Eclipse lunar total de 15 abril 2014

13 de abril de 2014 ·

Clicar para aumentar e poder ver melhor



«Astrologando» - Eclipse lunar de 15 abril 2014

Como muitos leitores já sabem, não sou muito dado a escrever sobre eclipses, exceto se algum me chamar muito à atenção, como é o caso deste eclipse lunar de abril 2014, por ser total, por ser o primeiro deste ano e por ser um eclipse lunar muito afortunado, devido às estrelas fixas que estão conjuntas à Lua: Spica e Arcturus, como podem ver pela ilustração que anexo. Também porque coincidem em 2 signos [Áries/Carneiro e Libra/Balança] que fazem parte da Grande Cruz Cardinal que se concretizará uns dias depois, a 23 de abril.

Além disso, há gente muito capaz a escrever sobre eclipses, por isso penso que não vale muito a pena, da minha parte, consumir muito tempo a escrever sobre eclipses, quando outros o fazem com maestria e brilhantismo.

Um eclipse lunar é um fenómeno celeste que ocorre quando a Lua penetra, totalmente ou parcialmente, no cone de sombra projetado pela Terra, em geral, sendo visível a olho nu . Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos. Como sabem, ao contrário do lunar, um eclipse solar é quando se dá um fenómeno de alinhamentos que ocorre quando a Lua se interpõe entre a Terra e o Sol, ocultando completamente a sua luz numa estreita faixa terrestre.

Um eclipse lunar é quando o Sol e a Lua estão em oposição. É o caso deste eclipse, que irá acontecer com o Sol em Carneiro / Áries e a Lua no signo oposto, Balança / Libra, ambos no grau 25º 16’ [a chamada Lua Cheia]. Esta oposição dar-se-á às 08h42 TMG [Lisboa, Londres…] [ainda não me habituei a usar esta nova expressão que bem substituir o TMG: WEST - Western European Summer Time], portanto em cada país, deve ser feita a contagem dos fusos horários, além dos respetivos horários de Verão. Por exemplo, no Brasil, será 4 horas menos.

Recomendo que sobretudo os brasileiros leiam o excelente blogue da astróloga brasileira Lúcia de Belo Horizonte, «Astrologia na Era de Aquário», sobre este tema, aqui: http://astrologiaeradeaquario.blogspot.pt/2014/04/eclipse-lunar-total-em-15-de-abril-2014.html

Mas na verdade, o eclipse em si, como fenómenos celeste começa mais cedo. E vou falar apenas de Portugal: às 5h55, sendo ainda noite, mas em fase de amanhecer, a sombra da Terra inicia o seu toque à face da Lua. Às 6h57, portanto já de dia, com o Sol ainda aperto da linha do horizonte, dá-se o fenómeno completo do eclipse lunar, em que veremos com muita dificuldade e quem viva no meio das montanhas, terá imensa dificuldade em ver este eclipse. Os amigos brasileiros e de outros países terão que investigar na internet.

Como tudo se vai desenrolar a essa hora e praticamente ao nível do horizonte, a visibilidade será praticamente nula para a maioria da população portuguesa. O eclipse em si, termina às 9h23, onde a maior parte do fenómeno ocorrerá abaixo da linha do horizonte. Em termos meramente astrológicos, a oposição exata [partil] entre o Sol e a Lua [a chamada Lua Cheia], portanto, o eclipse em si, será às 8h47, atendendo à nossa atual hora de Verão.

Bom, deixemos os factos astronómicos e passemos ao acontecimento astrológico.

Como pode ser visto no pormenor da figura que anexo, a Lua, no grau 25º 16’ estará em conjunção com as estrelas fixas SPICA [24º03’] e ARCTURUS [24º26’]. Estas conjunções com as estrelas fixas têm que ter uma orbe máxima de 1º apenas. Aspetos separativos superiores a 1º, como tenho lido ao longo dos anos, é pura fantasia, como se fosse um dos enredos de uma escola de samba a desfilar no sambódromo. Mesmo assim, se fizermos bem as continhas, a estrela fixa ARCTURUS apresenta uma orbe separativa de apenas 0º50’. Fantástico, mesmo em cheio. Quanto à SPICA, temos que reconhecer que a orbe separativa é de 1º13’. Portanto, já nem deveria ser considerada para estes efeitos de análise. Como na verdade estamos a falar de um pequeno afastamento, vou fazer a grande «batota» muito comum, de só olhar para os graus, o que no caso da SPICA, ficaríamos assim: Lua no grau 25 e a estrela fixa Spica no grau 24. Ou seja, ficamos todos bem e na paz dos anjos. Mas repito: é uma batota muito comum.



Porque afirmei mais acima que era um eclipse afortunado? Vejamos a interpretação das estrelas fixas e assim poderá tirar as suas conclusões:

ARCTURUS - Significação: As honras. A glória. A sorte. A fortuna. O êxito social. A prosperidade. As viagens. Procura da glória. Risco de problemas e de processos ligados ao êxito social. Ambição. O nativo que tiver esta estrela no seu zodíaco de nascimento obterá provavelmente um grande êxito social, sobretudo quando os aspetos recebidos por esta estrela forem positivos e a percentagem de atualização for importante. É certo que quando o conjunto do zodíaco é negativo, a possibilidade de beneficiar das vantagens desta estrela é diminuída, ainda mais quando os aspetos negativos são importantes. Há possibilidades muito grandes de que o destino só conceda uma parte das vantagens que esta estrela dá à pessoa. Fonte: ‘Escola de Astrologia Nova-Lis’, aqui: http://nova-lis.com/index.php?option=com_content&view=article&id=285:nome-arcturus&catid=37:estrelas-fixas&Itemid=115

SPICA ou Spsiculum - Significação: Grande vivacidade e agilidade no sentido alargado da palavra. Desejo de glória. Natureza combativa, perseverante e vigorosa. Grandes riscos de problemas nos olhos que podem causar cegueira. Paixões exacerbadas. Esta estrela predispõe a pessoa a poder ter problemas psicológicos. A pessoa que tiver esta estrela no seu zodíaco de nascimento poderá obter muito provavelmente um êxito social interessante, sobretudo se tiver uma carta do céu positiva e avançar no sentido favorável da estrela. Fonte: ‘Escola de Astrologia Nova-Lis’, aqui: http://nova-lis.com/index.php?option=com_content&view=article&id=367:nome-spiculum&catid=37:estrelas-fixas&Itemid=115

A fim de se poder avaliar o impacto deste eclipse as respetivas estrelas fixas no destino individual de cada um, deve-se ter em conta a Casa onde eles estão, os seus aspetos com as outras estrelas fixas e os planetas significadores do zodíaco.

Gosto de usar esta frase da astróloga brasileira Lúcia de Belo Horizonte: «Longe de serem nefastos, geralmente os eclipses indicam uma movimentação em nossa vida, que pode acontecer através de novos caminhos que escolhemos, de boas oportunidades que surgem e nos levam a mudanças ou de mudanças que nos forçam a sair da comodidade. Acontecimentos inesperados podem nos despertar para novos projetos e tem todo potencial e força para se realizar em pouco tempo. Também podemos mudar nossas ideias, inverter nossa rota de vida e buscar novas alternativas para melhorar nossa vida ou tornar nosso trabalho mais produtivo.»

Com um eclipse tão favorecido, como expliquei anteriormente, minhas amigas e meus amigos, deixem de se torturarem com pensamentos pessimistas e introduzam alegria no vosso viver. Se assim fizerem contem com a influência muito positiva nos 3 meses seguintes à sua ocorrência.

Passem muito bem.
Beijos & abraços
António Rosa
13 abril 2014

.

13 de abril de 2014

Eclipse lunar total de 15 abril 2014

Clicar para aumentar e poder ver melhor



«Astrologando» - Eclipse lunar de 15 abril 2014

Como muitos leitores já sabem, não sou muito dado a escrever sobre eclipses, exceto se algum me chamar muito à atenção, como é o caso deste eclipse lunar de abril 2014, por ser total, por ser o primeiro deste ano e por ser um eclipse lunar muito afortunado, devido às estrelas fixas que estão conjuntas à Lua: Spica e Arcturus, como podem ver pela ilustração que anexo. Também porque coincidem em 2 signos [Áries/Carneiro e Libra/Balança] que fazem parte da Grande Cruz Cardinal que se concretizará uns dias depois, a 23 de abril.

Além disso, há gente muito capaz a escrever sobre eclipses, por isso penso que não vale muito a pena, da minha parte, consumir muito tempo a escrever sobre eclipses, quando outros o fazem com maestria e brilhantismo.

Um eclipse lunar é um fenómeno celeste que ocorre quando a Lua penetra, totalmente ou parcialmente, no cone de sombra projetado pela Terra, em geral, sendo visível a olho nu . Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos. Como sabem, ao contrário do lunar, um eclipse solar é quando se dá um fenómeno de alinhamentos que ocorre quando a Lua se interpõe entre a Terra e o Sol, ocultando completamente a sua luz numa estreita faixa terrestre.

Um eclipse lunar é quando o Sol e a Lua estão em oposição. É o caso deste eclipse, que irá acontecer com o Sol em Carneiro / Áries e a Lua no signo oposto, Balança / Libra, ambos no grau 25º 16’ [a chamada Lua Cheia]. Esta oposição dar-se-á às 08h42 TMG [Lisboa, Londres…] [ainda não me habituei a usar esta nova expressão que bem substituir o TMG: WEST - Western European Summer Time], portanto em cada país, deve ser feita a contagem dos fusos horários, além dos respetivos horários de Verão. Por exemplo, no Brasil, será 4 horas menos.

Recomendo que sobretudo os brasileiros leiam o excelente blogue da astróloga brasileira Lúcia de Belo Horizonte, «Astrologia na Era de Aquário», sobre este tema, aqui: http://astrologiaeradeaquario.blogspot.pt/2014/04/eclipse-lunar-total-em-15-de-abril-2014.html

Mas na verdade, o eclipse em si, como fenómenos celeste começa mais cedo. E vou falar apenas de Portugal: às 5h55, sendo ainda noite, mas em fase de amanhecer, a sombra da Terra inicia o seu toque à face da Lua. Às 6h57, portanto já de dia, com o Sol ainda aperto da linha do horizonte, dá-se o fenómeno completo do eclipse lunar, em que veremos com muita dificuldade e quem viva no meio das montanhas, terá imensa dificuldade em ver este eclipse. Os amigos brasileiros e de outros países terão que investigar na internet.

Como tudo se vai desenrolar a essa hora e praticamente ao nível do horizonte, a visibilidade será praticamente nula para a maioria da população portuguesa. O eclipse em si, termina às 9h23, onde a maior parte do fenómeno ocorrerá abaixo da linha do horizonte. Em termos meramente astrológicos, a oposição exata [partil] entre o Sol e a Lua [a chamada Lua Cheia], portanto, o eclipse em si, será às 8h47, atendendo à nossa atual hora de Verão.

Bom, deixemos os factos astronómicos e passemos ao acontecimento astrológico.

Como pode ser visto no pormenor da figura que anexo, a Lua, no grau 25º 16’ estará em conjunção com as estrelas fixas SPICA [24º03’] e ARCTURUS [24º26’]. Estas conjunções com as estrelas fixas têm que ter uma orbe máxima de 1º apenas. Aspetos separativos superiores a 1º, como tenho lido ao longo dos anos, é pura fantasia, como se fosse um dos enredos de uma escola de samba a desfilar no sambódromo. Mesmo assim, se fizermos bem as continhas, a estrela fixa ARCTURUS apresenta uma orbe separativa de apenas 0º50’. Fantástico, mesmo em cheio. Quanto à SPICA, temos que reconhecer que a orbe separativa é de 1º13’. Portanto, já nem deveria ser considerada para estes efeitos de análise. Como na verdade estamos a falar de um pequeno afastamento, vou fazer a grande «batota» muito comum, de só olhar para os graus, o que no caso da SPICA, ficaríamos assim: Lua no grau 25 e a estrela fixa Spica no grau 24. Ou seja, ficamos todos bem e na paz dos anjos. Mas repito: é uma batota muito comum.



Porque afirmei mais acima que era um eclipse afortunado? Vejamos a interpretação das estrelas fixas e assim poderá tirar as suas conclusões:

ARCTURUS - Significação: As honras. A glória. A sorte. A fortuna. O êxito social. A prosperidade. As viagens. Procura da glória. Risco de problemas e de processos ligados ao êxito social. Ambição. O nativo que tiver esta estrela no seu zodíaco de nascimento obterá provavelmente um grande êxito social, sobretudo quando os aspetos recebidos por esta estrela forem positivos e a percentagem de atualização for importante. É certo que quando o conjunto do zodíaco é negativo, a possibilidade de beneficiar das vantagens desta estrela é diminuída, ainda mais quando os aspetos negativos são importantes. Há possibilidades muito grandes de que o destino só conceda uma parte das vantagens que esta estrela dá à pessoa. Fonte: ‘Escola de Astrologia Nova-Lis’, aqui: http://nova-lis.com/index.php?option=com_content&view=article&id=285:nome-arcturus&catid=37:estrelas-fixas&Itemid=115

SPICA ou Spsiculum - Significação: Grande vivacidade e agilidade no sentido alargado da palavra. Desejo de glória. Natureza combativa, perseverante e vigorosa. Grandes riscos de problemas nos olhos que podem causar cegueira. Paixões exacerbadas. Esta estrela predispõe a pessoa a poder ter problemas psicológicos. A pessoa que tiver esta estrela no seu zodíaco de nascimento poderá obter muito provavelmente um êxito social interessante, sobretudo se tiver uma carta do céu positiva e avançar no sentido favorável da estrela. Fonte: ‘Escola de Astrologia Nova-Lis’, aqui: http://nova-lis.com/index.php?option=com_content&view=article&id=367:nome-spiculum&catid=37:estrelas-fixas&Itemid=115

A fim de se poder avaliar o impacto deste eclipse as respetivas estrelas fixas no destino individual de cada um, deve-se ter em conta a Casa onde eles estão, os seus aspetos com as outras estrelas fixas e os planetas significadores do zodíaco.

Gosto de usar esta frase da astróloga brasileira Lúcia de Belo Horizonte: «Longe de serem nefastos, geralmente os eclipses indicam uma movimentação em nossa vida, que pode acontecer através de novos caminhos que escolhemos, de boas oportunidades que surgem e nos levam a mudanças ou de mudanças que nos forçam a sair da comodidade. Acontecimentos inesperados podem nos despertar para novos projetos e tem todo potencial e força para se realizar em pouco tempo. Também podemos mudar nossas ideias, inverter nossa rota de vida e buscar novas alternativas para melhorar nossa vida ou tornar nosso trabalho mais produtivo.»

Com um eclipse tão favorecido, como expliquei anteriormente, minhas amigas e meus amigos, deixem de se torturarem com pensamentos pessimistas e introduzam alegria no vosso viver. Se assim fizerem contem com a influência muito positiva nos 3 meses seguintes à sua ocorrência.

Passem muito bem.
Beijos & abraços
António Rosa
13 abril 2014

.

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates