«Quíron em Peixes», da astróloga brasileira Beth F Bórba

11 de agosto de 2013 ·


Texto no blogue «Pensando Céu», de Beth F Bórba
Também no Facebook, na página profissional da própria Beth F Bórba;
na página da astróloga Silvana Barbedo, tendo eu próprio partilhado.

«Quíron aponta onde se escondem nossas feridas mais profundas, onde doamos o que não temos. Contribuímos com os outros, mas não conseguimos nos ajudar.

Em Peixes – problemas na gestação colocam obstáculos desnecessários e tendem a não receberem os créditos de coisas que fazem. A prática da espiritualidade e as ciências ocultas são seus caminhos de cura.

Desde fevereiro de 2011 e até março de 2019 Quíron estará em Peixes trazendo a vítima ou o salvador que existe em nós. Podemos querer fugir da realidade, a solução será usar a criatividade e a imaginação para gerar alegria para todos. Devemos cuidar com falsos líderes e mestres.

“Grande parte de vosso sofrimento é por vós próprios escolhido”. É a amarga porção com a qual o médico que vive dentro de nós cura o nosso Eu doente. Confiai, portanto, no médico e bebei seu remédio em silêncio e tranquilidade, pois sua mão, embora pesada e dura, é guiada pela suave mão do Invisível.

O Astrólogo (profissão regida por Quíron) português António Rosa diz: “Com a experiência, fui aprendendo que me era muito útil saber qual a doença, ou doenças, dos meus clientes, se possível nos primeiros 10 minutos da consulta, pois fico com uma visão metafísica muito completa da pessoa que está à minha frente e, assim, sou mais eficaz no meu trabalho e não o termino completamente esgotado.

Por exemplo, se me dizem que sofrem de Fibromialgia, sei quase que mecanicamente que tenho à minha frente alguém cuja maior tendência é ser a «vítima», culpando tudo e todos, das ocorrências da sua vida. São das consultas mais difíceis de se dar. Não caiam na asneira de sugerirem médicos e terapeutas, pois passarão a fazer parte imediata da lista dos seus «culpados», pois nada baterá certo e haverá sempre um dedo a apontar, com a vozinha mais meiga do mundo”.

Quíron em Peixes ou na casa 12 tem um forte sentido do transpessoal e de coletivo, uma forte identificação com o caos, com aquilo que se dissolve e um desejo secreto de regressar à unidade, ao uno e indivisível.

Outro vínculo a este signo e casa é a possibilidade da pessoa sentir o isolamento, as tribulações e as incapacidades que a deixa impotente perante a vida e ao mundo, se tornando fonte de problemas que determinam dificuldade em se encontrar e definir a individualidade, dar uma direção pessoal para a vida. Aí surgem os inimigos ocultos, vítima de enganos, desilusões, sacrifícios e, eventualmente, tentar escapar destas situações através do uso de drogas. Se bem orientada pode se dedicar à meditação e a processos de relaxamento, onde, com relativa facilidade atinge o êxtase.

Este posicionamento pode gerar estranhos sentimentos de culpa como se fossem os responsáveis por tudo que acontece. Raramente sabem a causa desta sensação que os acompanha pela vida. Devido à sensação de serem vítimas permanentes, somatizam essas questões, atraindo para si doenças graves.

Quíron em Peixes ou na casa doze reflete uma grande sensibilidade para com o sofrimento, atenção para com os problemas coletivos pouco divulgados ou ocultos. Esta posição pode gerar terapeutas, curadores e reformadores que procuram no inconsciente coletivo as forças e as soluções para ultrapassarem os problemas crônicos da humanidade. Muitos deles trabalham longe da atenção pública.

Com este posicionamento a pessoa pode assumir uma personalidade desapegada e totalmente despojada perante a vida, mas de forma consciente e criativa, procurando ultrapassar as limitações e transmutar os seus próprios sofrimentos, complexos cristalizados através da autorrenúncia doadora e da prática da espiritualidade, regenerar a si e aos outros.

As terapias que podem ter bons resultados para estas pessoas são os cristais, cura quântica, limpezas da aura e energéticas.

.

0 comentários:

11 de agosto de 2013

«Quíron em Peixes», da astróloga brasileira Beth F Bórba


Texto no blogue «Pensando Céu», de Beth F Bórba
Também no Facebook, na página profissional da própria Beth F Bórba;
na página da astróloga Silvana Barbedo, tendo eu próprio partilhado.

«Quíron aponta onde se escondem nossas feridas mais profundas, onde doamos o que não temos. Contribuímos com os outros, mas não conseguimos nos ajudar.

Em Peixes – problemas na gestação colocam obstáculos desnecessários e tendem a não receberem os créditos de coisas que fazem. A prática da espiritualidade e as ciências ocultas são seus caminhos de cura.

Desde fevereiro de 2011 e até março de 2019 Quíron estará em Peixes trazendo a vítima ou o salvador que existe em nós. Podemos querer fugir da realidade, a solução será usar a criatividade e a imaginação para gerar alegria para todos. Devemos cuidar com falsos líderes e mestres.

“Grande parte de vosso sofrimento é por vós próprios escolhido”. É a amarga porção com a qual o médico que vive dentro de nós cura o nosso Eu doente. Confiai, portanto, no médico e bebei seu remédio em silêncio e tranquilidade, pois sua mão, embora pesada e dura, é guiada pela suave mão do Invisível.

O Astrólogo (profissão regida por Quíron) português António Rosa diz: “Com a experiência, fui aprendendo que me era muito útil saber qual a doença, ou doenças, dos meus clientes, se possível nos primeiros 10 minutos da consulta, pois fico com uma visão metafísica muito completa da pessoa que está à minha frente e, assim, sou mais eficaz no meu trabalho e não o termino completamente esgotado.

Por exemplo, se me dizem que sofrem de Fibromialgia, sei quase que mecanicamente que tenho à minha frente alguém cuja maior tendência é ser a «vítima», culpando tudo e todos, das ocorrências da sua vida. São das consultas mais difíceis de se dar. Não caiam na asneira de sugerirem médicos e terapeutas, pois passarão a fazer parte imediata da lista dos seus «culpados», pois nada baterá certo e haverá sempre um dedo a apontar, com a vozinha mais meiga do mundo”.

Quíron em Peixes ou na casa 12 tem um forte sentido do transpessoal e de coletivo, uma forte identificação com o caos, com aquilo que se dissolve e um desejo secreto de regressar à unidade, ao uno e indivisível.

Outro vínculo a este signo e casa é a possibilidade da pessoa sentir o isolamento, as tribulações e as incapacidades que a deixa impotente perante a vida e ao mundo, se tornando fonte de problemas que determinam dificuldade em se encontrar e definir a individualidade, dar uma direção pessoal para a vida. Aí surgem os inimigos ocultos, vítima de enganos, desilusões, sacrifícios e, eventualmente, tentar escapar destas situações através do uso de drogas. Se bem orientada pode se dedicar à meditação e a processos de relaxamento, onde, com relativa facilidade atinge o êxtase.

Este posicionamento pode gerar estranhos sentimentos de culpa como se fossem os responsáveis por tudo que acontece. Raramente sabem a causa desta sensação que os acompanha pela vida. Devido à sensação de serem vítimas permanentes, somatizam essas questões, atraindo para si doenças graves.

Quíron em Peixes ou na casa doze reflete uma grande sensibilidade para com o sofrimento, atenção para com os problemas coletivos pouco divulgados ou ocultos. Esta posição pode gerar terapeutas, curadores e reformadores que procuram no inconsciente coletivo as forças e as soluções para ultrapassarem os problemas crônicos da humanidade. Muitos deles trabalham longe da atenção pública.

Com este posicionamento a pessoa pode assumir uma personalidade desapegada e totalmente despojada perante a vida, mas de forma consciente e criativa, procurando ultrapassar as limitações e transmutar os seus próprios sofrimentos, complexos cristalizados através da autorrenúncia doadora e da prática da espiritualidade, regenerar a si e aos outros.

As terapias que podem ter bons resultados para estas pessoas são os cristais, cura quântica, limpezas da aura e energéticas.

.

Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates