Estará o Moçambique islâmico a 'talibanizar-se'?

31 de janeiro de 2012 · 1 comentários


Estará o Moçambique islâmico a 'talibanizar-se'?

«No jornal 'Notícias' [de Moçambique], a 14 de Janeiro de 2012, um jornalista escreveu uma coluna de opinião sobre um crime ocorrido em Pemba, Cabo Delgado: uma mulher que entrou num espaço reservado aos ritos de iniciação de rapazes, foi “punida” por ordem do responsável pela cerimónia, que ordenou uma violação colectiva. Ela foi sexualmente violada por 17 homens.

A polícia inicialmente tentou intervir, chegando a deter os violadores, mas foi avisada para não se imiscuir no assunto. Não se conhece o desfecho final do caso.»

«O autor do artigo defende como merecida a “punição” decretada pelo “líder espiritual” e concretizada pelos seus “soldados”: “Ninguém moral e tradicionalmente condenou a punição aplicada à senhora, ainda que severa, porque as instituições são compostas por pessoas que sabem de que se trata”.»

«Este caso lembra a violação colectiva de uma jovem ordenada por um conselho tribal numa zona rural do Paquistão, em 2002. Só que o desfecho no Paquistão foi o opróbrio nacional e internacional, e o julgamento e condenação dos violadores e dos membros do conselho tribal envolvidos.»

Quer ler mais sobre este assunto impressionante e os comentários dos leitores, assim como as opiniões do próprio autor da coluna? Clique aqui, no site da «WLSA Moçambique - Mulher e Lei na África Austral».

.

Os 'assuntos' da poderosa Academia de Cinema nos OSCAR 2012

30 de janeiro de 2012 · 1 comentários


Leonardo DiCaprio no papel de J.H. Edgar, no filme «J. Edgar», filme de Clint Eastwood.
Foi nomeado nos Globos de Ouro. Para os Oscar 2012, nem nomeado ficou.


A Academia não deu espaço aos novos galãs, tendo preferido o pessoal mais
crescido. O alemão Michael Fassbender é um exemplo, com a sua impressionante
actuação em «Shame».


Ryan Gosling, o galã do momento, também foi ignorado pela Academia. Isto de 2011 ter sido um ano significativo para ele, pois apareceu em 3 filmes com sucesso e prémios. Nos Globos de Ouro, o actor teve dupla nomeação: na categoria de melhor actor de comédia/musical, com o filme «Amor a toda a prova»; na categoria de melhor actor dramático, com o filme «Tudo pelo poder». Sem nos esquecermos que também em 2011 protagonizou o filme «Drive», de  Nicolas Winding Refn, que ganhou o prémio de 'Direcção / Realização' no Festival de Cannes, em Maio 2011.


O filme de animação «As Aventuras de Timtim», de Steven Spielberg, foi posto de lado pela Academia, tendo recebido apenas a nomeação para a melhor trilha sonora original, de John Williams. O filme conta com uma interpretação respeitável deste grupo:  Jamie Bell, Simon Pegg, Andy Serkis, Nick Frost, Mackenzie Crook, Daniel Craig, Toby Jones, Gad Elmaleh.


Maryl Streep, premiada com dois Oscars, consolida o recorde de atriz mais nomeada com 17 indicações - são mais cinco do que Katharine Hepburn e Jack Nicholson, que estão empatados em segundo lugar. Mas apesar do sucesso nas nomeações, a atriz persegue um Oscar há cerca de trinta anos (ganhou os últimos com "Kramer contra Kramer", em 1979 e "A Escolha de Sofia", em 1982) e nunca conseguiu vencer o prémio nas últimas 12 vezes posteriores em que foi nomeada. Maryl Streep é candidata ao Oscar deste ano com o filme  ‘A Dama de Ferro’, tendo sido premiada com o Globo de Ouro 2012 para melhor atriz dramática como Margaret Thatcher, a antiga 1ª ministra britânica. Não será surpresa para ninguém se não conquistar o Oscar deste ano, devido a já ter sido premiada nos Globos de Ouro e todos sabemos que estas duas organizações já têm caminhos independentes.  Os Globos de Ouro que há muito deixaram de ser os indicadores para os Oscar. 


Outro caso interessante pode ser aplicado ao veterano Christopher Plummer, que ganhou o Globo de Ouro de melhor ator secundário pelo seu papel de um pai idoso que assume a sua homossexualidade na comédia romântica "The Begginers - Assim é o Amor" e que está nomeado para os Oscar na mesma categoria. Christopher Plummer, basicamente um grande ator de teatro, passou parte da sua carreira de 60 anos sem ter o reconhecimento da Academia de Hollywood. Algo que mudou quando foi nomeado ator secundário, há dois anos, pelo desempenho de Leo Tolstoy em "A Última Estação". Se vencer, Plummer irá tornar-se, aos 82 anos, no ator mais velho a ganhar o Oscar.
.

Oscar 2012 - Os nomeados deste ano

27 de janeiro de 2012 · 1 comentários


Lista de nomeados para os Óscares 2012


No dia 24 Janeiro 2011 a actriz Jennifer Lawrence e o
presidente da Academia apresentam os nomeados ao Oscar,
que apresentamos a seguir.

Nomeados para melhor filme:

- 'O Artista', de Michel Hazanavicius
- 'A Invenção de Hugo', de Martin Scorsese [em Portugal] / 'A Invenção de Hugo Cabret' [no Brasil]
- ‘A Árvore da Vida’, de Terrence Malick [nos 2 países];
- ‘Extremamente Alto, Incrivelmente Perto’, de Stephen Daldry [em Portugal] / 'Tão Forte e Tão Perto' [no Brasil];
- ‘As Serviçais’, de Tate Taylor; [em Portugal] / (não sei no Brasil)
- 'Cavalo de Guerra' de Steven Spielberg [nos 2 países];
- ‘Meia-Noite em Paris’, de Woody Allen [nos 2 países];
- ‘Os Descendentes’, de Alexander Payne [nos 2 países];
- ‘Moneyball - Jogada de Risco', de Bennett Miller [sem título ainda nos 2 países].




Nomeados para melhor realizador:

- Michael Hazanavicius - 'O Artista'
- Alexander Payne - 'Os Descendentes'
- Martin Scorsese - 'A Invenção de Hugo'
- Woody Allen - 'Meia-Noite em Paris'
- Terrence Malick - 'A Árvore da Vida'





Nomeados para melhor ator:

- Demian Bichir (‘A Better Life’);
- Jean Dujardin (‘O Artista’) (premiado com o Globo de Ouro 2012 para melhor ator em musical ou comédia com o filme "O Artista");
- George Clooney (‘Os Descendentes’) (premiado com o Globo de Ouro 2012 para melhor ator dramático com o filme "Os Descendentes");
- Gary Oldman (‘A Toupeira’);
- Brad Pitt (‘Moneyball’).






Nomeadas para melhor atriz:

- Glenn Close (‘Albert Nobbs’);
- Rooney Mara (‘Millenium 1 – Os Homens que Odeiam as Mulheres’);
- Michelle Williams (‘A Minha Semana com Marilyn’) (premiada com o Globo de Ouro 2012 para melhor atriz em musical ou comédia como Marilyn Monroe em "Minha semana com Marilyn");
- Maryl Streep (‘A Dama de Ferro’) (premiada com o Globo de Ouro 2012 para melhor atriz dramática como Margaret Thatcher em "A Dama de Ferro");
- Viola Davis (‘As Serviçais’).





Melhor ator secundário:

- Kenneth Branagh (‘A Minha Semana com Marilyn’);
- Jonah Hill (‘Moneyball’);
- Nick Nolte (‘Warrior- Combate entre Irmãos’);
- Christopher Plummer (‘Assim é o Amor’);
- Max Von Sydow (‘Extremamente Alto, Incrivelmente Perto’).




Melhor atriz secundária:

- Jessica Chastain (‘As Serviçais’);
- Octavia Spencer (‘As Serviçais’);
- Janet McTeer (‘Albert Nobbs’);
- Bérénice Béjo (‘O Artista’);
- Melissa McCarthy (‘A Melhor Despedida de Solteira’).




A 26 de Fevereiro, no Kodak Theatre, em Los Angeles (EUA), serão conhecidos os vencedores, na cerimónia da 84.ª edição dos Óscares.

.

Michelle Daya, criadora da Astrologia Vivencial

25 de janeiro de 2012 · 2 comentários

Michelle Daya 

Seu Facebook, aqui.

Astróloga e professora de astrologia em Portugal há quase nove anos, Michelle Daya criou uma abordagem inovadora na área - a Astrologia Vivencial. Esta abordagem permite-nos, por meio de exercícios práticos feitos individualmente ou em grupo, aprender sobre astrologia através da dança, mímica, jogos, expressão corporal ou oral, vivenciando e sentindo a verdadeira identidade através do corpo, do coração e do espírito.

É uma autêntica reeducação mental, emocional, afectiva, sexual e criativa que Daya proporciona com a sua maneira única de ensinar e a sua alegria de sentir e ao se entregar. Interessada pelos estudos astrológicos desde os 16 anos de idade, veio mais tarde a ser aluna de conceituados astrólogos portugueses como Maria Flávia de Monsaraz, Vitorino de Sousa, José Augusto, Nuno Michaels, Luís Resina, Ive Robert e Juliana Estevez, vindo a especializar-se na área da astrologia kármica.

Foi colaboradora do “Projecto Alexandra Solnado”, dando aulas de astrologia a mais de 1.200 alunos e facilitando o seu curso “Astrologia Vivencial” a cerca de 500 pessoas. Há vários anos que é responsável pela expedição bi-anual ao Deserto de Merzouga (Marrocos), conduzindo os viajantes na auto-descoberta de si próprios através de vivências inspiradas na astrologia e na energia e mistério que a paragem do tempo no deserto proporciona.

Já deu mais de 3.000 consultas em astrologia, desde o ano 2000. Faz parte do projecto Despertar – Awakening, ligado às novas terapias, onde colabora com outras três terapeutas com o objectivo idêntico de despertar consciências e levar os alunos a aprenderem a importância do momento presente.

Formada em Bioenergética, ferramenta que considera essencial (integra Corpo, Mente e Espirito) para o trabalho de terapia da Nova Era.

Co-proprietária da página «Universe Being», no Facebook, aqui.
[Vivências para Despertar a Magia que Há em Ti]

Seus sites:



Email para a contactar, para consultas:
michelleastrologia@sapo.pt



Retiro «O Silêncio», Monte Costa, de 9 a 11 de Março

Este Retiro foi criado com a intenção de proporcionar o silêncio da mente controladora que manipula e limita, para libertar a essência da Alma, a Verdade Interior e a Sua Expressão.Será o “desprogramar”de padrões para ReLigar à Sabedoria, Humildade, Amor e Abundância do SER. Neste espaço especial: www.omontecosta.blogspot.com - 966 721 233 - 937 275 260

Através do Silêncio, do Som, Criatividade, Meditação e Natureza, através de exercicios de Expressão corporal e vocal, exercitando e despertando Corpo, Mente e Espirito.

Em silêncio iremos vivenciar emoções, descobrir, consciencializar, libertar e integrar - através de exercicios vivenciais, exercitando corpo, mente e espírito - bioenergética, yoga, meditação guiada, meditação activa, caminhadas, xamanismo, som, dança, expressão e principalmente em momentos de silêncio especialmente dedicados a Ti.  Propomos uma experiência de profunda auto descoberta e libertação ao ReEncontro da Tua Verdade.





.

A modernidade turística [e os seus perigos] a chegar à ilha de Moçambique

23 de janeiro de 2012 · 2 comentários



Segundo parece, existe um enorme esforço de reconstrução na ilha de Moçambique, com vista a incrementar o turismo, sinónimo de entrada de dinheiro. Parece que o futuro aeroporto de Nacala espevitou alguns assuntos da ilha. De todas as notícias que tomo conhecimento sobre a ilha, tenho dificuldade em entender se os melhoramentos têm em vista os habitantes locais, cuja maioria vive numa enorme pobreza e sem condições de vida (habitação, higiene, saúde, etc.), ou se, quem manda por lá, apenas tem em vista o turismo, como fonte de entrada de dinheiro. Como não sou residente da ilha, tenho que ter cuidado com o que expresso. No fim deste post, comento mais um pouco sobre esse tal turismo perigoso.

VILLA SANDS


Conheça o site:
http://www.villasands.com
Veja o site para encontrar muitas fotografias do local e o seu entorno.


Os ilhéus macuas da ilha de Moçambique, reconhecem imediatamente a foto acima: é a entrada do ex-BNU, que passou mais tarde a pertencer ao Millenium, sendo agora do Banco de Moçambique. Na foto, à esquerda está uma rua que vai dar a uma praia. Ao fundo dessa rua,  do lado direito, havia um edifício grande que era um armazém, que se transformou no actual Villa Sands


Acima: foto antiga da rua onde está o Villa Sands


Vista actual da mesma rua de cima, com o portão da Villa Sands, ao fundo.

A família proprietária do Villa Sands, na ilha de Moçambique,
também possui o Sands Hotel, na Suécia.
http://www.sandshotell.se/index.php/eng
Página do Facebook deste hotel na Suécia, aqui.

As fotos do Villa Sands são do amigo e conterrâneo Ossemane Abdul Satar Daudo, que gentilmente colocou no nosso grupo privado «Ilha» (no Facebook), várias fotografias que mostram o restauro desse tal armazém, completamente modernizado e transformado em residencial, com 15 quartos, belas instalações, piscina, uma varanda óptima virada para o mar. Foi inaugurado em Junho 2011.

Deliciem-se e encham-se de orgulho por vermos a nossa terra estar a modernizar-se, sabendo receber os turistas que a visitam. Vejam só o aspecto fantástico deste novo espaço.


Entrada lateral para a residencial. Esperemos que a rua seja pavimentada em breve.


 Esta foto foi tirada com a maré vazia. Imaginem como será com a maré cheia


Zona da esplanada onde se encontra a piscina.




 Vistas gerais do terraço.

 Quem estiver sentado nesta esplanada poderá observar imagens como estas:





Localização no Google Earth


Esta é a praia onde se localiza o empreendimento. Vemos parte do jardim que fica em frente ao ex-BNU e do lado direito da foto, a rua que leva até à residencial.



Outras considerações pessoais sobre os perigos de certo turismo,
em África e Ásia

Quem está longe como nós, dá-nos a sensação que uma parte considerável da reconstrução da ilha de Moçambique, destina-se ao turismo. Nos últimos anos conhecíamos a existência de algumas instalações hoteleiras, que se afirmaram ao longo do tempo. Menciono algumas, ao acaso: o Escondidinho, a Casa Branca, a Pousada e algumas mais.

Mas a sensação que me dá, nos últimos 2 anos, é que caiu na ilha o fervor de transformar em hotel, várias das muitas casas que lá existiam. 

Tudo isto é positivo, se de facto, estivermos a assistir a uma redescoberta turística da ilha de Moçambique e, portanto, poderá ser muito útil para os habitantes, que assim conseguirão alguns postos de trabalho, havendo uma mais valia para outros negócios locais, sobretudo restaurantes, mergulho, artesanato, etc. Como sempre, os que têm mais condições económicas são os que mais beneficiam e o povo... vai ficando para trás.





Os acessos à ilha são francamente maus, por enquanto. Situada no Norte de Moçambique, na região de Nampula, a ilha de Moçambique, praticamente está escondida das grandes rotas turísticas. No entanto, toda a região, a ilha e a vizinhança, possuem enormes condições para ser praticado um turismo sério e de qualidade.

Só desejo, do coração, que não se transforme, como em outros locais do mundo, em «turismo de escravidão», ou seja, turismo encoberto e basicamente destinado à prática sexual de prostituição (nem menciono as variantes deste género, pois são bem conhecidas dos adultos informados), zonas cinzentas de pedofilia ou, um turismo que fará da ilha e região à volta, plataforma de circulação de drogas pesadas, com destino a outros locais do globo (ali perto, por exemplo: África do Sul, Mallawi, Lesotho, Seychelles, sul de Moçambique, etc.) 



A ilha de Moçambique, obviamente, não é um resort.
É uma ilha-cidade densamente habitada.

Residentes na ilha de Moçambique: estejam vigilantes.   

.





«Os Descendentes», filme vencedor dos Globos de Ouro 2012

21 de janeiro de 2012 · 5 comentários


«Os Descendentes»

Site oficial, aqui.

O filme "Os Descendentes", de Alexander Payne, ganhou o Globo de Ouro de melhor drama na 69.ª edição dos prémios atribuídos em Janeiro, em Beverly Hills. O actor George Clooney venceu o Globo de Ouro na categoria de melhor ator de drama.

Título Original: The Descendants
Realização: Alexander Payne
Género: Comédia, Drama
Ficha Técnica: Duração: 1h55m | Origem: EUA, 2011

Elenco:
George Clooney (Matt King), Shailene Woodley (Alexandra King), Amara Miller (Scottie King), Nick Krause (Sid), Patricia Hastie (Elizabeth King), Grace A. Cruz (professora de Scottie King), Kim Gennaula (Funcionária da escola), Karen Kuioka Hironaga (Barb Higgins), Carmen Kaichi (Lani Higgins), Kaui Hart Hemmings (empregada de Matt King, na vida real, autora do livro que serviu de base para este roteiro), Beau Bridges (primo Hugh), Matt Corboy (primo Ralph), Matt Esecson (primo Hal) e Michael Ontkean (primo Milo).

George Clooney (Matt King)

Após o acidente de barco que a sua mulher sofreu, um homem (George Clooney) tenta pegar nas rédeas da sua família e levar a vida para a frente. As suas duas filhas (Shailene Woodley e Amara Miller), de quem ele era bastante distante, vão ajudá-lo a trilhar o caminho que tem pela frente.

O pai e as duas filhas, acompanhadas de Sid, de camiseta castanha.
George Clooney (Matt King), Shailene Woodley (Alexandra King),
Amara Miller (Scottie King), Nick Krause (Sid)

O filme "Os Descendentes", de Alexander Payne, ganhou o Globo de Ouro de melhor drama na 69.ª edição dos prémios atribuídos em Janeiro, em Beverly Hills.

Na categoria de melhor drama estavam também nomeados os filmes "Hugo" (Martin Scorsese), "As serviçais" (Tate Taylor), "Moneyball - Jogador de Risco" (Bennett Miller) e "War Horse - Cavalo de Guerra" (Steven Spielberg).

Leonardo DiCaprio ("J. Edgar"), Michael Fassbender ("Shame"), Ryan Gosling ("Tudo pelo Poder") e Brad Pitt ("O Homem Que Mudou o Jogo") competiam com George Clooney na categoria de melhor actor dramático.

A cerimónia dos Globos de Ouro, prémios atribuídos pela Associação de Jornalistas Estrangeiros de Hollywood, voltou a ser conduzida pelo humorista britânico Rick Gervais (que sinceramente não apreciei, talvez por já não ser surpresa).


O realizador Alexander Payne a orientar um 'camara man' durante a rodagem do filme.

Quem decidir tirar umas horas do seu dia para ver o filme "Os Descendentes" não se vai arrepender. É uma história que nos toca lá no fundo, levando-nos a pensar nas decisões que tomamos na nossa vida, e na forma como decidimos vivê-la, num mundo em constante mudança em que tudo o que temos nunca parece ser suficiente. O que é mesmo desarmante é termos como pano de fundo a ultra famosa região do Hawai. Mas não a zona turistíca com as suas praias, surfistas e ondas grandes, mas sim a zona comum do resto da região.

A realização, a montagem, a atenção ao detalhe sem que se perca o fluir das cenas e do argumento, conferem ao filme uma naturalidade e verosimilhança inigualáveis no cinema actual. A excelente direcção de actores, combinada com a forma simples e objectiva com que temáticas transversais como o amor e a perda são abordadas, deixam todo o destaque ao texto e aos intérpretes, que naturalmente se superam e nos inspiram.


Uma cena do filme com Shailene Woodley (Alexandra King),
e o amigo/namorado Nick Krause (Sid).
Repare-se em como os produtos que estão na mesa têm as marcas encobertas.


«O inteligente título remete-nos para o âmago de todo o argumento (brilhantemente adaptado do livro homónimo de Kaui Hart Hemmings): o legado deixado às gerações futuras e a importância que este assume tanto para os progenitores (a influência no futuro, as responsabilidades e as mudanças que cuidar de uma vida em formação acarreta) como para os "descendentes", sejam eles os filhos (para os quais o legado é espiritual, ético, sentimental) ou os herdeiros (quando após a morte, o legado é meramente material).

O legado é materializado por um terreno de valor elevado que à gerações pertence à familia de Matt King (Clooney), e que este se vê forçado a vender, momento que toda a vida evitou e modificaria radicalmente a sua vida e a de todos em torno de si. Toda esta situação é a perfeita e irónica metáfora da sua vida familiar.

A história é-nos entregue pelo narrador omnipresente (o próprio Matt) que se encarrega de nos ir inteirando de que sucedeu anteriormente e de como a realidade em constante mutação influi no seu modo de vida. Obssessivamente dedicado à sua profissão, Matt negligencia as filhas e afasta-se da esposa, até que o infortúnio atinge a família e o deixa a braços com a difícil tarefa de resgatar o tempo perdido e o seu papel de pai. (...)

A empatia entre as personagens e o público torna-se inevitável, principalmente com George Clooney que, finalmente despido da sua imagem de galã conquistador, agarra o papel da sua vida, conferindo-lhe uma sinceridade e transparência desarmantes e até comoventes.» - Paulo Silva

Trailer legendado em português do Brasil.
Se é de Portugal, não estranhe ver pai e filhas a tratarem-se por «você»,
pois consegue-se perceber bem, apesar de uma certa estranheza.


Vídeo à volta do filme




A jovem Shailene Woodley (Alexandra King) na cerimónia dos Globos de Ouro.


As jovens Amara Miller (Scottie King) e Shailene Woodley (Alexandra King),
na estreia do filme, em Novembro 2011.

.

O Sol entra em Aquário

19 de janeiro de 2012 · 6 comentários


Por sugestão do Marcelo Dallaaqui

Missão Superior
Aprender que todos têm algo para dar e que, embora o valor das pessoas seja equivalente, elas não são todas iguais.

Aquário é o 3º e último signo de Ar do Zodíaco. Simboliza a etapa mais evoluída da Inteligência Humana. Aquário é a Mente Superior capaz de pensar à escala do Universo, "pensar em Grande", intuir as relações dinâmicas que se processam entre as várias partes do Todo.

É o Conhecimento Intuitivo. Liga os acontecimentos presentes ao Passado que os originou e ao Futuro que eles próprios anunciam. Aquário é a consciência do homem individualizado, participante na comunidade dos Homens, seguro do seu papel criativo e interveniente. Aquário é a Visão Holística, abrangente, Unitária. Relaciona o Homem às forças do Universo. Percebe o novo, o diferente, o que há-de vir.

Responde à modernidade das coisas, acelera o Tempo, prepara o Mundo de amanhã. Os aquarianos são progressistas, visionários, pessoas que apreendem o Mundo em Movimento, sendo eles próprios os agentes da sua Transformação.

Pessoas aéreas, vivem da Mente Criativa, da Intuição, da força do Pensamento. Oposto a Leão, a referência que o Aquário tem de si próprio não é solitária, mas integra a Humanidade como um Todo. Ele já sabe que a viagem é colectiva e que dela faz parte. Aquários são, muitas vezes, os intelectuais, os cientistas, as pessoas que se dedicam a uma ideia, a uma investigação e a ela se entregam sem reservas conscientes.

Estas são as pessoas que aceleram a modernidade, que deixam no presente a semente do Tempo Futuro.

Regente: Úrano



Níveis evolutivos

1º nível de evolução: Aqui situa-se a capacidade ou dificuldade de Vibração Emocional por Identificação. Traduz o tipo de qualidade que a Amizade pode estimular, a capacidade de ter ou não ter amigos. Amigos, entendidos como aqueles com quem se partilha algo em comum. Os que despertam em nós um sentimento venusiano de troca, de movimento, de libertação. É o conceito Astrológico de Amizade.

2º nível de evolução: Informa sobre a capacidade de realizar com os outros. É a identificação com o Grupo, o prazer do trabalho em equipa, que nos devolve a consciência de que não estamos sós. 0 sentimento de solidariedade desperta quando nos associamos a projectos novos, dinâmicos, com objectivos de transformação social. Os que actualizam a Cultura e abrem o Futuro.

3º nível de evolução: É a Consciência Cósmica. A Mentalidade da Nova Era ou Consciência Aquariana. Aquário é a vibração pela qual o Eu apreende a intenção evolutiva de um Universo em expansão. A afirmação do Eu como ser universal, consciente da sua evolução planetária, sabendo-se uma parte Individualizada desse organismo vivo que é a Humanidade, conhecendo-se como um elo dessa Imensa cadeia cósmica, onde cada um tem o lugar que é seu. Ao chegar a este alto nível de consciência o Ser Humano desperta para a sua responsabilidade de estar no mundo. Vibra na alta frequência do projecto crístico e humanitário da grande família humana de que faz parte. Ao assumir o que tem de único e individualizado, ao acrescentar de um modo solidário algo de seu ao movimento de evolução colectiva. força cósmica transformadora que a todos chama para um futuro melhor, mais fraterno, libertador.


.

«Amazônia», um reality show brasileiro que é muito mais que uma série de aventuras

17 de janeiro de 2012 · 4 comentários


«Amazônia» é um reality show em 12 episódios da brasileira Rede Record. Em Portugal passa aos sábados às 20h30, com 1 episódio de atraso em relação ao Brasil. No Brasil tem um horário pouco atraente aos domingos, à meia-noite. É muito tarde!

Serão duas equipes de seis integrantes cada disputando 1 milhão de reais em provas sobre a Amazônia. O prémio será dividido entre o vencedor do programa e uma organização ligada à Amazônia.

O objetivo do novo reality show da Record, «Amazônia», é ser verde. Para uma televisão generalista, é muito avançado. Próprio destes Novos Tempos, em que a sustentabilidade do planeta tem uma palavra importante.

Os 12 participantes terão de se adaptar à vida na floresta seguindo lógica da sustentabilidade. Eles passarão por provas para julgar sua capacidade de trabalhar em equipe e respeitar o meio ambiente. Dependendo dos resultados, acumulam pontos. Ninguém será eliminado até ao fim do programa, até que se saiba quem será o vencedor.

Site do programa, aqui.
Página do programa no Facebook, aqui.


O objetivo do programa, apresentado por Victor Fasano, é mostrar a floresta como uma aliada a ser preservada – e é nesse sentido que todas as provas  serão propostas e realizadas.

Amazônia é um projeto documental e de informação que vai divulgar Amazônia como cenário de aventuras e também sua importância, suas dimensões, suas populações, sua biodiversidade e seus mecanismos de sustentabilidade.

Todas as provas serão, mais que simples aventuras ou desafios, lições sobre biodiversidade e sobre a vida na Amazônia.

Gostei muito do 1º episódio e achei-o bem diferente dos programas de reality shows deste género. A Amazónia é demasiado importante para que se brinque com estes assuntos e neste programa fiquei com a ideia que a própria Amazónia está a ser respeitada.

Como os brasileiros podem colaborar para preservar a Amazónia? 


O apresentador Victor Fasano

Nascido em São Paulo, o ator Victor Fasano estreou na televisão brasileira em 1990. Desde então, atuou em diversas novelas e minisséries nas principais emissoras do Brasil.

Conhecido e admirado por seu trabalho em frente às câmeras e nos palcos do país, também atuou nos bastidores de produções cinematográficas e teatrais, adquirindo experiência como cineasta, escritor e diretor.

Ambientalista dedicado, Fasano tem se destacado por sua atuação em defesa do desenvolvimento sustentável e preservação da natureza. No comando da atração, estará presente no início e no final de cada prova. Anunciará os desafios, lançará as regras específicas e também irá conduzir o processo para decidir qual equipe se saiu melhor.


Victor Fasano com o biólogo Marcelo Skaf,
consultor ambiental do programa.

Os concorrentes


Os concorrentes não são figuras mediáticas de primeiro plano no Brasil. Todos possuem um currículo profissional, que os coloca como «celebridades menos célebres». Quando terminar os 12 episódios, todos eles ficarão muito conhecidos no Brasil.

Além da dificuldade de adaptação, eles passarão por algumas provas, todas ligadas à preservação do meio ambiente.

Se os quer conhecer, clique aqui e vá ao quadradinho de cada foto e saiba quem são.





.

31 de janeiro de 2012

Estará o Moçambique islâmico a 'talibanizar-se'?


Estará o Moçambique islâmico a 'talibanizar-se'?

«No jornal 'Notícias' [de Moçambique], a 14 de Janeiro de 2012, um jornalista escreveu uma coluna de opinião sobre um crime ocorrido em Pemba, Cabo Delgado: uma mulher que entrou num espaço reservado aos ritos de iniciação de rapazes, foi “punida” por ordem do responsável pela cerimónia, que ordenou uma violação colectiva. Ela foi sexualmente violada por 17 homens.

A polícia inicialmente tentou intervir, chegando a deter os violadores, mas foi avisada para não se imiscuir no assunto. Não se conhece o desfecho final do caso.»

«O autor do artigo defende como merecida a “punição” decretada pelo “líder espiritual” e concretizada pelos seus “soldados”: “Ninguém moral e tradicionalmente condenou a punição aplicada à senhora, ainda que severa, porque as instituições são compostas por pessoas que sabem de que se trata”.»

«Este caso lembra a violação colectiva de uma jovem ordenada por um conselho tribal numa zona rural do Paquistão, em 2002. Só que o desfecho no Paquistão foi o opróbrio nacional e internacional, e o julgamento e condenação dos violadores e dos membros do conselho tribal envolvidos.»

Quer ler mais sobre este assunto impressionante e os comentários dos leitores, assim como as opiniões do próprio autor da coluna? Clique aqui, no site da «WLSA Moçambique - Mulher e Lei na África Austral».

.

30 de janeiro de 2012

Os 'assuntos' da poderosa Academia de Cinema nos OSCAR 2012


Leonardo DiCaprio no papel de J.H. Edgar, no filme «J. Edgar», filme de Clint Eastwood.
Foi nomeado nos Globos de Ouro. Para os Oscar 2012, nem nomeado ficou.


A Academia não deu espaço aos novos galãs, tendo preferido o pessoal mais
crescido. O alemão Michael Fassbender é um exemplo, com a sua impressionante
actuação em «Shame».


Ryan Gosling, o galã do momento, também foi ignorado pela Academia. Isto de 2011 ter sido um ano significativo para ele, pois apareceu em 3 filmes com sucesso e prémios. Nos Globos de Ouro, o actor teve dupla nomeação: na categoria de melhor actor de comédia/musical, com o filme «Amor a toda a prova»; na categoria de melhor actor dramático, com o filme «Tudo pelo poder». Sem nos esquecermos que também em 2011 protagonizou o filme «Drive», de  Nicolas Winding Refn, que ganhou o prémio de 'Direcção / Realização' no Festival de Cannes, em Maio 2011.


O filme de animação «As Aventuras de Timtim», de Steven Spielberg, foi posto de lado pela Academia, tendo recebido apenas a nomeação para a melhor trilha sonora original, de John Williams. O filme conta com uma interpretação respeitável deste grupo:  Jamie Bell, Simon Pegg, Andy Serkis, Nick Frost, Mackenzie Crook, Daniel Craig, Toby Jones, Gad Elmaleh.


Maryl Streep, premiada com dois Oscars, consolida o recorde de atriz mais nomeada com 17 indicações - são mais cinco do que Katharine Hepburn e Jack Nicholson, que estão empatados em segundo lugar. Mas apesar do sucesso nas nomeações, a atriz persegue um Oscar há cerca de trinta anos (ganhou os últimos com "Kramer contra Kramer", em 1979 e "A Escolha de Sofia", em 1982) e nunca conseguiu vencer o prémio nas últimas 12 vezes posteriores em que foi nomeada. Maryl Streep é candidata ao Oscar deste ano com o filme  ‘A Dama de Ferro’, tendo sido premiada com o Globo de Ouro 2012 para melhor atriz dramática como Margaret Thatcher, a antiga 1ª ministra britânica. Não será surpresa para ninguém se não conquistar o Oscar deste ano, devido a já ter sido premiada nos Globos de Ouro e todos sabemos que estas duas organizações já têm caminhos independentes.  Os Globos de Ouro que há muito deixaram de ser os indicadores para os Oscar. 


Outro caso interessante pode ser aplicado ao veterano Christopher Plummer, que ganhou o Globo de Ouro de melhor ator secundário pelo seu papel de um pai idoso que assume a sua homossexualidade na comédia romântica "The Begginers - Assim é o Amor" e que está nomeado para os Oscar na mesma categoria. Christopher Plummer, basicamente um grande ator de teatro, passou parte da sua carreira de 60 anos sem ter o reconhecimento da Academia de Hollywood. Algo que mudou quando foi nomeado ator secundário, há dois anos, pelo desempenho de Leo Tolstoy em "A Última Estação". Se vencer, Plummer irá tornar-se, aos 82 anos, no ator mais velho a ganhar o Oscar.
.

27 de janeiro de 2012

Oscar 2012 - Os nomeados deste ano


Lista de nomeados para os Óscares 2012


No dia 24 Janeiro 2011 a actriz Jennifer Lawrence e o
presidente da Academia apresentam os nomeados ao Oscar,
que apresentamos a seguir.

Nomeados para melhor filme:

- 'O Artista', de Michel Hazanavicius
- 'A Invenção de Hugo', de Martin Scorsese [em Portugal] / 'A Invenção de Hugo Cabret' [no Brasil]
- ‘A Árvore da Vida’, de Terrence Malick [nos 2 países];
- ‘Extremamente Alto, Incrivelmente Perto’, de Stephen Daldry [em Portugal] / 'Tão Forte e Tão Perto' [no Brasil];
- ‘As Serviçais’, de Tate Taylor; [em Portugal] / (não sei no Brasil)
- 'Cavalo de Guerra' de Steven Spielberg [nos 2 países];
- ‘Meia-Noite em Paris’, de Woody Allen [nos 2 países];
- ‘Os Descendentes’, de Alexander Payne [nos 2 países];
- ‘Moneyball - Jogada de Risco', de Bennett Miller [sem título ainda nos 2 países].




Nomeados para melhor realizador:

- Michael Hazanavicius - 'O Artista'
- Alexander Payne - 'Os Descendentes'
- Martin Scorsese - 'A Invenção de Hugo'
- Woody Allen - 'Meia-Noite em Paris'
- Terrence Malick - 'A Árvore da Vida'





Nomeados para melhor ator:

- Demian Bichir (‘A Better Life’);
- Jean Dujardin (‘O Artista’) (premiado com o Globo de Ouro 2012 para melhor ator em musical ou comédia com o filme "O Artista");
- George Clooney (‘Os Descendentes’) (premiado com o Globo de Ouro 2012 para melhor ator dramático com o filme "Os Descendentes");
- Gary Oldman (‘A Toupeira’);
- Brad Pitt (‘Moneyball’).






Nomeadas para melhor atriz:

- Glenn Close (‘Albert Nobbs’);
- Rooney Mara (‘Millenium 1 – Os Homens que Odeiam as Mulheres’);
- Michelle Williams (‘A Minha Semana com Marilyn’) (premiada com o Globo de Ouro 2012 para melhor atriz em musical ou comédia como Marilyn Monroe em "Minha semana com Marilyn");
- Maryl Streep (‘A Dama de Ferro’) (premiada com o Globo de Ouro 2012 para melhor atriz dramática como Margaret Thatcher em "A Dama de Ferro");
- Viola Davis (‘As Serviçais’).





Melhor ator secundário:

- Kenneth Branagh (‘A Minha Semana com Marilyn’);
- Jonah Hill (‘Moneyball’);
- Nick Nolte (‘Warrior- Combate entre Irmãos’);
- Christopher Plummer (‘Assim é o Amor’);
- Max Von Sydow (‘Extremamente Alto, Incrivelmente Perto’).




Melhor atriz secundária:

- Jessica Chastain (‘As Serviçais’);
- Octavia Spencer (‘As Serviçais’);
- Janet McTeer (‘Albert Nobbs’);
- Bérénice Béjo (‘O Artista’);
- Melissa McCarthy (‘A Melhor Despedida de Solteira’).




A 26 de Fevereiro, no Kodak Theatre, em Los Angeles (EUA), serão conhecidos os vencedores, na cerimónia da 84.ª edição dos Óscares.

.

25 de janeiro de 2012

Michelle Daya, criadora da Astrologia Vivencial

Michelle Daya 

Seu Facebook, aqui.

Astróloga e professora de astrologia em Portugal há quase nove anos, Michelle Daya criou uma abordagem inovadora na área - a Astrologia Vivencial. Esta abordagem permite-nos, por meio de exercícios práticos feitos individualmente ou em grupo, aprender sobre astrologia através da dança, mímica, jogos, expressão corporal ou oral, vivenciando e sentindo a verdadeira identidade através do corpo, do coração e do espírito.

É uma autêntica reeducação mental, emocional, afectiva, sexual e criativa que Daya proporciona com a sua maneira única de ensinar e a sua alegria de sentir e ao se entregar. Interessada pelos estudos astrológicos desde os 16 anos de idade, veio mais tarde a ser aluna de conceituados astrólogos portugueses como Maria Flávia de Monsaraz, Vitorino de Sousa, José Augusto, Nuno Michaels, Luís Resina, Ive Robert e Juliana Estevez, vindo a especializar-se na área da astrologia kármica.

Foi colaboradora do “Projecto Alexandra Solnado”, dando aulas de astrologia a mais de 1.200 alunos e facilitando o seu curso “Astrologia Vivencial” a cerca de 500 pessoas. Há vários anos que é responsável pela expedição bi-anual ao Deserto de Merzouga (Marrocos), conduzindo os viajantes na auto-descoberta de si próprios através de vivências inspiradas na astrologia e na energia e mistério que a paragem do tempo no deserto proporciona.

Já deu mais de 3.000 consultas em astrologia, desde o ano 2000. Faz parte do projecto Despertar – Awakening, ligado às novas terapias, onde colabora com outras três terapeutas com o objectivo idêntico de despertar consciências e levar os alunos a aprenderem a importância do momento presente.

Formada em Bioenergética, ferramenta que considera essencial (integra Corpo, Mente e Espirito) para o trabalho de terapia da Nova Era.

Co-proprietária da página «Universe Being», no Facebook, aqui.
[Vivências para Despertar a Magia que Há em Ti]

Seus sites:



Email para a contactar, para consultas:
michelleastrologia@sapo.pt



Retiro «O Silêncio», Monte Costa, de 9 a 11 de Março

Este Retiro foi criado com a intenção de proporcionar o silêncio da mente controladora que manipula e limita, para libertar a essência da Alma, a Verdade Interior e a Sua Expressão.Será o “desprogramar”de padrões para ReLigar à Sabedoria, Humildade, Amor e Abundância do SER. Neste espaço especial: www.omontecosta.blogspot.com - 966 721 233 - 937 275 260

Através do Silêncio, do Som, Criatividade, Meditação e Natureza, através de exercicios de Expressão corporal e vocal, exercitando e despertando Corpo, Mente e Espirito.

Em silêncio iremos vivenciar emoções, descobrir, consciencializar, libertar e integrar - através de exercicios vivenciais, exercitando corpo, mente e espírito - bioenergética, yoga, meditação guiada, meditação activa, caminhadas, xamanismo, som, dança, expressão e principalmente em momentos de silêncio especialmente dedicados a Ti.  Propomos uma experiência de profunda auto descoberta e libertação ao ReEncontro da Tua Verdade.





.

23 de janeiro de 2012

A modernidade turística [e os seus perigos] a chegar à ilha de Moçambique



Segundo parece, existe um enorme esforço de reconstrução na ilha de Moçambique, com vista a incrementar o turismo, sinónimo de entrada de dinheiro. Parece que o futuro aeroporto de Nacala espevitou alguns assuntos da ilha. De todas as notícias que tomo conhecimento sobre a ilha, tenho dificuldade em entender se os melhoramentos têm em vista os habitantes locais, cuja maioria vive numa enorme pobreza e sem condições de vida (habitação, higiene, saúde, etc.), ou se, quem manda por lá, apenas tem em vista o turismo, como fonte de entrada de dinheiro. Como não sou residente da ilha, tenho que ter cuidado com o que expresso. No fim deste post, comento mais um pouco sobre esse tal turismo perigoso.

VILLA SANDS


Conheça o site:
http://www.villasands.com
Veja o site para encontrar muitas fotografias do local e o seu entorno.


Os ilhéus macuas da ilha de Moçambique, reconhecem imediatamente a foto acima: é a entrada do ex-BNU, que passou mais tarde a pertencer ao Millenium, sendo agora do Banco de Moçambique. Na foto, à esquerda está uma rua que vai dar a uma praia. Ao fundo dessa rua,  do lado direito, havia um edifício grande que era um armazém, que se transformou no actual Villa Sands


Acima: foto antiga da rua onde está o Villa Sands


Vista actual da mesma rua de cima, com o portão da Villa Sands, ao fundo.

A família proprietária do Villa Sands, na ilha de Moçambique,
também possui o Sands Hotel, na Suécia.
http://www.sandshotell.se/index.php/eng
Página do Facebook deste hotel na Suécia, aqui.

As fotos do Villa Sands são do amigo e conterrâneo Ossemane Abdul Satar Daudo, que gentilmente colocou no nosso grupo privado «Ilha» (no Facebook), várias fotografias que mostram o restauro desse tal armazém, completamente modernizado e transformado em residencial, com 15 quartos, belas instalações, piscina, uma varanda óptima virada para o mar. Foi inaugurado em Junho 2011.

Deliciem-se e encham-se de orgulho por vermos a nossa terra estar a modernizar-se, sabendo receber os turistas que a visitam. Vejam só o aspecto fantástico deste novo espaço.


Entrada lateral para a residencial. Esperemos que a rua seja pavimentada em breve.


 Esta foto foi tirada com a maré vazia. Imaginem como será com a maré cheia


Zona da esplanada onde se encontra a piscina.




 Vistas gerais do terraço.

 Quem estiver sentado nesta esplanada poderá observar imagens como estas:





Localização no Google Earth


Esta é a praia onde se localiza o empreendimento. Vemos parte do jardim que fica em frente ao ex-BNU e do lado direito da foto, a rua que leva até à residencial.



Outras considerações pessoais sobre os perigos de certo turismo,
em África e Ásia

Quem está longe como nós, dá-nos a sensação que uma parte considerável da reconstrução da ilha de Moçambique, destina-se ao turismo. Nos últimos anos conhecíamos a existência de algumas instalações hoteleiras, que se afirmaram ao longo do tempo. Menciono algumas, ao acaso: o Escondidinho, a Casa Branca, a Pousada e algumas mais.

Mas a sensação que me dá, nos últimos 2 anos, é que caiu na ilha o fervor de transformar em hotel, várias das muitas casas que lá existiam. 

Tudo isto é positivo, se de facto, estivermos a assistir a uma redescoberta turística da ilha de Moçambique e, portanto, poderá ser muito útil para os habitantes, que assim conseguirão alguns postos de trabalho, havendo uma mais valia para outros negócios locais, sobretudo restaurantes, mergulho, artesanato, etc. Como sempre, os que têm mais condições económicas são os que mais beneficiam e o povo... vai ficando para trás.





Os acessos à ilha são francamente maus, por enquanto. Situada no Norte de Moçambique, na região de Nampula, a ilha de Moçambique, praticamente está escondida das grandes rotas turísticas. No entanto, toda a região, a ilha e a vizinhança, possuem enormes condições para ser praticado um turismo sério e de qualidade.

Só desejo, do coração, que não se transforme, como em outros locais do mundo, em «turismo de escravidão», ou seja, turismo encoberto e basicamente destinado à prática sexual de prostituição (nem menciono as variantes deste género, pois são bem conhecidas dos adultos informados), zonas cinzentas de pedofilia ou, um turismo que fará da ilha e região à volta, plataforma de circulação de drogas pesadas, com destino a outros locais do globo (ali perto, por exemplo: África do Sul, Mallawi, Lesotho, Seychelles, sul de Moçambique, etc.) 



A ilha de Moçambique, obviamente, não é um resort.
É uma ilha-cidade densamente habitada.

Residentes na ilha de Moçambique: estejam vigilantes.   

.





21 de janeiro de 2012

«Os Descendentes», filme vencedor dos Globos de Ouro 2012


«Os Descendentes»

Site oficial, aqui.

O filme "Os Descendentes", de Alexander Payne, ganhou o Globo de Ouro de melhor drama na 69.ª edição dos prémios atribuídos em Janeiro, em Beverly Hills. O actor George Clooney venceu o Globo de Ouro na categoria de melhor ator de drama.

Título Original: The Descendants
Realização: Alexander Payne
Género: Comédia, Drama
Ficha Técnica: Duração: 1h55m | Origem: EUA, 2011

Elenco:
George Clooney (Matt King), Shailene Woodley (Alexandra King), Amara Miller (Scottie King), Nick Krause (Sid), Patricia Hastie (Elizabeth King), Grace A. Cruz (professora de Scottie King), Kim Gennaula (Funcionária da escola), Karen Kuioka Hironaga (Barb Higgins), Carmen Kaichi (Lani Higgins), Kaui Hart Hemmings (empregada de Matt King, na vida real, autora do livro que serviu de base para este roteiro), Beau Bridges (primo Hugh), Matt Corboy (primo Ralph), Matt Esecson (primo Hal) e Michael Ontkean (primo Milo).

George Clooney (Matt King)

Após o acidente de barco que a sua mulher sofreu, um homem (George Clooney) tenta pegar nas rédeas da sua família e levar a vida para a frente. As suas duas filhas (Shailene Woodley e Amara Miller), de quem ele era bastante distante, vão ajudá-lo a trilhar o caminho que tem pela frente.

O pai e as duas filhas, acompanhadas de Sid, de camiseta castanha.
George Clooney (Matt King), Shailene Woodley (Alexandra King),
Amara Miller (Scottie King), Nick Krause (Sid)

O filme "Os Descendentes", de Alexander Payne, ganhou o Globo de Ouro de melhor drama na 69.ª edição dos prémios atribuídos em Janeiro, em Beverly Hills.

Na categoria de melhor drama estavam também nomeados os filmes "Hugo" (Martin Scorsese), "As serviçais" (Tate Taylor), "Moneyball - Jogador de Risco" (Bennett Miller) e "War Horse - Cavalo de Guerra" (Steven Spielberg).

Leonardo DiCaprio ("J. Edgar"), Michael Fassbender ("Shame"), Ryan Gosling ("Tudo pelo Poder") e Brad Pitt ("O Homem Que Mudou o Jogo") competiam com George Clooney na categoria de melhor actor dramático.

A cerimónia dos Globos de Ouro, prémios atribuídos pela Associação de Jornalistas Estrangeiros de Hollywood, voltou a ser conduzida pelo humorista britânico Rick Gervais (que sinceramente não apreciei, talvez por já não ser surpresa).


O realizador Alexander Payne a orientar um 'camara man' durante a rodagem do filme.

Quem decidir tirar umas horas do seu dia para ver o filme "Os Descendentes" não se vai arrepender. É uma história que nos toca lá no fundo, levando-nos a pensar nas decisões que tomamos na nossa vida, e na forma como decidimos vivê-la, num mundo em constante mudança em que tudo o que temos nunca parece ser suficiente. O que é mesmo desarmante é termos como pano de fundo a ultra famosa região do Hawai. Mas não a zona turistíca com as suas praias, surfistas e ondas grandes, mas sim a zona comum do resto da região.

A realização, a montagem, a atenção ao detalhe sem que se perca o fluir das cenas e do argumento, conferem ao filme uma naturalidade e verosimilhança inigualáveis no cinema actual. A excelente direcção de actores, combinada com a forma simples e objectiva com que temáticas transversais como o amor e a perda são abordadas, deixam todo o destaque ao texto e aos intérpretes, que naturalmente se superam e nos inspiram.


Uma cena do filme com Shailene Woodley (Alexandra King),
e o amigo/namorado Nick Krause (Sid).
Repare-se em como os produtos que estão na mesa têm as marcas encobertas.


«O inteligente título remete-nos para o âmago de todo o argumento (brilhantemente adaptado do livro homónimo de Kaui Hart Hemmings): o legado deixado às gerações futuras e a importância que este assume tanto para os progenitores (a influência no futuro, as responsabilidades e as mudanças que cuidar de uma vida em formação acarreta) como para os "descendentes", sejam eles os filhos (para os quais o legado é espiritual, ético, sentimental) ou os herdeiros (quando após a morte, o legado é meramente material).

O legado é materializado por um terreno de valor elevado que à gerações pertence à familia de Matt King (Clooney), e que este se vê forçado a vender, momento que toda a vida evitou e modificaria radicalmente a sua vida e a de todos em torno de si. Toda esta situação é a perfeita e irónica metáfora da sua vida familiar.

A história é-nos entregue pelo narrador omnipresente (o próprio Matt) que se encarrega de nos ir inteirando de que sucedeu anteriormente e de como a realidade em constante mutação influi no seu modo de vida. Obssessivamente dedicado à sua profissão, Matt negligencia as filhas e afasta-se da esposa, até que o infortúnio atinge a família e o deixa a braços com a difícil tarefa de resgatar o tempo perdido e o seu papel de pai. (...)

A empatia entre as personagens e o público torna-se inevitável, principalmente com George Clooney que, finalmente despido da sua imagem de galã conquistador, agarra o papel da sua vida, conferindo-lhe uma sinceridade e transparência desarmantes e até comoventes.» - Paulo Silva

Trailer legendado em português do Brasil.
Se é de Portugal, não estranhe ver pai e filhas a tratarem-se por «você»,
pois consegue-se perceber bem, apesar de uma certa estranheza.


Vídeo à volta do filme




A jovem Shailene Woodley (Alexandra King) na cerimónia dos Globos de Ouro.


As jovens Amara Miller (Scottie King) e Shailene Woodley (Alexandra King),
na estreia do filme, em Novembro 2011.

.

19 de janeiro de 2012

O Sol entra em Aquário


Por sugestão do Marcelo Dallaaqui

Missão Superior
Aprender que todos têm algo para dar e que, embora o valor das pessoas seja equivalente, elas não são todas iguais.

Aquário é o 3º e último signo de Ar do Zodíaco. Simboliza a etapa mais evoluída da Inteligência Humana. Aquário é a Mente Superior capaz de pensar à escala do Universo, "pensar em Grande", intuir as relações dinâmicas que se processam entre as várias partes do Todo.

É o Conhecimento Intuitivo. Liga os acontecimentos presentes ao Passado que os originou e ao Futuro que eles próprios anunciam. Aquário é a consciência do homem individualizado, participante na comunidade dos Homens, seguro do seu papel criativo e interveniente. Aquário é a Visão Holística, abrangente, Unitária. Relaciona o Homem às forças do Universo. Percebe o novo, o diferente, o que há-de vir.

Responde à modernidade das coisas, acelera o Tempo, prepara o Mundo de amanhã. Os aquarianos são progressistas, visionários, pessoas que apreendem o Mundo em Movimento, sendo eles próprios os agentes da sua Transformação.

Pessoas aéreas, vivem da Mente Criativa, da Intuição, da força do Pensamento. Oposto a Leão, a referência que o Aquário tem de si próprio não é solitária, mas integra a Humanidade como um Todo. Ele já sabe que a viagem é colectiva e que dela faz parte. Aquários são, muitas vezes, os intelectuais, os cientistas, as pessoas que se dedicam a uma ideia, a uma investigação e a ela se entregam sem reservas conscientes.

Estas são as pessoas que aceleram a modernidade, que deixam no presente a semente do Tempo Futuro.

Regente: Úrano



Níveis evolutivos

1º nível de evolução: Aqui situa-se a capacidade ou dificuldade de Vibração Emocional por Identificação. Traduz o tipo de qualidade que a Amizade pode estimular, a capacidade de ter ou não ter amigos. Amigos, entendidos como aqueles com quem se partilha algo em comum. Os que despertam em nós um sentimento venusiano de troca, de movimento, de libertação. É o conceito Astrológico de Amizade.

2º nível de evolução: Informa sobre a capacidade de realizar com os outros. É a identificação com o Grupo, o prazer do trabalho em equipa, que nos devolve a consciência de que não estamos sós. 0 sentimento de solidariedade desperta quando nos associamos a projectos novos, dinâmicos, com objectivos de transformação social. Os que actualizam a Cultura e abrem o Futuro.

3º nível de evolução: É a Consciência Cósmica. A Mentalidade da Nova Era ou Consciência Aquariana. Aquário é a vibração pela qual o Eu apreende a intenção evolutiva de um Universo em expansão. A afirmação do Eu como ser universal, consciente da sua evolução planetária, sabendo-se uma parte Individualizada desse organismo vivo que é a Humanidade, conhecendo-se como um elo dessa Imensa cadeia cósmica, onde cada um tem o lugar que é seu. Ao chegar a este alto nível de consciência o Ser Humano desperta para a sua responsabilidade de estar no mundo. Vibra na alta frequência do projecto crístico e humanitário da grande família humana de que faz parte. Ao assumir o que tem de único e individualizado, ao acrescentar de um modo solidário algo de seu ao movimento de evolução colectiva. força cósmica transformadora que a todos chama para um futuro melhor, mais fraterno, libertador.


.

17 de janeiro de 2012

«Amazônia», um reality show brasileiro que é muito mais que uma série de aventuras


«Amazônia» é um reality show em 12 episódios da brasileira Rede Record. Em Portugal passa aos sábados às 20h30, com 1 episódio de atraso em relação ao Brasil. No Brasil tem um horário pouco atraente aos domingos, à meia-noite. É muito tarde!

Serão duas equipes de seis integrantes cada disputando 1 milhão de reais em provas sobre a Amazônia. O prémio será dividido entre o vencedor do programa e uma organização ligada à Amazônia.

O objetivo do novo reality show da Record, «Amazônia», é ser verde. Para uma televisão generalista, é muito avançado. Próprio destes Novos Tempos, em que a sustentabilidade do planeta tem uma palavra importante.

Os 12 participantes terão de se adaptar à vida na floresta seguindo lógica da sustentabilidade. Eles passarão por provas para julgar sua capacidade de trabalhar em equipe e respeitar o meio ambiente. Dependendo dos resultados, acumulam pontos. Ninguém será eliminado até ao fim do programa, até que se saiba quem será o vencedor.

Site do programa, aqui.
Página do programa no Facebook, aqui.


O objetivo do programa, apresentado por Victor Fasano, é mostrar a floresta como uma aliada a ser preservada – e é nesse sentido que todas as provas  serão propostas e realizadas.

Amazônia é um projeto documental e de informação que vai divulgar Amazônia como cenário de aventuras e também sua importância, suas dimensões, suas populações, sua biodiversidade e seus mecanismos de sustentabilidade.

Todas as provas serão, mais que simples aventuras ou desafios, lições sobre biodiversidade e sobre a vida na Amazônia.

Gostei muito do 1º episódio e achei-o bem diferente dos programas de reality shows deste género. A Amazónia é demasiado importante para que se brinque com estes assuntos e neste programa fiquei com a ideia que a própria Amazónia está a ser respeitada.

Como os brasileiros podem colaborar para preservar a Amazónia? 


O apresentador Victor Fasano

Nascido em São Paulo, o ator Victor Fasano estreou na televisão brasileira em 1990. Desde então, atuou em diversas novelas e minisséries nas principais emissoras do Brasil.

Conhecido e admirado por seu trabalho em frente às câmeras e nos palcos do país, também atuou nos bastidores de produções cinematográficas e teatrais, adquirindo experiência como cineasta, escritor e diretor.

Ambientalista dedicado, Fasano tem se destacado por sua atuação em defesa do desenvolvimento sustentável e preservação da natureza. No comando da atração, estará presente no início e no final de cada prova. Anunciará os desafios, lançará as regras específicas e também irá conduzir o processo para decidir qual equipe se saiu melhor.


Victor Fasano com o biólogo Marcelo Skaf,
consultor ambiental do programa.

Os concorrentes


Os concorrentes não são figuras mediáticas de primeiro plano no Brasil. Todos possuem um currículo profissional, que os coloca como «celebridades menos célebres». Quando terminar os 12 episódios, todos eles ficarão muito conhecidos no Brasil.

Além da dificuldade de adaptação, eles passarão por algumas provas, todas ligadas à preservação do meio ambiente.

Se os quer conhecer, clique aqui e vá ao quadradinho de cada foto e saiba quem são.





.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates