O astrólogo Hiroki Niizato explica o que é o «Quintil»

27 de dezembro de 2011 ·




«Alguém pediu que eu escrevesse sobre o aspecto “quintil” (72 graus). É um aspecto que está associado com a criatividade - mas que sentido tem em termos da interpretação?

A tese de trabalho de Noel Tyl é que se um horóscopo contém muitos “quintiles” (digamos 3, 4, 5 ou mais) a pessoa necessita muito de escapes criativos – quer na profissão ou num passatempo. Seguindo esta tese, comecei a perguntar a clientes "qual é o seu escape criativo?" sempre que vejo mais do que alguns quintiles nos seus horóscopos.

Às vezes as pessoas dizem que não têm nenhuma dessa tal capacidade criativa - mas não parecem ser muito felizes sobre este assunto. Talvez tivessem tido um interesse apaixonado pela escrita, arte ou música que foi sendo suprimido no decurso do seu desenvolvimento (pressão dos pais, dizendo-lhes que “não era prático", etc.) - a questão que surge é que se pode fazer para começarmos a explorar novamente a nossa faculdade criativa?

A leitura das primeiras 3 páginas de um livro (veja a obra "Artists Way" de Julia Cameron) talvez pudessem ser um bom começo - para prestar atenção às pequenas vozes internas que nos dizem o que nós queremos. Outras vezes, a criatividade é canalizada para o trabalho actual (talvez criando um negócio próprio, por exemplo.) Educar uma criança também requer uma atitude criativa – não tendo realmente que se manifestar como uma carreira na arte, na música, etc. Geralmente você pode dizer se uma pessoa tem um escape criativo ou não, porque tende a manifestar como o sentimento de estar vivo.



Uma pergunta complicada: e se você não possui nenhum quintil?

A criatividade é algo que está dentro de cada um de nós, assim que isto obviamente não significa que você não seja criativo. Eu olhei para inúmeros mapas de pessoas que trabalham nas chamadas profissões “criativas” e posso dizer-vos que o número de quintiles varia completamente – de zero a muitos –, e nada há que fazer com o bom músico, artista, ou escritor que você é. Não se desespere se não tiver muitos quintiles no seu horóscopo - o número de quintiles pode nunca ser um indicador se você pode vir a ser bem sucedido numa profissão criativa. Muitos mapas artísticos têm ênfase em Neptuno ou Vénus e os quintiles podem nunca estar envolvidos.

Pergunta #2: Ter muitos quintiles no mapa sugere que você seja um inovador?

Se um número de quintiles não são necessariamente indicadores de uma profissão criativa, pode sugerir quão inovadora (uma variação da criatividade) uma pessoa é?

Deixo-vos aqui informação variada sobre algumas pessoas:

- Georgio Armani, o criador inovador de moda, tem 4 quintiles;
- O músico inovador John Cage tem 4 quintiles; o inovador de jazz Miles Davies tem 4 quintiles; e o inovador compositor Igor Stravinsky tem 2 quintiles;
- Na área científica, Albert Einstein tem 4 quintiles; o matemático John Nash (caracterizado no filme “Beautiful Mind”) tem 5 quintiles.
- Henry Ford, o inovador do negócio automóvel (conceito de produção em massa) tem 5 quintiles.
- Bill Gate, o empreendedor do software, tem 4 quintiles, enquanto que Steve Job (Aple) tem apenas 1.
Os escritores têm frequentemente mais quintiles: Jane Austin hem 6 quintiles, Mark Twain tem 4 a 6 quintiles (dependendo da hora de nascimento); George Bernard Shaw tem 6; E.E. Cummings tem 4. William Butler Yates tem 3 quintiles.
-Walt Disney tem 2 quintiles, assim como Pablo Picasso.

Parece que ter 2 quintiles é um posicionamento médio, mas há outros factores nos seus horóscopos (Neptuno, etc.) que são certamente mais pronunciados no caso dos gigantes mencionados acima. Tanto quanto as interpretações, a minha abordagem diz-me que a ocorrência múltipla de quintiles pode ser usada para confirmar a ênfase criativa sugerida no resto do horóscopo, não podendo estar sózinho como um único indicador do potencial criativo.

Pergunta #3: Como nós interpretamos o aspecto quintil a nível individual?

Os quintiles são interessantes pois não são tratados como aspectos difíceis (desafiantes), mas também não são aspectos estáticos (estarei a ousar chamando-os de tediosos?), como os aspectos suaves. Parecem chamar para uma definição criativa muito parecida com os aspectos difíceis, mas possivelmente sem o calvário da quadratura ou da oposição.

Exemplo: No caso de quintil Sol - Neptuno, a expressão da energia da vida do núcleo toma um tom muito criativo (ambos por causa do próprio Neptuno e do quintil), mas possivelmente sem a grande vulnerabilidade associada com a quadratura Sol – Neptuno. Este é apenas um sentimento que tenho devido a ter olhado para os quintiles da maneira que está a ser discutida por outros astrólogo, tal como o trabalham nas análises do perfil vocacional. Se você tiver outras ideias ou situações estou disponível para o ouvir.

Actualização: Alguém sugeriu que o outro lado da capacidade criativa poderia, possam ser coisas como problemas com a autoridade (isto é, não se conformando à maneira tradicional de fazer coisas), assim como não poder pensar como os outros (o qual pode conduzir a problemas no trabalho, etc.). Eu igualmente quero adicionar a susceptibilidade ao caos - podemos ver possibilidades demais, e a mente pode perder o toque com os fundamentos fornecido pelo método tradicional de fazer as coisas.

Conclusão

Como sempre, algumas pessoas fazem melhor uso dos seus potenciais inatos do que outras pessoas. Preste atenção a todo o horóscopo para ver qual a sua melhor forma para usar a sua faculdade criativa. Se você tiver um certo número de quintiles, fantástico! Tente observar como usa a sua criatividade. Se você não sabe como é a sua capacidade criativa, tente o conselho dado mais acima, de ler as primeiras 3 páginas de um livro. Dê atenção à voz dentro de si, se quer tentar algo novo, ou então, escutar algo que já conheça e não seja tão novo. O ponto do tudo isto é para que você sinta a alegria de expressar o seu talento, de modo a que se sinta mais vivo.

Hiroki Niizato

Texto daqui.

- Uma nota (muito) técnica para astrólogos: Quando conto o número de quintiles, não uso os aspectos com asteróides, pois a quantidade aumenta enormemente. Pelo mesmo motivo não uso biquintiles, pois a quantidade apresentada iria fazer parecer que aquele horóscopo seria “muito criativo” (olhe, se é isso que você quer ver, tudo bem. Por mim, prefiro a simplicidade.)

- Por outro lado, eu conto os quintiles ao Descendente e Fundo do Céu (IC), assim como ao Nodo Sul, pois fazem parte dos eixos pertencentes ao Ascendente, Meio do Céu (MC) e Nodos. No seu software, pode incluir o aspecto tridecile (108º) se quiser contar estes aspectos, mas considere apenas aqueles que tocam estes eixos – Ascendente, Meio do Céu (MC) e Nodos.

Hiroki Niizato é astrólogo profissional atendendo clientes e dando aulas desde 2001 e trabalha em Tampa, Clearwater; St.Pete, área da Florida. Possui o "Master's Degree Certification Course in Astrology" por Noel Tyl, um curso para astrólogos profissionais. Pratica há vários anos a Meditação oriental. É licenciado em Música e Ciências da Computação pela Universidade do Sul da Florida.

Seu blogue: “Holistic Astrologer Blog”
http://holisticastrologer.blogspot.com

Seu site: "HolisticAstrologer.com"
http://holisticastrologer.com

Contacto para consultas:
Hiroki@HolisticAstrologer.com

Copyright - Hiroki Niizato, 2008

.

3 comentários:

Astrid Annabelle disse...
27 de dezembro de 2011 às 11:03  

Olá António...
li tudo e terei que reler...sou ainda muito aprendiz!
Beijos
Astrid Annabelle

Filomena Nunes disse...
27 de dezembro de 2011 às 11:47  

Bom dia António Rosa,

Muito bom!! Mais uma vez, aprendi umas coisas sobre o assunto.
Mas, já que pede outras sugestões, e o António Rosa não fala de ênfase do Sol ou da casa 5 como factores indicadores de criatividade, gostaria de saber se é por ser muito óbvio, ou se, dada a sua experiência, não são factores tão importantes.

Vou partilhar, claro!!

Um beijinho,

Filomena

MARCELO DALLA disse...
28 de dezembro de 2011 às 18:16  

Excelente artigo!!!!
Gratíssimo, querido!
abraço

27 de dezembro de 2011

O astrólogo Hiroki Niizato explica o que é o «Quintil»




«Alguém pediu que eu escrevesse sobre o aspecto “quintil” (72 graus). É um aspecto que está associado com a criatividade - mas que sentido tem em termos da interpretação?

A tese de trabalho de Noel Tyl é que se um horóscopo contém muitos “quintiles” (digamos 3, 4, 5 ou mais) a pessoa necessita muito de escapes criativos – quer na profissão ou num passatempo. Seguindo esta tese, comecei a perguntar a clientes "qual é o seu escape criativo?" sempre que vejo mais do que alguns quintiles nos seus horóscopos.

Às vezes as pessoas dizem que não têm nenhuma dessa tal capacidade criativa - mas não parecem ser muito felizes sobre este assunto. Talvez tivessem tido um interesse apaixonado pela escrita, arte ou música que foi sendo suprimido no decurso do seu desenvolvimento (pressão dos pais, dizendo-lhes que “não era prático", etc.) - a questão que surge é que se pode fazer para começarmos a explorar novamente a nossa faculdade criativa?

A leitura das primeiras 3 páginas de um livro (veja a obra "Artists Way" de Julia Cameron) talvez pudessem ser um bom começo - para prestar atenção às pequenas vozes internas que nos dizem o que nós queremos. Outras vezes, a criatividade é canalizada para o trabalho actual (talvez criando um negócio próprio, por exemplo.) Educar uma criança também requer uma atitude criativa – não tendo realmente que se manifestar como uma carreira na arte, na música, etc. Geralmente você pode dizer se uma pessoa tem um escape criativo ou não, porque tende a manifestar como o sentimento de estar vivo.



Uma pergunta complicada: e se você não possui nenhum quintil?

A criatividade é algo que está dentro de cada um de nós, assim que isto obviamente não significa que você não seja criativo. Eu olhei para inúmeros mapas de pessoas que trabalham nas chamadas profissões “criativas” e posso dizer-vos que o número de quintiles varia completamente – de zero a muitos –, e nada há que fazer com o bom músico, artista, ou escritor que você é. Não se desespere se não tiver muitos quintiles no seu horóscopo - o número de quintiles pode nunca ser um indicador se você pode vir a ser bem sucedido numa profissão criativa. Muitos mapas artísticos têm ênfase em Neptuno ou Vénus e os quintiles podem nunca estar envolvidos.

Pergunta #2: Ter muitos quintiles no mapa sugere que você seja um inovador?

Se um número de quintiles não são necessariamente indicadores de uma profissão criativa, pode sugerir quão inovadora (uma variação da criatividade) uma pessoa é?

Deixo-vos aqui informação variada sobre algumas pessoas:

- Georgio Armani, o criador inovador de moda, tem 4 quintiles;
- O músico inovador John Cage tem 4 quintiles; o inovador de jazz Miles Davies tem 4 quintiles; e o inovador compositor Igor Stravinsky tem 2 quintiles;
- Na área científica, Albert Einstein tem 4 quintiles; o matemático John Nash (caracterizado no filme “Beautiful Mind”) tem 5 quintiles.
- Henry Ford, o inovador do negócio automóvel (conceito de produção em massa) tem 5 quintiles.
- Bill Gate, o empreendedor do software, tem 4 quintiles, enquanto que Steve Job (Aple) tem apenas 1.
Os escritores têm frequentemente mais quintiles: Jane Austin hem 6 quintiles, Mark Twain tem 4 a 6 quintiles (dependendo da hora de nascimento); George Bernard Shaw tem 6; E.E. Cummings tem 4. William Butler Yates tem 3 quintiles.
-Walt Disney tem 2 quintiles, assim como Pablo Picasso.

Parece que ter 2 quintiles é um posicionamento médio, mas há outros factores nos seus horóscopos (Neptuno, etc.) que são certamente mais pronunciados no caso dos gigantes mencionados acima. Tanto quanto as interpretações, a minha abordagem diz-me que a ocorrência múltipla de quintiles pode ser usada para confirmar a ênfase criativa sugerida no resto do horóscopo, não podendo estar sózinho como um único indicador do potencial criativo.

Pergunta #3: Como nós interpretamos o aspecto quintil a nível individual?

Os quintiles são interessantes pois não são tratados como aspectos difíceis (desafiantes), mas também não são aspectos estáticos (estarei a ousar chamando-os de tediosos?), como os aspectos suaves. Parecem chamar para uma definição criativa muito parecida com os aspectos difíceis, mas possivelmente sem o calvário da quadratura ou da oposição.

Exemplo: No caso de quintil Sol - Neptuno, a expressão da energia da vida do núcleo toma um tom muito criativo (ambos por causa do próprio Neptuno e do quintil), mas possivelmente sem a grande vulnerabilidade associada com a quadratura Sol – Neptuno. Este é apenas um sentimento que tenho devido a ter olhado para os quintiles da maneira que está a ser discutida por outros astrólogo, tal como o trabalham nas análises do perfil vocacional. Se você tiver outras ideias ou situações estou disponível para o ouvir.

Actualização: Alguém sugeriu que o outro lado da capacidade criativa poderia, possam ser coisas como problemas com a autoridade (isto é, não se conformando à maneira tradicional de fazer coisas), assim como não poder pensar como os outros (o qual pode conduzir a problemas no trabalho, etc.). Eu igualmente quero adicionar a susceptibilidade ao caos - podemos ver possibilidades demais, e a mente pode perder o toque com os fundamentos fornecido pelo método tradicional de fazer as coisas.

Conclusão

Como sempre, algumas pessoas fazem melhor uso dos seus potenciais inatos do que outras pessoas. Preste atenção a todo o horóscopo para ver qual a sua melhor forma para usar a sua faculdade criativa. Se você tiver um certo número de quintiles, fantástico! Tente observar como usa a sua criatividade. Se você não sabe como é a sua capacidade criativa, tente o conselho dado mais acima, de ler as primeiras 3 páginas de um livro. Dê atenção à voz dentro de si, se quer tentar algo novo, ou então, escutar algo que já conheça e não seja tão novo. O ponto do tudo isto é para que você sinta a alegria de expressar o seu talento, de modo a que se sinta mais vivo.

Hiroki Niizato

Texto daqui.

- Uma nota (muito) técnica para astrólogos: Quando conto o número de quintiles, não uso os aspectos com asteróides, pois a quantidade aumenta enormemente. Pelo mesmo motivo não uso biquintiles, pois a quantidade apresentada iria fazer parecer que aquele horóscopo seria “muito criativo” (olhe, se é isso que você quer ver, tudo bem. Por mim, prefiro a simplicidade.)

- Por outro lado, eu conto os quintiles ao Descendente e Fundo do Céu (IC), assim como ao Nodo Sul, pois fazem parte dos eixos pertencentes ao Ascendente, Meio do Céu (MC) e Nodos. No seu software, pode incluir o aspecto tridecile (108º) se quiser contar estes aspectos, mas considere apenas aqueles que tocam estes eixos – Ascendente, Meio do Céu (MC) e Nodos.

Hiroki Niizato é astrólogo profissional atendendo clientes e dando aulas desde 2001 e trabalha em Tampa, Clearwater; St.Pete, área da Florida. Possui o "Master's Degree Certification Course in Astrology" por Noel Tyl, um curso para astrólogos profissionais. Pratica há vários anos a Meditação oriental. É licenciado em Música e Ciências da Computação pela Universidade do Sul da Florida.

Seu blogue: “Holistic Astrologer Blog”
http://holisticastrologer.blogspot.com

Seu site: "HolisticAstrologer.com"
http://holisticastrologer.com

Contacto para consultas:
Hiroki@HolisticAstrologer.com

Copyright - Hiroki Niizato, 2008

.

3 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Olá António...
li tudo e terei que reler...sou ainda muito aprendiz!
Beijos
Astrid Annabelle

Filomena Nunes disse...

Bom dia António Rosa,

Muito bom!! Mais uma vez, aprendi umas coisas sobre o assunto.
Mas, já que pede outras sugestões, e o António Rosa não fala de ênfase do Sol ou da casa 5 como factores indicadores de criatividade, gostaria de saber se é por ser muito óbvio, ou se, dada a sua experiência, não são factores tão importantes.

Vou partilhar, claro!!

Um beijinho,

Filomena

MARCELO DALLA disse...

Excelente artigo!!!!
Gratíssimo, querido!
abraço

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates