O «inferno astral» não existe

13 de agosto de 2013 ·


INFERNO ASTRAL - Sei que pode ser uma surpresa e um desgosto para milhares de senhoras brasileiras [e alguns homens, também], que talvez fiquem muito aborrecidas com este meu comentário:

Não fique chocada com o que vou dizer. Só no Brasil é que as pessoas usam falar e acreditam nisso do «inferno astral», que é uma coisa que não existe existe em astrologia. Como deve saber, no Brasil usa-se dizer que a pessoa atravessa o seu «inferno astral» nos 30 dias anteriores ao seu aniversário. Que enorme bobagem!

Por influência, o mundo de fala portuguesa também pode receber alguma influência disto, sobretudo porque nas novelas brasileiras, por tudo e por nada fala-se no «inferno astral», como argumento pseudo-justificativo para certos «azares» na vida. O mito urbano mais conhecido e associado no Brasil ao «inferno astral» é o da noiva, que ao escolher casar-se num dos 30 dias anteriores ao seu aniversário, arrisca-se a ser abandonada pelo noivo na cerimónia de casamento. [Viram o cuidado que eu tive para não escrever: «abandonadas no altar»? Lembrei-me que a moda é outra, hoje em dia, e evitei escrever isso.]

O «inferno astral», em termos astrológicos, é uma «coisa» recente. Foi uma invenção genial do brasileiro sr. João Bidou, dono de um império de revistas de simpatias, magias e signos e assuntos à volta destes temas que, com isso, vendeu tantas e tantas revistas que ficou famoso e multi-milionário. Carma pesado o que este homem criou.

Isso está tão arreigado no Brasil que, fora do seu país, ninguém acredita quando se diz que isso do «inferno astral» não existe. E nós, resto do mundo astrológico, há vários anos que nos deixámos de rir com o assunto, pois percebemos que tinha sido criado um gigantesco holograma mental brasileiro, que prende centenas de milhares de pessoas a este pensamento nada luminosos que é o «inferno astral». Uma lástima que tanto mal que essa crença tem trazido.

Já agora, um último comentário: muitos astrólogos «gostam» de justificar este «inferno astral» aduzindo razões astrológicas pouco sólidas, como por exemplo, que no mês anterior ao nosso aniversário, estaremos a passar energeticamente pela Casa 12 e... ... e, assim, infelizmente se difama uma Casa 12, tão importante no nosso mapa natal.

Tenho a sorte incrível de TODOS os astrólogos brasileiros que eu conheço não acreditarem no «inferno astral».Tenho a sorte incrível de TODOS os astrólogos brasileiros que eu conheço não acreditarem no «inferno astral».

Bom aniversário para toda a gente, SEM «inferno astral».

Quem se vai rir com este post vai ser a minha amiga Ma Jivan Prabhuta.




.



3 comentários:

Astrid Annabelle disse...
13 de agosto de 2013 às 14:03  

Bom dia minha alegria!
Ri eu não ri, pois assim como o resto do mundo astrológico, há vários anos, deixei de rir com o assunto, por perceber que tinha sido criado um gigantesco holograma mental brasileiro.
Adorei a figura e aí sim sorri!!! Beijo grande meu querido António!
Astrid Annabelle

Beth F Borba disse...
13 de agosto de 2013 às 16:08  

Oi António!
Fiquei agradecida por ter uma voz sensata falando deste famigerado "Inferno Astral", tenho que explicar sempre e para muitos que isto é bobagem. Agora tenho a quem me reportar para não ter que me repetir tanto. Compartilhei!
Um abraço
Beth F Borba

Maria Gloria D'Amico disse...
14 de agosto de 2013 às 23:02  

Boa noite Antonio,

Sempre duvidei e agora, não duvido mais!
Vou compartilhar no facebook.
Um beijão!

13 de agosto de 2013

O «inferno astral» não existe


INFERNO ASTRAL - Sei que pode ser uma surpresa e um desgosto para milhares de senhoras brasileiras [e alguns homens, também], que talvez fiquem muito aborrecidas com este meu comentário:

Não fique chocada com o que vou dizer. Só no Brasil é que as pessoas usam falar e acreditam nisso do «inferno astral», que é uma coisa que não existe existe em astrologia. Como deve saber, no Brasil usa-se dizer que a pessoa atravessa o seu «inferno astral» nos 30 dias anteriores ao seu aniversário. Que enorme bobagem!

Por influência, o mundo de fala portuguesa também pode receber alguma influência disto, sobretudo porque nas novelas brasileiras, por tudo e por nada fala-se no «inferno astral», como argumento pseudo-justificativo para certos «azares» na vida. O mito urbano mais conhecido e associado no Brasil ao «inferno astral» é o da noiva, que ao escolher casar-se num dos 30 dias anteriores ao seu aniversário, arrisca-se a ser abandonada pelo noivo na cerimónia de casamento. [Viram o cuidado que eu tive para não escrever: «abandonadas no altar»? Lembrei-me que a moda é outra, hoje em dia, e evitei escrever isso.]

O «inferno astral», em termos astrológicos, é uma «coisa» recente. Foi uma invenção genial do brasileiro sr. João Bidou, dono de um império de revistas de simpatias, magias e signos e assuntos à volta destes temas que, com isso, vendeu tantas e tantas revistas que ficou famoso e multi-milionário. Carma pesado o que este homem criou.

Isso está tão arreigado no Brasil que, fora do seu país, ninguém acredita quando se diz que isso do «inferno astral» não existe. E nós, resto do mundo astrológico, há vários anos que nos deixámos de rir com o assunto, pois percebemos que tinha sido criado um gigantesco holograma mental brasileiro, que prende centenas de milhares de pessoas a este pensamento nada luminosos que é o «inferno astral». Uma lástima que tanto mal que essa crença tem trazido.

Já agora, um último comentário: muitos astrólogos «gostam» de justificar este «inferno astral» aduzindo razões astrológicas pouco sólidas, como por exemplo, que no mês anterior ao nosso aniversário, estaremos a passar energeticamente pela Casa 12 e... ... e, assim, infelizmente se difama uma Casa 12, tão importante no nosso mapa natal.

Tenho a sorte incrível de TODOS os astrólogos brasileiros que eu conheço não acreditarem no «inferno astral».Tenho a sorte incrível de TODOS os astrólogos brasileiros que eu conheço não acreditarem no «inferno astral».

Bom aniversário para toda a gente, SEM «inferno astral».

Quem se vai rir com este post vai ser a minha amiga Ma Jivan Prabhuta.




.



3 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Bom dia minha alegria!
Ri eu não ri, pois assim como o resto do mundo astrológico, há vários anos, deixei de rir com o assunto, por perceber que tinha sido criado um gigantesco holograma mental brasileiro.
Adorei a figura e aí sim sorri!!! Beijo grande meu querido António!
Astrid Annabelle

Beth F Borba disse...

Oi António!
Fiquei agradecida por ter uma voz sensata falando deste famigerado "Inferno Astral", tenho que explicar sempre e para muitos que isto é bobagem. Agora tenho a quem me reportar para não ter que me repetir tanto. Compartilhei!
Um abraço
Beth F Borba

Maria Gloria D'Amico disse...

Boa noite Antonio,

Sempre duvidei e agora, não duvido mais!
Vou compartilhar no facebook.
Um beijão!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates