Ilha de Moçambique - fotografia

29 de abril de 2012 · 0 comentários












Júpiter em Gémeos, já a partir de 11 de Junho de 2012

25 de abril de 2012 · 8 comentários

Ilustração de Inês de Barros Baptista.
Proibido reproduzir sem autorização da autora


Júpiter está em exílio ou detrimento no signo de Gémeos, pois este está em oposição ao signo de Sagitário, do qual é regente. Durante alguns dias de Junho 2012 vamos assistir a um fenómeno raro no signo Gémeos: os benéficos do zodíaco, Júpiter e Vénus, terão a companhia do todo poderoso Sol e a nada depreciável ponta sul do Eixo Nodal. E a juntar-se à festa, a Lua vai bater à porta. A comunicação e a mensagem estarão em alta. Em alta é pouco. Será quase gritante, tal a concentração destes poderosos astros.

Como este ajuntamento em Gémeos vai coincidir com a quadratura partil (em grau exacto) de Úrano a Plutão é de esperar uma enorme controvérsia em todo o mundo. Não faço ideia que evento seja esse que irá provocar uma autêntica explosão nas informações dos media, em termos globais. Espero mesmo que não seja nenhuma notícia desoladora.

Alguém se lembra da série de tv «V»? Uma coisa dessas poderia provocar tamanho alvoroço. Mas nas nossas vidas pessoais as coisas estarão igualmente em ebulição, variando apenas em que casas temos nos nossos mapas natais os signos de Gémeos, Carneiro e Capricórnio. O melhor é aguardar, tanto mais que Júpiter não se sente cómodo neste signo, por estar em detrimento.

Em Junho realizar-se-á o 14º Campeonato Europeu de Futebol, na Polónia e na Ucrânia. Serão estas notícias que trarão premência aos media? Hum! Duvido! Não creio que o Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth II [60 º aniversário da sua ascensão ao trono do Reino Unido] que vá trazer esse esforço dos media; o mesmo se passa com as eleições presidenciais na França; há dois acontecimentos posteriores a Junho: os Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em Londres; e, obviamente, as eleições presidenciais dos Estados Unidos da América. Espero que não seja o desaparecimento do 'euro'. Mas já não digo nada.

Olhando para todo o ano de 2012, o mês de Junho será bem mais «forte» do que o tão falado dia 21 Dezembro 2012. Se pensarmos que em Maio próximo verificar-se-á o eclipse solar anular, tudo isto deve funcionar de forma intensa e que farão ecoar a força dos media. Mas os especialistas em eclipses já se encarregarão de analisar esta particularidade, tanto mais que em Novembro ocorrerá um eclipse solar total, visível no nordeste da Austrália e no Pacífico sul.

Aproveitando que estamos a tratar de Júpiter em Gémeos, e apenas pelo sentido que isto possa ter para qualquer um de nós, deixo a seguir as datas de diferentes calendários, tendo como referência o ano de 2012:

Calendário gregoriano - 2012 - MMXII
Ab urbe condita - 2765
Calendário arménio - 1461
Calendário chinês - 4708 – 4709
Calendário hebraico - 5772 – 5773
Calendários hindus
- Vikram Samvat - 2067 – 2068
- Shaka Samvat - 1934 – 1935
- Kali Yuga - 5113 – 5114
Calendário persa - 1390 – 1391
Calendário islâmico - 1433 – 1434
Calendário rúnico - 2262

É caso para perguntar: ‘Então, em que ficamos? Com tantos calendários que existem, ficámos todos travados apenas no Calendário Maia de Contagem Longa?

O compasso de «espera» que se vive actualmente, ainda com Júpiter em Touro, é uma espécie de «estar à espera de algo», será mudado para um maior frenesim. Por exemplo, a blogosfera neste momento vive momentos de grande calmaria (vejo por mim próprio). 


É fácil de antever que com Júpiter em Gémeos, a internet irá ao rubro: blogues, sites, fóruns, redes sociais, etc. Sei bem do que falo, pois tenho o signo Gémeos muito acentuado no meu mapa. E tanto!

Ora, esta agitação frenética, está no extremo oposto daquilo que os «Instrutores» [não confundir com «Mestres»] recomendam: silêncio e interioridade

Júpiter transitando em Gémeos pode manifestar-se na pessoa, na forma de um conhecimento amplo, uma necessidade de querer saber «tudo». Isto pode provocar uma grande dose de superficialidade, ou um conhecimento teórico sem nenhum apoio da experiência prática. Para evitar que assim seja, de tão tridimensional e cerebral, é necessário, que as pessoas de Gémeos, Sagitário, Peixes e Virgem consigam subir uma oitava superior e se esforcem por contactarem os seus os seus guias, anjos ou hierarirquia espiritual. Aí, verificarão as diferenças.

Júpiter ao transitar pelo signo de Gémeos indica amor pela filosofia e pelo estudo de ideias importantes na história da religião, da espiritualidade, do esoterismo, da educação, do direito e da filosofia. A resultante expansão da mente abre novas linhas de comunicação e áreas de contacto social, que trazem benefícios em viagens, na escrita, no estudo e nos negócios relacionados ao desenvolvimento de novas ideias. E, sobretudo no desenvolvimento pessoal.

No entanto, é necessário um cuidado extremo na utilização do nosso corpo mental, pois pode induzir-nos em equívocos constantes. Os neurologistas já descobriram que, para os neurónios, não existe diferença entre algo vivido e algo imaginado. É tudo a mesma coisa, sendo a cilada, a potencialidade da nossa mente, nos mentir. É preciso sentir. É fundamental validar o que o coração nos pede.As pessoas neste trânsito irão passar por uma curiosidade intelectual que poderá levar ao desenvolvimento mental, e, assim, poderem ser considerados intelectualmente avançados, mesmo que não tenham recebido uma educação formal.

Júpiter em Gémeos pode proporcionar ampla compreensão intelectual que abrange diversas áreas. As pessoas tendem a ser mentalmente inquietas, a realizar muitas viagens e dedicar-se superficialmente a muitas áreas de estudo.

Se levada a extremos, essa actividade mental pode produzir um diletante intelectual. Contudo, a grande variedade de diferentes experiências intelectuais permite que estas pessoas reúnam o perfil geral das tendências sociais, políticas e históricas, o que lhes dará insights sobre o futuro e o destino da humanidade. Pois é! Preso por ter cão, ou preso por não o ter. Se não se faz silêncio, fica tudo em torno do ego. Se se faz um silêncio enorme, pode-se perder um posicionamento astrológico que permite sucessivos insigths, visões.

Obviamente, que a questão é sempre a mesma: que visões tenho? Serão como aquelas muitas pessoas que não me conhecem de lado nenhum, excepto desta coisa dos blogues e do Facebook e que me escrevem a anunciarem-me as maiores desgraças só porque sonharam comigo? Depois... não acontece nada.


Deixem-me respirar fundo.


Até já aconteceu uma cliente telefonar para o centro «Cristal de Cura», onde dou consultas de astrologia, a solicitar uma consulta urgente porque tinha tido um sonho comigo. A data foi marcada e cancelada pela própria cliente 48 horas depois, com o argumento que tinha recebido uma iluminação para não ir. Só mesmo rindo. Depois dizem-me que ando céptico e que maltrato as pessoas, englobando muita gente numa coisa que chamo de «espiritualidade lindinha»

Devido ao trígono natural de Gémeos com Balança/Libra e Aquário, estas pessoas atraem muitos conhecidos e pseudo-associados, e assim podem ampliar os seus horizontes intelectuais em direcções novas e incomuns. Esses contactos sociais também podem proporcionar oportunidades para a expressão criativa da mente.

A lição de Mercúrio em Virgem mostra-nos que o conhecimento mais preciso, detalhado, vem da experiência directa no trabalho pessoal. Este trânsito de Júpiter, ao contrário, corre o risco de criar um erudito sem nenhuma prática, a não ser que outros factores no mapa encorajem a experiência prática. 

.

O Sol entra no signo Touro

19 de abril de 2012 · 9 comentários



Por sugestão do Marcelo Dallaaqui

Missão superior:
Aprender a estabelecer um contacto sereno com a natureza.

Touro é o 1º Nível do Elemento Terra. A energia de Touro é a própria força da Terra, do Planeta, de Gaia. Simboliza a Natureza como primeva forma de Vida. Exprime a capacidade que o Homem tem de conhecer a Terra, de com ela se identificar. Touro é a posse da terra pelos sentidos, a segurança da experiência do homem na matéria.

Touro representa a estabilidade sobre a Terra, a capacidade de intuir a matéria pela via do Conhecimento Instintivo. O Taurino tem que cheirar, ver, agarrar, ser fisicamente desperto pela vibração mais pesada da energia que lhe ensina a dimensão do plano físico onde nasceu. Essa dimensão, que cada dia o limita e condiciona, mas onde se encontra seguro e se transcende.

A Terra do Touro aparece como a realidade exterior da qual, lentamente, o taurino se apropria pelo seu poder de realização, pela sua capacidade de construção, de edificação. Em Touro, o homem vai-se adaptando ao planeta Terra onde lhe foi dado nascer.

Assim, o vai trabalhando e transformando. Assim, se vai afeiçoando à terra, tornando-a sua. Assim, a apreende com prazer, com amor, com tranquilidade, as grandes qualidades deste signo. O Touro identifica-se com a Natureza, e por ela se pacifica.

Regente: Vénus

Simboliza a primeira vibração do Divino que o homem pode vivenciar. Nasce da projecção do Eu sobre o objecto amado. É a primeira experiência emocional de Unidade.

Ilha de Moçambique, Fortaleza de S. Sebastião.
Foto do sr. Victor Fernando Gomes Rodrigues

1º nível de evolução:
Amar a Terra, amar a obscuridade da Matéria, é levar o Espírito ao seu Oposto. É integrar contrários. Nele o Amor é vivido pelo prazer de possuir. Amar é em Touro, noção de território. Emoção ligada ao instinto, interiorizada, sensual. Vénus em Touro encontra no corpo físico a sua forma de expressão, a primeira consciência.

2º nível de evolução:
Revela-se o modo como a segurança material pode ser experimentada. A qualidade que cada um projecta como capacidade de se adaptar à vida. É essa qualidade própria que nos devolve o que descobrimos ser o nosso valor, o nosso poder de nos relacionarmos com a matéria e o amor. O que verdadeiramente consideramos nosso, fruto das nossas capacidades, conquistado pelo nosso esforço. Esta é a atitude que se manifesta sempre que o Eu compete consigo mesmo frente às necessidades da vida.

3º nível de evolução:
Revela o tipo de desapego que deve vir a ser o nosso em relação à matéria. O distanciamento emocional frente ao que possuímos. Este nível indica a forma como o espírito lida com a matéria. Ensina a relação que o Eu estabelece com a segurança material. Tendo em conta uma escala de valores que situa a matéria no lugar que lhe compete, este nível indica se a matéria é usada em liberdade ou se inversamente, o Eu é por ela condicionada.

Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira em São Paulo, Brasil

Meu comentário pessoal:

Daí, o eu ficar de pé atrás com aquelas muitas e muitas pessoas que vão «negando» a sua reencaranação no planeta, afirmando continuamente que já vivem no desapego, que lhes basta «meditar» para tudo conseguirem, e outras baboseiras mais... É isso que mais me cansa da dita espiritualidade lindinha, tão típica das redes sociais, dos inúmeros comentários twiteiros e facebookeiros.

Será que não se quer perceber que, se tivessem atingido esse nível de desapego, já teriam desencarnado, por terem terminado a experiência da fisicalidade? 

.

Ilha de Moçambique - Da escola até casa

17 de abril de 2012 · 0 comentários


A maioria das fotos deste post são relativamente antigas e já não reflectem,
o actual estado melhorado da ilha, pois está a passar por uma bela fase
de pavimentação e reconstrução.



Recordando o caminho que usava entre a escola e a casa.


À direita do mapa ficava a escola Pêro da Covilhã.
À esquerda, a minha casa.


























Esta é a entrada da minha casa. Não sei quem é este jovem turista, pois a foto foi encontrada na internet.




A irmã mais nova «chegaria» 17 anos depois.
A família completa.



.

Dicionário Místico: Relatos do Patriarca Enoch

16 de abril de 2012 · 53 comentários

Photobucket

Quem é o Patriarca Enoch? Segundo o "Génesis", Enoch era filho de Seth, o terceiro filho de Adão, que era seu avô. Matusalém, o filho de Enoch, é o personagem bíblico com a vida mais longa, pois viveu 969 anos. Matusalém era avô do patriarca Noé e morreu no ano do dilúvio universal. Nos tempos bíblicos, as pessoas gozavam de uma grande longevidade. Enoch, que não viveu nem sequer metade dos anos de seu filho Matusalém, também teve uma longa existência, que se estendeu por 365 anos, que é o número de dias do ano solar.

Os relatos de Enoch são conhecidos como o 'Livro de Enoch'. Nestes relatos, o patriarca relata-nos as suas visões apocalípticas, incluindo a sua visita às mansões celestiais e a rebelião de uma parte das hostes angelicais, chamados de “anjos caídos”. A sua mensagem teve tanto impacto que influenciou grandemente os autores das Epístolas de S. João e de S. Mateus, que aceitaram como legítima a sua visão apocalíptica. Enoch conta que os 'anjos caídos,' aterrados pelo que fizeram, pediram ao Patriarca que intercedesse junto do Criador. Enoch era escrivão e nessa condição, escreveu a petição dos 'anjos caídos' e leu-a várias vezes até se deixar dormir. Durante o sono teve uma visão, um sonho, em que um forte vendaval o arrebatou do local onde se encontrava e o transportou através das nuvens até ao céu. E foi assim que o Pratriarca visitou os 7 céus [hoje falaríamos em dimensões e processos de meditação].


Photobucket

O Patriarca viu que todas as manhãs Deus emitia um juízo sobre a humanidade na sua Corte Celeste, na presença de todos os seus Anjos Ministros. Na Corte Celeste só os Príncipes Angelicais que têm no seu nome as quatro letras do nome de Deus, YHVH, é que têm direito a falar. Em redor da Divina Presença estão os dois Guardiães e os dois Seres Sagrados, que são os seus conselheiros divinos.


Photobucket

Radweriel YHVH coloca nas mãos de Deus o pergaminho onde estão escritos os seus decretos, e Deus põe-nos diante dos escrivães, para que os leiam aos Celestiais. Então, Soperiel YHVH abre os livros da vida e da morte [modernamente chamaríamos de Conselho Cármico e registos akashicos].


Photobucket

Deus está vestido com uma túnica de rectidão, branca como a neve e mais resplandecente do que um milhão de sóis. [Hoje sabemos que estas visões apresentam-se para facilitar o nosso entendimento, pois Deus não é um ser, mas a Fonte de Energia que Tudo É].

Cada acção na Terra e em todo o universo é detalhada e é emitido um juízo perfeito sobre ela. O juízo de Deus é perfeito porque se compõe de Justiça, Compaixão e Verdade. A Compaixão está à sua esquerda, a Justiça à sua direita, e a Verdade em frente d’Ele, e são as três representadas pelas três colunas da Árvore da Vida.


Photobucket

O trono divino está suspenso pelas criaturas sagradas, conhecidas como Hayyoth, os Potestades, cada uma das quais o sustenta com 3 dedos. Em frente do trono celestial existe uma cortina onde estão escritas todas as gerações de seres humanos e todos os actos realizados por cada pessoa até à última geração. Isto indica que, apesar de Deus ter concedido o dom de livre arbítrio ao ser humano, devido à sua omnisciência ele parece saber quais vão ser as acções de cada pessoa durante toda a sua vida sobre a Terra. [Estudiosos de astrologia, do carma e da reencarnação: meditemos nestas palavras de Enoch].

Segundo Enoch, quando Deus se senta no Trono do Juízo, decide o que se vai passar. Os Anjos da Compaixão estão à sua direita, os Anjos da Paz estão à sua esquerda e os Anjos de Destruição estão à Sua frente. Debaixo do Trono está um escrivão, e em cima do Trono está outro.


PhotobucketPhotobucket

Os Serafins, cobertos de glória, envolvem o Trono em paredes de relâmpagos dos quatro lados, e os Ofanim cobrem as paredes como archotes de fogo. Em frente ao Trono estão as hostes celestes do Sétimo Céu, regidas por Miguel, e o seu número soma quatrocentos e noventa e seis milhares de exércitos, e cada exército contém a mesma quantidade de anjos de luz. Todos param em frente do Trono em quatro filas, com um Capitão Angelical à frente de cada fila. Todos os Anjos cantam o Triságono Divino.

Quando acabam de cantar os seus louvores, os anjos transformam-se em faíscas e chamas de luz; "milhares de milhar" adquirem forma feminina e a mesma quantidade adquire forma masculina, e todos tremem de amor e reverência diante da Glória de Deus.


Photobucket

Quando o espírito humano chega diante do Trono de Deus e recebe a sua Graça, um raio de luz surge, emitido pela Compaixão Divina, e detém-se diante d’Ele. O espírito cai imediatamente prostrado diante de Deus. Todos os Anjos da Destruição se afastam do espírito, porque este alcançou o perdão de Deus. Todos os espíritos são perdoados. Apesar de existir um equilíbrio perfeito no juízo de Deus, este inclina-se sempre para a Compaixão, porque foi sobre ela que estabeleceu o seu Trono.


Photobucket

Existem setenta e dois príncipes angelicais que carregam o nome do Criador e todos eles estão presentes em cada juízo. Metraton, que é o Príncipe Guardião deste mundo, o Senhor dos Pesos e Medidas, [encontra-se na fronteira entre o que é divino e o humano e material] também está presente, já que é quem intercede a favor da humanidade e pede a Deus misericórdia para ela.

Dedicatória: a quem ainda não desistiu de ter fé.

Texto do meu velho baú.



25 de abril de 2012

Júpiter em Gémeos, já a partir de 11 de Junho de 2012

Ilustração de Inês de Barros Baptista.
Proibido reproduzir sem autorização da autora


Júpiter está em exílio ou detrimento no signo de Gémeos, pois este está em oposição ao signo de Sagitário, do qual é regente. Durante alguns dias de Junho 2012 vamos assistir a um fenómeno raro no signo Gémeos: os benéficos do zodíaco, Júpiter e Vénus, terão a companhia do todo poderoso Sol e a nada depreciável ponta sul do Eixo Nodal. E a juntar-se à festa, a Lua vai bater à porta. A comunicação e a mensagem estarão em alta. Em alta é pouco. Será quase gritante, tal a concentração destes poderosos astros.

Como este ajuntamento em Gémeos vai coincidir com a quadratura partil (em grau exacto) de Úrano a Plutão é de esperar uma enorme controvérsia em todo o mundo. Não faço ideia que evento seja esse que irá provocar uma autêntica explosão nas informações dos media, em termos globais. Espero mesmo que não seja nenhuma notícia desoladora.

Alguém se lembra da série de tv «V»? Uma coisa dessas poderia provocar tamanho alvoroço. Mas nas nossas vidas pessoais as coisas estarão igualmente em ebulição, variando apenas em que casas temos nos nossos mapas natais os signos de Gémeos, Carneiro e Capricórnio. O melhor é aguardar, tanto mais que Júpiter não se sente cómodo neste signo, por estar em detrimento.

Em Junho realizar-se-á o 14º Campeonato Europeu de Futebol, na Polónia e na Ucrânia. Serão estas notícias que trarão premência aos media? Hum! Duvido! Não creio que o Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth II [60 º aniversário da sua ascensão ao trono do Reino Unido] que vá trazer esse esforço dos media; o mesmo se passa com as eleições presidenciais na França; há dois acontecimentos posteriores a Junho: os Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em Londres; e, obviamente, as eleições presidenciais dos Estados Unidos da América. Espero que não seja o desaparecimento do 'euro'. Mas já não digo nada.

Olhando para todo o ano de 2012, o mês de Junho será bem mais «forte» do que o tão falado dia 21 Dezembro 2012. Se pensarmos que em Maio próximo verificar-se-á o eclipse solar anular, tudo isto deve funcionar de forma intensa e que farão ecoar a força dos media. Mas os especialistas em eclipses já se encarregarão de analisar esta particularidade, tanto mais que em Novembro ocorrerá um eclipse solar total, visível no nordeste da Austrália e no Pacífico sul.

Aproveitando que estamos a tratar de Júpiter em Gémeos, e apenas pelo sentido que isto possa ter para qualquer um de nós, deixo a seguir as datas de diferentes calendários, tendo como referência o ano de 2012:

Calendário gregoriano - 2012 - MMXII
Ab urbe condita - 2765
Calendário arménio - 1461
Calendário chinês - 4708 – 4709
Calendário hebraico - 5772 – 5773
Calendários hindus
- Vikram Samvat - 2067 – 2068
- Shaka Samvat - 1934 – 1935
- Kali Yuga - 5113 – 5114
Calendário persa - 1390 – 1391
Calendário islâmico - 1433 – 1434
Calendário rúnico - 2262

É caso para perguntar: ‘Então, em que ficamos? Com tantos calendários que existem, ficámos todos travados apenas no Calendário Maia de Contagem Longa?

O compasso de «espera» que se vive actualmente, ainda com Júpiter em Touro, é uma espécie de «estar à espera de algo», será mudado para um maior frenesim. Por exemplo, a blogosfera neste momento vive momentos de grande calmaria (vejo por mim próprio). 


É fácil de antever que com Júpiter em Gémeos, a internet irá ao rubro: blogues, sites, fóruns, redes sociais, etc. Sei bem do que falo, pois tenho o signo Gémeos muito acentuado no meu mapa. E tanto!

Ora, esta agitação frenética, está no extremo oposto daquilo que os «Instrutores» [não confundir com «Mestres»] recomendam: silêncio e interioridade

Júpiter transitando em Gémeos pode manifestar-se na pessoa, na forma de um conhecimento amplo, uma necessidade de querer saber «tudo». Isto pode provocar uma grande dose de superficialidade, ou um conhecimento teórico sem nenhum apoio da experiência prática. Para evitar que assim seja, de tão tridimensional e cerebral, é necessário, que as pessoas de Gémeos, Sagitário, Peixes e Virgem consigam subir uma oitava superior e se esforcem por contactarem os seus os seus guias, anjos ou hierarirquia espiritual. Aí, verificarão as diferenças.

Júpiter ao transitar pelo signo de Gémeos indica amor pela filosofia e pelo estudo de ideias importantes na história da religião, da espiritualidade, do esoterismo, da educação, do direito e da filosofia. A resultante expansão da mente abre novas linhas de comunicação e áreas de contacto social, que trazem benefícios em viagens, na escrita, no estudo e nos negócios relacionados ao desenvolvimento de novas ideias. E, sobretudo no desenvolvimento pessoal.

No entanto, é necessário um cuidado extremo na utilização do nosso corpo mental, pois pode induzir-nos em equívocos constantes. Os neurologistas já descobriram que, para os neurónios, não existe diferença entre algo vivido e algo imaginado. É tudo a mesma coisa, sendo a cilada, a potencialidade da nossa mente, nos mentir. É preciso sentir. É fundamental validar o que o coração nos pede.As pessoas neste trânsito irão passar por uma curiosidade intelectual que poderá levar ao desenvolvimento mental, e, assim, poderem ser considerados intelectualmente avançados, mesmo que não tenham recebido uma educação formal.

Júpiter em Gémeos pode proporcionar ampla compreensão intelectual que abrange diversas áreas. As pessoas tendem a ser mentalmente inquietas, a realizar muitas viagens e dedicar-se superficialmente a muitas áreas de estudo.

Se levada a extremos, essa actividade mental pode produzir um diletante intelectual. Contudo, a grande variedade de diferentes experiências intelectuais permite que estas pessoas reúnam o perfil geral das tendências sociais, políticas e históricas, o que lhes dará insights sobre o futuro e o destino da humanidade. Pois é! Preso por ter cão, ou preso por não o ter. Se não se faz silêncio, fica tudo em torno do ego. Se se faz um silêncio enorme, pode-se perder um posicionamento astrológico que permite sucessivos insigths, visões.

Obviamente, que a questão é sempre a mesma: que visões tenho? Serão como aquelas muitas pessoas que não me conhecem de lado nenhum, excepto desta coisa dos blogues e do Facebook e que me escrevem a anunciarem-me as maiores desgraças só porque sonharam comigo? Depois... não acontece nada.


Deixem-me respirar fundo.


Até já aconteceu uma cliente telefonar para o centro «Cristal de Cura», onde dou consultas de astrologia, a solicitar uma consulta urgente porque tinha tido um sonho comigo. A data foi marcada e cancelada pela própria cliente 48 horas depois, com o argumento que tinha recebido uma iluminação para não ir. Só mesmo rindo. Depois dizem-me que ando céptico e que maltrato as pessoas, englobando muita gente numa coisa que chamo de «espiritualidade lindinha»

Devido ao trígono natural de Gémeos com Balança/Libra e Aquário, estas pessoas atraem muitos conhecidos e pseudo-associados, e assim podem ampliar os seus horizontes intelectuais em direcções novas e incomuns. Esses contactos sociais também podem proporcionar oportunidades para a expressão criativa da mente.

A lição de Mercúrio em Virgem mostra-nos que o conhecimento mais preciso, detalhado, vem da experiência directa no trabalho pessoal. Este trânsito de Júpiter, ao contrário, corre o risco de criar um erudito sem nenhuma prática, a não ser que outros factores no mapa encorajem a experiência prática. 

.

19 de abril de 2012

O Sol entra no signo Touro



Por sugestão do Marcelo Dallaaqui

Missão superior:
Aprender a estabelecer um contacto sereno com a natureza.

Touro é o 1º Nível do Elemento Terra. A energia de Touro é a própria força da Terra, do Planeta, de Gaia. Simboliza a Natureza como primeva forma de Vida. Exprime a capacidade que o Homem tem de conhecer a Terra, de com ela se identificar. Touro é a posse da terra pelos sentidos, a segurança da experiência do homem na matéria.

Touro representa a estabilidade sobre a Terra, a capacidade de intuir a matéria pela via do Conhecimento Instintivo. O Taurino tem que cheirar, ver, agarrar, ser fisicamente desperto pela vibração mais pesada da energia que lhe ensina a dimensão do plano físico onde nasceu. Essa dimensão, que cada dia o limita e condiciona, mas onde se encontra seguro e se transcende.

A Terra do Touro aparece como a realidade exterior da qual, lentamente, o taurino se apropria pelo seu poder de realização, pela sua capacidade de construção, de edificação. Em Touro, o homem vai-se adaptando ao planeta Terra onde lhe foi dado nascer.

Assim, o vai trabalhando e transformando. Assim, se vai afeiçoando à terra, tornando-a sua. Assim, a apreende com prazer, com amor, com tranquilidade, as grandes qualidades deste signo. O Touro identifica-se com a Natureza, e por ela se pacifica.

Regente: Vénus

Simboliza a primeira vibração do Divino que o homem pode vivenciar. Nasce da projecção do Eu sobre o objecto amado. É a primeira experiência emocional de Unidade.

Ilha de Moçambique, Fortaleza de S. Sebastião.
Foto do sr. Victor Fernando Gomes Rodrigues

1º nível de evolução:
Amar a Terra, amar a obscuridade da Matéria, é levar o Espírito ao seu Oposto. É integrar contrários. Nele o Amor é vivido pelo prazer de possuir. Amar é em Touro, noção de território. Emoção ligada ao instinto, interiorizada, sensual. Vénus em Touro encontra no corpo físico a sua forma de expressão, a primeira consciência.

2º nível de evolução:
Revela-se o modo como a segurança material pode ser experimentada. A qualidade que cada um projecta como capacidade de se adaptar à vida. É essa qualidade própria que nos devolve o que descobrimos ser o nosso valor, o nosso poder de nos relacionarmos com a matéria e o amor. O que verdadeiramente consideramos nosso, fruto das nossas capacidades, conquistado pelo nosso esforço. Esta é a atitude que se manifesta sempre que o Eu compete consigo mesmo frente às necessidades da vida.

3º nível de evolução:
Revela o tipo de desapego que deve vir a ser o nosso em relação à matéria. O distanciamento emocional frente ao que possuímos. Este nível indica a forma como o espírito lida com a matéria. Ensina a relação que o Eu estabelece com a segurança material. Tendo em conta uma escala de valores que situa a matéria no lugar que lhe compete, este nível indica se a matéria é usada em liberdade ou se inversamente, o Eu é por ela condicionada.

Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira em São Paulo, Brasil

Meu comentário pessoal:

Daí, o eu ficar de pé atrás com aquelas muitas e muitas pessoas que vão «negando» a sua reencaranação no planeta, afirmando continuamente que já vivem no desapego, que lhes basta «meditar» para tudo conseguirem, e outras baboseiras mais... É isso que mais me cansa da dita espiritualidade lindinha, tão típica das redes sociais, dos inúmeros comentários twiteiros e facebookeiros.

Será que não se quer perceber que, se tivessem atingido esse nível de desapego, já teriam desencarnado, por terem terminado a experiência da fisicalidade? 

.

17 de abril de 2012

Ilha de Moçambique - Da escola até casa


A maioria das fotos deste post são relativamente antigas e já não reflectem,
o actual estado melhorado da ilha, pois está a passar por uma bela fase
de pavimentação e reconstrução.



Recordando o caminho que usava entre a escola e a casa.


À direita do mapa ficava a escola Pêro da Covilhã.
À esquerda, a minha casa.


























Esta é a entrada da minha casa. Não sei quem é este jovem turista, pois a foto foi encontrada na internet.




A irmã mais nova «chegaria» 17 anos depois.
A família completa.



.

16 de abril de 2012

Dicionário Místico: Relatos do Patriarca Enoch

Photobucket

Quem é o Patriarca Enoch? Segundo o "Génesis", Enoch era filho de Seth, o terceiro filho de Adão, que era seu avô. Matusalém, o filho de Enoch, é o personagem bíblico com a vida mais longa, pois viveu 969 anos. Matusalém era avô do patriarca Noé e morreu no ano do dilúvio universal. Nos tempos bíblicos, as pessoas gozavam de uma grande longevidade. Enoch, que não viveu nem sequer metade dos anos de seu filho Matusalém, também teve uma longa existência, que se estendeu por 365 anos, que é o número de dias do ano solar.

Os relatos de Enoch são conhecidos como o 'Livro de Enoch'. Nestes relatos, o patriarca relata-nos as suas visões apocalípticas, incluindo a sua visita às mansões celestiais e a rebelião de uma parte das hostes angelicais, chamados de “anjos caídos”. A sua mensagem teve tanto impacto que influenciou grandemente os autores das Epístolas de S. João e de S. Mateus, que aceitaram como legítima a sua visão apocalíptica. Enoch conta que os 'anjos caídos,' aterrados pelo que fizeram, pediram ao Patriarca que intercedesse junto do Criador. Enoch era escrivão e nessa condição, escreveu a petição dos 'anjos caídos' e leu-a várias vezes até se deixar dormir. Durante o sono teve uma visão, um sonho, em que um forte vendaval o arrebatou do local onde se encontrava e o transportou através das nuvens até ao céu. E foi assim que o Pratriarca visitou os 7 céus [hoje falaríamos em dimensões e processos de meditação].


Photobucket

O Patriarca viu que todas as manhãs Deus emitia um juízo sobre a humanidade na sua Corte Celeste, na presença de todos os seus Anjos Ministros. Na Corte Celeste só os Príncipes Angelicais que têm no seu nome as quatro letras do nome de Deus, YHVH, é que têm direito a falar. Em redor da Divina Presença estão os dois Guardiães e os dois Seres Sagrados, que são os seus conselheiros divinos.


Photobucket

Radweriel YHVH coloca nas mãos de Deus o pergaminho onde estão escritos os seus decretos, e Deus põe-nos diante dos escrivães, para que os leiam aos Celestiais. Então, Soperiel YHVH abre os livros da vida e da morte [modernamente chamaríamos de Conselho Cármico e registos akashicos].


Photobucket

Deus está vestido com uma túnica de rectidão, branca como a neve e mais resplandecente do que um milhão de sóis. [Hoje sabemos que estas visões apresentam-se para facilitar o nosso entendimento, pois Deus não é um ser, mas a Fonte de Energia que Tudo É].

Cada acção na Terra e em todo o universo é detalhada e é emitido um juízo perfeito sobre ela. O juízo de Deus é perfeito porque se compõe de Justiça, Compaixão e Verdade. A Compaixão está à sua esquerda, a Justiça à sua direita, e a Verdade em frente d’Ele, e são as três representadas pelas três colunas da Árvore da Vida.


Photobucket

O trono divino está suspenso pelas criaturas sagradas, conhecidas como Hayyoth, os Potestades, cada uma das quais o sustenta com 3 dedos. Em frente do trono celestial existe uma cortina onde estão escritas todas as gerações de seres humanos e todos os actos realizados por cada pessoa até à última geração. Isto indica que, apesar de Deus ter concedido o dom de livre arbítrio ao ser humano, devido à sua omnisciência ele parece saber quais vão ser as acções de cada pessoa durante toda a sua vida sobre a Terra. [Estudiosos de astrologia, do carma e da reencarnação: meditemos nestas palavras de Enoch].

Segundo Enoch, quando Deus se senta no Trono do Juízo, decide o que se vai passar. Os Anjos da Compaixão estão à sua direita, os Anjos da Paz estão à sua esquerda e os Anjos de Destruição estão à Sua frente. Debaixo do Trono está um escrivão, e em cima do Trono está outro.


PhotobucketPhotobucket

Os Serafins, cobertos de glória, envolvem o Trono em paredes de relâmpagos dos quatro lados, e os Ofanim cobrem as paredes como archotes de fogo. Em frente ao Trono estão as hostes celestes do Sétimo Céu, regidas por Miguel, e o seu número soma quatrocentos e noventa e seis milhares de exércitos, e cada exército contém a mesma quantidade de anjos de luz. Todos param em frente do Trono em quatro filas, com um Capitão Angelical à frente de cada fila. Todos os Anjos cantam o Triságono Divino.

Quando acabam de cantar os seus louvores, os anjos transformam-se em faíscas e chamas de luz; "milhares de milhar" adquirem forma feminina e a mesma quantidade adquire forma masculina, e todos tremem de amor e reverência diante da Glória de Deus.


Photobucket

Quando o espírito humano chega diante do Trono de Deus e recebe a sua Graça, um raio de luz surge, emitido pela Compaixão Divina, e detém-se diante d’Ele. O espírito cai imediatamente prostrado diante de Deus. Todos os Anjos da Destruição se afastam do espírito, porque este alcançou o perdão de Deus. Todos os espíritos são perdoados. Apesar de existir um equilíbrio perfeito no juízo de Deus, este inclina-se sempre para a Compaixão, porque foi sobre ela que estabeleceu o seu Trono.


Photobucket

Existem setenta e dois príncipes angelicais que carregam o nome do Criador e todos eles estão presentes em cada juízo. Metraton, que é o Príncipe Guardião deste mundo, o Senhor dos Pesos e Medidas, [encontra-se na fronteira entre o que é divino e o humano e material] também está presente, já que é quem intercede a favor da humanidade e pede a Deus misericórdia para ela.

Dedicatória: a quem ainda não desistiu de ter fé.

Texto do meu velho baú.



linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates