro. Recebe Poder e toma o Comando. Radiação é a qualidade de irradiar s partir do centro, expandindo a própria essência e energia para que possa ser percebida de longe. Dê poder a sua radiação sendo fiel a seu centro. Ela cria um efeito de onda, causando impacto em todos com quem você tiver contato e influenciando o mundo. Estando
intimamente ligado a si mesmo irá tornar-se uma força invencível, capaz de tomar o comando e de criar muitos recursos.

10/06/1949

ÁGUIA AZUL. Men (Maia – pronúncia: "mên"). Oeste, transforma. Governado por Júpiter, regido pelo chacra coronário, corresponde ao dedão do pé esquerdo. Visão ampla, vidência, cria a visão. Valente, ousado, fanfarrão, soberbo, cuidadoso. Mente superior coletiva, mente planetária e consciência. Opera a partir dos mundos emocional e psíquico. Expressa as informações que recebe. Independente e ambicioso. Inclinação científica ou técnica. Natureza crítica e exigente. Pode tornar-se telepático. Receba e expresse os poderes da Visão e da Mente. Veja, de cima, o plano maior, como uma águia de olhos aguçados e visão clara. Use o poder da mente para criar, inspirado pelo compromisso com sua visão. Acredite em sua conexão com a Mente Planetária.

TOM 4 – AUTO-EXISTENTE – Define a Forma, Mede. Raio de pulsação da medida. Sinônimo de configuração. Estrutura. Modelo. Modo de proceder. Determinar uma quantidade comparada com a unidade. As quatro forças principais. Os quatro rumos sagrados. Os quatro elementos. O calor, o vento, e a água sobre a Terra. O Universo
plano. A flor cósmica. A carne. O homem como um todo. Kan (Maia). Munhecas (pulso direito). Pulsar da terceira dimensão, dimensão da mente.
"Qual é a forma de ação?"
Tom da Forma e vibração da Definição, Medida e Origem. A forma ideal emerge quando entregamos nosso propósito e desejos ao Plano Maior e nos tornamos receptivos e confiantes em relação à
forma que é canalizada através de nós. Use o poder da Definição para ver, compreender e relacionar-se com a vida mais autenticamente. A medida lhe permite ver a dimensão das coisas que lhe dá poder de discernimento, para que manifeste seu alinhamento correto.


Isto foi retirado de
http://www.comunidade-espiritual.com/groups/?id=34&link=forum
Está na CE na comunidade ‘Sincronário da paz’ de foi colocado lá por Danuia.

Só sei dizer que não me lembro da Sónia Pereira me ter pedido a hora de nascimento… a essa hora e quase no verão… era noite de certeza? Tenho reparado numa coisa estranha ultimamente… às 3 e meia da manhã já estão os passarinhos a cantar… e para mim é como se nesse momento o dia estivesse a começar ainda que eu não veja o sol.

Exercício possível para ‘escolher’ um dos dois…
O primeiro é governado por Saturno… o Segundo por Júpiter… não sei se isto ajuda…

Para comparar, se quiser… o meu glifo do ‘centro’ - Ben – é governado por Marte. Poderá dizer-me se ‘Marte’ está para mim como ‘Saturno’ ou 'Jupiter’ estão para si? Faz-lhe algum sentido isto?

Só outra coisa… o meu glifo do ‘passado’ - Chicchan, a kundalini – é governado pelo cinturão de asteroides.
O meu glifo do ‘futuro’, o que tenho que aprender – Imix - é governado por Neptuno. :) Fez sentido isto para mim depois do que me disse de meu Neptuno.

Não sei se isto ajuda, se baralha...

Um beijo
da B.

O Urso disse...

Estou sem saber dizer nada!!! O que é difícil... :)

Vou ter que ler tudo outra vez e copiar para o word, para não perder isto no meio dos posts. A minha memória está a piorar...

Identifiquei-me com muitas coisas de ambos, ainda não sei por qual me decidir.

Vou ver isso de Marte.

Anónimo disse...

Tranquilo António...
veja só se para si fizer algum sentido.

Por 'identificação' pode ser difícil porque pode, de facto, identificar-se com vários...

Temos 5 glifos... a energia do Presente, do Passado, do Futuro, do Feminino e do Masculino. Isto mais o 'tom' (o número) e mais as 'energias' do caminho... de onde... até onde... e obstáculos.
É bem mais simples que a astrologia mas não é assim tão simples quanto parece.

Repito... veja só se para si fizer algum sentido ;)
Isso de Marte foi apenas o que me ocorreu para fazer a 'ponte' com o mapa natal.

Bom descanso
Bj.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates