Até parece que só falamos da morte [Quíron em Escorpião ou na casa 8]

18 de fevereiro de 2010 ·


Até parece que só falamos da morte
[Quíron em Escorpião ou na casa 8]

Dou por mim a perceber que ando a reflectir e escrever sobre Quíron no elemento Água, constatando que na aula da Ericeira (ver aqui) não esteve ninguém com este posicionamento. Curiosamente, tenho na minha base de dados alguns nomes muito conhecidos, que nasceram com Quíron em Escorpião. Pois vejam estes nomes: a minha amiga Astrid Annabelle, terapeuta e autora dos blogues «Navegante do Infinito», «A Dinâmica do Invisível» e «Ma Jivan Prahbuta»; Hillary Clinton, Secretária de Estado norte-americana; Luís Filipe Scolari, treinador de futebol; Robert Zoller, astrólogo e autor especializado em Quíron; Steven Spielberg, o cineasta bem conhecido por muitos filmes, especialmente, pelo «ET». São todos curadores naturais e com grande potencial mediúnico.

As pessoas com Quíron em Scorpio pertencem a dois grupos etários bem distintos: O primeiro grupo anda agora (2010) entre os 61 e os 64 anos, nascidos entre 10 Novembro 1946 e 29 Novembro 1948; o segundo grupo etário é muito jovem, pois nasceu entre 29 Dezembro 1996 e 4 Abril 1997 - entre 3 Setembro 1997 e 6 Janeiro 1999 - entre 2 Junho 1999 e 21 Setembro 1999, portanto, andam agora entre os 11 e os 14 anos. Estas informações são dadas para orientar o leitor que não tenha um conhecimento aprofundado de astrologia.

Com Quíron neste signo e casa estamos perante estes temas genéricos onde poderá residir a ferida e frustração profunda: a sexualidade, o nascimento e a morte, o poder, a regeneração e transformação pessoal, as emoções e os desejos profundos, o abandono, a separação, a união e a solidão.

No entanto, o grande tema deste posicionamento é a morte, ou de uma forma mais suave, a vida depois da morte, a capacidade de comunicar com o Além. Muita mediunidade. Se não, vejamos situações frequentes de Quíron em Escorpião ou na oitava casa: acontece haver sério perigo de vida no exacto momento do nascimento; por vezes, é a mãe quem corre perigo de vida no momento do parto; é frequente a pessoa enfrentar situações associadas à morte, quer por alguma doença grave, ou pelo falecimento muito cedo de um dos pais; ao longo da vida, estas associações ligadas à morte são igualmente frequentes, quer seja a morte física, quer a morte de algo velho, que deixamos para trás, mas a pessoa sente como havendo uma interrupção de algo.

Também pode acontecer que pessoas com este posicionamento pensem bastante em suicídio, apesar de habitualmente não praticarem. Não pensam em suicídio de forma gratuita, pois apenas desejam libertar-se do corpo biológico. É um posicionamento muito intenso, podendo ser agreste, em alguns casos. Há sempre uma experiência profundamente sentida sobre a morte e sobre a realidade para além da vida terrena.

Quando encarada de forma positiva Quíron em Escorpião ou na casa Oito pode permitir uma grande compreensão sobre os mistérios da vida e da morte, o mundo da psicologia e da mente, bem como sobre o mundo relacional e as suas interacções profundas, que poderá ser bem aproveitado na área do aconselhamento e da ajuda. Pode ser sinal duma grande sensibilidade ao Além e às suas manifestações. A mediunidade é um caminho terapêutico.

Outra característica a realçar deste posicionamento, podemos defini-lo como «dificuldade com a intimidade». A identidade e a vida sexual podem ser um ponto susceptível, assim como a rejeição, um sentimento de insuficiência ou de inadequação ou uma marca crónica psicológica ou física, por exemplo, podem determinar uma grande dificuldade em se relacionar sexual e afectivamente. Por vezes, podem verificar-se conflitos, que parecem intransponíveis, entre os impulsos espirituais e a vivência mais desinibida da sexualidade. Outras vezes parece haver uma incompatibilidade entre os desejos da pessoa e os desejos do cônjuge, gerando uma sensação de infelicidade (conjugal) que corrói todas as boas intenções.

O mundo dos recursos materiais, emocionais, sexuais e afectivos envolvidos nos relacionamentos conjugais ou os recursos financeiros e materiais desenvolvidos e afectados na actividade profissional e nas parcerias de negócios assumem uma grande importância com esta posição de Quíron. A pessoa poderá sentir uma grande dificuldade em conseguir obter ou partilhar bens, valores e apoios materiais ou não com os parceiros. Não raras vezes, pode sentir-se muito pouco realizado nas associações e nos relacionamentos que forma, desenvolvendo-se um sentimento de insatisfação profundo.

Quando conheço alguém com este posicionamento, inevitavelmente, olho para a minha Lua na oitava casa e não deixo de pensar cá para comigo mesmo: «Isto sim, é mediunidade a sério. Não passo de um aprendiz.» Não é inveja. É reconhecimento da evidência.

Está ao seu alcance uma noção mais profunda do sofrimento que a humanidade carrega ao longo dos tempos nestas áreas bem como das possibilidades do mesmo ser atenuado e revertido em sabedoria e crescimento.

Se acima afirmei que o grande tema deste posicionamento é a morte, não posso deixar de dizer que o outro grande tema de Quíron em Escorpião ou na oitava casa é, sem dúvida, a mediunidade. A questão aqui é se as pessoas aceitam bem, para com elas próprias, esta característica tão marcada. Será que sentir a mediunidade as faz viver cómodas com elas mesmas? Não é fácil e pode ser confundido com intuição, sendo este 6º sentido parte integrante da mediunidade.

Dos nomes de pessoas acima referidos, posso garantir que 3 delas são altamente mediúnicas: Astrid Annabelle, Luís Filipe Scolari e Steven Spielberg. Não quer dizer que os outros não o sejam. Da Astrid, temos a prova através do seu maravilhoso blogue «A Dinâmica do Invisível» e o quão curador é para nós, seus leitores. De Luís Filipe Scolari, podemos afirmar que conseguiu levantar o estado anímico do povo português, no Euro 2004 (futebol), quando sugeriu que puséssemos bandeiras de Portugal nas nossas casas viradas para a rua. Foi um fenómeno nunca visto e que resultou muito bem. De Steven Spielberg, os exemplos através dos seus filmes são mais que muitos e não se circunscreve apenas ao famoso «ET». São todos curadores de nível energético muito alto. Todos procuram encontrar uma solução existencial para o sofrimento, mantendo-o presente e procurando uma saída transcendente. Simplesmente fantástico.

Terapia recomendada para este posicionamento astrológico: regressão a vidas passadas; terapias multidimensionais de cura quântica; terapias com cristais adequados aos signos onde se encontre a Lua no mapa natal; recolocação da criança interior em modo conforto.


41 comentários:

angela disse...
18 de fevereiro de 2010 às 12:55  

Fico pensando nas pessoas que conheço.
Obrigada por pensar nos que conhecem pouco.
Estou com o micro quebrado...e então tenho alguma dificuldade para comentar os post.
beijo

Margaridasantos disse...
18 de fevereiro de 2010 às 16:40  

É sempre bom ter conhecimento.

Belo texto.

Margarida Santos

António Rosa disse...
18 de fevereiro de 2010 às 17:26  

Ângela

Sinto-me muito acompanhado por si. Muito obrigado. Um beijo carinhoso.

António Rosa disse...
18 de fevereiro de 2010 às 17:26  

Margarida

Muito agradecido pela apreciação. Abraço.

Maria Paula Ribeiro disse...
18 de fevereiro de 2010 às 17:30  

Soberbo António.

Tenho o mapa de uma amiga minha que pertence ao primeiro grupo; tem esse posicionamento na casa 8, mas em Peixe.
Faz todo sentido pois acompanhei momentos da vida dela como descreveste e irei recomendar este teu fabuloso texto.

Os exemplos que destes e principalmente da Astrid por tão bem a conhecer, é simplesmente fantástico.

Bem-haja!
Mais uma capítulo para o livro! :P
Beijo

Luan Ramos disse...
18 de fevereiro de 2010 às 17:39  

Muito interessante.

Estou gostando muito dessas breves aulas sobre Quíron.

Espero que tenha mais ;)

Abraço.

António Rosa disse...
18 de fevereiro de 2010 às 18:08  

Olá Maria Paula,

Muito obrigado pelo exemplo dado sobre a tua amiga. O próximo texto quirótico será sobre Quíron em Peixes e na 12ª casa.

Mais um capítulo (ainda incompleto) do livro.

Beijo

António Rosa disse...
18 de fevereiro de 2010 às 18:10  

Luan,

Muito agradecido pela tua apreciação. Espero continuar a ter-te como leitor especializado destes temas quiróticos.

Estou a preparar mais, sim. :)))

Abraço.

Astrid Annabelle disse...
18 de fevereiro de 2010 às 18:20  

Boa tarde António!
Estou muito sensibilizada com tudo o que disse neste post. Te confesso que ao terminar de ler uma lágrima teimou em cair...
Lindo post.
Um beijo grande
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...
18 de fevereiro de 2010 às 18:22  

Maria Paula!
Um beijo querida por seu carinho!
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
18 de fevereiro de 2010 às 18:30  

Querida Astrid

Este posts foi escrito com muito cuidado, pois tinha o seu nome aqui no texto e no meu coração.

Você é um exemplo maravilhoso de como se resolvem as questões da mediunidade. Um exemplo ao mais alto nível.

Muito agradecido pelo seu comentário.

Beijo grande.

António Rosa disse...
18 de fevereiro de 2010 às 18:31  

Astrid

Enquanto fui preparando o texto, também teimaram em sair algumas lágrimas.

Beijo.

Margaridasantos disse...
18 de fevereiro de 2010 às 18:33  

Vejo que o assunto de Quíron é bastante significativo para um profundo estudo.

As minhas desculpas sobre a falta de conhecimento nesta area.

Vejo que certos temas nunca deixarão de ser um santuário, no qual todos os seres podem encontrar uma orientação e um esclarecimento sobre a sua vida, sobre os seus problemas. Esta informação é mais do que um tesouro da Luz do Que Existe Para Sempre.

Não podia deixar de frisar uma frase biblica, que ao ler este texto de Quíron, veio-me constantemente à minha mente.

" Eu formo a luz e crio as trevas; eu faço a paz e crio o mal; eu sou o Senhor e faço todas estas coisas."( Isaias 45:7)

Nós precisamos de compreender a permutabilidade que existe entre a Fonte de Criação - Meio - Ação.

Seja qual for o nosso caminho, seja budista, seja catolico, seja hindu, seja astrologo, seja reikiano, seja umbandista, seja espirita, etc.. O Mais Importante Será Sempre as Profundezas que transmitimos do Amor, da Harmonia, da Paz, porque todo o Poder Relativo é aquele que está sempre presente como ponto focal da primeira e da última ação.

Margarida Santos

Margaridasantos disse...
18 de fevereiro de 2010 às 19:09  

..."Será que sentir a mediunidade as faz viver cómodas com elas mesmas?"...

A unificação com o Amor, é o espirito em ação. O Amor é muito mais do que uma ligação emocional. Quando nos enamoramos com as maiores qualidades a atributos, a honestidade,a integridade, a paz, a paciência e a justiça, e quando amamos a Verdade por si só, estamos amar o Universo com a inteira ligação que mantemos do Bem para nós e para outrem, porque nos compreendemos perfeitamente.

Temos sempre que glorificar a possibilidade de sempre alcançar o nosso entendimento pessoal, pois este é o veredicto de nos abençoarmos. Uma mente ordenada é uma faculdade do verdadeiro uso da ordem natural de tudo o que nos rodeia.

Margarida Santos

António Rosa disse...
18 de fevereiro de 2010 às 19:51  

Margarida

Muito agradecido pelo seu testemunho.

Livinha disse...
18 de fevereiro de 2010 às 20:53  

António meu querido,
interessantíssimo o texto, me vejo nas fases positivas, como algo nas negativas... Estou vivendo perdas que parecem alojadas em mim, intensas. Consciente dos acontecimentos naturais da vida, mas inconformada, a ponto de haver me instalado num passado, descrente das quimeras do presente. Intuição é mediunidade pura tbém, pois que somos obreiros constantes, indicados ao trabalho em nossa travessia. Tuas analises, ligações logicas, são de fato decorrentes de tudo isto, sem a menor sombra de duvida.
Nossa, quisera eu entendesse o profundo do Quiron, da astrologia, das influências planetárias, enfim desses todo mistério da vida, que nos leva a pensar e descobri-lo, mesmo porque eu me encanto, na magnitude como o óbvio se esconde, para o despertar de nossas faculdades inteligentes...

Eu adorei!!!
Sou do ano 1957(não espalhe) rsrs
do dia 27 de outubro... e sei que
sou regida por uma influência estranha e sinto serem prositivas,
isto é o que mantém forte.

bjss
Livinha

Adelaide Figueiredo disse...
18 de fevereiro de 2010 às 22:42  

António,

Uma maravilha de texto! Adorei a lição. Espero que o livro saia depressa.
Eu pelo pouco que conheço das minhas análises astrológicas, penso que estas pessoas com este posicionamento procuram a satisfação dos seus desejos e instintos até que a a sua busca espiritual seja uma realidade. Elas ao envolverem-se profundamente com os outros fazem acontecer as mudanças e as transformações pessoais.

Mais uma vez grata por esta maravilhosa lição.

Abraço

Sonia Beth disse...
19 de fevereiro de 2010 às 00:11  

Antonio, um texto maravilhoso, como tudo o que se refere a Quiron e também ao que escreve.

Com relação à sua proposta eu aceito e espero orientações.

beijocas

Sonia Beth disse...
19 de fevereiro de 2010 às 00:13  

continuando...
obrigada por tudo ;o)

vitória disse...
19 de fevereiro de 2010 às 02:01  

António,eu sigo-te aqui e no FB.No teu site de astrologia grátis verifiquei o meu mapa astral e descobri que não me tinham dado a referência do Quíron em outros tempos e ele está na minha 12 casa.
Espero então que venhas a publicar esse posicionamento.
Não entendo nada de astrologia ,pq como é necessária muita atenção canso-me...mas subentendo algumas coisas!...;)Obrigada pelo teu compartilhar ...namastê...
Micah Forsado.

marcelo dalla disse...
19 de fevereiro de 2010 às 04:08  

Querido amigo, outra bela aula.
Gostaria muito de ler todo o seu material, seria uma honra se me enviasse quando puder!

Tenho um sobrinho de 12 anos: seu pai morreu num acidente quando minha irmã estava grávida dele, com 3 meses de gravidez. Tudo a ver!!!!!!

Por falar em morte e mediunidade, vou prum sítio neste fim de semana fazer um curso de Umbanda. Depois contarei sobre isso!!!

grande abraço

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 08:50  

Olá Livinha,

Espero que esteja tudo o melhor possível e que essas perdas sejam rapidamente superadas, para continuar o seu luminoso caminho. Se precisar de algum apoio astrológico, esyeja à vontade para me escrever um email - covadourso@gmail.com -, que terei muito prazer em ser-lhe útil.

O seu Quíron está em Aquário. Tenciono escrever sobre este posicionamento, aqui no blogue. Não consegui levantar-lhe o mapa, por falta d ahora e local de nascimento.

Muito obrigado pela leitura.

Beijo

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 08:51  

Adelaide,

Muito obrigado. Sei que se interessa bastante por Quíron e que o tem trabalhado muito. Não tenho data para o livro. Talvez para o princípio do próximo ano. Quem sabe?

Essa busca espiritual que fala costuma ocurrer num trânsito forte deste planeta.

Abraço.

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 08:51  

Sônia

Muito obrigado. Já falaremos muito em brave sobre a sua colaboração no site da Escola de Astrologia Nova-Lis.

Beijo

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 08:59  

MIcah

Gostei do look do seu novo blogue: um luxo. Aquela cama confortável na praia deve ser muito especial. Já a estou a seguir e coloquei o blog na minha comuniadde para a poder seguir de perto.

Desejo-lhe grande sucesso, desta vez em Portugal.

Beijo

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 09:01  

Marcelo

Já está de volta. Isso são sempre boas notícias. Espero que nos conte sobre esse curso que vai fazer. Apreciei o retorno da história do seu próprio sobrinho.

Grande abraço

Maria de Fátima disse...
19 de fevereiro de 2010 às 10:15  

Olá António, tenho lido todos os posts sobre o Quiron.Como bem sabes eu não percebo nada de Astrologia, risos, mas gosto de ler tudo o que publicas.Será pedir muito saber em que casa está o meu Quiron?Vou recordar-te a minha data de nascimento:08 de Abril de 1970, 11h30m da manhã, Porto, Portugal.Muito agradecida.Beijocas e um óptimo fim de semana.
P.S.:Fiquei emocionada ao ler este post dedicado à minha querida Madrinha Astrid.

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 10:33  

Maria de Fátima

Muito obrigado pelas tuas palavras de carinho e apreço.

O teu Quíron está em Carneiro na casa 10.

Enquanto eu não escrevo aqui um artigo sobre Quíron em Carneiro e como estás muito interessada no posicionamento da casa, recomendo-te o seguinte:

- entras no site da nossa escola (o link está neste blog nos menús do topo), e tens que te registar ou se já tens registo, fazeres o login.

- procuras nos menus do lado esquerdo o seguinte: «Astrologia cármica». Entras e lá dentro da página, procuras «Assuntos de Quíron». Nesta página procuras o meu artigo «Quíron nas casas».

Depois se tiveres alguma dúvida, escreve-me.

Quanto à tua madrinha Astrid nunca me canso de demonstrar as grandes capacidades desta senhora, que é uma fabulosa terapeuta e grande comunicadora. Com uma mediunidade imensa. É a minha amiga mais antiga na internet.

:))

Beijos.

Astrid Annabelle disse...
19 de fevereiro de 2010 às 12:02  

António, bom dia!
Como pode perceber estou sempre por perto!rsrsrsrs
Enviei um email para você agora mesmo.
****
Um beijo no seu coração Mimi!
****
Outro beijo para você António.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 15:42  

Olá Astrid

Bom dia. Recebi e li o email. Logo, quando chegar a casa, respondo. Gostei muito do assunto.

Livinha disse...
19 de fevereiro de 2010 às 15:54  

Ô meu amigo, eu tenho isto comigo, de não querer encomodar, abusar sei lá mais o quê perante as pessoas no que possa parecer. É o meu jeito esse de ser. Dei trabalho pro Celito até mesmo nas milhões de vezes que pedia desculpa por escrever grandes textos cansando-o a leitura. Pode? pois é, mas é o meu jeito, insegurança talvez...

Apenas uma pergunta:
Fui estremamente feliz com meu companheiro, as afinidades fez toda uma diferença neste relacionamento. Ele era de Aquário, tem algo a ver pelo meu Quiron, como disses estar em aquario?

Perdoe a perguntinha, essa minha mania de associar tudo...

Obrigada pelo teu atencioso e-mail a minha disposição. Não me esquecerei disto.
ah, nasci beirando a meia noite, virada de 27 para 28 o dia.
11:47hrs..

Livinha disse...
19 de fevereiro de 2010 às 16:00  

Local de nascimento:
Num recanto bonito do Brasil,
onde surgiu a minha terra amada...
onde o azul do céu é mais cor de anil
onde o sol tão quente parece mais
sutil
Lá eu nasci, me criei, fiz canção
e amei, sempre tive inspiração,
lá, num nordeste intenso, tem um
fulgor intenso, meu sublime torrão...
Hino da cidade de João Pessoa- PB.


Obrigada
Bjss
Livinha

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 16:06  

Livinha

Agora estou na minha editora e não tenho condições de responder como deve ser. Mais logo, quando chegar a casa, vou afinar seu mapa astral e depois respondo melhor. Beijo.

António Rosa disse...
19 de fevereiro de 2010 às 21:38  

Livinha

Termnei agora de levantar o seu mapa natal. Devido a essa incerteza na hora de nascimento, reparei que o seu Quíron em Aquário está na casa 7. No entanto, basta uma pequena diferança de poucos minutos para mudar para a casa 6.

Vou dar exemplos simples:

Se nasceu até às 23h57 minutos do dia 27 - Quíron permanece na casa 7.

Se nasceu uns minutos mais tarde, por exemplo às 23h59m30s - o seu Quíron começa a descer para a casa 6, sem ainda estar lá completamente dentro.

Se nasceu já no dia 28, às 00h04 - decididamente o seu Quíron pertence à casa 6.

Portanto, querida Livinha, já percebeu que estamos a falar de uma pequena fração de tempo - em 3 minutos TUDO muda.

Com isto quero afirmar apenas isto, e vou ser muito contido, porque isto é uma caixa de comentário que todos lêm.

Se Quiron pertencer à sua casa 7, o mais certo é a «ferida» interna encontra-se na área dos relacionamentos.

Se o planeta estiver na sua casa 6, foi a área do trabalho aquela onde sofreu bastante mais.

Podemos aprofundar estas questões por email. Esteja à vontade.

====

A Livinha perguntou:

«Fui estremamente feliz com meu companheiro, as afinidades fez toda uma diferença neste relacionamento. Ele era de Aquário, tem algo a ver pelo meu Quiron, como disses estar em aquario?»

O facto dele ter o Sol em Aquário, pode de alguma maneira ter influenciado a sua vida, não por ter Quíron em Aquário, mas porque a sua Vénus natal está muito bem posicionada (Sagitário, na 5) e poderia estar em contacto astrológico com o Sol dele. Aí eu encontraria uma base sólida para essa afinidade.

As afinidades entre duas pessoas têm base forte nas ligações que os planetas de ambas as cartas fazem entre si. Os signos têm menor expressão para aferirmos a afinidade. Pode ser feito, mas não é rigoroso, como nos aspectos entre planetas. Mal comparados, é como se bebêssemos um sumo de fruta natural ou engarrafado. São ambos saborosos, mas o engarrafado é menos verdadeiro.

Se me der os daods dele, mesmo que não saiba a hora, mas sim o local ne nascimento, posso fazer uma aproximação mais exacta.

Beijo

Livinha disse...
20 de fevereiro de 2010 às 01:35  

António,
Obrigada, pela atenção dispensada, pelo estudo colocado. Sou da casa 7 sim e minhas relações estão ligadas aos relacionamentos, sem sombra de duvida e não ao trabalho em si. Minha mãe costumava comentar que por muito pouco não nasci no dia 28.
Qto ao companheiro, era somente uma curiosidade, e de fato sim nossas influências eram mutuas. Eu conheci meu companheiro através de sonho aos 18 anos e o conheci ao vivo aos 21.
São ligações extremamente profundas, tanto que não me desligo disso. Mas tenho que superar, porque a vida na verdade não se acabou pra ninguém, apenas uma viagem foi feita e o reencontro ocorrerá...
meu e-mail é:
palavrasepoemas@hotmail.com

António, que Deus o abençoe sempre mais em tua travessia. Me sinto muito agradecida pelo teu carinho e disponibilidade com que se colocou pra mim. Perdoe-me se avancei mais a frente diante de tua bondade.
Me coloco a tua disposição para qualquer coisa, caso eu tenha como ajudar-te nesta blogosfera tão especial, quando une laços de carinho e amizade...
Meu afetuoso abraço
e um feliz fim de semana pra ti

bjs
Livinha

Liliana disse...
20 de fevereiro de 2010 às 14:48  

Muito obrigado.

Sempre aprendo coisas novas e interessantes. Fico à espera do Quiron em Aquário então, pois é onde se encontra o meu.

É sempre bom vir aqui e ver como a astrologia nos ensina a conhecer-mo-nos melhor.

Um abraço

Matthews disse...
6 de março de 2010 às 20:48  

Bom...

Tudo oq você disse sobre Quiron em Escorpião é verdade... "MAS" eu nasci dia 6 de maio de "1995"
e não ta entre aquele grupo que voc citou.

Pq?

Lourdes Dagostini disse...
24 de setembro de 2013 às 02:44  

Esclarecedor e ao mesmo tempo fantástico.A Astrologia explica, nos faz entender, compreender..e quem sabe, até aceitar. Tenho kiron na oito em aquário: Meu nascimento (TRES MESES ANTES)foi assombrado pela morte,pelo medo. Minha infância foi colorida por armas, ameaças e morte como grande probabilidade.Venci!Minha vida é de lutas e perdas, rupturas,fnalizações, chegando ao ponto de me classificar como uma pessoa sem chão.Desenvolvi a capacidade de cura, aconselhamento, ajuda aos outros me tornando uma referência para todos que me procuram, que precisam de auxilio e de direção. Sou astróloga.Amo o que faço, sinto dentro da alma as vibrações. Só não encontrei o meu chão. Gostaria de aterrar um pouco...descançar....Kiron não faz nenhum aspecto...solitário como eu.
E você não fala dele em aquário ainda.Já estudei muito sobre, mas gostaria de ouvir sua interpretação.

Beginning disse...
6 de maio de 2014 às 20:25  

Olá, Antônio!Gostaria de pedir que falasses um pouco sobre quíron em touro e na casa 8.Tenho dificuldades em relacionar as duas informações.
Grata.
P.S.:Sou fã do blog! :)

Vitória Gonçalves disse...
29 de outubro de 2015 às 20:00  

Tenho esse posicionamento no meu mapa... Fiquei mto feliz com seu texto, está sendo uma auto ajuda. To estudando sobre meu mapa, afim de tentar me entender melhor. Agora vou procurar saber mais sobre a mediunidade que eu sempre desconfiei que tinha.

Gabrielle Gomes disse...
29 de julho de 2017 às 05:55  

Confesso que, às vezes, esse posicionamento se torna um fardo difícil de carregar. Chega a ser desgastante ter essa compreensão profunda de tudo, do todo e dos outros, um pouco assustador até; mas também não posso negar que de vez em quando se mostra ser uma experiência fora do normal.

18 de fevereiro de 2010

Até parece que só falamos da morte [Quíron em Escorpião ou na casa 8]


Até parece que só falamos da morte
[Quíron em Escorpião ou na casa 8]

Dou por mim a perceber que ando a reflectir e escrever sobre Quíron no elemento Água, constatando que na aula da Ericeira (ver aqui) não esteve ninguém com este posicionamento. Curiosamente, tenho na minha base de dados alguns nomes muito conhecidos, que nasceram com Quíron em Escorpião. Pois vejam estes nomes: a minha amiga Astrid Annabelle, terapeuta e autora dos blogues «Navegante do Infinito», «A Dinâmica do Invisível» e «Ma Jivan Prahbuta»; Hillary Clinton, Secretária de Estado norte-americana; Luís Filipe Scolari, treinador de futebol; Robert Zoller, astrólogo e autor especializado em Quíron; Steven Spielberg, o cineasta bem conhecido por muitos filmes, especialmente, pelo «ET». São todos curadores naturais e com grande potencial mediúnico.

As pessoas com Quíron em Scorpio pertencem a dois grupos etários bem distintos: O primeiro grupo anda agora (2010) entre os 61 e os 64 anos, nascidos entre 10 Novembro 1946 e 29 Novembro 1948; o segundo grupo etário é muito jovem, pois nasceu entre 29 Dezembro 1996 e 4 Abril 1997 - entre 3 Setembro 1997 e 6 Janeiro 1999 - entre 2 Junho 1999 e 21 Setembro 1999, portanto, andam agora entre os 11 e os 14 anos. Estas informações são dadas para orientar o leitor que não tenha um conhecimento aprofundado de astrologia.

Com Quíron neste signo e casa estamos perante estes temas genéricos onde poderá residir a ferida e frustração profunda: a sexualidade, o nascimento e a morte, o poder, a regeneração e transformação pessoal, as emoções e os desejos profundos, o abandono, a separação, a união e a solidão.

No entanto, o grande tema deste posicionamento é a morte, ou de uma forma mais suave, a vida depois da morte, a capacidade de comunicar com o Além. Muita mediunidade. Se não, vejamos situações frequentes de Quíron em Escorpião ou na oitava casa: acontece haver sério perigo de vida no exacto momento do nascimento; por vezes, é a mãe quem corre perigo de vida no momento do parto; é frequente a pessoa enfrentar situações associadas à morte, quer por alguma doença grave, ou pelo falecimento muito cedo de um dos pais; ao longo da vida, estas associações ligadas à morte são igualmente frequentes, quer seja a morte física, quer a morte de algo velho, que deixamos para trás, mas a pessoa sente como havendo uma interrupção de algo.

Também pode acontecer que pessoas com este posicionamento pensem bastante em suicídio, apesar de habitualmente não praticarem. Não pensam em suicídio de forma gratuita, pois apenas desejam libertar-se do corpo biológico. É um posicionamento muito intenso, podendo ser agreste, em alguns casos. Há sempre uma experiência profundamente sentida sobre a morte e sobre a realidade para além da vida terrena.

Quando encarada de forma positiva Quíron em Escorpião ou na casa Oito pode permitir uma grande compreensão sobre os mistérios da vida e da morte, o mundo da psicologia e da mente, bem como sobre o mundo relacional e as suas interacções profundas, que poderá ser bem aproveitado na área do aconselhamento e da ajuda. Pode ser sinal duma grande sensibilidade ao Além e às suas manifestações. A mediunidade é um caminho terapêutico.

Outra característica a realçar deste posicionamento, podemos defini-lo como «dificuldade com a intimidade». A identidade e a vida sexual podem ser um ponto susceptível, assim como a rejeição, um sentimento de insuficiência ou de inadequação ou uma marca crónica psicológica ou física, por exemplo, podem determinar uma grande dificuldade em se relacionar sexual e afectivamente. Por vezes, podem verificar-se conflitos, que parecem intransponíveis, entre os impulsos espirituais e a vivência mais desinibida da sexualidade. Outras vezes parece haver uma incompatibilidade entre os desejos da pessoa e os desejos do cônjuge, gerando uma sensação de infelicidade (conjugal) que corrói todas as boas intenções.

O mundo dos recursos materiais, emocionais, sexuais e afectivos envolvidos nos relacionamentos conjugais ou os recursos financeiros e materiais desenvolvidos e afectados na actividade profissional e nas parcerias de negócios assumem uma grande importância com esta posição de Quíron. A pessoa poderá sentir uma grande dificuldade em conseguir obter ou partilhar bens, valores e apoios materiais ou não com os parceiros. Não raras vezes, pode sentir-se muito pouco realizado nas associações e nos relacionamentos que forma, desenvolvendo-se um sentimento de insatisfação profundo.

Quando conheço alguém com este posicionamento, inevitavelmente, olho para a minha Lua na oitava casa e não deixo de pensar cá para comigo mesmo: «Isto sim, é mediunidade a sério. Não passo de um aprendiz.» Não é inveja. É reconhecimento da evidência.

Está ao seu alcance uma noção mais profunda do sofrimento que a humanidade carrega ao longo dos tempos nestas áreas bem como das possibilidades do mesmo ser atenuado e revertido em sabedoria e crescimento.

Se acima afirmei que o grande tema deste posicionamento é a morte, não posso deixar de dizer que o outro grande tema de Quíron em Escorpião ou na oitava casa é, sem dúvida, a mediunidade. A questão aqui é se as pessoas aceitam bem, para com elas próprias, esta característica tão marcada. Será que sentir a mediunidade as faz viver cómodas com elas mesmas? Não é fácil e pode ser confundido com intuição, sendo este 6º sentido parte integrante da mediunidade.

Dos nomes de pessoas acima referidos, posso garantir que 3 delas são altamente mediúnicas: Astrid Annabelle, Luís Filipe Scolari e Steven Spielberg. Não quer dizer que os outros não o sejam. Da Astrid, temos a prova através do seu maravilhoso blogue «A Dinâmica do Invisível» e o quão curador é para nós, seus leitores. De Luís Filipe Scolari, podemos afirmar que conseguiu levantar o estado anímico do povo português, no Euro 2004 (futebol), quando sugeriu que puséssemos bandeiras de Portugal nas nossas casas viradas para a rua. Foi um fenómeno nunca visto e que resultou muito bem. De Steven Spielberg, os exemplos através dos seus filmes são mais que muitos e não se circunscreve apenas ao famoso «ET». São todos curadores de nível energético muito alto. Todos procuram encontrar uma solução existencial para o sofrimento, mantendo-o presente e procurando uma saída transcendente. Simplesmente fantástico.

Terapia recomendada para este posicionamento astrológico: regressão a vidas passadas; terapias multidimensionais de cura quântica; terapias com cristais adequados aos signos onde se encontre a Lua no mapa natal; recolocação da criança interior em modo conforto.


41 comentários:

angela disse...

Fico pensando nas pessoas que conheço.
Obrigada por pensar nos que conhecem pouco.
Estou com o micro quebrado...e então tenho alguma dificuldade para comentar os post.
beijo

Margaridasantos disse...

É sempre bom ter conhecimento.

Belo texto.

Margarida Santos

António Rosa disse...

Ângela

Sinto-me muito acompanhado por si. Muito obrigado. Um beijo carinhoso.

António Rosa disse...

Margarida

Muito agradecido pela apreciação. Abraço.

Maria Paula Ribeiro disse...

Soberbo António.

Tenho o mapa de uma amiga minha que pertence ao primeiro grupo; tem esse posicionamento na casa 8, mas em Peixe.
Faz todo sentido pois acompanhei momentos da vida dela como descreveste e irei recomendar este teu fabuloso texto.

Os exemplos que destes e principalmente da Astrid por tão bem a conhecer, é simplesmente fantástico.

Bem-haja!
Mais uma capítulo para o livro! :P
Beijo

Luan Ramos disse...

Muito interessante.

Estou gostando muito dessas breves aulas sobre Quíron.

Espero que tenha mais ;)

Abraço.

António Rosa disse...

Olá Maria Paula,

Muito obrigado pelo exemplo dado sobre a tua amiga. O próximo texto quirótico será sobre Quíron em Peixes e na 12ª casa.

Mais um capítulo (ainda incompleto) do livro.

Beijo

António Rosa disse...

Luan,

Muito agradecido pela tua apreciação. Espero continuar a ter-te como leitor especializado destes temas quiróticos.

Estou a preparar mais, sim. :)))

Abraço.

Astrid Annabelle disse...

Boa tarde António!
Estou muito sensibilizada com tudo o que disse neste post. Te confesso que ao terminar de ler uma lágrima teimou em cair...
Lindo post.
Um beijo grande
Astrid Annabelle

Astrid Annabelle disse...

Maria Paula!
Um beijo querida por seu carinho!
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Querida Astrid

Este posts foi escrito com muito cuidado, pois tinha o seu nome aqui no texto e no meu coração.

Você é um exemplo maravilhoso de como se resolvem as questões da mediunidade. Um exemplo ao mais alto nível.

Muito agradecido pelo seu comentário.

Beijo grande.

António Rosa disse...

Astrid

Enquanto fui preparando o texto, também teimaram em sair algumas lágrimas.

Beijo.

Margaridasantos disse...

Vejo que o assunto de Quíron é bastante significativo para um profundo estudo.

As minhas desculpas sobre a falta de conhecimento nesta area.

Vejo que certos temas nunca deixarão de ser um santuário, no qual todos os seres podem encontrar uma orientação e um esclarecimento sobre a sua vida, sobre os seus problemas. Esta informação é mais do que um tesouro da Luz do Que Existe Para Sempre.

Não podia deixar de frisar uma frase biblica, que ao ler este texto de Quíron, veio-me constantemente à minha mente.

" Eu formo a luz e crio as trevas; eu faço a paz e crio o mal; eu sou o Senhor e faço todas estas coisas."( Isaias 45:7)

Nós precisamos de compreender a permutabilidade que existe entre a Fonte de Criação - Meio - Ação.

Seja qual for o nosso caminho, seja budista, seja catolico, seja hindu, seja astrologo, seja reikiano, seja umbandista, seja espirita, etc.. O Mais Importante Será Sempre as Profundezas que transmitimos do Amor, da Harmonia, da Paz, porque todo o Poder Relativo é aquele que está sempre presente como ponto focal da primeira e da última ação.

Margarida Santos

Margaridasantos disse...

..."Será que sentir a mediunidade as faz viver cómodas com elas mesmas?"...

A unificação com o Amor, é o espirito em ação. O Amor é muito mais do que uma ligação emocional. Quando nos enamoramos com as maiores qualidades a atributos, a honestidade,a integridade, a paz, a paciência e a justiça, e quando amamos a Verdade por si só, estamos amar o Universo com a inteira ligação que mantemos do Bem para nós e para outrem, porque nos compreendemos perfeitamente.

Temos sempre que glorificar a possibilidade de sempre alcançar o nosso entendimento pessoal, pois este é o veredicto de nos abençoarmos. Uma mente ordenada é uma faculdade do verdadeiro uso da ordem natural de tudo o que nos rodeia.

Margarida Santos

António Rosa disse...

Margarida

Muito agradecido pelo seu testemunho.

Livinha disse...

António meu querido,
interessantíssimo o texto, me vejo nas fases positivas, como algo nas negativas... Estou vivendo perdas que parecem alojadas em mim, intensas. Consciente dos acontecimentos naturais da vida, mas inconformada, a ponto de haver me instalado num passado, descrente das quimeras do presente. Intuição é mediunidade pura tbém, pois que somos obreiros constantes, indicados ao trabalho em nossa travessia. Tuas analises, ligações logicas, são de fato decorrentes de tudo isto, sem a menor sombra de duvida.
Nossa, quisera eu entendesse o profundo do Quiron, da astrologia, das influências planetárias, enfim desses todo mistério da vida, que nos leva a pensar e descobri-lo, mesmo porque eu me encanto, na magnitude como o óbvio se esconde, para o despertar de nossas faculdades inteligentes...

Eu adorei!!!
Sou do ano 1957(não espalhe) rsrs
do dia 27 de outubro... e sei que
sou regida por uma influência estranha e sinto serem prositivas,
isto é o que mantém forte.

bjss
Livinha

Adelaide Figueiredo disse...

António,

Uma maravilha de texto! Adorei a lição. Espero que o livro saia depressa.
Eu pelo pouco que conheço das minhas análises astrológicas, penso que estas pessoas com este posicionamento procuram a satisfação dos seus desejos e instintos até que a a sua busca espiritual seja uma realidade. Elas ao envolverem-se profundamente com os outros fazem acontecer as mudanças e as transformações pessoais.

Mais uma vez grata por esta maravilhosa lição.

Abraço

Sonia Beth disse...

Antonio, um texto maravilhoso, como tudo o que se refere a Quiron e também ao que escreve.

Com relação à sua proposta eu aceito e espero orientações.

beijocas

Sonia Beth disse...

continuando...
obrigada por tudo ;o)

vitória disse...

António,eu sigo-te aqui e no FB.No teu site de astrologia grátis verifiquei o meu mapa astral e descobri que não me tinham dado a referência do Quíron em outros tempos e ele está na minha 12 casa.
Espero então que venhas a publicar esse posicionamento.
Não entendo nada de astrologia ,pq como é necessária muita atenção canso-me...mas subentendo algumas coisas!...;)Obrigada pelo teu compartilhar ...namastê...
Micah Forsado.

marcelo dalla disse...

Querido amigo, outra bela aula.
Gostaria muito de ler todo o seu material, seria uma honra se me enviasse quando puder!

Tenho um sobrinho de 12 anos: seu pai morreu num acidente quando minha irmã estava grávida dele, com 3 meses de gravidez. Tudo a ver!!!!!!

Por falar em morte e mediunidade, vou prum sítio neste fim de semana fazer um curso de Umbanda. Depois contarei sobre isso!!!

grande abraço

António Rosa disse...

Olá Livinha,

Espero que esteja tudo o melhor possível e que essas perdas sejam rapidamente superadas, para continuar o seu luminoso caminho. Se precisar de algum apoio astrológico, esyeja à vontade para me escrever um email - covadourso@gmail.com -, que terei muito prazer em ser-lhe útil.

O seu Quíron está em Aquário. Tenciono escrever sobre este posicionamento, aqui no blogue. Não consegui levantar-lhe o mapa, por falta d ahora e local de nascimento.

Muito obrigado pela leitura.

Beijo

António Rosa disse...

Adelaide,

Muito obrigado. Sei que se interessa bastante por Quíron e que o tem trabalhado muito. Não tenho data para o livro. Talvez para o princípio do próximo ano. Quem sabe?

Essa busca espiritual que fala costuma ocurrer num trânsito forte deste planeta.

Abraço.

António Rosa disse...

Sônia

Muito obrigado. Já falaremos muito em brave sobre a sua colaboração no site da Escola de Astrologia Nova-Lis.

Beijo

António Rosa disse...

MIcah

Gostei do look do seu novo blogue: um luxo. Aquela cama confortável na praia deve ser muito especial. Já a estou a seguir e coloquei o blog na minha comuniadde para a poder seguir de perto.

Desejo-lhe grande sucesso, desta vez em Portugal.

Beijo

António Rosa disse...

Marcelo

Já está de volta. Isso são sempre boas notícias. Espero que nos conte sobre esse curso que vai fazer. Apreciei o retorno da história do seu próprio sobrinho.

Grande abraço

Maria de Fátima disse...

Olá António, tenho lido todos os posts sobre o Quiron.Como bem sabes eu não percebo nada de Astrologia, risos, mas gosto de ler tudo o que publicas.Será pedir muito saber em que casa está o meu Quiron?Vou recordar-te a minha data de nascimento:08 de Abril de 1970, 11h30m da manhã, Porto, Portugal.Muito agradecida.Beijocas e um óptimo fim de semana.
P.S.:Fiquei emocionada ao ler este post dedicado à minha querida Madrinha Astrid.

António Rosa disse...

Maria de Fátima

Muito obrigado pelas tuas palavras de carinho e apreço.

O teu Quíron está em Carneiro na casa 10.

Enquanto eu não escrevo aqui um artigo sobre Quíron em Carneiro e como estás muito interessada no posicionamento da casa, recomendo-te o seguinte:

- entras no site da nossa escola (o link está neste blog nos menús do topo), e tens que te registar ou se já tens registo, fazeres o login.

- procuras nos menus do lado esquerdo o seguinte: «Astrologia cármica». Entras e lá dentro da página, procuras «Assuntos de Quíron». Nesta página procuras o meu artigo «Quíron nas casas».

Depois se tiveres alguma dúvida, escreve-me.

Quanto à tua madrinha Astrid nunca me canso de demonstrar as grandes capacidades desta senhora, que é uma fabulosa terapeuta e grande comunicadora. Com uma mediunidade imensa. É a minha amiga mais antiga na internet.

:))

Beijos.

Astrid Annabelle disse...

António, bom dia!
Como pode perceber estou sempre por perto!rsrsrsrs
Enviei um email para você agora mesmo.
****
Um beijo no seu coração Mimi!
****
Outro beijo para você António.
Astrid Annabelle

António Rosa disse...

Olá Astrid

Bom dia. Recebi e li o email. Logo, quando chegar a casa, respondo. Gostei muito do assunto.

Livinha disse...

Ô meu amigo, eu tenho isto comigo, de não querer encomodar, abusar sei lá mais o quê perante as pessoas no que possa parecer. É o meu jeito esse de ser. Dei trabalho pro Celito até mesmo nas milhões de vezes que pedia desculpa por escrever grandes textos cansando-o a leitura. Pode? pois é, mas é o meu jeito, insegurança talvez...

Apenas uma pergunta:
Fui estremamente feliz com meu companheiro, as afinidades fez toda uma diferença neste relacionamento. Ele era de Aquário, tem algo a ver pelo meu Quiron, como disses estar em aquario?

Perdoe a perguntinha, essa minha mania de associar tudo...

Obrigada pelo teu atencioso e-mail a minha disposição. Não me esquecerei disto.
ah, nasci beirando a meia noite, virada de 27 para 28 o dia.
11:47hrs..

Livinha disse...

Local de nascimento:
Num recanto bonito do Brasil,
onde surgiu a minha terra amada...
onde o azul do céu é mais cor de anil
onde o sol tão quente parece mais
sutil
Lá eu nasci, me criei, fiz canção
e amei, sempre tive inspiração,
lá, num nordeste intenso, tem um
fulgor intenso, meu sublime torrão...
Hino da cidade de João Pessoa- PB.


Obrigada
Bjss
Livinha

António Rosa disse...

Livinha

Agora estou na minha editora e não tenho condições de responder como deve ser. Mais logo, quando chegar a casa, vou afinar seu mapa astral e depois respondo melhor. Beijo.

António Rosa disse...

Livinha

Termnei agora de levantar o seu mapa natal. Devido a essa incerteza na hora de nascimento, reparei que o seu Quíron em Aquário está na casa 7. No entanto, basta uma pequena diferança de poucos minutos para mudar para a casa 6.

Vou dar exemplos simples:

Se nasceu até às 23h57 minutos do dia 27 - Quíron permanece na casa 7.

Se nasceu uns minutos mais tarde, por exemplo às 23h59m30s - o seu Quíron começa a descer para a casa 6, sem ainda estar lá completamente dentro.

Se nasceu já no dia 28, às 00h04 - decididamente o seu Quíron pertence à casa 6.

Portanto, querida Livinha, já percebeu que estamos a falar de uma pequena fração de tempo - em 3 minutos TUDO muda.

Com isto quero afirmar apenas isto, e vou ser muito contido, porque isto é uma caixa de comentário que todos lêm.

Se Quiron pertencer à sua casa 7, o mais certo é a «ferida» interna encontra-se na área dos relacionamentos.

Se o planeta estiver na sua casa 6, foi a área do trabalho aquela onde sofreu bastante mais.

Podemos aprofundar estas questões por email. Esteja à vontade.

====

A Livinha perguntou:

«Fui estremamente feliz com meu companheiro, as afinidades fez toda uma diferença neste relacionamento. Ele era de Aquário, tem algo a ver pelo meu Quiron, como disses estar em aquario?»

O facto dele ter o Sol em Aquário, pode de alguma maneira ter influenciado a sua vida, não por ter Quíron em Aquário, mas porque a sua Vénus natal está muito bem posicionada (Sagitário, na 5) e poderia estar em contacto astrológico com o Sol dele. Aí eu encontraria uma base sólida para essa afinidade.

As afinidades entre duas pessoas têm base forte nas ligações que os planetas de ambas as cartas fazem entre si. Os signos têm menor expressão para aferirmos a afinidade. Pode ser feito, mas não é rigoroso, como nos aspectos entre planetas. Mal comparados, é como se bebêssemos um sumo de fruta natural ou engarrafado. São ambos saborosos, mas o engarrafado é menos verdadeiro.

Se me der os daods dele, mesmo que não saiba a hora, mas sim o local ne nascimento, posso fazer uma aproximação mais exacta.

Beijo

Livinha disse...

António,
Obrigada, pela atenção dispensada, pelo estudo colocado. Sou da casa 7 sim e minhas relações estão ligadas aos relacionamentos, sem sombra de duvida e não ao trabalho em si. Minha mãe costumava comentar que por muito pouco não nasci no dia 28.
Qto ao companheiro, era somente uma curiosidade, e de fato sim nossas influências eram mutuas. Eu conheci meu companheiro através de sonho aos 18 anos e o conheci ao vivo aos 21.
São ligações extremamente profundas, tanto que não me desligo disso. Mas tenho que superar, porque a vida na verdade não se acabou pra ninguém, apenas uma viagem foi feita e o reencontro ocorrerá...
meu e-mail é:
palavrasepoemas@hotmail.com

António, que Deus o abençoe sempre mais em tua travessia. Me sinto muito agradecida pelo teu carinho e disponibilidade com que se colocou pra mim. Perdoe-me se avancei mais a frente diante de tua bondade.
Me coloco a tua disposição para qualquer coisa, caso eu tenha como ajudar-te nesta blogosfera tão especial, quando une laços de carinho e amizade...
Meu afetuoso abraço
e um feliz fim de semana pra ti

bjs
Livinha

Liliana disse...

Muito obrigado.

Sempre aprendo coisas novas e interessantes. Fico à espera do Quiron em Aquário então, pois é onde se encontra o meu.

É sempre bom vir aqui e ver como a astrologia nos ensina a conhecer-mo-nos melhor.

Um abraço

Matthews disse...

Bom...

Tudo oq você disse sobre Quiron em Escorpião é verdade... "MAS" eu nasci dia 6 de maio de "1995"
e não ta entre aquele grupo que voc citou.

Pq?

Lourdes Dagostini disse...

Esclarecedor e ao mesmo tempo fantástico.A Astrologia explica, nos faz entender, compreender..e quem sabe, até aceitar. Tenho kiron na oito em aquário: Meu nascimento (TRES MESES ANTES)foi assombrado pela morte,pelo medo. Minha infância foi colorida por armas, ameaças e morte como grande probabilidade.Venci!Minha vida é de lutas e perdas, rupturas,fnalizações, chegando ao ponto de me classificar como uma pessoa sem chão.Desenvolvi a capacidade de cura, aconselhamento, ajuda aos outros me tornando uma referência para todos que me procuram, que precisam de auxilio e de direção. Sou astróloga.Amo o que faço, sinto dentro da alma as vibrações. Só não encontrei o meu chão. Gostaria de aterrar um pouco...descançar....Kiron não faz nenhum aspecto...solitário como eu.
E você não fala dele em aquário ainda.Já estudei muito sobre, mas gostaria de ouvir sua interpretação.

Beginning disse...

Olá, Antônio!Gostaria de pedir que falasses um pouco sobre quíron em touro e na casa 8.Tenho dificuldades em relacionar as duas informações.
Grata.
P.S.:Sou fã do blog! :)

Vitória Gonçalves disse...

Tenho esse posicionamento no meu mapa... Fiquei mto feliz com seu texto, está sendo uma auto ajuda. To estudando sobre meu mapa, afim de tentar me entender melhor. Agora vou procurar saber mais sobre a mediunidade que eu sempre desconfiei que tinha.

Gabrielle Gomes disse...

Confesso que, às vezes, esse posicionamento se torna um fardo difícil de carregar. Chega a ser desgastante ter essa compreensão profunda de tudo, do todo e dos outros, um pouco assustador até; mas também não posso negar que de vez em quando se mostra ser uma experiência fora do normal.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates