Hoje apetece-me falar de um Neptuno diferente

17 de março de 2009 ·

Outras potencialidades dos aspectos natais de Neptuno

(1) Conjunto à cúspide da Casa 4 – Mediunidade. (2) Com o Sol - Oposição e se nas Casas 4, 5, 8 ou 12: Clarividência. (3) Com a Lua - Conjunção: Misticismo, desenvolvimento espiritual, vidência. Trígono, sextil: Faculdades paranormais. Quadratura: Tendência a práticas ocultistas. (4) Com Mercúrio - Conjunção: Elevada capacidade psíquica. Trígono, sextil: Capacidade para entender os outros. A capacidade de visualização é, com frequência, muito desenvolvida. (5) Com Vénus - Trígono: Grande paz de espírito. (6) Com Júpiter - Trígono, sextil: Carácter místico. (7) Com Úrano - Trígono: Interesse pelo ocultismo, psiquismo. Sextil: Desenvolvimento espiritual, mente intuitiva. (8) Com Plutão - Sextil: Consciencializa para a espiritualidade (toda uma geração). (9) Com o Ascendente - Conjunção ou na casa 1: Enorme intuição e vidência. (10) Com o Meio do Céu - Trígono: Intuição profunda.

...e, espantem-se, os contactos de Neptuno com Saturno são altamente curadores.

E agora? Como negar ou fazer de conta que o ser humano não possui este lado «misterioso»? Ou fingimos que a astrologia não nos diz estas coisas, também? Como justificar com simplicidade a existência destes fenómenos multidimensionais? Garanto, caro leitor, que fui muito suave ao escolher intencionalmente estes aspectos muito delicados. Reparem que só mencionei uma quadratura. Obviamente, usei a ilustração como forma divertida de chamar a atenção para o texto. Ninguém necessita de uma bola de cristal para ter «visões».

68 comentários:

Maria Paula Ribeiro disse...
17 de março de 2009 às 22:54  

Olá António,

;) e podes falar à vontade, com apetência!

Tenho um dúvida que me "chateia" um pouco, qual é a diferença entre clarividência e vidência?
Pode ser estúpida a pergunta mas para mim é igual, mas tenho lido que uns dizem clarividência, outros vidência.... :( E no dicionário fico na mesma...

Agora... dava-me jeito um "contactozito"(na minha profissão) com saturno, lol lol

;) Jinhos

António Rosa disse...
17 de março de 2009 às 23:08  

Olá Paula,

Boa pergunta que me fiz a mim mesmo há trinta nos e que fiz a imensas pessoas nos trinta anos seguintes.

Vidência - apenas «ver» como se fosse uma fotografia, uma imagem parada, congelada.

Clarividência - «ver» em movimento e a cores, com pormenores, «cenário», etc.

O dicionário tem razão, mas o ser humano é céptico por cultura, meio social onde está inserido e, sobretudo por educação e ainda não conseguiu atinar com as necessárias explicações.

E a definição que eu próprio te dei, como podes notar, não é nada razoável.

Há um astrólogo que passa a vida a zurzir na classe por misturarem a astrologia com carma e espiritualidade. Até aqui tudo bem. Nada de mal nessa visão.
No entanto, ele pratica magia angélica, usando a astrologia como um dos meios. Muito interessante, não achas? :)

Quando aceitaremos como válida a existência multidimensional da vida no seu todo.

Procura o contacto com Saturno, como pretendes. está dentro de ti.

Beijos

joana disse...
18 de março de 2009 às 01:44  

António... estava convencida que vidência era o tal "ver" e clarividência era "ver" + saber interpretar o que se "vê". Desculpem estar a meter o bedelho. Nunca li isto em lado nenhum. Beijinhos

Fada Moranga disse...
18 de março de 2009 às 02:30  

Ola Antonio, grande tema!

Mas entao e o meu Sextil Marte/Neptuno? Fui investigar.

Exemplos: trabalho relacionado com as artes, com os desfavorecidos, salvacao dos mais fracos, romantismo, grande idealismo, misticismo, compaixao, ligacao ao universo, concretizacao dos ideais... Estas sao as qualidades politicamente correctas!

Bem haja por este post!
Um grande*beijo, de Fada... Seducao neptuniana! :-))

Astrid Annabelle disse...
18 de março de 2009 às 03:30  

António...
Vim atraída por seu mago e a bola de cristal...rs,rs,rs...
Isso aqui vai me dar uma trabalheira danada até eu descobrir onde está o meu Netuno... e o que ele me diz!!!
Belo post...vai para o arquivo.
Beijo.
Astrid

Astrid Annabelle disse...
18 de março de 2009 às 03:35  

AH! esqueci!
Ía meter meu bico onde não fui chamada...
Clarividência corresponde à claravisão, o que significa perceber o visível e o invisível de uma situação.
A vidência representa o "ver", geralmente com antecipação, algum fato, situação,etc...
Agora ...um beijo de boa noite a todos!
Fui.....
Astrid

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 07:29  

Joana

Outra achega à vidência e clarividência. Excelente. Estes assuntos, hoje em dia são mais comuns do que eram há 15 anos e estão a descoberto. Também sabemos que foi montado um enorme negócio à volta do assunto, que por sua vez, atraiu um tremendo folclore.

Beijinho

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 07:31  

Fada

Se fosse uma quadratura das pesadas poderia dar um misticismo muito retorcido. As igrejas tradicionais têm muitas destas quadraturas!!!

Beijo

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 07:34  

Astrid

O seu Neptuno está na casa 2 e está assim:

- em oposição à Lua
- em conjunção a Marte
- contactos com Saturno e Úrano
- sextil ao Ascendente

Veja se consegue avaliar. se não conseguir eu dou uma ajuda.

Beijo

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 07:38  

Astrid

Eu escrevi no comentário anterior «sextil ao Ascendente», quando na verdade quando na verdade é «trígono ao Meio-do-Céu».

Muito obrigado pela achega à diferença entre «vidência» e «clarividência». Vou tomar nota nos meus apontamentos.

Beijo

Anónimo disse...
18 de março de 2009 às 09:25  

Oi António

De Netuno eu entendo assim como Urano ambos são bem destacados no meu mapa.

>Tenho Sol em oposição(partil) com Netuno
>Lua em conjunção(muiiiito exata) com Netuno

Não tenho Clarividencia nem Videncia amém hehehehehe.Mas esse artigo me deixou com medo hehehehe.Acho que não saberia o que fazer se tivesse.De verdade, Acho que tentaria "canilizar" de uma outra forma, não sei enfim espero que não aconteça.Não saberia como agir.O que eu tenho às vezes são "lampejos intuitivos"penso em alguma coisa e depois aquilo que pensei acontece.

De resto simpatizo muito de Netuno ele me torna muito inspirado e atraido pela dimensão politicamente incorreta da vida como Astrologia
huahuahuahuahuahuuuauhuahu


vlw

Voolivre(N)

Maria Paula Ribeiro disse...
18 de março de 2009 às 09:36  

;-) Obrigado António, Joana e Astrid,
pelo contributo sobre clarividência/vidência.

Isso não está no dicionário, mas ajuda imenso!

Kiss kiss

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 11:47  

Olá Voolivre

«O que eu tenho às vezes são "lampejos intuitivos"penso em alguma coisa e depois aquilo que pensei acontece.»

Gostei da expressão «lampejos intuitivos»... :)

Sabe que pode praticar? Não há razão para receios.

Abraço

António

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 11:47  

Paula

E como definirias tu essas diferenças?

Maria Paula Ribeiro disse...
18 de março de 2009 às 12:20  

António,

Tocaste num ponto sensível...

Por isso ter feito essa pergunta.

Subjacente a essa, está outra. Como diferenciar clarividência com sonho?

Sou uma pessoa que raramente me lembro do que sonho.
E surge confusão em o que é sonho e clarividência...

O que à posteriori vou eu própria, julgo eu, descobri-la, pois o tal cenário, em movimento e a cores (acho que aí se fez muita luz na tal diferença)se apresenta...

Os tais "lampejos". Ainda muito confusos para mim...mas tento observar e ficar atenta à sua interpretação.

Hoje, consegui descartar a vidência, pois não há o tal movimento.

Se tenho medo? Acho que não é verdadeiramente a palavra certa, mas antes falta de discernir o que poderia ser sonho e clarividência... Há que treinar, com cautela... ;)

Fiz-me entender ou Neptuno é demasiado confuso comigo?

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 13:02  

Paula

Fizeste entender-te muito bem. Não deverias descartar a «vidência». Com a prática saberás porquê.

adelaide figueiredo disse...
18 de março de 2009 às 14:12  

António,

Gostei de ler este post, aliás gosto sempre de ler artigos deste género, como bem sabe.
A definição de vidência e clarividência da Astrid vai ao encontro do que eu penso. Não sei se está certa ou errada mas concordo com ela.
Quanto ao meu Neptuno tem um bocadinho de tudo como eu costumo dizer :)) pois faz aspectos com todos os planetas e com alguns os aspectos são bem fortes como o António pode verificar.
Nunca tentei aprofundar a minha intuição porque há algo em mim que me contraria. Talvez Neptuno em Quadratura com Quiron, não sei. No entanto, no meu subconsciente algo me diz que posso ir mais fundo. Uma coisa que me acontece é falar com uma pessoa e dentro de mim faz-se um clic e tenho a sensação que poderia ver como essa pessoa reage, se é boa se é má etc. No entanto, tento não seguir essa intuição. Tenho medo de me enganar, tenho medo de julgar. Mais tarde, por vezes, fico a perceber que não estava enganada.
Coisas do futuro também tenho a percepção que acontecem. Já previ muitas coisas na minha vida, sem querer é claro.
Afinal, toda a gente tem um pouco dessas coisas mas eu não tento aprofundar como já disse.

Peço desculpa já me alonguei.

Abraço

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 14:21  

Adelaide

Gostei muito do seu testemunho. Valeu a pena. Não vale a pena ter medo desse mundo não tão invisível, como imaginamos. Não praticar potencialidades metafísicas também acarreta experiências menos simpáticas. Creio ser necessário praticar.

Abraço

Lemniscata disse...
18 de março de 2009 às 14:41  

Caro António, gosto muito de o visitar e vou sempre aprendendo algumas coisinhas :)! Mas, na verdade, mais de metade daquilo que diz é chinês para mim. Não sei nem o suficiente para lhe dirigir uma pergunta inteligente :)! No entanto, o mapa astral tem para mim uma utilidade imensa. Sempre que dou consultas, faço questão de elaborar o mapa da pessoa. Apesar de ser "analfabeta" em astrologia, conheço bem Signos e Elementos e isso permite-me fazer uma avaliação bastante rigorosa da natureza de quem tenho perante mim, bem como das questões com que deverá lidar nesta vida. Confesso que aprendi pouco sobre astrologia porque simplesmente não posso estudar tudo e tenho de fazer escolhas... mas sempre que venho aqui a minha curiosidade aguça-se perante o potencial. Obrigada por me despertar tanto interesse :)! Bjs *****

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 15:01  

Lemniscata

Agradeço muito a sua visita. Também aprecio visitá-la e ver aquelas coisas bonitas que confecciona.

A astrologia tem essa particularidade - possui múltiplas leituras. Pois é assim que se estuda esta arte/ciência superior.

Chamou-me a atenção um frase sua:

«isso permite-me fazer uma avaliação bastante rigorosa da natureza de quem tenho perante mim»

Se sente que apenas os signos e elementos já lhe permitem avaliar com rigor, imagine o que seria se utilizasse muitas outras ferramentas astrológicas. Seria fantástico e muitíssimo mais completo.

Abraço

Anónimo disse...
18 de março de 2009 às 17:56  

"Sabe que pode praticar?"

Como?Uma dica, please hehehe

Eu acho que o que eu tenho na verdade é dúvida.Tipo o que fazer com essas intuições?sabe?

O que fazer DEPOIS .Uma vez eu tive um desses "lampejos soltos" sobre uma amiga.De repente pensei que a gravidez dela não ia rolar.Algumas semanas depois ela perdeu o bebÊ.Não comentei isso com ninguem.

Mas agora eu fico pesando qual o objetivo disso?Qual a finalidade?

Tipo se eu tivesse contanto não teria feito a mímima diferença.Tanto faz,ela continuaria tento perdido o bebê.

É isso vlw.

vlw

Voolivre(N)

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 18:42  

Voolivre

Não vou responder à sua pergunta, porque lhe vou dar esta dica:

Vá ao blogue da minha amiga Ma Jivan

http://adinamicadoinvisivel.blogspot.com/

e faça a pergunta.

Ela responderá com muito mais sabedoria do que eu, pois é uma Mestra e o seu blogue é um projecto muito especial para ajudar as pessoas explicando estas coisas.

Sei que ela lhe vai dizer duas coisas:

- que pode e deve treinar a sua intuição e mediunidade.

- que as dúvidas são parte integrante dos homens sábios, porque só os homens burros têm certezas.

O potencial do seu mapa é incrível. Saiba você cumprir consigo mesmo.

Abraço

Anónimo disse...
18 de março de 2009 às 20:15  

António

Acabei de enviar uma mensagem pro email dela.

O que tiver que ser será, :)

muito grato,

vlw

Voolivre(N)

Samsara disse...
18 de março de 2009 às 20:41  

Com a conjunção de Neptuno ao ascendente sinto essa intuição forte, mas a vidência nem por isso, a menos que sejam alturas em que estejam a ser activados por algum trânsito, aí é diferente, fica mais forte.
Gostei da imagem :)
Beijinhos

Astrid Annabelle disse...
18 de março de 2009 às 21:10  

António.
Quero agradecer a indicação...
Estarei realizando o post resposta o mais rápido que for possível.
Não pude deixar de rir muito com a afirmação que fez em resposta ao Voolivre:
"que as dúvidas são parte integrante dos homens sábios, porque só os homens burros têm certezas."
Um beijo sem comentários.
Astrid

Rui Santos disse...
18 de março de 2009 às 21:17  

Olá António gostei muito do seu post.

Tal como a Maria Paula Ribeiro comentou tambem não entendo a diferenla entre clarividência e Vidência.

Penso que se tiver uma visão e essa visão for clara vai para a categoria de Clarividência.

Se tivermos apenas uma vidência, ela fica por ai, por não ser muito clara.

Aquela de que nuinguem precisa de uma Bola de Cristal está o MÀXIMO.

Um Abraço

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 21:24  

voolivre

Tenho a certeza que será uma experiência muito especial para si, escutar a Ma Jivan.

Abraço

Dunyazade disse...
18 de março de 2009 às 21:25  

Bom, dia 21 já não é o evento :/
Fica para outra altura, não faz mel.

Quanto ao meu neptuno:
- na casa 1, mas noutro signo que nao o de ascendente
- trigono mercurio
- biquintil marte
- sextil jupiter
- semi-setil urano
- sextil pultao
- sesquiquadratura a quiron
- quadratura a mc

este nao tenho bem a certeza:
- quinconcio a saturno

Acho que nao tenho "problemas neptunianos" (tipo ilusões e tal), mas tenho uma imaginação demasiado desenvolvida e estou sempre a sonhar acordada (trig. a mercurio)
- o biquintil a marte diz-me: será que lutei por questoes religiosas em vidas passadas? lol
- nem me tinha apercebido antes da semi-quadratura a urano, a 0 graus... talvez explique o interesse pela astrologia. O sextil a jupiter "explica" a minha eterna busca do que está Além.

Na casa 1... não sei se sou psíquica... não sei se gostava de ser. Noto que, se me der ao trabalho de o fazer, anotando os meus sonhos, há algo que se revela sempre mais tarde e que se fez anunciar de algum modo em sonhos que tive muito tempo antes. Mas é quase como se fosse em termos de metáfora. Mas não tenho paciencia para estar a anota-los todos os dias (eu sei escrever com acentos, notem, mas no trabalho é assim que se escreve, por isso ja estou habituada).

- Esta quadratura com o mc, engraçado, também nunca a tinha notado. Será que por isso, de tantos em tantos anos, eu fico perdida, ou melhor, mudo completamente os meus planos em termos de carreira? (plutao em semi-quadratura com o sol, como o António já me havia indicado antes). Agora, por exemplo, não faço a mais pequena ideia daquilo que quero fazer (em termos de carreira e projecto de vida - claro que neptuno agora em transito está oposto ao meu mc).

Bom, ces't tout.

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 21:26  

Astrid

Perante a pergunta que o Voolivre fez, lembrei-me imediatamente de si. Só podia!

Também me ri quando me ocorreu responder assim.

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 21:26  

Patrícia

O teu mapa é bem explícito. O resto é do teu livre arbítrio. :)

Beijo

joana disse...
18 de março de 2009 às 21:28  

para corrigir... acho então que confundi clarividência com sabedoria ou algo similar : P

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 21:28  

Rui

É verdade, não acha? Ninguém precisa memso de uma bola de cristal nem de uma mesa d epé de galo. :)))))))

Abraço, amigo

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 21:29  

Joana

As mulheres sábias costumam usar de imensa clarividência. :))))))))

Beijinho

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 21:37  

Dunyazade

«o biquintil a marte diz-me: será que lutei por questoes religiosas em vidas passadas? lol»

Sim, com sucesso.:)

«Na casa 1... não sei se sou psíquica... não sei se gostava de ser.»

Aqui, neste assunto não dispõe de grande livre-arbítrio. É a 1, Duny.

«Mas é quase como se fosse em termos de metáfora.»

É uma 'escrita' pessoal. É só desenvolver os códigos interpretativos. :)

«Esta quadratura com o mc, engraçado, também nunca a tinha notado. Será que por isso, de tantos em tantos anos, eu fico perdida, ou melhor, mudo completamente os meus planos em termos de carreira?»

No lado mais terreno pode acontecer isso. Vou olhar melhor para a sua carta...

Sabe que lhe digo?

Das pessoas com quem contacto aqui na net, a Dunyazade é uma das que mais talento de «bruxinha» possui. Bruxinha, no sentido carinhoso e positivo. Sim, é muito forte, mesmo.

Abraço

joana disse...
18 de março de 2009 às 21:38  

António... pois é provável : ) Mas tb não tenho claro o significado da palavra ; ) Sou bem bem miúpe : )))
Beijinho

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 21:45  

Joana

...os seus sonhos... as suas visões internas... a capacidade de ser diferente e ser aceite... a sua enorme capacidade de 'saber' com antecedência...

São tantas coisas.

Vamos ter que falar melhor sobre as quadraturas e semi-quadraturas de Quíron em trânsito no seu mapa. Sabe, a tal subida da kundalini. Vamos tratar disso.

Beijinho

António Rosa disse...
18 de março de 2009 às 21:51  

A todos os amigos

A propósito da resposta que dei à Joana, lembrei-me de vos propor o seguinte:

- façam o rastreamento com o vosso mapa e procurem a:

1ª quadratura e 1ª semi-quadratura de Quíron a ele mesmo, para analisarmos a questão da subida da kindalini, que está intimamente ligada a estas questões que temos comentado neste post.

A partir dai segue-se-lhe o rasto.

Posso dar uma ajuda a quem quiser, pois tenho um programinha que me diz isso com rapidez e deixo aqui no post.

Abraço

Maria Paula Ribeiro disse...
18 de março de 2009 às 23:55  

Olá de novo,

;-) Belos e sábios comentários.
Fartei-me de rir também como os "burros"...pois de certezas vive constantemente o meu batanete, LOL

Resolvi seguir as tuas pistas.

Pelo que percebi, tenho a 1ª semi-quadratura na casa II em gémeos. Como era miúda,e ainda no estrangeiro, não tenho bem certezas...mas há memória de uma bem visível. Também foi nesse ano que vim para Portugal.
Agora, a 1ª quadratura, em caranguejo, na casa 4.
Se não me enganei no ano (1990) terá sido aquele em que revoltei com Deus cristão, questionei todos os valores religiosos que me tinham sidos transmitidos e foi sem dúvida uma constante busca interior de que "algo" não estava correcto...e que deveria haver outro caminho.

Obrigado. Kiss
PS: podes conferir no teu "programazito" se os dados deram certos? Sfvv

adelaide figueiredo disse...
19 de março de 2009 às 01:18  

António,

Agradecida por este esclarecimento. Se bem entendi é a 1ª semi quadratura e a 1ª quadratura de Quiron a Quiron.

1ª semi quadratura grau exacto5/2/61 a quadratura 23/5/72.

Aguardarei qualquer esclarecimento.

Abraço

Adelaide Figueiredo

Lemniscata disse...
19 de março de 2009 às 01:43  

Pois é António, é isso mesmo que imagino :)! Deixa-me fascinada como é que este pouco que eu tenho já me dá tanto, que faria eu se conhecesse o resto! Mas por outro lado, parece-me realmente muito complexo e merecedor de todo o empenho no seu estudo - nada que eu possa investir de momento, são as tais escolhas. A minha área de eleição (plantas) também é muito rica e vou estar "entretida" com ela por vários séculos :). Para o meu trabalho necessito da astrologia mas também de outras disciplinas, de maneira que vou investindo aqui e ali para ir caminhando. Bjs *****

Dunyazade disse...
19 de março de 2009 às 09:19  

«Das pessoas com quem contacto aqui na net, a Dunyazade é uma das que mais talento de «bruxinha» possui. Bruxinha, no sentido carinhoso e positivo. Sim, é muito forte, mesmo.»

Ri-me quando li isto!
O chato é que nunca acerto nos números do totoloto, snif :/
Acho que não podemos usar as nossas capacidades dessa maneira, lol. O que é pena :P

Mais tarde vejos a quadratura e semi-quadratura de quíron.

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 10:51  

Paula,

Tiveste uma muito longa 1ª semi-quadratura. Os contactos partiles tiveram início em Maio de 1984 e o último foi em Março de 1985, tendo terminado o trânsito no mês seguinte. Quíron em trânsito estava em Gémeos, na casa 2. Em simultâneo fez uma conjunção ao Sol.

Foi na altura em que passaste dos 11 para 12 anos.

A 1ª quadratura partil ocorreu em Julho de 1990. Não houve movimento retrógrado. Em Caranguejo, na casa 5. Fazia também uma quadratura a Úrano. Tinhas 17 anos.

Seria interessant investigares a estrela fixa «Spica» pois recebeu uma quadratura de Quíron esse mesmo ano.

Aqui a questão é analisares em privado, que acontecimentos muito significativos terão ocorrido nestes dois períodos e tentares perceber o significado disso na tua vida.

Obviamente, a kundalini tentou passar por todos os teus chakras. Isto terá dado a medida em que terás conseguido passar para o outro lado do véu, iniciando assim contactos multidimensionais que traduzimos aqui em baixo com outros nomes.

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 11:52  

Adelaide

Teve uma muito longa 1ª semi-quadratura. Os contactos partiles tiveram início em Abril de 1960 e o último foi em Fevereiro de 1961, tendo terminado o trânsito no mês seguinte. Quíron em trânsito estava em Peixes, na casa 4. Em simultâneo fez uma conjunção ao Sol.

Neste trajecto fez um contactoa à estrela fixa «Algol». Investigar, por favor, a natureza desta estrela. Deve ter sido uma fase complexa, difícil. Questões de saúde? Perdas importantes? A sua mediunidade vinha ao de cima. Seria confirmada na 1ª quadratura.

Andava pelos seus 7 / 8 anos. Não fiz as contas exactas.

A 1ª quadratura partil ocorreu em Maio de 1972. A última foi em Março de 1973. Foi um trânsito muito longo e muito intenso. Em Carneiro, na casa 5, claramente a influenciar a casa 6. Andava pelos seus 19 / 20 anos. Não fiz as contas exactas. A subida da kundalini nestas idades é sempre uma enorme luta das hormonas.

Neste trajecto fez uma excelente quadratura à estrela fixa «Sirius». Investigar, por favor, a natureza desta estrela. Deve ter sido um turbilhão de ideias - mil coisas ao mesmo tempo. Muitas dúvidas, mas muito benéfico.

Aqui a questão é analisar em privado, que acontecimentos muito significativos terão ocorrido nestes dois períodos e tentar perceber o significado disso na sua vida.

Os trânsitos por Carneiro/Aries trazem à superfície questões como timidez, insegurança, complexos, muitas vezes agravam-se problemas de natureza física, que passando inadvertido aos demais, tem enorme importância na vida da pessoa. A grande aprendizagem neste signo, basicamente é esta: aprender a ser mais assertiva, a não ter que agradar aos outros, não ocultar os sentimentos, sem cair no excesso de sentir-se completamente auto-suficiente. Após superadas estas circunstâncias podem ser pessoas com criatividade e magnetismo, com estilo e bastante inovadores, com imensa capacidade de potenciar e animar as outras pessoas.

Pelo facto de estar a passar na casa 5, obviamente estamos a falar de algumas questões opostas ao que mencionei acima: criatividade e capacidade de desfrutar da vida, podendo dar-se um desinteresse pelos outros, não se importando com o que pensam. Portanto, o conflito interno é harmonizar estes extremos.

Em termos mediúnicos é a grande aprendizagem pelo que é global e total e, sobretudo não ter medo.

A kundalini em subida para o chakra coronário nesta idade, pode ser muito embaraçoso, mas pelo menos há a possibilidade de uma atitude de maior consciência com o meio onde nos desenvolvemos.

Abraço

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 11:56  

Paula e Adelaide,

As explicações que dei são muito rudimentares. É preciso aprofundar.

Analisem as estrelas fixas. No site há uma boa matéria sobre isto:

http://www.nova-lis.com/index.php?option=com_content&view=category&id=37&Itemid=115

É necessário estar registado no site para aceder a estas informações.

Encontra em:

- Iniciação à astrologia
- Astrologia - nível 3
- Estrelas fixas

joana disse...
19 de março de 2009 às 13:34  

"Vamos ter que falar melhor sobre as quadraturas e semi-quadraturas de Quíron em trânsito no seu mapa. Sabe, a tal subida da kundalini. Vamos tratar disso."

António, não entendi...
Está a falar dos trânsitos de agora ?
Quadratura de Quíron em transito à Parte da Fortuna (e a maravilhosa Algol ; )) + semi-quadratura ao NN ?
Ou está a falar dos trânsitos de Quíron a Quíron como fez para a Adelaide e Maria Paula ?
É que sobre estes últimos já falamos uma vez... ainda que a conversa tenha ficado um pouco interrompida.

Beijinho

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 15:17  

Joana

Estava a falar dos primeiros trânsitos de Quíron a ele mesmo. Nem me recordava que já tinha falado consigo sobre este assunto. Mas que não seja este o problema, até porque se ficou interrompido, sempre poderemos continuar.

Beijo

Anónimo disse...
19 de março de 2009 às 16:20  

Bom vamo lá:

Fui dá uma rápida olhada e encontrei

Contantos (partil):

1ª semiquadratura ocorreu no segundo semestre de 1992(4 anos)-A essa altura não me lembro nada heehehe


1ª quadratura ocorreu no segundo semestre de 1995(7 anos)-Essa bateu certinha nessa época minha familia se mudou de estado.Novos amigos, nova escola, novo ambiente.Tudo novo. :)

No incio foi um pouco traumático por ter que entrar em uma escola na metade do ano com todos os grupinhos já formados. mas depois me enturmei.Foi tb nessa altura que começei com as famosas perguntinhas infantis sobre "sexo" pro meus pais.Minha mãe diz que eu tinha uma curiosidade obsessiva :))

Foram contatos rápidos(zona de perélio) com Quíron transitando com movimento acelerado portanto cobrando agilidade.

ps:Quíron na 1ª semiquadratura fez conjunção com Dubhe(natureza de Marte).

Na 1ª quadratura fez um quadratura :) com Spiculum(natureza de Lua e Marte)

abrs,

VooLivre

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 16:46  

VooLivre

A sua 1ª semi-quadratura foi mais longa que na 1ª quadratura e esta deve ter ocorrido na sua casa 12, quase concomitante ao ponto cardinal de Libra. Claro que despoletou essa curiosidade toda, muito saudável.

Certamente, que com essa idade tão jovem a kundalini subiu tranquilamente até ao chakra coronário.

Sabe dizer-me se na 1ª quadratura a sua saúde era estável?

Abraço

Anónimo disse...
19 de março de 2009 às 18:18  

"Sabe dizer-me se na 1ª quadratura a sua saúde era estável?"

Minha saúde era estavel sim.Sempre foi, numca fui uma criança de adoerçer facilmente ou ficar de cama por exemplo.A única coisa que ocorria muito frequentemente comigo eram cortes, mas isso creio que não se deva a esses trasitos de Quíron.

É uma caracteristica natal.Meu Marte aflito por Mercúrio e Vênus de um lado e por Saturno e Urano do outro hehehehhe

A minha sorte é que criança cicatriza rápido assim restaram poucas marcas.

vlw

Voolivre

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 18:21  

Voolivre

Obrigado pelo testemunho.

Anónimo disse...
19 de março de 2009 às 18:23  

ps: Embora tlvez o aspecto de quadratura de Quíron com Spiculum.Uma estrela de natureza de Marte-Lua tenha intensificado essa tendencia inata.



voolivre

Anónimo disse...
19 de março de 2009 às 18:25  

vlw Antonio

tavamos digitado juntos heheheheeh

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 18:59  

Voolivre

O que lhe vou dizer vai deixá-lo a rir com gosto.

Primeiro, fazer uma revisão aos grandes acontecimentos em 2002 (oposição de Quíron).

dar atenção a estas datas:

- à quadratura de 2018 / 2019 /2020 em Áries.
- mais tarde, no retorno de Quíron.

Não disse que se ia rir? Com estas datas num futuro tão longínquo?

Estas estrelas vão ajudar durante toda a vida:

- Sadalmeik
- Fomalhaut
- Deneb Adige

Olho nesta: Gaffias

:)))

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 19:00  

Deixo aos leitores a significação da Spiculum: Grande vivacidade e agilidade no sentido alargado da palavra. Desejo de glória. Natureza combativa, perseverante e vigorosa. Grandes riscos de problemas nos olhos que podem causar cegueira. Paixões exacerbadas. Esta estrela predispõe o nativo a ter problemas psicológicos. O nativo que tiver esta estrela no seu zodíaco de nascimento poderá obter muito provavelmente um êxito social interessante, sobretudo se tiver uma carta do céu positiva e avançar no sentido favorável da estrela.

Já nem me lembrava... tive que ir ao site.

Sandro Gomes disse...
19 de março de 2009 às 20:07  

Antônio,

Voltando para Netuno. Minha esposa tem Netuno em conjunção com Júpiter (seu regente do ascendente) ambos na Casa 12 em Sagitário, em quadratura com o MC e em oposição com Saturno Retrógrado na Casa 6.
Ela "sonha" com o futuro. Ela na adolescência "sonhou" várias vezes comigo, como sendo o homem que iria casar com ela, isso mais de dez anos antes de nos conhecermos! Já sonhou com nossa atual moradia, com nossas recentes férias, com antecedência de meses. São sonhos muito vivos e ricos em detalhes, bem diferentes dos usuais. Ela também sonha com pessoas (parentes,amigos,colegas de trabalho) que estão passando por alguma dificuldade, vê com nitidez a pessoa refletindo sobre seus problemas, as vezes, situações ocorridas no dia anterior. Além disso, ela quando está bem concentrada, em silêncio e calma, tem lampejos sobre o estado físico, psíquico e espiritual das pessoas, sobre a índole e personalidade delas que estão ao seu redor no ambiente.
Minha esposa não usa bola de cristal, nem usa turbante. Ela é muito festeira e animada, falante,um carnaval em pessoa, bem diferente do esteriótipo de pessoas mediúnicas. Mistérios de Netuno e da Casa 12.

Anónimo disse...
19 de março de 2009 às 20:11  

Antonio vou olhar sim

A oposição é mais explícita pra mim, foi logo no ínicio da minha adolencencia(fase difícil heh).Quanto a essa 2ª quadratura será bem looonga.Espero que esses meus contantos precoces com Quíron me ajude nesse sentido.Foi uma ótima preparação.

Quanto ao tempo é bem relativo passa muito rápido por isso trato de curti-lo intensamente sem maiores pretenções.Viver é a questão.

Mas é diverdido me imaginar daqui a 10 ou 40 anos.Só espero que não fique ranzinza com o tempo. huahuauahuahua


vlw e rumo a esses futuros contatos

Ps:Uma curiosidade astrológica:Qual a técnica vc empregou pra determinação dessas estrelas?Midpoints?

ps2:A única coisa que é pior do que lembrar o nome de todas as estrelas FIXAS é lembrar o nome de todos os asteroides CRESCENTES hehehhehehehe

Voolivre

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 20:16  

Sandro

Um testemunho impressionante. Com aquele Júpiter e contactando com o MC e Saturno só podia mesmo dar uma situação muito organizada. Isso é mediunidade altamente bem colocada. Impressionante!

Abraço

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 20:20  

Voolivre

Veja que contactos natais o seu Quíron faz às estrelas fixas e chegará lá com muita facilidade.

Abraço

Anónimo disse...
19 de março de 2009 às 21:17  

hehehe

Respondido Antonio.

vlw e brigado

Voolivre

adelaide figueiredo disse...
19 de março de 2009 às 23:15  

António

Só agora lhe consegui responder. O tempo por aqui não abunda.

Fiquei muito grata por tudo o que disse sobre este asunto, na parte que me dizia respeito e li também todas as outras respostas que são muiito interessantes.

Quanto a mim fui ver o que diziam as estrelas fixas. Tem razão em tudo o que disse na semi quadratura e na quadratura. Não é tudo à letra mas parte do contexto está certíssimo.

Vou tentar ler mais sobre o assunto. Fiquei mais interessada e vou fazer mais pesquisa.

Afinal eu não tenho medo. O que me acontece é que penso que os não esclarecidos pensem que eu não sou boa da cabeça. Não tenho qualquer problema em falar nisto em círculos onde se fale e te entenda e se estude.

Um dia falaremos nisto com mais calma. Tenho mais 2 ou 3 experiências para contar. São um pouco complicadas para descrever aqui. Nada de estranho para mim mas fico-me por aqui agora.

Abraço

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 23:23  

Adelaide

Sei que não tem medo. Apenas descrevi a natureza astrológica geral. Belo testemunho. As estrelas fixas são sempre uma surpresa.

Abraço

António Rosa disse...
19 de março de 2009 às 23:25  

Para todos os estudiosos de astrologia:

Deixo aqui um linque precioso, do AstroDatabank, a maior base de dados astrológicos que existe. Agora é um serviço público, pois é de divulgação gratuita.

http://www.astro.com/astro-databank/Main_Page

Dunyazade disse...
20 de março de 2009 às 00:15  

Olá.

A minha semi-quadratura, se não me engano, de quiron (natal a 20 Carneiro, casa cinco, em trânsito Quíron estava a 5 gémeos na casa 7) foi em 84 e 85, 11 e 12 anos. Acho que foram épocas felizes na minha vida: mudei de escola e, ah, andava completamente apaixonada por um rapazinho que era, se não me engano, Carneiro :p
Lembro-me de aos 12 anos pensar que a minha vida, no futuro, ia ser absolutamente Perfeita, e que eu ia ter tudo o que queria. Oh bliss :p Claro que não foi bem assim.

Quadratura, 1990, quíron em trânsito na casa 8 - 17 anos. Lembro-me que nessa época (já tinha tido um anterior contacto com a arqueologia aos 16 anos, a propósito - arqueologia: casa 8 - e menciono isto porque tive esse insight na parte dedicada à cultura da câmara municipal de Loures, onde estava o departamento de arqueologia, ao ouvir a malta ao meu redor a falar)) me espantei ao aperceber-me que não havia grande diferença entre adultos e crianças/jovens - ou seja, não se obtinha maturidade só porque se se "crescia" - era igual, era tudo igual. Isso espantou-me e chocou-me. (Lembro-me que nessa altura houve um género de crescimento interior, uma maturidade minha, que eu notei. Houve outro quando tinha 19 anos.) Nessa época pensava que o resto da minha vida ia ser passada com pedrinhas e a escavar.
Claro que me enganei outra vez.

De resto não me lembro de mais nada assim relevante. Bolas, devia ter feito diários nessa época.

Gude nite ;)

António Rosa disse...
20 de março de 2009 às 08:51  

Dunyazade

Ora aí está, a perfitíssima qualidade dos diários com uma fechadura e capa de plástico.:)

Gostei imenso do seu testemunho.

Kundalini altera hormonas, o que é normal.

Grato

Dunyazade disse...
20 de março de 2009 às 09:53  

Eu sou paranóica, na adolescência nunca teria um diário, lol.

*********

Provavelmente em Abril irei ao evento :)

António Rosa disse...
21 de março de 2009 às 15:26  

Recomendei ao Voolivre que perguntasse à nossa amiga Ma Jivan sobre estas questões da intuição.

Ele perguntou e já obteve resposta.

Aqui:

http://adinamicadoinvisivel.blogspot.com/2009/03/os-sinais-que-vida-da.html

Anónimo disse...
21 de março de 2009 às 18:44  

"Recomendei ao Voolivre que perguntasse à nossa amiga Ma Jivan sobre estas questões da intuição."

Uma resposta excelente que muito me ajudou.

Antonio vlw pela dica

Ma Jivan vlw pela doação e pela prontidão,sucesso pra ti.

bye

Voolivre

Efigênia Coutinho disse...
24 de março de 2009 às 21:50  

Ninguém necessita de uma bola de cristal para ter «visões».


Gostei deste espaço dedicado ao Universo, voltarei mais vezes, se tiver um tempo, leia em meu Blog Poesias com Imagens PRESSÁGIO,
Efigênia Coutinho

17 de março de 2009

Hoje apetece-me falar de um Neptuno diferente

Outras potencialidades dos aspectos natais de Neptuno

(1) Conjunto à cúspide da Casa 4 – Mediunidade. (2) Com o Sol - Oposição e se nas Casas 4, 5, 8 ou 12: Clarividência. (3) Com a Lua - Conjunção: Misticismo, desenvolvimento espiritual, vidência. Trígono, sextil: Faculdades paranormais. Quadratura: Tendência a práticas ocultistas. (4) Com Mercúrio - Conjunção: Elevada capacidade psíquica. Trígono, sextil: Capacidade para entender os outros. A capacidade de visualização é, com frequência, muito desenvolvida. (5) Com Vénus - Trígono: Grande paz de espírito. (6) Com Júpiter - Trígono, sextil: Carácter místico. (7) Com Úrano - Trígono: Interesse pelo ocultismo, psiquismo. Sextil: Desenvolvimento espiritual, mente intuitiva. (8) Com Plutão - Sextil: Consciencializa para a espiritualidade (toda uma geração). (9) Com o Ascendente - Conjunção ou na casa 1: Enorme intuição e vidência. (10) Com o Meio do Céu - Trígono: Intuição profunda.

...e, espantem-se, os contactos de Neptuno com Saturno são altamente curadores.

E agora? Como negar ou fazer de conta que o ser humano não possui este lado «misterioso»? Ou fingimos que a astrologia não nos diz estas coisas, também? Como justificar com simplicidade a existência destes fenómenos multidimensionais? Garanto, caro leitor, que fui muito suave ao escolher intencionalmente estes aspectos muito delicados. Reparem que só mencionei uma quadratura. Obviamente, usei a ilustração como forma divertida de chamar a atenção para o texto. Ninguém necessita de uma bola de cristal para ter «visões».

68 comentários:

Maria Paula Ribeiro disse...

Olá António,

;) e podes falar à vontade, com apetência!

Tenho um dúvida que me "chateia" um pouco, qual é a diferença entre clarividência e vidência?
Pode ser estúpida a pergunta mas para mim é igual, mas tenho lido que uns dizem clarividência, outros vidência.... :( E no dicionário fico na mesma...

Agora... dava-me jeito um "contactozito"(na minha profissão) com saturno, lol lol

;) Jinhos

António Rosa disse...

Olá Paula,

Boa pergunta que me fiz a mim mesmo há trinta nos e que fiz a imensas pessoas nos trinta anos seguintes.

Vidência - apenas «ver» como se fosse uma fotografia, uma imagem parada, congelada.

Clarividência - «ver» em movimento e a cores, com pormenores, «cenário», etc.

O dicionário tem razão, mas o ser humano é céptico por cultura, meio social onde está inserido e, sobretudo por educação e ainda não conseguiu atinar com as necessárias explicações.

E a definição que eu próprio te dei, como podes notar, não é nada razoável.

Há um astrólogo que passa a vida a zurzir na classe por misturarem a astrologia com carma e espiritualidade. Até aqui tudo bem. Nada de mal nessa visão.
No entanto, ele pratica magia angélica, usando a astrologia como um dos meios. Muito interessante, não achas? :)

Quando aceitaremos como válida a existência multidimensional da vida no seu todo.

Procura o contacto com Saturno, como pretendes. está dentro de ti.

Beijos

joana disse...

António... estava convencida que vidência era o tal "ver" e clarividência era "ver" + saber interpretar o que se "vê". Desculpem estar a meter o bedelho. Nunca li isto em lado nenhum. Beijinhos

Fada Moranga disse...

Ola Antonio, grande tema!

Mas entao e o meu Sextil Marte/Neptuno? Fui investigar.

Exemplos: trabalho relacionado com as artes, com os desfavorecidos, salvacao dos mais fracos, romantismo, grande idealismo, misticismo, compaixao, ligacao ao universo, concretizacao dos ideais... Estas sao as qualidades politicamente correctas!

Bem haja por este post!
Um grande*beijo, de Fada... Seducao neptuniana! :-))

Astrid Annabelle disse...

António...
Vim atraída por seu mago e a bola de cristal...rs,rs,rs...
Isso aqui vai me dar uma trabalheira danada até eu descobrir onde está o meu Netuno... e o que ele me diz!!!
Belo post...vai para o arquivo.
Beijo.
Astrid

Astrid Annabelle disse...

AH! esqueci!
Ía meter meu bico onde não fui chamada...
Clarividência corresponde à claravisão, o que significa perceber o visível e o invisível de uma situação.
A vidência representa o "ver", geralmente com antecipação, algum fato, situação,etc...
Agora ...um beijo de boa noite a todos!
Fui.....
Astrid

António Rosa disse...

Joana

Outra achega à vidência e clarividência. Excelente. Estes assuntos, hoje em dia são mais comuns do que eram há 15 anos e estão a descoberto. Também sabemos que foi montado um enorme negócio à volta do assunto, que por sua vez, atraiu um tremendo folclore.

Beijinho

António Rosa disse...

Fada

Se fosse uma quadratura das pesadas poderia dar um misticismo muito retorcido. As igrejas tradicionais têm muitas destas quadraturas!!!

Beijo

António Rosa disse...

Astrid

O seu Neptuno está na casa 2 e está assim:

- em oposição à Lua
- em conjunção a Marte
- contactos com Saturno e Úrano
- sextil ao Ascendente

Veja se consegue avaliar. se não conseguir eu dou uma ajuda.

Beijo

António Rosa disse...

Astrid

Eu escrevi no comentário anterior «sextil ao Ascendente», quando na verdade quando na verdade é «trígono ao Meio-do-Céu».

Muito obrigado pela achega à diferença entre «vidência» e «clarividência». Vou tomar nota nos meus apontamentos.

Beijo

Anónimo disse...

Oi António

De Netuno eu entendo assim como Urano ambos são bem destacados no meu mapa.

>Tenho Sol em oposição(partil) com Netuno
>Lua em conjunção(muiiiito exata) com Netuno

Não tenho Clarividencia nem Videncia amém hehehehehe.Mas esse artigo me deixou com medo hehehehe.Acho que não saberia o que fazer se tivesse.De verdade, Acho que tentaria "canilizar" de uma outra forma, não sei enfim espero que não aconteça.Não saberia como agir.O que eu tenho às vezes são "lampejos intuitivos"penso em alguma coisa e depois aquilo que pensei acontece.

De resto simpatizo muito de Netuno ele me torna muito inspirado e atraido pela dimensão politicamente incorreta da vida como Astrologia
huahuahuahuahuahuuuauhuahu


vlw

Voolivre(N)

Maria Paula Ribeiro disse...

;-) Obrigado António, Joana e Astrid,
pelo contributo sobre clarividência/vidência.

Isso não está no dicionário, mas ajuda imenso!

Kiss kiss

António Rosa disse...

Olá Voolivre

«O que eu tenho às vezes são "lampejos intuitivos"penso em alguma coisa e depois aquilo que pensei acontece.»

Gostei da expressão «lampejos intuitivos»... :)

Sabe que pode praticar? Não há razão para receios.

Abraço

António

António Rosa disse...

Paula

E como definirias tu essas diferenças?

Maria Paula Ribeiro disse...

António,

Tocaste num ponto sensível...

Por isso ter feito essa pergunta.

Subjacente a essa, está outra. Como diferenciar clarividência com sonho?

Sou uma pessoa que raramente me lembro do que sonho.
E surge confusão em o que é sonho e clarividência...

O que à posteriori vou eu própria, julgo eu, descobri-la, pois o tal cenário, em movimento e a cores (acho que aí se fez muita luz na tal diferença)se apresenta...

Os tais "lampejos". Ainda muito confusos para mim...mas tento observar e ficar atenta à sua interpretação.

Hoje, consegui descartar a vidência, pois não há o tal movimento.

Se tenho medo? Acho que não é verdadeiramente a palavra certa, mas antes falta de discernir o que poderia ser sonho e clarividência... Há que treinar, com cautela... ;)

Fiz-me entender ou Neptuno é demasiado confuso comigo?

António Rosa disse...

Paula

Fizeste entender-te muito bem. Não deverias descartar a «vidência». Com a prática saberás porquê.

adelaide figueiredo disse...

António,

Gostei de ler este post, aliás gosto sempre de ler artigos deste género, como bem sabe.
A definição de vidência e clarividência da Astrid vai ao encontro do que eu penso. Não sei se está certa ou errada mas concordo com ela.
Quanto ao meu Neptuno tem um bocadinho de tudo como eu costumo dizer :)) pois faz aspectos com todos os planetas e com alguns os aspectos são bem fortes como o António pode verificar.
Nunca tentei aprofundar a minha intuição porque há algo em mim que me contraria. Talvez Neptuno em Quadratura com Quiron, não sei. No entanto, no meu subconsciente algo me diz que posso ir mais fundo. Uma coisa que me acontece é falar com uma pessoa e dentro de mim faz-se um clic e tenho a sensação que poderia ver como essa pessoa reage, se é boa se é má etc. No entanto, tento não seguir essa intuição. Tenho medo de me enganar, tenho medo de julgar. Mais tarde, por vezes, fico a perceber que não estava enganada.
Coisas do futuro também tenho a percepção que acontecem. Já previ muitas coisas na minha vida, sem querer é claro.
Afinal, toda a gente tem um pouco dessas coisas mas eu não tento aprofundar como já disse.

Peço desculpa já me alonguei.

Abraço

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...

Adelaide

Gostei muito do seu testemunho. Valeu a pena. Não vale a pena ter medo desse mundo não tão invisível, como imaginamos. Não praticar potencialidades metafísicas também acarreta experiências menos simpáticas. Creio ser necessário praticar.

Abraço

Lemniscata disse...

Caro António, gosto muito de o visitar e vou sempre aprendendo algumas coisinhas :)! Mas, na verdade, mais de metade daquilo que diz é chinês para mim. Não sei nem o suficiente para lhe dirigir uma pergunta inteligente :)! No entanto, o mapa astral tem para mim uma utilidade imensa. Sempre que dou consultas, faço questão de elaborar o mapa da pessoa. Apesar de ser "analfabeta" em astrologia, conheço bem Signos e Elementos e isso permite-me fazer uma avaliação bastante rigorosa da natureza de quem tenho perante mim, bem como das questões com que deverá lidar nesta vida. Confesso que aprendi pouco sobre astrologia porque simplesmente não posso estudar tudo e tenho de fazer escolhas... mas sempre que venho aqui a minha curiosidade aguça-se perante o potencial. Obrigada por me despertar tanto interesse :)! Bjs *****

António Rosa disse...

Lemniscata

Agradeço muito a sua visita. Também aprecio visitá-la e ver aquelas coisas bonitas que confecciona.

A astrologia tem essa particularidade - possui múltiplas leituras. Pois é assim que se estuda esta arte/ciência superior.

Chamou-me a atenção um frase sua:

«isso permite-me fazer uma avaliação bastante rigorosa da natureza de quem tenho perante mim»

Se sente que apenas os signos e elementos já lhe permitem avaliar com rigor, imagine o que seria se utilizasse muitas outras ferramentas astrológicas. Seria fantástico e muitíssimo mais completo.

Abraço

Anónimo disse...

"Sabe que pode praticar?"

Como?Uma dica, please hehehe

Eu acho que o que eu tenho na verdade é dúvida.Tipo o que fazer com essas intuições?sabe?

O que fazer DEPOIS .Uma vez eu tive um desses "lampejos soltos" sobre uma amiga.De repente pensei que a gravidez dela não ia rolar.Algumas semanas depois ela perdeu o bebÊ.Não comentei isso com ninguem.

Mas agora eu fico pesando qual o objetivo disso?Qual a finalidade?

Tipo se eu tivesse contanto não teria feito a mímima diferença.Tanto faz,ela continuaria tento perdido o bebê.

É isso vlw.

vlw

Voolivre(N)

António Rosa disse...

Voolivre

Não vou responder à sua pergunta, porque lhe vou dar esta dica:

Vá ao blogue da minha amiga Ma Jivan

http://adinamicadoinvisivel.blogspot.com/

e faça a pergunta.

Ela responderá com muito mais sabedoria do que eu, pois é uma Mestra e o seu blogue é um projecto muito especial para ajudar as pessoas explicando estas coisas.

Sei que ela lhe vai dizer duas coisas:

- que pode e deve treinar a sua intuição e mediunidade.

- que as dúvidas são parte integrante dos homens sábios, porque só os homens burros têm certezas.

O potencial do seu mapa é incrível. Saiba você cumprir consigo mesmo.

Abraço

Anónimo disse...

António

Acabei de enviar uma mensagem pro email dela.

O que tiver que ser será, :)

muito grato,

vlw

Voolivre(N)

Samsara disse...

Com a conjunção de Neptuno ao ascendente sinto essa intuição forte, mas a vidência nem por isso, a menos que sejam alturas em que estejam a ser activados por algum trânsito, aí é diferente, fica mais forte.
Gostei da imagem :)
Beijinhos

Astrid Annabelle disse...

António.
Quero agradecer a indicação...
Estarei realizando o post resposta o mais rápido que for possível.
Não pude deixar de rir muito com a afirmação que fez em resposta ao Voolivre:
"que as dúvidas são parte integrante dos homens sábios, porque só os homens burros têm certezas."
Um beijo sem comentários.
Astrid

Rui Santos disse...

Olá António gostei muito do seu post.

Tal como a Maria Paula Ribeiro comentou tambem não entendo a diferenla entre clarividência e Vidência.

Penso que se tiver uma visão e essa visão for clara vai para a categoria de Clarividência.

Se tivermos apenas uma vidência, ela fica por ai, por não ser muito clara.

Aquela de que nuinguem precisa de uma Bola de Cristal está o MÀXIMO.

Um Abraço

António Rosa disse...

voolivre

Tenho a certeza que será uma experiência muito especial para si, escutar a Ma Jivan.

Abraço

Dunyazade disse...

Bom, dia 21 já não é o evento :/
Fica para outra altura, não faz mel.

Quanto ao meu neptuno:
- na casa 1, mas noutro signo que nao o de ascendente
- trigono mercurio
- biquintil marte
- sextil jupiter
- semi-setil urano
- sextil pultao
- sesquiquadratura a quiron
- quadratura a mc

este nao tenho bem a certeza:
- quinconcio a saturno

Acho que nao tenho "problemas neptunianos" (tipo ilusões e tal), mas tenho uma imaginação demasiado desenvolvida e estou sempre a sonhar acordada (trig. a mercurio)
- o biquintil a marte diz-me: será que lutei por questoes religiosas em vidas passadas? lol
- nem me tinha apercebido antes da semi-quadratura a urano, a 0 graus... talvez explique o interesse pela astrologia. O sextil a jupiter "explica" a minha eterna busca do que está Além.

Na casa 1... não sei se sou psíquica... não sei se gostava de ser. Noto que, se me der ao trabalho de o fazer, anotando os meus sonhos, há algo que se revela sempre mais tarde e que se fez anunciar de algum modo em sonhos que tive muito tempo antes. Mas é quase como se fosse em termos de metáfora. Mas não tenho paciencia para estar a anota-los todos os dias (eu sei escrever com acentos, notem, mas no trabalho é assim que se escreve, por isso ja estou habituada).

- Esta quadratura com o mc, engraçado, também nunca a tinha notado. Será que por isso, de tantos em tantos anos, eu fico perdida, ou melhor, mudo completamente os meus planos em termos de carreira? (plutao em semi-quadratura com o sol, como o António já me havia indicado antes). Agora, por exemplo, não faço a mais pequena ideia daquilo que quero fazer (em termos de carreira e projecto de vida - claro que neptuno agora em transito está oposto ao meu mc).

Bom, ces't tout.

António Rosa disse...

Astrid

Perante a pergunta que o Voolivre fez, lembrei-me imediatamente de si. Só podia!

Também me ri quando me ocorreu responder assim.

António Rosa disse...

Patrícia

O teu mapa é bem explícito. O resto é do teu livre arbítrio. :)

Beijo

joana disse...

para corrigir... acho então que confundi clarividência com sabedoria ou algo similar : P

António Rosa disse...

Rui

É verdade, não acha? Ninguém precisa memso de uma bola de cristal nem de uma mesa d epé de galo. :)))))))

Abraço, amigo

António Rosa disse...

Joana

As mulheres sábias costumam usar de imensa clarividência. :))))))))

Beijinho

António Rosa disse...

Dunyazade

«o biquintil a marte diz-me: será que lutei por questoes religiosas em vidas passadas? lol»

Sim, com sucesso.:)

«Na casa 1... não sei se sou psíquica... não sei se gostava de ser.»

Aqui, neste assunto não dispõe de grande livre-arbítrio. É a 1, Duny.

«Mas é quase como se fosse em termos de metáfora.»

É uma 'escrita' pessoal. É só desenvolver os códigos interpretativos. :)

«Esta quadratura com o mc, engraçado, também nunca a tinha notado. Será que por isso, de tantos em tantos anos, eu fico perdida, ou melhor, mudo completamente os meus planos em termos de carreira?»

No lado mais terreno pode acontecer isso. Vou olhar melhor para a sua carta...

Sabe que lhe digo?

Das pessoas com quem contacto aqui na net, a Dunyazade é uma das que mais talento de «bruxinha» possui. Bruxinha, no sentido carinhoso e positivo. Sim, é muito forte, mesmo.

Abraço

joana disse...

António... pois é provável : ) Mas tb não tenho claro o significado da palavra ; ) Sou bem bem miúpe : )))
Beijinho

António Rosa disse...

Joana

...os seus sonhos... as suas visões internas... a capacidade de ser diferente e ser aceite... a sua enorme capacidade de 'saber' com antecedência...

São tantas coisas.

Vamos ter que falar melhor sobre as quadraturas e semi-quadraturas de Quíron em trânsito no seu mapa. Sabe, a tal subida da kundalini. Vamos tratar disso.

Beijinho

António Rosa disse...

A todos os amigos

A propósito da resposta que dei à Joana, lembrei-me de vos propor o seguinte:

- façam o rastreamento com o vosso mapa e procurem a:

1ª quadratura e 1ª semi-quadratura de Quíron a ele mesmo, para analisarmos a questão da subida da kindalini, que está intimamente ligada a estas questões que temos comentado neste post.

A partir dai segue-se-lhe o rasto.

Posso dar uma ajuda a quem quiser, pois tenho um programinha que me diz isso com rapidez e deixo aqui no post.

Abraço

Maria Paula Ribeiro disse...

Olá de novo,

;-) Belos e sábios comentários.
Fartei-me de rir também como os "burros"...pois de certezas vive constantemente o meu batanete, LOL

Resolvi seguir as tuas pistas.

Pelo que percebi, tenho a 1ª semi-quadratura na casa II em gémeos. Como era miúda,e ainda no estrangeiro, não tenho bem certezas...mas há memória de uma bem visível. Também foi nesse ano que vim para Portugal.
Agora, a 1ª quadratura, em caranguejo, na casa 4.
Se não me enganei no ano (1990) terá sido aquele em que revoltei com Deus cristão, questionei todos os valores religiosos que me tinham sidos transmitidos e foi sem dúvida uma constante busca interior de que "algo" não estava correcto...e que deveria haver outro caminho.

Obrigado. Kiss
PS: podes conferir no teu "programazito" se os dados deram certos? Sfvv

adelaide figueiredo disse...

António,

Agradecida por este esclarecimento. Se bem entendi é a 1ª semi quadratura e a 1ª quadratura de Quiron a Quiron.

1ª semi quadratura grau exacto5/2/61 a quadratura 23/5/72.

Aguardarei qualquer esclarecimento.

Abraço

Adelaide Figueiredo

Lemniscata disse...

Pois é António, é isso mesmo que imagino :)! Deixa-me fascinada como é que este pouco que eu tenho já me dá tanto, que faria eu se conhecesse o resto! Mas por outro lado, parece-me realmente muito complexo e merecedor de todo o empenho no seu estudo - nada que eu possa investir de momento, são as tais escolhas. A minha área de eleição (plantas) também é muito rica e vou estar "entretida" com ela por vários séculos :). Para o meu trabalho necessito da astrologia mas também de outras disciplinas, de maneira que vou investindo aqui e ali para ir caminhando. Bjs *****

Dunyazade disse...

«Das pessoas com quem contacto aqui na net, a Dunyazade é uma das que mais talento de «bruxinha» possui. Bruxinha, no sentido carinhoso e positivo. Sim, é muito forte, mesmo.»

Ri-me quando li isto!
O chato é que nunca acerto nos números do totoloto, snif :/
Acho que não podemos usar as nossas capacidades dessa maneira, lol. O que é pena :P

Mais tarde vejos a quadratura e semi-quadratura de quíron.

António Rosa disse...

Paula,

Tiveste uma muito longa 1ª semi-quadratura. Os contactos partiles tiveram início em Maio de 1984 e o último foi em Março de 1985, tendo terminado o trânsito no mês seguinte. Quíron em trânsito estava em Gémeos, na casa 2. Em simultâneo fez uma conjunção ao Sol.

Foi na altura em que passaste dos 11 para 12 anos.

A 1ª quadratura partil ocorreu em Julho de 1990. Não houve movimento retrógrado. Em Caranguejo, na casa 5. Fazia também uma quadratura a Úrano. Tinhas 17 anos.

Seria interessant investigares a estrela fixa «Spica» pois recebeu uma quadratura de Quíron esse mesmo ano.

Aqui a questão é analisares em privado, que acontecimentos muito significativos terão ocorrido nestes dois períodos e tentares perceber o significado disso na tua vida.

Obviamente, a kundalini tentou passar por todos os teus chakras. Isto terá dado a medida em que terás conseguido passar para o outro lado do véu, iniciando assim contactos multidimensionais que traduzimos aqui em baixo com outros nomes.

António Rosa disse...

Adelaide

Teve uma muito longa 1ª semi-quadratura. Os contactos partiles tiveram início em Abril de 1960 e o último foi em Fevereiro de 1961, tendo terminado o trânsito no mês seguinte. Quíron em trânsito estava em Peixes, na casa 4. Em simultâneo fez uma conjunção ao Sol.

Neste trajecto fez um contactoa à estrela fixa «Algol». Investigar, por favor, a natureza desta estrela. Deve ter sido uma fase complexa, difícil. Questões de saúde? Perdas importantes? A sua mediunidade vinha ao de cima. Seria confirmada na 1ª quadratura.

Andava pelos seus 7 / 8 anos. Não fiz as contas exactas.

A 1ª quadratura partil ocorreu em Maio de 1972. A última foi em Março de 1973. Foi um trânsito muito longo e muito intenso. Em Carneiro, na casa 5, claramente a influenciar a casa 6. Andava pelos seus 19 / 20 anos. Não fiz as contas exactas. A subida da kundalini nestas idades é sempre uma enorme luta das hormonas.

Neste trajecto fez uma excelente quadratura à estrela fixa «Sirius». Investigar, por favor, a natureza desta estrela. Deve ter sido um turbilhão de ideias - mil coisas ao mesmo tempo. Muitas dúvidas, mas muito benéfico.

Aqui a questão é analisar em privado, que acontecimentos muito significativos terão ocorrido nestes dois períodos e tentar perceber o significado disso na sua vida.

Os trânsitos por Carneiro/Aries trazem à superfície questões como timidez, insegurança, complexos, muitas vezes agravam-se problemas de natureza física, que passando inadvertido aos demais, tem enorme importância na vida da pessoa. A grande aprendizagem neste signo, basicamente é esta: aprender a ser mais assertiva, a não ter que agradar aos outros, não ocultar os sentimentos, sem cair no excesso de sentir-se completamente auto-suficiente. Após superadas estas circunstâncias podem ser pessoas com criatividade e magnetismo, com estilo e bastante inovadores, com imensa capacidade de potenciar e animar as outras pessoas.

Pelo facto de estar a passar na casa 5, obviamente estamos a falar de algumas questões opostas ao que mencionei acima: criatividade e capacidade de desfrutar da vida, podendo dar-se um desinteresse pelos outros, não se importando com o que pensam. Portanto, o conflito interno é harmonizar estes extremos.

Em termos mediúnicos é a grande aprendizagem pelo que é global e total e, sobretudo não ter medo.

A kundalini em subida para o chakra coronário nesta idade, pode ser muito embaraçoso, mas pelo menos há a possibilidade de uma atitude de maior consciência com o meio onde nos desenvolvemos.

Abraço

António Rosa disse...

Paula e Adelaide,

As explicações que dei são muito rudimentares. É preciso aprofundar.

Analisem as estrelas fixas. No site há uma boa matéria sobre isto:

http://www.nova-lis.com/index.php?option=com_content&view=category&id=37&Itemid=115

É necessário estar registado no site para aceder a estas informações.

Encontra em:

- Iniciação à astrologia
- Astrologia - nível 3
- Estrelas fixas

joana disse...

"Vamos ter que falar melhor sobre as quadraturas e semi-quadraturas de Quíron em trânsito no seu mapa. Sabe, a tal subida da kundalini. Vamos tratar disso."

António, não entendi...
Está a falar dos trânsitos de agora ?
Quadratura de Quíron em transito à Parte da Fortuna (e a maravilhosa Algol ; )) + semi-quadratura ao NN ?
Ou está a falar dos trânsitos de Quíron a Quíron como fez para a Adelaide e Maria Paula ?
É que sobre estes últimos já falamos uma vez... ainda que a conversa tenha ficado um pouco interrompida.

Beijinho

António Rosa disse...

Joana

Estava a falar dos primeiros trânsitos de Quíron a ele mesmo. Nem me recordava que já tinha falado consigo sobre este assunto. Mas que não seja este o problema, até porque se ficou interrompido, sempre poderemos continuar.

Beijo

Anónimo disse...

Bom vamo lá:

Fui dá uma rápida olhada e encontrei

Contantos (partil):

1ª semiquadratura ocorreu no segundo semestre de 1992(4 anos)-A essa altura não me lembro nada heehehe


1ª quadratura ocorreu no segundo semestre de 1995(7 anos)-Essa bateu certinha nessa época minha familia se mudou de estado.Novos amigos, nova escola, novo ambiente.Tudo novo. :)

No incio foi um pouco traumático por ter que entrar em uma escola na metade do ano com todos os grupinhos já formados. mas depois me enturmei.Foi tb nessa altura que começei com as famosas perguntinhas infantis sobre "sexo" pro meus pais.Minha mãe diz que eu tinha uma curiosidade obsessiva :))

Foram contatos rápidos(zona de perélio) com Quíron transitando com movimento acelerado portanto cobrando agilidade.

ps:Quíron na 1ª semiquadratura fez conjunção com Dubhe(natureza de Marte).

Na 1ª quadratura fez um quadratura :) com Spiculum(natureza de Lua e Marte)

abrs,

VooLivre

António Rosa disse...

VooLivre

A sua 1ª semi-quadratura foi mais longa que na 1ª quadratura e esta deve ter ocorrido na sua casa 12, quase concomitante ao ponto cardinal de Libra. Claro que despoletou essa curiosidade toda, muito saudável.

Certamente, que com essa idade tão jovem a kundalini subiu tranquilamente até ao chakra coronário.

Sabe dizer-me se na 1ª quadratura a sua saúde era estável?

Abraço

Anónimo disse...

"Sabe dizer-me se na 1ª quadratura a sua saúde era estável?"

Minha saúde era estavel sim.Sempre foi, numca fui uma criança de adoerçer facilmente ou ficar de cama por exemplo.A única coisa que ocorria muito frequentemente comigo eram cortes, mas isso creio que não se deva a esses trasitos de Quíron.

É uma caracteristica natal.Meu Marte aflito por Mercúrio e Vênus de um lado e por Saturno e Urano do outro hehehehhe

A minha sorte é que criança cicatriza rápido assim restaram poucas marcas.

vlw

Voolivre

António Rosa disse...

Voolivre

Obrigado pelo testemunho.

Anónimo disse...

ps: Embora tlvez o aspecto de quadratura de Quíron com Spiculum.Uma estrela de natureza de Marte-Lua tenha intensificado essa tendencia inata.



voolivre

Anónimo disse...

vlw Antonio

tavamos digitado juntos heheheheeh

António Rosa disse...

Voolivre

O que lhe vou dizer vai deixá-lo a rir com gosto.

Primeiro, fazer uma revisão aos grandes acontecimentos em 2002 (oposição de Quíron).

dar atenção a estas datas:

- à quadratura de 2018 / 2019 /2020 em Áries.
- mais tarde, no retorno de Quíron.

Não disse que se ia rir? Com estas datas num futuro tão longínquo?

Estas estrelas vão ajudar durante toda a vida:

- Sadalmeik
- Fomalhaut
- Deneb Adige

Olho nesta: Gaffias

:)))

António Rosa disse...

Deixo aos leitores a significação da Spiculum: Grande vivacidade e agilidade no sentido alargado da palavra. Desejo de glória. Natureza combativa, perseverante e vigorosa. Grandes riscos de problemas nos olhos que podem causar cegueira. Paixões exacerbadas. Esta estrela predispõe o nativo a ter problemas psicológicos. O nativo que tiver esta estrela no seu zodíaco de nascimento poderá obter muito provavelmente um êxito social interessante, sobretudo se tiver uma carta do céu positiva e avançar no sentido favorável da estrela.

Já nem me lembrava... tive que ir ao site.

Sandro Gomes disse...

Antônio,

Voltando para Netuno. Minha esposa tem Netuno em conjunção com Júpiter (seu regente do ascendente) ambos na Casa 12 em Sagitário, em quadratura com o MC e em oposição com Saturno Retrógrado na Casa 6.
Ela "sonha" com o futuro. Ela na adolescência "sonhou" várias vezes comigo, como sendo o homem que iria casar com ela, isso mais de dez anos antes de nos conhecermos! Já sonhou com nossa atual moradia, com nossas recentes férias, com antecedência de meses. São sonhos muito vivos e ricos em detalhes, bem diferentes dos usuais. Ela também sonha com pessoas (parentes,amigos,colegas de trabalho) que estão passando por alguma dificuldade, vê com nitidez a pessoa refletindo sobre seus problemas, as vezes, situações ocorridas no dia anterior. Além disso, ela quando está bem concentrada, em silêncio e calma, tem lampejos sobre o estado físico, psíquico e espiritual das pessoas, sobre a índole e personalidade delas que estão ao seu redor no ambiente.
Minha esposa não usa bola de cristal, nem usa turbante. Ela é muito festeira e animada, falante,um carnaval em pessoa, bem diferente do esteriótipo de pessoas mediúnicas. Mistérios de Netuno e da Casa 12.

Anónimo disse...

Antonio vou olhar sim

A oposição é mais explícita pra mim, foi logo no ínicio da minha adolencencia(fase difícil heh).Quanto a essa 2ª quadratura será bem looonga.Espero que esses meus contantos precoces com Quíron me ajude nesse sentido.Foi uma ótima preparação.

Quanto ao tempo é bem relativo passa muito rápido por isso trato de curti-lo intensamente sem maiores pretenções.Viver é a questão.

Mas é diverdido me imaginar daqui a 10 ou 40 anos.Só espero que não fique ranzinza com o tempo. huahuauahuahua


vlw e rumo a esses futuros contatos

Ps:Uma curiosidade astrológica:Qual a técnica vc empregou pra determinação dessas estrelas?Midpoints?

ps2:A única coisa que é pior do que lembrar o nome de todas as estrelas FIXAS é lembrar o nome de todos os asteroides CRESCENTES hehehhehehehe

Voolivre

António Rosa disse...

Sandro

Um testemunho impressionante. Com aquele Júpiter e contactando com o MC e Saturno só podia mesmo dar uma situação muito organizada. Isso é mediunidade altamente bem colocada. Impressionante!

Abraço

António Rosa disse...

Voolivre

Veja que contactos natais o seu Quíron faz às estrelas fixas e chegará lá com muita facilidade.

Abraço

Anónimo disse...

hehehe

Respondido Antonio.

vlw e brigado

Voolivre

adelaide figueiredo disse...

António

Só agora lhe consegui responder. O tempo por aqui não abunda.

Fiquei muito grata por tudo o que disse sobre este asunto, na parte que me dizia respeito e li também todas as outras respostas que são muiito interessantes.

Quanto a mim fui ver o que diziam as estrelas fixas. Tem razão em tudo o que disse na semi quadratura e na quadratura. Não é tudo à letra mas parte do contexto está certíssimo.

Vou tentar ler mais sobre o assunto. Fiquei mais interessada e vou fazer mais pesquisa.

Afinal eu não tenho medo. O que me acontece é que penso que os não esclarecidos pensem que eu não sou boa da cabeça. Não tenho qualquer problema em falar nisto em círculos onde se fale e te entenda e se estude.

Um dia falaremos nisto com mais calma. Tenho mais 2 ou 3 experiências para contar. São um pouco complicadas para descrever aqui. Nada de estranho para mim mas fico-me por aqui agora.

Abraço

Adelaide Figueiredo

António Rosa disse...

Adelaide

Sei que não tem medo. Apenas descrevi a natureza astrológica geral. Belo testemunho. As estrelas fixas são sempre uma surpresa.

Abraço

António Rosa disse...

Para todos os estudiosos de astrologia:

Deixo aqui um linque precioso, do AstroDatabank, a maior base de dados astrológicos que existe. Agora é um serviço público, pois é de divulgação gratuita.

http://www.astro.com/astro-databank/Main_Page

Dunyazade disse...

Olá.

A minha semi-quadratura, se não me engano, de quiron (natal a 20 Carneiro, casa cinco, em trânsito Quíron estava a 5 gémeos na casa 7) foi em 84 e 85, 11 e 12 anos. Acho que foram épocas felizes na minha vida: mudei de escola e, ah, andava completamente apaixonada por um rapazinho que era, se não me engano, Carneiro :p
Lembro-me de aos 12 anos pensar que a minha vida, no futuro, ia ser absolutamente Perfeita, e que eu ia ter tudo o que queria. Oh bliss :p Claro que não foi bem assim.

Quadratura, 1990, quíron em trânsito na casa 8 - 17 anos. Lembro-me que nessa época (já tinha tido um anterior contacto com a arqueologia aos 16 anos, a propósito - arqueologia: casa 8 - e menciono isto porque tive esse insight na parte dedicada à cultura da câmara municipal de Loures, onde estava o departamento de arqueologia, ao ouvir a malta ao meu redor a falar)) me espantei ao aperceber-me que não havia grande diferença entre adultos e crianças/jovens - ou seja, não se obtinha maturidade só porque se se "crescia" - era igual, era tudo igual. Isso espantou-me e chocou-me. (Lembro-me que nessa altura houve um género de crescimento interior, uma maturidade minha, que eu notei. Houve outro quando tinha 19 anos.) Nessa época pensava que o resto da minha vida ia ser passada com pedrinhas e a escavar.
Claro que me enganei outra vez.

De resto não me lembro de mais nada assim relevante. Bolas, devia ter feito diários nessa época.

Gude nite ;)

António Rosa disse...

Dunyazade

Ora aí está, a perfitíssima qualidade dos diários com uma fechadura e capa de plástico.:)

Gostei imenso do seu testemunho.

Kundalini altera hormonas, o que é normal.

Grato

Dunyazade disse...

Eu sou paranóica, na adolescência nunca teria um diário, lol.

*********

Provavelmente em Abril irei ao evento :)

António Rosa disse...

Recomendei ao Voolivre que perguntasse à nossa amiga Ma Jivan sobre estas questões da intuição.

Ele perguntou e já obteve resposta.

Aqui:

http://adinamicadoinvisivel.blogspot.com/2009/03/os-sinais-que-vida-da.html

Anónimo disse...

"Recomendei ao Voolivre que perguntasse à nossa amiga Ma Jivan sobre estas questões da intuição."

Uma resposta excelente que muito me ajudou.

Antonio vlw pela dica

Ma Jivan vlw pela doação e pela prontidão,sucesso pra ti.

bye

Voolivre

Efigênia Coutinho disse...

Ninguém necessita de uma bola de cristal para ter «visões».


Gostei deste espaço dedicado ao Universo, voltarei mais vezes, se tiver um tempo, leia em meu Blog Poesias com Imagens PRESSÁGIO,
Efigênia Coutinho

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates