Edir Macedo Bezerra, empresário bilionário, intermediário da Fé de outros - análise astrológica

9 de agosto de 2014 ·



Edir Macedo Bezerra, dono da IURD, da Record e de um banco, agora travestido de judeu.
Será que ele sente ser uma reencaranação de Moisés?

Quando uma astróloga brasileira minha amiga me convidou a analisar o mapa de Edir Macedo Bezerra, estava longe de imaginar que aceitando, como o fiz com todo o prazer, sobretudo na qualidade de estrangeiro, estava a introduzir-me num mundo completamente alheio a mim. Prezo-me de ser uma pessoa informada e capaz, e reconheço que já tinha ouvido o nome deste personagem, mas nunca liguei demasiado à pessoa e aos seus feitos.

Fiz uma rápida sondagem à minha volta e percebi que toda a gente sabia inúmeras coisas sobre Edir Macedo Bezerra. Coisas que eu simplesmente não sabia. Como não faço astrologia de empreitada, do género relatórios astrológicos, obriguei-me a, em apenas dois ou três dias, inteirar-me o máximo que pudesse sobre esta figura.

Percebi que não me move nenhuma emoção, nem admiração, nem preocupação por esta criatura, sendo sinal que nunca nos cruzámos em vidas anteriores. Tudo nele, como em nós mesmos, é fruto da sua co-criação pessoal. Que ele seja bilionário à custa do trabalho emocional feito na sua empresa conhecida por IURD - Igreja Universal do Reino de Deus, não me deixa impressionado, nem sequer apiedado com quem lhe deu os famosos dízimos, que muitos consideram exploração. Sabem porquê? Porque isso faz parte da «escolha» pessoal dos milhões de pessoas em todo o mundo que voluntariamente aceitaram esse acordo. É um contrato entre duas partes. É, sobretudo, o custo ou consequência de uma escolha, a de se ter intermediários da nossa Fé.



Esse mundo dos intermediários da Fe - sem os dízimos obrigatórios -, conheci bem no meu passado, pois a minha origem é uma pequena ilha no Índico,  uma estreita formação coralina, que se situa no interior da baía de Mossuril, no oceano Índico, no Norte do país do mesmo nome da ilha, a 4 km da costa, com 3 kms de comprimento por 600 metros de largura [na parte mais larga], em forma de meia lua, conviviam as mais variadas religiões. A maioritária era a islâmica com as suas 5 mesquitas, depois a católica, com várias igrejas, seguindo-se como minorias, o hinduísmo, os xiitas e os muçulmanos, todos com 1 templo cada um. Eu vivi neste meio, portanto, sei bem o que eram todas aquelas pessoas a procurarem nas suas igrejas que os respectivos dirigentes, fossem intermediários da sua Fé. Na minha idade pré-adulta [dos 14 aos 19 anos] estudei profundamente as bases das religiões católica, islâmica e hindú, tendo tido professores de cada religião, a pedido do meu pai, para estudar a 'Bíblia', o 'Alcorão', o 'Bhagavad Gita' e os 'Vedas'. Porém, quando terminei esses estudos, afastei-me desta roda de samsara. Jinha cumprido o meu Júpiter em Aquário na 9ª Casa.

Ilha de Moçambique, minha terra. Foto de Nuno Simão Gonçalves
Segundo o que li, a IURD tem mais de seis mil templos e cerca de 2,3 milhões de fiéis só no Brasil, e quase 10 mil pastores. Esta organização está presente, segundo os próprios, em mais de 200 países, sendo mais disseminada nas nações de língua portuguesa. É a 5ª maior instituição no Brasil, sendo a 4ª maior igreja protestante e a 29ª maior denominação religiosa no mundo com mais de 8 milhões de pessoas. Texto daqui.

A propósito de astrologia de empreitada, não me apetece fazer um  texto quase automático para apenas dizer, por exemplo, que ele tem uma Lua [emoções] mal ligada a Mercúrio [comunicação, mensagem] o que, segundo os manuais, significaria que o corpo mental e o emocional de Edir Macedo não se ajustam. Então, como se justifica que uma pessoa com este aspecto tão negativo, cria um império poderoso, com base nas suas mensagens televangelistas que lhe deram fama e poder e que deveriam estar representadas neste aspecto no seu mapa natal? Porque é necessário analisar em que signos estão esta Lua e Mercúrio, assim como em que signos se encontram.

Um amigo meu disse-me que eu sou um mau astrólogo, porque opino demasiado. Respondi-lhe que se ele queria «relatórios astrológicos automáticos», teria muito gosto em oferecer-lhe vários tirados do meu software de astrologia [Kepler 7], mas que não abdicava de emitir as minhas opiniões paralelas às análises astrológicas que faço. Creio mesmo que essa é a minha mais-valia pessoal. A verdade é que esse meu amigo continua a ler-me e a dizer-me sempre o mesmo: 'Eh pá! Não estou de acordo contigo, mas gostei.' Já prometi a mim mesmo que, no dia em que me disser que está de acordo com as minhas ideias, vou parar de escrever durante algum tempo, para recarregar as baterias. Vem tudo isto a propósito de que este texto viverá muito das minhas opiniões, a par das quadraturas que o sr. Edir tenha no seu mapa natal.

A revista 'Forbes' considera-o um dos bilionários brasileiros com maior património arrecadado. Segundo parece é uma fortuna superior aos 2 biliões de reais brasileiros. Nem sei converter em dólares americanos ou euros. São números que não sei escrever, nem avaliar. Nem faço ideia com quantos 'zeros' se escreve 1 bilião. É o criador da IURD - Igreja Universal do Reino de Deus [os famosos dízimos solicitados aos fiéis], dono da Rede Record. Também é dono de 49% das acções do Banco Renner. Segundo os controladores do Banco A.J. Renner S.A., com sede em Porto Alegre, negociaram parte das suas ações com a empresa B.A. Empreendimentos e Participações Ltda., que é controlada pela empresa Rádio e Televisão Record S.A., cujos sócios, Sr. Edir Macedo Bezerra e esposa, têm domicilio no exterior. Imagine-se o poder deste homem, ao ponto de ter conseguido obter do governo o aval em como ele e a esposa têm domicílio no estrangeiro.


O Templo de Salomão, da IURD, em São Paulo, Brasil. 

Inaugurou no passado dia 31 Julho 2014 uma mega construção, imponente, chamada de «Templo de Salomão» no bairro do Brás em São Paulo [quem quiser pode fazer buscas na internet, que não lhe faltarão as informações]. Seria interessante perceber-se, através de especialistas da matéria, se este templo possui as medidas dos templos maçónicos que, como se sabe, também são tentativas salomónicas resultando em cópias modestas do famoso «Templo de Salomão» da Antiguidade, recriado agora na cidade de São Paulo, numa mega construção, com todos os materiais nobres e luxuosos que o muito dinheiro pode adquirir. Este espaço para culto tem capacidade para receber 10.000 pessoas sentadas. Impressionante.

Voltando às medidas maçónicas, há especialistas que podem avaliar as medidas quer as exactas, quer as proporcionais, e com isso julgamos poder perceber a visão de quem está por detrás de uma obra desta natureza. Um pequeno exemplo das medidas maçónicas: Se um Templo tiver 60 metros de cumprimento, a sua largura será de 20 metros e a sua subdivisão será de 40 metros para o ocidente e 20,00 metros para o oriente. A partir destes números, os arquitectos podem usar os factores múltiplos desde que não se afastem das medidas tradicionais maçónicas.

Edir Macedo Bezerra
18 Fevereiro 1945
8h30
Rio das Flores, Rio de Janeiro, Brasil
22ºS10'03''  043ºW35'08''

Encontrei este mapa na página no Facebook do
astrólogo brasileiro Leonardo Lemos.
Ele tem, até à data, cerca de 400 mapas de celebridades, muito úteis
para os estudantes de astrologia. O Leonardo Lemos 
acrescenta diariamente pelo menos um mapa à sua vasta colecção, 
havendo dias que publica 2 ou 3 mapas. Todos os mapas
têm como referência que é o mapa de alguém que 
tem o seu aniversário no dia que corre.Veja aqui.

Tentemos perceber as coisas um bocadinho desta maneira mais histórica. Edir não passa de um «modelo» [no sentido de 'molde'] desta nossa humanidade. Faz aquilo que o ser humano está habituado a fazer há milhares de anos. O que caracteriza esta nossa humanidade [as anteriores tiveram outras características] é basicamente dois aspectos:

1) Desejar muito o luxo e o conforto, associado ao poder [modernamente leia-se: 'dinheiro' + 'política']; 

2)  Uma busca desesperada por tecnologia, transformando-a em armas terríveis e fatais.

Edir Macedo é um protótipo do primeiro caso. Toda a vida dele é uma co-criação própria de um Mago poderoso. Ainda bem que não escolheu evoluir através do 2º item. Teria sido terrível. Mas para este item, já existem outros protótipos humanos: dirigentes da Rússia e da China [curiosamente, parceiros do Brasil no famoso BRICS], os dirigentes de Israel, Síria, a maioria do Médio Oriente e de outros países.Aliás, é uma humanidade que sabe muito bem usar as armas, desde que aprendeu a fundir os metais, há 6 mil anos. Foi um passinho: da faca e outros utensílios, às bombas nucleares! E aquelas armas sempre permitiram a criação de vários impérios. Hoje em dia, é igual. Nada mudou, excepto os nomes que damos às coisas. Veja-se o que se está a passar na faixa de Gaza.

O desejo de uma vida mais luxuosa e confortável, como característica principal da nossa humanidade até agora [desde, mais ou menos, 1987, os arquétipos humanos evolutivos, mudaram], pode ser entendida pelas lições de história, havendo muita literatura sobre o assunto: a obsessão da seda; a conquista dos mercados de especiarias; o mercado de escravos ao longo de milénios; a queda de Constantinopla e o fim da Império de Roma; a descoberta do resto do mundo pelos europeus a partir do século XV; o nascimento da Revolução Industrial ou, se quisermos irmos muito lá atrás, a Revolução Agrícola, há 10.000 anos. Edir Macedo insere-se neste protótipo e diga-se a contragosto de muitos, aparentemente com muito sucesso.

«Escolhas» da humanidade e respectivas «consequências», tal como fazemos no nosso dia-a-dia. Um pequenino exemplo de uma «escolha» simples, sem grandes consequências: logo de manhã, que vou vestir? É uma pequena escolha.


Deixo ao vosso critério os comentários deste meu pequno trabalho ilustrativo.

Quem construiu um templo desta grandeza talvez tenha ligações maçónicas  e não apenas os aspectos mais folclóricos que os 'media' gostam de retratar, que também são verdade.

Devido à minha idade, prefiro muito mais o  velho filme «Os 10 Mandamentos», de 1956, dirigido por Cecil B. DeMille. O filme é uma narrativa romanceada da vida de Moisés: desde que foi encontrado no rio Nilo até a chegada à chamada Terra Prometida, passando pela fuga do Egito e a abertura das águas do Mar Vermelho, prefiro muito mais o actor Charlton Heston no papel de 'Moisés', do que o senhor Edir Macedo no seu novo papel travestido de judeu, hipoteticamente como Moisés.

Tudo me leva a pensar que Edir Macedo é um Velho Mago. Mais adiante explicarei, astrologicamente, porquê.




A combinação de um Ascendente poderoso, em Carneiro/Áries e uma Lua em Touro, na Casa II, equilibra as características que de imediato chamaram a minha atenção no mapa de Edir Macedo: enorme capacidade de iniciativa, de empreendedorismo, aliado à segurança dos assuntos materiais de Touro. Os seus valores emocionais [Lua] só se realizam em bens materiais. Não me surpreende a sua obsessão pelo imobiliário: os tais mais de 6.000 templos e as suas mansões pessoais e a criação do gigante Templo de Salomão. Faz parte. Outros bilionários têm estas mesmas características, por exemplo Bill Gates, só que o seu Carneiro/Áries está no Meio-do-Céu em vez de estar no Ascendente, como é o caso de Macedo. Estamos, assim, perante um líder que administra os seus bens com eficácia e megalomania, apoiado pelo aspecto no seu mapa natal de um trígono entre a Lua em Touro e Júpiter em Virgem, fazendo dele alguém capaz de administrar milhares de funcionários.

Achei muito curioso que a sua Casa XII esteja em Peixes, havendo uma enorme concordância astrológica. Neste caso, dou uma dica: olhemos para esta Casa com este Signo como representando GRANDES organizações, do género: multinacionais [são os casos da IURD e TV Record], ministérios, governos, municípios, etc. Claro que, enquanto Mago, foi-lhe fácil co-criar esta situação, aproveitando o seu mapa natal, escolhido por ele próprio e o seu entorno, antes de nascer, como todos nós fazemos.


Este posicionamento de Peixes na Casa XII, pode dizer-nos que Edir gosta de sentir que tem total controle das suas emoções. Não tem. Aqui a questão não reside nos biliões que ele possua, mas sim como estará a sua saúde, sobretudo a mental e emocional? Atendendo ao pouco que se sabe, sobretudo devido à construção do Templo de Salomão e a sua «transformação» em judeu [pretendendo ser Moisés?] é revelador de uma vida emocional e mental, no mínimo 'estranha'. Como não sou psiquiatra, não devo pronunciar-me em questões médicas, mas que dá para desconfiar, dá...

Parece-me que em vidas passadas importantes pode ter ocorrido situações onde as emoções e os sentimentos eram expressos através do serviço ou da criatividade, como missionário, no trabalho com serviço social, como enfermeiro, artista ou músico. Pode ter sido um místico ou médium [aqui terá iniciado a sua preparação para ser um mago]. Nessas vidas, o sucesso e os ganhos financeiros nåo eram importantes. Nesta, vem praticar o oposto e assim se realizará como alma, quando a puder resgatar do seu actual aprisionamento.


Com Peixes na 12ª Casa e o Ascendente em Carneiro / Áries, deu-me para pensar que é nesta reencarnação que se interessa por sucesso e realizações. O primeiro lugar é o melhor lugar e é o único que lhe interessa e que aceita. Não quero abusar da minha visão pessoal, mas aqui há um sucesso à custa de outros e isso não parece ser motivador o suficiente, pois se fosse, com a idade que tem, não estaria a mudar de 'personalidade' nem a travestir o seu 'eu', desejando passar por um judeu da Velha Escola. Mas não façam muito caso desta parte da minha interpretação, pois não conheço o homem, para poder ajuizar uma situação destas.




Fiquei surpreendido com a aparente preocupação que notei pelo facto da classe política de 1ª linha [Dona Dilma, Lula e confrades] do Brasil estar presente na inauguração do Templo de Salomão, como a foto acima mostra. Parece que muitas pessoas ficaram apreensivas por a 'religião' estar de mãos dadas com a 'política' e o 'poder'.

Para mim, é absolutamente comum e é parte inerente da história da nossa humanidade, pelo menos nos últimos 6 mil anos. Mas sem ir tão atrás, gostaria de lembrar que, em pleno século XX, a China invadiu e apoderou-se da mística Tibete, ao ponto do Dalai Lama ter sido obrigado a exilar-se, vivendo na Índia, sendo cidadão do mundo.

Não percebo o motivo dessa preocupação, quando os exemplos são mundiais e também dentro das nossas casas: o santuário de Nossa Senhora Aparecida, no Brasil e o santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal. Sempre houve uma ligação entre os governos [política] e religião.

Não nos podemos esquecer que nas últimas semanas, Israel tem bombardeado a faixa de Gaza, destruindo tudo. Acham mesmo que é uma luta só política? Ou essencialmente, racista e religiosa?

Já nos esquecemos que em tempos passados, o Vaticano deu ao mundo famílias como os Borgia, além de ter criado uma coisa chamada Inquisição, que fez o que fez.

Sabem o que é a Jihad? Espero que sim e que percebam que é um conceito essencial da religião islâmica. Que funciona? Sim! Infelizmente, sempre com muitas mortes e autodestruição. Convém não nos esquecermos disto: a «Guerra Santa» é um nome dado pelos católicos europeus às lutas religiosas na Idade Média (por exemplo: as Cruzadas) por mimetismo com o próprio Islão.

Acho que todos sabem que nos Estados Unidos da América há o exemplo de Salt Lake City, no Utah, que é maioritariamente dominada pela religião mórmom. Governadores, municípios, políticos, saem todos deste grupo religioso. Sabem como se chama oficialmente esta prática religiosa? Assim: Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. 

Onde acham que Edir Macedo se foi inspirar, há uns anos atrás? Só para termos uma ideia muito vaga sobre estes temas, a seguir mostro-vos a fotografia do edifício onde estão instalados os serviços administrativos desta Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Não é um templo! É apenas um edifício administrativo. Mais parece um palácio real, de uma velha monarquia europeia. Sobretudo, parece uma réplica dos templos da Antiga Roma.

Porque não nos incomodamos tanto quando os políticos frequentam a Basílica de Aparecida ou o Santuário de Fátima ou quando Dona Dilma vai ao beija-mão do Papa Francisco? Conseguimos perceber que não há que temer nada, pois é o nosso inconsciente quem está carregado de preconceitos, formatados ao longo da vida? Nada como falar com as próprias células para nos libertarmos deste aprisionamento.



Só que Edir Macedo, nos tempos mais recentes, «escolheu» parecer mais da linha judaica [do Velho Testamento] do que da linha protestante da velha Europa [os mórmons].

Todos os que já lemos a Bíblia e sobretudo, o 'Velho Testamento', sabemos que aquilo é um amontoado de histórias, a maior parte delas sanguinárias. Conseguimos perceber isso? Conseguimos perceber que a mudança dá-se com a vinda de Jesus a este planeta? Bom, não pretendo ir por aí...

Nem vale a pena dar mais exemplos da mistura entre religião e política. É comum. Os Estados ocidentais é que adoram criar nas suas constituições uma parte em que dizem serem «laicos». São tudo menos laicos.




Aquilo que me chamou muito a atenção é o facto de Edir ter Saturno em Caranguejo / Câncer, no fim da Casa III, mas apenas a 2º22' da Casa seguinte, a 4ª Casa, fazendo com que funcione em ambas as Casas. Assim, de repente, sei que em termos mais cármicos - neste contexto, quando falo de carma, quero apenas dizer, que 'ali' há uma dor a ser resolvida -, isto tem um significado especial: «medo de sentir». Aqui em dose dupla, pois a 4ª Casa deste senhor tem a sua própria energia: Caranguejo / Câncer. Como será que resolve este medo interno? Creio que criando uma ou mais vidas paralelas. É o que ele tem feito. 

Parece que também deve existir uma grande cautela na sua expressão e comunicação. Tudo é pensado ao milímetro. Mas não é sentido. Apenas pensado. Portanto, estamos a falar de uma alma ausente do quotidiano. Do lado mais negativo, poderá isolar-se do mundo. Inevitavelmente, lembrei-me de ter lido que ele e a esposa já estão a viver no último andar do Templo de Salomão, numa 'penthouse' rica e elegante, mas isolada do mundo e das pessoas. Em termos simbólicos, estará voluntariamente aprisionado numa torre?




Se olharmos com muita atenção para o mapa de Edir Macedo veremos que existe uma quadratura entre Saturno e Neptuno. É um posicionamento sintomático de alguém que nesta vida vem procurar a segurança material, esquecendo-se do lado espiritual. É aqui que reside, em meu entender, a maior ironia do mapa deste senhor. Ele precisa de liderar ganhos materiais. Tem que aprender a equilibrar os seus desejos materiais com as suas necessidades interiores (espirituais). Irónico, não é? Terá conseguido? Não o conheço o suficiente para poder fazer alguma afirmativa ou negativa. Fiquemos num 'talvez'...

Afirmo o seguinte: sou fã incondicional de Deus e não necessito de intermediários para me realizar espiritualmente.

Edir, aproveitou-se desta quadratura em que Neptuno dissolveu as regras saturninas e criou ele próprios as regras que entendeu necessárias e agora faz-se passar como intermediário da divindade e daí os seus lucros empresariais. O crescimento espiritual de milhões de pessoas ainda passa por esta necessidade. Não sejamos críticos com esta necessidade colectiva, e que ninguém se ache superior a alguém que sinta necessidade de manifestar a sua fé por intermédio de um instrumento religioso.




Falamos tanto do budismo, como paradigma espiritual de qualquer coisa que admiramos muito, e somos excelntes a fingirmos que nesta prática filosófica não existem 'regras'. Claro que as há e fortes. A diferença é que o Dalai Lama, como chefe espiritual de milhões de seres humanos budistas é um Ser iluminado, muito preparado e que tem lutado no plano terreno para a Paz do Mundo. Não foi em vão que lhe deram um Nobel da Paz (1989), além de ter sido agraciado com mais de 100 títulos honoris causa em vários países do mundo.

O Dalai Lama Tezin Gyatso [monge e 'geshe' (doutor) em filosofia budista], na sua luta pela Paz, recorreu sempre a processos pacíficos, respeitando a doutrina da não-violência, a mesma lei defendida por Mahatma Gandhi e pelo actual Papa Francisco.

Alguém acha que Edir Macedo tem estatura capaz de fazer o mesmo: abdicar de si mesmo em favor da Paz mundial?




O Ascendente em Carneiro / Áries faz uma quadratura exacta com o Meio-do-Céu em Capricórnio. O seu destino era exactamente o de criar na matéria as condições para se realizar espiritualmente.

Convém-nos perceber o que acontece entre Marte, regente de Carneiro / Áries [além de Escorpião] e Saturno, regente de Capricórnio [além de Aquário]. Que vemos? Um quincôncio entre eles [aspecto de 150º]. Que representa um quincôncio? Representa uma desarmonia que gera instabilidades leves mas constantes e stressantes, um problema com o qual a pessoa tem obrigatoriamente de se confrontar, no entanto, a solução não é controlável. É diferente da quadratura e da oposição por não haver um confronto objectivo e consciente do problema, com alguém ou alguma ideia. Portanto, esta tensão é permanente, ao longo da vida. Está sempre ali, a fazer 'tic-tac-tic-tac', qual relógio cósmico que pode explodir a qualquer momento.

Este é o aspecto que mais me levou a considerar que Edir Macedo era um Mago. Não me atrevo a classificá-lo, apesar de em termos esotéricos sabermos que existem os Magos Brancos e os Magos Negros. Um aspecto no mapa natal entre os dois planetas que na Astrologia Tradicional são considerados como os «maléficos» do mapa, é passado de forma incólume? Nem pensar. Se fosse uma quadratura ou uma oposição eu não pensaria nestes termos. Mas um quincôncio, com a sua tensão permanente na vida do dono do mapa, leva-me a pensar neste tipo de carma. A situação é agravada porque Marte está em Aquário, um signo que pertence a Saturno.



Deixei propositadamente para o fim, o Sol de Edir Macedo. Está no último grau de Aquário. É um posicionamento muito cármico, pois por uma questão de horas não pertence ao signo seguinte. Se o Sol dele fosse de Peixes, por uma questão de horas, ele não teria sido tão criativo a imitar os televangelistas americanos, pois foi a fonte que ele escolheu.

É o posicionamento astral de quem tem convicções e sentimentos fortes e persegue os seus ideais, mesmo em contra-corrente. No entanto, os seus ideais quanto a como as pessoas DEVERIAM tratar as outras, raramente levam em conta as debilidades, diferenças e necessidades pessoais de cada ser humano. Resumindo: a pessoa deste mapa tende a generalizar o que acha ser o ideal e esquece, com frequência o lado mais pragmático da vida.

Este Sol, estando na 11ª Casa do seu mapa, faz dele alguém que aprecia liderar grupos de pessoas, atividades sociais e eventos, pois são áreas onde brilha e expressa realmente a sua criatividade. O conhecimento político e a resposta pública a actos individuais são naturais no seu mapa. Alguém duvida que através de financiamento, o poder dos seus 6.000 templos e respectivos pastores e o uso de 'medias' tão fortes como uma televisão e rádios [Record] ele consegue ter os políticos brasileiros debaixo da sua alçada? Ainda para mais em ano de eleições? Não brinquemos em serviço, certo?

Acham que a inauguração do seu Templo de Salomão, em ano de eleições brasileiras, foi um acaso? Vou repetir: não brinquemos em serviço, está bem?


Adorei o comentário da amiga Silvana Barbedo: «Nem Salomão, nem Davi, nem Moisés: a figura mais apropriada a uma analogia com Macedo é a de um homem de negócios próspero. Edir Macedo é o Lobo de Wall Street dos evangélicos e seu templo é o iate que provava sua ascensão.» Esta do 'Lobo de Wall Street' está genial.



Obviamente, não fiz a análise de TODO o mapa de Edir Macedo,
mas apenas aqueles posicionamentos que chamaram a minha atenção,
para a pessoa que parece ser nos dias de hoje.

Não é o mapa astral de alguém religioso, mas sim o de um grande empresário.



COMENTÁRIOS ENCERRADOS
POR CAUSA DOS VÍRUS.

Muito agradecido a todos os leitores.
6 a 9 Agosto 2014

António Rosa



.























0 comentários:

9 de agosto de 2014

Edir Macedo Bezerra, empresário bilionário, intermediário da Fé de outros - análise astrológica



Edir Macedo Bezerra, dono da IURD, da Record e de um banco, agora travestido de judeu.
Será que ele sente ser uma reencaranação de Moisés?

Quando uma astróloga brasileira minha amiga me convidou a analisar o mapa de Edir Macedo Bezerra, estava longe de imaginar que aceitando, como o fiz com todo o prazer, sobretudo na qualidade de estrangeiro, estava a introduzir-me num mundo completamente alheio a mim. Prezo-me de ser uma pessoa informada e capaz, e reconheço que já tinha ouvido o nome deste personagem, mas nunca liguei demasiado à pessoa e aos seus feitos.

Fiz uma rápida sondagem à minha volta e percebi que toda a gente sabia inúmeras coisas sobre Edir Macedo Bezerra. Coisas que eu simplesmente não sabia. Como não faço astrologia de empreitada, do género relatórios astrológicos, obriguei-me a, em apenas dois ou três dias, inteirar-me o máximo que pudesse sobre esta figura.

Percebi que não me move nenhuma emoção, nem admiração, nem preocupação por esta criatura, sendo sinal que nunca nos cruzámos em vidas anteriores. Tudo nele, como em nós mesmos, é fruto da sua co-criação pessoal. Que ele seja bilionário à custa do trabalho emocional feito na sua empresa conhecida por IURD - Igreja Universal do Reino de Deus, não me deixa impressionado, nem sequer apiedado com quem lhe deu os famosos dízimos, que muitos consideram exploração. Sabem porquê? Porque isso faz parte da «escolha» pessoal dos milhões de pessoas em todo o mundo que voluntariamente aceitaram esse acordo. É um contrato entre duas partes. É, sobretudo, o custo ou consequência de uma escolha, a de se ter intermediários da nossa Fé.



Esse mundo dos intermediários da Fe - sem os dízimos obrigatórios -, conheci bem no meu passado, pois a minha origem é uma pequena ilha no Índico,  uma estreita formação coralina, que se situa no interior da baía de Mossuril, no oceano Índico, no Norte do país do mesmo nome da ilha, a 4 km da costa, com 3 kms de comprimento por 600 metros de largura [na parte mais larga], em forma de meia lua, conviviam as mais variadas religiões. A maioritária era a islâmica com as suas 5 mesquitas, depois a católica, com várias igrejas, seguindo-se como minorias, o hinduísmo, os xiitas e os muçulmanos, todos com 1 templo cada um. Eu vivi neste meio, portanto, sei bem o que eram todas aquelas pessoas a procurarem nas suas igrejas que os respectivos dirigentes, fossem intermediários da sua Fé. Na minha idade pré-adulta [dos 14 aos 19 anos] estudei profundamente as bases das religiões católica, islâmica e hindú, tendo tido professores de cada religião, a pedido do meu pai, para estudar a 'Bíblia', o 'Alcorão', o 'Bhagavad Gita' e os 'Vedas'. Porém, quando terminei esses estudos, afastei-me desta roda de samsara. Jinha cumprido o meu Júpiter em Aquário na 9ª Casa.

Ilha de Moçambique, minha terra. Foto de Nuno Simão Gonçalves
Segundo o que li, a IURD tem mais de seis mil templos e cerca de 2,3 milhões de fiéis só no Brasil, e quase 10 mil pastores. Esta organização está presente, segundo os próprios, em mais de 200 países, sendo mais disseminada nas nações de língua portuguesa. É a 5ª maior instituição no Brasil, sendo a 4ª maior igreja protestante e a 29ª maior denominação religiosa no mundo com mais de 8 milhões de pessoas. Texto daqui.

A propósito de astrologia de empreitada, não me apetece fazer um  texto quase automático para apenas dizer, por exemplo, que ele tem uma Lua [emoções] mal ligada a Mercúrio [comunicação, mensagem] o que, segundo os manuais, significaria que o corpo mental e o emocional de Edir Macedo não se ajustam. Então, como se justifica que uma pessoa com este aspecto tão negativo, cria um império poderoso, com base nas suas mensagens televangelistas que lhe deram fama e poder e que deveriam estar representadas neste aspecto no seu mapa natal? Porque é necessário analisar em que signos estão esta Lua e Mercúrio, assim como em que signos se encontram.

Um amigo meu disse-me que eu sou um mau astrólogo, porque opino demasiado. Respondi-lhe que se ele queria «relatórios astrológicos automáticos», teria muito gosto em oferecer-lhe vários tirados do meu software de astrologia [Kepler 7], mas que não abdicava de emitir as minhas opiniões paralelas às análises astrológicas que faço. Creio mesmo que essa é a minha mais-valia pessoal. A verdade é que esse meu amigo continua a ler-me e a dizer-me sempre o mesmo: 'Eh pá! Não estou de acordo contigo, mas gostei.' Já prometi a mim mesmo que, no dia em que me disser que está de acordo com as minhas ideias, vou parar de escrever durante algum tempo, para recarregar as baterias. Vem tudo isto a propósito de que este texto viverá muito das minhas opiniões, a par das quadraturas que o sr. Edir tenha no seu mapa natal.

A revista 'Forbes' considera-o um dos bilionários brasileiros com maior património arrecadado. Segundo parece é uma fortuna superior aos 2 biliões de reais brasileiros. Nem sei converter em dólares americanos ou euros. São números que não sei escrever, nem avaliar. Nem faço ideia com quantos 'zeros' se escreve 1 bilião. É o criador da IURD - Igreja Universal do Reino de Deus [os famosos dízimos solicitados aos fiéis], dono da Rede Record. Também é dono de 49% das acções do Banco Renner. Segundo os controladores do Banco A.J. Renner S.A., com sede em Porto Alegre, negociaram parte das suas ações com a empresa B.A. Empreendimentos e Participações Ltda., que é controlada pela empresa Rádio e Televisão Record S.A., cujos sócios, Sr. Edir Macedo Bezerra e esposa, têm domicilio no exterior. Imagine-se o poder deste homem, ao ponto de ter conseguido obter do governo o aval em como ele e a esposa têm domicílio no estrangeiro.


O Templo de Salomão, da IURD, em São Paulo, Brasil. 

Inaugurou no passado dia 31 Julho 2014 uma mega construção, imponente, chamada de «Templo de Salomão» no bairro do Brás em São Paulo [quem quiser pode fazer buscas na internet, que não lhe faltarão as informações]. Seria interessante perceber-se, através de especialistas da matéria, se este templo possui as medidas dos templos maçónicos que, como se sabe, também são tentativas salomónicas resultando em cópias modestas do famoso «Templo de Salomão» da Antiguidade, recriado agora na cidade de São Paulo, numa mega construção, com todos os materiais nobres e luxuosos que o muito dinheiro pode adquirir. Este espaço para culto tem capacidade para receber 10.000 pessoas sentadas. Impressionante.

Voltando às medidas maçónicas, há especialistas que podem avaliar as medidas quer as exactas, quer as proporcionais, e com isso julgamos poder perceber a visão de quem está por detrás de uma obra desta natureza. Um pequeno exemplo das medidas maçónicas: Se um Templo tiver 60 metros de cumprimento, a sua largura será de 20 metros e a sua subdivisão será de 40 metros para o ocidente e 20,00 metros para o oriente. A partir destes números, os arquitectos podem usar os factores múltiplos desde que não se afastem das medidas tradicionais maçónicas.

Edir Macedo Bezerra
18 Fevereiro 1945
8h30
Rio das Flores, Rio de Janeiro, Brasil
22ºS10'03''  043ºW35'08''

Encontrei este mapa na página no Facebook do
astrólogo brasileiro Leonardo Lemos.
Ele tem, até à data, cerca de 400 mapas de celebridades, muito úteis
para os estudantes de astrologia. O Leonardo Lemos 
acrescenta diariamente pelo menos um mapa à sua vasta colecção, 
havendo dias que publica 2 ou 3 mapas. Todos os mapas
têm como referência que é o mapa de alguém que 
tem o seu aniversário no dia que corre.Veja aqui.

Tentemos perceber as coisas um bocadinho desta maneira mais histórica. Edir não passa de um «modelo» [no sentido de 'molde'] desta nossa humanidade. Faz aquilo que o ser humano está habituado a fazer há milhares de anos. O que caracteriza esta nossa humanidade [as anteriores tiveram outras características] é basicamente dois aspectos:

1) Desejar muito o luxo e o conforto, associado ao poder [modernamente leia-se: 'dinheiro' + 'política']; 

2)  Uma busca desesperada por tecnologia, transformando-a em armas terríveis e fatais.

Edir Macedo é um protótipo do primeiro caso. Toda a vida dele é uma co-criação própria de um Mago poderoso. Ainda bem que não escolheu evoluir através do 2º item. Teria sido terrível. Mas para este item, já existem outros protótipos humanos: dirigentes da Rússia e da China [curiosamente, parceiros do Brasil no famoso BRICS], os dirigentes de Israel, Síria, a maioria do Médio Oriente e de outros países.Aliás, é uma humanidade que sabe muito bem usar as armas, desde que aprendeu a fundir os metais, há 6 mil anos. Foi um passinho: da faca e outros utensílios, às bombas nucleares! E aquelas armas sempre permitiram a criação de vários impérios. Hoje em dia, é igual. Nada mudou, excepto os nomes que damos às coisas. Veja-se o que se está a passar na faixa de Gaza.

O desejo de uma vida mais luxuosa e confortável, como característica principal da nossa humanidade até agora [desde, mais ou menos, 1987, os arquétipos humanos evolutivos, mudaram], pode ser entendida pelas lições de história, havendo muita literatura sobre o assunto: a obsessão da seda; a conquista dos mercados de especiarias; o mercado de escravos ao longo de milénios; a queda de Constantinopla e o fim da Império de Roma; a descoberta do resto do mundo pelos europeus a partir do século XV; o nascimento da Revolução Industrial ou, se quisermos irmos muito lá atrás, a Revolução Agrícola, há 10.000 anos. Edir Macedo insere-se neste protótipo e diga-se a contragosto de muitos, aparentemente com muito sucesso.

«Escolhas» da humanidade e respectivas «consequências», tal como fazemos no nosso dia-a-dia. Um pequenino exemplo de uma «escolha» simples, sem grandes consequências: logo de manhã, que vou vestir? É uma pequena escolha.


Deixo ao vosso critério os comentários deste meu pequno trabalho ilustrativo.

Quem construiu um templo desta grandeza talvez tenha ligações maçónicas  e não apenas os aspectos mais folclóricos que os 'media' gostam de retratar, que também são verdade.

Devido à minha idade, prefiro muito mais o  velho filme «Os 10 Mandamentos», de 1956, dirigido por Cecil B. DeMille. O filme é uma narrativa romanceada da vida de Moisés: desde que foi encontrado no rio Nilo até a chegada à chamada Terra Prometida, passando pela fuga do Egito e a abertura das águas do Mar Vermelho, prefiro muito mais o actor Charlton Heston no papel de 'Moisés', do que o senhor Edir Macedo no seu novo papel travestido de judeu, hipoteticamente como Moisés.

Tudo me leva a pensar que Edir Macedo é um Velho Mago. Mais adiante explicarei, astrologicamente, porquê.




A combinação de um Ascendente poderoso, em Carneiro/Áries e uma Lua em Touro, na Casa II, equilibra as características que de imediato chamaram a minha atenção no mapa de Edir Macedo: enorme capacidade de iniciativa, de empreendedorismo, aliado à segurança dos assuntos materiais de Touro. Os seus valores emocionais [Lua] só se realizam em bens materiais. Não me surpreende a sua obsessão pelo imobiliário: os tais mais de 6.000 templos e as suas mansões pessoais e a criação do gigante Templo de Salomão. Faz parte. Outros bilionários têm estas mesmas características, por exemplo Bill Gates, só que o seu Carneiro/Áries está no Meio-do-Céu em vez de estar no Ascendente, como é o caso de Macedo. Estamos, assim, perante um líder que administra os seus bens com eficácia e megalomania, apoiado pelo aspecto no seu mapa natal de um trígono entre a Lua em Touro e Júpiter em Virgem, fazendo dele alguém capaz de administrar milhares de funcionários.

Achei muito curioso que a sua Casa XII esteja em Peixes, havendo uma enorme concordância astrológica. Neste caso, dou uma dica: olhemos para esta Casa com este Signo como representando GRANDES organizações, do género: multinacionais [são os casos da IURD e TV Record], ministérios, governos, municípios, etc. Claro que, enquanto Mago, foi-lhe fácil co-criar esta situação, aproveitando o seu mapa natal, escolhido por ele próprio e o seu entorno, antes de nascer, como todos nós fazemos.


Este posicionamento de Peixes na Casa XII, pode dizer-nos que Edir gosta de sentir que tem total controle das suas emoções. Não tem. Aqui a questão não reside nos biliões que ele possua, mas sim como estará a sua saúde, sobretudo a mental e emocional? Atendendo ao pouco que se sabe, sobretudo devido à construção do Templo de Salomão e a sua «transformação» em judeu [pretendendo ser Moisés?] é revelador de uma vida emocional e mental, no mínimo 'estranha'. Como não sou psiquiatra, não devo pronunciar-me em questões médicas, mas que dá para desconfiar, dá...

Parece-me que em vidas passadas importantes pode ter ocorrido situações onde as emoções e os sentimentos eram expressos através do serviço ou da criatividade, como missionário, no trabalho com serviço social, como enfermeiro, artista ou músico. Pode ter sido um místico ou médium [aqui terá iniciado a sua preparação para ser um mago]. Nessas vidas, o sucesso e os ganhos financeiros nåo eram importantes. Nesta, vem praticar o oposto e assim se realizará como alma, quando a puder resgatar do seu actual aprisionamento.


Com Peixes na 12ª Casa e o Ascendente em Carneiro / Áries, deu-me para pensar que é nesta reencarnação que se interessa por sucesso e realizações. O primeiro lugar é o melhor lugar e é o único que lhe interessa e que aceita. Não quero abusar da minha visão pessoal, mas aqui há um sucesso à custa de outros e isso não parece ser motivador o suficiente, pois se fosse, com a idade que tem, não estaria a mudar de 'personalidade' nem a travestir o seu 'eu', desejando passar por um judeu da Velha Escola. Mas não façam muito caso desta parte da minha interpretação, pois não conheço o homem, para poder ajuizar uma situação destas.




Fiquei surpreendido com a aparente preocupação que notei pelo facto da classe política de 1ª linha [Dona Dilma, Lula e confrades] do Brasil estar presente na inauguração do Templo de Salomão, como a foto acima mostra. Parece que muitas pessoas ficaram apreensivas por a 'religião' estar de mãos dadas com a 'política' e o 'poder'.

Para mim, é absolutamente comum e é parte inerente da história da nossa humanidade, pelo menos nos últimos 6 mil anos. Mas sem ir tão atrás, gostaria de lembrar que, em pleno século XX, a China invadiu e apoderou-se da mística Tibete, ao ponto do Dalai Lama ter sido obrigado a exilar-se, vivendo na Índia, sendo cidadão do mundo.

Não percebo o motivo dessa preocupação, quando os exemplos são mundiais e também dentro das nossas casas: o santuário de Nossa Senhora Aparecida, no Brasil e o santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal. Sempre houve uma ligação entre os governos [política] e religião.

Não nos podemos esquecer que nas últimas semanas, Israel tem bombardeado a faixa de Gaza, destruindo tudo. Acham mesmo que é uma luta só política? Ou essencialmente, racista e religiosa?

Já nos esquecemos que em tempos passados, o Vaticano deu ao mundo famílias como os Borgia, além de ter criado uma coisa chamada Inquisição, que fez o que fez.

Sabem o que é a Jihad? Espero que sim e que percebam que é um conceito essencial da religião islâmica. Que funciona? Sim! Infelizmente, sempre com muitas mortes e autodestruição. Convém não nos esquecermos disto: a «Guerra Santa» é um nome dado pelos católicos europeus às lutas religiosas na Idade Média (por exemplo: as Cruzadas) por mimetismo com o próprio Islão.

Acho que todos sabem que nos Estados Unidos da América há o exemplo de Salt Lake City, no Utah, que é maioritariamente dominada pela religião mórmom. Governadores, municípios, políticos, saem todos deste grupo religioso. Sabem como se chama oficialmente esta prática religiosa? Assim: Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. 

Onde acham que Edir Macedo se foi inspirar, há uns anos atrás? Só para termos uma ideia muito vaga sobre estes temas, a seguir mostro-vos a fotografia do edifício onde estão instalados os serviços administrativos desta Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Não é um templo! É apenas um edifício administrativo. Mais parece um palácio real, de uma velha monarquia europeia. Sobretudo, parece uma réplica dos templos da Antiga Roma.

Porque não nos incomodamos tanto quando os políticos frequentam a Basílica de Aparecida ou o Santuário de Fátima ou quando Dona Dilma vai ao beija-mão do Papa Francisco? Conseguimos perceber que não há que temer nada, pois é o nosso inconsciente quem está carregado de preconceitos, formatados ao longo da vida? Nada como falar com as próprias células para nos libertarmos deste aprisionamento.



Só que Edir Macedo, nos tempos mais recentes, «escolheu» parecer mais da linha judaica [do Velho Testamento] do que da linha protestante da velha Europa [os mórmons].

Todos os que já lemos a Bíblia e sobretudo, o 'Velho Testamento', sabemos que aquilo é um amontoado de histórias, a maior parte delas sanguinárias. Conseguimos perceber isso? Conseguimos perceber que a mudança dá-se com a vinda de Jesus a este planeta? Bom, não pretendo ir por aí...

Nem vale a pena dar mais exemplos da mistura entre religião e política. É comum. Os Estados ocidentais é que adoram criar nas suas constituições uma parte em que dizem serem «laicos». São tudo menos laicos.




Aquilo que me chamou muito a atenção é o facto de Edir ter Saturno em Caranguejo / Câncer, no fim da Casa III, mas apenas a 2º22' da Casa seguinte, a 4ª Casa, fazendo com que funcione em ambas as Casas. Assim, de repente, sei que em termos mais cármicos - neste contexto, quando falo de carma, quero apenas dizer, que 'ali' há uma dor a ser resolvida -, isto tem um significado especial: «medo de sentir». Aqui em dose dupla, pois a 4ª Casa deste senhor tem a sua própria energia: Caranguejo / Câncer. Como será que resolve este medo interno? Creio que criando uma ou mais vidas paralelas. É o que ele tem feito. 

Parece que também deve existir uma grande cautela na sua expressão e comunicação. Tudo é pensado ao milímetro. Mas não é sentido. Apenas pensado. Portanto, estamos a falar de uma alma ausente do quotidiano. Do lado mais negativo, poderá isolar-se do mundo. Inevitavelmente, lembrei-me de ter lido que ele e a esposa já estão a viver no último andar do Templo de Salomão, numa 'penthouse' rica e elegante, mas isolada do mundo e das pessoas. Em termos simbólicos, estará voluntariamente aprisionado numa torre?




Se olharmos com muita atenção para o mapa de Edir Macedo veremos que existe uma quadratura entre Saturno e Neptuno. É um posicionamento sintomático de alguém que nesta vida vem procurar a segurança material, esquecendo-se do lado espiritual. É aqui que reside, em meu entender, a maior ironia do mapa deste senhor. Ele precisa de liderar ganhos materiais. Tem que aprender a equilibrar os seus desejos materiais com as suas necessidades interiores (espirituais). Irónico, não é? Terá conseguido? Não o conheço o suficiente para poder fazer alguma afirmativa ou negativa. Fiquemos num 'talvez'...

Afirmo o seguinte: sou fã incondicional de Deus e não necessito de intermediários para me realizar espiritualmente.

Edir, aproveitou-se desta quadratura em que Neptuno dissolveu as regras saturninas e criou ele próprios as regras que entendeu necessárias e agora faz-se passar como intermediário da divindade e daí os seus lucros empresariais. O crescimento espiritual de milhões de pessoas ainda passa por esta necessidade. Não sejamos críticos com esta necessidade colectiva, e que ninguém se ache superior a alguém que sinta necessidade de manifestar a sua fé por intermédio de um instrumento religioso.




Falamos tanto do budismo, como paradigma espiritual de qualquer coisa que admiramos muito, e somos excelntes a fingirmos que nesta prática filosófica não existem 'regras'. Claro que as há e fortes. A diferença é que o Dalai Lama, como chefe espiritual de milhões de seres humanos budistas é um Ser iluminado, muito preparado e que tem lutado no plano terreno para a Paz do Mundo. Não foi em vão que lhe deram um Nobel da Paz (1989), além de ter sido agraciado com mais de 100 títulos honoris causa em vários países do mundo.

O Dalai Lama Tezin Gyatso [monge e 'geshe' (doutor) em filosofia budista], na sua luta pela Paz, recorreu sempre a processos pacíficos, respeitando a doutrina da não-violência, a mesma lei defendida por Mahatma Gandhi e pelo actual Papa Francisco.

Alguém acha que Edir Macedo tem estatura capaz de fazer o mesmo: abdicar de si mesmo em favor da Paz mundial?




O Ascendente em Carneiro / Áries faz uma quadratura exacta com o Meio-do-Céu em Capricórnio. O seu destino era exactamente o de criar na matéria as condições para se realizar espiritualmente.

Convém-nos perceber o que acontece entre Marte, regente de Carneiro / Áries [além de Escorpião] e Saturno, regente de Capricórnio [além de Aquário]. Que vemos? Um quincôncio entre eles [aspecto de 150º]. Que representa um quincôncio? Representa uma desarmonia que gera instabilidades leves mas constantes e stressantes, um problema com o qual a pessoa tem obrigatoriamente de se confrontar, no entanto, a solução não é controlável. É diferente da quadratura e da oposição por não haver um confronto objectivo e consciente do problema, com alguém ou alguma ideia. Portanto, esta tensão é permanente, ao longo da vida. Está sempre ali, a fazer 'tic-tac-tic-tac', qual relógio cósmico que pode explodir a qualquer momento.

Este é o aspecto que mais me levou a considerar que Edir Macedo era um Mago. Não me atrevo a classificá-lo, apesar de em termos esotéricos sabermos que existem os Magos Brancos e os Magos Negros. Um aspecto no mapa natal entre os dois planetas que na Astrologia Tradicional são considerados como os «maléficos» do mapa, é passado de forma incólume? Nem pensar. Se fosse uma quadratura ou uma oposição eu não pensaria nestes termos. Mas um quincôncio, com a sua tensão permanente na vida do dono do mapa, leva-me a pensar neste tipo de carma. A situação é agravada porque Marte está em Aquário, um signo que pertence a Saturno.



Deixei propositadamente para o fim, o Sol de Edir Macedo. Está no último grau de Aquário. É um posicionamento muito cármico, pois por uma questão de horas não pertence ao signo seguinte. Se o Sol dele fosse de Peixes, por uma questão de horas, ele não teria sido tão criativo a imitar os televangelistas americanos, pois foi a fonte que ele escolheu.

É o posicionamento astral de quem tem convicções e sentimentos fortes e persegue os seus ideais, mesmo em contra-corrente. No entanto, os seus ideais quanto a como as pessoas DEVERIAM tratar as outras, raramente levam em conta as debilidades, diferenças e necessidades pessoais de cada ser humano. Resumindo: a pessoa deste mapa tende a generalizar o que acha ser o ideal e esquece, com frequência o lado mais pragmático da vida.

Este Sol, estando na 11ª Casa do seu mapa, faz dele alguém que aprecia liderar grupos de pessoas, atividades sociais e eventos, pois são áreas onde brilha e expressa realmente a sua criatividade. O conhecimento político e a resposta pública a actos individuais são naturais no seu mapa. Alguém duvida que através de financiamento, o poder dos seus 6.000 templos e respectivos pastores e o uso de 'medias' tão fortes como uma televisão e rádios [Record] ele consegue ter os políticos brasileiros debaixo da sua alçada? Ainda para mais em ano de eleições? Não brinquemos em serviço, certo?

Acham que a inauguração do seu Templo de Salomão, em ano de eleições brasileiras, foi um acaso? Vou repetir: não brinquemos em serviço, está bem?


Adorei o comentário da amiga Silvana Barbedo: «Nem Salomão, nem Davi, nem Moisés: a figura mais apropriada a uma analogia com Macedo é a de um homem de negócios próspero. Edir Macedo é o Lobo de Wall Street dos evangélicos e seu templo é o iate que provava sua ascensão.» Esta do 'Lobo de Wall Street' está genial.



Obviamente, não fiz a análise de TODO o mapa de Edir Macedo,
mas apenas aqueles posicionamentos que chamaram a minha atenção,
para a pessoa que parece ser nos dias de hoje.

Não é o mapa astral de alguém religioso, mas sim o de um grande empresário.



COMENTÁRIOS ENCERRADOS
POR CAUSA DOS VÍRUS.

Muito agradecido a todos os leitores.
6 a 9 Agosto 2014

António Rosa



.























Sem comentários:

linkwithin cova

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
«A vida é o que te vai sucedendo, enquanto te empenhas a fazer outros planos.»
Professor Agostinho da Silva

Visitas ao blogue

Receba os artigos por email

Para si, leitor

Caro leitor, tem muito por onde escolher. Sinta-se bem neste blogue. Pode copiar os textos que entender para seu uso pessoal, para estudar, para crescer interiormente e para ser feliz. Considere-me como estando do seu lado. No entanto, se é para reproduzir em outro blogue ou website, no mínimo, tenha a delicadeza de indicar que o texto é do «Cova do Urso» e, como tal, usar o respectivo link, este: http://cova-do-urso.blogspot.pt/ - São as regras da mais elementar cortesia na internet. E não é porque eu esteja apegado aos textos, pois no momento em que são publicados, vão para o universo. Mas, porque o meu blogue, o «Cova do Urso» merece ser divulgado. Porquê? Porque é um dos melhores do género, em língua portuguesa (no mínimo) e merece essa atenção.


Love Cova do Urso

Image and video hosting by TinyPic

Lista de Blogue que aprecio

O Cova do Urso no 'NetworkedBlogs' dentro do Facebook

.

Mapa natal do 'Cova do Urso'


Get your own free Blogoversary button!

O «Cova do Urso» nasceu a 22-11-2007, às 21:34, em Queluz, Portugal.

1º post do blogue, clicar aqui.

Blog Archive

Patagónia, Argentina

Textos de António Rosa. Com tecnologia do Blogger.

Copyright do blogue

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License
Os textos daqui são (maioritariamente) do autor do blogue. Caso haja uso indevido de imagens, promoverei as correcções, se disso for informado, bastando escrever-me para o meu email: covadourso@gmail.com -
Copyright © António Rosa, 2007-2014
 
Blogger Templates