Quando os planetas ficam retrógrados

17 de abril de 2008 ·


Os planetas só ficam retrógrados quando atingem uma determinada distância crítica do Sol. Essas distâncias são as seguintes: Marte - 133° - Júpiter - 116° - Saturno - 104° - Urano - 104° - Neptuno - 101° - Plutão -101°. Não existe distância crítica entre o Sol e Mercúrio, ou entre o Sol e Vénus. Estes dois planetas movem-se mais rápido que o Sol, pelo que às vezes parecem diminuir o seu passo ou mesmo andar para trás, à medida que aumenta a sua distância da Terra. Em consequência, nunca ultrapassam a distância de 28° e 46° do Sol, respectivamente, a despeito do seu passo inerentemente mais rápido. A partir destes dados, é preciso observar os seguintes factos: 1 - Qualquer planeta em oposição ao Sol deve estar em movimento retrógrado. 2 - Júpiter, Saturno, Urano, Neptuno e Plutão em trígono ou quincúncio com o Sol devem estar em movimento retrógrado. Marte em quincúncio com o Sol também deve estar em movimento retrógrado. Ocasionalmente, Júpiter em trígono com o Sol pode estar em movimento directo, mas isso não é frequente. 3 - Por causa da variação dos períodos de retrogradação dos planetas, há determinados anos em que é impossível uma pessoa nascer sem planetas retrógrados no horóscopo. 4 - Quando um planeta está em movimento directo, a sua distância da Terra está a aumentar, e quando está retrógrado, a sua distância da Terra está a diminuir. Marion D. March e Joan McEvers in “Curso Básico de Astrologia – Vol. 3 – Técnicas de Cálculo e Interpretação”, Editora Pensamento, Brasil.

2 comentários:

Shakadal disse...
17 de abril de 2008 às 11:16  

Attention! See Please Here

Lucy disse...
17 de abril de 2008 às 21:44  

Esta foto está o máximo!!! Boa pinta para descobrires fotos apropriadas. Sabes, agora reparo mais na imagem!...

Que saiam os 'retrógrados' e fiquem bem 'juntinhos' os amantes de Vénus - que não é ciumenta1

Lucy

17 de abril de 2008

Quando os planetas ficam retrógrados


Os planetas só ficam retrógrados quando atingem uma determinada distância crítica do Sol. Essas distâncias são as seguintes: Marte - 133° - Júpiter - 116° - Saturno - 104° - Urano - 104° - Neptuno - 101° - Plutão -101°. Não existe distância crítica entre o Sol e Mercúrio, ou entre o Sol e Vénus. Estes dois planetas movem-se mais rápido que o Sol, pelo que às vezes parecem diminuir o seu passo ou mesmo andar para trás, à medida que aumenta a sua distância da Terra. Em consequência, nunca ultrapassam a distância de 28° e 46° do Sol, respectivamente, a despeito do seu passo inerentemente mais rápido. A partir destes dados, é preciso observar os seguintes factos: 1 - Qualquer planeta em oposição ao Sol deve estar em movimento retrógrado. 2 - Júpiter, Saturno, Urano, Neptuno e Plutão em trígono ou quincúncio com o Sol devem estar em movimento retrógrado. Marte em quincúncio com o Sol também deve estar em movimento retrógrado. Ocasionalmente, Júpiter em trígono com o Sol pode estar em movimento directo, mas isso não é frequente. 3 - Por causa da variação dos períodos de retrogradação dos planetas, há determinados anos em que é impossível uma pessoa nascer sem planetas retrógrados no horóscopo. 4 - Quando um planeta está em movimento directo, a sua distância da Terra está a aumentar, e quando está retrógrado, a sua distância da Terra está a diminuir. Marion D. March e Joan McEvers in “Curso Básico de Astrologia – Vol. 3 – Técnicas de Cálculo e Interpretação”, Editora Pensamento, Brasil.

2 comentários:

Shakadal disse...

Attention! See Please Here

Lucy disse...

Esta foto está o máximo!!! Boa pinta para descobrires fotos apropriadas. Sabes, agora reparo mais na imagem!...

Que saiam os 'retrógrados' e fiquem bem 'juntinhos' os amantes de Vénus - que não é ciumenta1

Lucy

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates