Grandes misturadas

17 de agosto de 2013 ·



Nunca entendi muito bem porque, para falarmos de astrologia, habitualmente damos exemplos de povos antigos, cujas culturas já desapareceram há séculos e, desde há uns anos, a conversa da astrologia dos índios e dos incas é mesmo para rir. Se existissem e fossem de facto importantes, teriam sobrevivido e adaptado-se aos séculos 20 e 21, como aconteceu com outras culturas muito antigas, como a indiana [védica], a chinesa, a tibetana [os palácios]...

Até a nossa própria cultura [a do ocidente e derivações], a de ascendência judaico-cristã, também usa a astrologia, esta que eu pratico. Houve apenas um breve interregno de umas centenas de anos em que decresceu de popularidade e divulgação, por motivos históricos conhecidos de muitos, mas, felizmente, actualmente em ascensão. 

Um aparte: desejo muito que não apareçam os sabichões do costume e que não confundam cultura judaico-cristã com religiões.

Também não percebo como se pode misturar astrologia com as Luas das marés e das culturas agrícolas. Mas fazem muito isso, como argumento inculto. Será por haver as luas astrológicas e misturam tudo? Por exemplo, misturam a 'actividade' do satélite do planeta Terra, com a Lua em Capricónio...

.

2 comentários:

Astrid Annabelle disse...
17 de agosto de 2013 às 20:16  

Meu querido António!
Como compreender os tempos atuais?
As pessoas sequer leem um pequeno trecho publicado.
Ouve-se falar em algo e leva-se adiante já de maneira diferente...por isso misturou-se tudo!!!
Não se assuste se vierem te contar que descobriram um Capricórnio na Lua!!!
Beijo grande.
Astrid Annabelle

Maria Izabel Viégas disse...
18 de agosto de 2013 às 04:18  

I LOVE COVA DO URSO.
E tuas sábias palavras, amigo António Rosa sempre me fazem bem, me esclarecem e me acalmam.
Pois que quando o assunto é astrologia há muitos conceitos toscos e disparatados a circular na blogosfera.
Tuas considerações me confortam pois, por vezes, me acho ou burra ou louca. Não gosto de falar no meu blogue em astrologia pois a tudo que parece lucro aparece novos conceitos.
Não sei de onde "copiam" tantas idéias tontas. Só leio quem tenho como referência em competência.
Afinal, depois de tantas tentativas de "acabarem o mundo", buscando referenciais sem nexo, de tanto que se falou e falam da Era de Aquário, penso que um dia o mundo realmente acaba só para fazer o prazer dos loucos e tontos homens.
Ando com muita pena da lua, ela coitadita, toda sentimento, deve estar farta de tantas previsões com a própria. Já deve estar cansada, talvez se mude para a Capadócia e vá para lá viver ao lado de Jorge!
Adorei esta imagem, bem sugestiva!
Grata pela partilha.
Beijos, muitos!

17 de agosto de 2013

Grandes misturadas



Nunca entendi muito bem porque, para falarmos de astrologia, habitualmente damos exemplos de povos antigos, cujas culturas já desapareceram há séculos e, desde há uns anos, a conversa da astrologia dos índios e dos incas é mesmo para rir. Se existissem e fossem de facto importantes, teriam sobrevivido e adaptado-se aos séculos 20 e 21, como aconteceu com outras culturas muito antigas, como a indiana [védica], a chinesa, a tibetana [os palácios]...

Até a nossa própria cultura [a do ocidente e derivações], a de ascendência judaico-cristã, também usa a astrologia, esta que eu pratico. Houve apenas um breve interregno de umas centenas de anos em que decresceu de popularidade e divulgação, por motivos históricos conhecidos de muitos, mas, felizmente, actualmente em ascensão. 

Um aparte: desejo muito que não apareçam os sabichões do costume e que não confundam cultura judaico-cristã com religiões.

Também não percebo como se pode misturar astrologia com as Luas das marés e das culturas agrícolas. Mas fazem muito isso, como argumento inculto. Será por haver as luas astrológicas e misturam tudo? Por exemplo, misturam a 'actividade' do satélite do planeta Terra, com a Lua em Capricónio...

.

2 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Meu querido António!
Como compreender os tempos atuais?
As pessoas sequer leem um pequeno trecho publicado.
Ouve-se falar em algo e leva-se adiante já de maneira diferente...por isso misturou-se tudo!!!
Não se assuste se vierem te contar que descobriram um Capricórnio na Lua!!!
Beijo grande.
Astrid Annabelle

Maria Izabel Viégas disse...

I LOVE COVA DO URSO.
E tuas sábias palavras, amigo António Rosa sempre me fazem bem, me esclarecem e me acalmam.
Pois que quando o assunto é astrologia há muitos conceitos toscos e disparatados a circular na blogosfera.
Tuas considerações me confortam pois, por vezes, me acho ou burra ou louca. Não gosto de falar no meu blogue em astrologia pois a tudo que parece lucro aparece novos conceitos.
Não sei de onde "copiam" tantas idéias tontas. Só leio quem tenho como referência em competência.
Afinal, depois de tantas tentativas de "acabarem o mundo", buscando referenciais sem nexo, de tanto que se falou e falam da Era de Aquário, penso que um dia o mundo realmente acaba só para fazer o prazer dos loucos e tontos homens.
Ando com muita pena da lua, ela coitadita, toda sentimento, deve estar farta de tantas previsões com a própria. Já deve estar cansada, talvez se mude para a Capadócia e vá para lá viver ao lado de Jorge!
Adorei esta imagem, bem sugestiva!
Grata pela partilha.
Beijos, muitos!

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates