Entrevista a Cris França, do 'Canto de Contar Contos'

15 de dezembro de 2009 ·



A Cris França é daquelas pessoas do mundo virtual que apetece muito conhecer pessoalmente, e com urgência. Tenho a esperança que um dia isso se concretizará. É a suavidade em pessoa. Um dia, simplesmente, começámos a 'falar' através dos comentários. Não estava presente quando iniciou a sua aventura com o blogue «Canto de Contar Contos», mas lembro-me do que senti quando a Cris apresentou o seu blogue gastronómico, «Aventurinhando». Foi uma sensação estranha e intensa, o de saborear as suas receitas. Imagine-se: saborear na blogoesfera. Este é o talento principal da Cris - o por-nos a sentir intensamente o que faz. Deixo estas linhas escritas por ela própria: «Alguém aprendendo que cada dia que a gente vive é como um novo ponto, nesse grande conto que tem, início, meio e fim, chamado VIDA, lugar de encantos e desencantos.»

Os seus blogues:
em co-autoria com a Fátima,
do blogue «Viver é Afinar o Instrumento»
[sou o 4º seguidor deste blogue de gastronomia - :)]

em co-autoria com GILBERTO,
do blogue «Nel mezzo del cammim»,
e Regina, do blogue «Devaneios de uma vida...»




Olá Cris, é um prazer estar a entrevistar-te. Podes descrever o teu próprio blogue, o «Canto de Contar Contos»? Sei que começaste o blogue em Novembro de 2008. Conta-nos a génese deste teu projecto. Estamos muito interessados em te conhecer melhor. Usas o blogue para dares a conhecer o trabalho quotidiano que desenvolves ou é apenas uma forma de te expressares?

Ola António, antes de tudo quero agradecer esta oportunidade de fazer parte do 'Anel do Coração', este mágico circulo de amizade, é uma grande honra para mim, pois as pessoas que por aqui passam são todas muito admiráveis.

O Canto de Contar Contos é uma forma de me expressar, ele muda muito, quem o acompanha sabe disso, assim como eu mudo muito também, acredito que estamos sempre em movimento, e escrever sempre foi para mim uma forma de respirar.

Nunca imaginei poder ter minhas poesias, contos, histórias publicadas, e o Canto me deu isso; me deu isso e muitos amigos que foram se achegando e dando a essa “coisa” que sair, se expressar, que existe dentro de mim, uma forma. E essa forma me agrada muito, e pela falta de interesses que há nisso, é um simples partilhar, como eu digo por lá, contos, cantos, encantos, desencantos e afins...

Explica-nos um pouco sobre a tua participação nos blogues «Aventurinhando» e «Cinema Paradiso».

Bom na verdade o Cinema Paradiso nasceu primeiro, no começo eu resolvi falar um pouco dos filmes que via no próprio Canto, mas eu sentia que ficava meio desconexo, das postagens que fiz sobre cinema na época, o Gilberto, do blog Nel Mezzo Del Cammim, sempre comentava, e nós descobrimos essa paixão em comum, um dia eu mandei um e-mail para ele perguntando se ele topava termos juntos um blog sobre Cinema, porque eu sabia que sozinha era demais...rs, e aí ele topou, logo depois resolvemos convidar a nossa amiga em comum, a Regina, do Devaneios de uma vida, na verdade a ela eu devo essa inclusão digital, porque escrever até o dia que ela comentou um texto meu, era um ato solitário, só então me dei conta que não estava sozinha.

Já o Aventurinhando, nasceu mais recentemente, na partilha das coisas dos meus pais, que faleceram recentemente, eu quis ficar com os livros de receitas da minha mãe, eu gosto de cozinhar, embora a vida corrida quase não me dê chance para fazer as coisas que gosto, mas a cozinha é um ambiente no qual eu realmente me sinto bem, gosto de aprender sobre novos sabores, combinações de ervas e temperos, e aí, quando o livro de receitas da minha mãe veio parar na minha mão, pensei, porque não publicar?, mas não tinha nada a ver fazer isso no Canto de Contar Contos, e resolvi deixar as receitinhas nesse novo espaço, depois eu convidei a Fátima, do Viver é Afinar o Instrumento, para uma parceria, primeiro porque ela é uma simpatia e segundo porque ela é mineira, e no Brasil, na minha opinião, a culinária mineira é uma das mais saborosas, eu, apesar de paulista, gosto muita dessa coisa que os mineiros têm de receber as pessoas pela porta da cozinha, e foi uma parceria de sucesso, a Fátima é ótima e as receitas dela enchem os olhos e o paladar.

Fala-nos um pouco sobre a autora do blogue, o que a faz mover, os seus interesses, o que a deixa feliz? Está à vontade para comentares aquilo que te parecer mais adequado, sem desvelares totalmente a pessoa linda que és.

Eu amo aprender, acho o conhecimento a melhor coisa do mundo, e creio que isso seja a minha maior motivação, adoro estudar, aprender, ler, conhecer coisas novas. Tenho uma inquietação, uma vontade de viver muito grande, e isso me leva a fazer muitas coisas.

Já fiz de quase tudo um pouco, já fui locutora de rádio, já bordei ponto cruz, fiz cursos de corte e costura, fui oradora de formatura, dei palestras em Curso para Jovens Cristãos, durante 8 anos na minha vida, já fiz muito trabalho comunitário, cantei num coral, já fugi de vaca brava num sítio...rs, já paguei mico, já me apaixonei perdidamente, já chorei muito, já perdi muitas coisas, já ganhei concurso de dança, já fiz curso de parapsicologia e formação humana, já fiz uma curso de Contadora de Histórias, sou formada em Teologia e em Ciências Contábeis, área em que sempre trabalhei, e sou pós graduada em Controladoria e Gestão Financeira, que é a atividade que hoje exerço profissionalmente, sou mãe (amo ser mãe), trabalho fora em horário integral, sou casada, sou uma sonhadora, romântica, adoro cinema, adoro cozinhar, adoro fotografia, museus e coisas do passado me fascinam, gosto do por-do-sol, sou uma geminiana tagarela de 36 anos...rs ( nem deu pra notar né? rs).

[xiiiii!!!, tantas coisas na vida! - risos - até pareço eu em versão feminina! Isto de ser do signo Gémeos tem muito que se lhe diga. - AR]

O que dás mais importância nos teus blogues? Podes dizer-nos porque valorizas essa questão?

Para mim é fundamental que o blogue realmente se pareça comigo, odiaria ver que escrevi algo por mera formalidade, a maiorias das pessoas fazem post para os outros, mas no meu caso, a maioria dos post são para mim mesmo, algo que relembrei, que achei engraçado, que me deixa triste, uma poesia vinda no vento, coisas desse tipo que na verdade quero e preciso expressar, mas que não cabem no meu dia a dia, e ficam muito bem ali, e ver que as vezes sou fiel a esse sentimento, me realiza muito.

Com qual frequência escreves? Ao ler o teu blogue, senti que deixas fluir os posts, e vais publicando conforme vais vivenciando o teu dia-a-dia. Esta iniciativa recente de comemorares o aniversário do «Canto de Contar Contos» com contos dos teus amigos e leitores é absolutamente inspiradora e notável. Podes falar um pouco sobre estes assuntos?

Escrever é como falar sozinho. Eu falo muito, ainda que fale sozinha na maior parte do tempo...rs, então escrevo muito, não só no blog, tenho uma livrinho preto que anda comigo, de páginas em branco onde sempre anoto as idéias principais.

Acho esse dinamismo presente no pensamento das pessoas mágico, você vê uma árvore, uma cena na rua, ou simplesmente vai beber água e uma inspiração bate a porta, ou ouve uma canção dentro do supermercado e pensa...nossa, que música linda e ai vem a vontade de compartilhar isso. Daí surgem os posts.

Sobre o aniversário do blogue, nas verdade eu queria homenagear os amigos há muito tempo, tinha pensado em juntar o nome dos blogues num poema, coisa do tipo, mas é muito difícil ser original hoje em dia com tantas idéias boas que vemos nos blogues.

Então me ocorreu essa idéia das festas de casamentos celebradas por muitos dias, e eu pensei, porque não? Abrir as portas do blog para deixar que os meus amigos conheçam os meus amigos, e porque ter só um dia de aniversário? E foi algo maravilhoso, porque as pessoas fizeram a festa, cada um trouxe o seu conto, e eu senti uma alegria enorme em poder compartilhar isso.

E toda vez que leio que alguém conheceu alguém através do Canto, isso me dá uma satisfação enorme. Alegria que a gente divide é alegria que se multiplica.
[Confirmo isso. No dia em que publiquei a minha historieta no teu blogue, conheci pessoas e blogues que nem sonhava existirem e gostei de todos. Foi lindo, podes crer. Uma experiência que adorei. Muito obrigado, Cris. - A.R.]
Em teu entender, o que vale mais na criação de um blogue - o conhecimento ou o gosto pelo assunto? Podes comentar?

Creio que uma coisa leva a outra, não amamos aquilo que não conhecemos, e não buscamos conhecer profundamente as coisas que não amamos, então eu acho que na criação de uma blogue vale mesmo a dedicação, o zelo, porque antes eu pensava escrever só para mim, mas hoje sei que as pessoas me lêem e então, creio seja a ponderação entre as duas coisas.

Usas das técnicas tão comuns hoje em dia, para teres mais visitas? E funcionam? A nível do template do teu blogue, ele é muito alegre e usas uma ilustração muito bonita: um livro em cima de um banco de jardim. Acho-a linda. Podes contar-nos o que pretendes transmitir com essa ilustração?

A verdade, é que nunca me preocupei muito com o número de visitas, mas gosto de receber bem quem se achega ao meu Canto, visito, retorno, acho gostoso ser gentil com as pessoas que me visitam e me apoiam e me encanto, porque recebo sempre palavras muito generosas dos amigos e acabo por me tornar seguidora destes, e a coisa meio que anda sozinha.

Faço os link dos blogues na minha própria página, porque é mais fácil para mim, assim posso acessar e ver os que as pessoas andam escrevendo, embora, eu nem sempre consiga visitar todo mundo, mesmo quando estou em casa, mas como sou insones, consigo navegar bastante.

A imagem do banco me agrada muito, e sempre recebo comentários sobre ela, a cidade onde nasci e morei até meus 27 a anos chama-se Itatiba, é dessas cidadezinhas do interior de SP, que tem uma igreja e a praça principal, ali é o centro da cidade, e a pracinha é cheia desses bancos de jardim, lá os velhinhos sentam a tarde para conversar, debaixo dos caramanchões de primavera floridos, em tardes quentes, debaixo de uma sombra fresca e agradável, quando eu era catequista nessa igreja, sempre na saída das aulas, era uma coisa que me chamava a atenção, os bancos, testemunhas de tantas histórias entre amigos, de tantos causos, de brigas de casais, de pedidos de namoro, casamento, de declarações de amor, então acho que banco é isso, a testemunha muda, de tanta coisa a se contar e por isso a escolhi, com um livro preto que é muito parecido com o que carrego sempre comigo, registrando meus momentos aleatoriamente.

Sei que lês outros blogues e deixas comentários. Pode dizer quais os assuntos te interessam? Já agora, podes mencionar os blogues que aprecias e comentar porque são do teu agrado?

Poesia, auto-conhecimento, humor, contos, histórias, música, cinema, coisas de mulher sobre casa, filhos...rs , eu leio de quase tudo um pouco.

São muitos os blogues que visito e geralmente todos são muito bons:

O LIGHT da Manuela, é muito interessante culturalmente, dá para se aprender muito por lá.

O DALLA BLOG do Marcelo, além de ótimo em seu conteúdo que é diversificado, eu tenho uma empatia muito grande pelo Marcelo.

O BALAIO da Beth Cerquinho tem um bom humor que eu adoro, admiro demais a Beth.

O MEMÓRIAS DE VIDAS PASSADAS, é um blog que eu gosto muito, pelo carisma da Maria Izabel e pelas questões profundas da alma que ela sempre aborda.

O ZAMBEZIANA da Graça Pereira, é ótimo pelos contos e poesias e pela diversidade de estilos que ela usa.

Sou fascinada pela poesia e pelas crônicas que encontro no blog do Gilberto NEL MEZZO DEL CAMMIM, acho ele um grande escritor.

Teria que mencionar muitos blogues, mas eu não gosto de esquecer de ninguém, então todos os blogues que leio, sigo, acompanho e comento, estão destacados na minha página, inclusivê o COVA DO URSO, são todos muito bons, pelo conteúdo e pela forma que os blogueiros nos acolhem.

Quais as tuas fontes e onde obténs material para te apoiar na escrita dos teus textos?

Bom os post do Canto de Contar Contos, são meus momentos, é muito difícil prever o que se vai ler por lá...rs, uma música, uma poesia, minha ou de outro autor, algo que li, algum e-mail que recebo, uma cena que vi na rua, ou uma memória que vem com o cheiro ou com o vento, ele é a expressão da vontade de compartilhar tudo, momentos, amigos...tudo.

Já no Cinema Paradiso, são os filmes vejo e que nos tocam, ou que vemos e detestamos e aí prevenimos os amigos...rs

O Aventurinhando tem muitas receitas que já fiz e receberam elogios, receitas do caderno de receitas da minha mãe, do meu cadernos de receitas, de revistas de culinária compradas anos atrás, e tem as receitas da Fátima também.
[Cris, desculpa, pois só agora me apercebi que mais acima contaste a história completa de cada blogue. - A.R.]
Gostaria muito se indicasses (com os respectivos linques) dois ou três posts escritos por ti que sejam muito especiais e, se quiseres, qual a razão para essa tua escolha. Independentemente do blogue onde se encontrarem esses teus textos.

'Onde as Orquídeas ainda florescem' narra um romance adolescente que tive, uma paixão platônica e o resultado me agradou muito.
http://cantodecontarcontos.blogspot.com/2009/04/onde-as-orquideas-ainda-florescem.html

'Seu Zé', foi o conto que me inspirou a imagem do banco, antes dele o banco não existia, é uma memória de um velho amigo que me deixou saudades.
http://cantodecontarcontos.blogspot.com/2009/05/seu-ze.html

'Insônia' é um texto dos primórdios do blog, que escrevi numa noite longa e em claro, que revela um momento muito íntimo meu, tem muito da minha forma de ver e de pensar nele.
http://cantodecontarcontos.blogspot.com/2009/01/insonia.html

De acordo com o desenvolvimento dos blogues, quais os planos para o futuro deste teu projecto?

Para ser sincera eu não sei muito sobre isso, o Canto vai existir enquanto existir em mim a vontade de escrever, eu sou ele e ele sou eu, as idéias vem e a gente vai desenhando as que se ajustam melhor.

E olhem que eu sonho morrer velhinha com 82 anos, lúcida, a típica vovó na cadeira de balanço, com o coração e a memória cheios de todas as coisas boas que pude viver, e das ruins também, porque até delas a gente sempre tira algo de bom.

Consideras que atingiste os teus objectivos quando criaste o blogue?

Sim, na verdade eu não tinha nenhum grande objetivo, então para mim o Canto se superou sozinho, sou muito grata por ele, pelos amigos que fiz e por um mundo mágico que se abriu a minha frente.

Numa frase, podes dizer o que pensas sobre:

Blogoesfera – Um mundo paralelo.
O teu blogue – Um lugar para ser eu mesma.
Amizade na blogoesfera - Amigo é amigo, não importa onde esteja.
Plagio - Pura falta de criatividade.
Redes Sociais – Uma forma de integração.
O teu país – Brasil, uma terra de contrastes.

Os comentários dos teus leitores são importantes para ti? Interages com eles? Retribuis os comentários?

Muito. A gente meio que no começo pensa: “- ah eu não ligo para comentários”, mas depois que eles chegam, e se tornam fundamentais.

Eu sempre tentei responder a todos os comentários, embora ainda esteja tentando uma forma eficaz de fazê-lo, às vezes visito quem me visita, às vezes respondo no próprio comentário, às vezes um a um e às vezes de forma genérica. Não depende da vontade, mas, do tempo que tenho disponível.

Autorizas a publicação dessas declarações no meu blogue «Cova do Urso»?

Sim, com muita alegria.

Muito obrigado, Cris.

Cris - Eu que agradeço essa honra de poder estar perto de você e de seus leitores e pelo carinho que senti nessa entrevista.

94 comentários:

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 11:42  

Cris, bom dia, aqui estamos para passarmos um dia bem simpático.

Beijos.

marcelo dalla disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:01  

Eba!!!!! Que prazer ser o primeiro a comentar. Aguardava essa entevista com grande expectativa, a Cris foi uma de minhas primeiras amizades conquistada através do blog. Instantaneamente a empatia surgiu e estamos combinando um encontro na vida real para breve.

Adorei a entrevista e é isso que ela me passa: uma pessoa real, com sentimentos reais, que ama a vida e ama compartilhar. Grande geminiana!

Agradeço a vcs, meus amigos e o Antônio tem toda a razão: este dia já começou bem simpático. :)))

daqui a pouco eu volto, fvamos festejar!!!

bjos e abraços

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:07  

Antonio,

estou feliz e emocionada, estar aqui no Cova do Urso é para mim motivo de orgulho e ainda mais após ler palavras tuas tão generosas e agradaveis.

quero deixar os amigos bem vontade para interagirem conosco, mesmo se quiserem perguntar algo que não esta na entrevista sintam-se a vontade.

Hoje é dia de festa! Obrigada Antonio, e espero mesmo que possamos um dia nos conhecer.

beijo grande!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:08  

Marcelo

o teu carisma e tua luz interior me conquistaram, e estou feliz que possamos estar juntos no dia de hoje. Muito obrigada pelo carinho de sempre, és um grande amigo.

Um beijo!

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:17  

Marcelo

Está a aproximar-se o teu dia especial de entrevista colectiva. Logo, logo a seguir a estas festas natalícias.

Abraço.

Maria Paula Ribeiro disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:40  

Olá Cris!!!!!!!!

;-) O que eu me fartei de rir com isto:
"sou uma geminiana tagarela de 36 anos...rs ( nem deu pra notar né? rs)."
:-)))))

Dá cá mais uma abraço, como nós,portugueses dizemos!!!

Sintonia contigo é mesmo coisa que não falta aqui...tenho de te "seguir" mais assiduamente.

Linda mesmo esta entrevista: viva mas ao mesmo tempo, solta, alegre, eléctrica, diversificada....lol nada como sou uma geminiana tagarela de 36 anos...:-)))

Beijo grande e feliz por te encontrar aqui.
E sou a 4ª geminiana a comentar! ;))))

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:44  

Maria Paula,

xiiiiii....

hoje é só geminianos.

beijos

Siala ap Maeve disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:49  

Adorei conhecer-te melhor Cris! Esta é verdadeiramente uma entrevista sorridente, e repleta de uma energia fantástica!!!
Sendo filha de 2 Gemianos, e tendo uma esmagadora maioria de amigos gemianos também, só posso dizer...Só podia ser Gemeos mesmo LOL
Já sigo o Canto há algum tempo, mas infelizmente não ando com tempo nenhum para comentar :( Mas gosto muito da forma sincera e harmoniosa como escreves, eu adoro contos :)
Tenho que espreitar as receitas para fazer umas adaptações para a cozinha vegetariana :) eu também sou uma apaixonada pela cozinha, e adoro soltar a minha criatividade e inventar novos pratos com muito amor :)
Beijos de Luz!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:52  

Maria Paula, coincidencia ou não ontem fiquei um tempo vendo os cachorros, e seus comentarios sobre o mau tempo, quero voltar o teu blog com mais tempo, pois, senti um astral otimo, desde o dia que comentou o Conto que Antonio, deixou no Canto, são as sintonias que nos guiam e nos levam as pessoas de luz....um beijo querida e muito obrigada!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 12:57  

Siala,

Um prazer te-la conosco, filha de geminianos é...rs deve ser interessante isso...rs
Vou falar com a Fatima para termos mais receitas vegetarias, olhe que tem umas boas por lá viu...rs
Um beijo de luz e obrigada por vir!

Chica disse...
15 de dezembro de 2009 às 13:01  

Que linda entrevista, onde sentia-se o carinho entre entrevistador e entrevistada! Parabéns aos dois,abração,chica

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 13:01  

Siala

Filha de geminianos sabe nadar...

:))))

Grato por teres arranjado tempo para cá vires.

marcelo dalla disse...
15 de dezembro de 2009 às 13:08  

Eba mais uma vez!!!! rsrsrsrs
Até agora as mulheres estão no comando. Ou seriam os geminianos?

Trouxe um suco de laranja para brindarmos!!! :)))
Volto mais vezes, não quero perder esse movimento. Aliás, movimento é com os geminianos!!!

bjos

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 13:18  

Chica,

Foi assim mesmo, senti um carinho muito grande na entrevista, um lord inglês esse nosso amigo Antonio.
Obrigada por comentar. Um beijo grande!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 13:19  

Ih Marcelo, estais a ler pensamentos agora é?..rs eu amo suco de laranja! saúde!
beijos

G I L B E R T O disse...
15 de dezembro de 2009 às 13:40  

Antonio Rosa e Cris & povo meu

Alegria alegria a entrevista saiu e fomos recompensados com um momento singular na blogosfera. Este momento deve ser recortado e ir para as paredes virtuais de nossas casas todas, nos definindo claramente o que é ser blogueiro e o prazer que isso dá.

Emolduremos esta entrevista e que ela fique para todo o sempre a nos mostrar o caminho a seguir para ser um apreciador das letras, de escrevê-las, de lê-las.

Parabéns sinceros ao Antônio Rosa e a Cris por esse momento tão maravilhoso. De minha parte, estou lisonjeado por ter sido citado, eu e o nel mezzo del cammim - a Cris é acima de tudo extremamente generosa.

Um beijo em vossos corações!

G I L B E R T O disse...
15 de dezembro de 2009 às 13:41  

Post Scriptun

Que coincîdência!!!

Acabei de tomar um suco de laranja com mamão... Naturalissimo!

Tava tão natural que depois do suco cheguei a cuspir caroços...

Fatima disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:01  

Cris é minha AMIGA!
Eu gosto muito dela e parece que nos conhecemos a muitos anos. Ela sabe ler a minha alma e as vezes faço um post falando uma coisa e querendo dizer outra e ela sempre sabe a minha verdadeira intenção.
Gosto dimais da conta dela mesmo!
Ela ressaltou na entrevista três postagens interessantes do seu blog e eu acrescentaria mais uma, a homenagem que ela fez para sua mãe no dia das mães. Me emociono sempre quando leio.
Bjs António e pra Cris um abraço e um beijo bem estalado(como a gente fala aqui em Minas).

Maria Izabel Viégas disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:06  

Queridos meus!!!
Juntaram-se dois amadinhos e o que pode disto resultar: LUZ!
Nossa, eu hoje acordei tarde... estive a semana a olhar que dia era( como pisciana, me perco nos dias rs) pois eu tinha esta "viagem" a fazer:
Vir à Cova do Urso e ver a Cris!
O que eu posso dizer:
Eu amo a Cris, virtual amor? Não e sim, é Amor... pois que amo filósofos, poetas,pintores , pessoas que conheci numa página de livro e esse amor é Real...
então, não é amor virtual, é um "sei lá o quê" que tem essa menina de encantos mil que me faz estar sempre no banco da sua praça.
A Cris , digo isto sempre, é aquele Sol que, de repente, surge aqui na minha telinha, e que de tão radiante me faz lembrar que eu existo, muitas vezes estou triste...Já viram o sorriso desta menina de 36 aninhos?
Suave e delicada, uma porcelana especial, pois as pessoas como ela são raras.
Parece uma menina bela pela aparência suave e uma mulher-rocha firme pela força que mostra com suas poesias.
A força da Vida corre em suas veias. Acho que ela é uma fada, que volta e meia vai ao seu Reino e retorna trazendo magia.
Ela diz" " ou a memória que vem com o cheiro ou com o vento". Ah...
Eu disse hoje no meu Blog que poetas são flores... que as transformam em palavras do fundo do coração para realimentar nossa alma.

Cris, solzinho radiante, você é Gemeos mas tens o brilho do sol!
Adoro teu Blog...é meu vício!
Obrigada por gostar de mim... como isso é bom!

Antônio, ó António... vais me "matar" de tanto Amor! rs
Ó Senhor do Anel de Corações, como foi feliz te conhecer assim tanto!
Como sou feliz com a presença de vocês na minha Vida!
beijos aos dois queridos, amo vocês!

* E como a festa está com os geminianos, informo: sou uma pisciana de sol, mercúrio e vênus na ...casa 3..logo estou em casa.
Olha o tamanho da minha declaração de amor...não é geminianamente piscis ou piscianamente gêmeos? rsss

Celebremos com suco de laranja, é tudo de bom!

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:28  

Chica

Grato por ter vindo. Sempre simpática.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:28  

Gilberto

É sempre bom ouvir e sentir a palavra 'alegria' porque é assunto do coração.

Muito agradecido pelas suas palavras. Receber a Cris neste canto, foi uma honra.

Abraço

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:31  

Marcelo

Esse sumo deu-me vontade de almoçar, o que ainda não fiz.

Tchim-tchim para todos.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:31  

Fátima

Beijos para você, também. Claro que contava com a sua Presença. Sabia que viria.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:35  

Maria Izabel,

Minha querida amiga com o Sol, Mercúrio e Vénus, aqui fica ua novidade para si e todos os leitores.

Você será a entrevistada do início de Fevereiro.

Vai receber, dentro de dias, o meu email.

Em Janeiro teremos duas entrevistas:

-a colectiva do Marcelo Dalla

- e a habitual do Paulo Bracinni

Beijos

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:38  



Gente

Aprveito a oportunidade para solicitar a vosa colaboração na entrevista colectiva ao Marcelo Dalla.

É simples: no lado direito deste blogue, no topo, tem lá essa informação. É só clicarem que vão parar ao post, onde poderão deixar as perguntas.

Já temos muitas e cada uma mais difícil que a outra, mas peço mais.

Beijos

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:51  

Gilberto,

ser blogueiro é ser feliz. obrigada pelas suas palavras. beijos

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:53  

Fatima minha amiga querida, confesso ter pensado nesse poema, mas faltou me coragem mesmo, doi né, sei que vc entende...rs

beijos querida, obrigada pelo carinho!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:56  

Maria Izabel,

O Gilberto diz que sou generos, generosa és tu, em carinho e palavras, não se pode agradecer com menos , se não com essa amizade que nos une e que nos faz sentir querida e amada. És a Rosa da qual fala o Pequeno Principe, cativa-nos.

obrigada querida. Um beijo

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 14:59  

Antonio, estarei presente nessas entrevistas de pessoas tão queridas e espero de coração que eles tenham um dia tão feliz quanto o meu. Obrigada por me dar isso.

Graça Pereira disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:02  

Cris
Quando uma pessoa é verdadeira, transparente... essa imagem passa em qualquer circunstância... No banco do teu canto (onde me sento tantas vezes..)nas visitas que me fazes, no que escreves e nesta entrevista que o António te fêz (diga-se de passagem conduzida com mão de mestre-parabens, António) tu és sempre tu!!
Aquela menina de olhar doce que condiz com o que escreve e com que fala!
Quando te recebo no meu canto, não ~e mais um bloguista que chega...é a Amiga que entra.
Um beijo Cris.
Graça

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:15  

Graça

É sempre bom receber uma moçambicana nesta meu canto.

Conheci-te no blogue da Cris. Isto diz tudo!

Festejemos!

Beijos

ARBOE disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:16  

É isso mesmo, Cris é destas pessoas que a gente sabe que seria "urgente" conhecer e conviver.
Pra mim foi assim com ela..a tal da sincronicidade e fica de resto um sentimento de torcer pra tudo "dar certo" pra ela e torcer pra que ela continue com seu gosto pelo escrever e compartilhar com nós sortudos, seus amigos, mesmo que virtuais!

ARBOE disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:19  

Faço minhas as palavras da Arboe!

marcelo dalla disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:35  

Quantos comentários carinhosos! É por isso que eu adoro particiupar do Anel do Coração.

Maria Izabel sempre chega e dá seu recado com maestria. Sol, Mercurio e enus na casa 3! Agora entendo porque é uma delícia de ler tudo o que ela escreve. Sua entrevista tem tudo pra se tornar mais um sucesso!

Sucesso é o que desejo pra todos nós. Antônio, Cris e todos os que por aqui passam.

Nós merecemos!!!! E vamos festejar!!!

Luciano Braz disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:37  

Feliz escolha em sua entrevista, trata-se de uma pessoa muito querida e que nos presenteia com sua arte de maneira oportuna e cheia de conteúdo.

Parabéns a Cris pela coerencia e ao entrevistador pela feliz escolha.

Att
Luciano Braz

Maria de Fátima disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:50  

Olá António e Cris, foi uma maravilha para mim ler esta entrevista.A Cris é uma mulher sensível, carinhosa, generosa e amiga.A mim sempre me encantaram contos, histórias e poemas.Talvez por isso adore o blogue da Cris, lá eu sinto-me no país encantado das fadas, risos.Beijocas grandes aos dois.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:51  

ARBOE

É essa vontade imensa de convivermos pessoalmente com a Cris, que se torna imperioso. Seja bem-vinda a esta casa.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:52  

Marcelo

Obrigado pelos votos. Somos merecedores dessse sucesso. Por sermos naturais e fazermos o que gostamos.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 15:52  

Luciano Braz

Muito obrigado por ter vindo até aqui acompanhar a entrevista à Cris. Abraço.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:15  

Maria de Fátima

Obrigado por teres vindo, e com essa expressão muito feliz:«sinto-me no país encantado das fadas»

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:38  

Graça te agradeço as palavras carinhosa, sou uma grande admiradora sua. bjs amiga!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:39  

Arboe

é o coração reconhece os amigos. obrigada querida!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:40  

Marcelo obrigada por festejar conosco, fez toda a diferença. bjs

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:41  

Luciano,

você é um amigo muito querido, obrigada por estar sempre por perto.

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:42  

Mimi,

é que você tem olhos mágicos, e somente os olhos magicos veeem as fadas. Hoje elas estão todas voando por aqui. bjs

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:44  

Meus amigos,

a um tempo atrás fiz este texto, no tempo que se desfilavam pelo Canto os Contos dos amigos

dedico-os a vocês:

A noite, já depois de tantos entretantos
Sento diante da tela azulada
Declaro a senha da passagem mágica
E então sinto as fadas a me darem asas
Entro no Canto de Contar Contos
Que eclode na tela, e dela navego a tantos blogs
E que maravilha é esse mundo num clique a se desvendar
Vejo gente, gente linda, criativa, generosa... a se doar
Pelo outro para outro
Entro páginas carinhosas que trocam selos, presentes
Telas com notícias, avisando-nos das coisas urgentes
Em outras que inventam trovas,
que enaltecem o amor , a verdade , a bondade , a amizade
Com não viajar por blogues e esquecer um pouco
Das pesadas realidades?
Passamos então a mundos mágicos, que falam de magia
De mitologia, de novos tempos, de astrologia,
Dos livros e das outras vidas, de mistérios tão sérios
Falam de um bem maior , mais profundo,
e eu me sinto tão melhor nesse mundo
Com não aprender ao ver meninas a tecer,
A criar, artes, como com a mão fazer, gente que ensina,
por prazer...É lindo se ver...
Ouço músicas, aprendo novidades, sou livre nesse mundo
E amo a minha liberdade, entre um clique aqui e outro ali
E quando me despeço do meu canto
Saio sempre melhor, porque sei que o meu mundo de encantos
É real, é feito por gente, como eu
Que tem uma alma cheia de sonhos e um coração esperanto
Obrigado ao amigo blogueiro
Porque quando descobri você,
Descobri a esperança
E ela se espalhou pelo mundo inteiro.

angela disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:48  

Conheci o cantinho da Cris quando você escreveu aquele delicioso conto/fábula e realmente é encantador.
Parabéns aos dois pela entrevista agradavel.
beijos

Maria Paula Ribeiro disse...
15 de dezembro de 2009 às 16:55  

Cris,

Passei a ver a linda festa!
Adorei o teu poema... muito sentido e real, apesar de ter uma essência virtual!

;) Trago sardinhas doces e chá!!!!! ;)
(o duende vermelho deverá levar algumas a alguém amanhã) :-))))
Que por aqui está frio de partir água! ;)

Beijinhos

Café com Bolo disse...
15 de dezembro de 2009 às 17:11  

Delícia de entrevista com uma pessoa deliciosa que é a Cris!
Doce, encantadora, foi me conquistando aos poucos...agora sou viciada no blog dela, não fico um dia sem ler...além do mais, achei de uma generosidade incrível esse compartilhar de contos de outras pessoas, de outros blogues...como conheci gente bacana! A Cris está se tornando uma amiga muito querida pra mim...e o que ela disse na entrevista é verdade...amigo é amigo em qq lugar, seja na blogosfera ou no mundo real. Estou me tornando , com certeza, um ser humano melhor, depois de conhecer tanta gente incrível...e a Cris é uma delas, nos mostrando, com toda a delicadeza, que dividir é multiplicar!
Beijos Cris! Beijos Antonio! Parabéns aos dois!

marcelo dalla disse...
15 de dezembro de 2009 às 17:20  

Que lindo o que a Cris escreveu! Lindo e verdadeiro. Traduziu em palavras essa maravilhosa partilha do mundo virtual.

Amei!!! :)))

Maria Izabel Viégas disse...
15 de dezembro de 2009 às 17:39  

Cris,
Obrigada pelo lindo poema, vou guardá-lo... é assim que me sinto na frente da telinha, só que a Poetinha (lembrei-me do "Poetinha" Vinicius de Moraes! rs) sabe falar muito mais bonito!

António, eu disse que ias me "matar" de amores... quase morro de susto! rssss
Estava aqui a comentar sobre o Carinho e União desta Festa, e eu disse: ainda bem que sou novata, nunca serei chamada.
Pronto... morri!! rssss
Tem certeza mesmo?
Não é outra Maria Izabel ? pensa... :)))
Beijooooos

A festa está linda,
faço uma pergunta: como é "sardinha doce"?Nunca vi... é gostoso?

Maria Paula Ribeiro disse...
15 de dezembro de 2009 às 17:45  

Maria Izabel,

;-) A sua entrevista é bem-vinda! ;-))))

Sardinhas doces! Ai.... eu sou suspeita em dizer que são muito, muito, muito boas!!(e boas para a dieta!)

Dei-te os links que fiz n altura de uma discussão de culinária!

http://bandarravet.blogspot.com/2008/11/alheira-de-soja-e-sardinhas-doces.html

http://www.casadaprisca.com/produtos/detalhes.asp?categoria=5&produto=1

Beijo e pode degustar à vontade! :=)

Júnia L. disse...
15 de dezembro de 2009 às 17:56  

Cris
li toda sua entrevista e ADOREI.

Menina, você já fez de tudo nessa vida,

acho que é por isso que o que você

escreve é mágico



bjão

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:03  

Cris

Que lindo o seu texto. Precioso. Vale por um post em si mesmo.

Beijos

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:03  

Ângela,

Muito obrigado por ter vindo. A sua Presença é sempre uma referência. Beijos.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:03  

Maria Paula

As sardinhas doces de Trancoso. Que festim! Só mesmo provando.

Bela divulgação com os links.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:04  

Café com Bolo

Muito agradecido. Beijos

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:04  

Maria Izabel

Tenho mesmo a certeza. Primeiros dias de Fevereiro será a sua festa.:)))

Beijos

Manuela Freitas disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:09  

Olá Cris,
Através da entrevista conheci melhor a pessoa que tu és, uma pessoa transbordante de simpatia, muito generosa, autêntica, amiga do seu amigo. Se eu pudésse ia aí dar-te um abraço e, já agora podiamos confraternizar comendo alguma comidinha mineira, na cozinha que é o melhor sítio!
Nas perguntas bem elaboradas, dás respostas, que sintonizam perfeitamente com aquilo que eu penso relativamente aos blogues. Porque existem? Primeiro como algo pessoal, depois gradualmente vai-nos ligar a pessoas diversas, que comentam o que escrevemos, estabelecendo-se elos, que sendo virtuais, entram na nossa vida mental e lá ficam a germinar entre tantas outras coisas que vamos guardando, como um canto íntimo de algo que é bom e nos revitaliza.
Também eu tenho dificuldade de seguir todos os meus amigos virtuais, mas se inicialmente só postava, agora até tenho mais gosto nas visitas, mas às vezes posso falhar por não ter tempo para tudo.
Estou a arriscar-me a ser mais longa que a entrevistada!...
Agradeço a referência ao meu blogue e ele sempre estará à tua espera.
Um grande abraço e muitos beijinhos minha querida amiga e um dia destes vou sentar-me no banco do Zé!
Manuela

Andrea disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:09  

Oi Cris!

Meus parabéns pela pessoa iluminada que você é.

Fiquei lendo e imaginando aqui, não tinha dúvidas de você ser esta pessoa tão carinhosa e querida.Vim aqui para te deixar um beijo grande e agradecer por dividir tantas maravilhas conosco.Por isso que digo, que amigos são amigos em qualquer lugar, aqui está a prova, você conquistou tudo isso além da tela, e com certeza conquistará mais e mais.

Beijo grande pra ti
Um Beijo tbm para o Antonio

:)

Bordados e Retalhos disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:12  

Adorei a entrevista da Cris. Fiquei conhecendo um pouquinho mais dessa pessoa tão generosa e agradável. Bjs e parabéns!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:28  

Angela, irei te conhecer com calma, obrigada!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:29  

Maria Paula,

que delicia, bom papo, regado a comidinhas e bebidinhas entre amigos querer mais o que? ...rs obrigada!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:30  

Glorinha,

descobrir a sua pessoa e a empatia gerada nessa energia é mesmo como vc disse...quase amor...rs um beijo querida, obrigada!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:31  

Marcelo,

como não me encantar com estes comentários não?

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:33  

Maria Izabel, estou ansiosa para ver sua entrevista, e eu tbém não conhecia Sardinhas Doces, fiquei curiosa, agradeçamos a Maria Paula por essa iguaria e novidade...rs

E poetinha, é um elogio que vc me faz e me encanta, mas te asseguro sentir-me longe disso...rs

+ beijos querida!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:34  

Junia,

eu ja fiz tudo isso, e se morrer com 82 como sonho não foi nem a metade, se bem que te confesso baixinho, ando correndo menos hoje em dia e vivendo mais...rs

obrigada pela leitura atenta.

beijos

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:36  

Manuela,

adorei o carinho em tuas palavras, e estou feliz que a entrevista tenho nos aproximado de alguma forma. De me cá um abraço, e leve muito carinho meu. obrigada!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:38  

Andrea

estou muito feliz que tenha vindo participar dessa festa. um beijo querida!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:39  

Giovana,

és sempre tão delicada querida, muito obrigada por vir e pelas palavras gentis. um beijo!

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:52  

Júnia

Grato por ter vindo homenagear a amiga Cris.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:52  

Manuela Freitas

Magnífico testemunho. A Cris vai ficar muito feliz.

A falta de tempo é comum a todos nós. Nunca conseguimos visitar todos quantos quereríamos.

Muito obrigado.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:52  

Andrea

Um beijo e muito obrigado.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:52  

Bordados e Retalhos

Grato pro ter vindo.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:54  

Cris

Como te estás a sentir?

Espero que bem, apesar de todo o movimento.

Beijo.

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 18:59  

Antonio

leu meu pensamento...rs

estava aqui a pensar, como sou feliz...

sou um burrinho levando as palavras nas costas, enquanto elas ascenam paras os olhos e corações alheios e ai nesta entrevista, recebo as mais belas declarações de carinho e de amizade, estou realmente e sou muito feliz.


por ter paz
por ter poesia
por ter amigos

se morresse hoje, morreria feliz.

obrigada do fundo do meu coração, esta entrevista vou imprimi-la completa e deixa-la numa pasta que tenho de boas recordações da vida.

Um dia quando for velhinha naquela cadeira que te falei, lerei-a de novo e tudo fará sentido dentro do meu coração, quero viver para ter dias como estes.

obrigada!

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 19:15  

Cris

Tenho recomendado isto aos meus convidados:

Fazerem um link na barra lateral dos seus blogues direccionado para a entrevista, para outros leitores terem acesso a esta informação.

Ou então, guardares tudo dentro do teu blog, numa data mais antiga. O trabalho é copiares todos os comentários... :)

Beijos

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 19:21  

vou deixar esse dia registrado num cantinho , bela ideía! obrigada mais uma vez!

manuel marques disse...
15 de dezembro de 2009 às 20:01  

A Cris é o máximo...

Beijos.

Isa Grou disse...
15 de dezembro de 2009 às 20:08  

Olá António,
Parabéns pela escolha da entrevistada, viu?!
Adorei a Cris!

Olá Cris,
Parabéns pela bela entrevista e saiba que gostei muito de conhecê-la um pouco mais!
António tem toda razão, quando disse que você "é suavidade em pessoa"..... sente-se isso ao te ler, viu?!

Mais uma vez parabéns a vocês dois.
Beijos.

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 20:37  

Manuel

eu sou mínima, as máximas são todas tuas. beijos

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 20:37  
Este comentário foi removido pelo autor.
Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 20:38  

Isa Grou

obrigada , irei te visitar para nos conhecermos. um beijo

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 20:41  

Manuel Marques

Grato por ter vindo confraternizar.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 20:41  

Isa Grou

Muito obrigado. A sua presença é sempre uma brisa fresca e maravilhosa. Beijo.

António Rosa disse...
15 de dezembro de 2009 às 21:42  

Caros amigos,

Estimados visitantes,

Querida Cris,


Em Portugal, onde estou, vamos a caminho das 10 da noite e chegou a hora de me despedir de todos vós, pois desligar o computador.

Muito obrigado por terem vindo. Nem imaginam o quanto estou agradecido.

Viemos todos homenagear esta menina linda que é a Cris.

Terminar o ano contigo foi uma prenda do céu para mim. Foi uma inspiração. És uma fonte de luz que nos guia, que nos conforta. Contigo, estamos sempre bem. Felizes. Sossegados.

Muito agradecido a todos.

Um beijo para todos.

Um beijo especial para ti, Cris.

Bem-hajas por seres quem és.

Continuem com os comentários, por favor.

António

Regina disse...
15 de dezembro de 2009 às 22:11  

Cris e Antônio Rosa,

Boa noite!! Eu, como sempre, chegando atrasada...

Mas não poderia deixar de vir aqui, prestigiar minha querida irmã e confirmar sua simpatia, sua doçura, sua alegria e bom-humor de sempre!

Parabéns pela entrevista, Cris!! Ficou ótima!!

Obrigada pela amizade e pelo carinho de sempre, você é especial... Desejo toda a felicidade do mundo à você, sua família, seus amigos...

Antônio Rosa, parabéns pela escolha da entrevistada... com certeza, foi a melhor escolha!!

Beijos e abraços!!

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 22:51  

Regina , minha irmã do coração, viste o que fizeste?...rs não sei se não fosse teu primeiro comentário, se ainda estaria escrevendo, como disse na entrevista e num post que fiz para vc no passado, mudou os rumos os dia que me escreveu. te agradeço demais a amizade e o carinho.

Cris França disse...
15 de dezembro de 2009 às 22:55  

Antonio,

Muito obrigado, estou feliz por ter me juntado ao anel do coração, e espero que você e esse trabalho cresçam sempre mais, e que nossa amizade se fortaleça.

Bons sonhos a todos você meus amigos...muito obrigada!

Lidia Ferreira disse...
16 de dezembro de 2009 às 01:08  

Cris parabéns sua entrevista esta maravilhosa , e e muito bom te conhecer melhor , adorei sua respostas
Bjs

Cris França disse...
16 de dezembro de 2009 às 09:47  

Obrigada Lidia , és uma amiga muito querida! bjs

Sonia Beth disse...
16 de dezembro de 2009 às 10:43  

Oi Antonio, muito boa esta entrevista com a Cris . O Aventurinhando já faz parte da minha lista de blogs.

beijins para voce e para Cris

Cris França disse...
16 de dezembro de 2009 às 19:29  

Sonia, muito obrigada! bjs

Cris França disse...
16 de abril de 2011 às 19:26  

Querido Antonio,

estou hoje relendo esse dia que vc me deu, os anos vão se passar, um após o outro, teremos novos amigos, deixaremos de ver outros tantos, mas estou revivendo pelas palavras os sentimentos de amizade e felicidade deste dia. Sei que dá muito trabalho ter um blogue, mas sei que se puder fazer alguém feliz, terá valido a pena todo o esforço. Um beijo nesse coração belo e generoso.

15 de dezembro de 2009

Entrevista a Cris França, do 'Canto de Contar Contos'



A Cris França é daquelas pessoas do mundo virtual que apetece muito conhecer pessoalmente, e com urgência. Tenho a esperança que um dia isso se concretizará. É a suavidade em pessoa. Um dia, simplesmente, começámos a 'falar' através dos comentários. Não estava presente quando iniciou a sua aventura com o blogue «Canto de Contar Contos», mas lembro-me do que senti quando a Cris apresentou o seu blogue gastronómico, «Aventurinhando». Foi uma sensação estranha e intensa, o de saborear as suas receitas. Imagine-se: saborear na blogoesfera. Este é o talento principal da Cris - o por-nos a sentir intensamente o que faz. Deixo estas linhas escritas por ela própria: «Alguém aprendendo que cada dia que a gente vive é como um novo ponto, nesse grande conto que tem, início, meio e fim, chamado VIDA, lugar de encantos e desencantos.»

Os seus blogues:
em co-autoria com a Fátima,
do blogue «Viver é Afinar o Instrumento»
[sou o 4º seguidor deste blogue de gastronomia - :)]

em co-autoria com GILBERTO,
do blogue «Nel mezzo del cammim»,
e Regina, do blogue «Devaneios de uma vida...»




Olá Cris, é um prazer estar a entrevistar-te. Podes descrever o teu próprio blogue, o «Canto de Contar Contos»? Sei que começaste o blogue em Novembro de 2008. Conta-nos a génese deste teu projecto. Estamos muito interessados em te conhecer melhor. Usas o blogue para dares a conhecer o trabalho quotidiano que desenvolves ou é apenas uma forma de te expressares?

Ola António, antes de tudo quero agradecer esta oportunidade de fazer parte do 'Anel do Coração', este mágico circulo de amizade, é uma grande honra para mim, pois as pessoas que por aqui passam são todas muito admiráveis.

O Canto de Contar Contos é uma forma de me expressar, ele muda muito, quem o acompanha sabe disso, assim como eu mudo muito também, acredito que estamos sempre em movimento, e escrever sempre foi para mim uma forma de respirar.

Nunca imaginei poder ter minhas poesias, contos, histórias publicadas, e o Canto me deu isso; me deu isso e muitos amigos que foram se achegando e dando a essa “coisa” que sair, se expressar, que existe dentro de mim, uma forma. E essa forma me agrada muito, e pela falta de interesses que há nisso, é um simples partilhar, como eu digo por lá, contos, cantos, encantos, desencantos e afins...

Explica-nos um pouco sobre a tua participação nos blogues «Aventurinhando» e «Cinema Paradiso».

Bom na verdade o Cinema Paradiso nasceu primeiro, no começo eu resolvi falar um pouco dos filmes que via no próprio Canto, mas eu sentia que ficava meio desconexo, das postagens que fiz sobre cinema na época, o Gilberto, do blog Nel Mezzo Del Cammim, sempre comentava, e nós descobrimos essa paixão em comum, um dia eu mandei um e-mail para ele perguntando se ele topava termos juntos um blog sobre Cinema, porque eu sabia que sozinha era demais...rs, e aí ele topou, logo depois resolvemos convidar a nossa amiga em comum, a Regina, do Devaneios de uma vida, na verdade a ela eu devo essa inclusão digital, porque escrever até o dia que ela comentou um texto meu, era um ato solitário, só então me dei conta que não estava sozinha.

Já o Aventurinhando, nasceu mais recentemente, na partilha das coisas dos meus pais, que faleceram recentemente, eu quis ficar com os livros de receitas da minha mãe, eu gosto de cozinhar, embora a vida corrida quase não me dê chance para fazer as coisas que gosto, mas a cozinha é um ambiente no qual eu realmente me sinto bem, gosto de aprender sobre novos sabores, combinações de ervas e temperos, e aí, quando o livro de receitas da minha mãe veio parar na minha mão, pensei, porque não publicar?, mas não tinha nada a ver fazer isso no Canto de Contar Contos, e resolvi deixar as receitinhas nesse novo espaço, depois eu convidei a Fátima, do Viver é Afinar o Instrumento, para uma parceria, primeiro porque ela é uma simpatia e segundo porque ela é mineira, e no Brasil, na minha opinião, a culinária mineira é uma das mais saborosas, eu, apesar de paulista, gosto muita dessa coisa que os mineiros têm de receber as pessoas pela porta da cozinha, e foi uma parceria de sucesso, a Fátima é ótima e as receitas dela enchem os olhos e o paladar.

Fala-nos um pouco sobre a autora do blogue, o que a faz mover, os seus interesses, o que a deixa feliz? Está à vontade para comentares aquilo que te parecer mais adequado, sem desvelares totalmente a pessoa linda que és.

Eu amo aprender, acho o conhecimento a melhor coisa do mundo, e creio que isso seja a minha maior motivação, adoro estudar, aprender, ler, conhecer coisas novas. Tenho uma inquietação, uma vontade de viver muito grande, e isso me leva a fazer muitas coisas.

Já fiz de quase tudo um pouco, já fui locutora de rádio, já bordei ponto cruz, fiz cursos de corte e costura, fui oradora de formatura, dei palestras em Curso para Jovens Cristãos, durante 8 anos na minha vida, já fiz muito trabalho comunitário, cantei num coral, já fugi de vaca brava num sítio...rs, já paguei mico, já me apaixonei perdidamente, já chorei muito, já perdi muitas coisas, já ganhei concurso de dança, já fiz curso de parapsicologia e formação humana, já fiz uma curso de Contadora de Histórias, sou formada em Teologia e em Ciências Contábeis, área em que sempre trabalhei, e sou pós graduada em Controladoria e Gestão Financeira, que é a atividade que hoje exerço profissionalmente, sou mãe (amo ser mãe), trabalho fora em horário integral, sou casada, sou uma sonhadora, romântica, adoro cinema, adoro cozinhar, adoro fotografia, museus e coisas do passado me fascinam, gosto do por-do-sol, sou uma geminiana tagarela de 36 anos...rs ( nem deu pra notar né? rs).

[xiiiii!!!, tantas coisas na vida! - risos - até pareço eu em versão feminina! Isto de ser do signo Gémeos tem muito que se lhe diga. - AR]

O que dás mais importância nos teus blogues? Podes dizer-nos porque valorizas essa questão?

Para mim é fundamental que o blogue realmente se pareça comigo, odiaria ver que escrevi algo por mera formalidade, a maiorias das pessoas fazem post para os outros, mas no meu caso, a maioria dos post são para mim mesmo, algo que relembrei, que achei engraçado, que me deixa triste, uma poesia vinda no vento, coisas desse tipo que na verdade quero e preciso expressar, mas que não cabem no meu dia a dia, e ficam muito bem ali, e ver que as vezes sou fiel a esse sentimento, me realiza muito.

Com qual frequência escreves? Ao ler o teu blogue, senti que deixas fluir os posts, e vais publicando conforme vais vivenciando o teu dia-a-dia. Esta iniciativa recente de comemorares o aniversário do «Canto de Contar Contos» com contos dos teus amigos e leitores é absolutamente inspiradora e notável. Podes falar um pouco sobre estes assuntos?

Escrever é como falar sozinho. Eu falo muito, ainda que fale sozinha na maior parte do tempo...rs, então escrevo muito, não só no blog, tenho uma livrinho preto que anda comigo, de páginas em branco onde sempre anoto as idéias principais.

Acho esse dinamismo presente no pensamento das pessoas mágico, você vê uma árvore, uma cena na rua, ou simplesmente vai beber água e uma inspiração bate a porta, ou ouve uma canção dentro do supermercado e pensa...nossa, que música linda e ai vem a vontade de compartilhar isso. Daí surgem os posts.

Sobre o aniversário do blogue, nas verdade eu queria homenagear os amigos há muito tempo, tinha pensado em juntar o nome dos blogues num poema, coisa do tipo, mas é muito difícil ser original hoje em dia com tantas idéias boas que vemos nos blogues.

Então me ocorreu essa idéia das festas de casamentos celebradas por muitos dias, e eu pensei, porque não? Abrir as portas do blog para deixar que os meus amigos conheçam os meus amigos, e porque ter só um dia de aniversário? E foi algo maravilhoso, porque as pessoas fizeram a festa, cada um trouxe o seu conto, e eu senti uma alegria enorme em poder compartilhar isso.

E toda vez que leio que alguém conheceu alguém através do Canto, isso me dá uma satisfação enorme. Alegria que a gente divide é alegria que se multiplica.
[Confirmo isso. No dia em que publiquei a minha historieta no teu blogue, conheci pessoas e blogues que nem sonhava existirem e gostei de todos. Foi lindo, podes crer. Uma experiência que adorei. Muito obrigado, Cris. - A.R.]
Em teu entender, o que vale mais na criação de um blogue - o conhecimento ou o gosto pelo assunto? Podes comentar?

Creio que uma coisa leva a outra, não amamos aquilo que não conhecemos, e não buscamos conhecer profundamente as coisas que não amamos, então eu acho que na criação de uma blogue vale mesmo a dedicação, o zelo, porque antes eu pensava escrever só para mim, mas hoje sei que as pessoas me lêem e então, creio seja a ponderação entre as duas coisas.

Usas das técnicas tão comuns hoje em dia, para teres mais visitas? E funcionam? A nível do template do teu blogue, ele é muito alegre e usas uma ilustração muito bonita: um livro em cima de um banco de jardim. Acho-a linda. Podes contar-nos o que pretendes transmitir com essa ilustração?

A verdade, é que nunca me preocupei muito com o número de visitas, mas gosto de receber bem quem se achega ao meu Canto, visito, retorno, acho gostoso ser gentil com as pessoas que me visitam e me apoiam e me encanto, porque recebo sempre palavras muito generosas dos amigos e acabo por me tornar seguidora destes, e a coisa meio que anda sozinha.

Faço os link dos blogues na minha própria página, porque é mais fácil para mim, assim posso acessar e ver os que as pessoas andam escrevendo, embora, eu nem sempre consiga visitar todo mundo, mesmo quando estou em casa, mas como sou insones, consigo navegar bastante.

A imagem do banco me agrada muito, e sempre recebo comentários sobre ela, a cidade onde nasci e morei até meus 27 a anos chama-se Itatiba, é dessas cidadezinhas do interior de SP, que tem uma igreja e a praça principal, ali é o centro da cidade, e a pracinha é cheia desses bancos de jardim, lá os velhinhos sentam a tarde para conversar, debaixo dos caramanchões de primavera floridos, em tardes quentes, debaixo de uma sombra fresca e agradável, quando eu era catequista nessa igreja, sempre na saída das aulas, era uma coisa que me chamava a atenção, os bancos, testemunhas de tantas histórias entre amigos, de tantos causos, de brigas de casais, de pedidos de namoro, casamento, de declarações de amor, então acho que banco é isso, a testemunha muda, de tanta coisa a se contar e por isso a escolhi, com um livro preto que é muito parecido com o que carrego sempre comigo, registrando meus momentos aleatoriamente.

Sei que lês outros blogues e deixas comentários. Pode dizer quais os assuntos te interessam? Já agora, podes mencionar os blogues que aprecias e comentar porque são do teu agrado?

Poesia, auto-conhecimento, humor, contos, histórias, música, cinema, coisas de mulher sobre casa, filhos...rs , eu leio de quase tudo um pouco.

São muitos os blogues que visito e geralmente todos são muito bons:

O LIGHT da Manuela, é muito interessante culturalmente, dá para se aprender muito por lá.

O DALLA BLOG do Marcelo, além de ótimo em seu conteúdo que é diversificado, eu tenho uma empatia muito grande pelo Marcelo.

O BALAIO da Beth Cerquinho tem um bom humor que eu adoro, admiro demais a Beth.

O MEMÓRIAS DE VIDAS PASSADAS, é um blog que eu gosto muito, pelo carisma da Maria Izabel e pelas questões profundas da alma que ela sempre aborda.

O ZAMBEZIANA da Graça Pereira, é ótimo pelos contos e poesias e pela diversidade de estilos que ela usa.

Sou fascinada pela poesia e pelas crônicas que encontro no blog do Gilberto NEL MEZZO DEL CAMMIM, acho ele um grande escritor.

Teria que mencionar muitos blogues, mas eu não gosto de esquecer de ninguém, então todos os blogues que leio, sigo, acompanho e comento, estão destacados na minha página, inclusivê o COVA DO URSO, são todos muito bons, pelo conteúdo e pela forma que os blogueiros nos acolhem.

Quais as tuas fontes e onde obténs material para te apoiar na escrita dos teus textos?

Bom os post do Canto de Contar Contos, são meus momentos, é muito difícil prever o que se vai ler por lá...rs, uma música, uma poesia, minha ou de outro autor, algo que li, algum e-mail que recebo, uma cena que vi na rua, ou uma memória que vem com o cheiro ou com o vento, ele é a expressão da vontade de compartilhar tudo, momentos, amigos...tudo.

Já no Cinema Paradiso, são os filmes vejo e que nos tocam, ou que vemos e detestamos e aí prevenimos os amigos...rs

O Aventurinhando tem muitas receitas que já fiz e receberam elogios, receitas do caderno de receitas da minha mãe, do meu cadernos de receitas, de revistas de culinária compradas anos atrás, e tem as receitas da Fátima também.
[Cris, desculpa, pois só agora me apercebi que mais acima contaste a história completa de cada blogue. - A.R.]
Gostaria muito se indicasses (com os respectivos linques) dois ou três posts escritos por ti que sejam muito especiais e, se quiseres, qual a razão para essa tua escolha. Independentemente do blogue onde se encontrarem esses teus textos.

'Onde as Orquídeas ainda florescem' narra um romance adolescente que tive, uma paixão platônica e o resultado me agradou muito.
http://cantodecontarcontos.blogspot.com/2009/04/onde-as-orquideas-ainda-florescem.html

'Seu Zé', foi o conto que me inspirou a imagem do banco, antes dele o banco não existia, é uma memória de um velho amigo que me deixou saudades.
http://cantodecontarcontos.blogspot.com/2009/05/seu-ze.html

'Insônia' é um texto dos primórdios do blog, que escrevi numa noite longa e em claro, que revela um momento muito íntimo meu, tem muito da minha forma de ver e de pensar nele.
http://cantodecontarcontos.blogspot.com/2009/01/insonia.html

De acordo com o desenvolvimento dos blogues, quais os planos para o futuro deste teu projecto?

Para ser sincera eu não sei muito sobre isso, o Canto vai existir enquanto existir em mim a vontade de escrever, eu sou ele e ele sou eu, as idéias vem e a gente vai desenhando as que se ajustam melhor.

E olhem que eu sonho morrer velhinha com 82 anos, lúcida, a típica vovó na cadeira de balanço, com o coração e a memória cheios de todas as coisas boas que pude viver, e das ruins também, porque até delas a gente sempre tira algo de bom.

Consideras que atingiste os teus objectivos quando criaste o blogue?

Sim, na verdade eu não tinha nenhum grande objetivo, então para mim o Canto se superou sozinho, sou muito grata por ele, pelos amigos que fiz e por um mundo mágico que se abriu a minha frente.

Numa frase, podes dizer o que pensas sobre:

Blogoesfera – Um mundo paralelo.
O teu blogue – Um lugar para ser eu mesma.
Amizade na blogoesfera - Amigo é amigo, não importa onde esteja.
Plagio - Pura falta de criatividade.
Redes Sociais – Uma forma de integração.
O teu país – Brasil, uma terra de contrastes.

Os comentários dos teus leitores são importantes para ti? Interages com eles? Retribuis os comentários?

Muito. A gente meio que no começo pensa: “- ah eu não ligo para comentários”, mas depois que eles chegam, e se tornam fundamentais.

Eu sempre tentei responder a todos os comentários, embora ainda esteja tentando uma forma eficaz de fazê-lo, às vezes visito quem me visita, às vezes respondo no próprio comentário, às vezes um a um e às vezes de forma genérica. Não depende da vontade, mas, do tempo que tenho disponível.

Autorizas a publicação dessas declarações no meu blogue «Cova do Urso»?

Sim, com muita alegria.

Muito obrigado, Cris.

Cris - Eu que agradeço essa honra de poder estar perto de você e de seus leitores e pelo carinho que senti nessa entrevista.

94 comentários:

António Rosa disse...

Cris, bom dia, aqui estamos para passarmos um dia bem simpático.

Beijos.

marcelo dalla disse...

Eba!!!!! Que prazer ser o primeiro a comentar. Aguardava essa entevista com grande expectativa, a Cris foi uma de minhas primeiras amizades conquistada através do blog. Instantaneamente a empatia surgiu e estamos combinando um encontro na vida real para breve.

Adorei a entrevista e é isso que ela me passa: uma pessoa real, com sentimentos reais, que ama a vida e ama compartilhar. Grande geminiana!

Agradeço a vcs, meus amigos e o Antônio tem toda a razão: este dia já começou bem simpático. :)))

daqui a pouco eu volto, fvamos festejar!!!

bjos e abraços

Cris França disse...

Antonio,

estou feliz e emocionada, estar aqui no Cova do Urso é para mim motivo de orgulho e ainda mais após ler palavras tuas tão generosas e agradaveis.

quero deixar os amigos bem vontade para interagirem conosco, mesmo se quiserem perguntar algo que não esta na entrevista sintam-se a vontade.

Hoje é dia de festa! Obrigada Antonio, e espero mesmo que possamos um dia nos conhecer.

beijo grande!

Cris França disse...

Marcelo

o teu carisma e tua luz interior me conquistaram, e estou feliz que possamos estar juntos no dia de hoje. Muito obrigada pelo carinho de sempre, és um grande amigo.

Um beijo!

António Rosa disse...

Marcelo

Está a aproximar-se o teu dia especial de entrevista colectiva. Logo, logo a seguir a estas festas natalícias.

Abraço.

Maria Paula Ribeiro disse...

Olá Cris!!!!!!!!

;-) O que eu me fartei de rir com isto:
"sou uma geminiana tagarela de 36 anos...rs ( nem deu pra notar né? rs)."
:-)))))

Dá cá mais uma abraço, como nós,portugueses dizemos!!!

Sintonia contigo é mesmo coisa que não falta aqui...tenho de te "seguir" mais assiduamente.

Linda mesmo esta entrevista: viva mas ao mesmo tempo, solta, alegre, eléctrica, diversificada....lol nada como sou uma geminiana tagarela de 36 anos...:-)))

Beijo grande e feliz por te encontrar aqui.
E sou a 4ª geminiana a comentar! ;))))

António Rosa disse...

Maria Paula,

xiiiiii....

hoje é só geminianos.

beijos

Siala ap Maeve disse...

Adorei conhecer-te melhor Cris! Esta é verdadeiramente uma entrevista sorridente, e repleta de uma energia fantástica!!!
Sendo filha de 2 Gemianos, e tendo uma esmagadora maioria de amigos gemianos também, só posso dizer...Só podia ser Gemeos mesmo LOL
Já sigo o Canto há algum tempo, mas infelizmente não ando com tempo nenhum para comentar :( Mas gosto muito da forma sincera e harmoniosa como escreves, eu adoro contos :)
Tenho que espreitar as receitas para fazer umas adaptações para a cozinha vegetariana :) eu também sou uma apaixonada pela cozinha, e adoro soltar a minha criatividade e inventar novos pratos com muito amor :)
Beijos de Luz!

Cris França disse...

Maria Paula, coincidencia ou não ontem fiquei um tempo vendo os cachorros, e seus comentarios sobre o mau tempo, quero voltar o teu blog com mais tempo, pois, senti um astral otimo, desde o dia que comentou o Conto que Antonio, deixou no Canto, são as sintonias que nos guiam e nos levam as pessoas de luz....um beijo querida e muito obrigada!

Cris França disse...

Siala,

Um prazer te-la conosco, filha de geminianos é...rs deve ser interessante isso...rs
Vou falar com a Fatima para termos mais receitas vegetarias, olhe que tem umas boas por lá viu...rs
Um beijo de luz e obrigada por vir!

Chica disse...

Que linda entrevista, onde sentia-se o carinho entre entrevistador e entrevistada! Parabéns aos dois,abração,chica

António Rosa disse...

Siala

Filha de geminianos sabe nadar...

:))))

Grato por teres arranjado tempo para cá vires.

marcelo dalla disse...

Eba mais uma vez!!!! rsrsrsrs
Até agora as mulheres estão no comando. Ou seriam os geminianos?

Trouxe um suco de laranja para brindarmos!!! :)))
Volto mais vezes, não quero perder esse movimento. Aliás, movimento é com os geminianos!!!

bjos

Cris França disse...

Chica,

Foi assim mesmo, senti um carinho muito grande na entrevista, um lord inglês esse nosso amigo Antonio.
Obrigada por comentar. Um beijo grande!

Cris França disse...

Ih Marcelo, estais a ler pensamentos agora é?..rs eu amo suco de laranja! saúde!
beijos

G I L B E R T O disse...

Antonio Rosa e Cris & povo meu

Alegria alegria a entrevista saiu e fomos recompensados com um momento singular na blogosfera. Este momento deve ser recortado e ir para as paredes virtuais de nossas casas todas, nos definindo claramente o que é ser blogueiro e o prazer que isso dá.

Emolduremos esta entrevista e que ela fique para todo o sempre a nos mostrar o caminho a seguir para ser um apreciador das letras, de escrevê-las, de lê-las.

Parabéns sinceros ao Antônio Rosa e a Cris por esse momento tão maravilhoso. De minha parte, estou lisonjeado por ter sido citado, eu e o nel mezzo del cammim - a Cris é acima de tudo extremamente generosa.

Um beijo em vossos corações!

G I L B E R T O disse...

Post Scriptun

Que coincîdência!!!

Acabei de tomar um suco de laranja com mamão... Naturalissimo!

Tava tão natural que depois do suco cheguei a cuspir caroços...

Fatima disse...

Cris é minha AMIGA!
Eu gosto muito dela e parece que nos conhecemos a muitos anos. Ela sabe ler a minha alma e as vezes faço um post falando uma coisa e querendo dizer outra e ela sempre sabe a minha verdadeira intenção.
Gosto dimais da conta dela mesmo!
Ela ressaltou na entrevista três postagens interessantes do seu blog e eu acrescentaria mais uma, a homenagem que ela fez para sua mãe no dia das mães. Me emociono sempre quando leio.
Bjs António e pra Cris um abraço e um beijo bem estalado(como a gente fala aqui em Minas).

Maria Izabel Viégas disse...

Queridos meus!!!
Juntaram-se dois amadinhos e o que pode disto resultar: LUZ!
Nossa, eu hoje acordei tarde... estive a semana a olhar que dia era( como pisciana, me perco nos dias rs) pois eu tinha esta "viagem" a fazer:
Vir à Cova do Urso e ver a Cris!
O que eu posso dizer:
Eu amo a Cris, virtual amor? Não e sim, é Amor... pois que amo filósofos, poetas,pintores , pessoas que conheci numa página de livro e esse amor é Real...
então, não é amor virtual, é um "sei lá o quê" que tem essa menina de encantos mil que me faz estar sempre no banco da sua praça.
A Cris , digo isto sempre, é aquele Sol que, de repente, surge aqui na minha telinha, e que de tão radiante me faz lembrar que eu existo, muitas vezes estou triste...Já viram o sorriso desta menina de 36 aninhos?
Suave e delicada, uma porcelana especial, pois as pessoas como ela são raras.
Parece uma menina bela pela aparência suave e uma mulher-rocha firme pela força que mostra com suas poesias.
A força da Vida corre em suas veias. Acho que ela é uma fada, que volta e meia vai ao seu Reino e retorna trazendo magia.
Ela diz" " ou a memória que vem com o cheiro ou com o vento". Ah...
Eu disse hoje no meu Blog que poetas são flores... que as transformam em palavras do fundo do coração para realimentar nossa alma.

Cris, solzinho radiante, você é Gemeos mas tens o brilho do sol!
Adoro teu Blog...é meu vício!
Obrigada por gostar de mim... como isso é bom!

Antônio, ó António... vais me "matar" de tanto Amor! rs
Ó Senhor do Anel de Corações, como foi feliz te conhecer assim tanto!
Como sou feliz com a presença de vocês na minha Vida!
beijos aos dois queridos, amo vocês!

* E como a festa está com os geminianos, informo: sou uma pisciana de sol, mercúrio e vênus na ...casa 3..logo estou em casa.
Olha o tamanho da minha declaração de amor...não é geminianamente piscis ou piscianamente gêmeos? rsss

Celebremos com suco de laranja, é tudo de bom!

António Rosa disse...

Chica

Grato por ter vindo. Sempre simpática.

António Rosa disse...

Gilberto

É sempre bom ouvir e sentir a palavra 'alegria' porque é assunto do coração.

Muito agradecido pelas suas palavras. Receber a Cris neste canto, foi uma honra.

Abraço

António Rosa disse...

Marcelo

Esse sumo deu-me vontade de almoçar, o que ainda não fiz.

Tchim-tchim para todos.

António Rosa disse...

Fátima

Beijos para você, também. Claro que contava com a sua Presença. Sabia que viria.

António Rosa disse...

Maria Izabel,

Minha querida amiga com o Sol, Mercúrio e Vénus, aqui fica ua novidade para si e todos os leitores.

Você será a entrevistada do início de Fevereiro.

Vai receber, dentro de dias, o meu email.

Em Janeiro teremos duas entrevistas:

-a colectiva do Marcelo Dalla

- e a habitual do Paulo Bracinni

Beijos

António Rosa disse...



Gente

Aprveito a oportunidade para solicitar a vosa colaboração na entrevista colectiva ao Marcelo Dalla.

É simples: no lado direito deste blogue, no topo, tem lá essa informação. É só clicarem que vão parar ao post, onde poderão deixar as perguntas.

Já temos muitas e cada uma mais difícil que a outra, mas peço mais.

Beijos

Cris França disse...

Gilberto,

ser blogueiro é ser feliz. obrigada pelas suas palavras. beijos

Cris França disse...

Fatima minha amiga querida, confesso ter pensado nesse poema, mas faltou me coragem mesmo, doi né, sei que vc entende...rs

beijos querida, obrigada pelo carinho!

Cris França disse...

Maria Izabel,

O Gilberto diz que sou generos, generosa és tu, em carinho e palavras, não se pode agradecer com menos , se não com essa amizade que nos une e que nos faz sentir querida e amada. És a Rosa da qual fala o Pequeno Principe, cativa-nos.

obrigada querida. Um beijo

Cris França disse...

Antonio, estarei presente nessas entrevistas de pessoas tão queridas e espero de coração que eles tenham um dia tão feliz quanto o meu. Obrigada por me dar isso.

Graça Pereira disse...

Cris
Quando uma pessoa é verdadeira, transparente... essa imagem passa em qualquer circunstância... No banco do teu canto (onde me sento tantas vezes..)nas visitas que me fazes, no que escreves e nesta entrevista que o António te fêz (diga-se de passagem conduzida com mão de mestre-parabens, António) tu és sempre tu!!
Aquela menina de olhar doce que condiz com o que escreve e com que fala!
Quando te recebo no meu canto, não ~e mais um bloguista que chega...é a Amiga que entra.
Um beijo Cris.
Graça

António Rosa disse...

Graça

É sempre bom receber uma moçambicana nesta meu canto.

Conheci-te no blogue da Cris. Isto diz tudo!

Festejemos!

Beijos

ARBOE disse...

É isso mesmo, Cris é destas pessoas que a gente sabe que seria "urgente" conhecer e conviver.
Pra mim foi assim com ela..a tal da sincronicidade e fica de resto um sentimento de torcer pra tudo "dar certo" pra ela e torcer pra que ela continue com seu gosto pelo escrever e compartilhar com nós sortudos, seus amigos, mesmo que virtuais!

ARBOE disse...

Faço minhas as palavras da Arboe!

marcelo dalla disse...

Quantos comentários carinhosos! É por isso que eu adoro particiupar do Anel do Coração.

Maria Izabel sempre chega e dá seu recado com maestria. Sol, Mercurio e enus na casa 3! Agora entendo porque é uma delícia de ler tudo o que ela escreve. Sua entrevista tem tudo pra se tornar mais um sucesso!

Sucesso é o que desejo pra todos nós. Antônio, Cris e todos os que por aqui passam.

Nós merecemos!!!! E vamos festejar!!!

Luciano Braz disse...

Feliz escolha em sua entrevista, trata-se de uma pessoa muito querida e que nos presenteia com sua arte de maneira oportuna e cheia de conteúdo.

Parabéns a Cris pela coerencia e ao entrevistador pela feliz escolha.

Att
Luciano Braz

Maria de Fátima disse...

Olá António e Cris, foi uma maravilha para mim ler esta entrevista.A Cris é uma mulher sensível, carinhosa, generosa e amiga.A mim sempre me encantaram contos, histórias e poemas.Talvez por isso adore o blogue da Cris, lá eu sinto-me no país encantado das fadas, risos.Beijocas grandes aos dois.

António Rosa disse...

ARBOE

É essa vontade imensa de convivermos pessoalmente com a Cris, que se torna imperioso. Seja bem-vinda a esta casa.

António Rosa disse...

Marcelo

Obrigado pelos votos. Somos merecedores dessse sucesso. Por sermos naturais e fazermos o que gostamos.

António Rosa disse...

Luciano Braz

Muito obrigado por ter vindo até aqui acompanhar a entrevista à Cris. Abraço.

António Rosa disse...

Maria de Fátima

Obrigado por teres vindo, e com essa expressão muito feliz:«sinto-me no país encantado das fadas»

Cris França disse...

Graça te agradeço as palavras carinhosa, sou uma grande admiradora sua. bjs amiga!

Cris França disse...

Arboe

é o coração reconhece os amigos. obrigada querida!

Cris França disse...

Marcelo obrigada por festejar conosco, fez toda a diferença. bjs

Cris França disse...

Luciano,

você é um amigo muito querido, obrigada por estar sempre por perto.

Cris França disse...

Mimi,

é que você tem olhos mágicos, e somente os olhos magicos veeem as fadas. Hoje elas estão todas voando por aqui. bjs

Cris França disse...

Meus amigos,

a um tempo atrás fiz este texto, no tempo que se desfilavam pelo Canto os Contos dos amigos

dedico-os a vocês:

A noite, já depois de tantos entretantos
Sento diante da tela azulada
Declaro a senha da passagem mágica
E então sinto as fadas a me darem asas
Entro no Canto de Contar Contos
Que eclode na tela, e dela navego a tantos blogs
E que maravilha é esse mundo num clique a se desvendar
Vejo gente, gente linda, criativa, generosa... a se doar
Pelo outro para outro
Entro páginas carinhosas que trocam selos, presentes
Telas com notícias, avisando-nos das coisas urgentes
Em outras que inventam trovas,
que enaltecem o amor , a verdade , a bondade , a amizade
Com não viajar por blogues e esquecer um pouco
Das pesadas realidades?
Passamos então a mundos mágicos, que falam de magia
De mitologia, de novos tempos, de astrologia,
Dos livros e das outras vidas, de mistérios tão sérios
Falam de um bem maior , mais profundo,
e eu me sinto tão melhor nesse mundo
Com não aprender ao ver meninas a tecer,
A criar, artes, como com a mão fazer, gente que ensina,
por prazer...É lindo se ver...
Ouço músicas, aprendo novidades, sou livre nesse mundo
E amo a minha liberdade, entre um clique aqui e outro ali
E quando me despeço do meu canto
Saio sempre melhor, porque sei que o meu mundo de encantos
É real, é feito por gente, como eu
Que tem uma alma cheia de sonhos e um coração esperanto
Obrigado ao amigo blogueiro
Porque quando descobri você,
Descobri a esperança
E ela se espalhou pelo mundo inteiro.

angela disse...

Conheci o cantinho da Cris quando você escreveu aquele delicioso conto/fábula e realmente é encantador.
Parabéns aos dois pela entrevista agradavel.
beijos

Maria Paula Ribeiro disse...

Cris,

Passei a ver a linda festa!
Adorei o teu poema... muito sentido e real, apesar de ter uma essência virtual!

;) Trago sardinhas doces e chá!!!!! ;)
(o duende vermelho deverá levar algumas a alguém amanhã) :-))))
Que por aqui está frio de partir água! ;)

Beijinhos

Café com Bolo disse...

Delícia de entrevista com uma pessoa deliciosa que é a Cris!
Doce, encantadora, foi me conquistando aos poucos...agora sou viciada no blog dela, não fico um dia sem ler...além do mais, achei de uma generosidade incrível esse compartilhar de contos de outras pessoas, de outros blogues...como conheci gente bacana! A Cris está se tornando uma amiga muito querida pra mim...e o que ela disse na entrevista é verdade...amigo é amigo em qq lugar, seja na blogosfera ou no mundo real. Estou me tornando , com certeza, um ser humano melhor, depois de conhecer tanta gente incrível...e a Cris é uma delas, nos mostrando, com toda a delicadeza, que dividir é multiplicar!
Beijos Cris! Beijos Antonio! Parabéns aos dois!

marcelo dalla disse...

Que lindo o que a Cris escreveu! Lindo e verdadeiro. Traduziu em palavras essa maravilhosa partilha do mundo virtual.

Amei!!! :)))

Maria Izabel Viégas disse...

Cris,
Obrigada pelo lindo poema, vou guardá-lo... é assim que me sinto na frente da telinha, só que a Poetinha (lembrei-me do "Poetinha" Vinicius de Moraes! rs) sabe falar muito mais bonito!

António, eu disse que ias me "matar" de amores... quase morro de susto! rssss
Estava aqui a comentar sobre o Carinho e União desta Festa, e eu disse: ainda bem que sou novata, nunca serei chamada.
Pronto... morri!! rssss
Tem certeza mesmo?
Não é outra Maria Izabel ? pensa... :)))
Beijooooos

A festa está linda,
faço uma pergunta: como é "sardinha doce"?Nunca vi... é gostoso?

Maria Paula Ribeiro disse...

Maria Izabel,

;-) A sua entrevista é bem-vinda! ;-))))

Sardinhas doces! Ai.... eu sou suspeita em dizer que são muito, muito, muito boas!!(e boas para a dieta!)

Dei-te os links que fiz n altura de uma discussão de culinária!

http://bandarravet.blogspot.com/2008/11/alheira-de-soja-e-sardinhas-doces.html

http://www.casadaprisca.com/produtos/detalhes.asp?categoria=5&produto=1

Beijo e pode degustar à vontade! :=)

Júnia L. disse...

Cris
li toda sua entrevista e ADOREI.

Menina, você já fez de tudo nessa vida,

acho que é por isso que o que você

escreve é mágico



bjão

António Rosa disse...

Cris

Que lindo o seu texto. Precioso. Vale por um post em si mesmo.

Beijos

António Rosa disse...

Ângela,

Muito obrigado por ter vindo. A sua Presença é sempre uma referência. Beijos.

António Rosa disse...

Maria Paula

As sardinhas doces de Trancoso. Que festim! Só mesmo provando.

Bela divulgação com os links.

António Rosa disse...

Café com Bolo

Muito agradecido. Beijos

António Rosa disse...

Maria Izabel

Tenho mesmo a certeza. Primeiros dias de Fevereiro será a sua festa.:)))

Beijos

Manuela Freitas disse...

Olá Cris,
Através da entrevista conheci melhor a pessoa que tu és, uma pessoa transbordante de simpatia, muito generosa, autêntica, amiga do seu amigo. Se eu pudésse ia aí dar-te um abraço e, já agora podiamos confraternizar comendo alguma comidinha mineira, na cozinha que é o melhor sítio!
Nas perguntas bem elaboradas, dás respostas, que sintonizam perfeitamente com aquilo que eu penso relativamente aos blogues. Porque existem? Primeiro como algo pessoal, depois gradualmente vai-nos ligar a pessoas diversas, que comentam o que escrevemos, estabelecendo-se elos, que sendo virtuais, entram na nossa vida mental e lá ficam a germinar entre tantas outras coisas que vamos guardando, como um canto íntimo de algo que é bom e nos revitaliza.
Também eu tenho dificuldade de seguir todos os meus amigos virtuais, mas se inicialmente só postava, agora até tenho mais gosto nas visitas, mas às vezes posso falhar por não ter tempo para tudo.
Estou a arriscar-me a ser mais longa que a entrevistada!...
Agradeço a referência ao meu blogue e ele sempre estará à tua espera.
Um grande abraço e muitos beijinhos minha querida amiga e um dia destes vou sentar-me no banco do Zé!
Manuela

Andrea disse...

Oi Cris!

Meus parabéns pela pessoa iluminada que você é.

Fiquei lendo e imaginando aqui, não tinha dúvidas de você ser esta pessoa tão carinhosa e querida.Vim aqui para te deixar um beijo grande e agradecer por dividir tantas maravilhas conosco.Por isso que digo, que amigos são amigos em qualquer lugar, aqui está a prova, você conquistou tudo isso além da tela, e com certeza conquistará mais e mais.

Beijo grande pra ti
Um Beijo tbm para o Antonio

:)

Bordados e Retalhos disse...

Adorei a entrevista da Cris. Fiquei conhecendo um pouquinho mais dessa pessoa tão generosa e agradável. Bjs e parabéns!

Cris França disse...

Angela, irei te conhecer com calma, obrigada!

Cris França disse...

Maria Paula,

que delicia, bom papo, regado a comidinhas e bebidinhas entre amigos querer mais o que? ...rs obrigada!

Cris França disse...

Glorinha,

descobrir a sua pessoa e a empatia gerada nessa energia é mesmo como vc disse...quase amor...rs um beijo querida, obrigada!

Cris França disse...

Marcelo,

como não me encantar com estes comentários não?

Cris França disse...

Maria Izabel, estou ansiosa para ver sua entrevista, e eu tbém não conhecia Sardinhas Doces, fiquei curiosa, agradeçamos a Maria Paula por essa iguaria e novidade...rs

E poetinha, é um elogio que vc me faz e me encanta, mas te asseguro sentir-me longe disso...rs

+ beijos querida!

Cris França disse...

Junia,

eu ja fiz tudo isso, e se morrer com 82 como sonho não foi nem a metade, se bem que te confesso baixinho, ando correndo menos hoje em dia e vivendo mais...rs

obrigada pela leitura atenta.

beijos

Cris França disse...

Manuela,

adorei o carinho em tuas palavras, e estou feliz que a entrevista tenho nos aproximado de alguma forma. De me cá um abraço, e leve muito carinho meu. obrigada!

Cris França disse...

Andrea

estou muito feliz que tenha vindo participar dessa festa. um beijo querida!

Cris França disse...

Giovana,

és sempre tão delicada querida, muito obrigada por vir e pelas palavras gentis. um beijo!

António Rosa disse...

Júnia

Grato por ter vindo homenagear a amiga Cris.

António Rosa disse...

Manuela Freitas

Magnífico testemunho. A Cris vai ficar muito feliz.

A falta de tempo é comum a todos nós. Nunca conseguimos visitar todos quantos quereríamos.

Muito obrigado.

António Rosa disse...

Andrea

Um beijo e muito obrigado.

António Rosa disse...

Bordados e Retalhos

Grato pro ter vindo.

António Rosa disse...

Cris

Como te estás a sentir?

Espero que bem, apesar de todo o movimento.

Beijo.

Cris França disse...

Antonio

leu meu pensamento...rs

estava aqui a pensar, como sou feliz...

sou um burrinho levando as palavras nas costas, enquanto elas ascenam paras os olhos e corações alheios e ai nesta entrevista, recebo as mais belas declarações de carinho e de amizade, estou realmente e sou muito feliz.


por ter paz
por ter poesia
por ter amigos

se morresse hoje, morreria feliz.

obrigada do fundo do meu coração, esta entrevista vou imprimi-la completa e deixa-la numa pasta que tenho de boas recordações da vida.

Um dia quando for velhinha naquela cadeira que te falei, lerei-a de novo e tudo fará sentido dentro do meu coração, quero viver para ter dias como estes.

obrigada!

António Rosa disse...

Cris

Tenho recomendado isto aos meus convidados:

Fazerem um link na barra lateral dos seus blogues direccionado para a entrevista, para outros leitores terem acesso a esta informação.

Ou então, guardares tudo dentro do teu blog, numa data mais antiga. O trabalho é copiares todos os comentários... :)

Beijos

Cris França disse...

vou deixar esse dia registrado num cantinho , bela ideía! obrigada mais uma vez!

manuel marques disse...

A Cris é o máximo...

Beijos.

Isa Grou disse...

Olá António,
Parabéns pela escolha da entrevistada, viu?!
Adorei a Cris!

Olá Cris,
Parabéns pela bela entrevista e saiba que gostei muito de conhecê-la um pouco mais!
António tem toda razão, quando disse que você "é suavidade em pessoa"..... sente-se isso ao te ler, viu?!

Mais uma vez parabéns a vocês dois.
Beijos.

Cris França disse...

Manuel

eu sou mínima, as máximas são todas tuas. beijos

Cris França disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cris França disse...

Isa Grou

obrigada , irei te visitar para nos conhecermos. um beijo

António Rosa disse...

Manuel Marques

Grato por ter vindo confraternizar.

António Rosa disse...

Isa Grou

Muito obrigado. A sua presença é sempre uma brisa fresca e maravilhosa. Beijo.

António Rosa disse...

Caros amigos,

Estimados visitantes,

Querida Cris,


Em Portugal, onde estou, vamos a caminho das 10 da noite e chegou a hora de me despedir de todos vós, pois desligar o computador.

Muito obrigado por terem vindo. Nem imaginam o quanto estou agradecido.

Viemos todos homenagear esta menina linda que é a Cris.

Terminar o ano contigo foi uma prenda do céu para mim. Foi uma inspiração. És uma fonte de luz que nos guia, que nos conforta. Contigo, estamos sempre bem. Felizes. Sossegados.

Muito agradecido a todos.

Um beijo para todos.

Um beijo especial para ti, Cris.

Bem-hajas por seres quem és.

Continuem com os comentários, por favor.

António

Regina disse...

Cris e Antônio Rosa,

Boa noite!! Eu, como sempre, chegando atrasada...

Mas não poderia deixar de vir aqui, prestigiar minha querida irmã e confirmar sua simpatia, sua doçura, sua alegria e bom-humor de sempre!

Parabéns pela entrevista, Cris!! Ficou ótima!!

Obrigada pela amizade e pelo carinho de sempre, você é especial... Desejo toda a felicidade do mundo à você, sua família, seus amigos...

Antônio Rosa, parabéns pela escolha da entrevistada... com certeza, foi a melhor escolha!!

Beijos e abraços!!

Cris França disse...

Regina , minha irmã do coração, viste o que fizeste?...rs não sei se não fosse teu primeiro comentário, se ainda estaria escrevendo, como disse na entrevista e num post que fiz para vc no passado, mudou os rumos os dia que me escreveu. te agradeço demais a amizade e o carinho.

Cris França disse...

Antonio,

Muito obrigado, estou feliz por ter me juntado ao anel do coração, e espero que você e esse trabalho cresçam sempre mais, e que nossa amizade se fortaleça.

Bons sonhos a todos você meus amigos...muito obrigada!

Lidia Ferreira disse...

Cris parabéns sua entrevista esta maravilhosa , e e muito bom te conhecer melhor , adorei sua respostas
Bjs

Cris França disse...

Obrigada Lidia , és uma amiga muito querida! bjs

Sonia Beth disse...

Oi Antonio, muito boa esta entrevista com a Cris . O Aventurinhando já faz parte da minha lista de blogs.

beijins para voce e para Cris

Cris França disse...

Sonia, muito obrigada! bjs

Cris França disse...

Querido Antonio,

estou hoje relendo esse dia que vc me deu, os anos vão se passar, um após o outro, teremos novos amigos, deixaremos de ver outros tantos, mas estou revivendo pelas palavras os sentimentos de amizade e felicidade deste dia. Sei que dá muito trabalho ter um blogue, mas sei que se puder fazer alguém feliz, terá valido a pena todo o esforço. Um beijo nesse coração belo e generoso.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates