Uma ideia tirada do meu artigo sobre a quadratura de Plutão a Neptuno

2 de janeiro de 2014 ·

Minha terra, ilha de Moçambique, com foto de Germano Miele, Outubro 2013.


Bom dia a todos. Bom início de ano.

Como estou a escrever o artigo sobre a quadratura de Plutão em trânsito ao Neptuno natal [meu trânsito tipo AA, do momento], aproveito para deixar esta ideia [uma das muitas] sobre este estranho trânsito:

'Não é fácil viver numa energia tão oposta, com Plutão e Neptuno em função. Quer saber onde está Neptuno? Faça este simples exercício: estenda, em cima da sua cabeça, a palma da mão bem aberta, com o dedo mindinho virado para cima. Simbolicamente falando, Neptuno está fora, pertence ao Todo. É um planeta amplamente curador, apesar de nos poder deixar confusos, sem sabermos muito bem que fazer. E Plutão, onde fica? No sentido oposto. Volte a abrir a palma da mão e desta vez com o dedo mindinho para baixo, estique-a sobre o peito, a partir da garganta e é aí, naquela zona do coração é onde encontramos dentro de nós a força necessária para enfrentarmos a vida, muitas vezes com turbulência e desassossego. Plutão está dentro, pertence à pessoa. Obviamente, nem vou entrar naquela ideia bonitinha e muito difundida que nos dizem que são planetas geracionais, quase negando o efeito que produzem na pessoa. Felizmente, a coisa está a melhorar. Este trânsito é destemido, pois a luta simbólica entre Plutão e Neptuno, é que Hades quer retirar, de preferência, de forma violenta, o véu invisível, que o Senhor das Águas transporta. Analise no seu mapa o Signo e a Casa onde tem o seu Neptuno e é aí que se travará a sua batalha final. Eu disse 'final'? Sim, disse. Depois explicarei porque o disse. No meu caso, tenho Neptuno Rx em Balança / Libra, 12º26', na Casa V, mas conjunto à Casa VI. Assim ando eu.'

Passem muito bem.

António R.
2 Janeiro 2014


.

4 comentários:

Astrid Annabelle disse...
2 de janeiro de 2014 às 22:20  

Passando para deixar um beijo meu querido António...
O comentário que segue é cópia do feito no FB:
"Bom dia! estou sentada neste barco admirando o mar e matutando aqui e já passou um tempinho, desde que cheguei...
Li seu texto, li todos os comentários, fui ver meu Netuno onde está, fiz o exercício da mão.... sinto que ando meia "neptuniada" como disse outro dia, embora eu já tenha passado os 64 e 65 anos....
Estou aguardando com muita curiosidade este seu artigo meu querido António . Beijos no coração "
Astrid Annabelle

Adriana M disse...
3 de janeiro de 2014 às 14:39  

Olá Antonio!Começo por desejar um feliz 2014, que venha cheio de boas energias!

Antonio, acompanho as suas postagens pelo facebook e de vez em quando paro aqui no blog. Fiquei curiosa com este seu post sobre a batalha entre neptuno e plutão. Tenho uma amiga que está a passar pela "ultima rodada" de um transito muito difícil (neptuno em trânsito a fazer quadratura ao sol e oposição a Plutão). Ela é uma pessoa bastante optimista e espiritualizada e não está a "lutar contra". No entanto, neptuno dissolveu a sua vida em vários aspectos (finanças, emprego, até o pai faleceu). Não sei se você vai abordar isto no post que por aí vem, mas às vezes fico a pensar, será que estes trânsitos destroem tudo indiscriminadamente, até as coisas que são supostamente boas? Em biologia diz-se a evolução é cega, será que os trânsitos também o são? Ou é tudo uma questão de fé, acreditar que o que se foi veio abrir espaço para uma nova forma de ser? Desculpe a divagação no seu blog, acho que estas perguntas não têm resposta, mas gostaria de saber o que você pensa a respeito.

Um grande abraço!

voyance disse...
8 de janeiro de 2018 às 10:49  

Gracias por este artículo que contiene muchos buenos consejos. Es algo que tuve problemas para entender antes.
voyance totalement gratuit

Labella Labella disse...
11 de abril de 2018 às 14:27  

Un petit pour vous dire que votre blog est super!
voyance email

2 de janeiro de 2014

Uma ideia tirada do meu artigo sobre a quadratura de Plutão a Neptuno

Minha terra, ilha de Moçambique, com foto de Germano Miele, Outubro 2013.


Bom dia a todos. Bom início de ano.

Como estou a escrever o artigo sobre a quadratura de Plutão em trânsito ao Neptuno natal [meu trânsito tipo AA, do momento], aproveito para deixar esta ideia [uma das muitas] sobre este estranho trânsito:

'Não é fácil viver numa energia tão oposta, com Plutão e Neptuno em função. Quer saber onde está Neptuno? Faça este simples exercício: estenda, em cima da sua cabeça, a palma da mão bem aberta, com o dedo mindinho virado para cima. Simbolicamente falando, Neptuno está fora, pertence ao Todo. É um planeta amplamente curador, apesar de nos poder deixar confusos, sem sabermos muito bem que fazer. E Plutão, onde fica? No sentido oposto. Volte a abrir a palma da mão e desta vez com o dedo mindinho para baixo, estique-a sobre o peito, a partir da garganta e é aí, naquela zona do coração é onde encontramos dentro de nós a força necessária para enfrentarmos a vida, muitas vezes com turbulência e desassossego. Plutão está dentro, pertence à pessoa. Obviamente, nem vou entrar naquela ideia bonitinha e muito difundida que nos dizem que são planetas geracionais, quase negando o efeito que produzem na pessoa. Felizmente, a coisa está a melhorar. Este trânsito é destemido, pois a luta simbólica entre Plutão e Neptuno, é que Hades quer retirar, de preferência, de forma violenta, o véu invisível, que o Senhor das Águas transporta. Analise no seu mapa o Signo e a Casa onde tem o seu Neptuno e é aí que se travará a sua batalha final. Eu disse 'final'? Sim, disse. Depois explicarei porque o disse. No meu caso, tenho Neptuno Rx em Balança / Libra, 12º26', na Casa V, mas conjunto à Casa VI. Assim ando eu.'

Passem muito bem.

António R.
2 Janeiro 2014


.

4 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Passando para deixar um beijo meu querido António...
O comentário que segue é cópia do feito no FB:
"Bom dia! estou sentada neste barco admirando o mar e matutando aqui e já passou um tempinho, desde que cheguei...
Li seu texto, li todos os comentários, fui ver meu Netuno onde está, fiz o exercício da mão.... sinto que ando meia "neptuniada" como disse outro dia, embora eu já tenha passado os 64 e 65 anos....
Estou aguardando com muita curiosidade este seu artigo meu querido António . Beijos no coração "
Astrid Annabelle

Adriana M disse...

Olá Antonio!Começo por desejar um feliz 2014, que venha cheio de boas energias!

Antonio, acompanho as suas postagens pelo facebook e de vez em quando paro aqui no blog. Fiquei curiosa com este seu post sobre a batalha entre neptuno e plutão. Tenho uma amiga que está a passar pela "ultima rodada" de um transito muito difícil (neptuno em trânsito a fazer quadratura ao sol e oposição a Plutão). Ela é uma pessoa bastante optimista e espiritualizada e não está a "lutar contra". No entanto, neptuno dissolveu a sua vida em vários aspectos (finanças, emprego, até o pai faleceu). Não sei se você vai abordar isto no post que por aí vem, mas às vezes fico a pensar, será que estes trânsitos destroem tudo indiscriminadamente, até as coisas que são supostamente boas? Em biologia diz-se a evolução é cega, será que os trânsitos também o são? Ou é tudo uma questão de fé, acreditar que o que se foi veio abrir espaço para uma nova forma de ser? Desculpe a divagação no seu blog, acho que estas perguntas não têm resposta, mas gostaria de saber o que você pensa a respeito.

Um grande abraço!

voyance disse...

Gracias por este artículo que contiene muchos buenos consejos. Es algo que tuve problemas para entender antes.
voyance totalement gratuit

Labella Labella disse...

Un petit pour vous dire que votre blog est super!
voyance email

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates