Uma ideia tirada do meu artigo sobre a quadratura de Plutão a Neptuno

2 de janeiro de 2014 ·

Minha terra, ilha de Moçambique, com foto de Germano Miele, Outubro 2013.


Bom dia a todos. Bom início de ano.

Como estou a escrever o artigo sobre a quadratura de Plutão em trânsito ao Neptuno natal [meu trânsito tipo AA, do momento], aproveito para deixar esta ideia [uma das muitas] sobre este estranho trânsito:

'Não é fácil viver numa energia tão oposta, com Plutão e Neptuno em função. Quer saber onde está Neptuno? Faça este simples exercício: estenda, em cima da sua cabeça, a palma da mão bem aberta, com o dedo mindinho virado para cima. Simbolicamente falando, Neptuno está fora, pertence ao Todo. É um planeta amplamente curador, apesar de nos poder deixar confusos, sem sabermos muito bem que fazer. E Plutão, onde fica? No sentido oposto. Volte a abrir a palma da mão e desta vez com o dedo mindinho para baixo, estique-a sobre o peito, a partir da garganta e é aí, naquela zona do coração é onde encontramos dentro de nós a força necessária para enfrentarmos a vida, muitas vezes com turbulência e desassossego. Plutão está dentro, pertence à pessoa. Obviamente, nem vou entrar naquela ideia bonitinha e muito difundida que nos dizem que são planetas geracionais, quase negando o efeito que produzem na pessoa. Felizmente, a coisa está a melhorar. Este trânsito é destemido, pois a luta simbólica entre Plutão e Neptuno, é que Hades quer retirar, de preferência, de forma violenta, o véu invisível, que o Senhor das Águas transporta. Analise no seu mapa o Signo e a Casa onde tem o seu Neptuno e é aí que se travará a sua batalha final. Eu disse 'final'? Sim, disse. Depois explicarei porque o disse. No meu caso, tenho Neptuno Rx em Balança / Libra, 12º26', na Casa V, mas conjunto à Casa VI. Assim ando eu.'

Passem muito bem.

António R.
2 Janeiro 2014


.

2 comentários:

Astrid Annabelle disse...
2 de janeiro de 2014 às 22:20  

Passando para deixar um beijo meu querido António...
O comentário que segue é cópia do feito no FB:
"Bom dia! estou sentada neste barco admirando o mar e matutando aqui e já passou um tempinho, desde que cheguei...
Li seu texto, li todos os comentários, fui ver meu Netuno onde está, fiz o exercício da mão.... sinto que ando meia "neptuniada" como disse outro dia, embora eu já tenha passado os 64 e 65 anos....
Estou aguardando com muita curiosidade este seu artigo meu querido António . Beijos no coração "
Astrid Annabelle

Adriana M disse...
3 de janeiro de 2014 às 14:39  

Olá Antonio!Começo por desejar um feliz 2014, que venha cheio de boas energias!

Antonio, acompanho as suas postagens pelo facebook e de vez em quando paro aqui no blog. Fiquei curiosa com este seu post sobre a batalha entre neptuno e plutão. Tenho uma amiga que está a passar pela "ultima rodada" de um transito muito difícil (neptuno em trânsito a fazer quadratura ao sol e oposição a Plutão). Ela é uma pessoa bastante optimista e espiritualizada e não está a "lutar contra". No entanto, neptuno dissolveu a sua vida em vários aspectos (finanças, emprego, até o pai faleceu). Não sei se você vai abordar isto no post que por aí vem, mas às vezes fico a pensar, será que estes trânsitos destroem tudo indiscriminadamente, até as coisas que são supostamente boas? Em biologia diz-se a evolução é cega, será que os trânsitos também o são? Ou é tudo uma questão de fé, acreditar que o que se foi veio abrir espaço para uma nova forma de ser? Desculpe a divagação no seu blog, acho que estas perguntas não têm resposta, mas gostaria de saber o que você pensa a respeito.

Um grande abraço!

2 de janeiro de 2014

Uma ideia tirada do meu artigo sobre a quadratura de Plutão a Neptuno

Minha terra, ilha de Moçambique, com foto de Germano Miele, Outubro 2013.


Bom dia a todos. Bom início de ano.

Como estou a escrever o artigo sobre a quadratura de Plutão em trânsito ao Neptuno natal [meu trânsito tipo AA, do momento], aproveito para deixar esta ideia [uma das muitas] sobre este estranho trânsito:

'Não é fácil viver numa energia tão oposta, com Plutão e Neptuno em função. Quer saber onde está Neptuno? Faça este simples exercício: estenda, em cima da sua cabeça, a palma da mão bem aberta, com o dedo mindinho virado para cima. Simbolicamente falando, Neptuno está fora, pertence ao Todo. É um planeta amplamente curador, apesar de nos poder deixar confusos, sem sabermos muito bem que fazer. E Plutão, onde fica? No sentido oposto. Volte a abrir a palma da mão e desta vez com o dedo mindinho para baixo, estique-a sobre o peito, a partir da garganta e é aí, naquela zona do coração é onde encontramos dentro de nós a força necessária para enfrentarmos a vida, muitas vezes com turbulência e desassossego. Plutão está dentro, pertence à pessoa. Obviamente, nem vou entrar naquela ideia bonitinha e muito difundida que nos dizem que são planetas geracionais, quase negando o efeito que produzem na pessoa. Felizmente, a coisa está a melhorar. Este trânsito é destemido, pois a luta simbólica entre Plutão e Neptuno, é que Hades quer retirar, de preferência, de forma violenta, o véu invisível, que o Senhor das Águas transporta. Analise no seu mapa o Signo e a Casa onde tem o seu Neptuno e é aí que se travará a sua batalha final. Eu disse 'final'? Sim, disse. Depois explicarei porque o disse. No meu caso, tenho Neptuno Rx em Balança / Libra, 12º26', na Casa V, mas conjunto à Casa VI. Assim ando eu.'

Passem muito bem.

António R.
2 Janeiro 2014


.

2 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Passando para deixar um beijo meu querido António...
O comentário que segue é cópia do feito no FB:
"Bom dia! estou sentada neste barco admirando o mar e matutando aqui e já passou um tempinho, desde que cheguei...
Li seu texto, li todos os comentários, fui ver meu Netuno onde está, fiz o exercício da mão.... sinto que ando meia "neptuniada" como disse outro dia, embora eu já tenha passado os 64 e 65 anos....
Estou aguardando com muita curiosidade este seu artigo meu querido António . Beijos no coração "
Astrid Annabelle

Adriana M disse...

Olá Antonio!Começo por desejar um feliz 2014, que venha cheio de boas energias!

Antonio, acompanho as suas postagens pelo facebook e de vez em quando paro aqui no blog. Fiquei curiosa com este seu post sobre a batalha entre neptuno e plutão. Tenho uma amiga que está a passar pela "ultima rodada" de um transito muito difícil (neptuno em trânsito a fazer quadratura ao sol e oposição a Plutão). Ela é uma pessoa bastante optimista e espiritualizada e não está a "lutar contra". No entanto, neptuno dissolveu a sua vida em vários aspectos (finanças, emprego, até o pai faleceu). Não sei se você vai abordar isto no post que por aí vem, mas às vezes fico a pensar, será que estes trânsitos destroem tudo indiscriminadamente, até as coisas que são supostamente boas? Em biologia diz-se a evolução é cega, será que os trânsitos também o são? Ou é tudo uma questão de fé, acreditar que o que se foi veio abrir espaço para uma nova forma de ser? Desculpe a divagação no seu blog, acho que estas perguntas não têm resposta, mas gostaria de saber o que você pensa a respeito.

Um grande abraço!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates